Deus está no controle 1­Deus está realmente no controle das coisas? Ele já tem tudo previsto ou existe margem para mudanças nos planos divinos? Se o Senhor está no controle, até onde vai sua esfera de intervenção nas coisas do mundo? Livre-arbítrio é uma heresia arminiana? Ou determinismo é uma heresia calvinista? É fato que o Todo-poderoso não está por trás das catástrofes, como alega o teísmo aberto? Como se explica a história de Ezequias, o rei israelita que ganhou 15 anos a mais de vida após orar a Deus? Se o Senhor já sabia que a humanidade pecaria, por que a criou? Se Jesus veio à terra para morrer por nossos pecados, por que pediu ao Pai que afastasse dele o cálice do sofrimento? Se Jesus é descendente de Davi por meio de Bate-Seba, a mulher com quem o rei adulterou, Deus queria que esse adultério ocorresse? Questões como essas dão nó nos neurônios de muita gente, para quem a grande equação por meio da qual Deus conduz o universo é um enigma incompreensível e insolúvel. Esta semana vivi uma experiência que me fez pensar muito sobre como o Senhor age em nossa vida.

Perdão Total_Capa 3D em altaDesde que foi lançado meu mais recente livro, Perdão Total — Um livro para quem não se perdoa e para quem não consegue perdoar, tenho sido convidado para pregar ou palestrar sobre o assunto em diferentes cidades do país. Domingo passado, estava agendado para que eu pregasse na Igreja Batista Jardim Icaraí, em Niterói (RJ). Como eu não dirijo, um casal querido, Ana e Renato, se dispôs a sair de Niterói e me pegar em casa, em Botafogo, bairro do Rio de Janeiro. Ficou combinado que eles me pegariam às 18h, pois o culto começava às 19h30. Iríamos eu, minha esposa e minha filha de 4 anos. Só que o imprevisto ocorreu, com toda força.

No meio da tarde, um temporal desabou sobre a cidade. Foi um daqueles aguaceiros que dão reportagem em jornais, com ruas alagadas, trânsito parado e caos. Resultado: depois de muito penar para chegar até meu prédio, fugindo de bolsões de água e trechos intransitáveis, Ana e Renato conseguiram estacionar, ilesos, no posto de gasolina em frente ao meu edifício. Só que já eram 19h e a chuva não dava sinal de trégua. Assim que chegaram, Ana me telefonou e tentei ir até eles, mas minha rua tinha virado um rio e era impossível dar um passo fora da portaria. Conversamos, então, por telefone e, depois de eles terem consultado o seu pastor, todos vimos que não conseguiríamos chegar à igreja a tempo do culto. Resultado: de comum acordo, decidimos adiar minha ida para outro dia. Depois de um tempo, as águas começaram a baixar e consegui fazer um malabarismo para ir até eles. Conversamos pessoalmente e a decisão foi reafirmada.

Confesso que subi de volta para meu apartamento decepcionado e questionando Deus. Já no elevador, eu comentava com o Senhor que não entendia aquilo. Será que ele não queria que eu compartilhasse a mensagem do perdão com os membros daquela igreja? Claro que tenho o entendimento de que o temporal não caiu só por minha causa, mas, como eu também sou uma letra na equação divina, entendo que minha vida também é incluída nas decisões de Deus. Assim como a sua. Assim como a de qualquer pessoa. Fato é que fiquei triste por não poder ir até Niterói pregar sobre um assunto que considero extremamente urgente.

E foi então que a história deu uma guinada.

Deus está no controle 2Cerca de vinte minutos depois de ter chegado em casa, minha filha, que passou o dia inteiro bem disposta, estava arrumada e animada para sair e ficou bem triste por não termos ido à igreja, começou a reclamar de dor de cabeça. Em minutos, a dor ficou extremamente forte e ela passou a sentir um mal-estar generalizado. De repente, o susto: a pequena se revirou na cama e vomitou em profusão. Enquanto eu limpava a sujeira, sua mãe a levou ao banheiro para lavá-la. Lá, mais vômitos. Achei que a crise tinha acabado. Dei-lhe um pouco de água para beber e deitamos no sofá da sala para assistir a uma apresentação de balé. Em poucos minutos, a pequena começou a acusar nova dor de cabeça e mal-estar. Virou-se para o lado e vomitou pela terceira vez, agora no chão da sala.

