Morte2Eu estava na sala de meu apartamento, às 0h10 da madrugada de sábado para domingo passado, quando um estrondo me fez dar um pulo. Corri para a janela e vi uma cena horrível: um automóvel tinha acabado de arrancar, a toda velocidade, uma pesada grade que separa a rua da ciclovia que há em frente ao meu prédio e se chocado contra uma árvore. Calculo que algo em torno de uns dez metros da grade foram varridos e lançados à distância, e uma barra grossa de metal entrou pelo para-brisa, varando o banco do passageiro. A coisa foi feia. Na mesma hora, minha esposa correu para ligar para a polícia e comecei a orar pela vida de quem estava no veículo. Algumas pessoas dispararam rumo ao carro e vi quando tiraram o motorista e o deitaram no asfalto (algo que, aliás, jamais deve ser feito. Se você presenciar um acidente e não houver necessidade de deslocar as vítimas do local por questões de segurança, mantenha-as imóveis até que chegue o socorro médico, pois mover um acidentado sem um colar cervical pode causar sérios danos à coluna). Em pouco tempo chegou uma viatura da polícia e um grupo de curiosos se amontoou para olhar a pessoa que estava no automóvel. Daí em diante foi difícil ver o que se passava, pelo escuro da noite e o aglomerado de gente. Não sei como aquele homem ficou. Mas sei que a ambulância demorou longos e absurdos vinte minutos para chegar e os paramédicos enfim o removeram, saindo em disparada algum tempo depois. Os bombeiros vieram para levar o carro. E acabou.

Estou escrevendo este texto à 1h10, exatamente uma hora após o acidente. Não há mais vestígio de que algo tenha acontecido, fora a pesada grade que desapareceu e estilhaços de vidro pelo chão. Fora isso, parece que tudo continua exatamente igual no mundo: os grilos ainda cantam, as pessoas circulam, o vento sopra. Vida que segue. Não pude deixar de pensar na fragilidade de nossa existência e lembrei-me do que Tiago disse: “Vós não sabeis o que sucederá amanhã. Que é a vossa vida? Sois, apenas, como neblina que aparece por instante e logo se dissipa” (Tg 4.14).

5.0.2A Bíblia, escrita por inspiração do Espírito eterno, usa termos bem reveladores sobre nossa vida. Além de “uma neblina que […] logo se dissipa”, também diz que ela é “um sopro” (Jó 7.7) e como “a sombra que passa” (Sl 144.4). Frágil. Tênue. Fugaz. Volátil. Puf… e acabou. Em um momento você está alegre e contente, dirigindo seu automóvel caro e chamativo, no instante seguinte é um corpo inerte estendido no asfalto, cercado por olhares curiosos. Uma hora depois, tudo passou. Peço a Deus que aquele homem tenha sobrevivido e venha a se recuperar dessa tragédia. Mas, se porventura ele vier a falecer, fico pensando em como sua partida desta vida foi num piscar de olhos. O estrondo da batida foi rápido, ecoou por, no máximo, uns cinco segundos. Nesse mínimo  intervalo de tempo a alma daquela pessoa pode ter deixado seu corpo e tomado o rumo da eternidade. Experimente: conte de 1 a 5. Pronto. Essa é a duração da finitude de toda uma existência. Não há sala de espera, tampouco saguão de entrada. É uma decolagem rápida e imediata para o destino eterno.

Enquanto eu permanecia na janela, esperando que uma ambulância chegasse ao local, minha intercessão por aquele homem se misturou com algumas lágrimas que escorreram pelo meu rosto. Preciso ser sincero: não sei se elas brotaram pela dor da possível perda daquela vida ou por lembranças que a situação fez brotar em minha mente. Olhando para o acidente, lembrei-me de uma madrugada, vinte anos atrás, em que o homem no carro acidentado era eu.

