amigo 1Quantos melhores amigos você já teve na vida? Eu já tive alguns. Na primeira escola tinha um; na segunda tinha outro; na faculdade tive uma grande amiga; na época do primeiro emprego um ex-professor da faculdade tornou-se meu companheirão; após a minha conversão, as afinidades me aproximaram de pessoas completamente diferentes… e assim seguiu minha jornada. A cada fase da vida mudamos de círculos de amizades e aquelas pessoas que eram nossas confidentes, companheiras inseparáveis, confessoras íntimas, até mesmo heróis e modelos… simplesmente seguem outros rumos, se distanciam, perdem a conexão. Muitas nunca mais vemos. Outras encontramos esporadicamente. E há ainda aquelas que até mesmo vemos eventualmente, mas parece que a antiga química sumiu. Como lidar com amizades que revelam não ser tão sólidas e eternas como você imaginava?
.
Confesso que por muitos anos isso me incomodou. Eu sempre fui muito apegado a quem amo e me afrontava bastante a ideia de que fulano não sentia mais o mesmo desejo de estar em minha companhia. O tempo passou, eu cresci, amadureci e descobri que essa dinâmica é absolutamente natural e faz parte da vida de todo ser humano. Não foi fácil, mas, enfim, a ficha caiu. A razão de nossos amigos mudarem e se afastarem é simples: todo mundo muda. Faz parte da natureza humana. Faz parte da vida. E, quando digo que todo mundo muda, me refiro a mudanças em diferentes aspectos: interesses, valores, projetos de vida, visão de mundo, espiritualidade e por aí vai. Por isso, enquanto você compartilha similaridades com certa pessoa, isso vai aproximá-los; no dia em que esses pontos de atração deixarem de existir, será um milagre sustentar uma amizade próxima. E, aí, quem andava mais próximo de você vai partir para outras pastagens.
.
amigo 2Na minha adolescência, por exemplo, eu era um roqueiro que gostava de vida noturna e livros. Naturalmente, meus amigos tinham esse perfil: ou eram leitores compulsivos que gostavam de debater literatura ou gente que apreciava ir a shows de rock. Quando comecei a trabalhar, como um repórter de assuntos internacionais do Jornal do Brasil, passei a conviver com jornalistas mais maduros, que falavam sobre temas mais sérios e densos. Meu foco foi mudando, meus assuntos preferidos tornaram-se outros. Em pouco tempo, os roqueiros já não me convidavam mais para sair.
.
Veio minha conversão, e meus antigos melhores amigos passaram a me ver como um religioso fanático e louco – e se afastaram. Naturalmente, ganhei novos amigos, pessoas comprometidas com o evangelho que eu agora abraçava. E, com minha caminhada na fé, percebi que o fenômeno continuava, pois até mesmo dentro da igreja seus relacionamentos mudam, dependendo de como enxerga as coisas: se você se dedica mais à oração vai se aproximar de gente de joelhos calejados; se torna-se um crente agressivo, vai passar a andar com os adeptos da jihad cristã; se é reformado vai se aproximar de reformados; se segue a Missão Integral vai buscar quem compartilha da sua visão… e por aí vai.
.
Acredito que o grande segredo é compreender que isso é natural e não se decepcionar porque seus melhores amigos partiram. Daí em diante, devemos viver em paz com todos, sendo os melhores amigos que pudermos, mesmo daqueles que não nos desejam mais como amigos. Esse é o principio até mesmo do amor pelos inimigos: dar o melhor de nós por quem não dá muito por nós.
.
Talvez este não pareça ser um assunto muito espiritual. Mas é. Amizades são importantes. Aliás, são fundamentais. Eclesiastes 4.9 mostra que Melhor é serem dois do que um”. Jesus cercava-se de amigos. Ele gostava de estar perto dos doze, de Maria, Marta e Lázaro. Amizades nos fortalecem e nos edificam. Bons amigos ajudam a nos exortar, ouvem nossos desabafos, oram por nós, passam as madrugadas ao nosso lado se for preciso. Amigos verdadeiros fazem falta.
.
Quer testar uma amizade? Deixe vir o vendaval ou, principalmente, torne-se alguém que não pode mais oferecer benefícios para essa pessoa. Se o amor e a presença dela por você permanecerem, mesmo quando não houver mais nada que você possa lhe proporcionar, mais nenhuma vantagem, nenhum benefício… então esse é um amigo real, autêntico, legítimo. “O pobre é odiado até do vizinho, mas o rico tem muitos amigos” (Pv 14.20). Busque as melhores amizades. As que passam, deixe ir, é normal que isso aconteça. Mudam os interesses, ou, às vezes, o que havia era só interesse.
amigo 3Acima de tudo, mais do que se preocupar com os que são amigos verdadeiros ou não, procure ser um amigo real para os seus amigos. O que tem valor de fato no reino de Deus é você ser o melhor amigo que puder, a despeito de como os outros são com você. Siga o exemplo do bom samaritano: ele, sim, foi amigo do homem à beira da estrada, a quem devotou-se sem ter nada a ganhar com isso. Faça tudo por seus amigos. Sirva-os, entregue-se e não espere nada em troca. Provavelmente, você não terá muita coisa em troca mesmo. Uns vão passar, outros mostrarão não ser tão amigos assim, outros te decepcionarão. Mas tudo bem, não importa: lembre-se de que, na cruz, apenas um dos amigos de Cristo permaneceu ao seu lado. Os demais? Bem… Jesus deixou o exemplo do que fazer por eles: “Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos” (Jo 15.13).
.
Entregue sua vida pelo próximo: o verdadeiro amigo, o não tão verdadeiro assim, o que vai e o que fica. Isso é o amor maior. É o amor incondicional. É dar sem receber. Ao pôr em prática essa forma tão dura é difícil de amar, você simplesmente estará amando como Deus nos amou.
.
Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >
 .
O fim do sofrimento_Banner APENAS
Perdaototal_Banner Blog Apenas
Clicando no banner você vai à loja virtual da editora Mundo Cristão
Anúncios
comentários
  1. Seliana Perrotta disse:

    Bom dia, Maurício!
    Graça e paz.

    Gostei muito de sua reflexão e vou postar no meu face. E o mais interessante que antes de abrir o meu e-mail de hoje, Deus me deu João 15.13 para compartilhar com meus amigos do face.
    Que Deus continue usando sua vida para abençoar nossas vidas.
    Um grande abraço,
    Seli

    • Oi, Seli, tudo bem?!
      .
      Fico feliz que o Espírito que sopra aqui, sopra aí também. 🙂
      Obrigado pelo carinho e a oração, sempre muito valiosos.
      Beijo fraterno pra ti e Lelê, no amor do nosso Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  2. Maravilhoso!

    Eu também fui assim, sentia demais quando um amigo se ia. Hoje até dá apara entender, especialmente diante do reforço deste texto, mas tenho muitas saudades deles. E quando vejo os seus rostos nas fotografias do passado então… Dá uma vontade enorme de tê-los de volta, mas tê-los daquele jeitinho das fotos, não com as fotos atuais… É um erro pensar assim, não é? Mas como você mesmo disse, são as afinidades que nos separam, os gostos, os interesses, os costumes, os objetivos… a direção. Que nosso Pai nos ajude a amá-los sempre, do jeitinho que eles estão.

    Mas há uma esperança pra gente, teremos a eternidade inteirinha para vivermos numa mesma direção, em um mesmo sentido. Aí seremos todos ligados, unidos e inseparáveis, “um por todos e todos por um”. 🙂

    Da amiga e irmã virtual que um dia será real e eterna,
    Francilúsia

    • Oi, Francilúsia, tudo joia?
      .
      Sim, mana, viver no passado só vai nos trazer dores. Temos de buscar viver as amizades como elas se apresentam hoje. A eternidade é a maior esperança da unidade, sem dúvida, e é aonde nosso olhar deve nos direcionar.
      .
      Abraço fraterno, no amor maior,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  3. Cris disse:

    Oi, Maurício! Apesar do período curto que tivemos de convivência (nem deu pra gente se tornar “bff” rs), você pra mim é aquele tipo de amigo que, não importa quanto tempo passe ou quanta distância nos separe, sempre desperta aquela saudade, até “do que eu ainda não vi”. Você é alguém que eu admiro, em que confio e a quem eu respeito muito. De alguma maneira sei que posso contar com você se precisar (embora não tenha certeza se o sentimento é recíproco). Tenho alguns outros amigos nessa categoria, e isso faz de mim uma pessoa rica, mesmo que me sinta isolada às vezes. Sou grata a Deus por ter inventado e promovido a amizade. E, claro, sou grata a Deus pela inspiração que ele te dá pra escrever textos tão edificantes! Abraço!

