Batalha espiritual ou bandalha espiritual?

Publicado: 06/07/2011 em Batalha Espiritual, Espiritualidade, Igreja dos nossos dias, Pecado, Satanás

Como editor de livros cristãos fiquei impressionado ao descobrir em uma pesquisa junto a livrarias evangélicas que um dos três assuntos que mais vendem livros entre a nossa gente é batalha espiritual. Prova de que nós, cristãos, somos absolutamente fascinados por esse assunto. Queremos ver nosso Deus guerreiro arrebentar com o capeta, mandá-lo pro quinto dos infernos a pontapés, sob nossos brados de glória e aleluia. Entendo muito bem do assunto. Já frequentei círculos onde se dava muito valor a isso, onde o diabo era uma figura onipresente nas orações, nos cultos, nas conversas, no dia a dia dos irmãos. Parecia até que ele tinha cadeira cativa na primeira fila. Hoje, tendo lido, vivido e praticado minha fé um pouco mais, me atrevo a enxergar aquilo que considero um grande erro no discurso cristão com relação ao Diabo. E é sobre isso que quero conversar com você.

Antes de mais nada, preciso avisar aos adeptos do liberalismo teológico que os respeito mas não concordo com vocês. Acredito sim que Satanás e os demônios são seres pessoais, que atuam sim nas esferas terrena e celestial, militando contra a Igreja de Cristo. Creio em possessão demoníaca e já participei de exorcismos (não televisionados e sem plateia, ressalte-se) em que presenciei situações que ninguém nunca me convencerá terem sido crises de epilepsia. Então sou bem ortodoxo, fundamentalista e bem pouco iluminista quando o assunto é demonologia. Creio que, ao contrário do que defende a Teologia Liberal, Satanás é de fato uma entidade pessoal. Só para você ter uma ideia, há nas escrituras 177 menções ao Diabo em seus vários nomes. Além disso, a Bíblia deixa claro que ele tem intelecto (2 Co 11.3); emoções (Ap 12.17) e também vontade (2 Tm 2.26). Em Mt 25.41 fica claro ainda que ele é moralmente penalizável por seus atos, o que jamais ocorreria se ele fosse apenas uma metáfora ou um símbolo da maldade humana, como advogam alguns. E mais: Satanás é descrito por pronomes pessoais e é fortemente adjetivado no relato bíblico.

Tendo dito isso, vamos ao que interessa: O grande equívoco que nós, cristãos, cometemos, é achar que Deus e o Diabo estão numa batalha espiritual em pé de igualdade. Que a força que Deus tem cá o Diabo tem lá e que as chances de vitória em qualquer batalha espiritual são de 50% a 50%. É essa imagem da queda de braço aí ao lado, onde o Supremo Criador do Universo se vê numa disputa de igual pra igual, em que tudo pode acontecer, em que há isonomia de forças. Nada mais longe da verdade.

DEMÔNIOS APENAS OBEDECEM E IMPLORAM A DEUS

Para começar: Deus é o criador do ser que se tornou Satanás. Ou seja: do mesmo modo que eu e você, como criaturas, dependemos do Senhor para tudo, precisamos de sua autorização para realizar qualquer intento, o líder dos demônios tem de enfrentar a mesma burocracia. Sim, Satanás é obrigado em tudo a dizer a Jeová: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus”. Ele não tem escolha. Pois o Diabo não pode mover uma palha sobre a terra ou nas regiões celestiais sem a autorização expressa de Deus. É como um cachorrinho, esperando que seu dono afrouxe a coleira e ele, assim, consiga avançar contra um dos eleitos do Senhor.

Isso fica claríssimo no livro de Jó. Para tomar qualquer iniciativa Satanás precisa que Deus conceda-lhe o direito. Veja que em Jó 1.12 o Senhor diz a Satanás: “Pois bem, tudo o que ele possui está nas suas mãos; apenas não toque nele”. Ele usa o verbo no imperativo, isto é, trata-se de uma ordem, algo que vem de cima para baixo: “não toque”. Em nenhum momento há uma barganha: há uma concessão.

Depois, na tentação de Jesus no deserto, as palavras de Cristo em Mt 4.10a são absolutamente reveladoras: “Jesus lhe disse: Retire-se, Satanás!”. Perceba o que está acontecendo aqui. Jesus de Nazaré, o Deus encarnado, vira-se para aquele que tantos de nós temem e simplesmente dá-lhe uma ordem. Se Satanás vivesse em pé de igualdade na batalha espiritual, se ele lutasse de igual para igual com Deus, no mínimo ele responderia um “qualé, Jesus, vai encarar? Tá se achando, é?”. Mas não. Sabe o que o Diabo faz quando Jesus diz “retire-se”? Vamos para o versículo seguinte: “Então o Diabo o deixou”. Uau. Que moral. Não houve luta, não houve batalha, não houve barulho. Jesus disse e o Diabo simplesmente e subordinadamente obedeceu. Prova de que o nível de autoridade do Mestre é infinitamente, extraordinariamente, magnificamente, inquestionavelmente superior ao do adversário. Que é adversário nosso, não dEle, como já veremos.

Há ainda outra passagem fantástica que revela essa realidade. Marcos 5 nos conta que ao chegar a Gadara Jesus se depara com um endemoninhado. A história se repete. Quando aquela legião de demônios se vê diante do Rei dos Reis o que ela faz? Guerreia? Peleja? Luta? Enfrenta? Encara? Sai gritando “vamos lá, essa é a chance de derrotar Jesus!”. Nada disso. Ouça bem: “E implorava a Jesus, com insistência, que não os mandasse sair daquela região. Uma grande manada de porcos estava pastando numa colina próxima. Os demônios imploraram a Jesus: ‘Manda-nos para os porcos, para que entremos neles’.” (Mc 5.10-12). O demônios imploraram. Segundo o dicionário, isso significa que eles suplicaram, pediram encarecidamente e humildemente. Isso parece atitude de quem entra numa batalha de igual para igual? E assim é em todas as manifestações demoníacas que a Biblia relata: manda quem pode, obedece quem tem juízo. Ou melhor: quem já é réu de juízo.

SATANÁS NÃO É INIMIGO DE DEUS, MAS DOS HOMENS

Deus é onipotente, isto é, pode tudo. O Diabo é teopotente (com o perdão do neologismo), isto é, só pode o que Deus lhe permite poder. Então, a imagem medieval de Deus guerreando com o Diabo em condições de igualdade é tão esdrúxula como imaginar que um rinoceronte e uma formiga são capazes de competir em igualdade de força, poder e domínio. Apocalipse fala da batalha final de Armagedom. Mas imaginar que essa batalha é como um Fla X Flu, em que tudo pode acontecer, em que há chances de qualquer um ganhar, é uma ideia extremamente infantil. Toda e qualquer luta entre Deus e o Diabo é como um jogo entre a seleção brasileira titular de futebol e o timinho mirim sub-10 do Cáceres Matogrossense (que para quem não sabe é considerado o pior time do Brasil). Chega a ser risível imaginar uma derrota da seleção.

Deus sempre ganha. Sempre. Sempre. Simplesmente porque a grandeza, o poder e a majestade do Ser infinito, eterno, onipotente, inefável, magnífico que é o Senhor do Universo é absolutamente, impensavelmente, descomunalmente superior a toda e qualquer capacidade que esse mísero ser criado, chamado Satanás, possa ter.

Satanás não é inimigo direto de Deus: é uma pedra incômoda no sapato. Uma farpa no dedo. Satanás é sim inimigo dos homens, adversário nosso, pois ele tem a capacidade de nos sugerir que pequemos. Nem nos obrigar ele pode (salvo em caso de possessão). Veja o que ele fez com Adão e Eva: não enfiou o fruto proibido goela abaixo deles, apenas sugeriu, deu ideias. Satanas é um grande sedutor. Nós fazemos e cedemos se quisermos. Repare que o anjo de Apocalipse 22.9 diz a João: “Sou teu conservo”. Analogamente, os anjos caídos estão no mesmo nível hierárquico: co. Ou seja, “correspondente”, “correlato”. Eles estão em pé de igualdade enquanto inimigos dos seres humanos, jamais de Deus. Assim, devemos temer somente e tão somente aquele que pode lançar nossa alma no inferno (Mt 10.28), ou seja: Deus. Acredite: o Diabo não tem nenhuma autoridade para te condenar ao inferno. Isso é entre você e o Todo-Poderoso.

IGREJAS DIABOCÊNTRICAS

Pois bem, uma vez que pomos o Diabo no lugar que lhe é devido, começamos a perceber que ele vem sendo tratado pela Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo de maneira completamente equivocada: com honras e glórias.

“Ahn? Como assim, Zágari, tá maluco?”

Não mesmo. Repare que temos dado tanto destaque ao Diabo em nossas vidas que muitas vezes falamos mais dele do que de Deus em nossas orações e em nossos cultos. É um tal de repreender pra cá, expulsar pra lá, manietar, acorrentar, aprisionar… passamos tanto tempo usando os minutos que deveríamos estar dedicando ao Criador dos Céus e da Terra mencionando o Diabo que acabamos tornando nossos momentos na igreja diabocêntricos. E você consegue perceber o que há de mais grave nisso? Repare que quando pegamos o espaço que deveria ser totalmente devotado a Deus (como nossos cultos, nossos devocionais, nossas orações etc) e o usamos para dar espaço ao Diabo estamos fazendo exatamente o que ele queria e que resultou em sua queda: o pomos no lugar de Deus. Ou seja: quando fazemos de Satanás o centro de nossas atenções ele exulta, pois é exatamente o que queria desde o início: usurpar o lugar do Senhor. Nem que seja nas nossas atenções e em nossos pensamentos.

Cultos são momentos que, como diz o nome, servem para cultuar a Deus. Orações servem para relacionarmo-nos com Deus. Se O removemos desses momentos e pomos o Diabo no Seu lugar, pronto: sem percebermos entronizamos Satanás em nossas atividades, deixando o Senhor em segundo plano. Ah, e isso é tudo o que Maligno sempre quis! Veja: “Você, que dizia no seu coração: ‘Subirei aos céus; erguerei o meu trono acima das estrelas de Deus; eu me assentarei no monte da assembléia, no ponto mais elevado do monte santo. Subirei mais alto que as mais altas nuvens; serei como o Altíssimo’.” (Is 14.13,14).

As nossas orações, então, em vez de representarem momentos de íntimo contato com o Abba, de aproximação com o nosso amado, com aquele que é maravilhoso, em vez de serem oportunidades de nos derramarmos ao Pai nosso que está no Céu, cujo nome é santificado e cujo Reino esperamos ansiosamente… vira um bate-boca com o Diabo e com os demônios. Que desperdício! E isso porque temos a ilusão de que temos de ficar guerreando eternamente contra esse ser que é tão inferior ao nosso amigo Jesus Cristo. Quando na verdade onde a luz brilha as trevas se dissipam.

BATALHA ESPIRITUAL SE GANHA ACENDENDO A LUZ

Quer fazer batalha espiritual? Acenda a luz de Cristo na tua existência. Traga Jesus para o centro de tudo. E ali ele iluminará todos os cantos de sua vida, eliminando todo e qualquer vestígio de trevas. Pronto, a batalha estará vencida. Simples assim. Sem mágicas, sem estratégias, sem abracadabra. Ponha Jesus no centro da tua vida e Ele iluminará teu corpo, alma e espírito. E, com isso, não sobrará espaço absolutamente nenhum para o Diabo agir.

Fico impressionado com grupos que criam “ministérios” onde ensinam sobre mapeamento espiritual, estratégias de guerra e um monte de outras coisas ligadas ao Diabo. Eu mesmo na minha infância de fé participei de alguns, fui a cursos e seminários. Passamos manhãs inteiras discutindo e aprendendo sobre demônios, principados, hierarquias e tantas outras invenções humanas que a Bíblia ignora totalmente. Joguei no lixo manhãs inteiras glorificando o Diabo, tornando-o o centro das atenções, quando poderia estar me devotando ao Cristo que veio à terra para desfazer as obras do maligno (1 Jo 3.8) e que o venceu na Cruz. Aprendi tantas coisas inúteis nesses seminários de batalha espiritual que uma simples leitura bíblica me teria ensinado com muito mais clareza lições infinitamente mais preciosas e eficazes.

Quer saber qual é a forma bíblica de Jesus de lidar com Satanás e os demônios? Pois bem, repare antes de qualquer coisa que é a forma como  alguém muito superior trataria alguém infinitamente inferior. Como um leão trataria um rato. Mateus 8.16 diz a respeito de Jesus: “Ao anoitecer foram trazidos a ele muitos endemoninhados, e ele expulsou os espíritos com uma palavra”. Repare, uma única palavra!

