Ontem desci ao Aterro do Flamengo a fim de brincar com minha filha. Chegamos e ela logo correu para as árvores em que gosta de subir. Em pouco tempo, havia mais umas cinco crianças ao redor dela, fazendo as árvores de trepa-trepa, interagindo e gritando, empolgadas. Foi quando chegou o P.

Não demorou muito para ficar claro que P. era um menino especial, com algum tipo de deficiência mental. Ele gaguejava, apresentava diversos tiques nervosos e tinha um olhar estrábico. Na mesma hora, seu jeito diferente fez com que as crianças se afastassem dele. E P. ficou só.

Sem que eu dissesse nada, Laura se aproximou de P. Ele a observava com certa admiração, pelo fato de minha filha estar em um galho bem alto. “Menina, como você está alto! Eu tenho medo de subir. Eu tenho medo. Tenho medo”, confessou P. Foi quando Laura começou a incentivá-lo a subir, explicando como segurar, onde pisar, como não ralar o joelho na casca grossa da árvore. “Vem, P.!”, encorajava ela. “Tenho medo!”. “Vem, você consegue!”

Os quarenta minutos seguintes foram puro deleite para meu coração de pai. Laura fez de tudo para que P. saísse do chão e a seguisse (ele é o menino de camisa amarela na foto). E conseguiu. Aos poucos, ele foi tomando coragem e, meio rastejando, meio escalando, foi ascendendo, galho a galho. Cheguei perto da avó de P., que o havia trazido de Mesquita para passear no Aterro, e puxei papo. Ela estava feliz, pois me disse que, geralmente, as crianças se afastavam de seu neto, por o considerarem “meio esquisito”, e nunca tinha visto nenhuma criança se dedicar tanto para fazê-lo se sentir parte da brincadeira, do grupo. Enquanto isso, Laura prosseguia encorajando P. “Vem, você consegue! Olha, faz como eu, pisa aqui e segura ali. Vai que dá!”.

Eles ficaram um bom tempo brincando nos galhos. Até que chegou a hora de partir. No momento em que chamei Laura para voltarmos para casa, P. escalava galhos mais altos, com um olhar de júbilo e orgulho no rosto. Sua avó estava encantada com o ineditismo daquilo. “Ele nunca vai se esquecer deste momento”, disse, com boa dose de emoção. Na hora em que ouviu meu chamado, P. demonstrou certa aflição. Ele não queria que minha filha fosse embora. Veio me pedir que deixasse ela ficar mais tempo, mas, infelizmente, eu tinha um compromisso e precisava partir.

Quando viu que Laura ia embora mesmo, P. desceu da árvore que até pouco tempo antes era um himalaia de impossibilidades, deu uma corridinha até ela e lhe deu um abraço apertado e demorado. Sorri. Sua avó me lançou um olhar constrangido, mas eu fiz um gesto demonstrando que não se preocupasse. E partimos.

Na vida, muitas vezes somos como aquele menino. Inseguros. Solitários. Incertos. Cheios de traumas e rejeições. Olhamos para os galhos mais altos e nos consideramos incapazes de subir. Desanimamos. Deprimimos. E nos acovardamos. Precisamos desesperadamente de alguém que nos encoraje, mas as pessoas ao redor parece que só se afastam.

É quando olhamos para o alto e vemos alguém que nos diz: “Vem, você consegue!”. Sem encorajamento, falta-nos a força para dar o primeiro passo. Mas, ao percebermos como nosso encorajador se importa conosco, está conosco e nos apresenta os caminhos certos, encontramos as forças necessárias. Ele é segurança. Ele é confiança. Ele nos dá a paz de que necessitamos. Ele nos faz acreditar que, se seguirmos seus passos, conseguiremos. E, encorajados, subimos. E conseguimos.

A verdade é que nosso encorajador nos dá aquilo que, sozinhos, jamais teríamos: fé. A fé que, se estiver em sintonia com sua soberana vontade, nos fará subir aos galhos mais altos.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >

Anúncios
comentários
  1. Selmi Aquino disse:

    Maurício obrigada ele alinda mensagem de encorajamento. Hoje reinicio meu trabalho e preciso do encorajamento do alto diariamente. Que Deus continue através do Espírito Santos nos chamo para subir mais alto. Abraço forte.

    Selmi Aquino Gerente de Cultura e Gestão de Pessoas Tel 55 11 2127 4102 | Cel 11 98590 6785

    Rua Antônio Carlos Tacconi, 79 | 04810-020 | São Paulo SP Tel/Fax 55 11 2127 4100

    mundocristao.com.br | facebook | twitter | instagram | youtube

    >

  2. Sandra Mara Cardoso Martins disse:

    Fico impressionada sobre como Deus usa as crianças para nos ensinarem!
    É por isso que gosto de ser professora… aprendo muito mais com elas do que elas comigo!
    E fico feliz de ver você colhendo os frutos de uma semeadura bem feita na vida de sua filha.
    Que Deus abençoe sua família!

