espanto 1Embora não tenha esta intenção, este post pode chocar você. Então, se você não deseja ser levado a refletir sobre o que não quer refletir, recomendo que pare a leitura agora. É sério: não quero que ninguém que se incomoda com aspectos da humanidade de Cristo se sinta ofendido, portanto se discutir essa questão ofende sua sensibilidade, por favor, não leia.
Se decidiu prosseguir, tenho de perguntar: preparado para pensar sobre alguns aspectos da pessoa de Jesus sobre os quais provavelmente nunca tinha pensado antes? Então vamos lá: Jesus soltava gases. Tirava meleca. Fazia xixi e popô. Ficava grudento de suor. Sem usar bálsamos, tinha cheiro de suor. Arrotava. Tinha cera no ouvido. E por aí vai. Se você ficou abismado por eu estar falando essas coisas e agora me acha um grande herege ou, no mínimo, um enorme desrespeitoso, gostaria de dizer que estou sendo, simplesmente, bíblico. E, acredite, não estou usando o nome de Deus em vão: eu quero chegar, sim, a algum lugar com esta reflexão.
.
As Escrituras falam sobre Jesus que “ele, subsistindo em forma de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes, a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se em semelhança de homens; e, reconhecido em figura humana” (Fp 2.6-7). Isso nos mostra que o Criador do universo, o temível e poderoso Deus, o único digno de abrir os selos, aquele diante de quem todo joelho se dobrará, o Rei dos reis e Senhor dos senhores… fez-se como um homem. E, como tal, carregou em si absolutamente todas as características de um ser humano, com exceção de uma: ele nunca pecou. 
.
E se, como homem, Jesus tinha todas as características humanas, é natural concluir que ele flatulasse, arrotasse, assoasse o nariz, tivesse cheiro de gente, fizesse necessidades fisiológicas e tudo o mais que eu, você e qualquer ser humano na face da terra fazemos. Quando você acorda de manhã, seu hálito tem aroma de rosas? Nunca teve aquelas reações naturais ao final de uma refeição? Os seus gases têm cheiro de perfume francês? Não? E sabe por quê? Porque você é 100% homem. Assim como Jesus. 
espanto 2Posso ir além? Se está escandalizado, recomendo de coração que pare esta leitura agora, pois a humanidade de Cristo será ainda mais exposta a partir deste ponto. Se continuar, será por sua conta e risco. Quer prosseguir? Então vamos lá: há um aspecto da pessoa de Jesus que poucos falam, com medo das reações, que deixa muitas pessoas de queixo caído e cabelos em pé, mas do qual não se pode fugir: Jesus sofreu tentações em todas as áreas. “Tá maluco, Zágari!?!?!?!?!”. Bem… não, eu não estou maluco. Posso afirmar isso porque as Escrituras afirmam isso. Veja: “Tendo, pois, a Jesus, o Filho de Deus, como grande sumo sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão. Porque não temos sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes, foi ele tentado em todas as coisas, à nossa semelhança, mas sem pecado” (Hb 4.14-15). Repare: “ele foi tentado em TODAS as coisas”, assim como ocorre com qualquer um de nós, seres humanos. E “todas” significaria, por acaso “umas mas não outras”? Ou “todas” significa… “todas”? Se “todas” significa “todas”, posso afirmar que Jesus foi tentado para roubar, mentir, desonrar os pais, ser arrogante, sonegar imposto e se relacionar sexualmente sendo solteiro, entre tantos outros milhares de tipos de tentação.
.
Não se escandalize por isso. Entenda que ser tentado é diferente de cometer o pecado. Ter sido tentado em todas as coisas não quer dizer que ele pecou em qualquer uma delas. Pelo contrário: a Bíblia afirma que em tudo Jesus foi tentado e afirma que em nada ele pecou. Então Jesus ter sido tentado não é nenhum problema. Problema teria sido ele pecar. Jesus foi tentado no deserto para cometer enorme abominação: prestar adoração ao Diabo. E isso não escandaliza ninguém. Por que, então, dizer que ele sofreu outros tipos de tentação deveria escandalizar?
