Tenho grande tristeza e incessante dor no coração

Publicado: 23/01/2012 em Amor ao próximo, Espiritualidade, , Felicidade, Graça, Oração, Sofrimento, Solidão

Uma das grandes vantagens de escrever num blog que é lido diariamente por uma média de 2.100 pessoas é poder trocar experiências com tantos irmãos e irmãs. Gosto de ler os comentários, mesmo os discordantes (como não haveria? Não sou uma unanimidade), desde que discordem com educação cristã e argumentos bem alicerçados bíblica e historicamente. É normal. Por isso sempre recomendo a todos que leiam não só os posts, mas os diálogos que eles originam. Por vezes são mais produtivos que o texto inicial. Mas em meio a tudo isso surge a motivação para eu escrever este texto: meu contato pelo blog com tantas centenas de pessoas me permite o privilégio de ouvir vozes geograficamente distantes mas que se aproximam pela tecnologia. E uma coisa que me move e me toca é ver a quantidade de irmãos e irmãs que estão tristes pelos quatro cantos do país.

Muitos são os que desabafam pelo blog, me contam suas histórias de vida, seus dramas, suas lágrimas e seus lutos. Suas guerras pessoais. E com isso consigo ver quantas e quantas almas das que servem ao Principe da Paz vivem sem paz em suas almas. Tristes. Gente traída, doente, angustiada, com desafios, com dores, com mágoas… Não foram poucas as vezes em que lágrimas desceram por meu rosto ao ler relatos de irmãos com angústia na alma nos comentários de um ou outro post do APENAS.

A Biblia nos mostra muitos tipos diferentes de tristeza. A tristeza movida por amor que levou Jesus a chorar por Jerusalém, a tristeza de Judas mediante seu remorso, a tristeza de Jó por sua calamidade pessoal, a tristeza da adúltera por seu arrependimento, a tristeza de Pedro por ter negado o Mestre. a tristeza de Davi ao ser confrontado por seu pecado… Sim, a tristeza é uma constante na vida de homens e mulheres de Deus. Paulo confessa em Romanos 9: “Tenho grande tristeza e incessante dor no coração“.

Mas me parece que em nossos dias isso virou uma epidemia e, pior, repudiada nas igrejas. Como se ficar triste fosse pecado dos fracos. Pois, em época de evangelho triunfalista, o cristão está terminantemente proibido de se entristecer. Em meu novo livro, “A Verdadeira Vitória do Cristão”, que sai em março pela editora Anno Domini, abordo entre outros aspectos como a tristeza virou um tabu em certos setores da igreja (desculpe, não é propaganda, mas naturalmente é um assunto que tem rondado a minha mente). Como ficar triste se a Biblia diz que somos mais do que vencedores? Como ficar triste se Jesus nos garante a vitória? Como entender essa aparente contradição? Essas são algumas das questões que abordo no livro. Porque vejo legiões de cristãos tristes e que, em vez de ter quem chore consigo, são obrigados a ouvir aquela frase canalha: “Que tristeza é essa, varão, a vitória é nossa!”. E tchau. No máximo ouve um “Vou orar por você”… e não ora. Mas a tristeza teima em não sair do coração, apesar de ouvirmos repetidas vezes esses clichês gospel!

A verdade é que nós, cristãos, não estamos preparados nem somos preparados para lidar com a tristeza alheia. Em vez de dizermos “chora, irmão, que te faz bem” dizemos despreparadamemte: “Para de chorar irmão, que falta de fé é essa?”. Assim, muitos, além de tristes, ficam espiritualmente esgotados, uma vez que passam a ser vistos como crentes de segunda categoria. Não “tomaram posse” da vitória que traz alegria. Não tiveram fé suficiente. Estão tristes e são oprimidos porque estão tristes. E aí ficam mais tristes ainda.

Jesus passou por isso

Meu irmão, minha irmã, se você está triste, alegre-se. Calma. Não vou dizer para você “tomar posse da alegria”. Mas para lembrar-se que ao teu lado está um homem de dores que nos prometeu que estaria conosco até a consumação dos séculos. Ele transpirou sangue e pediu ao Pai que, se possível, afastasse dele o cálice da dor e da tristeza que estava prestes a beber. Nossa esperança quando estamos tristes não está em que “a vitória é nossa”, pois essa é a falsa vitória do cristão. Nossa esperança quando estamos tristes está em que Jesus sabe exatamente onde dói o calo. Ele passou por isso. Sentiu isso. Sua alma foi abatida. Jesus ficou triste. E Ele está entre nós.

Se você está triste, não vou fazer falsas promessas. Dizer “pela fé” que tudo vai ficar bem. Às vezes não vai. Não vai, fazer o quê?! Pergunte a Jó se os filhos dele mortos na tragédia do desmoronamento da casa ressuscitaram. Não ressuscitaram. Por mais que depois ele tenha tido filhas lindas aqueles foram perdidos para sempre. Não, não vou fazer falsas promessas Mas vou te abraçar, chorar contigo e esperar no Senhor. Cumprir o Salmo 37.5: “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nele, e o mais ele fará”.

O mais ELE fará, querido, querida.

Nosso papel, biblicamente, não é tomar posse de nada. É fazer justamente o contrário: abrir mão, ceder a posse e deixar que Aquele que tudo pode tome a escritura em suas mãos. Assuma o leme e toque o barco ao seu modo. Que Ele tenha a posse de tudo em nossas vidas – é o único  caminho para que o motivo da tua tristeza cesse.

Se você está triste há muito tempo possivelmente está exausto também. Cansado. Sobrecarregado. Mas Jesus está aqui dizendo: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma”. Não há fórmulas. Não há magica. Não há abracadabra gospel que aplaque sua dor e diminua tua tristeza.

Mas há Jesus.

E esse, eu posso garantir, nunca nos abandona. Intercede junto ao Pai. Chora nossas lágrimas. É solidário e nos entende. Então, querido, querida, se você está triste, lembre-se sempre que Aquele que está com você até a consumação dos séculos um dia esteve pregado numa cruz. Nu. Cuspido. Esbofeteado. Açoitado. Escarnecido. Humilhado. Sentindo-se abandonado até pelo Pai. Era a representação máxima da tristeza. Logo, Ele te entende. A boa noticia? Após toda a tristeza, Jesus ressuscitou. Vitorioso. Glorificado. Maravilhoso. E foi sentar-se à destra do Pai. Mas de sua memória onisciente nunca até hoje foi apagado o que um ser humano sente e precisa quando está triste.

Então fale com Ele. Ninguém no mundo entende tão bem você como Aquele que um dia exclamou: “A minha alma está profundamente triste até à morte”. A boa notícia? Ele tem todo o poder nos céus e na terra para transformar teu pranto em riso e tua tristeza em alegria sem medida. Está triste? Acontece. O que você não pode é se esquecer que há um Deus que ama você, que entende você e que cuida de você. Basta chegar-se a ele e lembrar do que Ele mesmo falou: “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados”. Está chorando? Não se preocupe. O consolo está a caminho. Talvez não aquilo que seria a solução da tua tristeza.  Mas o alívio, o consolo? Ah… esses certamente Jesus te dará.