    • Oi, Cris,
      .
      muito obrigado pelo carinho e a gentileza de suas palavras, querida. Conte com minha amizade, no que precisar estamos aqui. Você disse algo muito correto: amigos reais e desinteressados são uma das maiores riquezas que podemos ter; rico é o homem que os têm, não em abundância, mas em sinceridade. Obrigado pela amizade.
      .
      Abraço carinhoso, no amor de Cristo,
      mz

  4. Gabriela disse:

    Puxa me identifiquei muitooooo com o que escreveu. Sempre sofri com o afastamento do amigos. Me sentia meio “injustiçada” por ter me doado tanto ás minhas amizades e depois ter que ver que já não as tinha como antes. Isso me fez agir de forma que já não invisto em novos amigos, por saber que vou perdê-los e me entristecer com isso. O texto me fez refletir muito.

    • Oi, Gabriela,
      .
      que alegria saber que o texto alcançou teu coração. Espero que ele contribua para reflexões que te deixem mais leves quanto a essa questão.
      .
      Abraço fraterno, Deus a abençoe muito,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  5. Vivian disse:

    Oi Mauricio!

    Lindo texto. Acho que todos passamos por essas mudanças durante a vida e acaba sendo inevitável se distanciar de algumas pessoas, não que deixemos de gostar. O triste também é quando percebemos que algunss amigos não ficam tão felizez com a nossa alegria, tenho mágoas até hoje por isso, oro à Deus pra que Ele limpe meu coração. Obrigada pelo texto abençoador, que nosso Pai continue a te usar. A paz.

    • Olá, Vivian,
      .
      que bom que você tem essa percepção madura e que identifica que a mágoa precisa ser retirada do seu coração, mana. Deus limpa, mas isso vem mediante o entendimento de realidades bíblicas. Recomendo que leia meu livro “Perdão Total”, se achar que deve, pode te ser muito útil. Perdoar é urgente e você não pode se acomodar a isso.
      .
      Não tem o que agradecer, mana, abençoar é uma bênção!
      .
      Deus a abençoe muito,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  6. Tremendo esse texto! Transmitindo em palavras tudo que tenho refletido e vivido!

  7. Valderi disse:

    Olá Maurício, lendo e me atentando à sua postura nesse blog, percebi que você é o cara certo para responder algo que, ultimamente, está me perturbando.
    .
    Não é nada em relação ao que você é, ou seja, um escritor, que exerce com maestria.
    .
    A minha dúvida é em relação a alguns pregadores, ou pessoas simplesmente cristãs, que publicam um livro contando suas experiências, ensinamentos, e exposição de algum assunto teológico.
    .
    Não sei por que, mas ultimamento está me batendo um “pensamento” de que, quem viveu algo que foi dado pela Graça, não poderia ganhar dinheiro com isso.
    .
    Às vezes, tenho um grande estima acerca de uma pessoa que vive a Fé em Cristo, mas infelizmente, quando vejo que ela escreveu um livro relatando aquilo que ela passou ou viu, me parece que “perdeu a credibilidade”.
    .
    Não estou falando de pessoas más que ganham dinheiro contando mentiras e absurdos.
    Estou falando de pessoas que são boas.
    .
    Estou em grande angústia com isso.
    .
    Posso até parecer um julgador em pensar que todos são mercenários, mas não é isso que eu queria, talvez seja o fato de que muitos entraram em nosso meio para nos delapidar.
    .
    Obrigado, se quiser, pode enviar a resposta ao meu e-mail: valderifs@ig.com.br

    • Valderi,
      .
      a resposta está no coração do homem. A pergunta é: o que motiva alguém a fazer algo? Se a pessoa escreve um livro com o objetivo de ganhar dinheiro, pode ser que sejam motivos errados. Mas se alguém escreve um livro para abençoar vidas, não há mal algum. Pelo contrário: ai de mim e do cristianismo se não fossem os livros que tanto nos abençoam, edificam, transformam, orientam, consolam, ajudam. Só que fazer um livro custa dinheiro: gráfica, distribuição, divulgação etc. E quem se dedica a viabilizar sua existência precisa de dinheiro para se alimentar: editores, revisores, gráficos, transportadores, livreiros… Não é algo que seja barato. Sem vender não há como viabilizar isso. Remova a venda e a literatura cristã acaba.
      .
      Tenha paz no coração e deixe Deus julgar cada um. Não perca seu tempo tentando descobrir o que motiva cada um, é perda de tempo, Valderi. Só o ESto consegue isso. Se conseguirmos melhorar a nós mesmos já será um grande feito.
      .
      Abraço, mano, Deus o abençoe,
      mz

