Eu matei um homem1Vivemos uma contradição muito interessante. Somos cristãos, o que significa que abraçamos a religião da graça (pois o cristianismo é a única crença religiosa do planeta em que a salvação não depende do homem, mas de Deus, que age movido por amor e compaixão). Por outro lado, temos uma forma de enxergar os erros do nosso próximo de forma quase implacável. Quanto mais fios brancos nascem na minha cabeça, mais claramente percebo o coração extremamente perdoador do Senhor em oposição ao coração pouco perdoador dos homens. Em nome do amor a Deus sobre todas as coisas acabamos por não amar nada o próximo como a nós mesmos. Diga, por favor, se estou errado: muitas vezes você admira um certo cristão e, no dia que descobre que ele cometeu um pecado considerado grave, passa a não enxergá-lo mais do mesmo modo. Deus pode tê-lo perdoado décadas atrás, mediante seu arrependimento, mas, ainda hoje, sussurramos sobre aquele pecador num tom nada gracioso. Não é o que acontece? A questão é que, se agimos dessa maneira, não nos conformamos à imagem de Cristo e procedemos com nosso próximo de maneira nada diferente do mundo. Decidi conduzir você à reflexão sobre isso de um modo extremamente doloroso para mim. Se está lendo este blog, é porque você enxerga em quem aqui escreve algum tipo de virtude cristã. Então tomei a decisão de confessar publicamente um pecado hediondo que cometi, e gostaria de ver se, diante disso, você continuará lendo o APENAS, se deixará de ser assinante do blog, se passará a ver o que escrevo com desconfiança. Acredite, não é nem de longe fácil para mim expor esse meu pecado, mas, se vai ajudar a levar você a uma meditação que o fará aproximar-se mais do modo divino de ser e o tornará um praticante mais ativo da graça… vale a pena.

Pois bem, a verdade é que eu já matei uma pessoa.

É muito difícil expor isso. Por motivos óbvios, não saio por aí dizendo às pessoas que cometi esse crime, que me marcará para o resto de meus dias. Levarei essa marca na alma até o dia de minha morte, pois cometi o chamado homicídio culposo – o que é cometido sem a intenção de matar. Fato é que um homem deu seu último suspiro porque o assassinei, e ter ou não a intenção original não muda este fato: eu tirei a vida de um ser humano. Se eu dissesse isso de cara, possivelmente você não leria um único post deste blog, pois eu me tornaria um desqualificado para falar das coisas de Deus, minha única definição aos seus olhos seria assassino.

Eu matei um homem0Estou usando de uma sinceridade que, acredite, não é nada fácil para mim. Seria mais conveniente continuar mantendo esse crime do meu passado oculto e seguir falando e escrevendo sobre as coisas de Deus sem que você visse em mim o que realmente sou – um assassino. Confessar isso pela internet exige muito, me faz sofrer, traz lágrimas aos meus olhos. Mas senti que chegou a hora de abrir esse pecado. Em troca, tudo o que peço é que você use da mesma sinceridade e diga: saber disso muda a forma como você me vê? Saber que pequei contra o sexto mandamento me desqualifica aos seus olhos? Até que ponto você é capaz de me ver como um igual tendo conhecimento de que levei um ser humano à morte? Em que medida consegue enxergar o perdão de Deus sobre a minha vida e continuar a ler o que escrevo sem passar a ver minhas palavras como água que brota de uma fonte contaminada, estragada? E – o mais importante de tudo – o que a percepção sobre a forma como você passará a me ver a partir da leitura deste texto levará a você a pensar, à luz da Bíblia, sobre a graça que existe no seu coração?

Muita coisa aconteceu depois que tirei a vida daquele homem. Fui restaurado, pequei de novo, me arrependi de novos erros, pequei novamente e sigo nessa caminhada – transgredindo, acertando, escorregando, me levantando, me esforçando para não errar mais. Mas nada apagará o fato de que um ser humano foi morto pela minha mão. Agora você entende por que poucas coisas me entristecem tanto como ver irmãos em Cristo agindo de modo impiedoso com pecadores arrependidos – pois eu mesmo sou um pecador arrependido. Mais ainda: um terrível pecador arrependido.

A falta de entendimento bíblico sobre a graça, a misericórdia e o perdão gerou uma situação tão grave que muitos não perdoam nem a si mesmos, por causa de erros que cometeram no passado – embora Deus já os tenha perdoado. Outros tantos não conseguem estender perdão àqueles que pecaram. Como um pecador perdoado, não tenho como não me entristecer ao ver tanta gente imperfeita enterrando tanta gente imperfeita. Desqualificando. Segregando. Pondo o dedo no nariz. Acusando. É por isso que, de vez em quando, volto no APENAS ao tema do perdão – pois, apesar de ser um dos fundamentos do evangelho, graça é algo tão pouco posto em prática em nossos dias. Tão pouco…

Eu matei um homem00Devemos odiar o pecado com todas as nossas forças, não nos conformar com ele, pregar contra ele, exortar os irmãos que sabemos estar praticando pecados dos quais não se arrependem. É o que a Bíblia manda e ponto final. Mas também devemos odiar a impiedade hipócrita daqueles que só sabem acusar e não enxergam a trave do tamanho de um campo de futebol que ostentam em seus olhos. O pecado me enoja. Meu pecado me enoja. Mas também me enoja a postura que costumo chamar de “nazismo espiritual”: gente que, em defesa da santidade, esquece as próprias iniquidades e promove uma “limpeza étnica”, pondo aqueles que considera “mais pecadores” do que si mesmos (isso existe?) em um gueto de impiedade, num campo de concentração de acusações,  num paredão de falta de misericórdia, numa câmara de gás de falta de graça. Até acredito que fazem isso com boas intenções, por falta de instrução bíblica ou de amor, mas não podemos deixar isso passar sem nos esforçarmos por levá-los a ver como Cristo vê.

