Sim, amar o próximo vai lhe custar caro, muito caro.  Prejudicará a sua reputação, fará pessoas lhe virarem a cara, tornará você malquisto em muitos círculos, o tornará alvo de questionamentos sobre suas intenções e até mesmo sobre a ortodoxia da sua fé. E isso por uma única e triste razão: as pessoas, em sua maioria, não estão preparadas para compreender o amor bíblico em toda a sua extensão e, menos ainda, a colocá-lo em prática. E, quando me refiro às “pessoas”, isso inclui cristãos e não cristãos, lamentavelmente.
 .
Na parábola do bom samaritano, Jesus explicou de modo claríssimo o que significa amar o próximo. Por meio de sua ficção, o Mestre deixou claro que o amor verdadeiramente bíblico não tem a ver com o outro ser ou fazer o que você é ou faria. Se você nivela seu amor por alguém tomando você próprio (suas crenças, certezas e posturas) como referência, não está amando o outro, mas endeusando a si mesmo.
.
Se você só ama quem crê, pensa, age, se veste, canta, fala, vive ou prega como você, seu amor não nasceu no coração de Deus, nasceu no seu narcisismo. O samaritano tinha tudo para odiar o homem que ajudou, porque aquele cara caído à beira da estrada representava tudo o que a vida lhe ensinou que ele deveria odiar. Mas, ainda assim, ele passou por cima de tudo e o amou – com compaixão sincera e com atitudes condizentes.
 .
Em muitos ambientes do nosso meio evangélico – apaixonado por modelos, patotas e rótulos pré-concebidos -, amar o próximo fará de você um proscrito. Se você está realmente disposto a amar o próximo como o samaritano amou – isto é, como Cristo ama -, saiba que você será isolado e rejeitado. Vão chamá-lo de adjetivos nada elogiosos, farão piadas de você e deixarão de convidá-lo para almoçar. E isso simplesmente porque muitos não entendem o que é o amor bíblico e o confundem com caricaturas bizarras de seu amor imaginário.
 .
Faça o teste: quando você demonstra publicamente amor pelos arminianos, será rejeitado pelos calvinistas, e vice-versa. Se demonstra amor pelos pentecostais, os cessacionistas o desqualificarão, e vice-versa. Se ama sem censuras os cristãos com ideologias políticas de direita, os de esquerda o rotularão, e vice-versa. Se, por amor às ovelhas de Cristo, vai pregar numa igreja de neopentecostais, será xingado de “herege” para baixo. Se, por amor à Igreja de Cristo, vai pregar numa igreja presbiteriana, será qualificado de “crente frio” e “sorveteriano”. Se você, por amor, trata com carinho um cantor de música gospel, será ofendido por quem só canta hinos antigos. Se ama um católico romano à vista de todos, vão chamá-lo de ecumênico. Se ama um umbandista, vão chamá-lo de desviado. Se ama um homossexual, vão chamá-lo de apóstata. Se ama aquele pastor complicado, vão chamá-lo de liberal. E assim por diante.
 .
A grande dificuldade da maioria das pessoas é compreender que amar não significa concordar. Tampouco significa fazer o que o outro faz. Muito menos ser conivente com práticas equivocadas ou pecaminosas de pessoas a quem você dá amor. Jesus amou a samaritana, mas não concordava com seu estilo de vida. Também amou a mulher flagrada em adultério, mas nunca pecou em sua sexualidade. Ele jamais roubou ou concordou com o roubo, mas amou o ladrão da cruz. E amou sempre esperando que esse amor conduzisse as pessoas diferentes dele ao arrependimento e a uma situação a que só o amor pode levar. Amar não é nada do que a maioria das pessoas pensa. E, por isso, a incompreensão sobre o amor cristão leva muitos cristãos a rejeitar, isolar, criticar, diminuir, desprezar, atacar, repudiar e desmerecer aquele que verdadeiramente ama de forma cristã. E isso é muito, muito, muito triste.
.