Foi quando percebi que a coisa ia além de um simples enjoo e tomei a decisão de levá-la para o hospital. Como alguém que já passou três dias internado em um CTI por infecção intestinal grave, levo muito a sério esse tipo de sintomas. Assim, nos vestimos rápido, descemos, vimos que a água já tinha baixado o suficiente para sairmos, pegamos um táxi e disparamos para a emergência pediátrica. Chegamos ao hospital e logo fomos atendidos. Assim que entrou na sala do médico, minha filha vomitou novamente, com espasmos bastante fortes. Seu estômago estava vazio e quase não saía mais nada. Depois dos exames preliminares, entramos na sala de atendimento de emergência, onde, enquanto aguardava para tomar uma injeção, a pequena vomitou pela quinta vez. A dor de cabeça era grande. O mal-estar e a moleza, generalizados. O médico decidiu fazer uma tomografia computadorizada da cabeça.

Vou resumir as três horas e meia seguintes, passadas entre exames e tratamentos, em um parágrafo: graças ao atendimento rápido, minha filha pôde ser liberada naquela mesma madrugada do hospital. Os médicos não conseguiram determinar o que ela teve, mas as suspeitas vão de intoxicação alimentar a viroses. A medicação rápida contribuiu muito para seu quadro não piorar. Ela ficou dois dias em casa, de repouso, ainda com dores, febre e enjoos, mas, com o tempo, o problema passou.

Deus está no controle 3Fiquei pensando. Se tivéssemos ido a Niterói, minha filha passaria mal longe de casa, talvez presa em algum engarrafamento, talvez momentos antes de eu subir ao púlpito para pregar. Imagine como teria sido. Tudo é um grande “talvez”, mas uma coisa é certa: o fato de estarmos em casa quando ela passou mal foi decisivo para que fosse rapidamente socorrida e, seja lá o que a tenha acometido, o mal ter sido debelado com o mínimo de dor e desconforto. Quem sabe, até, uma demora no socorro poderia ter agravado o quadro e gerado problemas mais severos.

E aí fica a pergunta: será que Deus me impediu de ir a Niterói para que eu pudesse socorrer minha filha? Teria ele sacrificado a pregação naquele dia específico em prol do que ele sabia que aconteceria com minha pequena? A resposta é que não sei, é muito complexo pensar sobre isso e eu não sou onisciente. Não tenho como afirmar nada. Mas, quando olho para a Bíblia, vejo que “O Senhor faz tudo com um propósito” (Pv 16.4). Mais ainda, percebo que “Sabemos que Deus age em todas as coisas para o bem daqueles que o amam, dos que foram chamados de acordo com o seu propósito” (Rm 8.28). Então, ao ler verdades como essas, solidifico em meu coração uma realidade: nada do que aconteceu foi à toa.

O acaso não existe. Sorte é um conceito antibíblico. O que prevalece é a soberania de Deus. E, nessa soberania, o Senhor fez com que, em meio a milhões de cariocas e niteroienses afetados pelo temporal de domingo, eu não fosse pregar conforme tinha sido planejado e, assim, estivesse em casa para socorrer com agilidade minha filha. Se você me perguntar se foi coincidência, vou sorrir, com toda a certeza do mundo de que Deus teve um propósito no que ocorreu e que ele agiu para o nosso bem.

Meu irmão, minha irmã, preste mais atenção às coisas que acontecem em sua vida. Não digo só as grandes; as pequenas e insignificantes também. Pois, se tudo Deus faz com um propósito e em todas as coisas ele age pelo bem dos que ama, lembre-se que tudo significa tudo. E todas as coisas significa todas as coisas. Não uma parte, não uma parcela, não umas e não outras. Tudo. Todas as coisas. Esse é o Deus da Bíblia.

Deus está no controle 4Com essa percepção, você vai passar a perceber a ação de Deus no engarrafamento, no chuveiro que pinga, no calor abrasador, no mendigo que lhe pediu dinheiro, no atraso do dentista, na gata que fugiu de casa, na topada do pé. Há gente que brinca com quem atribui tudo ao Diabo, criticando quem diz que “queimou o arroz, é culpa do Diabo”. Eu discordo. A “culpa” é de Deus. Pois ele tinha em mente aquele arroz queimado. Para quê? Sei lá! Mas ele sabe. A vida é uma grande engrenagem, que tem como finalidade nos conduzir à vida eterna, em Cristo. Como tudo isso funciona eu não faço ideia, os pensamentos do Senhor são muito mais elevados do que os meus para que eu consiga compreender. Mas de uma coisa eu sei: eu não preciso saber todos os mistérios do Senhor nem conseguir explicá-los, pois basta compreender que Deus sabe tudo. Peço apenas que ele me tome pela mão e conduza meus passos. Em outras palavras, “seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu” (Mt 6.10).