Jesus mesmo disse, “Portanto, eu lhe digo, os muitos pecados dela lhe foram perdoados; pois ela amou muito. Mas aquele a quem pouco foi perdoado, pouco ama” (Lc 7.47). Eu  sei que meus muitos pecados foram perdoados e por isso minha gratidão ao Senhor não tem fim. Sei que o assassinato que cometi não pesa mais sobre mim, por isso banho os pés de Cristo com minhas lágrimas e os enxugo com meus cabelos. Mas, infelizmente, sou obrigado a conviver diariamente com a triste visão de irmãos em Cristo que odeiam a graça e amam pisar em pecadores. Uma igreja formada por gente assim não é a que vai morar no céu. É humana, carnal, pecadora e – literalmente – des… graçada.

Eu matei um homem2Por favor, faça uma análise de suas atitudes. Como você age quando sabe que um irmão cometeu um pecado que o escandaliza, mas do qual se arrependeu? Compare sua postura com a que acredita que Jesus teria. Seria a mesma? Precisamos estudar mais sobre o que a Bíblia fala sobre o perdão, a misericórdia, a graça. Temos urgentemente de compreender a razão de Jesus ter encarnado e se oferecido na cruz. É indispensável olhar para o Cordeiro pendurado no madeiro e sempre, sempre, sempre perceber que, ao lado dele, há um bandido arrependido ouvindo dos lábios do Salvador: “Eu lhe garanto: Hoje você estará comigo no paraíso” (Lc 23.43).

Resgate pecadores, não os afunde ainda mais na lama. Ame pecadores, assim como o Senhor ama você, pecador. Eu me tornei uma pessoa muito mais graciosa no dia em que percebi – em meio à minha própria impiedade agressiva, miserável e sem misericórdia – que não sou melhor do que ninguém. Você é?

Confesso publicamente: eu matei um homem. Sou um assassino. Ele perdeu a vida por minha causa. Seu nome é Jesus de Nazaré.

A boa notícia é que ele ressuscitou e nenhuma condenação há para aqueles que nele estão. Deus abençoe você, que matou a mesma pessoa que eu.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

Anúncios
comentários
  1. Juliany Salviano disse:

    Bom Dia Mauricio,não posso deixar passar a forma de como me emocionou e realmente me tocou com suas palavras, nossa realidade é essa, mas eu creio que o Deus que servimos, com sua graça, nos ajuda a melhorar.Obrigada por suas reflexões maravilhosas, que o Senhor te abençoe ricamente. Paz, Juliany S. Guarujá São Paulo

    Juliany Araujo Salviano da Silva

    Date: Thu, 17 Apr 2014 10:02:22 +0000 To: julysalviano@hotmail.com

    • Olá, Juliany,
      .
      sou grato a Deus por o texto ter falado ao teu coração. Não tem o que agradecer, é uma honra poder abençoar os irmãos.
      .
      Um abraço carinhoso e uma feliz Páscoa pra ti,
      mz

  2. José disse:

    A paz do Senhor Jesus, nobre amigo Maurício.

    Todos somos copartícipes desse assassinato. E todos fomos absolvidos desse crime quando Ele disse: “Esta consumado.”

    Boa páscoa pra você também.

    Abraço fraterno,
    José.

  3. Alexandre Nobre disse:

    Bom dia Maurício,
    Irmão, o que posso dizer? Penso, penso, penso… a substituição na cruz, os cravos, os açoites e a coroa eram minhas … mas Ele tomou, por amor me tirou da condenação e se entregou para ela por mim.
    Eu aprendo na Palavra e com irmãos valiosos como você, homem sujeito às mesmas paixões que eu, e vejo que posso abandonar meus fardos a cada dia. Quantas vezes os carreguei, cansado, pois não entendia que Ele os tinha levado.
    Abração mano … só quero dizer que sua vida resgatada é um presente pra mim; que nosso Senhor te abençoe muito viu!!

    • Salve, Alexandre,
      .
      obrigado pelas palavras gentis, mano.
      .
      Fico feliz por, cada dia mais, ver você crescer na maturidade da Palavra e no conhecimento de Deus. Alegro-me sobremaneira por isso.
      .
      Um abraço e uma Páscoa de paz pra ti,
      mz

  4. Nelce disse:

    Maurício, meu irmão, obrigada por suas palavras… Precisamos nos encher do Espírito, e ajudar as pessoas a se levantarem quando caem, porque já é muito difícil perdoar a nós mesmos quando pecamos, é difícil aceitar que Deus já nos perdoou e seguirmos adiante e se ainda tivermos uma multidão de acusadores… Busquemos o coração de Jesus de odiar o pecado mas de amar o pecador. Obrigada mesmo por escrever e por suas mensagens tão edificantes nos ajudarem no dia-a-dia a nos mantermos focalizados no que é mais importante. Feliz Páscoa para você e sua Família. Abraço, Nelce.

    • Olá, Nelce,
      .
      não tem o que agradecer, para mim é um privilégio e uma alegria.
      .
      Muito me alegro por ler as tuas palavras tão cirúrgicas e verdadeiras. Em poucas linhas você disse tudo. Obrigado.
      .
      Graça e paz de Cristo sejam contigo e os teus nesta Páscoa,
      mz

  5. Joaquim Alves disse:

    Gloria a Deus!

  6. Julio disse:

    Lindo post Mauricio, ficou muito claro que não servimos a um Deus que nos trata através da justiça retributiva, e sim, através do perdão e da graça. Infelizmente, muitos preferem assumir o posto de acusadores e juizes……Isso me faz lembrar a parábola do fariseu e do publicano.