E quanto à tristeza? É o proprio apóstolo Paulo quem responde isso em sua segunda carta aos coríntios: “A tristeza segundo Deus produz arrependimento para a salvação, que a ninguém traz pesar; mas a tristeza do mundo produz morte”. Resta a você avaliar se a tristeza que espreme seu coração está te trazendo mais para perto de Deus. Pois, se estiver, pode ter certeza que você é amado pelo Todo-Poderoso e que ela tem como único objetivo te fazer passar o resto da eternidade ao lado do Rei dos Reis e Senhor dos Senhores, vivendo Seu amor e cantando junto com os anjos que “Santo, Santo, Santo é o Senhor, Deus do Universo. Céus e terra estão cheios de sua glória. Hosana nas alturas!”

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

.

About these ads
comentários
  1. vilma garcia maran disse:

    Irmão Mauricio,

    Graça e paz, que lindas palavras, parece que foi inspirado por Deus pra postar esse texto hoje pra que eu pudesse lê-lo, não estou muito legal no dia de hoje, como que tem certos dias em que as lutas vem sem dó nem piedade
    Mas felizmente que temos a graça e a misericórdia de Jesus em nossas vidas.
    E realmente às vezes estamos angustiados e não encontramos pessoas dispostas a nos ouvirem, é triste vc estar precisando desabafar com alguém, mas as pessoas não estão interessadas nos outros, é muito raro encontrar um, a maioria, quando vc começa a falar de uma luta ele logo já te corta e te diz ” ah isso não é nada, vc nem sabe o que eu tenho passado…” e já começa a contar do seu problema, e vc fica a ver navios, ou então, vc nem começa a falar e ela já te corta e muda de assunto, pouquíssimas pessoas sabem ouvir, eu já nem perco o meu tempo, quando estou muito abatida, fico em ligação direta com Deus, assim ele vai me aliviando a alma.
    Sem contar irmão,t em uma coisa que eu acho bastante grave, que é muito comum, já aconteceu comigo, pedi oração na igreja devido a problemas sérios que estava passando, e logo depois pessoas do meu trabalho, as quais eu não havia dito nada, vieram me questionar sobre o problema que estava passando…como se eu só havia pedido oração na igreja? Mas a notícia já tinha caminhado léguas…fiquei bastante triste…e nunca mais pedi oração de forma coletiva.
    Fui muito abençoada por suas palavras, que Deus possa continuar a te abençoar grandemente, fique na paz….

    • Ô, Vilma, fico triste por essas experiências ruins.
      Mas não desanime, há muitos irmãos cheios do ES que estão dispostos a ouvir, a socorrer, a ajudar, a chorar com os que choram.
      Infelizmente essa é um realidade não só nas igrejas, mas do ser humano em geral: estamos individualistas, egocêntricos e os outros são sempre coadjuvantes. Não ouvimos: esperamos nossa vez de falar.
      E, com tudo isso, nos desumanizamos.
      Uma lástima.
      Que bom que temos o bom Mestre, que nunca nos desampara nem fecha seus ouvidos a nós. Por isso a disciplina da oração é tão importante.
      Obrigado pelas palavras gentis. Que Deus te abençoe muito.

  2. André disse:

    Primeiro, dexa eu parabeniza-lo pelo bolg! Por acaso encontrei esse blog atraves do post Festival Promessas e a guerra de opiniões e fiquei imprecionado como vc (Maurício) escreve bem!!
    Em segundo, Achei muito relevante esse post, embora eu seja um leitor recente, esse é o melhor que eu já li. Digo isso pq passei por esse tipo de situação. Não receber um abraço em um momento que vc precisa e, ao inves disso receber uma “frase canalha” do tipo (Pra que chora se Deus é alegria) Mano, eu acredito muito em Deus, e não tenho duvidas de que ele é alegria! Mas isso não quer dizer que eu ou qualquer outra pessoa não possa chorar por estar triste!
    Durante muito tempo não tive com quem desabafar, por isso que hoje em dia, eu sempre estou disposto a dar meu ombro para um irmão que precise de ajuda, sem soltar as “frases canalhas”.
    “Bem-aventurados os que choram, porque serão consolados” E me atrevo a dizer que chorar, em muitos casos, é uma terapia.
    Maurício, garanto que seu post, trará um ombro para muitos que precisam de consolo.

    • André,
      obrigado pelas suas palavras tão gentis. Se eu escrevo bem parabenize não o barro, mal o oleiro :-)
      Tenho certeza que vc será um grande instrumento no ministério de socorro. Muitos precisam, poucos têm.
      Muitos levantam a mão, poucos a estendem.
      Que você seja muito usado por Deus para estender teu ombro, teu ouvido, teu abraço e teu amor a aqueles que necessitam. E te digo, amigo: não são poucos.
      Deus te abençoe, receba meu afeto.

  3. Bruno Vilela disse:

    Deus te abençoe irmão, estava precisando muito dessas palavras, e no decorrer da madrugada de ontem questionava ao Senhor sobre o por que de muitas coisas terem acontecido em minha vida, chorava angustiado…

    E coincidentemente fui a um culto ontem a noite, e logo depois me deparo com esse texto em seu blog, ambos retratando a mesma mensagem, de forma quase que idêntica: Confesso que quando me deparei com esse artigo fiquei abismado, e minhas lágrimas não mais são de tristeza, mas de gratidão a Deus por tal resposta.

    Não creio que isso foi uma coincidência, mas acredito que foi uma resposta de Deus não apenas pra mim, mas tantos outros que precisavam e hão de ler esse artigo

    Deus te abençoe, continue sendo um canal nas mãos do altíssimo!

    • Bruno,
      tuas palavras me levaram às lágrimas. Não é você que tem de me agradecer: esse papel é meu.
      Agradecer a você e ao Senhor, que por caminhos misteriosos nos fazem abençoar sem nem ao menos saber.
      Te abraço, irmão, o Senhor seja contigo.

  4. katia ginza disse:

    Maurício,
    há pouco tempo conheci o seu blog. Ontem à noite, enquanto eu e minha família estávamos iniciando nosso culto doméstico(momento de reflexão), me deparei com o mesmo texto que vc postou hoje”Vinde a mim, todos vós que estais cansados e sobrecarregados, e Eu vos aliviarei…”
    Em 5 anos, perdemos 2 pessoas na família, perdemos empregos, ficamos doentes sem saber o diagnóstico, filho com problemas na escola, e mais outras coisas. Mas em meio a esse “tsunami” NUNCA o Senhor nos abandonou. Nos proveu companhia de irmãos valorosos, sempre proveu escape para toda a provação. Louvado seja Deus.

