O encontro diário de quem foi chamado com aquele que o chamou é uma experiência ímpar da jornada. Mais do que o deslumbre que se tem ao se entrar em uma catedral pomposa e luxuosa, é o êxtase da intimidade que maravilha o verdadeiramente devoto. Para o filho, paredes, vitrais, arcos e colunas significam pouco; é o calor da presença do Pai no aconchego do quarto vazio e silencioso que o abraça e aquece seu coração. É ali, na solitude do choro e dos sorrisos que ninguém vê que o penitente encontra consolo para o coração cansado. 

Seu jugo é suave. Seu fardo é leve. Sobre ele repousam todas as nossas ansiedades. E ele nos chama para isso, sem restrições. “Fecha a porta e vem falar comigo”, sussurra, convidativo. Ali, você lhe diz quanto doeram as ofensas sofridas naquela tarde, a acusação ouvida naquela manhã, o abandono da véspera, a dor de testemunhar a dor do próximo. Ele quer ouvir de você quanto doeu o desprezo do irmão que sentou ao seu lado na igreja e a deslealdade do seu líder, que contou os seus pecados para outras pessoas. Ele, o amado,  balança a cabeça. E sussurra: “Perdoa, eles não sabem o que fazem”. Ele te entende. E lhe dá a paz. 

Depois de consolá-lo, ele põe uma mão em seu ombro, encostando em sua pele a chaga que lhe deu perdão, e diz: “E quanto a você? Quem você feriu? Em que você me entristeceu?”. Ele já sabe a resposta, mas quer ouvir dos seus lábios. Dói, eu sei, mas é preciso dizer. Pôr para fora. Confessar. Cabisbaixo, você reconhece as mentiras, o dano, a fraqueza, o ódio, os pensamentos transgressores. Sua impureza sai pelos seus lábios, as lágrimas descem, o Santo Espírito toca seu coração e o convence: é pecado. O arrependimento arde. A chaga é eficaz. Arrependimento. Confissão. Perdão. Restauração. 

Você sorri. Ele sorri. Agora, mais leve, é hora de conversar em maiores profundidades. 

“Sobre o que o Senhor quer que eu fale?”, você indaga. “Sobre o que você quiser”, é a resposta. Ele segura suas mãos, como se conduzindo seus passos, suas palavras e prioridades, seus interesses e desejos. E você fala. Desabafa. Compartilha. Lança o fardo. 

Depois de muito falar, vem o silêncio. Parece que ele deseja que você pergunte algo, mas você não sabe o quê. Ele ajuda: “Quer me ouvir agora?”. Você balança a cabeça, positivamente. E ele começa a discorrer sobre compaixão e graça. Fala sobre perdão. “Eles não sabem o que fazem”, repete. E você é levado a amar, estender graça e misericórdia.  Se é difícil, creia, ele ajuda. 

É quando você transborda. Seus joelhos escorregam para o chão, seu beijo toca as chagas que adornam os pés do Cordeiro. Seus olhos cantam lágrimas enquanto seus lábios transpiram louvores. É momento apenas de amar. Elogiar. Agradecer. Reconhecer. Adorar. 

Quando o coração transborda, ele puxa você para seu abraço. Ali, acolhido no seio do Amor, você encontra o lar. Sim, ali é seu lugar. Ali é o descanso. Ali é a paz. 

Findo o momento tão belo e transformador chamado oração, ele se despede, sem ir embora. Você não o vê, mas ele prossegue ali. E prosseguirá, todos os dias, até o fim dos tempos. O amém soleniza o fim daquele momento. Você se põe de pé e deixa o quarto, o secreto, o teu suntuoso e íntimo templo pessoal de comunhão, de culto, e sai para enfrentar aquele mundo em que há aflições. 

Mas… há paz. Há ânimo. Pois ele venceu o mundo. Ele venceu a morte. Ele venceu a serpente. Ele venceu o pecado. Ele venceu. E, porque você é filho, é herdeiro da vitória. 

As coisas têm sido difíceis, meu irmão, minha irmã? Vá ao quarto. Vá ao secreto. Beije as chagas. Deixe o fardo, receba a paz. E, depois…

Depois?

Depois é só se lembrar de que ele tem cuidado de você. E continuará cuidando, pelos séculos dos séculos. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >

Clicando nas imagens acima e abaixo você vai para a livraria virtual das lojas Saraiva.

APENAS_Banner três livros Zágari

Anúncios
comentários
  1. Francisco Neto disse:

    Obrigado, irmão Maurício!
    Que edificação para nossas vidas.
    Deus o abençoe sempre nos ajudando na jornada.
    Abraço

  2. Marcia disse:

    Que palavra maravilhosa!!! Isso sim é intimidade, comunhão com o Pai, e é nesses momentos que verdadeiramente somos restaurados, fortalecidos e edificados na rocha! Glória a Deus pela sua vida irmão. Que o Senhor continue te dando graça e usando sua vida para nos abençoar. Um grande abraço.

  3. MARTA disse:

    Que lindo meu irmão, sempre passo por aqui, e isso tem edificado a minha vida… meu desejo:… que Ele na sua infinita misericórdia continue te dando sabedoria para repartir conosco.

    • Amém, Marta, Deus é bom! Enquanto ele me der forças para isso, seguirei repartindo o que Deus puser em meu coração. Grato pelo carinho de suas palavras.
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  4. Cley Mongenot disse:

    Muito bom.

    Very good!

    Thank you friend.

  5. Jéssica Santos disse:

    Esta postagem me fez lembrar do quão importante e insubstituível é estar na presença do Senhor todos os dias em oração. Realmente a paz Dele nos dá forças para encarar o mundo de aflições e nos faz lembrar que Ele venceu este mundo, e que por Ele vencemos também.
    Obrigada por nos conceder do seu próprio tempo para edificar nossas vidas.
    Um grande abraço 🙂

  6. Carolina Yoshitomi disse:

    Amém. Sem mistérios, só com simplicidade.

  7. Mateus disse:

    Que texto abençoador, meu irmão. Me fez lembrar uma canção que compartilho aqui, se me permite. Um abraço!

    Herança – Os Arrais

    Ele acorda quando ainda está escuro
    E apalpa a parede até chegar
    No quarto que ele consagrou
    Sozinho em oração ao construir o seu lar

    Quebrantado ele abre a palavra
    Buscando em Deus descanso encontrar
    E a paz que enche o coração da esperança
    Que não vai achar em outro lugar

    Nas mãos de Deus derrama a sua vida
    Que trocaria pela salvação
    De cada membro de sua família
    E esta é a herança que deixou

    Ele acorda quando ainda está escuro
    E segue a antiga trilha ate chegar
    No jardim que ele consagrou
    Sozinho em oração ao conversar com seu Pai

    Quebrantado ele abre sua alma
    Buscando em Deus descanso encontrar
    E a paz que enche o coração da esperança
    Que não vai achar em outro lugar

    Nas mãos do Pai derrama a sua vida
    Que ele troca pela salvação
    De cada membro de sua família
    E esta é a herança que deixou
    Que deixou, que deixou, que deixou

    Nas mãos do pai derrama a sua vida
    Que ele troca pela salvação
    De até mil gerações de sua família
    Pois esta é a herança que deixou
    Pois esta é a herança que deixou.

  8. Gabriela disse:

    Palavras maravilhosas, consoladoras e amáveis.
    Que Deus continue lhe dando sabedoria e unção, para nos enviar palavras abençoadas todos os dias de sua vida.
    Fique na paz
    Gabriela Cardoso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s