jo 1O início do livro de Jó nos mostra uma situação muito estranha. Em um primeiro olhar, temos a sensação de que o Senhor está engajado numa barganha com Satanás acerca da vida do “homem íntegro e justo; [que] temia a Deus e evitava fazer o mal” (Jó 1.1). Parece uma espécie de aposta, de desafio. Que esquisito. Como podemos entender isso? O que o relato desse diálogo entre o Senhor e o Diabo nos ensina? Se conseguirmos enxergar além, vamos perceber que Deus na verdade não barganhou em momento algum com Satanás, mas só deu papo para o inimigo e permitiu que ele afligisse Jó por uma razão bem específica, que veremos no último parágrafo deste texto.

É um enorme equívoco achar que Deus e Satanás estão numa batalha em pé de igualdade. Entenda: a única relação dos demônios com o Criador é no sentido de obedecer e implorar ao Senhor. Do mesmo modo que eu e você, como criaturas, dependemos da permissão do Pai para tudo, todo e qualquer ser espiritual tem de seguir o mesmo protocolo. Sim, Satanás é obrigado, em tudo, a dizer ao Todo-poderoso: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus”. Ele não tem escolha. Então o que esse trecho de Jó mostra não é um Deus que barganha com o Diabo, mas um Diabo que está submisso em tudo a Deus e tem necessariamente de obedecer-lhe – embora de muita má vontade, é verdade. Mas se o Senhor manda, o Diabo só pode dizer “amém” – as forças espirituais da maldade jamais moverão uma palha sequer se o Todo-poderoso não permitir.

jo 2Para tomar qualquer iniciativa, Satanás precisa que Deus conceda-lhe o direito. Veja que em Jó 1.12 o Senhor diz a Satanás: “Pois bem, tudo o que ele possui está nas suas mãos; apenas não toque nele”. Deus usa o verbo no imperativo, isto é, trata-se de uma ordem, algo que vem de cima para baixo: “Não toque”. Em nenhum momento há uma barganha: há uma concessão. E que vem não para satisfazer Satanás, mas para cumprir os propósitos divinos. Logo, do mesmo modo que Deus endureceu o faraó no Êxodo, usou Nabucodonosor, Ciro, Dario e outros incrédulos para realizar a sua soberana vontade, também só permite ao Diabo fazer suas diabruras se elas, no grande esquema das coisas, atenderem ao que o Senhor deseja. Nesse sentido, o Inimigo é como uma caneta que o Pai usa para escrever a História da eternidade. E canetas não têm autonomia, poder ou autoridade: são instrumentos usados para atender os desejos de quem os maneja.

As palavras de Cristo em Mt 4.10 (a tentação de Jesus no deserto) são absolutamente reveladoras: “Jesus lhe disse: Retire-se, Satanás!”. Perceba o que está acontecendo aqui. Jesus simplesmente dá uma ordem. E o que o Diabo faz quando Cristo diz “retire-se” é: “Então o Diabo o deixou”. Não há luta, não há barulho, não há disputa. Jesus diz e o Diabo simplesmente e subordinadamente obedece. A história se repete em Marcos 5, no episódio do endemoninhado gadareno. Quando aquela legião de demônios se vê diante do Rei dos Reis o que ela faz? “E implorava a Jesus, com insistência, que não os mandasse sair daquela região. Uma grande manada de porcos estava pastando numa colina próxima. Os demônios imploraram a Jesus: ‘Manda-nos para os porcos, para que entremos neles’” (Mc 5.10-12). Os demônios imploraram. Segundo o dicionário, isso significa que eles suplicaram, pediram encarecidamente e humildemente.