espanto 3Agora vamos ao que de fato interessa nesta reflexão: precisamos ter muito claro que Jesus é totalmente humano. Totalmente. Totalmente. A ausência de pecado é o porém: exclua o pecado e ele é igualzinho, em sua humanidade, ao resto da humanidade! Se assim não fosse, ele jamais poderia ter morrido pelo pecado de todos, pois um Deus não-humano não teria como sofrer em nosso lugar. Uma das maiores discussões entre os teólogos dos primeiros séculos de Igreja era exatamente esta: seria Cristo só espírito, só carne, dois em um, um em um…? Como seria a essência do Salvador? Após muitas discussões e concílios (reuniões dos líderes da Igreja) concluiu-se, a partir das Escrituras, que ele abrigava em si, simultaneamente, as duas naturezas: humana e divina. Foi preciso a Igreja passar pelos concílios de Niceia (ano 325), Constantinopla (381) e Éfeso (431), para finalmente, no concílio de Calcedônia (451), sacramentar a afirmação da existência de duas naturezas na única pessoa de Cristo (o que a teologia chama de “diofisismo”). O texto final desse concílio estabeleceu:
.
“Na linha dos santos Padres, ensinamos unanimemente a confessar um só e mesmo Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, o mesmo perfeito em divindade e perfeito em humanidade, o mesmo verdadeiramente Deus e verdadeiramente homem, composto de uma alma racional e de um corpo, consubstancial ao Pai segundo a divindade, consubstancial a nós segundo a humanidade, ‘semelhante a nós em tudo com exceção do pecado'(Hb4.15); gerado do Pai antes de todos os séculos segundo a divindade, e nesses últimos dias, para nós e para nossa salvação, nascido da Virgem Maria, mãe de Deus, segundo a humanidade. Um só e mesmo Cristo, Senhor, Filho Único que devemos reconhecer em duas naturezas, sem confusão, sem mudanças, sem divisão, sem separação. A diferença das naturezas não é de modo algum suprimida pela sua união, mas antes as propriedades de cada uma são salvaguardadas e reunidas em uma só pessoa e uma só hipóstase”(DS 301-302).
.
Qual é a grande beleza dessa realidade? De que maneira saber que Cristo é totalmente homem, nos mínimos detalhes, influencia nossa vida? Simples: Jesus nos entende. Ele é plenamente o que nós somos. Assim, compreende com exatidão tudo o que tem a ver com o ser humano. Você solta gases? Jesus entende. Você tira meleca? Jesus entende. Você tem mau hálito de manhã? Jesus entende. Seu desodorante venceu? Jesus entende.
espanto 4De igual modo – e este sim é o ponto que realmente importa -, se Jesus te entende nessas besteirinhas sem importância, ele te entende também nas grandes. Você pecou? O perdão dele é total. “Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões. Como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece dos que o temem. Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó” (Sl 103.12-14). Você está sendo tentado? Ele nos ensina o caminho: “Vigiem e orem para que não caiam em tentação” (Mt 26.41). Você tem vontade de dar na cara de quem te fez mal? Aquele que foi esbofeteado, cuspido e humilhado mostra como reagir: “Amem os seus inimigos e orem por aqueles que os perseguem, para que vocês venham a ser filhos de seu Pai que está nos céus” (Mt 5.44-45). E por aí vai. Cristo tem total identificação conosco, porque se fez como um de nós. O gigante se fez como um anão e, assim, compreende plenamente o que é ser anão.
cruzMeu irmão, minha irmã, compreender a humanidade de Cristo não tem nada a ver com saber que ele fazia isso ou aquilo que todo homem faz. Isso em nada importa, é irrelevante. O que é extraordinário é entender que essa compreensão nos revela um Deus que sabe onde dói a nossa dor; que entende o que é a tentação; que viveu na pele a fome e a sede, a dor e a angústia, o sofrimento e o abandono, a vida e a morte. Jesus ser homem é a grande maravilha do milagre da encarnação: ele entende. Ele entende você. Ele compreende pelo que você está passando. Ele sente nele a aflição da sua alma. Ele tem empatia pelas suas dores. E, por tudo isso, Cristo não dá as costas quando você mais precisa dele. Nunca. Essa é uma das mais lindas consequências da cruz.
.
Deus te ama. E quis ser como você é, para que você pudesse entender que ele te entende. E, ao vestir-se de homem, morrer e ressuscitar, Cristo deu a você o poder de passar a eternidade na companhia desse magnífico, extraordinário e belo Deus de amor.
.
Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Perdaototal_Banner Blog Apenas
Anúncios
comentários
  1. Mario Lima disse:

    Maurício, muito bom seu texto sobre as duas naturezas de Cristo, eu também creio assim. Mas cabem algumas perguntas: se Cristo sendo totalmente humano pôde viver sem pecar, isso me mostra que eu também posso viver sem pecar? Ou seja, posso ser perfeito como Ele foi perfeito? E se posso ser perfeito como Ele foi isso não invalidaria o sacrificio dEle por mim? Nao há o perigo de incorrermos no que se costuma chamar de Perfeccionismo? Gostaria de ouvi-lo sobre isso. Se nao quiser publicar a resposta, pode responder direto pra mim. Grande abraço.

    • Olá, Mario,
      .
      fico feliz que gostou do texto, mano. Em resposta à sua pergunta: não, jamais conseguiremos viver sem pecar. Jesus o conseguiu porque, embora fosse totalmente homem, era totalmente Deus. Nós só somos homens. Devemos tomar a perfeição dele como alvo, como exemplo do ponto ideal, e nos esforçarmos a cada minutos para alcançarmos esse patamar, embora saibamos que nunca conseguiremos. Não é por o topo da montanha ser impossível de ser alcançado que devemos nos privar de escalá-la. Perfeccionismo não é um defeito, é uma virtude. Mas o perfeccionista busca a perfeição em tudo o que faz, embora não a alcance plenamente. Devemos ser assim.
      .
      Abraço, querido, Jesus te abençoe muito,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  2. solange vieira disse:

    Mauricioooooo !!!!
    Estupendo o texto, concordo que primeiramente me choquei com a chamada da leitura.
    Sem pecados, perfeita sei que nunca conseguirei ser, mas aprendo demais como reagir em determinadas situações e momentos , nunca serei igual a JESUS, mas posso tentar me colocar como JESUS reagiria se fosse eu e mudar algumas coisas.
    Abraços.

  3. Andréa Bussolo disse:

    Bom dia, meu irmão!!!

    Agora, lembrei de um livro do Max Lucado (não sei o título, pois já li vááááários dele), onde ele citava que Maria devia viver num dilema quando o menino Jesus derramava leite ou fazia birra… Dava palmada, ou não, no bumbum de Deus???

    Maravilhoso o seu texto e, mais maravilhoso ainda, saber que Jesus era tão humano quanto nós… Que Deus nos ajude a sermos parecidos com Ele o máximo possível!!!

    Um dia abençoado para você e sua família!!!

    Andréa

  4. joélia disse:

    Não dá pra se escandalizar com esse Deus!!adorei

  5. Fernanda disse:

    Querido irmão em Cristo,

    Acompanhava seus post’s que recebia por e-mail, com posts de qualidade e coerência, porém nesse post fiquei chocada. Até achei que era vírus, e quase deletei antes de abrir.
    Sim, entendi que você quis chocar, “causar”, para entendermos o quão Jesus foi homem, “gente como a gente” nessa Terra, porém achei demasiadamente pejorativas suas palavras, se trantando DO REI DO UNIVERSO.
    Haveria outras formas de explicar isto, sem tratar dessa forma e repetidas tantas vezes em um texto.
    Vivemos na era da irreverência. Tudo pode ser zombado, satirizado, mas o cristão não precisa disso. Nosso Deus, INCLUINDO JESUS que foi homem nascido de mulher, é santo, e merece mais reverência.
    Que joguem as pedras, prefiro ter uma linguagem mais adequada com meu Criador do que escrever qualquer coisa.
    Estou cancelando a assinatura de e-mails.

