Tenho sentido falta de sorrisos. O mundo anda pesado, denso, carrancudo. E não só o mundo, nós, que não somos mundo mas vivemos nele, também. As redes sociais andam tristes. Sinto falta de que meus irmãos e minhas irmãs compartilhem alegrias, carinhos, gentilezas. Se o que o universo virtual transmite é a realidade dos bastidores, sou obrigado a concluir que uma enorme parte de meus amigos virtuais está tensa, irritada, assoberbada por uma caminhada cinzenta, nublada. Todos parecem ter uma lição de moral a dar, uma crítica ácida a fazer, uma exortação a cajadar, uma reclamação a expor. As redes sociais estão chatas, talvez porque eu esteja chato, talvez porque todos estejamos chatos. Talvez porque a vida esteja pesada e todos precisem desabafar.

Claro que a vida não é só alegria. Nunca foi e nunca será. Mas a nuvem está escura demais. Além do ponto. Você não tem essa impressão? Gostaria de ver mais gente falando e postando sobre coisas bonitas, como a poesia que leu, o entardecer que apreciou, o gesto de gentileza de que foi alvo ou com que alvejou alguém. Está faltando beleza, sabe? Tenho tido dificuldade de encontrar prazer no telejornal, nas postagens da minha timeline, na fala de muitos amigos. Os assuntos parecem sujeitar-se a uma ditadura do ruim, do feio, do errado, da maldade, do ódio. O cheiro do rancor parece impregnar as roupas e os cabelos de muitos. A raiva está demais. Antipatias. A humanidade parece doente, com uma febre e uma tosse que não passam nunca. 

Não temos nos visto como complementares, mas como antagonistas. É claro para mim que a maioria das pessoas tem entrado nas redes sociais não com o desejo de amar o próximo, mas com a vontade de pôr o outro no seu devido lugar. Sabe… não estou com vontade de pôr ninguém no seu devido lugar. Prefiro me pôr em algum lugar ao lado das pessoas e trocar uma ideia, saber o que pensa o outro, achar graça dos pensamentos de que discordo e influenciar mais com um sorriso, um abraço e muita paciência e tolerância do que com intermináveis discursos cheios de pretensa superioridade. 

 Talvez seja uma fase meio esquisita, não sei. Mas estou um pouco cansado das frases de para-choque de caminhão que estão enchendo as redes sociais e dos muitos que se pensam mestres quando ainda têm tanto a aprender. Tanto. Assim como eu, que tenho tão pouco a ensinar, creia. Você não precisa entrar no facebook apenas para dar lições, acredite. Pode apenas sorrir. Elogiar. Fazer um afago no seu amigo. Dar uma palavra bonita para deixar o dia de alguém mais feliz. É só uma sugestão que dou, nada muito sério. Só uma sugestão. 

Não me acho capaz de lhe ensinar nada neste momento, meu irmão, minha irmã. Hoje, pelo menos, não sinto vontade de fazer discursos teológicos, exposições doutrinárias, dissertações sobre dogmas e escolas de pensamento. Hoje, pelo menos, quero apenas conviver, sorver da existência do próximo e me deixar deleitar pelas enormes contrariedades que compõem cada ser humano. Sem brigas. Sem fazer das minhas falas discursos de palanque. Hoje, pelo menos, quero me restringir a olhar as flores do campo e os passarinhos, como Jesus ensinou.

Estou um pouco cansado de tantos pretensos mestres, tantas lições de moral, tantos convencedores, tanta gente que acha que veio ao mundo com a missão de corrigir a humanidade ignorante. E não sei como as outras pessoas também não estão, pois os relacionamentos são muito, mas muito mais do que só ensinar, ensinar, ensinar e corrigir, corrigir, corrigir. Os outros não estão tão mais errados assim do que nós, acredite. 

Fica a sugestão, meu irmão, minha irmã: deixe um pouco de lado seu smartphone. Só por um tempo. Abstenha-se por alguns dias de querer ensinar e convencer os outros. Economize frases de efeito e amaine a alegria de receber curtidas. As nossas lições e os nossos ensinamentos não farão falta por um tempo, acredite. O mundo ficará bem sem nossas exortações. Sei disso porque ficou sem as minhas, eu, que fiquei duas semanas sem escrever neste blog e acredito piamente que isso fez pouca falta. Abracei pessoas esses dias, e foi bom demais. Conversei mais, e foi bom demais. Ouvi mais, e foi bom demais. Cuidei de gente que amo, e foi bom demais. Fechei mais os olhos, e foi bom demais. Aprendi mais do que ensinei, e foi bom demais. Precisamos disso. Eu preciso, você precisa.

Tenho gostado de me achegar ao Cordeiro. Tenho me deleitado no silêncio. Quando o coração dispara e uma incômoda eletricidade parece percorrer perenemente a pele, com o sistema nervoso em 440 volts, é nele que encontro abrigo. Que dádiva é a presença do manso amigo! Nele, toneladas saem de nós. Embora Cristo tenha tantas lições de moral a dar, tanto a ensinar, tantos a convencer, tantos a corrigir e exortar, ele apenas me convida a reclinar-me em seu peito: “Descansa, Mauricio”. E eu descanso.