    Graça e paz,

    Júlio

    • Oi, Julio,
      .
      obrigado pelas palavras, mano. Deus é o justo juiz, mas é o Cordeiro de Deus. O problema se dá quando nos esquecemos de parte de suas atribuições e ações. No caso, devido à natureza implacável do homem, tendemos sempre a enxergar sempre o juízo e esquecer da misericórdia. Que possamos ver Cristo em todas as suas características.
      .
      Graça e paz, uma Páscoa cheia do Espírito pra ti,
      mz

  7. lucia helena disse:

    A paz do Senhor irmão!Só tenho que agradecer a Deus por ter me dado a imensa oportunidade de conhecer o APENAS,esse canal de benção pra minha vida.Nem sempre deixo meu comentário ,mas leio todos os “abençoados escritos” que você manda pro meu email .Que Deus o abençoe grandiosamente e obrigada por se fazer tão útil nas mãos do nosso Senhor.Uma páscoa abençoada pra você também,e grande abraço!!!

    • Oi, Lucia, tudo bem?
      .
      É uma honra contar com a sua leitura. Peço a Deus que as reflexões que aqui compartilho tenham função e consequência na tua vida.
      .
      Bênçãos em dobro sobre a tua vida, que esta Páscoa traga graça e paz sobre toda sua familia,
      mz

  8. silvia disse:

    A Paz do Senhor irmão Mauricio.
    Enquanto lia o texto e acreditava piamente que havia matado uma pessoa, mentalmente estava buscando versículos para confortar o seu coração e agradecendo a Deus por ser um pecado arrependido, Agora uso esses versículos para mim mesma. A Graça e a Misericórdia do Senhor é tudo na nossa vida.
    Abraço

    • Oi, Silvia, a paz seja contigo,
      .
      fico feliz que o texto teve efeito sobre a tua vida e te levou a reflexões tão importantes. Que Jesus fale sempre ao teu coração.
      .
      Um abraço fraterno e uma Páscoa cheia do Espírito Santo,
      mz

  9. Carina Lima disse:

    Bom dia!

    Espero todos os dias ansiosa por suas publicações, que sempre nos apresentam temas para refletir.
    Estou vivendo uma nova fase, entreguei minha vida para Deus e quero conhecer mais sobre sua palavra, seus ensinamentos e principalmente sobre sua GRAÇA que é muito maior do que nos merecemos.
    Obrigada por suas reflexões, que nos ajudam a conhecer mais sobre Jesus Cristo.

    • Oi, Carina, tudo bem?
      .
      Sou grato ao nosso Pai por os textos que compartilho falarem a tua alma. O Senhor é bom e usa os piores para fazer o melhor.
      .
      Que maravilhoso você estar vivendo o primeiro amor, desfrute ao máximo de sua comunhão com Cristo e busque crescer em conhecimento da Palavra e intimidade com o Senhor, sem atentar para vãs polêmicas e discussões inúteis. Me emociono de saber que você deseja saber mais da graça do Senhor, recomendo que leia “Maravilhosa graça”, de Philip Yancey, um livro belíssimo sobre o tema.
      .
      Obrigado pelo carinho. Um abraço fraterno e uma Páscoa de muitas reflexões,
      mz

  10. Carla Tannús disse:

    Adorei… muito bom o post!! Nos faz refletir sobre a dor que Jesus sentiu principalmente pregado naquele madeiro e totalmente abandonado por Deus (Mt 27:46), o afastamos por algum momento da comunhão com o Pai, por causa de nossos pecados, para que pudéssemos ser perdoados e depois vir a julgar a um irmão e condená-lo realmente é de entristecer nosso Senhor. Deus continue o abençoado, sábias palavras!!

    • Oi, Carla,
      .
      obrigado pela oração e o incentivo. Fico feliz e grato a Deus por o texto ter falado ao teu coração. Mais ainda pela tua percepção madura da questão.
      .
      Um abraço e uma ótima Páscoa pra ti,
      mz

  11. Henrique disse:

    Louvado seja Deus por Sua Maravilhosa Graça!
    Eu também fui um assassino, sou um assassino hoje, mas não quero ser mais.
    Jesus é a Vítima, o Redentor e o Juiz. Rom. 8:1 diz que se estarmos nEle não existe condenação. Diariamente busco a renovação de Sua Graça em minha vida. Sem isso estou longe da salvação.

    Um abraço, a paz do Senhor!

    • Olá, Henrique,
      .
      minha alma se enche de contentamento ao ver a contrição em seu coração e a busca do Senhor. Louvo a Deus pela sua vida. Muito grato pelo aviso do mandamento, você tem toda razão, já consertei. Obrigado.
      .
      Um abraço fraterno e uma Páscoa repleta da presença do Senhor,
      mz

  12. Linda reflexão!
    Quero te dizer que , com toda certeza, esse texto me levou a uma meditação que me faz aproximar-me mais do modo divino de ser e ,certamente , eu me tornarei uma praticante mais ativa da graça, só por isso meu irmão, já valeu a pena! Adaptei suas palavras à minha pessoa…rs

    Uma páscoa especial pra você e pra sua família!
    Deus te inspire e te use mais.

    🙂

    • Oi, Elisangela,
      .
      que bom que Deus usou este texto para falar ao teu coração. Sou grato a ele por isso. E, mais ainda, pelo fruto da reflexão em tua vida. Peço ao Senhor que faça você crescer sempre mais em graça e misericórdia.
      .
      Muito obrigado, também, pela oração tão importante.
      .
      Um abraço fraterno, Deus a abençoe e a todos os seus. Que esta Páscoa seja momento de aproximação cada vez maior com o Cristo ressurreto,
      mz

  13. Francisco Celestino Piangers disse:

    Paz! Gostei de sua confissão, e não me espanto de que no seu passado tenha esta “mancha”. Infelizmente o ser humano é muito maquivélico para com os outros. Falamos em justiça, em pecado e outras consisa negativas dos outros. Mas para nós próprios encontramos justificativas e queremos o perdão, sendofalsos quando oramos a oração do Pai Nosso – perdoa as nossas dividas como nós perdoamos a de nossos devedores (ou ofensas em outra linguagem). Quero te encorajar a não desistir. Não sei como o povo que Deus te deu para postorear vai responder. Não sei como internautas vão responder, mas você merece atenção e … perdão. Sou policial civil, escrivão, e a possibilidade de matar não pode ser descartada para mim. Já puxei a arma para defender a minha vida. Felizmente não precisei puxar o gatilho. Eu sei, pela minha indole que se preciso for, vou puxar o gatilho. Quero continuar a receber tua mensagens, e na medida do necessário usá-las em meus estudos. Em varias ocasiões elas apresentam deafios, como esta. Obrigado. Celestino.

