Bastou um segundo de desatenção, um tropeço em um degrauzinho da calçada e pronto: o tombo. Ouvi o grito. Virei-me e lá estava ela, de rosto colado no chão. Corremos para socorrê-la, mas minha mãe, baratinada, parecia confusa, tonta. Ainda prostrada no chão, emitiu a  indagação: “O que aconteceu? Eu caí? Caí, foi?”. Táxi urgente, corremos para a emergência, o sangue descendo em profusão da têmpora. Após a tomografia, o diagnóstico: sangramento no cérebro. Era imprescindível ir ao CTI. Assim fizemos. 

Por causa de um tombo, uma semana no hospital, radiografias, exames, tratamentos, medicamentos. O sangue era pouco, o organismo absorveu. Passado o susto, alta hospitalar. Mamãe está de volta ao lar. Dois meses e meio depois, mamãe é internada novamente. Não consegue falar. Emergência. Tomografia. Sangramento grande no cérebro. Internação. Tudo por causa daquele maldito tombo. 

Mamãe não consegue falar. Diagnóstico: hematoma subdural, o acúmulo de sangue na caixa craniana, que pressiona o cérebro. “Ela pode entrar em coma e morrer a qualquer momento”, dispara o médico do CTI. A única esperança é a cirurgia. Mas, como minha mãe toma anticoagulantes, é preciso esperar uma semana para operar. Uma semana tensa, pedindo a Deus que o sangramento pare a tempo de operar. O tombo é o culpado. 

No terceiro dia, o susto: além de não conseguir mais falar, minha mãe não consegue mais mexer a mão direita. Está visivelmente abatida. No quarto dia, paralisia do braço direito. Meu irmão voa da Espanha ao Brasil, já esperando o pior. Até que, finalmente, dez dias após a internação, sinal verde para a cirurgia. O crânio é perfurado. O sangue é drenado. Ela volta ao CTI, com um tubo saindo da cabeça, ainda com fluidos escorrendo. Tudo por causa do tombo. 

Caminhamos pela vida com desenvoltura. Somos cristãos confiantes, cremos que resistiremos às tentações. Conhecemos a verdade, caminhamos pela verdade, pregamos a verdade, lutamos pela verdade. Mas… basta um degrauzinho na calçada e pronto: o tombo. Por isso, o alerta bíblico: está de pé? Preste atenção! Cuidado para não cair! Faça o que for preciso para evitar o tombo. 

Confiança inabalável_Banner Apenas

Meu irmão, minha irmã, não há necessidade de eu lhe dizer o que precisa fazer para não levar um tombo na sua santidade. Você sabe. Ainda assim, permita-me lembrá-lo: primeiro, caminhe sempre olhando para o chão, para que não leve um tombo sem perceber, isto é, vigie. Segundo, tenha os olhos fixos não só nos seus pés, mas fique atento à distância, antecipando os obstáculos perigosos do caminho e desviando-se deles antes que cheguem perto, isto é, antecipe-se: enquanto o obstáculo ainda é uma tentação, corra dele, antes de sentir o gosto do asfalto do pecado. Terceiro, esteja sempre atento aos alertas do seu companheiro de jornada, isto é, tenha uma vida de oração e estudo da Palavra, para que haja uma sintonia constante entre você e a voz de Deus. 

Em linguagem bíblica: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26.41). 

Minha mãe se arrebentou. Quase morreu. Mas, hoje, se recuperou. Ainda precisa de fisioterapia, pois todo tombo tem consequências que demandam tempo para passar. Mas ela está de pé. Caminha. Com limitações, mas caminha. Precisa de ajuda para tomar banho. Tem de passar por 90 dias de observação, sempre acompanhada por alguém. Mas ainda não foi desta vez que sua jornada terminou. Há vida à frente. De igual modo, é fundamental que você saiba que, se tomou um tombo, isso não significa um ponto final. Nada disso. Há vida à frente. Há restauração. Há recuperação. Há perdão. Coma, beba e recupere as forças, porque sua jornada será sobremodo longa. Viva o luto, tome os remédios, aceite limitações temporárias, conforme-se com os hematomas, leve o tempo necessário para que suas pernas sejam fortalecidas e seu equilíbrio seja restabelecido . A única coisa que não pode acontecer é você permanecer no chão. 

Perdaototal_Banner Blog Apenas

E, se alguém lhe disse que seu lugar é no chão, não acredite. É uma mentira diabólica. Jesus não deseja ver ninguém prostrado, a ética dele não é a da punição sádica, mas a da restauração bendita. Pense no que você pode aprender com o tombo para sua vida daqui em diante. Reflita sobre como usar essa experiência para o seu crescimento e amadurecimento, de preferência transmitindo as lições aprendidas a outras pessoas. 

Tombos doem. Machucam. Deixam cicatrizes e sequelas. Mas podem ser evitados, se você tomar as precauções necessárias. Porém, se ele acontecer, lembre-se de que você tem um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo, e que, se houver arrependimento, pedido de perdão e a intenção sincera de não mais incorrer no mesmo tropeço, você será restaurado. Totalmente restaurado. 100% restaurado. Pois Deus não deixa sequelas. O chão não é o seu lugar, ele é apenas um mestre que lhe ensinará muitas coisas. Aprenda. Levante-se. Deixe Cristo limpar o sangue provocado pelo tombo com o sangue provocado pela cruz e vá em frente, de cabeça erguida, rumo a uma vida que ainda tem muito a oferecer. 