Jesus não se rebaixava a ficar conversando com demônios. Com uma única palavra os mandava embora. E isso era corriqueiro. Em Marcos 1, Jesus está numa sinagoga quando “justo naquele momento, na sinagoga, um homem possesso de um espírito imundo gritou: O que queres conosco, Jesus de Nazaré? Vieste para nos destruir? Sei quem tu és: o Santo de Deus”. Repare que o demônio que possuia aquele homem puxou o maior papo com Jesus. Mas sabe o que o Mestre fez? Não deu a menor trela. Tudo o que ele falou, segundo o versiculo 25, foi: “Cale-se e saia dele!”. Que coisa extraordinária! Repare bem: Jesus não permitiu que o demônio abrisse a boca! Mandou-o se calar. E sair. Só. Sem conversa, sem dar importância nem oportunidade de ele falar ou mesmo “ensinar” doutrinas de demônios. O resultado? O texto diz: “O espírito imundo sacudiu o homem violentamente e saiu dele gritando”. “Cale-se e saia dele”…e ele saiu. Uau.

Esse deve ser o nosso procedimento: cala e sai. Só. E sempre. Luz acesa, trevas dissipadas.

É como se Jesus quisesse dizer: “Tá, já tirei o cabelo da sopa, vamos nos banquetear agora?”. Mas tem gente que prefere ficar aos berros: “Tem um cabelo na minha sopa! Tem um cabelo na minha sopa! Tem um cabelo na minha sopa!”. E assim perde o principal. Que é Deus. A Cruz. A vida eterna. A Igreja. A comunhão dos santos. O amor.

VALORIZAR O DIABO EM NOSSAS CELEBRAÇÕES É DESTRONAR DEUS

A Bíblia é sobre Cristo.O Evangelho é sobre Cristo. Nossa vida cristã é sobre Cristo. Batalha espiritual é um assunto secundário. Se houver demônios os expulsamos e acabou. Se você reparar que está gastando muito do seu tempo lendo sobre eles, falando sobre eles e se preocupando com as sujeiras ligadas a eles é sinal que suas prioridades na vida de fé precisam ser reavaliadas. Cristianismo é sobre viver com Cristo e amar o próximo e não sobre ficar gastando horas e horas com demônios.

Deus não está no mesmo nível que o Diabo. Deus está no apartamento de cobertura e o Diabo, no capacho que dá entrada ao saguão do primeiro piso – pela porta dos fundos  Temos que tirar da cabeça essa ideia infantil de que eles estão no mesmo nível. Deus é criador. O  Diabo é criatura. Deus pode tudo. O Diabo só pode o que lhe é permitido. Deus manda. O Diabo obedece. Deus é vitorioso. O Diabo já perdeu. Deus viverá a eternidade em seu Reino de glória, honra e majestade. O Diabo viverá a eternidade na morte eterna do lago de fogo e enxofre. Deus ama seus filhos. O Diabo perdeu o amor de Deus. Deus merece toda a nossa atenção. O Diabo não merece nem mesmo um post num blog desconhecido como o meu. Logo, como já gastei tempo demais escrevendo sobre essa criatura incômoda que conseguiu fazer com que eu usasse um post do meu blog pra falar dele, nada melhor do que encerrar um artigo sobre o Diabo falando sobre Aquele que de fato merece que falemos dEle: Glória a Deus nas maiores alturas! Hosana ao Filho de Davi! Bendito o que vem em nome do Senhor! Hosana nas alturas! Santo, santo, santo é o Senhor dos exércitos; a terra toda está cheia da sua glória. Santo, santo, santo é o Senhor, o Deus todo-poderoso, que era, que é e que há de vir. (Lc 2.14a; Mt 21.9; Is 6.3; Ap 4.8)

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício
.

About these ads
comentários
  1. Débora Almeida disse:

    Uau. Esse foi o melhor texto que li sobre o assunto.
    Realmente, hoje temos até biblias sobre batalha espiritual.
    Sem falar que, as pessoas tem mania de “endemonizar” tudo e esquecem-se que Deus é criador e soberano e tudo é por Ele e para Ele são todas as coisas.

    Paz do Eterno!

    • Obrigado pelas gentis palavras, Debora.
      Deus te abençoe e te abrace.

      • Christian disse:

        DEUS continue abençoando sua vida,que obra maravilhosa DEUS tem feito em sua vida……e na minha por meio de seus posts então por favor continue kkk

        que DEUS continue te abençoando muito abraço

      • Christian, meu irmão, muito obrigado pelo carinho e o incentivo.
        Fico feliz por abençoar a sua vida.
        Estou um pouco ausente do blog, mas em breve devo voltar a postar.
        Deus o abençoe muito, te abraço.

  2. Alex Nascimento disse:

    Bom dia Mauricio, aqui estou eu “conversando” com voce novamente. Realmente hoje vemos muitos cristãos dando mais valor ao Diabo do que a Deus, ja vi e presenciei muitas coisas onde se fala mais dele do Daquele que nos ama, que se entregou na Cruz por nós. Deixam até o diabo dar entrevista, td é ele. Poxa, seria tao mais facil exaltar e glorificar a Deus, ter uma vida baseada em Cristo, que nem nos lembrariamos e nao ficariamos preocupados com ele. Com medo de encontrar uma pessoa possessa e ele entregar nossos pecados, ele é o pai da mentira. Realmente Jesus é rei, eu creio nisso e tbm nao perco meu tempo dando valor imerecido a essa criatura. Parabens pelo seu texto, aprendi mais… aquele abraço.

  3. Texto maravilhoso e esclarecedor sobre a realidade da batalha espiritual, é como foi colocado: o principal é colocar Jesus Cristo no centro da nossa vida, pois Ele como luz do mundo dissipa as trevas.A palavra de Deus como lâmpada para nossos pés e luz para nossos caminhos, vivemos em batalhas espirituais mas já vencemos em Cristo Jesus! Abraços e que Deus o inspire a escrever revelações mais profundas da essência de Deus.

  4. Gustavo Abreu disse:

    uhuuuuu GLÓRIA A DEUS !!! Muito bom o texto, muito bom mesmo !
    Temos que parar de perder tempo com o diabo, precisamos nos dedicar a manter os candeeiros acesos e o coração cheio de adoração ao Senhor dos Exércitos !!!!

  5. Whiasley Sales disse:

    Parabéns pelo texto irmão Mauricio! Sempre abençoando! PAZ

  6. Carlos disse:

    Maurício,

    Eu não queria mais opinar sobre seus argumentos,não sou entendido em nada, apenas um observador das coisas que acontecem ao meu redor, principalmente entre as pessoas que convivo, meus familiares, meus amigos, no meu trabalho, nas notícias do dia a dia, não pretendia nem mesmo entrar no blog, mas me senti tentado, espero que não tenha cido o diabo, (entidade que também não acredito).

    Gostaria que me explicasse melhor.

    “Satanás é obrigado em tudo a dizer a Jeová: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus”. Ele não tem escolha. Pois o Diabo não pode mover uma palha sobre a terra ou nas regiões celestiais sem a autorização expressa de Deus. É como um cachorrinho, esperando que seu dono afrouxe a coleira e ele, assim, consiga avançar contra um dos eleitos do Senhor.”

    “Deus é onipotente, isto é, pode tudo. O Diabo é teopotente (com o perdão do neologismo), isto é, só pode o que Deus lhe permite poder.”

    “Satanás não é inimigo direto de Deus: é uma pedra incômoda no sapato. Uma farpa no dedo. Satanás é sim inimigo dos homens, adversário nosso, pois ele tem a capacidade de nos sugerir que pequemos”

    Se tudo que é atribuido a Satanás foi com o consentimento de Deus, então Deus continua sendo o mesmo do Velho Testamento, só que agora ele tem um laranja para levar toda a culpa. Satanás não é inimigo, se não é inimigo é amigo, e amigos se dão bem.

    Pelo que eu entendi nunca haverá um confronto entre o bem e o mau, justamente porque entre Deus e Satanás há um bom entendimento, são amigos e coniventes, sendo quê, Deus tem mais poder que Satanás, manda quem pode e obedece quem tem juizo. Satanás é inimigo do homem porque Deus quer assim.

    Conclusão: Deus fez o inferno para atormentar o homem para que diante do medo o adorasse, e Satanás o ajuda nessa empreitada, por que se não existisse o inferno e nem o Diabo para nos atormentar Deus não sobreviveria.

    Foi isso que eu entendi.

    Abraços.

    • Carlos,

      você continua com uma visão limitada e equivocada sobre Deus, amigo. Se vc leu o texto com atenção viu que deixei claro que Satanás é inimigo do homem, “hierarquicamente”. Nunca disse que é amigo de Deus. Ele se rebelou contra Deus e tanto não pode fazer nada contra Deus que foi punido. A Biblia é clarissima sobre isso e isso fica claro até para as criancinhas que frequentam a igreja. Dizer que “Satanás não é inimigo, se não é inimigo é amigo, e amigos se dão bem” é um sofisma dos mais sem sentidos. é pura semântica. Eu fui claro ao dizer que as obras de Satanás são obras de inimizade a Deus, mas que ele não age no nivel hierarquico de Deus. Releia o texto e vc dessa vez perceberá isso, espero.

      Há diariamente um confronto entre o bem e o mal, justamente porque entre Deus e Satanás NÃO há um bom entendimento. O Diabo é um sabotador, só que Deus limita suas ações. Deus só permite que o Diabo aja fazendo aquilo que vai levar ao cumprimento dos propositos divinos (que são insondáveis ao homem limitado que somos). Logo não são amigos nem coniventes, Deus apenas permite que o Diabo faça certas coisas em nome de um bem maior. Vamos fazer uma analogia: vc tem filhas, Carlos, e certamente já usou recursos para discipliná-las, seja broncas, castigos ou, quem sabe, até palmadas. Por que? Porque vc e maligno, torturador, sádico, quer o mal, o sofrimento e a dor das suas filhas? Claro que não. Porque por meio desses recursos elas se aperfeiçoam. Agora…pergunte a elas se elas gostam de levar broncas, ficarem de castigo ou tomar palmadas? Pode até ser que na cabeça de uma criancinha que passou pela disciplina o pai seja mau. Mas ele não é! Só quer o bem delas!

      Os seus comentarios, Carlos, lembram os de uma criancinha que não entende a disciplina do pai e o acusa de ser mau. “Buá, papai me deu uma palmada, estou de mal com ele!”. Tudo o que Ele permite que Satanás faça e que nos parece maligno tem uma finalidade para o nosso aerfeiçoamento – mesmo que nossas mentes infantis, limitadas no tempo e no espaço, não entendam. E tudo é para o nosso bem. Se vc acusa Deus de ser sádico, maligno, o “deus horroroso do Antigo Testamento” não poderá se ofender quando vc der uma bronca ou uma palmada numa filha se eu disser o mesmo de vc; “seu pai horroroso”. E isso não é verdade em nenhum dos casos, pois tenho fé que vc seja um bom e amoroso pai e sei que Deus tb o é.

      Vc diz “Satanás é inimigo do homem porque Deus quer assim”. Não. ele é inimigo do homem pq Deus foi tão generoso que em vez de criar robozinhos lhes concedeu o livre-arbitrio e o Diabo escolheu ser inimigo do homem, a quem Deus ama.

      Vc diz “Deus fez o inferno para atormentar o homem para que diante do medo o adorasse” – Não. Eu adoro Deus porque o amo. E se o amo, não tenho que ter medo do inferno, pois sei que é uma possibilidade que não me cabe. O amor leva a Deus, nunca o medo. Suas filhas amam você porque você lhes é amável e não porque elas têm medo de que se elas não o amarem você poderá abandoná-las num orfanato. Imaginar isso chega a ser esdrúxulo.

      “Se não existisse o inferno e nem o Diabo para nos atormentar Deus não sobreviveria” – O Evangelho de João 1.1 diz “No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ele estava com Deus no princípio.” – Meu querido, Deus nao precisa de Diabo ou inferno para sobreviver, pois antes de tudo isso ser criado Ele já existia. Ele era, é e sempre será – queiram os ateus ou não.

      “Foi isso que eu entendi” – Que pena. Vc entendeu tudo errado. Vc não conheceu Deus como ele se revelou. O Deus amoroso que manda perdoar setenta vezes sete. Que manda orar pelos inimigos. Que manda perferir os outros em honra. Que manda amar o próximo como a si mesmo. Que morreu na cruz para pagar uma divida que era minha e sua.

      Oro a Deus pelo dia em que vc entenderá tudo isso.
      Um abraço, no amor de Cristo.

      • Carlos disse:

        Maurício,

        Sei que sou infatil em meus argumentos, como já lhe disse no início, não sou conhecedor de tudo, tento aprender na medida do possível, porém ainda me é muito incompreensível as coisas de Deus.

        Eu como pai tenho obrigação de educar meus filhos, e se por ventura tiver que castiga-los, não hesitarei, porém há uma diferença enorme entre eu e Deus, a minha presença é permanente, ao contrário de Deus. Meus filhos poderão sempre contar com a minha presença, a não ser na minha morte. Depois de um castigo não tão cruel quanto o do Criado, posso conversar com eles, abraça-los, beija-los, orienta-los, meus filhos sabem que estou ali, eles podem me ver, eles também podem me tocar. E Deus? onde Deus esta? só em nossas mentes, porque fisicamente isso é imposível?