  5. Lelê (Alessandra) disse:

    Mauricio,

    Mais uma vez o seu texto caiu como uma luva no começo do meu dia!
    Hoje eu tb acordei muito triste. Como faço todas as manhãs dobrei meu joelho no chão e me debulhei aos pés do Senhor! Reconhecendo a minha fragilidade e minha insignificância, confessei: Estou pedindo arrego, altos e quero sair do “jogo”. Sem forças para lutar!

    E, como tantos outros, esse texto também me abençoou muito! Me dando calma e sustento para mais um dia! Neste tempo de tribulação eu vivo um dia de cada vez, os fardos parecem ser mais leves.

    Estou aos prantos aqui no trabalho e esse momento de leitura já se tornou essencial para o bom começo do meu dia.

    Obrigada mais uma vez por este bálsamo!

    Com carinho,
    Lelê

  6. katia usier disse:

    Paz e Graça, irmão!
    Muito me alegrou esse post, pois tudo isso passei mesmo dentro da igreja. Como se eu não tivesse correta diante de Deus por me sentir triste. Quase acreditei. Não fosse o o propósito de me levar mais perto dEle ( como o irmão escreveu!), realmente eu teria crido que não havia tomado “posse” da Palavra, das promessas.
    Deus me criou e conhece a minha “humanidade” e não me exclui quando tenho que enfrentar as tribulações desta e nesta terra.
    Que o Senhor Deus continue abençoando, dando graça e sabedoria para que o irmão continue escrevendo inspirado pelo Espírito Santo, cheio de amor!

  7. Renata disse:

    Maurício,ultimamente há uma tristeza em meu coração que não sei se é válida e por isso estou aqui lhe falando e pedindo que me ajude,pois, vc sabe mais de bíblia do que eu e gostaria de uma ajuda.
    Meu coração tem ficado apertado e chego a chorar quando ouço pessoas influentes no meio cristão ensinar coisas do tipo que vc falou em seu post anterior.Eu não sei porque isso acontece comigo, meu marido e minha irmã falam que essas coisas aconteceriam nos finais do tempo,então acham “normal”,mas eu não consigo me conformar,achar normal,e não pensar no assunto,por favor me ajude,pode falar o que quiser comigo,até que estou ruim da cabeça,rsrs.
    Obs: A última que ouvi é que Jesus era rico e que só nasceu em um estábulo porque os hotéis estavam cheios,isto eu ouvi do esposo da Mariana Valadão em um vídeo no blog do Renato Vargens.
    Acho que vou ler só o seu blog ,porque assim não fico sabendo de coisas como esta que me entristecem muito.
    Se vc quiser apagar este texto porque citei nomes,pode me mandar a resposta por e-mail: renatacarla.ny@gmail.com
    Deus te abençoe.

    • Renata, querida,
      nao tenho problema de falar aqui. Esse rapaz que vc mencionou só vive dizendo besteiras teológicas, ignore-o.
      Sobre esses ensinamentos errados, tua familia nao esta de todo errada. A Biblia diz que nos ultimos tempos muitos dariam ouvios a “doutrinas de demônios”.
      Por que isso acontece? Muitas explicações: engano satânico, vaidade humana, ignorância bíblica, ganância… é uma lista interminável. No centro de tudo está a falta de temor a Deus.
      Não se estresse com isso. Mire em Jesus, autor e consumador da fé, e deixe esses pra lá. Mergulhe na Biblia, busque o Senhor em oração, entrega o teu caminho ao Senhor e o mais Ele fará.
      Viva uma devocionalidade sadia e se essas noticias te fazem mal, vc faz bem em cortar da tua vida os canais e as midias por onde essas informações chegam até vc. É a minha sugestão pratica.
      Espero ter ajudado.
      Deus a abençoe muito.

      • Bianca Dias disse:

        Mauricio,

        hoje eu li esse blog pela segunda vez, pois estou muito triste com o que tenho sentido, mas suas palavras me ajudaram mais uma vez. Com relação aos canais da mídia em que os pastores pregam eu já exclui até o Silas Malafaia no início ele pregava com a bíblia, agora ele só sabe gritar e se defender de acusações, se a palavra de Deus diz que Deus não é Deus de confusão se temos um advogado junto ao Pai pra que tanta agressividade nas suas palavras até xingamentos que Deus tenha misericórdia….kd a mansidão…….que Jesus ensina aos seus discípulos….chega disso….

        A paz !!!!

      • Bem dissestes, querida: chega disso!
        A paz de Cristo seja sobre e em ti.

  8. Eliana disse:

    Vou te contar que mais uma vez vc me abençoou sem saber. Exatamente ontem à noite eu precisava ler isso. Nem um dia antes, nem um dia depois. E Deus falou mto comigo nesta madrugada através deste post. O Senhor seja louvado! E que Ele te fortaleça a cada dia mais!
    Bjo na família toda! Paz.

  9. Rafael Damasceno Braga Martins disse:

    Irmão,

    Tenho lido seus artigos e, não raro, tenho aprendido um pouco mais nesta nossa caminhada Cristã! O artigo em comento, especialmente, tocou-me profundamente, haja vista que tenho passado por incessantes tribulações. Creio, porém, que imprescinde à maturidade espiritual, passar por tristeza e sofrimento. Minha fé e persistência no Senhor Jesus aumenta, cada vez mais.
    Não obstante, vidas como a sua, acalenta, auxilia e nos ajudar a construir um modelo verdadeiramente, ispirado nas palavras do Cristo.
    Que Deus continue usando seu talento para o bem do Cristianismo na Terra.
    Grande abraço!!!

  10. Dá pra sentir o consolo do Consolador em cada letra, mano (: Ainda que eu não esteja triste no momento (não que eu saiba, pelo menos :D ), o conforto que você passou no post é muito bom. Espero que possamos, cada vez mais, levar o calor de Paz aos corações angustiados. Se Jesus, ainda que na Cruz, consolou, nada mais certo que, tristes ou felizes, esqueçamos o “eu” em nós por um instante e passemos a ver o “eu” no próximo. Afinal, quando chutamos a quina da cadeira com o dedinho, todo o corpo é, de alguma forma, afetado. Para a boa saúde do todo, é necessário o cuidado de cada parte individualmente (:

    Não desfaleçam, manos e manas =] Passar por essas coisas é sinal de que somos fortes o bastante pra suportá-las .. Deus dá a carga conforme nosso limite; nem a mais, nem a menos.

    nEle, que me ensinou que quando ESTOU (temporário) fraco, SOU (nEle e eternamente) forte.