Digam o que quiserem, Deus está no controle. Uns chamam de sorte, eu chamo de Deus. Uns chamam de acaso, eu chamo de Deus. Uns chamam de livre-arbítrio, eu chamo de Deus. Uns chamam de determinismo, eu chamo de Deus. Chamem do que desejarem, elaborem as teorias teológicas que quiserem, a resposta será sempre uma só: Deus. E, com isso em mente, devemos fazer a nossa parte e, em seguida, agir como recomendou o salmista: “Entregue o seu caminho ao SENHOR; confie nele, e ele agirá” (Sl 37.5).

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício Zágari < facebook.com/mauriciozagariescritor >

Perdaototal_Banner Blog Apenas

Anúncios
comentários
  1. Mery disse:

    Amém! Belo texto !
    Mery

  2. Roberta Silveira disse:

    Oh, Zágari, que bom que fostes usado para falar comigo nesta manhã. Hoje faz exatos sete dias que perdi meu sobrinho de 21 anos que fora criado por minha mãe com todo o carinho e cuidado. Nada lhe faltou, mas nos últimos meses começou a drogar-se e resolveu “trabalhar” como traficante. Largou o emprego em uma grande rede de supermercados e todos os dias ia para a favela. Na última quinta, policiais entraram no local, todos supostos amigos fugiram ele não teve tempo. Um ótiro acabou com uma vida. Desculpe-me o desabafo, mas sua mensagem hoje serviu para confirmar o que o nosso Senhor tem me dito desde o ocorrido: Bem sei que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. Jó 42:2
    Não entendemos a forma como Deus age e para quais propósito em determinados momentos, mas é certo que Ele tem tudo sob controle. Glórias a Ele!

    • Oi, Roberta,
      .
      lamento muitíssimo pela sua perda e peço a Deus que traga consolo e paz para todos os que amavam o seu sobrinho. Imagino a dor que seja tamanha tragédia.
      .
      Se há algo de bom nisso é minha gratidão a Deus por poder ser usado para consolar o seu coração. Receba meu abraço e o de Cristo, que, certamente, tem seus olhos sobre o seu sofrimento.
      .
      Abraço fraterno, no amor de Deus,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  3. solange vieira disse:

    Mauricio!
    Não entendo mesmo determinadas situações, ainda mais as que se prolongam e se perpetuam como Deus não estivesse me olhando, lendo seu texto e medidanto hj, Deus confirma e diz:
    Aquietai-vos e sabei que eu sou DEUS, e se ele é DEUS ele sabe de tudo.
    Seu texto me mostra que talvez hoje eu não saiba porque ?,pra que ? mas Deus está no controle.
    A paz.

  4. Republicou isso em Quem procura acha!e comentado:
    Leu a minha mente

  5. Tremaine disse:

    Rapaz eu preciso compartilhar isso , já que vc tocou no assunto com esse ótimo texto.
    Acho que foi ontem mesmo que eu estava pensando que se eu pudesse comeria coxinha todos os dias até enjoar, e é claro , se não fosse me fazer tão mal , já que tem mta massa e fritura. O ponto é que eu pensei nisso, e hoje a minha mãe fez uma forma cheia de coxinhas . Mas o que tem de tão especial nisso? Eu não lembro de minha mãe ter feito isso, nem uma vez durante a minha vida toda. Ela ja fez varias outras coisas , mas não coxinha.
    É claro que eu não orei a Deus pedindo isso , mas sinceramente , é muiiita “coincidência”.

    • Hahaha, muito bom, Tremaine. Gênesis 1 diz que Deus criou o universo, mas também as pequenas sementes. Ele se preocupa com as coisas grandes e as que para nós parecem ínfimas.
      .
      Abraço, bom apetite e que Deus te abençoe,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  6. Daniel disse:

    Muito bom o texto Maurício , agora só falta responder as perguntas feitas no inicio . rs

  7. Zágari, fico muito feliz em saber que sua filha está bem, graças a Deus por isso! Mano, hoje à tarde eu estava conversando com alguns amigos sobre isso e eu nem havia lido o seu texto ainda, agora que vi, tive que mostrar para todos eles também. rsrsrsrs Sinceramente, eu também não acredito em sorte, muito menos em azar, acredito em propósitos! Tudo que é feito, é feito com a permissão de Deus (seja bom ou ruim). Como dissera Calvino, “até o diabo é o diabo de Deus” rsrsrsrs. Agora, eu realmente nunca pensei assim como você (até o arroz queimado é conforme algum propósito de Deus. Por quê? Como você respondeu bem: Sei lá, mas Ele sabe!). Glória a Deus, irmão!!!