        De que adianta adorar um Deus invisível, se na hora que mais precisamos dele, ele não aparece, se somos uma criação divina, porque somos tão falíveis, por que não somos perfeitos igual a ele, E se eu tenho tantas dúvidas, por que Deus nunca veio a mim e me deu as respostas.

        Se Deus sabe de tudo sobre todas as pessoas, então ela já saberia que um dia eu viraria ateu, e não fez nada a respeito. Ai eu pergunto mais uma vez, por quê?
        Se ele sabe que um ateu não acredita em nenhum Deus, e o próprio Deus o condena a passar a eternidade no inferno, por que faria isso comigo?

        Na minha opinião Deus teria quer ser mais simples, onde poderiamos entende-lo melhor e não um deus de tanta confusão.

        tem uma frase que eu também gosto de citar.

        “As pessoas precisam acreditar em Deus justamente porque Deus não existe. Eu não preciso acreditar que a minha mãe existe: porque ela existe.”

        Abraço forte, e desculpe qualquer coisa.

      • Carlos, querido amigo,

        vc não tem que pedir desculpas, vc tem o direito de ter suas opiniões. Eu apenas gostaria de ponderá-las com vc.

        Vc diz que a diferença entre vc e Deus é que a sua presença é permanente. Só que vc confunde “presença” com “visibilidade”. Deus é sempre presente. Veja o que diz o Salmo 139:

        “Senhor, tu me sondas, e me conheces. Tu conheces o meu sentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento. Esquadrinhas o meu andar, e o meu deitar, e conheces todos os meus caminhos. Sem que haja uma palavra na minha língua, eis que, ó Senhor, tudo conheces. Tu me cercaste em volta, e puseste sobre mim a tua mão. Tal conhecimento é maravilhoso demais para mim; elevado é, não o posso atingir. Para onde me irei do teu Espírito, ou para onde fugirei da tua presença? Se subir ao céu, tu aí estás; se fizer no Seol a minha cama, eis que tu ali estás também. Se tomar as asas da alva, se habitar nas extremidades do mar, ainda ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá”.

        Quem tem intimidade com Ele (como eu) sabe disso, seja pelo que Ele faz, como age, sua atuação, suas bênçãos etc. Perceba, é como vc negar a existência do ar só pq não o vê. Ou negar a existência das ondas eletromagnéticas pq não as vê. Como nós sabemos que o ar e as ondas existem? Pelo que elas provocam, Carlos. Eu vejo a vela de um barco enfunar e sei que ali há ar. Eu ligo a TV e sei que ali chegaram ondas eleteomagneticas. Eu vejo o que ocorre na minha vida e sei que ali há um Deus.

        E tenha a certeza que depois de muitas provas pelas quais nós passamos na vida Deus manda refrigérios. Em formas diferentes. Seja na forma de amigos, de curas das doenças, de soluções para problemas, de um abraço, de uma manifestação sobrenatural da sua presença. Será que apenas a presença física é o que importa? Meu irmão de sangue mora na Espanha, eu mal o vejo, mas o amor que sinto por ele, o cuidado, os presentes, as conversas por skype…nada disso anula nada. A ausência fisica de meu irmão não o afasta de mim (pois ele vive e sempre viverá no meu coração) nem anula sua existência.

        Vc pergunta: se vc tem tantas duvidas, pq Deus nunca te deu as respostas. Há mil explicações pra isso: às vezes Ele respondeu e você não entendeu a Sua voz, ou Ele respondeu e você não ouviu a Sua voz, ou Ele respondeu e você não quis aceitar a resposta, ou porque muitas respostas já foram dadas na Biblia e vc se recusa a lê-la… há muitas explicações para isso, Carlos. Por exemplo, tudo o que estou aqui te falando em todos esses posts podem ser uma resposta a perguntas que vc já fez a Deus. Eu posso estar sendo um canal de Deus pra te responder, mas de repente vc está fechando os ouvidos a Ele. Quem sabe?

        Novamente, vc exige uma presença fisica de Deus para tudo: para provar que existe, para dar respostas etc. Mas Ele pode estar se revelando a vc de outras formas. Só que devido a sua “teimosia” (e falo isso sorrindo, com carinho), vc pode estar perdendo toda a revelação de Deus.

        Vc diz “De que adianta adorar um Deus invisível, se na hora que mais precisamos dele, ele não aparece” – ué, mas nós só adoramos Deus para que Ele nos sirva quando precisamos? Nós o adoramos pela essência dele, por quem ele é, magnifico, maravilhoso, belo, amoroso…e não pq “eu preciso dele”. Suas filhas só te amam pq vc dá coisas a elas? Elas te amam pq te amam, pq vc é o pai delas e não só pq vc põe comida na mesa e lhes dá presentes.

        Vc diz “se somos uma criação divina, porque somos tão falíveis, por que não somos perfeitos igual a ele” – essa é facílima de responder: se não fossemos falíveis nós não seriamos homens, seriamos deuses.

        E quem disse que Deus nunca fez nada sabendo que vc viraria ateu? Sabe uma coisa que ele pode ter feito, por exemplo? Feito vc descobrir um blog, por “acaso”, de um total desconhecido e que investe tempo conversando com vc para te mostrar que Deus existe, te ama e quer se relacionar com vc. Deus pode ter me feito dizer a vc: “Carlos, querido, leia a Biblia e ouça as minhas palavras ali escritas. Ore a mim e responder-te-ei e te anunciarei coisas grandes, que não sabes. E ouça meu Espirito falar em teu coração”.

        Na sua opinião Deus teria que ser mais simples. Bem, na minha opinião eu nao deveria sentir dor de cabeça. Na minha opinião, o Flamengo tinha que ser campeão todo ano. Na minha opinião, todos os hospitais tinham que atender os pacientes sem fila de espera. Na minha opinião todas as pessoas deveriam falar português. Na minha opinião…. O que são nossas opiniões diante da soberania de Deus, Carlos? Romanos 9.14,20 diz: “E então, que diremos? Acaso Deus é injusto? De maneira nenhuma!. Mas quem é você, ó homem, para questionar a Deus? Acaso aquilo que é formado pode dizer ao que o formou: ‘Por que me fizeste assim?’.”

        Deus não condena ninguem ao inferno, Carlos. Deus criou a humanidade para viver em eterna harmonia com Ele. Mas o homem rompeu esse relacionamento. Nós nos tornamos merecedores do inferno. Mas Deus foi tão bom que se fez homem na pessoa de Cristo, morreu (pagando o preço da culpa da desobediência), ressuscitou e hoje eu e vc temos a chance de ir pro Céu. Só vai ao inferno quem o rejeita. As portas do Céu estão escancaradas. E Deus te chama neste exato momento: “Carlos, vem. Me recebe. Recebe Cristo em teu coração como Senhor e Salvador da tua vida”. Aí, querido, vc pode aceitar ou não. Livre-arbitrio. Deus nao te condena, pelo contrario, a Biblia diz que Jesus é nosso advogado junto ao Pai e intercede por nós. Deus faz de TUDO pra te salvar. A pergunta é: vc recebe esse presente?

        Sobre a frase que vc escreveu (“As pessoas precisam acreditar em Deus justamente porque Deus não existe. Eu não preciso acreditar que a minha mãe existe: porque ela existe.”), eu não vou responder. Vou deixar alguns amigos meus responderem.

        Anselmo de Canterbury, na obra “Proslogion”, desenvolveu o assim denominado argumento ontológico da existência de Deus (com o qual concordaram pessoas como São Boaventura, Duns Scoto, Descartes, Leibniz, Hegel, Isaac Newton, Karl Bath, e N. Malcom), seguindo o seguinte raciocínio:

        1. Existe na mente de todo homem a ideia de um ser que não se pode pensar outro maior;
        2. Existir só na mente é menos perfeito do que existir na mente e também na realidade;
        3. Se o ser maior do que o qual não se pode pensar outro só existisse na mente seria menor do que qualquer outro que também existisse na realidade;
        4. Logo, o ser do qual não se pode pensar outro maior deve existir também na realidade (existência real necessária), logo conclui-se que existe Deus e esse ser é perfeitíssimo.

        Vamos além. Tomás de Aquino, na sua obra “Suma Teológica” ensina que Deus é o princípio e o fim de todas as coisas e que, fazendo apenas o uso da luz natural da razão a partir das coisas criadas, é possível demonstrar a Sua existência, sem ter de recorrer a nenhum outro argumento de natureza religiosa ou dogmática. Para isto propõe cinco vias de demonstração de natureza exclusivamente filosófico-metafísica. Seriam essas chamadas “cinco vias”:

        Primeira via
        Primeiro motor imóvel: tudo o que se move é movido por alguém, é impossível uma cadeia infinita de motores provocando o movimento dos movidos, pois do contrário nunca se chegaria ao movimento presente, logo há que ter um primeiro motor que deu início ao movimento existente e que por ninguém foi movido.

        Segunda via
        Causa primeira: decorre da relação “causa-e-efeito” que se observa nas coisas criadas. É necessário que haja uma causa primeira que por ninguém tenha sido causada, pois a todo efeito é atribuída uma causa, do contrário não haveria nenhum efeito pois cada causa pediria uma outra numa sequência infinita.

        Terceira via
        Ser necessário: existem seres que podem ser ou não ser (contingentes), mas nem todos os seres podem ser desnecessários se não o mundo não existiria, logo é preciso que haja um ser que fundamente a existência dos seres contingentes e que não tenha a sua existência fundada em nenhum outro ser.

        Quarta via
        Ser perfeito: verifica-se que há graus de perfeição nos seres, uns são mais perfeitos que outros, qualquer graduação pressupõe um parâmetro máximo, logo deve existir um ser que tenha este padrão máximo de perfeição e que é a causa da perfeição dos demais seres.

        Quinta via
        Inteligência ordenadora: existe uma ordem no universo que é facilmente verificada, ora toda ordem é fruto de uma inteligência, não se chega à ordem pelo acaso e nem pelo caos, logo há um ser inteligente que dispôs o universo na forma ordenada.

        ***
        Carlos, existem muitas outras pessoas e pensadores que defenderam a existência de Deus, como Sócrates, Aristóteles…mas, de todos, o que mais tem peso para mim é a Biblia. Diz assim o Salmo 14.1:

        “Diz o tolo em seu coração: “Deus não existe”.

        Abraço forte.

  7. Sheyla disse:

    Quanta sabedoria! Vc, Mauricio, é o Salomão do século! Fala com muita propriedade! Deus continue te usando…

    • Nossa, Sheyla, estou a anos-luz disso. Sou uma formiguinha, querida.
      Um beijo, no amor de Cristo.

    • Carlos disse:

      Maurício,

      Sinceramente, não vejo como que o ar e as ondas eletromagnéticas sejam um argumento válido para fazer tal comparação. São coisas que podemos provar cientificamente, sem ter que forçar ninguém a acreditar só porque estou afirmando que eles existem, assim também como a eletricidade.

      “Deus não condena ninguem ao inferno” – “Só vai ao inferno quem o rejeita” – “vc pode aceitar ou não. Livre-arbitrio”

      Esse é o ponto, se eu não aceita-lo automaticamente já estarei no inferno, cade meu livre-arbitrio?

      Isso não é livre-arbitrio, Deus esta me impondo a aceita-lo.

      O livre-arbítrio é o artifício-mor que o cristão usa para desculpar seu Deus de tudo o que há de ruim no mundo, dando crédito a ele apenas pelas coisas boas. Um embuste engenhoso, até certo ponto, mas nem todo mundo é tão ingênuo.

      O crente no Deus judaico-cristão tem internalizado um axioma, um postulado pelo qual Deus é A Verdade. Mas qual verdade? Que argumentos poderiam sustentar essa afirmação? Um Deus cuja moral nem mesmo se assemelha à nossa; um Deus mesquinho e sádico; um Deus que tem dúvida, que se arrepende, que é perfeito e não faz nada que preste, segundo sua própria opinião; um Deus assim é sinônimo de verdade por quê?

      “Lida propriamente, a Bíblia é a força mais potente para o ateísmo jamais concebida.” (Isaac Asimov)

      Exatamente o que aconteceu comigo, eu lia a Bíblia e não entendia porque Deus precisava executar tantas mortes de pessoas inocentes, principalmente de crianças e animais.

      história de Eliseu(cf. II Reis 2:23-24)
      Então subiu dali a Betel; e, subindo ele pelo caminho, uns meninos saíram da cidade, e zombavam dele, dizendo: Sobe, calvo; sobe, calvo! E, virando-se ele para trás, os viu, e os amaldiçoou em nome do Senhor. Então duas ursas saíram do bosque, e despedaçaram quarenta e dois daqueles meninos.
      Essa foi a obra do bom Deus — do misericordioso Jeová!

      E agora! você ainda vai defeder Deus por essa atrocidade.