  3. Maravilhosa história! Que bom que ela é real! E que bom saber que sua filha, desde tenra idade já manifesta os mais sublimes valores cristãos.Graça e Paz.

  4. Adorei um texto lindo que nos ensina como superar as dificuldades da vida. Obrigado por compartilhar esse momento conosco.

  5. Anônimo disse:

    mano, mano, mano

    eu mesmo to nessa, dos sem coragem, me sinto igualzinho ao P da escalada, encorajado por Laurinha e vc,

    AMO TE MANO, AMO TE

    ________________________________

  6. Maurício! Nossa vida é uma eterna luta contra nossas debilidades. Costumo sempre dizer que nosso aprendizado aqui na terra consiste muito em aprender a ser moderado em tudo, inclusive em relação aos nossos medos e ansiedades. É por essa e outras verdades, que quando posso, escrevo algo que possa trazer alguma esperança e conforto a quem lê. Não tenho seu talento literário, mas tento deixar algum recado. Se possível, irmão, queria que você divulgasse meu blog, sei que seu blog tem um alcance muito grande e isso me ajudaria bastante 🙂 🙂 O Discípulas do Mestre é um blog voltado para as mulheres, mas os rapazes também são bem-vindos. Os assuntos abordados são aqueles ligados à fé cristã, relacionamentos nos padrões divinos e outros pontos interessantes como sugestões de leituras e testemunhos. https://discipulasdomestre.wordpress.com/
    Grata. Na paz do Mestre

  7. Greize disse:

    Toda vez que venho ao Blog sou abençoada de alguma forma. Posso passar meses sem ler ou ler e não deixar comentários.Mas Sempre sou abençoada. Esta palavra foi de Encorajamento para mim .Às vezes esquecemos que mesmo não vendo ajuda ao redor tem alguém lá no alto nos incentivando e amando.
    Que Deus abençoe a vida do P. ,que muitas “Lauras” sejam usadas por Deus na vida dele.
    Deus abençoe sua vida e de sua filha que claramente está seguindo o bom caminho do Pai celestial e terreno.
    Indico o filme Extraordinário para vocês assistirem juntos . Fala um pouco sobre o qur o P. sofre e como o amor muda tudo.
    Feliz 2018.Feliz Ano Todo.
    Na paz ,
    Greize

    • Oi, Greize,
      .
      muito obrigado pelo carinho de suas palavras encorajadoras. Fico feliz por, de algum modo, abençoar sua vida por meio daquilo que escrevo. Que Deus a abençoe muito e mais.
      .
      Abraço fraterno,
      mz

  8. Renata disse:

    Recebo todas as atualizações do blog no meu e mail. Por vezes, vou protelando a leitura até que ” do nada ” algo me remete a tal e, nunca me decepciono. Sabe, a forma singela, simples e clara como expõe as coisas aqui é um ” maná do céu “, e creio que este é um dom que recebeste de Deus. Peço, carinhosamente, que não deixe de escrever. NÃO PARE, POR FAVOR! Sei que é ocupado, mas, assim como o seu coração deleitou-se na sua filha, suas palavras são o deleite do coração de tantos. Peço a Deus que continue te inspirando! Estas palavras me fazem perceber a realidade e as doces sutilezas que o Pai nos deixou. OBRIGADA!

    • Renata, olá,
      .
      do mesmo modo como os textinhos que escrevo chegam até você em hora certa, comentários como esse seu muitas vezes são a força de que precisamos para prosseguir. Muito obrigado, você acabou de exercer na minha vida o encorajamento de que falo no post. Obrigado!
      .
      Abraço fraterno,
      mz

  9. Victor Ricardo disse:

    Mano Maurício, não faço comentários com frequência, mas não deixo de ler nenhum de seus posts.
    Obrigado por tudo que tem feito, pelas reflexões escritas a penas e a duras penas.
    Sempre lembrarei de você com imenso carinho fraterno, pois, através de você, fui despertado a muitas mudanças. Sempre estará em minhas orações.

    Em Cristo,
    seu irmão Victor

    • Victor, muito obrigado pelo carinho de suas palavras. Neste ofício solitário de escrever sementes que são lançadas ao vento virtual sem saber onde cairão e, mesmo, se frutificarão, ler tuas palavras é um encorajamento maravilhoso. Obrigado!
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s