    Ah, eu acho que isto está dentro do assunto, mas quero sugestionar que escreva sobre “vontade permissiva” e “vontade soberana”. Existe mesmo “vontade permissiva”?

    Abração, mano!

    • Olá, Lucas,
      .
      muito obrigado pelo carinho, mano. Fico feliz que você compartilhe dessa percepção.
      Obrigado pela sugestão, vamos pensar sobre isso, ok?
      .
      Abraço, Deus o abençoe muito,
      mz

  8. Bruno Saraiva disse:

    Não basta curitr, tem que compartilhar rsrsrs
    Belo texto, sempre saio edificado desta página.
    Maurício, existe alguma agenda sua para quem sabe um dia eu ouvir essa palestra do seu novo livro?
    Grande abraço!!!

    • Olá, Bruno,
      .
      obrigado pelo carinho, fico feliz que o texto o edificou. Graças a Deus por isso.
      .
      Mano, tenho pregado e palestrado quase toda semana sobre o perdão. Se você acompanhar minha página no facebook, sempre divulgo por lá onde estarei. Caso alguma seja perto de onde você mora será um prazer contar com sua presença. O link é facebook.com/mauriciozagariescritor.
      .
      Grande abraço, mano, Deus te abençoe,
      mz

  9. Fabio Cardoso disse:

    Olá Maurício,

    Posso estar errado, mas creio na vontade plena de Deus e creio também na vontade permissiva de Deus.
    Só existe a alegria de ouvirmos “sim”, porque existe a possibilidade de ouvirmos “não”.
    Quando um rapaz está apaixonado e resolve abrir seu coração a amada, aqueles minutos são angustiantes, pois você não sabe se será correspondido com “sim”, ou rejeitado com um “não”

    Deus em sua vontade soberana ouve muitos “nãos”, pois foi e continua sendo soberanamente permissivo.

    “Diz o Soberano, o Senhor, o Santo de Israel: No arrependimento e no descanso está a salvação de vocês, na quietude e na confiança está o seu vigor, mas vocês não quiseram.” Isaías 30:15

    Sei que há centenas de versos na Bíblia para defender outra linha, mas o importante mesmo é vivermos o amor, a paz e o perdão de Jesus.

    Obrigado,Maurício,

    Abraço !

    • Olá, Fabio,
      .
      a Bíblia afirma que Deus tem um propósito para tudo; assim, enxergo naquilo que se costuma chamar de “vontade permissiva” apenas “vontade”. A vontade divina é soberana e ela só se torna “permissiva” quando faz parte de seus planos para o cumprimento de seu propósito. Por isso, a meu ver existe o que Deus faz porque vai de acordo com sua vontade (o “sim”) e o que ele não faz porque a contraria (o “não”).
      .
      Abraço, mano, Deus o abençoe,
      mz

  10. Luiz Fernando disse:

    Edificante, mano!

    A paz

  11. Jacy disse:

    Olá, Maurício! A paz!
    Me alegro com você pela saúde de sua filha restaurada! Deus é bom!
    Tenho me esforçado para não esquecer essa verdade: Deus é soberano! Nada foge de Seu controle!
    Em todos os dias, em todas as situações, que o Senhor nos lembre que Sua vontade é boa, perfeita e agradável!

    Um grande abraço, de sua mana. 🙂

    • Oi, Jacy, tudo bem?
      .
      Obrigado pelo carinho, ficamos mais aliviados pela melhora dela. E essa verdade divina é o que nos sustenta.
      .
      Abraço fraterno, na paz,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  12. Ediná disse:

    Olá Mauricio como vai, tudo bem?
    Creio que Deus gosta de cuidar de nós nos mínimos detalhes sempre dentro de Sua vontade, pois afinal Ele é Pai. Amém?
    Deixa eu te perguntar uma coisa: Hoje na vigília de oração em minha igreja, meu pastor me viu orando com as mãos na parede, me chamou, orou por mim e disse que eu tenho o dom de visão. “dom de visão” é bíblico?

    Deus abençoe você e sua linda família!