      Um abraço.

      • Carlos, meu querido,

        eu acredito sem um pingo de dúvida nesse Deus que nos convence por força de sua graça maravilhosa e milagrosa a respeito de sua existência e de sua ação benigna. É algo transcendente.
        Por outro lado, não acredito que essa nossa discussão esteja nos conduzindo a nenhum lugar produtivo, inclusive já recebi criticas aqui nos comentários do blog por insistir num debate com vc que parece não estar nos levando a lugar algum. Então opto por não prosseguir nessa argumentação.

        Tudo o que posso te dizer é que sei em quem tenho crido e que tenho vivido tudo o que essa crença me proporciona: uma vida de paz, gozo, bondade e esperança. Conheço o bom Jesus. Conheço o benigno Deus. Conheço Sua maravilhosa graça. Sou íntimo do redentor. Eu não prego teoria: prego prática de vida. Minha vida e a de centenas de milhares por todo o mundo que foram transformadas pela ação restauradora do belo e amoroso Jesus Cristo.

        Lógico que ficaria feliz se vc conhecesse tudo isso, mas infelizmente você não compartilha dessa vivência e, por força de algo que houve no passado, renega esse Deus com todas as suas forças – a ponto de chamar esse Deus magnífico, perdoador, restaurador e que nos enviou Jesus para nos redimir… de “mesquinho e sádico”. Sinceramente? Não sou eu quem irei convencê-lo. Se você prefere continuar achando que o céu é vermelho, não haverá nada que eu diga que te destitua de sua ideia. Não te ofenderei. Não direi que tuas ideias estão erradas. E não tentarei desmerecer as tuas crenças. Apenas choro por você não ver Deus como Ele de fato é.

        Portanto, tudo o que posso fazer é orar por ti, para que um dia vc venha a enxergar o que hoje não enxerga, pois o conhecimento de Deus não vem por força humana, por argumentos racionais bem elaborados ou por filosofias de indivíduos que fazem questão de tentar entender um Ser infinitamente superior pela lógica de homens ridiculamente limitados como nós: vem de um encontro pessoal com o Salvador e Mestre. Que é bom, perfeito, agradável, maravilhoso, conselheiro, pai de amor e perfeito em todos os seus caminhos.

        Estarei aqui, Carlos, caso você precise de uma palavra de conforto, afeto e esperança. Se quiser saber mais sobre esse Deus que ao longo de milênios transformou tantas vidas e chamou multidões de uma vida amarga para Sua maravilhosa luz – em vez de apenas querer ofendê-lo – pode me chamar ao diálogo. Se você crê que Ele não faz nada que preste, lembre-se que Ele salva. Ele restaura. Ele cura. E tudo por uma única razão: Ele vive.

        E que todos os anônimos saibam que eu desejo que Deus o abençoe.

      • Carlos (:

        Eu vejo mais uma “interrogação” em você do que uma aversão, propriamente dita, à Certeza da existência do Absurdo, que é Deus =D Vejo que você tem uma imagem muito errada do que é inferno. É verdade que, não crendo em Deus, é pra lá que você irá. Mas até mesmo o inferno é Amor de Deus para com o homem.

        Inferno é, nada mais nada menos, que um lugar onde Deus se faz ausente. Onde ele não habita. Onde não se ouvirá falar do Seu Nome, nem haverá ninguém enchendo seus ouvidos com “bobagens” cristãs. Para aqueles que não querem acreditar no Senhor (não querem sua presença), Ele diz: “Fiz um lugar especialmente pra vocês, que não querem acreditar em mim. Um lugar onde eu não estarei presente. Mas não os aconselho a irem pra lá. Seu lugar é Comigo.”. Tudo que os ateus querem, né? Distância do que, pra vocês, é a maior invenção de todos os tempos. É Amor ou não é? E outra: todos irão perdoados!

        O problema é que, quando chegarem em um lugar de onde Deus se retirou, Sua ausência será tão dolorida e perceptível, que todos se verão obrigados a crer que existe, sim, Algo que excede qualquer entendimento. Mas, então, já será tarde “/

        Você tem livre arbítrio, sim, Carlos. Se é distância que você quer, é distância que você terá. E isso é pior que estar num lugar em chamas, com o diabo te espetando com um tridente o dia inteiro, tenha certeza.

        Se a minha vontade é de te abraçar, a de Deus é muito maior.

        nEle, que tem misericórdia de quem quiser ter misericórdia.

  8. Alessandra Figueredo disse:

    Mauricio, vc foi mt claro no seu ponto de vista em relação a valorização do diabo. Eu tb vivi há tempos atras, essa supervalorização do diabo e dedicando horas a fio de oração para a queda do poder q vinha dele. Só depois q aprendi q ele nao t em poder pra nada. Ele só sugere, quem cai somos nós.
    Mas com o meu amadurescimento espiritual, entendi q mt das vezes eram coisas das cabeças das pessoas q se preocupavam demais com algo q nao deveria ser tao exaltado. Quase um culto para a retirada do diabo.
    Hoje, sou só um pouquinho mais esclarescida, mas já aprendi q náo devo dar nenhum valor aele.
    A honra é toda de Deus e toda a gloria deve ser dada somente a Elei. Que bom q nao demorei muito para aprender! UFA!!!

  9. Regina disse:

    “Tem um cabelo na minha sopa! Tem um cabelo na minha sopa! Tem um cabelo na minha sopa!” – demais!!!! hehehe

    Você resumiu o papo todo em um post; para mim foi bem esclarecedor e também, porque não, divertido entender esse blábláblá de libertação com seu bom humor. Sempre achei estranho o valor dado ao assunto rsrsrs

    Lembrei aqui do filme “o advogado do diabo”, em que o ‘capacho’ leva o advogado mais jovem à bancarrota apenas com envolventes sugestões, plenamente aceitas por ele. Quando o advogado acusa o ‘capacho’ de tê-lo levado à desgraça, aquele responde que nada tinha a ver com as escolhas feita por ele, porque ele lhe havia dado tão-somente sugestões … mas sempre tocando o seu ponto fraco, a vaidade. Pois é assim que a banda hard-rock-podre do ‘capacho’ toca…

    Valeu, Maurício.

    • É isso aí rsrs.
      Beijo enorme pra ti.

      • Regina disse:

        Obrigada pela gentileza constante em responder a todos, Mauricio!

        Mas queria lhe pedir uma coisa: caso considere que algo em meus comentários está, digamos, estranha, fora do contexto ou até mesmo desrespeitosa, por favor me dê um toque, ok? Digo isso porque quando nos expressamos através em um blog às vezes os comentários não saem exatamente como queremos e acabam, igualmente, desconcertando o autor/blogueiro; daí ficar difícil saber como colocar o ‘senão’ sem afetar o outro porque, afinal, aqui lidamos com palavras sem expressão facial, olho no olho, essas coisas.

        Outra coisa muito boa: já viu o vídeo do Pr. David Wilkerson, “Um Chamado para a Angústia”?
        ( http://youtu.be/kRYhW4wO3UY ) Se não viu, vale a pena.

        A Paz!!!! <3

      • Não se preocupe, Regina, vc é do bem. Conheço tuas boas intenções.
        Sim, conheço esse video, que inclusive me fez chorar bastante.
        Beijo e paz.

  10. Wesley Cabral. disse:

    Graças á Deus por(até que enfim) um texto objetivo, simples, direto e claro sobre essa bagunça, “ipses literis” ,que se transformou essa tal de batalha espiritual!!!
    Luz sobre as trevas!!!
    Deus continue te usando,meu irmão!!

    Cabral.

    ps: quanto aos comentários acima do Carlos, muitas vezes temos que pedir sabedoria ao Senhor e paciência, muuita paciência….

    Um abraço!!

  11. anônimo disse:

    É impressionante como o Carlos lhe deixa visivelmente irritado e, quanto mais ele pede “simplicidade”, mais você elabora uma resposta cada vez mais “intelectualizada” que só o afasta cada vez mais – não percebe? Você não o ajuda, não o “converte”, isso não parece ser do seu interesse, pois o que se percebe é que você simplesmente não o aceita, não o quer por perto, ele incomoda. E não é “só” porque ele é ateu – mas porque ele pensa DIFERENTE de você.

    No entanto, quanto mais você o rejeita, mais é aplaudido! Isso é “cristão”?

    Eu nem acho que os tempos sejam de CONVERSÃO… e nem acho que o Carlos esteja querendo ser “convertido”. Como diz o Dalai Lama – o grande lider de uma “religião” sem Deus – os tempos são de DIÁLOGO. Mas você não dialoga (apesar de achar que sim), você tenta IMPOR a SUA visão de Deus (que é APENAS a SUA visão, lembre-se) e na verdade não creio que se importe em dialogar com um discordante. Suas palavras são secas: “você continua com uma visão limitada e equivocada sobre Deus”; “seus comentarios lembram os de uma criancinha que não entende a disciplina do pai e o acusa de ser mau”; “que pena, vc entendeu tudo errado”… sem falar que no post anterior eu diria que você foi claramente autoritário: “nossas conversas não estão sendo muito produtivas e vc está começando a usar um tom agressivo e desrespeitoso que EU, honestamente, não aprecio. Então esta será minha última tentativa de ter um dialogo amigavel com vc”…

    Eu diria mesmo que o que o seu blog tem de mais interessante é esse seu “não-diálogo” com o Carlos!

    Relaxe, “pastor”. Você sabe que seu esforço só terá valor se tocar o coração dos que NÃO concordam com você. São os Carlos da vida que valem a pena, é para eles que você deveria estar escrevendo, e não para as pessoas que lhe afagam o ego dizendo o quão extraordinário você é. Você sabe que é inteligente, mas ainda precisa ter o reforço do elogio, que “humildemente” agradece e rejeita. Mas você não está aqui para ser acarinhado, mas para acarinhar! Essa é a missão dos pastores, não é? No entanto, em nenhuma de suas respostas ao Carlos você disse “Deus o abençoe”! Mas, se a razão está do seu lado, ele é quem mais precisaria dessa bênção – estou certo?

    Portanto, Maurício, se você quer mesmo ser ouvido, falando “sobre os telhados”, fale para os Carlos que eventualmente possam aparecer por aqui. Se quer somente aplausos, mantenha-se dentro da igreja.

    • Caro “Anônimo”,

      em primeiro lugar, é um ato deseducado e covarde exprimir sua opinião por trás do anonimato. Eu respeito Carlos, pois ele foi honesto e se identificou. Você não teve essa hombridade. Em principio, pensei que, por isso, nem deveria respondê-lo, mas decidi fazê-lo, uma vez que você se posicionou tão crentaço e nosso dialogo aqui pode vir a levar alguns leitores a reflexões importantes:

      1.”É impressionante como o Carlos lhe deixa visivelmente irritado” ——–> ele não me deixa nada irritado, não sei de onde você tirou isso. Todas nossas conversas foram de cavalheiros.

      2. “Quanto mais ele pede “simplicidade”, mais você elabora uma resposta cada vez mais “intelectualizada” que só o afasta cada vez mais – não percebe?” ——–> ele nunca pediu simplicidade, na verdade foi ele quem iniciou um diálogo que temos mantido, como cavalheiros. Pelo contrário, Carlos (a quem respeito muito) sempre embasou suas opiniões com citações, o que é um recurso de alguém intelectualizado. E minhas respostas não são “intelectualizadas”, fazem parte do conhecimento e do estudo que tenho. E isso não é merito algum meu nem me põe como “superior”, é apenas minha forma der expor o que penso e conheço.

      3. “Você não o ajuda, não o “converte”, isso não parece ser do seu interesse, pois o que se percebe é que você simplesmente não o aceita, não o quer por perto, ele incomoda. E não é “só” porque ele é ateu – mas porque ele pensa DIFERENTE de você. —————-> seu comentário é totalmente absurdo e demonstra seu julgamento de mim sem nem me conhecer. Eu o aceito sim e se não o quisesse por perto não responderia aos inúmeros comentários que ele fez, sempre criticando meus artigos. Eu poderia ter simplesmente rejeitado os comments dele (como poderia ter feito com o seu), mas eu prefiro SIM o diálogo. A propósito, 6,5 bilhões de habitantes do planeta são e pensam diferente de mim e nem por isso os rejeito.

      4. No entanto, quanto mais você o rejeita, mais é aplaudido! Isso é “cristão”? ————> novamente, caro “Anônimo”: eu não o rejeito. Apenas discordamos em ideias, como cavalheiros.

      5. Eu nem acho que os tempos sejam de CONVERSÃO… e nem acho que o Carlos esteja querendo ser “convertido”. —————> eu tb não acho que ele queira ser convertido! Nem ele disse isso nem eu disse isso a ele! Mas ser ele entra num blog onde são expostas ideias religiosas para discutir sobre elas, creio que cada um apresentará argumentos sobre o que crê, não lhe parece óbvio? Que, aliás, é o que vc está fazendo ao comentar aqui.