Não há nada igual. É apenas estar. É dar e receber afeto. E, por fim, suspirar e respirar… em paz. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >

Clicando nas imagens acima e abaixo você vai para a livraria virtual das lojas Saraiva.

APENAS_Banner três livros Zágari

Anúncios
comentários
  1. Helen disse:

    Você está redondamente enganado quando diz que fez pouca falta; eu entrava aqui todos os dias pra ver se tinha alguma nova postagem. Inclusive pensei que tivesse acontecido alguma coisa pra que você não estivesse aqui, nos presenteando com sua sabedoria e conhecimento.
    Que bom que foi uma pausa voluntária e pra descanso desse mundo virtual.
    Deus abençoe e bem vindo de volta.

  2. Eduardo Lucas Freitas do Amaral disse:

    Olá, Maurício!
    Já fui daqueles mais combativos na internet. Hoje em dia, com a ajuda de minha noiva, tenho conseguido dar uma IMENSA folga para os outros. Hahaha…
    Mas sabe, não consegui ainda chegar ao nível de “achar graça dos pensamentos de que discordo”… Não falo de pensamentos e ideias banais, mas daquelas que você consegue ver que são realmente demoníacas, destrutivas e mortais.
    Espero que para esses Deus possa me dar mais e mais paciência para suportar.
    Fortíssimo abraço!!!

    • Eduardo, sábia noiva você tem! rs
      .
      Sobre as ideias demoníacas, leia 2Tm 2.24-26 e você verá como devemos nos posicionar diante dos tais. E, em especial, com foco em qual é o nosso papel, como devemos exercer esse papel e quem é de fato o responsável por dar o arrependimento.
      .
      E paciência vem para os que se achegam a Deus. Afinal, é virtude do fruto do Espírito. 😉
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  3. Neia Gomes disse:

    Paz Maurício ,
    Que leitura vai que acabei de fazer , obrigada por compartilhar coisas boas com a gente .
    E com certeza faz falta seus post , coisas que edificam precisam ser compartilhadas.
    Deus abençoe sua vida , sua família , seu ministérios te dando a cada dia mais sabedoria , graça e força para seguir levando a palavra de Deus .
    Neia

  4. Daniel disse:

    Amém.
    Que bom que voltou Maurício.

  5. Amei ♥ Esta postagem descreve um pouco do que tenho sentido estes dias. Admiro muito o seu trabalho. Deus continue abençoando sua vida e sua família.

  6. Jonathan disse:

    Falou tudo, sem mais!

  7. Carolina Yoshitomi disse:

    Concordo em tudo Mauricio.
    Só uma coisa que quero dizer contra: vc ficou duas semanas sem escrever e ninguém sentiu falta. Eu senti rsrs não recebi nenhum email e achei q tinha dado algum erro no meu email rsrs
    Era só isso.
    Obrigada pelo texto que me fez me sentir bem em estar tentando descansar.
    Deus continue abençoando e usando sua vida.
    Paz

    • Obrigado por seu carinho, Carolina. De tempos em tempos precisamos dar pausas, como pausas entre notas em uma sinfonia. Mas, passado o silêncio, voltamos com o som do violino, enquanto o Maestro nos dá forças e inspiração para prosseguir. Grato por seu afeto.
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  8. Alexandre disse:

    Bom dia Maurício,

    Compartilho desse sentimento. Esses dois últimos dias foram de profunda reflexão. Fico triste ao ver quantos juízes temos em nosso meio. Estamos na era dos “especialistas”. Estes, independente do assunto(política, religião, vida pessoal) sempre tem opiniões irredutíveis, se polarizam e criam um vácuo cada vez maior com o lado oposto.

    Não vejo isso na Bíblia. Na Bíblia enxergo compaixão, misericórdia, perdão, empatia com o próximo, entre tantas outras formas de amor. Vejo famílias inundadas com vícios, adultérios, orgulho e ainda assim julgando a queda do seu irmão. Me doí ver isso. Olho para mim e vejo meus pecados ocultos, meus pensamentos, e sei que independente do tipo de pecado, tanto o meu, quanto o seu ou do outro, todos tem o mesmo peso e a mesma sentença.

    Mateus 9:13 – Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.
    1 Timóteo 1:15 – Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.

    Meu primeiro comentário no blog, mas já acompanhando a um bom tempo!

    • Dias difíceis, Alexandre, mas tudo previsto pelo Senhor. O amor de muitos esfriaria, afinal.
      .
      Grato por sua companhia aqui no blog!
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  9. Janete disse:

    👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

  10. Josiane disse:

    Caro Maurício, que devocional maravilhoso! Como é necessário ouvirmos isso… há tempos desliguei-me de algumas redes sociais, é exatamente por isso que o fiz… sou criticada algumas vezes por não lutar ferozmente por um ideal nas redes sociais, mas estou feliz assim. No entanto, ainda sentia falta de falta de algo que eu não sabia, mas agora percebo, sinto falta dos sorrisos, da vivência da realidade. Obrigada por deixar-se ser usado para a sensibilidade de Deus. Obrigada por ser canal de bênçãos em nossas vidas!

    • Olá, Josiane,
      .
      fico muito feliz por de algum modo poder edificar sua vida. Siga por esse caminho, desfrutando daquilo de bom que Deus nos oferece.
      .
      Sou grato pelo seu carinho.
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s