Nós, evangélicos, somos obcecados por sexo. Na cabeça de muitos de nós, quando se fala de pecados no casamento, imediatamente associamos a adultério. Parece que a infidelidade conjugal é o único erro grave no âmbito matrimonial. Tanto é assim que, quando dizemos que “fulano caiu” no casamento, automaticamente subentendemos que o cônjuge adulterou. É errado condenar o adultério? De maneira nenhuma. É uma transgressão abominável, que exige arrependimento e mudança de comportamento. Porém, o grande problema dessa obsessão por sexo é que, quando pomos a traição conjugal como o único grande mal na relação entre marido e mulher, passamos a ver todos os outros pecados abomináveis como não tão abomináveis assim. E, por essa razão, nos entregamos a essas transgressões sem achar que são nada de mais, crendo que são “pecados justificáveis”. Ou, de repente, nem os enxergamos como pecado, o que é tão grave quanto. Com isso, nos tornamos sabotadores de nosso casamento. 

Permita-me dar alguns exemplos bíblicos. Provérbios cita cinco vezes a esposa briguenta: “É melhor viver sozinho no canto de um sótão que morar com uma esposa briguenta numa bela casa” (Pv 21.9),  “O filho tolo é uma desgraça para o pai; a esposa briguenta é irritante como uma goteira” (Pv 19.13), “É melhor viver sozinho no deserto que morar com uma esposa briguenta que só sabe reclamar” (Pv 21.19), “É melhor viver sozinho no canto de um sótão que morar com uma esposa briguenta numa bela casa” (Pv 25.24), “A esposa briguenta é irritante como a goteira num dia de chuva” (Pv 27.15). Você acha que toda essa ênfase é à toa? Não, não é, pois é mandamento de Deus: “a esposa deve respeitar o marido” (Ef 5.33).

Portanto, uma esposa briguenta e desrespeitosa, além de ser um fardo para o marido, é uma afronta direta à vontade de Deus. A cristã que vive brigando no lar, embora não tenha pecado em sua sexualidade, “caiu no casamento” e precisa urgentemente se arrepender e mudar de atitude. Se você é assim e acha que está tudo certo e que Deus aceita numa boa o seu comportamento reprovável, saiba que ele cheira mal às narinas do Pai, o que é grave, “pois a ira de Deus virá sobre os que lhe desobedecerem” (Ef 5.6). 

Mas, calma, mulheres, vou falar do seu marido também. A Bíblia diz: “Maridos, ame cada um a sua esposa, como Cristo amou a igreja. Ele entregou a vida por ela, a fim de torná-la santa, purificando-a ao lavá-la com água por meio da palavra” (Ef 5.25-26). Pense: o que desejam os pecadores que não foram alcançados pela graça de Deus e estão mortos em seus delitos e pecados? Eles querem continuar chafurdando em suas transgressões. Se Jesus fosse dar aos perdidos o que eles querem, os entregaria ao pecado que tanto amam, para sua própria destruição. Mas não. Jesus deu aos perdidos o que eles precisavam: a cruz.

Portanto, maridos, nós devemos fazer o mesmo: amar nossa esposa dando-lhe o que ela precisa, muito mais do que aquilo que ela quer. Isso é amar. E o que Deus deseja para ela é, mais do que qualquer outra coisa, que seja levada ao conhecimento das verdades bíblicas. Marido, você tem mostrado à sua esposa o caminho da fé verdadeira ou tem deixado que ela seja guiada pelo materialismo, pelo consumismo, pela vaidade, pela arrogância e por uma visão equivocada e utilitária do evangelho? Se tem, você não a está amando como Cristo amou a Igreja. Portanto, está em pecado. Conformar-se com aquilo com que Deus não se conforma é uma falha grave.

O fim do sofrimento_Banner APENAS

Outro exemplo: esposa, você tem agido no casamento de acordo com a verdade bíblica de que seu marido é seu cabeça? A Bíblia diz: “o marido é o cabeça da esposa, como Cristo é o cabeça da igreja” (Ef 5.23). Precisa explicar? Mulheres arrogantes, impositivas, que tomam decisões de forma escondida ou autônoma do marido, guiadas pelos ideais feministas radicais ou pelo próprio ego em vez de pela vontade do Todo-poderoso… simplesmente estão em pecado. “Caíram no casamento”. Esse, aliás, é o mesmo pecado que Satanás cometeu: agir de forma independente daquele que era seu cabeça. 

Um último exemplo: marido, você pode não ter jamais olhado para outra mulher, mas a Bíblia lhe diz: “Da mesma forma, vocês, maridos, honrem sua esposa. Sejam compreensivos no convívio com ela, pois, ainda que seja mais frágil que vocês, ela é igualmente participante da dádiva de nova vida concedida por Deus” (1Pe 3.7). Aqui, para não falar de você, falo de mim. Esse é um dos pecados que eu mais cometi em meu casamento. Faltou-me muitas vezes compreensão para entender questões da personalidade de minha esposa que são difíceis para ela mudar. Muitas são questões resultantes de traumas do passado, da forma como foi criada ou mesmo reações a erros que eu cometi. São coisas impregnadas em quem ela é. Por essa razão, eu deveria ter sido mais compreensivo com ela em muitas e muitas ocasiões – e, por pura imaturidade, não fui. E você, meu irmão, também peca nisso? Se peca, eu e você devemos nos esforçar mais para corrigir nossa incompreensão. 