      • Valderi disse:

        É verdade, aí de nós se não houvesse as editoras, livros e escritores. Nem a Bíblia teríamos. Um grande abraço e que Deus te abençoe.

  8. Noeme de Jesus Almeida Santana disse:

    Olá Maurício!
    Recebi seu texto o q me deixou muito feliz…
    Sou alguém q gosta de fazer amigos, mas percebo q às vezes só eu me dou pela amizade,
    Sou leal e compreensiva, mas às vezes não há muito retorno, sei lá parece q as pessoas
    vivem muito ocupadas, embora saiba q quando se quer se arruma tempo…. Seu texto me fez
    pensar em algumas coisas… que a amizade é uma via de mão dupla por exemplo. Peço a Deus que me conceda discernimento para saber se o erro não está em mim!!
    Deus continue a te abençoar ricamente meu irmão!!

    • Oi, Noeme,
      .
      que bom que o texto te levou a essa reflexão. Que Deus ilumine teu discernimento para encontrar as respostas que procura.
      .
      Obrigado pela valiosa oração. Abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  9. Angélica disse:

    Excelente texto como todos que tu escreve!

    Sou leitora do apenas desde que me converti, há 4 anos. Sofri, e sofro muito com o afastamento de alguns amigos que simplesmente desaparecem. Dói muito e as vezes não entendo, mas é a vida. Este texto veio exatamente na hora em que eu precisava.Obrigada!
    Que Deus continue te dando sabedoria e fome pela palavra!

    Fica na paz!

    • Oi, Angélica, tudo joia?
      .
      Obrigado pela sua companhia ao longo desses anos, fico feliz. Louvo a Deus por ter falado ao teu coração por meio do texto, ele cuida de nós. Quanto às amizades, é o que é, infelizmente é como funciona a engrenagem da vida.
      .
      Muito obrigado pela oração, tão importante.
      .
      Abraço carinhoso, no amor de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  10. Daisy disse:

    Olá Mauricio,
    Este texto trouxe um alivio em meu coração,tenho ou tinha uma amizade,que por motivos,de trabalho,hoje estamos afastadas,confesso que a procurei algumas vezes,pois sempre a tive como uma grande amiga;mas sempre me tratou friamente!
    Agora,lendo este texto entendo,que ela foi viver,coisas novas,novos rumos…
    Vida que segue,Deus sabe a consideração que tenho,ou tinha,já nem sei mais…

    • Daisy, olá,
      .
      que contentamento saber que o texto levou a paz de Cristo ao teu coração. Lamento pela sua amiga, mas isso é assim mesmo. Siga em frente e Deus te dará novos e bons amigos. Amizades se renovam, como tudo na vida.
      .
      Abraço fraterno, no amor maior,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  11. Andréia Franco disse:

    Oi, Mauricio,

    Ótimo texto, fui tremendamente abençoada. Continue sendo canal de bênção para outros!

  12. Luiz Fernando disse:

    Sempre me perguntei o por quê muitas pessoas, que antes tinham o prazer de estar comigo, me abandonavam. Achava que eu até mesmo perdia a graça, e até pensei, após a minha conversão, que seria um prova da parte de Deus. Bom, talvez seja prova também, não sei. Mas seu texto me esclarece muitas coisas. Concordo com tudo o que escreveu. Me trouxe alívio, de verdade.

    Continuo louvando a Deus por tua vida.

    Grande abraço.

  13. Ana Paula disse:

    Olá Maurício, que lindo seu texto. É triste perder a amizade com amigos que gostávamos muito mas tem pessoas que se conhecem desde a infância e que são amigas até hoje. Você citou no texto sobre missão integral, o que seria isso?

    Grande abraço irmão!!

  14. João disse:

    Boa noite Mauricio!