      6. Como diz o Dalai Lama – o grande lider de uma “religião” sem Deus – os tempos são de DIÁLOGO. Mas você não dialoga (apesar de achar que sim), você tenta IMPOR a SUA visão de Deus (que é APENAS a SUA visão, lembre-se) e na verdade não creio que se importe em dialogar com um discordante. ———–> sim, eu dialogo e me importo, senão não estaria aqui gastando tempo com você, sr “Anônimo”, cujo comentário eu poderia ter simplesmente deletado. E não impus nada, apenas compartilhei aquilo em que creio, EXATAMENTE como você está fazendo agora, tentando me impor (vamos usar os seus termos) aquela que é APENAS a SUA visão, lembre-se.

      7. Suas palavras são secas: “você continua com uma visão limitada e equivocada sobre Deus”; “seus comentarios lembram os de uma criancinha que não entende a disciplina do pai e o acusa de ser mau”; “que pena, vc entendeu tudo errado”… sem falar que no post anterior eu diria que você foi claramente autoritário: “nossas conversas não estão sendo muito produtivas e vc está começando a usar um tom agressivo e desrespeitoso que EU, honestamente, não aprecio. Então esta será minha última tentativa de ter um dialogo amigavel com vc”… ———–> Minhas palavras não são secas, são objetivas. Na verdade, exatamente como as suas , sr. “Anônimo”. E é fácil pegar essas minhas frasessobre crianças fora do contexto em que foram usadas. E eu não fui autoritário, apenas impus os limites aos que me reservo: evito ao máximo discussões e bate-bocas que não levam a nada. Desses quero distância. Se quiser dialogar ideias, vamos em frente. Mas usar o ad hominem para conversar, desculpe, isso eu não faço.

      8. Eu diria mesmo que o que o seu blog tem de mais interessante é esse seu “não-diálogo” com o Carlos! ———-> se meu blog não lhe interessa, não o leia. É simples e fácil.

      9. Relaxe, “pastor”. ———–> estou relaxado. E não sou pastor, caro “Anônimo”.

      10. Você sabe que seu esforço só terá valor se tocar o coração dos que NÃO concordam com você. ————-> Meu esforço só terá valor se tocar no coração de qualquer ser humano, sejam eles Carlos, Rogérios ou Antonios. Não é um anônimo quem vai determinar isso, mas Deus.

      11. São os Carlos da vida que valem a pena, é para eles que você deveria estar escrevendo, —————> ou seja, eu devo escrever para quem você, caro anônimo, que não tem a hombridade de se identificar, determina que eu escreva. Essa é ótima.

      12. e não para as pessoas que lhe afagam o ego dizendo o quão extraordinário você é. ——————> eu não sou extraordinário, sei quem sou e conheço as minhas muitas falhas. E se vc tivesse lido os meus posts com atenção, veria que eles em geral são criticos e apontam problemas da Igreja (o que raramente rende afagos ao ego, mas muitas pedradas), pois este não é um blog evangelístico, mas voltado para cristãos e estimular a reflexão entre eles.

      13. Você sabe que é inteligente, mas ainda precisa ter o reforço do elogio, que “humildemente” agradece e rejeita. —————> não, caro Anônimo, eu agradeço pois foi o que meus pais me ensinaram a fazer. Isso é algo chamado “educação”. Quando alguém te elogia, você agradece. Aliás, meus pais também me ensinaram que a primeira coisa que se faz ao chegar a um lugar é se apresentar, coisa que vc nem ao menos teve a educação de fazer ao manter-ser anônimo.

      14. Mas você não está aqui para ser acarinhado, mas para acarinhar! ————> estou aqui para compartilhar ideias. Vc teima em dizer o que meu blog deve fazer. Faça o seu!

      15. Essa é a missão dos pastores, não é? —————–> volto a dizer, não sou pastor.

      16. No entanto, em nenhuma de suas respostas ao Carlos você disse “Deus o abençoe”! ——————> Carlos se posicionou desde o inicio como ateu. Se eu disser “Deus o abençoe” poderia soar bem irônico, deselegante e ofensivo de minha parte. Como se eu chegasse a uma mesquita afirmando meu cristianismo e na saida me desejassem que Alá me abençoasse. Isso é respeito, caro “Anônimo”. LOGICO que desejo que Deus o abençoe e inclusive orei por Carlos, mas não preciso confrontar diretamente as crenças dele, que respeito, apesar de discordar.

      17. Mas, se a razão está do seu lado, ele é quem mais precisaria dessa bênção – estou certo? ———–> não, está errado. Todos precisamos da bênção de Deus.

      18. Portanto, Maurício, se você quer mesmo ser ouvido, falando “sobre os telhados”, fale para os Carlos que eventualmente possam aparecer por aqui. ————————> novamente o “Anônimo” querendo dizer aos outros o que eles devem fazer. Se vc quiser, releia tudo o que eu disse a Carlos e verá que expus todo o plano de salvação a ele. O resto é com o Espírito Santo. E não falo “sobre os telhados”, falo num pequeno blog.

      19. Se quer somente aplausos, mantenha-se dentro da igreja.——————> você não me conhece e não sabe as coisas que faço sem exigir nenhum aplauso por isso. Somente quem sabe aquilo que faço são Deus e algumas poucas pessoas. Isso que vc está fazendo é o que a Bíblia chama de “julgar”. E não é nada cristão. Me acusa sem ter ideia do que está falando. E, sinceramente, acredito que você não tem o mínimo direito, até porque não teve a educação de se identificar, de dizer onde é que qualquer pessoa que seja deve “se manter”. Pois vc disse tudo o que disse mantendo-se exclusivamente dentro de um lugar: o anonimato. Que é o refúgio dos covardes.

      Deus o abençoe, caro anônimo.

      • Silvia disse:

        Caro Anônimo, gostaria de lhe dizer que tenho acompanhado o diálogo com Carlos e o Mauricio
        e me sinto à vontade de dizer que o que sinto em relação à isso. O Mauricio tem um extremo cuidado ao responder ao Carlos, que muitas vezes, se tem colocado de uma maneira confusa em relação às coisas de Deus, porque (eu sinto) que ele ficou magoado com Deus em determinado momento de sua vida. Mas em compensação se ele lê esse blog é que ele está em busca de respostas, e por isso, ele questiona o Mauricio. Mas não é o Mauricio que tem que convertê-lo ou convencê-lo, é o Espírito Santo. E concordo com voce quando voce diz que o interessante são os posts do Carlos, pois, tenho aprendido muito com os questionamentos dele, que só reforçam o quanto Deus é misericordioso e que cuida individualmente de cada um de nós, a seu tempo.
        E, Mauricio, se me permite, gostaria que voce soubesse que tenho orado pelo Carlos também.
        abraços

      • Amem, Silvia.
        Ore por Carlos, por mim e pelo Anônimo. Todos nós carecemos.
        Beijo grande e obrigado por compartilhar.

  12. Maurício disse:

    Olá Maurício. Sou estudante em licenciatura em teatro pela UFPB. Comecei a fazer teatro na igreja e logo senti que deveria me aprimorar no que fazia, como se fosse minha forma de adorar a Deus. A partir de então comecei a fazer teatro profissional e no ano 2009 decidi fazer vestibular para teatro.
    Queria muito me dedicar na igreja assim como me dedico atuando em espetáculos “seculares”, porém sou as vezes barrado, pois os cristãos querem ver Satanás batalhando nas peças e Deus guerreando e vencendo por um indivíduo.
    Não sei se conhece, mas existem duas peças famosas que uma se chamam Jardim do Inimigo e a outra Casa do Jugamento. Lendo os seus textos pude consolidar melhor minha visão sobre estes espetáculos, pois não concordo muito com a visão passada. Acredito numa arte que acima de tudo exalte e glorifique a Deus. Um produto artístico que seja resultado de um processo, que leve tempo e dedicação.
    Gostaria, portanto, de que pudesse esclarecer teologicamente como posso argumentar com a minha igreja sobre o tema dessas peças que citei. Já li alguns livros sobre arte da Ultimato, mas é sempre bom dialogar com pessoas abençoadas por Deus como você.

    Paz do Senhor.

    • Olá, amado, obrigado por compartilhar.
      Eu te entendo, na minha infância espiritual cheguei a fazer parte da montagem de “A divina revelação do inferno”, de Rebeca Brown, veja você. E eu interpretava um dos demônios rsrrs. Coisas de novo-convertido.
      Os argumentos em que creio estão presentes no meu artigo: Deus é o centro e tudo o que fazemos deve ser cristocêntrico. Pôr Satanás no centro é tirar Jesus de seu lugar de primazia e pôr um ser inferior e criado em seu lugar. Acabamos fazendo o que Satanás quis fazer no início e que resultou em sua queda: “tiramos Deus do trono” e em seu lugar pomos o Diabo. E isso é satânico.
      Mauricio, eu não conheço as peças que vc mencionou e portanto não posso opinar especificamente sobre elas. Mas importa que elas ponham Cristo no centro, que Ele seja o foco. Caso contrário, são mera perda de tempo.
      Eu lancei 3 livros com histórias de ficção cristã para jovens, que algumas igrejas já quiseram transformar em peças de teatro. Minha unica condição foi: que Cristo seja o centro, o foco. Caso contrário, nada feito. Todas concordaram. Compartilho isso para que vc veja que é possivel.
      O melhor argumento bíblico para vc usar na sua igreja está em 1 Co 10.31: “Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus”.
      Não sei se ajudei, mas oro para que a angústia saia de seu coração e que Deus seja glorificado em tudo o que seu grupo de teatro fizer.

      Abraço forte, no amor do Mestre.

  13. Meu amado irmão:
    Desejo que você continue sendo canal de bençãos para os cansados, oprimidos e sobrecarregados, trazendo-lhes Palavra de Deus e os ensinamentos que tanto precisamos.
    Deus abençoe a todos os que você tem alcançado o blog.
    “Onde há frutos, sempre haverá quem os queira colher”
    (Soraya)

  14. [...] Apena1 – post inforgospel.com.br [...]

  15. André disse:

    Paz Mauricio !
    Primeiro, quero parabeniza-lo pelo excelente texto, não só concordo com ele, como vejo a realidade de hoje na chamada “Igreja do SENHOR”, pois tambem ja participei de muitas coisas ligadas a batalhas espirituais e, hoje me dia, me questiono sobre varias coisas em relação a esse assunto.
    Tambem deixo aqui meus parabens pelas respostas dadas nesse post, principalmente ao Carlos e ao “Anonimo”, vc não só dialogou, mas procurou ser claro e objetivo e foi sabio ao ver o momento em que o dialogo, aqui aberto, nao estava mais, digamos, sendo edificante, mas ja virando uma discussão de ideias ! Creio eu que seria muito mais legal e interessante, tanto para vc quanto para o Carlos, trocarem ideias, continuarem esse dialogo em um ambiente mais privado para ambos, pois creio que ambos tem que aprender um com o outro, pois, quantos “carlos” estão dentro e fora das igrejas e, quem sabe, mediante até mesmo as respostas que vc deu ao Carlos daqui, DEUS responderia aos questionamentos deles, o Espirito Santo traria o convencimento ao seus corações ?
    Bom, mediante ao texto que vc colocou, gostaria de fazer-lhe uma pergunta, uma duvida que tenho, como vc mesmo citou:

    “Sim, Satanás é obrigado em tudo a dizer a Jeová: “Seja feita a tua vontade, assim na terra como nos céus”. Ele não tem escolha. Pois o Diabo não pode mover uma palha sobre a terra ou nas regiões celestiais sem a autorização expressa de Deus. É como um cachorrinho, esperando que seu dono afrouxe a coleira e ele, assim, consiga avançar contra um dos eleitos do Senhor.”