Morte3Eu tinha 22 anos e estava no último ano da faculdade. Voltava para casa de madrugada, após uma festa de aniversário, quando sem aviso e num milésimo de segundo, dormi ao volante. O carro prosseguiu direto pela curva da enseada de Botafogo, no Rio, chocou-se contra uma árvore, virou para o lado, capotou por cima do alto canteiro que separava a pista de ida da de vinda e caiu, totalmente amassado, virado ao contrário, de frente para a direção de onde eu vinha. A confusão mental numa situação dessas é grande e, quando me dei conta, um grupo de rapazes que estava em um ponto de ônibus próximo correu, na certeza de que tiraria um corpo de dentro do automóvel, tão cinematográfica tinha sido a batida. O resto foi o resto. Lembro-me que a porta não abria; pessoas me tiraram do carro e me sentaram no meio-fio; telefonemas; carros chegando é por aí vai. E, para minha grande surpresa, não quebrei nem mesmo uma unha.

Sim, eu poderia ter morrido aquele dia. Se o Senhor batesse o martelo naquele segundo, eu não estaria aqui hoje. Mas aprouve ao Todo-poderoso que eu seguisse caminhando mais um pouco nesta terra. Parado na janela, olhos fixos no acidente dessa madrugada de Carnaval, refleti sobre muito do que vivi nesses vinte anos com que o Criador me presenteou além daquela data que poderia ser meu ponto final por aqui. Muitos erros, alguns acertos, grandes experiências, histórias para contar. Quando me dei conta, tinha saído da janela e me sentado ao lado da cama de minha filha, que dormia alheia a tudo o que se passara a poucos metros de onde estava. Olhando para ela, me peguei pensando se valeu a pena ter recebido esse bônus.

O que você tem feito com a sua vida? Se amanhã fosse o seu carro que estivesse pressionado contra uma árvore, enquanto seu corpo permanecesse estendido no asfalto, eu perguntaria: você fez valer o tempo que passou sobre a terra? O que realizou até hoje terá impacto positivo sobre quantas pessoas? Quantas almas conheceram Cristo por seu intermédio? Quantas vidas lhe agradeceram por ter feito algo por elas? Aprendeu com os erros e fez deles o início de novos acertos? Valeu a pena viver? Como você será lembrado pelas gerações?

Morte4Um sopro… uma neblina… uma sombra que passa. É assim que Deus enxerga a sua vida. Num tempo que aos olhos do Senhor é muito breve, ele vai pedir sua alma, minha irmã, meu irmão. E aí eu pergunto: o que você vai apresentar a ele? Se ele te concedesse mais vinte anos de vida, que tipo de ações você praticaria para ser a pessoa mais próxima possível daquilo que poderia ser de acordo com o coração de Deus? Haveria mudanças a fazer? Se você respondeu “sim”, por que não começar já? Viva hoje como se fosse morrer daqui a cinco segundos.

“[Jesus] lhes proferiu ainda uma parábola, dizendo: O campo de um homem rico produziu com abundância. E arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei, pois não tenho onde recolher os meus frutos? E disse: Farei isto: destruirei os meus celeiros, reconstruí-los-ei maiores e aí recolherei todo o meu produto e todos os meus bens. Então, direi à minha alma: tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e regala-te. Mas Deus lhe disse: Louco, esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será?” (Lc 12.16-20).

Morte5Faça a sua vida valer cada segundo. Não adie o que é essencial. Nunca deixe para depois dizer a quem você ama que o ama. Não postergue o amor, o perdão, a reconciliação, a paz. Viva plenamente… e viva para que seus dias ecoem na eternidade. Amanhã pode haver não mais do que estilhaços de vidro no chão e uma tênue lembrança da sua passagem por este mundo. Mas, se você soube viver como as Escrituras especificam, o sopro que foi a sua vida se transformará numa brisa colorida e interminável, a ser lembrada pelos séculos dos séculos.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

Anúncios
comentários
  1. Raquel disse:

    Louvo a Deus pela sua vida e pelos artigos que são preciosos.