    • Rafael Damasceno disse:

      Graça e paz Irmão Marcelo Freitas,

      Muito interessante esquecer o “eu” em nós a fim de pensarmos no “eu” no próximo, apesar do nosso sofrimento.
      Ocorre, porém, irmão, com todo o respeito, que em toda a Bíblia percebemos homens, segundo o coração de Deus, até mesmo, nosso Senhor Jesus Cristo, orando na primeita pessoa do singular. Sou um néofito a procura de entendimento e sabedoria na palavra, todavia, penso que é necessário períodos de “eu” para o aprendizado, não apenas cognitivo,sobretudo para oração e reflexão angustiantes e banhadas no “eu”. Somente, a partir daí, passaremos para o “nós” com mais maturidade. Desta forma, acredito ser mais consistente conseguir, genuinamente “, viver em Cristo” e não corromper o evangelho formando um “todo” saudável.
      Agradeço se Zágari puder comentar.
      Oro a Jesus por sabedoria!
      abraço irmãos.

      • Nessa hora me vem à mente a oração que o Senhor nos ensinou: Pai…nosso.
        Deus o abençoe.

      • Concordo com você, mano Rafael (: Não dá pra se preocupar com outras almas sem, primeiro, se preocupar com a sua. Não quis expressar que devemos dar um ombro amigo apenas por um amor egoísta, que é so de si para “si mesmo” (representado pelo(a) mano(a) ). O amar o próximo como a si mesmo é para expressar que, mesmo não estando naquele corpo, nos compadeçamos de maneira como se ali estivéssemos. Tomar as dores alheias, assim como Jesus fez conosco (: Espero não ter me expressado de forma obscura, fugindo ao entendimento =]

        Paz a todos!

  11. Jacy disse:

    Maurício, bom dia e paz!

    Desde que aqui cheguei não desgrudei mais dos posts abençoados que Deus lhe inspira a escrever! rsrs
    Eu passei 7 anos esperando que Deus fizesse um “milagre” pela minha vida sentimental. Ouvi dizer que Ele restauraria minha família, faria justiça. Meu ex. marido em abandonou com um filho de 3 anos. Eu, desempregada e desiludida me agarrei em tudo que podia para “alcançar as promessas”. Tudo era um sinal. Estagnei socialmente, ou quase. Esperei. Fiz correntes, campanhas, determinei, tomei posse… Chorei, sofri, me senti injustiçada, recuperei as forças, “lutei” mais um pouco… até que acordei. No ano de 2011, cansado de “curtir a vida” , meu ex. marido casou. E não foi comigo. Casou com uma moça que havia sido minha colega outrora. Em dezembro eles tiveram uma linda filhinha. Alguém (profeta?) havia me dito que isso era a vontade de Deus. que eu havia me metido no caminho do rapaz , mas que não era vontade de Deus que eu casasse com ele. Como assim? Deus não era injusto. Eu tinha um filho dele, eu era “crente”, não era justo uma “ímpia” ser honrada e eu não… Enfim Maurício, depois de muito me debater e questionar em vão, aos poucos tenho encontrado a paz. A Graça tem me alcançado e me dado entendimento de que muitas das coisas que aprendi errôneamente me fizeram parar, desviaram meus olhos do que realmente importa e adoeceram meu corpo e minha mente. Mas o Senhor em sua infinita misericórdia me despertou. Mesmo em meio a um choque de realidade, em meio a dor da perda, do abandono, da rejeição, tenho sentido paz. Entendi que não posso forçar que este homem me ame ou que seja um pai exemplar, mas que devo respeitar a escolha dele e seguir em frente, buscando viver. Percebi que Deus tem cuidado de mim e do meu filho e que eu tenho sido ingrata. Maurício, quero ser uma cristã de verdade com todas as implicações que isto representa, inclusive resignação ante o sofrimento natural desta vida. Como você meu amigo tem me abençoado ao partilhar pensamentos e testemunhos de sua vida. De uma vida real, não de fábulas. Obrigada pelo espaço. Deus te abençoe. Abraços.

    • Jacy,
      me perdoe a demora em responder, procuro responder na ordem em que os comentarios chegam e às vezes abro o computador e encontro 50 comentarios rs. Me desculpe.
      Sobre sua situação, minha irmã, eu te abraço e me solidarizo com vc. Não foi justo o que vc passou e passa. Certamente não foi proposito de Deus que teu legitimo marido te deixasse. Essa profecia é uma loucura e vc deve esquecê-la: é antibiblica e maligna.
      Pelo que me parece a situação está complicada para restabelecer os laços com ele. Peço então a Deus em oração que acalme teu coração, te dê equilibrio e paz e muita sabedoria nos procedimentos, em especial na criação de teu pequeno.
      Que fique como consolo no teu coração a paz de Cristo. Que não é paz como o mundo dá, mas é sobrenatural e nos enche de gozo e alegria, mesmo nas adversidades. Se sentir vontade de chorar, chore. Mas nunca se esqueça de que a graça do Senhor te alcançou e que vc é muito amada por Ele. E Ele cuida de vc.
      Não sei se na sua igreja vcs usam a Harpa Cristã. Se vc tiver acesso, veja a letra do Hino 4. Deixo de presente pra ti. Me falou muito ao coração quando eu precisei e pode servir a vc para te lembrar de certas realidades biblicas.
      Estou aqui, mana, se precisar desabafar.
      A paz de Cristo seja contigo.

  12. marcojuric disse:

    Brother Zágari,

    100% AMÉM!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    God bless you!

    Marco Tullio

  13. Juliana Costa disse:

    Maurício, há cerca de 1 mês descobri seu blog e quero parabenizá-lo pelos excelentes textos. Suas palavras trazem alento e conforto ao meu coração, que anda tão desacreditado desta tal “igreja” do século XXI. É bom saber que ainda existem pessoas comprometidas com os verdadeiros valores cristãos e com o evangelho puro e simples de Jesus. Que Deus continue abençoando sua vida, sua família e seu trabalho.
    Um grande abraço,
    Juliana.

    • Ô, Juliana, obrigado por tuas palavras tão gentis.
      Mas não se desiluda com a igreja. Há os 7 mil que não dobraram seus joelhos a Baal. Eu mesmo conheço muitos.
      Líderes sérios, homens de Deus, que choram pela igreja.
      Não se deixe levar pelos que estão na midia – e esses geralmente só trazem escândalo. Pense nos anônimos, nos desconhecidos, que vivem em suas igrejas desconhecidas devolcionalidades reais.
      Há esperança, querida irmã. Que sejamos parte da solução.
      Deus a abençoe.

  14. Ivan disse:

    Olá Maurício,

    Parabéns pelo post. Você tem algum post sobre missão integral? Caso não tenha, indica algum bom livro, blog ou teólogo?

    Um abraço,

    • Ivan,
      não tenho, pois sou contra.
      Quem inventou Missão Integral foi René Padilha. O maior expoente no Brasil é Ariovaldo Ramos.
      Mas eu, pessoalmente, não acredito que esse seja o caminho.
      Deus o abençoe.

      • Ivan disse:

        Maurício, desculpe, mas não entendi bem a resposta. Gostaria que me explicasse o porque de não acreditar. Não por discordar.