    Nisso, a palavra diz que o mundo “jaz” no maligno, que esta enterrado nele e diz tambem que somos peregrinos nesse mundo. Bom, entendo que os peregrinos somos nós, cristãos, mas e essas pessoas que não são ? Se o mundo esta enterrado em satanas, ele não tem livre acesso a essas pessoas ? Pensando dessa forma: DEUS tem soberania para que satanas não toque nos deles, mas aqueles que “não” são Dele, ou O rejeitam, etc… satanas “faria” com eles o que ele quiser. Pois, é facil vc justificar, por exemplo, um pedofilo que estupra e mata um bebê por não ter DEUS, mas é dificil vc argumentar usando essa logica que satanas só age com a permissão de DEUS, não sei se estou conseguindo ser claro em minhas ideias, mas assim, penso seguindo o principio de uma embaixada, se eu estou no nos EUA, tenho que seguir as leis do país e tal, mas e sofrer alguma perseguição ou injustiça e correr para a embaixada brasileira, la terei toda a proteção da minha patria e os americanos não poderão fazer “nada” contra mim, enquanto eu estiver la, não sei se ficou clara a minha analogia, mas enfim, é uma duvida e ao mesmo tempo um pensamento forte em mim, mas, se possivel e, sem querer de forma alguma causar polemica ou coisa semelhante, vc poderia me falar qual o seu pensamento ou, até mesmo, me elucidar nisso ?
    Bom, desde ja, independente de resposta ou qualquer coisa, oro para que Nosso DEUS e PAI de amor, na Graça do Nosso SENHOR e Salvador JESUS CRISTO continue a abençoar sua vida e abençoar a vida de muitos atraves de vc, que DEUS seja glorificado atraves de sua vida.
    Abs

    • Obrigado pelas suas palavras, queridão.
      É preciso entender que toda criatura que há na Terra está sujeita á soberania e ao domínio de Deus. A Queda não tirou isso das mãos do Criador. Sejam filhos da salvação ou da perdição, todos respondem ao Senhor. Tanto que nos últimos tempos, todo joelho se dobrará e toda lingua confessará que Jesus é o Senhor, além do que todos teremos de prestar contas. O DIabo não é “dono” de ninguém: o Senhor é. Ele é o autor da vida e de toda a vida.
      Então essas ideias de que Deus “perde” o direito sobre a vida daqueles que não recebem Jesus são pura invencionice: O Deus de Abraão, Isaque e Jacó é dono de toda a Terra e de tudo o que nela há, inclusive os filhos da perdição. Lembre-se que a Bíblia diz em Mt 10.28: “E não temais os que matam o corpo e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo”. Ora, se é Deus quem pode fazer perecer a alma e o corpo, é Ele quem tem domínio sobre tudo.
      Em resumo, mano, o mundo jaz no maligno porque há um sistema corruptor de trevas que nos cerca. Mas, em meio a esse sistema, a luz do Senhor brilha em todas as direções.
      Um abraço grande, na paz do Senhor.

      Não,

  16. Muito bom o post, e muito bom o blog. Aprendemos mais em blogs como este do que nos cultos de hoje em dia em determinadas igrejas. Com sua licença vou copiar o post e colocar no meu blog. Um abraço a todos. Soli Deo gloria.

    • Obrigado pelo carinho, querido, mas lembre-se que blog algum substitui a comunhão dos santos. Sua igreja é fundamental na sua vida, nunca se afaste dela.

      Será uma honra ter meu nome no seu blog.

      Deus o abençoe.

  17. [...] Batalha espiritual ou bandalha espiritual? [...]

  18. [...] ele expulsou os espíritos com uma palavra”. Repare, uma única palavra! (mais sobre isso no post Batalha espiritual ou bandalha espiritual?). E, de repente, tem pastores usando espaço em que poderiam estar pregando que “Cristo Jesus [...]

  19. Walace Alves disse:

    Paz Mauricio!
    Nestes últimos dias comecei a ler os seus posts e encontrei textos BÍBLICOS e não filosofias humanas.
    Gostei muito deste texto, ultimamente não se fala de Deus o TODO-PODEROSO, mas do diabo “aquele que está em todos, os lugares, e te domina), abriu muito meu entendimento, sobre esse assunto é disso que precisamos, do conhecimento da Luz pois ela dissipa, Jesus ja venceu, destrounizou, triunfou sobre o diabo “o temivel dominador”. Fico triste ao ver pessoas que acredita em tudo que seus pastores falam, e nem leiam a bíblia, se fala que tem demônio a pessoa acredita, se fala que ta amaldiçoada ela acredita, se diz que precisa fazer isso ela faz. Se fala que o demônio é isso ela acredita, como foi dito Igrejas Diabocêntricas.
    Que possamos louvar, engrandecer a Deus, viver uma vida com Jesus, aprendendo com Ele e não com o diabo.

    A paz de Cristo.

  20. rodrigo crepaldi disse:

    caro mauricio,

    encontrei esse post somente hj e já me foi de muita ajuda… comungo da ideia de que Deus é criador de todas as coisas e que nao há nada que nao escape do seu julgo…inclusive o proprio satanas que de todas as formas atenta contra nossa possibilidade de existencia eterna.

    o fato é que Satanás é hierarquicamente inferior a Deus em tudo! mas em relação ao homem?
    o que me faz pensar nesse teoria da satanização dos cultos… e com isso nao estou dizendo que nos cultos estamos adorando à satanas … é o fato de alertar as pessoas da existencia do Mau… certo é que contra Jesus e ao Deus pai satanas nao pode nada… e daí a corda explode pro lado nosso: do ser humano!

    estariamos protegidos 100% da esfera do maligno sendo homens? e não seria valido lembrar as pessoas de que não só existe Deus (que deve ser o foco), mas que existe satanas e que devemos tomarmos cuidado com suas artimanhas ?

    é certa a informação que Jesus citou por varias vezes o inferno em suas passagem pela terra?

    muito obrigado pelos esclarecimentos acima… eu tenho 03 meses de fé… e procuro entender a saber como agir diante das mesmas perguntas .

    muito obrigado novamente e que Jesus esteja contigo.

    • Rodrigo,
      obrigado pelas palavras.
      Vamos sempre pelo que a Biblia diz: o inimigo anda ao derredor buscando quem possa tragar. E basta vermos o que ele fez com Adão, Eva, Jó e outros para percebermos que ele é adversario do homem. Embora esteja infinitamente, mas infinitamente abaixo de Deus.
      Satanização de cultos é distorção por definição do significado dos cultos: nós organizamos cultos para cultuar Deus, não pra ficar falando desse cidadão. Busquemos ao Senhor e deixemos o diabo se sujar na lama.
      Deixar de falar de Deus e ficar falando do diabo é como ir a um restaurante e deixar de comer a comida e ficar lambendo a parede: é desvirtuar completamente os objetivos, a missão, as funções do culto etc. Se um demônio aparecer pra atrapalhar, fazemos como Jesus: “Cala-te e sai”. Acabou. Não tem que ficar dando trela pra ele só pq o diabinho quer aparecer.

      Sim, Jesus citou inúmeras vezes o inferno.

      Imagina, queridão, sempre que precisar de esclarecimentos o ideal é que busque seu pastor. Mas se eu puder ajudar, estou aqui.

      E lembre-se: Deus é o foco. O diabo? É um pobre diabo…

      Abraço e paz.

  21. Ana disse:

    Olá! Mauricio.
    Conheci o seu blog hoje.
    A leitura do seus textos e muito envolvente e cativante. De fácil compreensão e rica de informações bíblica.
    Parabéns!
    Que Deus lhe abençoe sempre.

  22. Meri disse:

    Maravilhoso artigo! Obrigada! Aprendi um monte! Vou ler e reler que o diabo não tem poder! hehe E especialmente aquela sua afirmação “O diabo é altamente sedutor” e ele apenas sugere é verdadíssima, pois o Senhor Deus me mostrou isso em sonho. Explico! Eu estava passando um período de fraqueza e dificuldades espirituais e devia estar tão “burra” que o Senhor teve que me dar um sonho revelador…dizendo: Abra os olhos mulher!! E o diabo era justamente assim….sedutor e tentando influênciar minhas decisões, com sugestões!! Mas então fiquei com aquela impressão: Ai que medo! sabe? como se ele tivesse poder. GLóRIA Á DEUS, irmão Zágari, q ele é só uma lagartixa..um rato!! oH glórias!! O Senhor DEus te abençõe muito e continue te capacitando!!!! Fique na Paz e Muitissimo obrigada!!!!

  23. Sidomar disse:

    Bom dia irmão,
    muito bom
    Estou querendo fazer um site relacionado à Batalha Espiritual, o que vc me surgere?

    • Olá, Sidomar,
      .
      sugiro que no seu site você só diga o que a Biblia diz, e não o que esses grupos que organizam seminários cheios de invenções antibíblicas afirmam.
      Que esqueça as “divinas revelações do inferno”, os “guerreiros da luz”, os “filhos do fogo” e outros absurdos e se concentre naquilo que é pão: a Palavra.
      Sugiro que não esqueça que, exceto mediante a possessão, o diabo não tem poder de nos obrigar a fazer nada, ele apenas sugere. Quem peca somos nós.
      .
      E, especialmente, sugiro que vc nunca se esqueça que, mais do que anjos e demonios lutando com espadas de fogo, a batalha espiritual se concentra na mente. Ali é o campo de batalha do diabo. Portanto, se levarmos nossas mentes cativas a Cristo, a enchermos com as Escrituras, lermos bons livros, de bons autores reformados, mantivermos as disciplinas espirituais e formos cristãos fieis… a batalha será ganha. Pois nossa mente será sempre de Cristo e o diabo não encontrará espaço ali.
      .
      Com amor e afeto, no Senhor.

  24. Gleissão disse:

    Olá Maurício Zágari, acabo de ler sobre essa matéria divulgada também no genizahvirtual.com
    Excelente post.
    Mas ficou um vago em minha mente, sobre uma pergunta que nunca ousei pensar:
    “Afinal, Satanás é inimigo dos homens ou inimigo de Deus?”
    Pela leitura, raciocínio e conclusão do texto, logo chegaremos a resposta que ele é inimigo dos homens. Então agora lhe apresento meu “vago mental” (risos), se Satanás é inimigo dos homens, o que ele é de Deus?

    • Ola, querido.
      Satanás é apenas um ser espiritual rebelde, criado por Deus.
      Numa definição lírica, Satanás é a poeira que gruda na sola do pé de Deus – e só.
      Abs e paz!

  25. Hebert Henrique disse:

    Achei de valor precioso a matéria, porem, gostaria de enfatizar algumas duvidas que tenho com relação ao assunto, pois muito se fala sobre a origem de Satanas, onde se utiliza de textos variados como isaias 14 e ezequiel 28, e alguns outros, mas sera que essas passagens realmente estão demonstrando de uma forma simbólica a tentativa ou uma mera expressão desse ser, ou sera que não passa de uma interpretação equivocada de muitos que acabou se enraizando na mente das pessoas, pois se o Diabo demonstra um estremecer diante de Deus, e em certas ocasiões tem acesso a Deus, porque ele seria tão tolo de tentar usurpar Deus e seu gloria, pela biblia os unicos que encontrei que foram tão audaciosos a este ponto, são alguns vis homens, que não conhecem a Deus, pois penso que quem viu a Deus e habitou com Deus, reconhece que não ha possibilidade de ser como Deus, por isso Satanas enganou o homem, pois era a unica forma dele ser adorado como um Deus, fazendo com que a coroa da criação, o ser mais perfeito e belo que Deus ja criou viesse a substituir a adoração ao verdadeiro Deus, isso é o que penso, não sei se estou correto, agora a minha maior duvida é com relação a ação de Satanas sobre as pessoas, pois a biblia é clara em dizer, que os que não estão em cristo, são dominados pelo principe das potestades do ar, daquele que opera sobre os filhos da desobediencia, na qual um dia todos nós estavamos tambem, sendo assim tudo que acontece fora de Deus(palavra), é do maligno,como a propria biblia ensina, que os que cometem divisão, disputas,idolatria, imoralidades, prostituições, glutonarias, falsidades, hipocrisia, e coisas semelhantes não herdaram o reino dos ceus, ou seja, não estão vivendo no Espirito, é sobre isso que fico buscando entender, pois se a vontade de Deus, é que todo homem se salve, que a igreja deve ficar em intercessões, suplicas rogos, orações, pra que todos cheguem ao conhecimento da verdade, então qual a concordancia que ha na palavra de cristo, que diz que poucos serão os que se salvarão, e que se fosse possivel satanas enganaria ate os escolhidos, se assim for Deus esta permitindo que satanas engane as pessoas, talvez ate pessoas que não tiveram a oportunidade de ouvir a palavra, ou mesmo o que dizer da igreja a 800, 700, 600 anos atras que não havia a reforma e a igreja vivia em dessas trevas, onde nem acesso a palavra as pessoas tinham, pois somente em latim era escrita a palavra, pois as pessoas não estavam de acordo com a palavra, pois viviam conforme o erroneo ensinamento da igreja presente(um cego não pode guiar outro cego, pois sendo assim os iram para um mesmo abismo), e se Deus vela em cumprir sua palavra, o que sera dessas pessoas, e se hoje vivemos onde milhoes de pessoas vivem abaixo da linha da pobreza onde crianças e familias inteiras morrem de fome, tudo isso é permissão de Deus ao Diabo, de gerar todo esse sofrimento, pois que culpa tem as pessoas de nascerem dentro de um pais, ou nação, cuja religião oficial não era o cristianismo em seu passado, pois a base da cultura e socidade que gerou a religião de tais nações tem seu nascimento antes do cristianismo…Não sei dizer a resposta a tais acontecimentos, e hoje vemos tantos ensinamentos distorcidos com a palavra que me faz pensar o porque Deus permiti Satanas se fazer em anjo de luz, introduzindo ministros que introduzem tantas heresias de perdição, qual o sentido dessa liberdade que Deus da a satanas, seria uma provação ao seu povo que ele diz tanto amar, sabendo que sua propria palavra diz que muuitos darão ouvidos a esses, ou sera que essa ação de satanas é toda sem a permissão de Deus e que essa batalha entre Deus e satanas exista realmente, para que no final se conte os salvos, entre as incontaveis almas que viveram do inicio da igreja ate hoje 2011 e onze anos depois(se é que seja possivel calcular o numero de pessoas nesse periodo), portanto ajudem-me a entender tais pontos, pois ja fui um cristão verdadeiro, mas hoje confesso que o ceticismo em algumas partes tem sido mais forte do que meras interpretações biblicas e fatos que dizem ocorrer, mas que na minha percepção não ha base…se alguem tiver a iniciativa deixo minha gratidão, pois ainda frequento uma igreja, e tenho principios biblicos, mas não sei ate quando poderei suportar tais fatos que meus olhos veem a cada dia.