  2. antonio vieira disse:

    Penso!… Penso!… Penso!… sempre nesta neblina passageira e as vezes me apavoro em não ser mais util.

    • Mestre!
      .
      Se tem alguém nesse mundo que sei que não é inútil para Deus é o Pr. Antônio Vieira. Quanto a isso não se preocupe.
      .
      Um abraço apertado e um beijo a toda a família – que está sempre em nossas orações. Seu discípulo,
      mz

  3. solange vieira disse:

    Boa Tarde !
    Há tempos não paro pra ler seus artigos, tudo tão difícil, lutas que parecem não ter fim …enfim …
    Situações que fazem chorar e resolvi ler seu artigo hoje e exatamente este, me emocionei, me reportei ao ano passado quando descobri o câncer, e como tudo mudou, como a percepção de que a minha passagem por aqui estava tão perto e eu tive pressa de corrigir tantas coisas, perdoar e ser perdoada, nesses momentos tudo parecia muito próximo do fim.
    Hoje continuo lutando para ser uma pessoa melhor do que já fui e que sou, e louvo e agradeço ao meu bom Deus de ter me dado uma nova chance, houve beneficio na minha dor com certeza.
    Nem todos aproveitam estes momentos para um fim proveitoso, e seguem no caminho inverso…mais ainda há tempo, enquanto houver folego haverá tempo.
    Obrigado por me trazer a memória que ainda tenho tanto a fazer.
    Deus te abençoe.
    Solange Vieira.

    • Oi,Solange,
      .
      não há o que agradecer. Seja grata ao Senhor, que te ama e te aperfeiçoa, mesmo que, para isso, seja preciso trilhar caminhos misteriosos e, por vezes, dolorosos. Ele é contigo, não desanime.
      .
      No amor que nos une,
      mz

  4. Bruno Vilela disse:

    Sábio é o homem que não precisa adoecer ou envelhecer pra perceber isso, belo texto Maurício

    “A melhor expressão do amor é o tempo”, bem disse Rick Warren… muitas vezes percebemos isso tarde d+ e esquecemos de amar, o tempo se acaba, o arrependimento nos consome, e a vida passa…

  5. Joaquim Alves disse:

    Que bom Maurício que Deus colocou pessoas como você no mundo para nos abençoar com pavras inspiradas por Ele.
    Que Deus continue iluminando você e toda sua família.

  6. Graça e paz irmão Maurício.
    Salmos 90:12 – Ensina-nos a contar os nossos dias, de tal maneira que alcancemos corações sábios.
    Deixo esse versículo para acréscimo de um tema que deve ser por todos nós refletido mais vezes. Costumo dizer que nossa morte é um assunto que deveríamos pensar com mais seriedade.
    Aqui jaz quem…?
    Abraços no amor de Cristo.
    Jeferson Rangel

  7. Iara Souza disse:

    Meu querido Zágari! Este texto só ratifica o que venho pensando há um mês. Um dos meus irmãos faleceu aos 42 anos, no dia 11 de fevereiro, vítima de infarto. E, quando ele estava lutando pela vida, lembrei-me desta expressão bíblica: “a vida é um sopro”. E pensei: “precisamos estar perto de Deus em todo tempo”. Meu irmão estava afastado dos caminhos do Senhor, mas teve uma oportunidade de se reconciliar. E era notório o seu desejo ardente de sair da uti e se dedicar ao Reino de Deus. Mas os planos de Deus eram outros. Todo este sofrimento que passei em família tem-me feito refletir muito sobre a vida com Deus, sobre o viver pra Ele, fazer por Ele… Desde então, ecoa em minha mente “Convém que eu faça as obras daquele que me enviou, enquanto é dia; a noite vem, quando ninguém pode trabalhar.” Jo 9.4 Estes dias têm sido de muita reflexão. Tudo o que deseja o meu coração é viver o Evangelho de Cristo, viver como Cristo viveu. Que o Senhor nos abençoe a alcançar este objetivo, pois sem Ele nada somos, nada podemos fazer. Grata pela reflexão. Fica na paz! =)