        Obrigado,

        Ivan

      • Se me lembro bem vc falou de Missão Integral, confere?
        Não acredito pq o Reino de Deus não é deste mundo. A missão da Igreja é o Céu e não erradicar a pobreza, tirar agua de poços e coisas similares. Para isso existe o Governo civil.
        Se o cristão quiser ajudar o próximo indiviualmente, como gesto amoroso de caridade, creio estar perfeito. Numa eventual tragedia uma igreja se mobilizar para arrecadar donativos, ótimo.
        Mas quando dizem que a Igreja tem que perenemente se imiscuir de atribuições sociais, deixando as espirituais para segundo plano ela trai sua vocação original. Jesus manda em Mt 28 ir e fazer discípulos ensinando-os a obedecer. Não diz para irmos por todo o mundo matando a fome dos famintos, fazendo pactos com governantes. Jesus nunca fez passeatas antiviolência, nunca sentou com autoridades governamentais (e sim espirituais, como os fariseus), nunca misturou as bolas: sua missão claramente era voltada para o porvir, para a vida eterna. Trazer essa missão para esta vida, que, como diz a Biblia, é “como um sopro”, é um desvio bíblico.
        Essa é minha visão.
        Deus o abençoe.

  15. Não me lembro de encontrar na bíblia, Deus dizendo um “Deixa rolar. Não quero me meter nisso”. Acreditar que Deus decidiu não saber de certas coisas é o mesmo que dizer que Deus nunca planejou nada! Se Deus não controla a natureza, quer dizer que existe uma boa chance de o Armagedon acontecer e Ele nem ficar sabendo?! Afinal, o aquecimento global avança rapidamente e o quê impede que sejamos acometidos por uma catástrofe natural que extingua a vida na Terra?! Se Deus não controla as forças na natureza, então Ele não sabe dizer se o mundo irá acabar com um cataclismo natural!! Isso é um absurdo! Jesus profetizou acerca de catástrofes naturais! Ele sabia que elas iriam acontecer! Ou os relacionais acham que ele estava tentando adivinhar? Acontece que a bíblia afirma que Deus sabe o dia exato que o Apocalipse virá sobre nós!
    Será que Deus está como muitos, esperando o dia 21/12/2012 para saber se será assim que a vida humana deixará de existir? Cada uma…
    Contra a TEOLOGIA RELACIONAL! Deus o abençoe, Mauricio.

  16. Klelber disse:

    Este texto foi uma serendipidade… Muitas vezes eu tenho me sentido exatamente como descrito no texto, triste, desanimado. E exatamente como no texto, quando alguém tenta consolar e só mandando eu levantar a cabeça que tristeza não é pra “evangélico”, porque nem crente somos mais. Mas apesar de tudo, Deus é fiel, mesmo quando o tempo tá fechado pro nosso lado. Pastor eu quero lhe agradecer muito por sua maneira de pensar, e se colocar aqui neste espaço. Eu me identifiquei demais com seu blog e, especialmente hoje, eu li algo que me deu uma serenidade espantosa. Deus te abençoe muito irmão, e por favor, jamais deixe de nos trazer essas palavras. Paz de Cristo.

    • Querido,
      suas palavras me comovem. Espero sempre poder trazer palavras que edifiquem e abençoem.
      Ore por isso, sim? Ore por mim, para que o ES lance luz sobre minhas reflexões.
      E, ah, a bem da verdade, não sou pastor nao rs. Sou só uma ovelhinha balindo pela internet.
      Deus o abençoe.

      • Klelber disse:

        Irmão, Deus tem seus meios de nos alcançar. Hoje eu vivo numa igreja que raramente eu ouço uma verdadeira mensagem do Espírito Santo. Você sabe como são as coisa, se não se fala de benção não serve. Apesar de você não ser pastor, suas palavras tem me pastoreado. Não digo isso para ser agradável, mas com sinceridade, pois quantas vezes me senti só, achando que só eu acreditava que a igreja de hoje estava perdida. E eu encontrei aqui na net algumas pessoas como você e o pastor Renato que tem sido grandes apologetas. Eu faço seminário teológico e fui muito criticado por ter entrado em um. Como pode um crente, servo do Senhor fazer críticas ferrenhas a alguém que busca mais conhecimento da Palavra? E hoje, se defendemos o verdadeiro evangelho, somos o fariseus, os pejorativamente taxados de perfeitos e doutores da lei. quantas vezes ouvi dizer que a letra mata… Mas eu prefiro morrer pela Letra que pelo pecado. Eu digo, você é pastor sim, pois você tem dado uma direção à luz da Palavra para aqueles que estão perdidos no desevangelho que temos ouvido hoje. E oro sim! Deus te abençoe.

      • Agradeço pelas suas palavras gentis e amáveis, querido.
        .
        Deixe-me dar-lhe uma sugestão de leitura, creio que vc se identificaria muito. Sou suspeito, pois trabalhei como entrevistador e editor do livro, mas posso dizer que foi um dos livros que mudaram minha vida: O FIM DE UMA ERA, de Walter McAlister. Tem tuo a ver com o que estamos conversando: http://www.editoraannodomini.com.br/livraria/products.php?product=O-Fim-de-uma-Era
        .
        Se tiver interesse, pode somar demais. Fica a recomendação.
        .
        No mais, vamos combatendo o bom combate, né? Que é bom mas é combate também.
        .
        Deus o abençoe, querido, e mais uma vez obrigado pelo carinho e o afeto.

  17. Lourayne Natiely disse:

    Maurício mais uma vez texto abençoadíssimo creio que como foi uma benção pra mim, consolou também muitas pessoas que estão tristes, e que aparecem pessoas não pra ajudar, mas pra julgar e falar pra tomar posse. Mais glória a Deus, que temos o nosso pai que nos consola e como é bom quanto estamos tristes sentir o consolo e cuidado do Senhor nas nossas vidas, quando passamos por lutas sentirmo o cuidado de Deus, e Ele operando seus milagres, é muito bom!
    Que Venhamos buscar cada vez mais ao Senhor e o seu consolo!
    Abraço Mano!
    Deus continue a te usar!

  18. Ivan disse:

    Maurício, eu inclui aquele comentário sobre missão integral.
    Desculpe fugir do tema do post.
    Obrigado pela resposta.
    Mas no caso de trabalhos que não focam solucionar todos os problemas, mas que, dentro de sua comunidade, fazem algo além da pregação do evangelho, como alfabetização, creches, capelania hospitalar, visitas a presídios, o que acha, mesmo focando o crescimento espiritual da igreja?

    Obrigado pela paciência.

    • Querido,
      acho otimo. Só que isso vem sendo feito pelos cristãos séculos antes do surgimento do conceito de Missão Integral. Os metodistas, por exemplo, sempre investiram muito em educação. Os adventistas, em saude. E por aí vai. Mas isso é feito como um braço do âmbito espiritual da Igreja e não como cerne. Essa creio ser a diferença fundamental.
      Deus o abençoe.

      • Ivan disse:

        Maurício, agora entendi. Muito obrigado pela explicação.