    Eu tenho por hábito ler seus textos e pensamentos sobre tantos aspectos da fé cristã que me chegam por e-mail, são gotas preciosas nesse mar de ruídos que costuma ser a internet. E por falar em internet, hoje me deparei com uma notícia e não pude deixar de me surpreender em como nós, seres humanos, sendo cristãos ou não, somos tão violentos e intolerantes, chega a ser algo tendencioso e esperado na maioria de nós. Enfim, a notícia era sobre um universitário no Acre que ateou fogo na Bíblia em um evento promovido para o encontro de ateus, já li notícias parecidas, mas essa de certa forma mexeu comigo, vi que na reportagem alguns “cristãos” comentavam na página do facebook do tal rapaz, com ódio, raiva, ameaçando, uma violência que mesmo diante de tal fato não se justifica, pelo menos não pra mim. Resolvi te escrever não para indagar algo ou simplesmente repassar isso, mas me sinto sem esperança quanto a algumas coisas no mundo que vivemos, de um lado intolerantes religiosos, pessoas que perdem o bom senso, e o simples ato de respeitar o que quer que seja parece não ser uma possibilidade, de outro cristãos que parecem feras raivosas, prontas para atacar e não demonstram em nada o Amor ao próximo. Maurício, veja bem, não somos desse mundo, notícias como essa e atos como esse se perpetuarão até a volta de Cristo, sei dessa realidade, pq é a nossa realidade pecaminosa e caída, mas não deixo de me entristecer com tais atitudes, sei que parece algo pequeno diante de tantas mazelas que acontecem ao redor do mundo e que há coisas mais importantes para nos preocuparmos, mas mesmo nessas pequenas coisas vejo o quanto precisamos de Cristo e do amor que só vem Dele.

    Abraço! E obrigado por ser sal e luz desse mundo, pessoas como vc me fazem querer prosseguir.

    • Olá, João, tudo bem?
      .
      Obrigado pelas palavras carinhosas, mano.
      Vi esse vídeo e essa atitude não me surpreende em nada. Se puseram o Cordeiro numa cruz, que não fariam com sua Palavra? Eles são filhos da ira e estão mortos em suas transgressões, é de se esperar que façam algo assim. Minha tristeza maior é a agressividade dos cristãos. Essa é incompreensível.
      .
      Grande abraço, mano, Jesus te sorria hoje e sempre,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  15. […] Amizades verdadeiras e falsos amigos. […]

  16. Henrique.M.Santos disse:

    essa musica do paulo cesar baruc diz tudo mauricio sem duvidas os amigos sao nossa riqueza! https://youtu.be/yA3Ay21FvVs

  17. Olá Maurício, tudo bem?
    Acabei de ler esse seu post e confesso que fiquei muito feliz ao lê-lo. Isso porque eu me sinto exatamente como você se sentia, quando disse isso no início do post. Eu me decepciono muito com os meus amigos. Justamente porque me dedico a todos eles, da faculdade, do trabalho, da adolescência, da igreja, etc., e não vejo esse mesmo retorno. Eu os chamo para me visitar, e eles vem esporadicamente, quando vem. Eu tento marcar encontros e quase nunca dá certo, e quando dá, é na correria. Eu vivo perguntando a Deus por quê… Por que tenho tido cada vez menos amigos? Por que eles não querem mais a minha presença com eles? O que eu tenho feito de errado para que isso aconteça? E eu nunca soube responder… Mas lendo seu post ficou claro… as pessoas mudam! Eu tbm mudei! Talvez eu já até sabia disso, mas não queria abrir os olhos, porque é triste dizer que aquele amigo que andava todos os dias comigo, que era meu confidente, simplesmente não me vê mais. É triste demais, mas é natural. Agora eu percebo que minha oração deve ser diferente. Que o Senhor me ajude a entender o curso natural da vida, e que eu possa continuar dando de mim, mesmo sem retorno.
    Maurício, que Deus continue abençoando sua vida e nos trazendo essas reflexões que são tão importantes para o nosso crescimento como pessoas e principalmente na vida espiritual!
    Grande abraço, fique com Deus!!!

  18. alexandre disse:

    Bom dia Mauricio.

    Bela reflexão, dei uma viajada na minha vida desde a infância até chegar aqui, e já se passaram mais de 40 anos, e sem duvidas você tem razão.
    Parabéns meu amigo, Deus continue te usando.
    Graça e paz.

    Alexandre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s