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >

Clicando nas imagens acima e abaixo você vai para a livraria virtual das lojas Saraiva.

APENAS_Banner três livros Zágari

Anúncios
comentários
  1. Sérgio Salles disse:

    Muito bem colocado Zágari, perfeito!!!
    Que Deus cotinue te usando como instrumento Dele.
    A paz.

  2. Alciane disse:

    poxa, que lição, realmente muitas vezes erramos e ficamos prostrados achando que não vamos conseguir levantar mais, a dor é grande e as vezes o tombo causa efeitos colaterais e deixam sequelas, mas como você disse, o chão não é nosso lugar, Jesus nos restaura, nos purifica, basta nos arrependermos, confessarmos, e ficar novamente de pé, a cura virá, pode demorar mas virá.
    Obrigada por esses ensinamentos, tem me ajudado muito. Que Deus continue te iluminando e te usando de forma grandiosa sua vida.

    • Perfeito, Alciane, é isso aí. Não vejo Cristo como um carrasco, mas como um médico e um restaurador.
      .
      Muito obrigado por suas orações!
      .
      Abraço fraterno,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  3. Luana Alencar Santos disse:

    Que alegria em saber que a Dona Irene está bem. Glórias a Deus. Quem disse que o Senhor não ouve as nossas orações? Errou feio! Deus é Deus de perto, amo interceder para o próximo, Maurício dê a ela um grande abraço por mim, é vamos continuar a nossa jornada até tocar o céu, por quê o chão não é nosso lugar, afinal Ele foi preparar lugar. Aleluia…

  4. solange lvieira disse:

    Olá !

    Verdade , o tombo dói , leva dias, meses até para cicatrizar, solidificar se quebrar uns ossos que for, mas com devido cuidado tudo é restaurado.
    Levei um tombo na igreja tens um mês aproximadamente,me machuquei, fiquei com hematomas e todos acharam engraçado na hora , pois me levantei e disse ” Não se preocupem, Deus já me pôs de Joelhos antes do culto ” , pois cai de joelhos e fui amparada por um irmão senão teria sido bem pior .Lendo seu texto ,refleti e tirei conclusão, cai porque me faltou equilibrio, por causa de um salto alto, mas estava ali um irmão para me amparar e me ajudar a levantar .
    Assim na vida Espiritual, devemos ter equilibrio, prestar atenão no salto alto da arrogancia, do orgulho, da prepotencia, e devemos aceitar o estender das mãos que nos amparam, nos ajudam a seguir e nos levantam para continuar.

  5. MARTA disse:

    Bom dia, a paz meu irmão. Como é bom passar por aqui, e como sempre ler algo que muito acrescenta na vida espiritual. Que o Senhor continue te dando sabedoria, e que sempre possa repartir conosco.
    Marta

  6. Alessandra (Lelê) disse:

    Oi Mauricio,
    Como sempre achei seu texto muito bom!
    Só uma frase “desceu atravessada”…. Quando você disse: “Totalmente restaurado. 100% restaurado. Pois Deus não deixa sequelas.”
    Por razões óbvias, tenho que discordar de vc.
    Deus deixa sequelas sim! E como deixa! É só olhar pra mim! Para a honra e glória de Deus! 🙂

    E vou mais fundo, Deus não deixou sequelas espirituais dentro de mim. Eu sou super bem resolvida com o meu acidente e sei que essa foi a única maneira de aprender tudo o que eu aprendi.

    Mas as sequelas físicas existem e eu não tenho como negar. E vou ter que lidar com ela pro resto da minha vida!

    E eu tb vou entender que vc não tenha pensado nesse tipo de “sequela”.

    Com carinho,
    Lelê

    • Oi, querida,
      .
      por favor, perdoe se de algum modo essa frase causou algum tipo de incômodo. As sequelas a que me referi são as espirituais, provocadas pelo pecado, achei que estivesse claro pelo contexto. Não me referi a sequelas físicas. Dá uma espiadinha no contexto: “Porém, se ele acontecer, lembre-se de que você tem um intercessor junto ao Pai, Jesus Cristo, o justo, e que, se houver arrependimento, pedido de perdão e a intenção sincera de não mais incorrer no mesmo tropeço, você será restaurado. Totalmente restaurado. 100% restaurado. Pois Deus não deixa sequelas”.
      .
      O que eu quis dizer é que, se uma pessoa cai no pecado mas se arrepende, confessa e deixa, Deus o restaura plenamente, sem deixar resquícios de culpa ou mácula (as “sequelas” do contexto) consequentes do pecado. Espero que tenha ficado claro agora, Lelê.
      .
      Abraço apertado, minha amiga, Deus te abençoe,
      mz

  7. Anônimo disse:

    Como faço para inscrever outra pessoa nesse site.

    Abs,

    ________________________________

  8. Cláudio disse:

    Muito pertinente esse texto, pois nele vemos a graça bendita do Senhor sendo
    liberada quando reconhecemos nossa precariedade.

  9. marcos Luiz disse:

    Muito bom. Analogia espetacular e bem precisa. Realmente precisava desta palavra.
    Ultimamente estava bem relapso com minha vida espiritual e tenho percebido o alerta de DEUS através de vários sinais, este artigo foi mais um. Gloria a DEUS.

  10. Aíse Short disse:

    Poxa q Texto maravilhoso! Pude me enxergar e ver como me levantei restaurada e fortalecida por Deus, dos tantos tombos que já tomei!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s