        Que o Senhor continue te abençoando e que continue sempre assim, ouvindo os cristãos que acessam esse blog. Este já está entre os meus favoritos, junto com o Púlpito Cristão.

        Um abraço.

  19. Joice disse:

    Olá Mauricio!
    Tudo bem?
    Bom, agora virou rotina na minha vida visitar seu blog e ler seus posts.
    O texto de hoje serviu exatamente pra mim, mais pra mim aprender, pois hoje mesmo fui procurada por uma amiga, que estava com uma tristeza no coração, na hora nao soube muito bem o que dizer, mais este texto serviu exatamente para o que ela estava precisando, assim que o vi, logo encaminhei pra ela!
    Estou orando por voce tambem Mauricio, que seus textos possam estar abençoando muitas outras vidas! Fique com Deus!

  20. Ree disse:

    Salmo 119, 50: “O que me consola na minha angústia é isto: que a tua palavra me vivifica.” Depois de ler sua exortação, essa palavra tão viva e cheia de esperança, lembrei do salmo 119. “Sou teu servo”, diz o salmista. Somos servos dEle, mano, e isso você nos lembra a cada post, reacendendo a chama da fé e alegre esperança em nossa salvação através de Jesus.

    Paz a você, Maurício, que está em Cristo
    e nos relembra, todo dia – aqui ou no twitter ou através de seus livros (estou na fila para ler o novo) -, que também estamos e estaremos nEle, fo-re-ver.

    Amém.

  21. Zágari voce faz o caminho que todos os cristãos deveriam fazer, caminho do conhecimento.qdo falo de Deus para as pessoas digo emfaticamente que busquem conhecer o evamgelho de Deus para que não sejam iludidos por falças doutrinas ou seja tudo que não esta na palavra de Deus em contexto.Sinta um abraço forte de seu irmão.Emanuel

  22. Neylma disse:

    Paz meu irmão!! Qro louvar ao Senhor por sua vida, pois tenha certeza Ele falou comigo agora através de vc. Estava agora mesmo triste, chorando por causa de uma situação q tenho vivido há cinco anos. Mas o Senhor me trouxe consolo, alegria, animo; muito obg meu irmão. Deus continue a te abençoar!!

  23. Renata disse:

    Olá;
    Deus te abençoe… conheci este blog como um link no facebook de um pastor amigo quando você escreveu sobre o festival “Promessas”, gostei do que li, mostrei ao meu pai, e aí passei a acompanhá-lo pelo rss (acho que é isso, não entendo muito de internet), gosto do seu olhar ponderador (se é que esta palavra existe), coisa rara no mundo sem rosto da internet, aonde cada vez mais se lê pessoas derramando ódio em seus comentários, se resguardando no anonimato de seus perfis. Bom, mas não era somente isso que gostaria de dizer. Sempre me senti mal por ser como sou. Deixe-me explicar: Sou filha de pais cristãos, não hei de entrar no mérito congregacional, isso não vem ao caso, mas por isso me identifico muito com o que você fala. Hoje, não, já faz algum tempo que não vou à igreja que meus pais frequentam, até porque nunca criei vínculo com ela, em grande parte pela minha mãe, ela é uma pessoa difícil, e eu cresci ouvindo e conhecendo todos os “podres” da congregação desde pastores, presbíteros, diáconos, obreiros, professores de escola dominical, músicos, membros e participantes, então eu via como era humana (humana até demais) aquela igreja, e também pelo fato de ser uma congregação relativamente pequena, eu não tinha amiguinhos quando criança de idade próximas a minha, e, portanto não tive a época de mocidade como meus irmãos de sangue tiveram (algo que senti falta, admito), pois desenvolvi uma doença auto-imune chamada Miastenia Gravis, que não é das mais horríveis em termos clínicos, mas que me consumiu, e ainda me machuca demais, não fisicamente (agora escrevo “catando milhos”, pois meus dedos estão travando, sintoma da doença, e já está difícil engolir a saliva, é hora de tomar uma dose do remédio para conseguir dormir em paz mais tarde) então passei por momentos muito ruins fisicamente só, quer dizer, passei praticamente minha vida inteira fisicamente só, e sempre muito, muito triste. Não sou uma boa cristã, conheço pouco a Bíblia (só agora com 25 anos é que estou seguindo o plano de ler a bíblia em um ano), murmurei muito, questionei muito, acreditei que sofria por castigo de Deus, pois não tenho lembranças boas, das poucas que tenho, parece que bloqueei muitas lembranças, boa parte da minha vida simplesmente se foram da minha memória, acreditei que Deus não me curava por castigo (minha mãe, em momentos que quer me atingir, acho, me diz que não sou curada porque não deixo Cristo me curar), sempre tive a sensação que sou uma Perdedora (sim, com P maiúsculo), não tenho uma vitória contundente para me alegrar. Confesso que se não fosse pela minha crença, eu já teria dado um basta em tanta dor, já cheguei a comprar veneno de rato, mas nunca fiz nada contra a minha própria vida, pois temo que se aqui as coisas são ruins como são, não quero saber como será quando Cristo retornar… Tenho muito medo irmão, por essa minha dor me afastar da Graça do Senhor, tenho medo de sofrer pela eternidade, pois meu coração já sangra há vinte anos, e não vejo perspectiva de melhorar, meu alento está no porvir, estou errada? Estou errada em não desejar esta vida terrena, em querer estar na espera de Cristo fora deste corpo aonde sofri, e sofro diariamente? Irmão, tenho pouca vontade de sair de casa, às vezes de sair da cama, pois o retrospecto me mostra que as coisas darão errado, como sempre deram, já tentei terapia, e já tomei remédios, mas nem para isso surtiu efeito. Outra questão, irmão, você sempre exalta o caráter pacífico de Cristo, o que eu concordo, mas, infelizmente minha visão já pende para um lado triste: Para seguirmos a Cristo temos que ficar felizes em sermos humilhados? Devemos deixar que nos usem, trapaceiem, e devemos deixar por isso mesmo? Não devemos querer progredir na vida, o certo é ficarmos por baixo na sociedade? Quanto mais pobres somos, melhor? Pergunto e digo tudo isso de coração aberto, sem qualquer segunda intenção, não tenho convicções teológicas absolutas, até por falta de embasamento, como já disse. Se você tiver como me responder, ficarei contente, apesar de envergonhada por escrever tanto, é que quando não se tem alguém para se abrir, guarda-se muita coisa para dizer, daí vem um enxurrada de informações. Me perdoe por isso. Que Deus lhe dê a sua paz.