    • Fernanda, olá,
      .
      que pena que não consegui transmitir a você a essência do que eu quis abordar. De forma alguma eu quis “causar” ou “chocar”, tanto que alertei no início do texto que aquele que se choca ou quem “não deseja ser levado a refletir sobre o que não quer refletir” não deveria prosseguir na leitura. Nem todos são capazes de aceitar a realidade apresentada sem confundi-la com irreverência. Creio que deixei bastante claro quem Jesus é enquanto Deus, merecedor de toda honra e toda glória, santíssimo (e, se você acompanhou este blog por algum tempo, deve saber do temor que tenho pelo Senhor). Não houve em momento algum do texto sátira ou zombaria a Cristo, isso é afirmado e reafirmado, e temo a Deus o suficiente para jamais fazer isso. Não se trata, tampouco, de “escrever qualquer coisa”, foi uma decisão consciente de mostrar que a humanidade de Cristo não se restringe a ter células, tecidos e órgãos. É tudo o que envolve ser gente. A grande beleza da encarnação do Verbo é justamente o Rei do Universo ter, como dizem as Escrituras, se despido de sua glória e se tornado como um de nós, sujeito às mesmas idiossincrasias, à mesma humanidade. Falamos tanto sobre o sangue de Jesus e nos esquecemos de que sangue é um fluido corporal, como os demais fluidos corporais que mencionei. E derramar o seu sangue só foi possível porque Cristo era lindamente humano (tudo o que foge a isso é pensamento gnóstico). Quando a Bíblia diz que da ferida no lado do Senhor saíram sangue e água, estava expondo o que de mais intrínseco ao ser humano havia nele. Foi o que fiz neste texto também.
      .
      Este blog não é sensacionalista nem nunca será. Aqui trato das profundidades da fé, numa linguagem que todos possam compreender. E o que escrevi hoje é totalmente bíblico e condiz com tudo o que a Cristologia ensina. Não é de modo algum irreverente, é realista. Entendo que possa afetar a sua sensibilidade e a respeito por isso. Mas não anula o fato de que Jesus é totalmente humano – humanidade sem a qual sua morte na cruz não teria validade alguma. E se as realidades humanas que expus no texto não condizem com a humanidade de Cristo, então teríamos de admitir que Jesus não era 100% homem quando caminhou pela terra. E isso, aí sim, seria uma afirmação ofensiva, pois contraria o cerne da nossa fé e constitui a mais desrespeitosa heresia.
      .
      É direito seu cancelar a assinatura e a respeito totalmente por isso. Obrigado pelo tempo que caminhamos juntos por aqui, sinto-me honrado por isso.
      .
      Um abraço fraterno, Deus a abençoe muito,
      mz

  6. No começo eu ri e pensei: “Onde é que Zágari cara quer chegar, rapaz?”. Ainda bem que insistir na leitura! Hahahaha Nem precisa dizer que gostei mais uma vez né? Como é bom saber que o nosso Senhor Jesus passou por TUDO que nós passamos e não pecou!!! Me fez lembrar o que R. C. Sproul disse: “O fato de Jesus ter sido um homem perfeito deveria nos fazer ter um desejo ardente de ser como Ele foi (em forma humana)”. Paul Washer disse também: “”Jesus nos deixou o exemplo de como ser um homem de verdade”. É claro, parafraseei as duas frases. Deus abençoe, mano!!!

    • Olá, Lucas,
      .
      exatamente, mano, a linda humanidade de Jesus precisa ser compreendida. Sem um entendimento exato da crueza de seu sacrifício e do que isso significou para o homem Deus, o que se tem é apenas uma sombra do evangelho.
      .
      Abraço fraterno, na paz do nosso Deus,
      mz

  7. Eleonora Argolo disse:

    Paz e graça meu irmão…
    Como sempre,mais um excelente texto…
    Continue assim, nos alimentando com a beleza e grandeza das verdades concernentes ao nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

    • Olá, Eleonora, graça e paz,
      .
      fico feliz que você compreendeu o texto e permitiu-se ser edificada. Jesus fale muito ao teu coração.
      .
      Abraço carinhoso, no amor de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  8. Luiz Fernando disse:

    Maravilhoso texto, Maurício. Leitura gostosa de se fazer. Bem humorado, mas ao mesmo tempo nos transmiti uma grande lição que nos edifica, e muito.