    • Herbert,
      embora os textos não tenham sido escritos para falar diretamente a Satanás, mas sim ao rei de Tiro, por exemplo, o paralelo é claro. Em outras palavras, o que os profetas estavam dizendo é “isso aconteceu com Satanás, o querubim ungido, e deu no que deu. Você está seguindo o mesmo caminho. Se continuar, vai acabar igual a ele”. Essa é a inferência.
      Quando vc pergunta “porque ele seria tão tolo de tentar usurpar Deus e seu gloria”…não é o que milhares de homens tentam fazer todos os dias? Trazer a glória para si e apenas usando o nome de Deus para isso? Não há nada de novo sob o Sol.
      Sobre Satanás ter visto a gloria e a face de Deus e ainda assim se rebelado…lembre do povo que viu o Mar Vermelho se abrir, as 10 pragas, o maná, as codornizes, a serpente de bronze, coluna de fogo e nuvem de fumaça, o rosto brilhante de Moises…rapaz, quer maiores demonstrações do que essas? E o que aconteceu com eles? A geração inteira foi tão incredula e desobediente que só Josué e Caleb entraram na Terra Prometida.
      .
      Herbert, sobre suas demais ponderações, aceite uma sugestão: não se pegue no que vc não sabe, mas no que vc sabe. Os mistérios de Deus a Deus pertencem. O que nos foi revelado é que tem perfume de vida eterna. Apegue-se a que Deus amou (AMOU, mano!) o mundo de tal maneira que se fez homem para que todos os que nele cressem não perecessem, mas passassem a eternidade ao seu lado. Apegue-se ao fato de que a Biblia nos fala já sobre qual será o destino eterno de Satanás. Apegue-se ao fato de que Jesus te conhecia antes de vc ser formado no ventre, que Ele caminha com vc, zela por vc e estará com vc até a consumação dos séculos.
      Pense menos no diabo e mais em Deus, querido. Quanto mais o Espírito Santo faz morada em nosso coração, menos espaço há para o diabo. Pois como ele não consegue espaço no coração, tenta ganhar espaço na mente. Não deixe isso acontecer.
      .
      Esqueça o diabo. Mas pense sem cessar em Cristo, na Cruz e em tudo o que isso representa pra nós: puro AMOR.
      .
      Deus te abençoe muito!

  26. Hebert Henrique disse:

    Com relação ao episodio em debate nesse artigo, o amigo anonimo foi infeliz em sua liberdade de expressar, pois todas as respostas foram de total gentileza, e vejo que houve palavras cordialmente bem aplicadas, e no caso de se defender uma razão, ou uma teoria, qualquer ser humano buscara defender aquilo que acredita, se o Mauricio buscou defender a forma que ele acredita em Deus, não ha nada de anti-cristão nisto, pois se assim não fosse, a igreja não estaria viva ate os dias de hoje pelos remanescentes, pois Pedro, João, Paulo, Silas e muitos outros padeceram perseguições, prisões, humilhações, castigos fisicos, e ate a morte, para defender aquilo que eles acreditavam, pois eles sabiam do valor de se defender aquilo que eles acreditavam, e que tomaram como estilo e principio de vida, é por isso que ate hoje a igreja esta viva lutando pela defesa daquilo que ela acredetia ser uma verdade, que percorreu por milenios, ainda que haja tantas interpretações diferentes, ramificações de cristianismo, todos lutaram para defender aquilo que acreditam ser a verdade, por isso o Mauricio não foi infeliz em sua resposta, e sim oportuno em não somente defender sua crença, mas tambem em apresentar aquilo que ele deseja para todos, pois para ele esta verdade tem sido a virtude que demonstra a razão de sua existecia…Grato…

  27. Que Deus continue te abençoando… há muito tempo escrevo sobre esse tema… (mas você escreve melhor) por isso… parabéns… pois assim você acaba me ajudando a formular o conceito de forma sintética e clara! Glória a Deus que ainda existam pessoas que combatem o DUALISMO e reconhecem que DEUS É SOBERANO… ABSOLUTO… OMNIPOTENTE!!! Graça e Paz!

  28. Maurício, indico seu Blog a qualquer um.
    Sei que está escrevendo para o Reino de Deus (verdadeiramente)
    Quanto ao DUALISMO criado por muitos “líderes”, faz bem você em condená-lo.
    Que a Graça e a Paz do Senhor esteja contigo sempre.

    Pr. Felipe Miranda

    • Muito obrigado, Pr. Felipe, sinto-me indigno por suas palavras e lisonjeado por elas.
      Se assim desejar, ore por esta ovelhinha aqui. Preciso sempre.
      Sob a sombra do onipotente.

  29. Chega de dar lugar ao NADA, mano! Não aguento mais tanta conversa de obra do inimigo, investida do maligno, seta do diabo e etc… Tudo bem que, querendo ou não, isso pode nos prejudicar, mas apenas se dermos espaço.

    Gosto muito da imagem do Leviatã. “As suas fortes escamas são excelentíssimas, cada uma fechada como com selo apertado; Uma à outra se chega tão perto, que nem um assopro passa por entre elas” [Jó 41:15-16]. Nós somos as escamas do Leviatã. Jesus não deixa espaço pra passar nem um assopro, nada que não seja de Deus. Usando o Cristo como chave hermenêutica de tudo, temos que, para que não houvesse brecha da parte dos apóstolos que pudesse dar lugar ao maligno, após a ressurreição, Jesus já chegou dizendo: “Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.” [Luc 24:39].

    Temamos Aquele que pode condenar tanto o corpo, como a alma. E me desculpe o termo, mano, mas a “macumba” do diabo somos nós. E essa funciona =D Quem tem que ter medo é ele.

    Na Paz que excede todo o entendimento, meu irmão. Deus abençoe você e os seus.

    nEle, O mais Valente, que foi feito para estar sem pavor.

  30. GILBERTO GOMES disse:

    Caro irmão em Cristo Maurício, conheci teu blog no momento que eu procurava palavras para expressar o sentimento ao ver uma gueda de braços entre o diabo e Deus, naquele momento sabia que aquela cena não seria possível, mas me faltava palavras, quando pedi a resposta a Deus e numa busca, imediatamente achei teu Blog. Só posso dizer que Deus te usa e que continue assim ! Que muitas benção recaiam sobre a sua vida!!!

  31. benevalter disse:

    Ótimo Post Mauricio, o duro é falar disso na igreja que ja esta arraigada nessa cultura de guerra. As vezes me sinto na II Guerra Mundial de tanto que cantamos sobre guerra, vencer, lutar e etc….dureza viu!!!

  32. Patricia disse:

    esse comentario foi simplesmente sensacional.descreveu o oder do nosso Senhor Jesus com bastante clareza.Toda a Sua grandeza e autoridade que muitos vezes diante dos problemas ficamos cegos e perdemos a visão de Deus e terminamos fazendo o diabo muito mais forte e poderosos na nossa vida.Sendo que ele tem de se submeter ao nosso Deus que é o todo poderoso e único.Gostei muito do que li e convido a vocês a assim como eu a fazer parte do Templo de Salomão que a Igreja Universal está construindo em São Paulo para ganhar almas para o nosso Senhor, Salvador Senhor Jesus Patricia .a fé

  33. Felipe Souza disse:

    Texto maravilhoso Mauricio, concordo em tudo que li neste texto.
    minha familia frequenta uma igreja aonde acontece semanalmente cultos de libertação e eu não concordo muito com isso pq como vc disse no texto: falam mais de quem esta abaixo de nós do que o topo poderoso Jesus Cristo de Nazaré.
    VocÊ é uma pessoa abençoada Mauricio Deus sempre esteja contigo.

    • Olá, Felipe,
      Vc é uma pessoa gentil, mano, obrigado.
      E também critica, o que é algo muito bem quando é para construir. Fico contente que você tenha essa percepção espiritual.
      Deus te abençoe muito,
      mz

  34. [...] Batalha espiritual ou bandalha espiritual? [...]

    • Lazaro disse:

      Prezado Maurício, gostaria de lhe participar que tenho sido muito abençoado com seus estudos,
      muito edificantes e esclarecedores. Que o Senhor Jesus continue usando sua vida com os dons
      do Espírito Santo, que consola, exorta e edifica. Você é muito especial !!! Paz, Lazaro.

      • Lazaro, olá,
        .
        você é muito gentil. Fico feliz que os textos do blog o estejam edificando. O tesouro é especial. O vaso de barro… nem tanto.
        .
        Deus te abençoe, meu irmão, com sua graça e sua paz,
        mz

  35. parabéns gostei muito do blog…é o primeiro q de fato li varios postes…e gostei muito….estou recomendando no facebook… graça e paz

  36. Natália disse:

    Maldição hereditária e libertação então seriam heresias??

    • Depende do que você chama de “libertação”, Natália. Já medição hereditária não existe para o cristão. Uma vez salvo toda maldição é lançada sobre a Cruz de Cristo.
      .
      Deus te abençoe,
      mz

  37. Felipe Souza disse:

    Olá meu amigo, como você já sabe da minha historia e dificuldades com esse tema eu queria saber se você pode me tirar uma duvida.

    Hoje meu pai pediu para entrar no e-mail dele para repassar um arquivo do trabalho que ele estava precisando, e eu me deparo com isso:

    este apostolo (Smith Wigglesworth) da fé é que o Luciano subirá tinha comentado em uma de suas pregações que havia ressuscitado mais de 20 pessoas.

    Smith Wigglesworth, muitas vezes referido como “O Apóstolo da Fé”, foi um dos pioneiros do Pentecostal Avivado que ocorreu há um século. Talvez um dos homens mais poderosamente usados por Deus nesse século XX foi Smith Wigglesworth.

    Wigglesworth,um encanador sem instrução formal, pregou e orou em redor do mundo. Ele aumentava a “temperatura” da fé das pessoas para as quais pregava e, hoje, seus sermões impressos têm o mesmo efeito.
    Muitas pessoas foram curadas através do seu ministério. Houve pessoas curadas de surdez, de paralisia, de câncer e até mesmo ressuscitadas da morte. Por isso, eu o convido a ler um breve resumo da vida desse homem de Deus.
    Smith Wigglesworth (1859-1947), um inglês, nasceu em uma família pobre. Sua esposa, Polly, o ensinou a ler depois de casados em 1882, e ele nunca leu outro livro senão a Bíblia. Assim como no caso de outras pessoas que experimentaram milagres de cura, uma cura pessoal (peritonites) voltou a sua atenção à cura divina. Até que recebeu o batismo com o Espírito Santo, em 1907, ele tinha um negócio secular e ajudava sua esposa em uma missão. Ela era uma pregadora, e estava constantemente dando testemunho a outras pessoas, ganhando almas para o reino.
    Anos depois, se tornou um homem de tal magnitude, que o evangelista de cura Oral Roberts, disse uma vez diante de outros companheiros evangelistas, “devemos a este homem uma dívida impossível de calcular.”

    Durante seus cultos, Polly Wigglesworth pedia seu esposo para pregar, mas ele se desconcertava e desconcertava também aos que assistiam por seu medo de falar. Uma vez, os homens da congregação sentiram de impor as mãos sobre ele e orar. Apesar de seus melhores esforços e dos esforços que outros faziam, continuou sendo um fracassado orador. Finalmente, declarou que nunca falaria em público outra vez.
    Entretanto, quando recebeu o batismo no Espírito Santo, sua vida foi transformada. Naquela época, sua esposa não cria no falar em línguas, e ela o desafiou a pregar no domingo seguinte, conhecendo a sua falta de habilidade lingüística. A unção caiu e ele falou com grande clareza e coragem. Polly estava tão surpreendida, que repetia gritando: “Esse não é o meu Smith… O que aconteceu com esse homem?” Rapidamente um simples trabalhador sem instrução foi transformado em um pregador de fé impressionante.