Perdaototal_Banner Blog Apenas

Meu irmão, minha irmã, eu poderia me estender muito aqui, falando sobre todo tipo de pecado que você e eu cometemos com nosso cônjuge e que, embora não achemos tão maus assim, cheiram mal às narinas de Deus, tanto quanto qualquer pecado sexual. Mas creio que já deu para pegar a ideia da gravidade do problema.

Diante disso, eu lhe pergunto: quais são os seus pecados conjugais mais frequentes e dos quais você não se arrepende? Será que você nunca olhou para outra pessoa mas falta com respeito ao seu cônjuge, vez após vez, sempre encontrando uma desculpa esfarrapada para justificar seus atos, sempre culpando o outro e não assumindo a sua responsabilidade pelo inferno que se tornou o seu lar? Então você necessita de arrependimento sincero. E precisa urgentemente abandonar essa forma terrível de ser. 

Não seja instrumento do mal para sabotar seu casamento. Veja o que a Bíblia revela sobre o que Deus espera de você, como marido ou esposa, arrependa-se e mude. Hoje. Já. Os anjos farão festa. E sua família agradecerá. Pois jamais haverá paz em um ambiente em que a vontade de Deus não é posta em prática. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >

Clicando nas imagens acima e abaixo você vai para a livraria virtual das lojas Saraiva.

APENAS_Banner três livros Zágari

Anúncios
comentários
  1. Eide F. Alexandre disse:

    muito interessante

  2. Neiva Meriele disse:

    Incrível!
    E muito importante para se ler e refletir numa época em que os movimentos feministas andam tão em alta. A Bíblia é perfeita em cada detalhe e não deixa furo, só precisamos parar e refletir e encontraremos as respostas.

    Parabéns pelo excelente texto, irmão.
    Paz!

    • Olá, Neiva,
      .
      isso mesmo, o povo carece por falta de conhecimento. Que nós, a quem Deus chamou para compartilhar reflexões bíblicas por meio da palavra escrita, sejamos iluminados pelo Espírito Santo a cada dia para ajudar a levar a sã doutrina bíblica a quem for possível.
      .
      Abraço fraterno,
      mz

  3. r.artave2 disse:

    Enviado por Samsung Mobile

  4. Daclei Santos disse:

    Eu ainda estou solteira,mas amo ler artigos como este.,pois aprendo muito. Deus continue lhe usando como canal de edificação. Boa tarde Maurício. Paz!!!!

  5. Sou da 3ª geração de uma família tradicionalmente protestante, esse texto bate na cara de todo mundo, incrível como nós, principalmente os mais tradicionais, elegemos um Ranking de pecados, e nos colocamos como “santos” por só praticarmos os tais “pecadinhos”. Que Deus continue te usando mais e mais.

    • Oi, Misael,
      .
      me alegro que se identificou com o texto. Sua constatação é uma realidade, infelizmente. O “pecadômetro” é um problema sério e carece de instrução correta. Sigamos nesse labor de formiguinha, para tentar identificar as lacunas da pregação de nossos dias e edificar a Igreja do Senhor.
      .
      Abraço fraterno,
      mz

  6. ReDNaka disse:

    A paz, irmão! Sou casada com um budista divorciado. Isso denota adultério?

    • Olá, ReDNaka,
      .
      por favor, eu pediria que procurasse o seu pastor, para que ele possa analisar seu caso em detalhes e à luz da Escritura. Essa é uma pergunta que, para ser respondida, deve ser feita com calma e com a análise de todos os detalhes, não por Internet. Seria irresponsabilidade minha lhe responder assim, espero que entenda. Por favor, procure seu pastor e peça-lhe aconselhamento, ok?
      .
      Abraço fraterno,
      mz

      • ReDNaka disse:

        Obrigada pela resposta, querido irmão! Para mim, foi muito oportuna, pois de fato, como responder sem conhecer as nuances de algo tão íntimo de cada um, não? Estou retornando para a igreja, sentindo um chamado. Estou muito feliz e, gostaria de mencionar, que leio suas matérias e que estas me ajudam muito, mesmo quando ” dejagrejada “. Percebo, cada vez mais, sua seriedade e sinceridade para com tantos quantos, assim como eu, por vezes recorrem aos ” semelhantes ” em busca de entendimento e respostas. É um dos poucos canais que uso para sentir o ” sussurro ” do Espírito. Deus te abençoe!

      • ReDNaka, oi,
        .
        fico feliz por poder ser canal para que o afeto de Deus chegue até você. Que você se sinta sempre abraçada pelas palavras que o Senhor me faz compartilhar pelo blog e por meus livros. Oro a ele que sua caminhada na igreja seja fortalecida e que, apesar das decepções que temos em qualquer local onde haja seres humanos falhos, você siga firme e contamine positivamente a imperfeição ao seu redor.
        .
        Abraço fraterno,
        mz
        facebook.com/mauriciozagariescritor

  7. Mateus disse:

    Maravilhoso. Tão bom ler um texto assim, daqui a alguns meses é o meu casamento.
    Deus te abençoe!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s