O livro de Jó nos antecipa o que veríamos séculos depois se cumprir em Cristo: a supremacia de Deus sobre o Diabo. Jesus lida com Satanás e os demônios sempre como um leão trataria um rato ou uma águia trataria uma serpente. Mateus 8.16 diz a respeito de Cristo: “Ao anoitecer foram trazidos a ele muitos endemoninhados, e ele expulsou os espíritos com uma palavra. Repare, uma única palavra! Jesus não se rebaixava a ficar conversando com demônios se não houvesse propósito para isso. Com uma única palavra os mandava embora.

jo 3A Bíblia é sobre Cristo. O evangelho é sobre Cristo. Nossa vida é sobre Cristo. Se você reparar que está gastando muito do seu tempo lendo sobre demônios, falando sobre eles e se preocupando com eles é sinal de que suas prioridades na vida de fé precisam ser reavaliadas. Cristianismo é sobre viver com Cristo e amar o próximo e não sobre ficar gastando horas e horas com demônios. Ao final do livro de Jó, vemos o resultado de tudo o que o Diabo lhe causou: “Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram” (Jó 42.5), disse o patriarca ao Senhor. Não, não houve barganha entre Deus e Satanás. Houve, isso sim, a mão do Pai em ação para fazer seu filho amado crescer em intimidade consigo: o sofrimento de Jó fez com que ele deixasse de ser apenas um homem que cumpria a lei de um Legislador para se tornar um filho que tinha intimidade com um Pai.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari

Perdaototal_Banner Blog Apenas

Anúncios
comentários
  1. marcojuric disse:

    Bom dia Zágari!

    Confesso que nunca tive e nunca ouvi essa abordagem sobre a razão do sofrimento de Jó ser o seu crescimento na comunhão e intimidade com Deus.
    Excelente!!
    Me fez crescer no entendimento.

    Grande abraço irmão!!

    MJ

    • Salve, Marcão!
      .
      Pois é, querido, não consigo ver de outra forma. Ele passa de um homem que cumpria a justiça de Deus para um homem que tinha intimidade com Deus.
      .
      Abração, Deus te abençoe,
      mz

  2. José disse:

    Bom dia.

    É… Tudo tem um propósito.
    Entendê-lo e agir em acordo é que é.
    Ainda bem que existe a Graça de Deus.
    😃
    José.

  3. Só posso dizer que não consigo dizer nada… 🙂

    Bom dia pra você!
    Grande abraço, irmão!

  4. Lígia Maria da Silva Barros disse:

    Bom dia Servo e Deus!
    Não costumo dar ousadia a Satanás.
    Costumo dizer que o Deus em que creio está acima de TUDO de TUDO mesmo.
    Se algo em minha vida não acontece ou dá errado, creio sempre que Deus não permitiu porque não era o melhor. JAMAIS porque houve interferência do inimigo.
    Deposito minha vida,dos meus filhos,netinha e dos que amo nas mãos do Salvador, sempre.
    Forte abraço e que nosso Deus maravilhoso e poderoso esteja com você e com todos nós.

  5. Lígia Maria da Silva Barros disse:

    “Servo de Deus”

  6. solange vieira disse:

    Olá!
    É Fato, não são poucos os cristãos vivendo essa teoria de “exaltar” o poder do diabo, acredito por falta do verdadeiro conhecimento,o véu que não se rasgou ainda, quando a graça nos alcança,sabemos que tudo acontece, na hora, onde,da maneira que aprouver a DEUS, que só DEUS é soberano sobre nossas vidas, e apesar de algumas vezes satanás agir , quem tem o controle de nossas vidas é o soberano DEUS.
    A paz do Senhor .
    Abraços.

    • Oi, Solange,
      .
      saber dessa realidade nos dá muita segurança, por entender que mesmo quando o Diabo quer nos peneirar Deus é quem controla tudo.
      .
      Grande abraço, o Senhor te abençoe,
      mz

  7. Mateus disse:

    Zágari, acho que foi Calvino quem disse: “Satanás é um instrumento da ira de Deus”. Fica muito claro que em todos as artimanhas dele há um propósito divino de Deus, como no espinho de Paulo (2 Co 12), no anticristo (2 Tess 2:8-12), e no caso do próprio Jó, cujo livro diz no final:

    “Todos os seus irmãos e irmãs e todos os que o haviam conhecido anteriormente vieram comer com ele em sua casa. Eles o consolaram e o confortaram por todas as tribulações que o Senhor tinha trazido sobre ele, e cada um lhe deu uma peça de prata e um anel de ouro.” (Jó 42:11)

    Deus é soberano! Paz de Cristo.