    Wigglesworth entendia que a enfermidade e as doenças eram do diabo, de modo que foi conhecido pela maneira com que tratava as pessoas enfermas, em demonstrações físicas surpreendentes e emocionantes.
    O evangelista Lester Sumrall lembra a primeira vez que foi testemunha de Smith Wigglesworth em ação. “Certa vez (Wigglesworth) conduzia um culto de cura na Califórnia, quando lhe trouxeram um homem com câncer, em estado terminal. Ele estava tão perto da morte que o médico que o ajudava foi com ele para monitorar seus sinais vitais. Wigglesworth, com sua natureza rude, disse ao médico: “Que está acontecendo?”O doutor lhe respondeu: “Ele está morrendo de câncer.” Sem dar tempo de nada, Smith bateu no estômago do homem com tal força que ele desmaiou. O médico rapidamente o atendeu e gritou: “Ele está morto! Você o matou! A família exigirá explicações!” Smith Wigglesworth não se moveu. Ele simplesmente respondeu: “Ele está curado.” E sem preocupar-se, seguiu orando por outras pessoas no culto. Dez minutos mais tarde, o homem – com sua roupa de hospital – chegou pelo corredor, procurando a Wigglesworth, totalmente curado. Isto não impressionou nem um pouco a Smith Wigglesworth, pois era o que ele esperava. E continuou orando pelos outros que necessitavam.”
    Em outra ocasião, no Colégio Sião, uma mulher paralítica, frágil, chegou para que orassem por ela. Smith Wigglesworth orou quase com impaciência. Como era habitual, imediatamente, ordenou que caminhasse. Ela, duvidando, começou a olhar ao redor. Sem nenhum tipo de aviso, Wigglesworth foi por detrás dela e a empurrou.
    Quando ela, tropeçando, começou a correr, ele a seguia pelo corredor gritando: “Corra, senhora, corra!” Ela correu bastante para sair do alcance dele. Eventualmente, conseguiu alcançar a saída e correu pelas ruas, aparentemente tão assustada quanto curada. Quando o evangelista começou a orar pela próxima pessoa, o homem mudou rapidamente o seu pedido – de uma úlcera no estômago para uma suave dor de cabeça.

    Albert Hibbert, o amigo mais próximo de Smith Wigglesworth, cita o evangelista dizendo: “Eu não maltrato as pessoas, eu maltrato o diabo. E se as pessoas se põem no caminho, não posso fazer nada… Não se pode tratar gentilmente com o diabo, nem dar a ele conforto; porque ele gosta muito da comodidade.”

    Smith Wigglesworth também passou por tempos de sofrimento: perdeu sua amada esposa seis anos depois de sua transformação em um grande homem de fé, com uma unção especial. Em 1913, sua esposa Polly morreu sem nenhuma razão aparente, quando estava a caminho de uma reunião em que ela iria pregar.
    Quando voltou a sua casa, Wigglesworth foi ao quarto onde se encontrava, na cama, o corpo de sua esposa morta. Ele repreendeu o espírito de morte, e ordenou à vida, que regressasse.
    Polly abriu os seus olhos e disse: “Por que você fez isso, Smith?” Ela não desejava voltar à terra. E depois de uma conversa carinhosa, ele a deixou ir para o céu.
    Catorze pessoas foram documentadas como ressuscitadas, voltando à vida de entre os mortos, através do ministério de Wigglesworth. Ainda que, de forma não oficial, esse registro poderia chegar a vinte e três pessoas.

    Não existia nada tão grande para a sua fé. Desde dores de cabeça a cânceres, era tudo o mesmo para ele.

    Há algo demasiadamente difícil para Deus?

    “É melhor morrer crendo do que viver duvidando.”

    “Para vivermos a vida de Deus, devemos ter a natureza de Deus.”

    “Como podemos ter uma grande fé?

    Grande fé advém de grandes batalhas.

    Grandes testemunhos são o resultado de grandes provas.

    Grandes triunfos só podem vir de grandes sofrimentos.”

    Smith Wigglesworth

    H.Tuckmantel e tem muitos outros grandes testemunho deste gigante da FÉ !

    Falei disso para minha mãe e ela começou a passar mal. A unica pessoa que eu posso contar nesse momento é com você Mauricio.

    A UNICA pessoa que ressuscitou foi JESUS CRISTO DE NAZARÉ!

    Você sabe me dizer quem é este apostolo (Smith Wigglesworth) da fé que ressuscitou 23 pessoas.(para mim esse texto que te mostrei foi escrito pelas mãos do cão.)?

    e o Luciano subirá, quem é esse?

    • Ola, Felipe,
      .
      a história de vida de Smith Wigglesworth é bem conhecida. Na verdade existem 17 casos documentados de pessoas que ressuscitaram pelo poder de Deus mediante a oração dele. É fato. Ele também era muito usado em curas. Foi um dos primeiros homens do movimento pentecostal moderno a ser usado em grandes curas divinas. Eu já traduzi a biografia dele para a CPAD e posso dizer que sempre foi um homem bíblico e de grande temor a Deus. Creio de fato que seja um cristão honrado e fiel que foi um instrumento nas mãos do Senhor.
      .
      Na verdade, biblicamente Jesus não foi a única pessoa que ressuscitou. Você pode se lembrar das próprias pessoas que Ele ressuscitou, pode se lembrar dos mortos que ressuscitaram no momento em que Jesus morreu na cruz, também Êutico (o jovem ressuscitado por Paulo depois de cair de uma janela), do rapaz cujo corpo tocou nos ossos de Eliseu e ressuscitou… enfim, a Bíblia traz muitos relatos sobre indivíduos ressuscitados pela vontade soberana de Deus.
      .
      Sobre Luciano Subirá, não faço ideia de quem seja, mano.
      .
      Não sei se ajudei, mas isso é o que conheço e acredito. Espero que te traga luz.
      .
      Abraço grande, na paz de Cristo,
      mz

      • Felipe Souza disse:

        entendi sim meu amigo, me ajudou muito.

        Luciano Subirá é o “pastor” que escreve livros sobre “batalha espiritual” meu pai la leu todos livros dele, meu pai leva essa cara a um patamar que não existe, meu pai fala que esse Luciano entende tudo sobre batalha espiritual e é nos livros dele que a igreja a qual ele frequenta se baseia em “libertação”.

        eu fui procurar no google sobre esse cara e achei alguns links falando que ele era um ex-satanista com o nome de Luciano Martins, e depois se converteu e tornou Luciano Subirá.

        Mas no site desse pastor diz que desde criança ele serve a Deus.

        .

        Inclusive ontem aconteceu algo estranho, meu pai comentando comigo sobre Paulo e eu falei do seu texto “Miserável homem que sou‏” que fala o que esta escrito na biblia:

        Passei a amar muito mais o apóstolo Paulo quando compreendi como nunca antes o que ele diz em Romanos 7.14ss: “Porque bem sabemos que a lei é espiritual; eu, todavia, sou carnal, vendido à escravidão do pecado. Porque nem mesmo compreendo o meu próprio modo de agir, pois não faço o que prefiro, e sim o que detesto. Ora, se faço o que não quero, consinto com a lei, que é boa. Neste caso, quem faz isto já não sou eu, mas o pecado que habita em mim. Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem nenhum, pois o querer o bem está em mim; não, porém, o efetuá-lo. Porque não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço. Mas, se eu faço o que não quero, já não sou eu quem o faz, e sim o pecado que habita em mim. Então, ao querer fazer o bem, encontro a lei de que o mal reside em mim. Porque, no tocante ao homem interior, tenho prazer na lei de Deus; mas vejo, nos meus membros, outra lei que, guerreando contra a lei da minha mente, me faz prisioneiro da lei do pecado que está nos meus membros. Miserável homem que sou! Quem me livrará do corpo desta morte? Graças a Deus por Jesus Cristo, nosso Senhor. De maneira que eu, de mim mesmo, com a mente, sou escravo da lei de Deus, mas, segundo a carne, da lei do pecado”.

        conversamos sobre isso e foi normal, dai meu pai diz: estamos no processo de libertação de uma menina na igreja que esta há 2 meses ja essa batalha.
        Eu perguntei: aonde diz na bíblia que tudo isso é necessário? Vocês vao acabar expulsando essa menina da igreja, se ela não quiser seguir o caminho de Deus infelizmente vocês não conseguiram fazer nada. ( não sei se falei correto, não sou ninguém para saber corretamente da palavra de Deus )
        e meu pai falou pela 4° vez nesse ano que eu estou endemoniado rs e que ele vai chamar a equipe de libertação para vir em casa e tirar essa “ideia” demoníaca que eu tenho sobre a “libertação”.

        Eu sei que Jesus diz para expulsar demônios em seu nome, mas sobre a tal “batalha espiritual” nunca vi algo escrito na biblia.

        E meu pai e os membros de libertação da igreja se baseiam por livros escritos por homens pecadores.

        Como vc disse no texto que citei: Paulo estava certo: somos miseráveis. Eu, você, todos os cristãos.

        Nós somos carne, quero dizer carne podre.

        Abraços meu amigo!!

      • Felipe, olá,
        .
        mano, fico triste por essa situação com seu pai. Oro a Deus que lhe abra os olhos e que ele consiga ver como o Evangelho é puro e simples e se baseia não em estratégias militares, mas na poesia do amor e da graça. Nossa luta não é contra carne e contra sangue? Sim, é verdade. Mas também é verdade que se eu falar a lingua dos homens e dos anjos e não tiver amor eu nada serei. Não podemos olhar apenas a perna e achar que ela é todo o corpo. Senão esquartejamos o Evangelho.
        .
        Oro por ti e pelos teus, mano. Que a paz venha a reinar em seu lar e que a verdadeira fonte de vida seja a regra de fé e prática de todos na tua casa e não esses livros que sabe-se lá de onde vieram.
        .
        Abraço, mano, na paz de Cristo,
        mz

  38. Alessandro disse:

    Ja são um pouco mais de 4h40min da manhã e estou aqui lendo seu blog. Gostaria de ressaltar alguns pontos.
    1º Adoro ler seus estudos, textos, ou poderia usar qualquer outro nome, mas prefiro chamar de estudo.
    2 º Adoro o jeito que vc escreve, pq eu como cristão e tbm profissional de marketing não atuante na area, mas que gosta muito de ler, e não são muitos textos que me prendem, nos seus eu consigo rir, consigo, chorar em alguns outros que eu li, mas o mais fundamental de tudo, vc me faz pensar, e me da muitas informaçoes que me são muito , mas muito valiosas, como um bom marketeiro que sou, sei que informação é uma coisa valiosa.
    3º Cara , Deus abençoe, esse carinho com que vc trata as pessoas, respondendo todos os coments, esclarecendo duvidas, e ate debatendo como ocorre com o Carlos ali em cima( cujo vejo a mão de Deus te usando na vida desse jovem) eu dou muito valor nisso, Deus abençoe sua vida por isso.
    4° e ultimo, eu gostaria de parabenizar por mais esse post. Cara formidavel, quantas vezes eu ficava dando Ibope pro diabo e colocando tudo que dava errado culpando ele, as vezes esquecia do “carater” as vezes meu, ou de pessoas envolvidas, e tbm de um versiculo que quando criança entendia de um jeito e quando cresci fui entender o real significado que é Romanos: 8. 31. Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? – minha infantil resposta era , o diabo, kkkkk. Ainda não tinha noção da grandeza do nosso Deus. E me questionava muito nessa area. Realmente eu entrava nas livrarias e via “milhões de livros” batalha pra ca, batalha pra la, vença aqui, vença la chute o cão e etc…. E ate pensei em comprar esses livros, mas algo me convencia que não era necessario, e esse seu post finalizou com chave de ouro, deu um cheque mate naqueles pensamentos que eu tinha mas não tinha uma bagagem teologica e intelectual como a sua para expor. Bom Deus abençoe sua vida e continue sendo grandemente usado por Deus, eis aqui algo na internet que esta valendo muito a pena eu “gastar ” meu tempo.

    Ha discordo de uma coisa o flamengo não tem que ganhar nada não kkkkkkkkkk, só uma brincadeira com o irmão, não leve a mal.
    Abraços e Deus abençoe

  39. Marcelo Victor disse:

    Parabens Mauricio muito bom seu blog aprendi demais com essa postagem tudo bem verdade o que vc diz a respeito de cultos em igrejas que passam a maior parte deles falando de demonios enquanto que na real deveriam estar falando do nosso ser supremo e criador de todas as coisas Jesus Cristo de Nazaré…abs fica na paz…

    • Olá, Marcelo,
      .
      que bom que gostou. Se desejar, na barra lateral à esquerda do blog você pode fazer o download gratuito de um livro eletrônico sobre o tema. Chama-se “A grande batalha espiritual” e é extremamente bíblico. Recomendo.
      .
      Um abraço, na paz de Jesus,
      mz

  40. Anna Carolina Lemos disse:

    Parabéns! Eu li todos os comentários, vejo que esse texto já faz alguns anos e como até HOJE tem feito muitos entenderem! É claro que tudo isso é para Honra e Glória ao Senhor! Pois Ele é merecedor de todo Louvor e Adoração! Deus continua te usando e fazendo milhares de almas (tanto cristão como não cristão) enchegarem o verdadeiro sentindo da frase: Batalha Espiritual. É claro que não vamos nos deixar a mercer do diabo. Se não vigiarmos, demos legalidade a Satanás, que somos fracos, porém com Deus somos FORTES!

    Deus te abençoe.

    12/09/2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s