BNJC_arte para blog APENAS

 .
Deixe-me repetir isto, porque é importante: amar não significa concordar. Tanto é verdade que Deus amou o mundo. Primeiro ele amou o mundo e só depois deu seu Filho para a salvação desse mesmo mundo. Preste atenção: Deus amou o mundo, com todo seu sistema de valores caídos, pecados, horrores (e, evidentemente, o Senhor não concordava com nada disso nem era conivente com os males do mundo). E amou tanto que sua compaixão o levou a abraçá-lo e dar-lhe Cristo. A cruz é a maior e mais divina prova de amor de alguém por outra totalmente diferente de si e que não merecia esse amor. A própria encarnação da Palavra em Jesus nos lembra deste fato: amar não tem nada a ver com concordar.
.
A verdade é que aquilo que muitos chamam de “defesa da verdade” é, na realidade, ódio pelo diferente travestido de pseudoamor cristão. Muita da apologética que vemos por aí é, na verdade, não amor a Deus e ao próximo, mas a exaltação das próprias crenças, recheada com altas doses de narcisismo e vaidade. Muita segregação “em nome do amor à verdade” é apenas a incapacidade emocional de lidar com o contraditório. Amar como Cristo amou não é amar o cheiroso, o bonito e o que lhe diz “amém”. Amar de verdade é abraçar o espiritualmente leproso, fétido e podre, simplesmente porque a presença de Cristo transborda de tal modo em seu coração que você não conseguiria não abraçar.
 .
“Se alguém afirma: ‘Amo a Deus’, mas odeia seu irmão, é mentiroso, pois se não amamos nosso irmão, a quem vemos, como amaremos a Deus, a quem não vemos? Ele nos deu este mandamento: quem ama a Deus, ame também seus irmãos” (1Jo 4.20-21). Temos uma decisão a tomar: restringir o amor apenas a quem consideramos “merecedor” ou “digno” do nosso amor e, assim, desfrutar do apreço dos nossos pares, ou amar como Cristo nos ensinou a amar e, com isso, preparar nosso couro para lambadas, desprezo, ataques, segregação e o pior tipo de religiosismo seletivo.
.

BNJC_arte para blog APENAS

.
Meu irmão, minha irmã, amar vai cobrar seu preço, mas vai aqui meu encorajamento: ame. Ame com todas as suas forças. Ame sem vergonha humana. Ame por não conseguir não amar. Não desista de amar. O desprezo dos fariseus e mestres da lei jamais levou Jesus a deixar de amar. Ele persistiu no amor, simplesmente porque não amar seria negar sua natureza, sua essência. O mesmo devemos nós fazer. Até porque quem tem Cristo no coração é incapaz de ser seletivo no amor; antes, ama todos, sem distinção: os leprosos, os coxos, os fedorentos, os inimigos, os de outras religiões, os de outras denominações, os de outras ideologias políticas, os que não creem no que você crê, os que erram em sua teologia, os hereges, os que enfiam cravos em suas mãos e pés.
 .
Termino esta reflexão com as palavras do Mestre: “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Ame o seu próximo’ e odeie o seu inimigo. Eu, porém, lhes digo: amem os seus inimigos e orem por quem os persegue. Desse modo, vocês agirão como verdadeiros filhos de seu Pai, que está no céu. Pois ele dá a luz do sol tanto a maus como a bons e faz chover tanto sobre justos como injustos. Se amarem apenas aqueles que os amam, que recompensa receberão? Até os cobradores de impostos fazem o mesmo. Se cumprimentarem apenas seus amigos, que estarão fazendo de mais? Até os gentios fazem isso. Portanto, sejam perfeitos, como perfeito é seu Pai celestial.” (Mt 5.43-48).
 .
Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >
.
Anúncios
comentários
  1. Magnólia disse:

    Amém

  2. Cristiane disse:

    Que delicia Mauricio leer als suas palavras e poder me enxer de coragem para Seguir amando aqueles que me cercam…. Ainda que sejam mulçumanos. Voltei do Brasil com os olhos arregalados e amedrontada com Tantos conselhos que ouvi de pessoas que deveriam me encorajar a seguir amando os. Sobre suas leis e como Else podem estar mentindo etc…. Confesso que titubiei…. Passei a me perguntar porque Deus permitiu que essa familia viesse parar justamente perto de mim….O Porque as crianças terem es tornado amigas? O porque dessa esopera precisar tanto de alguem apenas para desabafar…. Quando eu achteinhalb que ela quem Nao queria a amizade entre so pequenos, quando precisei de uma ajuda simples, foi essa mesmo jovem, a unica a me oferecer a mesma…. E isso me tocou. Me mostrou que eu poderia amar sim uma mulçumana. Hoje, ela me diz: Cristina, você é minha irmã…. Se ela estiver mentindo para mim por algum proposito desconhecido a mim, sei que estarei cumprindo o mandamento que Ele nos deixou, amar o meu proximo, que no momento é ela COM a sua familia, e assim espero um die vê los perguntar, o porque desse amor e poder dizer a eles do Cristo que morreu na Cruz por mim e por eles tambem.
    O Senhor te abençoe sempre alem meu amigo.
    Cristiane.

    • Olá, Cristiane, tudo bem?
      .
      Ame essas pessoas, não importa se sejam muçulmanas. Elas precisam do seu amor, pois é ele que as fará ver o Cristo da Bíblia que elas não leem. Não deixe o medo e o ódio vencerem o amor.
      .
      Abraço fraterno em você e no filhote,
      mz

  3. Josiane disse:

    Sabe o que é encontrar paz, afago, abraço? Foi exatamente isso que encontrei…. como é difícil as pessoas entenderem que “…amar não significa concordar…”. Meu Deus! Esse é um assunto para vários posts. Convivo diariamente com ateus, cristãos, pentecostais, neo, tradicionais, arminianos, calvinistas, homo, héteros…. e sempre recebo a cobrança de minha posição com todos esses convívios de todas essas classes (de cristãos e não cristãos!)… Finjo que não entendo, mas sei exatamente o que querem dizer. Fingem a liberdade e a diversidade, mas daquele jeito: Viva a diversidade e a liberdade, desde que a sua não seja diferente da minha, claro!

    • É exatamente isso, Josiane, o amor não pode ser seletivo. Se é seletivo, não é amor.
      .
      Fico feliz que você tenha essa percepção! Sigamos nesse amor.
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  4. Francisco Neto disse:

    Obrigado irmão Maurício por mais essa edificação para nossas vidas. Deus o abençoe.

  5. Renata disse:

    Não lembro exatamente onde vi, mas lembro-me que foi no livro de Salmos, ” o amor de Deus nos constrange (…) “. Incrível é como Deus nos mestra sermos cuidados, invariavelmente. Que possamos refletir de fato sobre esse amor que também, pois fazemos parte dessa fonte de amor haja vista termos ‘ nascido novamente ‘. Que possamos ouvir o sussurro do Espírito Santo e, obrigada mais uma vez, Querido irmão Mauricio. És uma fonte de amor fraterno. Deus o abençoe bem como toda sua preciosa família.

    P.S.: Verdadeiramente meu dia não começou tão bem assim, mas através desta linda palavra, vejo-o com outras perspectivas tão distintas e tão singelas. Este foi o meu ” pão espiritual “! Você faz a diferença na vida de muitos!

    MUITO OBRIGADA, COM TODO O MEU CORAÇÃO!!

    • Olá, Renata,
      .
      essa afirmação está em 2Coríntios 5.14. 🙂
      .
      Muito obrigado pelo seu carinho e pelo encorajamento. Louvo a Deus por ele usar alguém tão imperfeito como eu para abençoar vidas. Que ele te encha de amor!
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  6. Renata disse:

    Retificando, vi após confirmar, percebi um equívoco: a passagem que fala da constrangibilidade do amor de Deus está em 2 Coríntios.

  7. GUILHERMINA CORREIA disse:

    Olá irmão Maurício !!!

    Obrigado pela sua Excelente Mensagem. AMAR É UMA DECISÃO…..
    Leio-as sempre com muita atenção.
    São para a minha Edificação.
    Um abraço da irmã em CRISTO,

    Guilhermina Correia – Lisboa – Portugal
    lxcorreia@sapo.pt

    • Olá, Guilhermina,
      .
      fico feliz que tenha apreciado a reflexão, Guilhermina. Um grande abraço para os amados irmãos da linda Portugal.
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  8. Regina Parreira Henriques disse:

    Excelente reflexão!!! Obrigada pela partilha!

    R.Henriques

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s