    Date: Thu, 17 Apr 2014 10:02:12 +0000 To: franciscocelestino@hotmail.com

    • Olá, Francisco,
      .
      muito gentis e graciosas as suas palavras, obrigado. Meu coração se enche de alegria ao ver um cristão como você ter uma atitude tão amorosa. Só recomendaria que você relesse os dois últimos parágrafos do post, para compreender exatamente do que se tratou meu crime, creio que algo passou despercebido na tua leitura.
      .
      Um abraço fraterno, com os votos de uma Páscoa repleta da paz e da graça de Deus para você e sua família,
      mz

  14. gerson celestino disse:

    Olá Maurício, muito bom ! Me fez refletir mais uma vez e refletindo procurar ser melhor, sou pastor (batista), ser um pastor no trato com as pessoas, melhor, mais sensível, especialmente com os de fora que precisam da graça de Cristo demonstrada por nós. Por um momento pensei que você tivesse matado mesmo alguém, mas te digo sinceramente que continuaria lendo e admirando-o pelo que você faz e é.  Deus continue te abençoando, pois o fato é que diante Dele somos assassinos, matamos seu filho, valeu, Gers

    • Olá, Gerson,
      .
      que bom que o texto te conduziu à reflexão, mano. E que alegria saber que você tem essa visão, como pastor, sobre o trato com os pecadores de dentro e de fora da igreja. Muito obrigado pelo teu carinho e louvo a Deus por teu coração gracioso.
      .
      Um abraço, reverendo, e uma Páscoa abençoada para ti,
      mz

  15. Álvaro disse:

    Muito boa a reflexão…Sou mais um necessitado dessa graça e desse perdão divino!

    • Oi, Álvaro,
      .
      fico feliz que o texto te tocou. Todo somos necessitados, mano, e feliz é você por ter percebido isso.
      .
      Um abraço, que Deus fale muito contigo nesta Páscoa,
      mz

  16. Mery disse:

    Maurício ,sem hipocrisia ,eu não julgo ninguém ,mal dou conta de me arrepender dos
    meus pecados, fiz parte desse homicídio junto contigo,e fui perdoada por Ele,quem sou eu
    para ficar afundando na lama ,seres humanos que meu Pai Celestial tanto ama.
    Feliz e abençoada Páscoa para vc e sua família
    Merys

    • Oi, Mery,
      .
      muito me contento ao ler teu depoimento, mana. Que bom que você tem caminhado em paz com todos e em compreensão da natureza que nos aflige a todos. Grato sou ao Senhor por sua graça.
      .
      Um abraço para todos os seus, e uma Páscoa de reflexão e intimidade com Deus,
      mz

  17. Pricila disse:

    Sem palavras…. Linda reflexão Maurício

    Um abraço, seus textos são super maravilhosos!!

  18. Mario Augusto D'Amore disse:

    Querido Maurício, bom dia!
    Continuo contigo, ainda mais agora.
    Quero que saiba que os textos do “Apenas” tem me ajudado bastante na caminhada com Jesus, tem me confrontado, tem trazido maturidade e crescimento.

    Deixo aqui o meu abraço, meu amdo irmão.

    Mario Augusto D’Amore

  19. Edina Oliveira disse:

    Olá meu irmão,

    Muito interessante a maneira com você expõe a culpa de cada pessoa. Quem vive nessa terra é culpado sim, pela morte de Cristo.
    Se eu não fosse pecadora, não teria acontecido de maneira tão cruel a morte de Jesus naquele dia lá no Calvário, demonstrando o tamanho da minha culpa.
    Que cada pessoa se examine e pense mil vezes antes de julgar alguém.
    Mês passado atropelei um cãozinho próximo a minha casa. Eu não o vi, era pequeno. Fui até em casa pegar dinheiro para leva-lo ao veterinário, foi prazo de dez minutos. Quando voltei ele não estava mais lá. Agora não sei se alguém o levou ao veterinário ou se morreu. Sinto uma imensa culpa, muita pena do pobre cãozinho. Pedi perdão a Deus, e agora tenho sido muito mais cautelosa ao dirigir.
    Se senti isso por um cão, imagina como devo me sentir por Jesus, o Filho de Deus, que se entregou voluntariamente por mim, para que eu pudesse viver a eternidade em Sua presença!
    Confesso que cheguei a acreditar que você realmente tivesse matado uma pessoa, e senti uma imensa pena pela sua dor.

    Feliz Páscoa!!!

    • Olá, Edina,
      .
      que bom que você tem clareza acerca da nossa condição pecaminosa e de nossa responsabilidade pelo sacrifício do Cordeiro. Lamento muito pelo cãozinho, mas pelo menos esse evento triste trouxe reflexões importantes para sua vida espiritual. Olhemos por esse ângulo. E quanto à minha dor, espero que a parábola que usei tenha te sido útil.
      .
      Um abraço para ti e os teus, e uma Páscoa cheia da presença do Cristo ressurreto,
      mz

  20. Ligia Maria Barros disse:

    Olá! Interessante é que apesar de contundente e bem escrito eu não imaginei ser verdadeiro. Porquê, realmente eu não sei, ou talvez por já está pensando que o texto falaria sobre a Páscoa. Mas, humanamente falando, à proporção que ia lendo ia pensando: “que coragem desse homem de tornar público um pecado desse?” E daí tirei mais uma lição. “Um pecado desse?” E há proporção de pecado? Pra Deus não há diferença nem dimensão de pecado, pra gente sim. Paz de Cristo Ressucitado!