    As vezes quando me pego pensando que o Deus sempiterno, o Todo-poderoso, se fez carne, me maravilho. Pois de fato é um milagre. Ele não precisava fazer isso, mas mesmo assim fez. Por amor. Vai além da minha razão. Enfim, glória ao Filho do Homem.

    Deus continue lhe concedendo inteligência e sabedoria para nos edificar, querido.

  9. manuelamoraes disse:

    Caro Maurício,

    Chega a ser difícil construir este comentário considerando o tanto que esse texto, como diria o bom e velho crentês, FOI PRA MIM. Há algumas horas eu estava desabafando com minha amiga e grande irmã em Cristo sobre uma tentação que tenho passado há alguns dias, já que justamente hoje aconteceram coisas que me fizeram sentir mais fraca nesse sentido. Fiquei mal, triste, angustiada, ansiosa, e consciente de que o único caminho é oração e busca pelo Senhor (como vc biblicamente citou no texto), disciplinas espirituais nas quais não sou exatamente uma especialista. Sendo assim, vim aqui ler alguma coisa para me inspirar a ler a Bíblia e qual não foi a minha surpresa ao perceber que Deus tinha preparado algo lindo e confortante pra mim? Sabe, a culpa pode ser algo muito cruel. Eu tenho me culpado muito e o que Deus mais tem me dito é: “Eu te amo mesmo assim. Siga em frente. Eu estou cuidando de você. Meu amor por você é maior do que a culpa que vc está sentindo agora.” E enquanto eu lembro disso, lágrimas escorrem pelo meu rosto por simplesmente não saber como lidar com esses sentimentos todos.

    Muito obrigada, Maurício. Obrigada por me fazer entender que Cristo também foi tentado EXATAMENTE nessa área em que eu estou sendo tentada. Obrigada por me lembrar que Ele sente a minha dor, e justamente por isso que o Pai continua insistindo em me mostrar o amor dEle dia após dia. Quase consigo ver Jesus ao lado de Deus dizendo “Pai Eterno, eu já passei por isso. Dê amor a ela, é tudo de que ela precisa.” E aí Deus, cheio de amor e misericórdia, vai lá e faz.

    Que Ele te abençoe, Maurício.
    Você foi o instrumento para que eu recebesse o consolo de que tanto preciso neste momento.

    Beijão da sua fã,

    Manuela
    @manusinia
    http://www.fatiademusica.com.br

    • Oi, Manuela, tudo bem?
      .
      Que dizer, mana? Só posso agradecer a Deus por usar este blog para falar ao teu coração. Siga firme, vença as tentações e não se deixe vencer pelo pecado. Jesus te ajuda e entende.
      .
      Não se permita afundar pela culpa. Por favor, entenda que não falo isso de modo algum por motivação comercial, mas se você tem vivido culpa por causa de pecados, leia meu livro “Perdão total – Um livro para quem não se perdoa e para quem não consegue perdoar”. Creio que as verdades bíblicas expostas nele podem te ajudar muito. Ele foi escrito para quem passa pelo que você está passando: http://www.mundocristao.com.br/produtosdet.asp?cod_produto=11048&cod_categoria=158
      .
      E, por favor, não seja minha fã. Seja minha irmã, é bem melhor. 😉
      .
      Abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

      • manuelamoraes disse:

        Amém, Maurício! Que massa receber sua resposta. Hoje foi um dia mais ou menos nesse sentido da tentação, mas pude ver a mão de Deus claramente me abençoando e me ajudando. E acho que eu estava esquecendo de algo que me foi lembrado nesta noite: esperança. Esperança de que tudo vai dar certo e esse momento ruim, esses sentimentos ruins vão passar. Preciso me lembrar disso.

        Sobre a culpa, sabe que eu já vinha pensando em dar uma olhada nesse seu livro? O título me chamou a atenção, mas pela parte do “não consegue perdoar”, na verdade. Tenho algumas problemas nessa área também e seria bom se eu pudesse melhorar. Pelo visto, toda essa questão de perdão é complexa demais pra mim, já que eu não consigo nem dar nem receber rs. Obrigada pela dica, Maurício!

        E obrigada pelo carinho que a gente sente através dos comentários. É muito legal se sentir amada por alguém que a gente nem conhece, mas é canal de bençãos e amor de Deus na nossa vida.