    • Renata, amada do coração,
      .
      quantas coisas, quantas experiências, quanta dor. Diante de tudo isso eu começo te abraçando e compartilhando contigo a paz que é possível no afeto entre irmãos. Choro contigo, mana, por tantas injustiças, tanto sofrimento. Eu poderia dizer que te entendo, mas nunca poderia entender. Só quem passou pelo que você passou entende. Eu apenas me solidarizo e te ponho no meu coração e nas minhas orações. Receba meu amor fraterno.
      .
      Tenho alguns poucos aspectos em comum com vc. Se vc ler os posts “E quando Deus não cura? – Parte 1/2″ e “E quando Deus não cura? – Parte 2/2″ vai entender. Eu entendo você ter murmurado e questionado tanto, eu passei exatamente por isso. Até que aprendi que isso não adianta nada e que temos é que aprender com o que Deus nos permite viver – de preferência para ajudar os outros no futuro. Uma leitura do livro de Jó é muito importante nesse sentido. O capítulo 11 de Hebreus também (para fortalecer tua fé). Romanos 9 (para te mostrar que os planos de Deus são insondáveis e ele não é injusto). São leituras que, se você meditar com calma nelas te trarão muitas respostas. A mim trouxeram.
      .
      E o que sua mãe falou simplesmente não é verdade. A decisão de nos curar ou não parte da soberania de Deus. A Biblia nao diz que Ele “disciplina todos aqueles que ama”? Pois então. Sua mãe está acreditando numa heresia chamada “Confissão Positiva”, que simplesmente não é biblica. Você pode saber mais sobre isso no meu post “E se a Teologia da Prosperidade se convertesse ao Espiritismo?”.
      .
      Obrigado pelas palavras gentis. Mostra que vc é uma pessoa educada e amável.
      .
      Sobre a parte espiritual, Renata, nunca é tarde para se conhecer a Biblia. Só fui lê-la inteira pela primeira vez aos 24 anos de idade. Vc está indo bem. Sobre os problemas com as pessoas da igreja, o que dizer? São pessoas, né? Falhas como eu e você, cheios de problemas, falhas, erros…se não fosse assim por que Jesus viria em nosso socorro, não é? Temos que usar com os intragáveis o fruto do Espirito que é a paciência. Paciência com os erros dos outros, querida.
      .
      As tuas perguntas exigem respostas honestas, embora duras, Renata. Sim, é possível que você nunca fique curada e que teu alívio venha no porvir. Eu mesmo sofro de uma doença que me faz sentir dor 24 horas por dia há 16 anos. O médico me disse que eu “virasse cantor de ópera”, pois nunca poderia usar o computador. E eu sou jornalista, imagina. Fiquei 5 meses desemprgado, deprimido, até que Deus me deu forças e depois de isso ter acontecido sabe o que aconteceu na minha vida? eu me casei, comprei meu apartamento, tive uma filha, trabalhei 9 anos na TV Globo, 3 anos numa empresa de Comunicação Corporativa, hoje sou Diretor de Comunicação da minha denominação, escrevi já 5 livros (2 serão publicados este ano), ganhei 2 prêmios literários, traduzi 17 livros cristãos e por aí vai. Por que estou te contando isso? Porque me disseram que eu seria um inútil pelo resto da vida. Jesus me deu forças e eu cri que era possivel extrair forças da dor e da fraqueza. Todas essas conquistas que relato vieram após a manifestação da doença. Então, se foi e está sendo possivel comigo, é possível para você.
      .
      Você pode fazer a diferença, produzir muito ainda. Mas desde que não entregue os pontos. Vc não é nada uma perdedora. Eu achei 16 anos atrás que era. Hoje vejo que perdedora é minha doença, pois no poder do Espirito eu a tenho vencido dia após ia. E vc tb pode, Renata, pois eu não sou melhor do que você..
      .
      Deus tem suprido minhas necessidades financeiras, tem me sustentado nos momentos de depressão, tem sido Pai como Pai tem que ser. E pode fazer o mesmo com vc.
      .
      Sobre sua pergunta, não, não precisamos ficar felizes em sermos humilhados, nem devemos deixar que nos usem e trapaceiem, mas devemos reagir de modo bíblico, sem usar as armas do mundo. Nossas armas são a Palavra, a oração, a fé, as palavras de paz, o fruto do Espírito. Esse é o papel do cristão: ser cristão. Eu não deixo me humilharem, mas não retruco com agressividade. Seja mansa. Deus te honrará.
      .
      Não se preocupe de escrever, pode escrever o quanto quiser. Estou aqui para servir. E espero que meu testemunho e minhas palavras tenham lhe trazido alento. E, se possível, paz. Vou orar por vc e chorar por você. Tenha uma certeza: Jesus não te esqueceu. Ele está contigo e se preocupa. Por que permite que vc passe por isso? Eu nao sei. Mas Ele sabe e a promessa bíblica é que “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”.
      .
      Quero deixar pra vc a letra do Hino 4 da Harpa Cristã, que nos piores momentos da minha trajetória, quando eu também pensava em tirar minha vida, me deu forças. Talvez vc conheça:
      .
      Deus Proverá ( 4 )
      Harpa Cristã

      Não desanimes, Deus proverá;
      Deus velará por ti;
      Sob Suas asas te acolherá;
      Deus velará por ti.

      Deus cuidará de ti
      No teu viver, no teu sofrer;
      Seu olhar te acompanhará;
      Deus velará por ti.

      Se o coração palpitar de dor,
      Deus velará por ti;
      Tu já provaste Seu terno amor.
      Deus velará por ti.

      Nos desalentos, nas provações,
      Deus velará por ti;
      Lembra-te dEle nas tentações;
      Deus velará por ti.

      Como estiveres, não temas, vem!
      Deus velará por ti;
      Ele te entende e te ama bem!
      Deus velará por ti.
      .
      A paz seja contigo, minha irmã.

      • Renata disse:

        Obrigada irmão, sua gentileza com todos, mesmo os discordantes, faz com que Cristo apareça em sua vida!!! Parabéns por isto, espero um dia (que seja em breve) Ele também transpareça em mim!!!
        Que a paz do Senhor esteja contigo e com a tua casa!!!

      • Amem e amem, Renata.
        Paz em dobro pra ti e os teus.

    • Thays disse:

      oi meu anjo. vc sofreu muito sei que vc tem inumeros motivos pra ficar triste mas tente se animar cante hinos se nao sabe compre um cd de musicas evangelicas que nos acalma bastante. quando vc comesar a ficar triste pensse em Deus coloque um cd e comesse a cantar bem alto nem que seja pra vc sorrir de si mesma depois quem canta os males espanta melhora muito o nosso umor beijs e fique cm DEUS

  24. Graça e paz Maurício.
    Engana-se quem pensa que a vida do cristão é um caminho só de alegria. Nessa minha caminhada de quase trinta anos com Cristo já passei por várias situações dolorosas, mas uma coisa eu te falo com alegria, não passei sozinho, em todo o tempo o Senhor esteve do meu lado. Nas enfermidades, na morte dos meus pais, nas dúvidas… O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã.
    Fique na Paz!
    Pr. Silas Figueira