    • Olá, Ligia,
      .
      excelente você ter alcançado essa percepção acerca das “gradações” de pecados. Fico feliz.
      .
      A paz seja contigo, uma Páscoa repleta da presença de Deus,
      mz

  21. Eleonora Argolo disse:

    Procurando palavras para aqui deixar expressa a minha admiração pelo confessar do seu, do nosso “crime”… Maravilhosa e introspectiva meditação. Com graça hoje podemos confessar nosso pecado pela sexta e nossa redenção pelo domingo. Ele ressuscitou!! Aleluia…

    • Olá, Eleonora,
      .
      obrigado pelas suas gentis palavras. Compartilho da sua alegria pela ressurreição do nosso Salvador.
      .
      Deus a abençoe muito. Uma Páscoa na presença de Deus,
      mz

  22. Greize disse:

    Oi.Ainda bem que leio tudo até o final.Rs.Com certeza todos ficam tensos na confissão.Mas mesmo antes de chegar ao final eu ia dizer que continuria lendo seu Blog.Se leio e admiro a vida de Davi que cometeu um crime odioso.Quem sou eu para julgá-lo.Tive alta ontem do hospital ao andar pelos leitos penso Não valemos nada…A Graça é Maravilhosa.Estou sofrendo aqui mas crendo que ontem na cirurgia quem ficou comigo foi o que nasceu,sofreu ,morreu por nós.Mesmo não merecendo.Abraços

    • Olá, Greize,
      .
      espero que você esteja melhor e oro a Deus que siga melhorando cada vez mais. Fico feliz com tua postura e, em especial, por entender as dimensões da graça do Senhor.
      .
      Que a sua Páscoa seja calma, indolor e cheia da presença do Cristo ressurreto. Um abraço,
      mz

  23. Paulo Silva disse:

    Olá Zágari.
    Eu confesso que não tenho muita paciência com aquele que não se esforça para evitar o pecado. Costumo dizer para o meu filho de 8 anos, que pedir perdão significa que entendemos que erramos, estamos arrependidos pelo que fizemos e nos esforçaremos para não fazer isto novamente. Não são palavras literalmente bíblicas, mas expressam algo muito saudável de se fazer. Todos nós pecamos, claro, mas faz isto incomparavelmente menos, aquele que tem compromisso de se esforçar em evitar tal. Não olho com desprezo ou indiferença com alguém que tenha errado, ainda que seja algo considerado grave se este se arrependeu e tem uma postura diferente, uma nova vida. Porém, existem pessoas que continuam cometendo os mesmos erros que fizeram outrora. Neste caso, isto é presente e não passado. Perdoar cinquenta vezes sete, não significa permissividade ao pecado, como muita gente faz parecer. Em 1 João 2:1, a instrução imperativa é não pecar, sendo pela graça e misericórdia divina, ofertada a ação de nosso advogado, o Senhor Jesus Cristo, caso venhamos a falhar em cumprir tal instrução. 1 Samuel 15:22, diz que é melhor obedecer (não pecar) que sacrificar (para expiar o pecado). Nisto o Senhor tem mais prazer. Eu sei que preciso ser mais maleável, ter mais amor para que tenha mais paciência. E quero que Deus me ajude nisto. Não defendo que a minha postura é a correta ou melhor. Sou falho e necessito muito da misericórdia de Deus. Mas me incomoda o fato de eu me esforçar e não ver isto em outras pessoas. Sobretudo das que fazem parte do meu convívio. Continue nos ofertando as palavras inspiradas pelo espírito divino. Fique na paz do Pai. Abraço.

    • Olá, Paulo,
      .
      obrigado por compartilhar e derramar teu coração. Busquemos sempre a santidade, sabendo que a graça de Deus nos basta.
      .
      Um abraço, que essa Páscoa seja cheia de paz para você e sua família,
      mz

  24. Eliana disse:

    Seu texto, como sempre, é uma dádiva!

    Feliz páscoa para você também, Maurício! E para sua família!

    Visitar esse blog alegra meu coração!!!

    • Minha amiga! Que alegria ler tua voz! Espero que você é Brainer estejam bem.
      .
      Obrigado pelas palavras gentis de sempre.
      .
      Uma Páscoa transbordante da presença do Espírito Santo para você e todos os que ama,
      mz

  25. Maria Aparecida de Lima Filho disse:

    Profunda e abençoada mensagem que o Espírito Santo continue te inspirando para a cada dia trazer palavras vinda do coração de Deus para as nossas vidas. Obrigada

  26. Raimundo Anor Paes Mendes disse:

    Prezado Mauricio Zagari Que as bênçãos do Senhor continue sacudindo você e seu ministério. Muito obrigado por estas abençoadas mensagens que tens enviado para mim. Sinceramente, Raimundo Mendes Date: Thu, 17 Apr 2014 10:02:25 +0000 To: raymendes.rs@hotmail.com

  27. Ana disse:

    Oi Maurício, você nos surpreendeu com esse artigo! Depois que li ” seu nome é Jesus de Nazaré” fiquei emocionada e refleti nesse caso de nós também termos tido culpa pela Sua morte. Lembrei do profeta Jeremias ( Jr: 14: 20,21) que quando ia interceder a Deus pelo povo por causa de seus pecados, o profeta incluía a ele também como sendo participante, mesmo sendo ele um servo temente ao Senhor. Às vezes eu não consigo entender isso mas sei que é verdade por sermos pecadores. Eu queria assistir novamente um lindo vídeo que você postou faz tempo de uma moça que é esposa de um pregador famoso onde ela fala de sua conversão. Eu dei uma pesquisada no seu blog mas não achei ainda, você sabe em qual categoria ele está?