    • Oi, Ediná, tudo bem?
      .
      Querida, com todo respeito pelo seu pastor, não existe “dom de visão” na Bíblia. Talvez ele tenha encontrado palavras equivocadas para expressar algo que sentiu no coração dele, mas, não, esse suposto dom não existe. Deus pode dar visões sobrenaturais às pessoas, mas isso não é um dom stricto senso.
      .
      Abraço carinhoso, Deus siga a abençoando e a todos os seus,
      mz

  13. carolina disse:

    É maravilhoso acreditar na providência e não na sorte. A sorte não tem rosto, a providencia tem rosto, mãos e coração. É confortante pensar que diante de todo o universo o Criador para e olha pra mim e diz: “vou te surpreender coisinha fofa de Papai!”

    Deus é bom!
    Ajustemos nossas lentes a essa verdade evidente todos os dias , e que paremos de procurar o “quando foi Deus”, tudo vem Dele e passa por seu crivo.
    Ainda estou maravilhada com este arquiteto lindo e surpreendente que Ele é, ontem Ele conseguiu me tirar o folego !
    Em Cristo

  14. Mateus disse:

    Zágari, mano, como você interpreta essa passagem?

    “Percebi ainda outra coisa debaixo do sol: Os velozes nem sempre vencem a corrida; os fortes nem sempre triunfam na guerra; os sábios nem sempre têm comida; os prudentes nem sempre são ricos; os instruídos nem sempre têm prestígio; pois o tempo e o acaso afetam a todos.”
    Eclesiastes 9:11

    • Oi, Mateus,
      .
      mano, para compreender isso você precisa ir sempre nos originais para compreender o sentido do termo que o autor usou. No caso, o que foi traduzido como “acaso” é a palavra hebraica “pega‛”, que significa “o que impacta” ou “o que é observável”. A perspectiva do autor é tomar o ponto de vista das pessoas que não conhecem a soberania divina. Veja o comentário da Bíblia de Genebra sobre o uso do termo: “Thus the worldlings say to prove that all things are lawful for them and attribute that to chance and fortune which is done by the providence of God”.
      .
      Abraço, mano, Deus o abençoe muito,
      mz

  15. paulords1994 disse:

    Bah, relatividade é algo doido. O

    • paulords1994 disse:

      Enviei sem querer o comentário acima hehehehe o que eu quero dizer é que relatividade é um conceito muito doido. O que aconteceria dessa forma, o que aconteceria desse jeito ou do outro e etc e tal. Não temos a temos a resposta pra tudo, mas o Espirito Santo testifica a ação do Senhor em nossas vidas. É tudo ação de Deus, e não temos necessidade de explicar coisas que não estão no nosso ambito pessoal. Só em relação ao que Deus faz conosco podemos dizer com certeza que sorte não existe, e sim o agir de Deus. Quanto ao que acontece com o resto das pessoas, e das tragedias, e coisas boas que acontecem, bem, o que basta dizer é “Deus sabe de todas as coisas”. Muito bacana o texto, Deus te abençoe. As vezes esse pensamento de coincidencia conflita na minha mente, mas a voz do Senhor sempre faz calar esse tipo de coisa.

      • Olá, mano,
        .
        fico feliz que você tem essa percepção, pois Deus sabe todas as coisas e age em todas as coisas.
        .
        Abraço, mano, na paz de Deus,
        mz
        facebook.com/mauriciozagariescritor

  16. Klelber Sousa disse:

    Oi Maurício.
    Faz tempo que não paro por aqui. Olha, eu confesso que tenho um pouco de dificuldades pra entender o controle absoluto de Deus sabe. Às vezes não entendo como somos colocados em determinadas circunstâncias que, na hora, não faz sentido nenhum. Eu enfrento coisas que já questionei tanto a Deus do motivo, passaram-se anos e eu não entendi por quê passar certas coisas. Mas enfim, uma coisa sei, Deus é soberano, e ninguém limita um soberano. Ele age como Ele quer e a mim, miserável homem que sou, só me resta aceitar e me colocar a disposição dele. Deus te abençoe.

    • Oi, Klelber, como você está?
      .
      Fico feliz pela tua maturidade, mano. A melhor explicação para mim dessa dificuldade está em Romanos 9.13-21.
      .
      Abraço pra ti, Deus te abençoe muito,
      mz
      facebook.com/mauriciozagariescritor

  17. brunopecador disse:

    Republicou isso em Bruno Fernandese comentado:
    Excelente texto, Maurício!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s