    • Iara, olá,
      .
      meus sentimentos pela perda do seu mano. Peço a Deus que transforme (como já tem feito) a dor da perda em muita reflexão e aprendizado. Nada acontece à toa. Em tudo o Senhor tem seus propósitos e estou seguro de que dessa grande tristeza virá um peso eterno de glória para a tua vida e a de muitos. Viva na esperança do reencontro, pois o tempo passa acelerado e em breve aqueles que forem alvo da graça divina estarão juntos naquele lugar chamado eternidade.
      .
      Um abraço solidário, na paz sobrenatural do manso Cordeiro,
      mz

  8. Edina Oliveira disse:

    E aí Mauricio, como vai?

    Aprendi a gostar de você por ler seus textos, e poder interagir contigo através dos comentários. Você tem as características de uma nova criatura, uma pessoa nascida de Deus. Creio que o Criador te salvou naquele dia do acidente para que você pudesse edificar outras vidas através de suas palavras e seu cuidado, pois você tem feito valer cada dia que passa aqui entre nós.
    Que seu exemplo possa inspirar cada pessoa que tem o privilegio de te conhecer através do que você escreve.

    Abração!!

    • Oi, Edina,
      .
      muito obrigado pelo carinho de suas palavras. Tenho aprendido tanto desde aquele dia, minha irmã! Foram tantos os erros de lá para cá que Deus tem me permitido evoluir um pouco mais a partir do aprendizado com eles. Se eu posso transformar as lições de vida oriundas dessas experiências em palavras que abençoem vidas só tenho a agradecer ao Senhor.
      .
      Obrigado pelo afeto de sempre. Deus abençoe muito você e toda a família,
      mz

  9. Mery disse:

    Maurício ,ultimamente venho orando ,para que Deus faça de mim uma pessoa melhor,e que sempre que eu for tentar ser diferente ,Ele possa me dar um alerta,quero viver a plenitude do Evangelho de Cristo,viver como Ele deseja que eu viva,para o dia que chegar diante D’Ele eu não esteja com as mãos vazias
    Belo texto,abcs
    Mery

  10. Jacy disse:

    Oi, Maurício!

    De fato a vida é um sopro, e vez ou outra pensamos sobre a iminência da partida e a necessidade de rever nossas atitudes. Em meio à reflexão acerca da brevidade da vida, vem à tona a necessidade de acalmar a tempestade, diga-se “pressa”, pelas coisas que por aqui ficam e apressar os passos, diga-se “mudança”, rumo à uma vida de santidade.

    Abraços, querido,mano! Deus te abençoe e aos teus! 🙂

  11. Daniela Carvalho disse:

    Sou de uma cidade pequena do interior de MG,mas me mudei de la ha um ano. Houve um acidente la, com 3 pessoas no carro, 2 eram jovens. E um desses jovens, ja havia estado no caminho do Senhor, tinha o nome apagado do livro da Vida. Lendo este post me lembrei desse acidente tbm, estavam todos bebados, indo p outra cidade, portanto n sabiam q em uma curva, o motorista perderia o controle do carro e no momento seguinte estariam indo para a eternidade… A Vida e um sopro….alegria para os cristaos, quando este momento chega, mas e para aqueles que n deram um final feliz a tua alma?! Tudo nos leva a pensar e refletir o q temos feito, quais as nossas obras, se quando chegar o momento da partida estaremos preparados para encontrar cm o nosso Pai….Que Ele nos ajude a vencer, e assim,recebetemis a coroa de gloria, amem!
    Paz seja contigo, irmao muito amado

  12. andreia disse:

    é mano…. esse texto me desperta ainda mais a aproveitar o sopro……

    Louvo a Deus por sua vida e ministério, pois são palavras que vêm e nos edificam

    PROFUNDAMENTE…..