  8. Fabio Cardoso disse:

    Olá Maurício !

    A bíblia diz : “o amor ao dinheiro é raiz de todos os males.(não o diabo) Algumas pessoas, por cobiçarem o dinheiro, desviaram-se da fé e se atormentaram a si mesmas com muitos sofrimentos”.Tm 6:10

    Sei que devemos estar vigilantes contra a ação do diabo, mas creio que devemos alertar muito mais para examinar nossos corações, que se desviam facilmente para o mal, do que responsabilizar exageradamente o diabo por quase tudo. Não é a toa que em Pv 4:23 que somos orientados a guardar nosso coração acima de tudo.

    Talvez, ainda que o diabo fosse expulso hoje de nosso planeta, a sociedade continuaria escrava de seus desejos pecaminosos longe de DEUS. Inclusive, nosso pecado maior é o mesmo do diabo. Não se sujeitar a soberana vontade de DEUS.

  9. O mundo está muito complicado e as pessoas estão complicando ainda mais, os filmes de terror tem sempre muito sangue e ódio, (eu particularmente não assisto a nada mais disso) percebo pelas capas.
    As pessoas muitas delas estudadas em relação a palavra de Deus tem o péssimo hábito numa ministração, pregação ou momentos de reflexão em grupo, ficar verbalizando diabo, satanás (muitos deles fazem impressos evangelísticos com essa palavra começando em letra maiúscula) e dando super poderes para aquele que não tem poder sobre nós que estamos em Cristo Jesus.

    Quando li na Bíblia Sagrada a passagem do gadareno, isso é muito nítido e gritante falando em relação a supremacia, domínio e senhorio do Senhor Jesus.

    Durante a minha leitura e destilar das escrituras sagradas, Ele (Jesus) sempre usa poucas palavras com o inimigo, NÃO HÁ ESPAÇO E NEM DELONGAS.

    O poder da ressurreição de Cristo é algo implacável, é como uma bomba atômica de amor no reino do espírito onde todo mundo se curvou, e os que ainda não conhecem as palavras de vida eterna, no dia em que conhecerem, também irão reconhecer e se prostrar ao Rei dos reis e Senhor dos senhores.

    Ao invés de montarmos uma ministração, pregação ou um momento de reflexão em grupo falando sobre o diabo, do que ele pode fazer com você etc.. etc.. acharia de grande avalia e de muito mais proveito montarmos algo sobre os milagres de Jesus e do seu poder sobre essa força contrária chamado diabo, assim como Maurício escreveu aqui.

    Jesus Cristo Reina, ontem, hoje e para todo o sempre. Amém.

  10. Andresa Luiza Nogueira disse:

    Olá Maurício! Fico muito feliz em ler seus textos, sempre edificantes e esclarecedores. Tenho visto nas igrejas uma excessiva preocupação com o diabo, colocando-o em pé de igualdade com Deus, é como se ele fosse tão poderoso quanto o próprio Deus, é a velha heresia maniqueísta. Muitos cristãos esquecem da soberania do Senhor e que tudo, inclusive o diabo, está debaixo do domínio de Deus. Como diria Lutero: o diabo é o diabo de Deus!
    Obrigada pelos textos!!!

    • Oi, Andressa,
      .
      fico feliz que você tenha essa visão madura. Cristianismo é sobre Cristo, o resto… é resto.
      .
      Abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  11. Olá Maurício! Ótima interpretação sobre “uma” das causas do sofrimento humano; pena que muitos não entendem, desesperam-se, e nunca chegam a experimentar o “conheçamos e prossigamos em conhecer o Senhor”.