        Ah, e eu, como escritora de um blog também, admiro muito seu trabalho! 😉

        Que Deus te abençoe muuuuuuuuito, a vc e sua família!
        Beijão. :*

      • Oi, Manuela,
        .
        fico grato a Deus por te lembrar de verdades tão importantes.
        Se decidir ler o livro, espero que te abençoe, depois me conta.
        Não tem o que agradecer, carinho é o mínimo que podemos compartilhar com irmãos em Cristo que se dispõem a tirar alguns minutos para ouvir nossa voz. Passe adiante! 🙂
        .
        Obrigado pela oração, é muito preciosa.
        .
        Um abraço fraterno para ti e os teus, no amor do Pai,
        mz
        facebook.com/mauriciozagariescritor

  10. Helison Queiroz disse:

    Meu mano Maurício!

    Meu sentimento é de felicidade quando recebo publicações do seu blog e vejo ali verdades escritas. Isso, me leva a refletir sobre a enorme responsabilidade que carrega em publicar algo, onde milhares de pessoas tem a oportunidade de serem abençoadas ou serem “chocadas”! Para o meu caso, em específico, mais uma vez fui grandemente abençoado e, posso dizer, na maioria das vezes, confrontado. Oro a Deus, que lhe conceda mais graça, onde mais vidas possam ser alcançadas por meio de seus textos publicados, e levá-las ao entendimento do evangelho da graça.

    Grande abraço!!!

    • Oi, Helison,
      .
      Fico feliz que o texto te abencoou. Muitos mais se chocam do que se maravilham com a humanidade de Cristo, infelizmente. Me alegro pela sua maturidade.
      .
      Grande abraço, Deus te abençoe muito,
      mz

  11. Nadia Malta disse:

    Aaaaaaaaaaaaameeeeeeeei! Texto muito lúcido! Ando meio sumida com tantas lutas, mas não tenho deixado de ler seus textos. Todos muito bons. Mas este aqui não poderia deixar de passar para cumprimentá-lo meu irmão! No aguardo do novo livro. Que Deus continue abençoando a sua vida. Um abraço.

  12. roberto disse:

    Deus pode até ser amor mas não é bonzinho, para ser salvo primeiro precisa obedecer a biblia so a graça nao basta, outro dia escutei um pastor na radio dizer o seguinte: é melhor voce não conhecer a Deus do que conhece-lo e nao fazer as suas vontades. E ele não esta certo? a biblia diz que Deus nao leva em consideraçao o tempo da ignorancia, se for por este lado é mais facil voce ser salvo nao conhecendo a Deus do que conhecendo nao obedece-lo em tudo e assim ter a salvaçao perdida.
    forte abraço pra voce e a toda galera daqui.

  13. Bruno Saraiva disse:

    Olá Maurício,
    faz tempo que não lia seus posts. Primeiro por “falta de tempo” e depois por acabar esquecendo até mesmo seu nome e página. Desde domingo, eu e os jovens de minha comunidade entramos em um jejum de rede sociais, quase que uma quaresma. E aí o que sobrou ? Me alimentar de algo que edifique, pois o mundo é muito barulhento. Foi nesse silêncio que me esforcei um pouco e fui procurando em outros blogs até que enfim achei o seu.
    Cara, curto muito seus textos. Confesso que não quis ler esse devido o título, achei bobo demais, mas confiei em sua experiência com Deus e encarei a parada. Parabéns. Como a maioria eu também fui ficando meio escandalizado com o início, mas confesso que terminei o texto torcendo para que continuasse.
    Gosto de sua página porque daqui saio edificado. Gosto de seus textos porque em momento algum você aponta erros ministeriais, textos esses que nos tornam mais deuses e menos servos.
    Obrigado cara, que Deus continue te dando força a cada dia para essa árdua missão.
    Forte abraço!!!

    • Olá, Bruno,
      .
      fico feliz por ver que você compreendeu a proposta do texto, que aponta para algo de que muitos se esquecem. Peço a Deus que aquilo que escrevo continue abençoando a sua vida, é um incentivo ler palavras como as suas. Volte sempre, será sempre bem-vindo.
      .
      Grande abraço, na paz de Cristo,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s