    Que o óleo da unção seja derramado sobre ti a cada dia,

    grande bj para esposa e filhota,

    Com orações em Cristo,

    Andreia Araujo

  13. bia disse:

    E quando vc e inutil? E pede pra Deus te levar? Nao estaria poupando 20anos de sofrimento nessa terra sem sentido?

    • Oi, Bia,
      .
      não existem pessoas inúteis. O que existem são pessoas que ainda não descobriram sua utilidade. Deus não cria ninguém à toa, ele tem propósitos muito bem definidos para cada um de nós.
      .
      Um erro que muitos cometem é achar que com 20 anos tudo está terminado. Jesus só começou seu ministério com 30 anos. Moisés só iniciou sua missão aos 80. Imagine se eles tivessem desistido com 20?
      .
      Não, minha irmã, “pessoa inútil” é um conceito que não existe na Biblia e, logo, no coração de Deus. O que falta é paciência para aguardar o Senjor cumprir seus propósitos.
      .
      Recomendaria que você lesse um post que publiquei aqui no blog, se desejar, intitulado “Como sei os planos de Deus para minha vida?”.
      .
      Um abraço fraterno da valiosa pessoa que você é. Deus a abençoe muito,
      mz

  14. eduardo neves marques disse:

    Diante deste relato e sendo um pretenso seguidor de Jesus, passei o filme de minha vida.Vi que, até o momento, estou sendo uma pessoa inutil e estou longe de ser realmente um conquistador de almas, como tem que ser todo cristão. Tentarei modificar meus modos de agir. Porém, de uma cosia tenho certeza: não guardo rancor, raiva e nem ódio de ninguém. Procuro perdoar, pois este é o melhor remédio para nossa vida.

  15. Alexandre Nobre disse:

    A doce paz de Cristo meu irmão!
    Confesso que seu texto, como usualmente, me fez pensar muito. Brevidade, fragilidade, e todos os adjetivos que apontam para o curto curso que temos nessa terra deveriam estar gravados em nossas portas para sempre nos lembrar disso.
    Obrigado mano! Louvo a Deus pela sua vida! E por acreditar que posso fazer valer a pena, e que, quando meu vapor aqui se dissipar, ele possa subir a Deus e lá estar livre da brevidade trabalhosa dos nossos dias!
    Um abraço!!

    • Alexandre, salve!
      .
      Fico feliz que o texto te fez pensar. E tenha a certeza que tua passagem por aqui tem muito propósito. Deus não faz obras de arte para trancar no armário. Você é valioso.
      .
      Aquele abraço, na paz de Deus,
      mz

  16. Mary Alves Andrade Ferreira disse:

    muito oportuno…busquei hoje um texto sobre “a vida é um sopro”..e o primeiro que cliquei foi o seu…Aqui em Pernambuco todos estão chocados com o acidente trágico que ceifou 7 vidas e feriu tantas outras…sonhos, famílias…enfim, muita dor..mas para quem busca viver para a glória de Deus, em meio a mazelas do ser como eu, temos sempre muito a aprender no Senhor… Enfim..Queria exatamente encontrar onde estava na Bíblia a passagem e aí, no seu texto..encontrei Tiago 4:14! Parando para refletir..como AMAR mais as pessoas ao meu redor, “exalar o bom perfume de Cristo”…Usa-me Senhor por tua misericórdia! Obrigada pela reflexão..já compartilhei…Em Cristo.

    • Olá, Mary,
      .
      fico feliz que o texto tenha trazido alento ao seu coração nesse momento de tanta dor e tristeza, que alcança a todos pelo país afora.
      .
      Um abraço fraterno, que Deus siga a abençoando muito,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s