    Irmão, Deus te abençõe com muito amor, sempre!
    Abraços!!

  28. Vanessa disse:

    A paz do Senhor irmão Mauricio,

    Essa realidade de cristãos com falta de graça tem me chamado a atenção nos últimos dias, pois ela está/ esteve/ estou lutando para que não esteja mais em mim.
    Mania de ser cruel com os irmãos, pastores, comigo mesma. Achando que os cristãos deveriam ser super-heróis, perfeitos e os não-cristãos, coitados, desprovidos até de inteligência, que não deveriam ser levados em consideração…
    Aí entendi a hipócrita que havia em mim, afinal de contas, se Cristo SE ENTREGOU na cruz justamente por nós pecadores (Ele que não conheceu o pecado), quem sou eu para julgar as pessoas? E quantos não-cristãos são mais sensatos, mais amorosos, mais sábios, prudentes e verdadeiros que nós, os filhos da Luz?! Entendi então que deveria ainda continuar a falar sobre o Amor Maior a eles, mas nunca desmerecê-los ou desconsiderá-los e sim aprender com as qualidades que eles possuem.
    Já sobre Cristãos que caem e pecam, o que dizer de mim que minto, JULGO, erro e fracasso sempre?!
    Devemos com certeza, AMAR mais, essa é a palavra “mágica”, fundamental, porque DEUS AMOU o mundo de tal maneira… E por falar em amor, sabemos tão pouco sobre o significado dessa palavra, se foi por AMOR que a Luz venceu as trevas desde sempre, quantas lutas deixamos de vencer por falta de amor, quantas almas…
    Certa vez assisti uma entrevista de uma famosa esposa de jogador de futebol à Marilia Gabriela em que ela dizia que quando estava na igreja era rude, imparcial com as pessoas (não com essas palavras, mas algo nesse sentido, faz tempo que assisti), e embora não tenha concordado com muita coisa dita por ela em rede nacional, essa eu admito, é uma triste realidade em nosso meio.
    Tive um sonho certa vez com o arrebatamento, que eu havia sido deixada para trás e que também toda a igreja que estava lotada, depois do arrebatamento, foi assim mesmo que ela permaneceu, lotada.
    Quero agradecer uma vez mais pela sinceridade que tem tido com os leitores e por mais uma vez tratar de um tema confrontante, esses temas me rasgam a alma mas me fazem rever meus conceitos e meus pré-conceitos. Continue se deixando ser usado, continue escrevendo, sempre, sempre, sempre.

    • Oi, Vanessa, a paz de Cristo,
      .
      não estás longe do Reino, minha irmã. A percepção de nossa miséria e total dependência de Cristo é o pavimento da estrada para o céu. Enquanto não nos virmos como somos, seremos cegos, surdos e nus.
      .
      Não tem o que agradecer, bom é Deus que nos faz ver como ele vê – por graça, tão somente. Enquanto o Senhor permitir, seguirei escrevendo.
      .
      Um abraço fraterno, no amor do Pai,
      mz

  29. Heloyza disse:

    Que texto lindo Maurício. Quando comecei a ler fiquei justamente pensando se poderia em algum momento desqualificar todos os textos maravilhosos que li no blog por conta de um pecado, afinal de contas eu carrego uma multidão deles, cometidos na caminhada até conhecer Cristo e após conhecê-lo também. Quem sou eu para apontar o dedo e tirar do mar do esquecimento aquilo que foi lançado pelo Senhor? E o fim do texto me fez entender tudo, Eu também matei um homem. Obrigada por me fazer lembrar disso.
    Deus continue te abençoando!

    • Oi, Heloyza,
      .
      fico feliz que o texto alcançou teu coração. Se ele te conduziu à reflexão, ganhei o dia. Eu que agradeço.
      .
      Um abraço fraterno, no amor do nosso Deus,
      mz

  30. marcojuric disse:

    Boa tarde Zágari!!

    Bela reflexão, mas confesso que logo de início, pelo título e pelos primeiros parágrafos, imaginei que fosse uma reflexão sobre I João 3:15 (rsssss).
    Graças a Deus por nosso senhor e salvador Jesus!!!!!!

    Abração!

    MJ

  31. Jacy disse:

    Oi, meu querido irmão, Maurício!

    Quero, mais uma vez, registrar neste espaço o quanto sou edificada através dos seus escritos, que tenho certeza, são inspirados por Deus.
    Muito, muito, muito mesmo já aprendi por aqui, especialmente sobre estes temas tão nobres que você destacou neste artigo: graça, perdão e misericórdia. Sim, eu a cada dia tenho mais e mais convicção de que não sou melhor do que ninguém e do quanto careço da misericórdia de Deus e do quanto preciso aprender a agir com misericórdia e graça em favor dos meus iguais. Iguais. Todos nós.

    Muito obrigada e uma Páscoa abençoada para você e sua família, todos os dias. rsss

    Paz, querido mano! 🙂

    • Oi, Jacy, tudo bem?
      .
      Fico feliz por ser instrumento de Deus em tua vida. Tudo vem dele. Louvo ao Senhor por poder edificar você na caminhada cristã e na compreensão desses temas tão especiais e indispensáveis.
      .
      Abraço pra ti e Marcus, na paz de Deus,
      mz

  32. Líbia disse:

    Que Maravilha essa mensagem, cofesso q tenho aprendido muito contigo, são palavras que me encorajam seguir na vida.
    Deus abençoe VC sempre.
    um abraço da tua irmã Líbia

    • Oi, Libia,
      .
      fico muito feliz por Deus falar ao teu coração por meio de minhas palavrinhas. Ele é bom e está sempre nos encorajando. Obrigado pelo carinho e a oração.
      .
      Abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz

  33. Adelson Couto disse:

    Olá Maurício! Estou um tempo sem acessar o seu site, já perdi muitas postagens, mas creio que já li pelo menos 85% delas, senão mais. rs. Ultimamente, estou me atendo mais ao meu TCC. Fim de curso chegando. Que Felicidade! Chegando a parte em que ganha dinheiro. rs. Brincadeiras à parte, vou ao ponto.
    Está um pouco tarde (pelo menos estava no momento em que eu escrevi esse comentário. Quase duas da manhã), mas eu sempre tenho o costume de chegar em casa e tentar ler um pouco assuntos relacionados fora do meu curso, e também para analisar o cenário estrutural do nosso Brasil hoje.
    Maurício, não sei se foi acaso, mas hoje eu me lembrei de você e sua influência nas vidas das pessoas (as quais me incluo), elas têm aprendido muito lendo o que você escreve aqui.
    No entanto queria saber de você se, seria possível, você escrever algo relacionado a esse apedrejamento que a igreja brasileira tem sofrido por parte de alguns partidos políticos, tantas leis que ferem a nossa fé, ou melhor, que estão querendo acabar com ela (fato que não é possível, graças ao nosso bom Deus). Falo, diretamente dos partidos comunistas e de tantas apetrechos que estão elaborando para acabar com a nossa liberdade religiosa.
    Lembro que você já disse que não defende partido nenhum (ou algo parecido a isso). Mas eu peço encarecidamente que você me responda por e-mail, só pra eu saber o que pensa, caso não queira escrever. Não precisa publicar esse comentário.
    Caso o que escrevi esteja confuso, é porque a minha mente está distraída, rs. Muito cansaço mental. Fale por e-mail que tento exemplificar pra você.
    Quanto ao texto de cima, é APENAS mais um dos tantos que tem contribuído para mim, pela graça de Deus, mediante as suas palavras.
    Obrigado, desde já!

    • Olá, Adelson,
      .
      fico feliz que os textos do blog o abençoam, mano. Peço a Deus que possa fazê-lo por muito tempo.
      .
      Sobre a sua questão, posso comentar sem problema. A meu ver, toda e qualquer perseguição à Igreja é algo previsto. É profecia bíblica e a perseguição ocorre desde os tempos apostólicos. Não seria diferente hoje. O que precisamos fazer é prosseguir na caminhada com Cristo, em oração e estudo da Palavra, sujeitando-nos ao que nos é proposto. A perseguição não é combatida com violência, mas com o martírio.
      .
      Que o Senhor nos ajude a passar por qualquer momento de perseguição religiosa, sabendo que, antes de ser à Igreja, é ao próprio Cristo.
      .
      Espero ter contribuído.
      .
      Um abraço fraterno, no amor de Deus,
      mz

  34. SILBERTO MARCUS disse:

    Tudo bem, Maurício?

    Quase sempre leio seus posts e esta é a primeira vez que comento.

    Eu tinha doze anos em 1976 e só me converti cerca de vinte anos depois. Naquele ano, uma menina, que estudava na mesma escola que eu, saiu mais cedo para voltar para casa. Ao tentar atravessar a avenida em frente a escola, foi atropelada violentamente e o motorista fugiu sem prestar socorro. A menina morreu quase que imediatamente, gerando grande comoção na escola, e fazendo com que as aulas daquele dia se encerrassem mais cedo.

    Cheguei em casa, contando o fato e com muita revolta contra aquele motorista. Nos dias seguintes, o assunto era a pauta na escola e eu trazia para meu lar a revolta de todos contra aquele assassino.

    Acho que no terceiro dia, meu pai me chamou a seu quarto e disse-me: “Filho, fui eu quem matou aquela menina.” Ele chorou, eu fiquei estupefato e nada disse. Aliás, sobre este assunto, esta foi a única frase que trocamos até meu pai falecer em 1995. Ouvi meu pai chorar muito nas madrugadas por anos, longe de meus olhos, em seu quarto. Foi a julgamento e condenado, mas não preso.

    Aquele fato começou a ensinar um menino de doze anos, de forma dolorosa, o que Jesus fala sobre o juízo acerca dos outros em Mateus 7. Eventualmente, conto esta história em minhas pregações à Igreja.

    Deus o abençoe!

    • Olá, Silberto,
      .
      meu irmão, peço a Deus que toda dor que essa triste história causou seja amainada no coração de todos os envolvidos, em especial no seu. É um relato forte e peço a Deus que desse triste evento coisas boas possam brotar. O que não sei, mas Deus tudo pode, não é?
      .
      Um abraço, mano, que a paz do Mestre seja contigo,
      mz

  35. Republicou isso em Mais Crente e comentado:
    Eu matei uma pessoa!

  36. Achei que era só eu que tinha matado este homem (Jesus Cristo) e que o perdão Dele era maior para mim.
    Abraços irmão

  37. Bianca disse:

    Obrigada Mauricio…Deus o abençoe…..

  38. Luciene Pimentel disse:

    Pra meditar.

    Já estava cheia de boas palavras para lhe dizer MZ quando levei um tapa na cara e descobri que eu era partícipe no mesmo crime…

    Que maravilha é a graça de Deus!

    Graça e paz pra vc!

  39. Marta Sobral disse:

    Como compreendo o seu texto! A pessoa mais pura, compreensiva, generosa, humilde e encantadora que alguma vez conheci; a pessoa pela qual me apaixonei, decidiu tirar a sua própria vida após horas de discussão, de julgamento mútuo. Não posso ser presa porque não fui eu que disparei a bala. No entanto, a condenação é eterna enquanto eu viver. Essa culpa dilacera a minha alma todos os dias. E se eu tivesse sido mais tolerante aos seus defeitos e erros? Assistir a uma discussão, seja de quem for, seja por que motivo for, hoje, magoa-me imenso; magoa-me ver como as pessoas se atacam sem propósito para tal; magoa-me rever nessa situação, essa mesma situação que levou à morte de uma pessoa. Se Deus houver, espero que me perdoe.