  12. Edilson Gavazzi de Lima disse:

    Maurício, além do propósito claro que você mencionou, existe ainda outro. Perceba que no início do livro de Jó, ele possuia muitos medos, medo dos filhos pecar, medo de perder o que tinha, enfim, Deus precisava de alguma forma tratar ele e conhecendo como nos conhece, fez o que fez, até Jó dar aquela declaração linda, mencionada no final do seu post. Jó 42.5. Abraços

    • Oi, Edilson,
      .
      creio que o medo, na verdade, é consequência da falta de intimidade com Deus. Uma vez que se conhece o Senhor intimamente, seus pensamentos, sua onipresença e seu amor, deixar de sentir medo é uma consequência natural. Obrigado por compartilhar!
      .
      Grande abraço, na paz,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  13. Nadia Malta disse:

    Muito, muito bom! Palavra maravilhosa! Seu texto me fez lembrar uma historieta que ouvi de um velho pastor há anos atras. Dizia que num programa de rádio cristão foi feito um apelo para uma irmãzinha em dificuldade. Então um babalorixá, resolveu aprontar e mandou seu secretário fazer uma feira completa de tudo e mais alguma coisa. E deu uma ordem expressa, ao entregar aquela feira, ele deveria dizer a irmãzinha que foi o diabo quem mandou! Muito bem, feira feita, chegou a hora da entrega. Quando a irmã recebeu aquilo tudo, começou a dar graças a Deus e glorificá-Lo. O secretário do outro já incomodado com aquilo, perguntou a mulher: “a senhora não quer saber quem mandou?”. Ela respondeu: “Não precisa, porque quando Deus quer até o diabo obedece!”. Deus te abençoe sempre irmão.

  14. Ediná disse:

    Mauricio, por fé sabemos que Deus tem o controle de todas as coisas, e que tudo o que acontece é com o propósito de fazer com que tenhamos sempre mais e mais comunhão com Ele.
    Que Deus reine cada vez mais e mais em nossos corações. A Ele a honra e a glória para sempre!

    Paz do Senhor a você e a sua família.

  15. evangelistapaulotrindade disse:

    Amado irmão Maurício. Descobri seu blog há poucos dias e, dando uma olhada e lendo algumas de suas postagens, meu coração se alegra e louvo à Deus pela sua vida, pois vejo que ainda há pessoas neste mundo que se preocupam em propagar as verdades contidas na Palavra de Deus, em especial no Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo de uma maneira clara, simples mas objetiva… Inclusive tomei a liberdade de citar algumas de suas postagens em algumas de minhas pregações, pois sei que foi e será de grande edificação para nossos irmãos em Cristo. Que Deus continue te abençoando ricamente e dando – lhe mais conhecimento e sabedoria para proclamar o Evangelho do Reino. Em Cristo Jesus…

    • Muito obrigado por suas palavras, Paulo, peço a Deus que o abençoe muito e a todos aqueles que ouvirem o evangelho de Cristo por meio de suas ministrações.
      .
      Abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  16. Jhonatan disse:

    Boa noite prezado Mauricio, confesso que tenho por grande estima seus posters no blog, por razao da correria do dia a dia essa e a primeira vez que comento no blog, mas gostaria de ser ousado e pedir sobre a possibilidade de voce comentar algo relacionado ao tema do pluralismo comteporaneo, aquela questao do “cada um tem sua opiniao” lembra? Como bons cristaos eu acharia de grande crescimento para mim, ate por fazer parte de uma geracao extremamente legalista. Abracos

    • Jhonatan, olá,
      .
      obrigado pelas palavras gentis. É um excelente tema, querido, vou orar e pensar sobre isso. Se sentir que tenho algo relevante a falar sobre o assunto escreverei, muito grato!
      .
      Abraço, na paz de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  17. Vanessa Fachini Sabino disse:

    Louvado seja Deus por estas palavras Mauricio, tão esclarecedor… Muito obrigada 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s