  25. Jacy disse:

    Bom dia Maurício! Fiquei emocionada com suas palavras! Desculpe a pressa kkk Você foi o primeiro cristão que me falou em solidariedade no sentido de ” entender o por quê” do meu sofrimento e me desejando a paz de Cristo. A grande maioria não aceita , minimizam, acham que é pouca coisa p sofrer, que meu lamento não faz sentido, que Deus sabe o “que Fez”… essas coisas. Infelizmente na igreja que eu congrego não usam a Harpa Cristã, mas eu sim! rsrs tenho uma e amo os louvores tradicionais. Inclusive este hino que você me indicou é muito oportuno. :) De fato, ele tem velado por mim…. Maurício, com certeza vou desabafar muuiiito com vc! kk Espero não lhe importunar. Como eu, existem muitas pessoas carentes somente de alguém para ouvir/ler o que temos a dizer, mesmo sem ter o que falar, “apenas” fazer companhia em nossos devaneios… Obrigada e que Cristo lhe abençoe muito. Você é muito especial! :)

  26. Gilda disse:

    Maurício
    Seus textos são muito abençoados e verdadeiros! Louvo à Deus por sua vida e por existirem pessoas que como você desmistificam certas crenças engessadas em nosso meio. Uma delas é a questão do merecimento: se você é um bom cristão, boas coisas vão acontecer à você, se você for mal acontecerá coisas ruins… Mas a verdade é que coisas boas e ruins acontecem para todos, pois estamos sujeitos a doenças, traições, sofrimentos… e que Deus nos ama igualmente e independente do que somos. Estou passando por um momento difícil e muitas vezes esse sofrimento aumenta com certas palavras de algumas pessoas como: o que você fez de errado para estar passando por isso? Você já viu se há pecado em sua vida? Atitudes como essa nos fazem sentir vergonha de estar sofrendo… Precisamos nos lembrar de que Jesus nos ensinou “chorai com os que choram”.. apenas isso, um abraço apertado, uma oração… e nada mais… Deus continue te abençoando!

    • Pois é, Gilda, importa é ser bíblico: a Biblia diz, amém. Não diz, não amém rsrsrs
      Sigamos em frente, lutando pela verdade, edificando a Igreja e glorificando o Senhor.
      Na paz dEle.

  27. Dayane disse:

    Querido queria te dizer que seu blog está na minha barra de favoritos e você é um referencial para mim. Particularmente me identifiquei muito com esse post, pois ontem escrevi algo semelhante no meu blog, não é para fazer propaganda, mas realmente fiquei emocionada de ver que escrevemos sobre o mesmo tema com a mesma visão.

    Obrigada por ser usado por Deus para abençoar a minha vida e a de mais de 150 mil pessoas.

    Caso queira ler o que escrevi: http://mochileiradejesus.blogspot.com/

    Deus te abençoe, um abraço desde do Chile.

    • Oi, Dayane,
      de fato, foi bonito ler seu blog e perceber as similitudes. É o que chamam de sincronicidade.
      Deus tem seus mistérios, querida.
      Fico muito honrado por suas palavras, certamente não mereço mas agradeço.
      Que minhas reflexões sempre abençoem a sua vida. E, se possível, a de muitos mais.
      Te abraço em Cristo.

  28. CVinicius disse:

    Parabéns mano Maurício

    Vc está verdadeiramente fazendo a diferença e
    marcando a sua geração.

    Abraço!

  29. lúcio Bezerra disse:

    Olá Mauricio! parabéns pelo seu blog e que Deus continue lhe usando poderosamente, fico muito feliz por ainda encontrar grandes Homéns de Deus que ainda vive verdadeiramente o evangelho genuino do nosso Senhor e salvador Jesus Cristo. Pois como muitos que tem contados suas histórias eu também mim enquadro no méios deles não é preciso relatar o que acontece na minha cidade, más créio que estsamos vivendo tempos deficeis aonde o verdadeiro evangelho não é pregado, apenas a religião que predomina por aqui. E irmão Mauricio, que você contineu defendendo essa causa pois o Senhor irá lhe recompensar muito, não sei se aqui mas com certeza na glória.
    Continue defendendo a causa do evangelho. Assim como Piper e Washer defendo no seu pais precisamos de você aqui em nosso pais…Que Deus te abençoe Meu irmão.
    Desculpe se fui infeliz nas minhas palavra e no meu português…Paz de Cristo.

  30. SILVANA disse:

    DEUS SEMPRE NOS DANDO ALENTO DAS FORMAS MAIS VARIADAS, O TEXTO ME ABENÇOOU GRANDEMENTE.
    UM DIA TODA DOR CESSARÁ , MAS ENQUANTO ISSO NÃO ACONTECE ELEVO OS MEUS OLHOS PARA OS MONTES E SEI DE ONDE VIRÁ O MEU SOCORRO.ALELUIA!!!
    DEUS ABENÇOE SUA VIDA GRANDEMENTE POIS ATRAVÉS DO SEU TEXTO TIVE NO DIA DE HOJE O REFRIGÉRIO. E É ISSO QUE DEUS FAZ COLOCA VIDAS EM NOSSAS VIDAS PARA NOS ABENÇOAR . EU TE ABENÇOU EM NOME DE JESUS.
    ABRAÇOS

    • Amém, querida irmã!
      Recebo tua bênção e me alegro por ter sido canal de refrigério para tua alma.
      O Senhor é contigo todos os dias, até a consumação dos séculos, nunca se esqueça disso.
      A paz que excede todo entendimento seja consigo.

  31. Thays disse:

    oi eu nao estou bem. passei por muitas dificudades com um relacionamento. eu moro em bom jesus piaui ha 3 anos, sou goiana e por eu ser de cidade grande a mae do meu namorado penssava mal de mim falando q eu era prostituta em goiania e vim fujida pra cá eu era moça da igreje nasci e fui criada dentro da igreja depois q eu vim pra cá eu me tornei evangelica ai por preçao da mae do meu namorado eu sai ai comesso o inferno veio amigos dele oferecendo bebidas alcolicas e começo as traiçoes dele e por eu gostar dele eu o perduei sempre, agora que ele paro com as farras dele e ele ta feliz. eu nao to. to desgastada cançada de tanto ter lutado eu nao tenho confiança mais nele nao tenho paz nao sei o que é me alegra a tempos se ele meche no celular eu desconfio tudo eu desconfio isso é um inverno eu nao to aguentando mais me ajuda

  32. Maria disse:

    Maurício, cada post é uma benção para quem o lê…não há o que acrescentar, a não ser glorificar o Nome do Senhor!
    E dizer Jesus, esperança nossa…
    Deus te abençoe cada dia mais e mais!

  33. Ricardo disse:

    Ola, Maurício.
    É a primeira vez que li teu blog e exatamente sobre tristeza ,
    eu estava arrasado com uma angustia enorme no peito , que pra falar a verdade eu não entendo direito da onde vem, ja estava sem esperança e sem saber o que fazer e quando abro a internet, nem sei como cheguei até teu blog, mas falou muito comigo.
    Continua firme neste não desista.

    Grande abraço amigo.

  34. luciano disse:

    E realmente estou com esse problema

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s