    • Marta, olá,
      .
      sinto muito pelo ocorrido, fico triste pela sua perda e pelo sentimento que te machuca. Permita-me, porém, compartilhar um pensamento. Você diz que a sua condenação é eterna. Isso não é verdade. Não sei os detalhes do episódio que você viveu, mas, se essa pessoa tirou a própria vida, lembre-se que, por mais que isso tenha ocorrido após uma discussão entre vocês, ele tomou essa decisão por livre escolha. A responsabilidade é dele mesmo, você não o obrigou a fazer o que fez. Você é responsável por uma discussão, não por um suicídio. Carregar essa culpa não faz sentido. Junto a isso, some-se o fato de que você não tinha como prever o que esse homem faria. Não há condenação eterna.
      .
      Deixe-me, por favor, ir além: sim, há um Deus. Um Deus bom, amoroso, gracioso, benigno, amável e… perdoador. A Bíblia diz que a pessoa que se arrepende de um pecado, o confessa a Deus em oração e abandona a prática desse pecado é imediatamente perdoada. Leia o Salmo 103: “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga ao seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios.Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades;quem da cova redime a tua vida e te coroa de graça e misericórdia;quem farta de bens a tua velhice, de sorte que a tua mocidade se renova como a da águia.O SENHOR faz justiça e julga a todos os oprimidos.Manifestou os seus caminhos a Moisés e os seus feitos aos filhos de Israel.O SENHOR é misericordioso e compassivo; longânimo e assaz benigno.Não repreende perpetuamente, nem conserva para sempre a sua ira.Não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniqüidades.Pois quanto o céu se alteia acima da terra, assim é grande a sua misericórdia para com os que o temem.Quanto dista o Oriente do Ocidente, assim afasta de nós as nossas transgressões.Como um pai se compadece de seus filhos, assim o SENHOR se compadece dos que o temem.Pois ele conhece a nossa estrutura e sabe que somos pó.Quanto ao homem, os seus dias são como a relva; como a flor do campo, assim ele floresce;pois, soprando nela o vento, desaparece; e não conhecerá, daí em diante, o seu lugar.Mas a misericórdia do SENHOR é de eternidade a eternidade, sobre os que o temem, e a sua justiça, sobre os filhos dos filhos,para com os que guardam a sua aliança e para com os que se lembram dos seus preceitos e os cumprem”.
      .
      Se você acha que pecou, mas se arrepende, tudo o que tem a fazer é orar ao Senhor, confessando esse pecado e com um firme propósito no coração de nunca mais cometer nenhum outro pecado do gênero. Pronto, seu pecado está perdoado.
      .
      Não sei se você frequenta uma igreja, mas eu recomendaria que, se não frequenta, procurasse um pastor de uma igreja séria e pedisse aconselhamento sobre esse assunto. Tenho certeza que um bom pastor te mostrará que, biblicamente, não há mais razão para você carregar culpa.
      .
      Jesus perdoa o pecador arrependido. Creia nisso. E tenha paz.
      .
      Oro por sua vida, na certeza de que nenhuma condenação há para você mediante o arrependimento e a entrega sincera de sua vida a Cristo. Lembre-se que foi exatamente por esse motivo que Jesus veio à terra, morreu e ressuscitou: para perdoar pecados.
      .
      Um abraço carinhoso, no amor de Deus,
      mz

  40. Marta Sobral disse:

    O você pensa do suicídio enquanto cristão?

    • Marta,
      .
      a Bíblia não traz nenhuma afirmação explícita sobre o suicídio. No entanto, tirar uma vida humana é pecado, inclusive a própria vida. Assim, em geral acredita-se que um suicida morre em desobediência a Deus. Claro que nossa esperança é que o suicida, entre o ato que tirou a sua vida e o momento em que fecha os olhos, venha a se arrepender e, assim, encontre paz para sua alma. Para os vivos, cabe dizer, o perdão de seus erros está sempre acessível, mediante o arrependimento e o abandono da vida de pecado. Jesus é o caminho para o perdão. Converse com Jesus. Procure ler a Bíblia. Busque uma orientação de um pastor sério. Isso só te fará bem, tenha total certeza disso.
      .
      Um abraço fraterno, na certeza da graça de Deus,
      mz

  41. Mírian disse:

    Não tem como ler esse texto e não chorar… Que Deus o abençoe muito e te ajude a continuar a escrever essas reflexões edificantes.

  42. Guilherme Monteiro disse:

    Todo mundo erra irmao quem não tem pecado que atire a primeira pedra obrigado por suas palavras…maravilhosas Deus te abençoe

  43. Vanda disse:

    Olá Maurício, muito obrigada pela sua partilha. Sempre senti também que é necessário muitas vezes compartilhar com os outros o problema do nosso pecado. Partilho da ideia que ninguém é ninguém para julgar e se sentir melhor que o outro porque pensa que pecou menos. Na verdade identifico-me como uma grande pecadora que precisa do resgate de Jesus para me salvar e livrar dos atos pecaminosos que pratico e não consigo por mim mesma livrar. Sou uma adoradora mas também pobre pecadora. Estou a entrar numa fase em que me tenho de confrontar diante de todos o pecado que cometi. Adultério, divórcio e posterior relação que me levou a uma gravidez indesejada. Na verdade é um escândalo que compromete a minha santidade diante de todos. Realmente estou arrependida, mas tenho que viver as consequências dos meus erros e assumi-los publicamente com coragem. É uma nova etapa da minha vida. Eu peço as suas orações e agradeço todo o seu carinho que tem por cada um que lê e comenta o seu blog. Deus continue a abençoar a sua obra e ministério. Realmente é uma benção na vida das pessoas..

  44. jony disse:

    Se matou alguém realmente ? Vai la e se entrega pra pagar o crime que cometeu .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s