Maquiagem correta pode ajudar a destacar o sorriso na correria cotidianaAlegria é uma das virtudes que somos capazes de vivenciar quando o Espírito Santo manifesta em nós o seu fruto (Gl 5.22-23). A princípio, quando tomamos conhecimento desse fato, temos a sensação de que seguir Cristo significa, naturalmente, ser constantemente alegre. Só que tem um porém: Jesus jamais prometeu que seríamos. Não seremos, e, se alguém lhe garante uma alegria interminável nesta vida, pode ter certeza: é uma promessa que não se cumprirá. Abraçar o evangelho implica em negar a si mesmo, tomar a sua cruz diariamente e seguir Cristo (Lc 9.23). Isso fala de dificuldades, de esforço, de sofrimento. Todos os salvos sofrerão. Todos os salvos terão momentos de agonia, lamento, dor, luto… tristeza. Isso é líquido e certo. É um fato bíblico e um fato da vida. Bem, diante disso, é possível explicar essa aparente contradição? Temos o Espírito de Deus em nós, ele manifesta seu fruto em nossa vida, seu fruto inclui alegria, mas, estranhamente… vivemos muitos momentos de profunda tristeza. Isso tem explicação? Creio que sim, e te convido a pensar junto comigo.

Jesus não foi alegre o tempo todo. Pedro não foi alegre o tempo todo. João não foi alegre o tempo todo. Paulo não foi alegre o tempo todo. Nenhum dos apóstolos foi alegre o tempo todo. Os mártires da Igreja primitiva não foram alegres o tempo todo. Agostinho não foi alegre o tempo todo. Lutero não foi alegre o tempo todo. Calvino não foi alegre o tempo todo. Eu não sou alegre o tempo todo. Você não é alegre o tempo todo. Ninguém é alegre o tempo todo. Bem, o que tudo isso tem em comum?

“O tempo todo”.

Esse é o xis da questão. O fruto do Espírito inclui virtudes como paz, paciência e domínio próprio, por exemplo, mas ninguém tem paz o tempo todo, nem é paciente o tempo todo, tampouco domina-se o tempo todo. Assim, o grande problema é associar a crença em Jesus à manifestação constante e ininterrupta dessas virtudes. Elas se manifestarão, mas não… o tempo todo.

Alegria2Só que nós vivemos em uma sociedade hedonista, que prega que nossa vida tem obrigatoriamente de ser uma felicidade que não acaba. Basta olhar as redes sociais – ou qualquer outra forma de exposição da pseudovida privada – dos seus amigos. Você não tem a impressão, por aquilo que eles dizem e, principalmente, pelas fotos que postam, de que todos vivem uma existência espetacular, recheada de beleza, emoções, viagens, aventuras, celebrações, alegrias inacabáveis? Acredite: não vivem. Mas, inconscientemente, sentem-se obrigados socialmente a expor ao mundo como são alegres o tempo inteiro, caso contrário seriam considerados fracassados, incompetentes, amaldiçoados ou qualquer coisa do gênero. Não quero que ninguém descubra que eu não vivo uma vida espetacularmente alegre, logo, a forma que tenho de fazer isso é postar onde todos possam ver meu sorriso constante, inapagável, feliz e contente. E, muitas vezes, artificial. Fazemos isso praticamente sem pensar, sem maldade, no automático, simplesmente porque nos ensinaram a vida inteira que viver é estar 24 horas por dia encharcado de endorfinas, desfrutando cada segundo numa ascendente de emoção, realização, euforia, gozo, júbilo. Assim, uma vida bem vivida seria como estar de domingo a domingo em um parque de diversões: exultante, feliz, alegre!

Só que não é assim que acontece.

Toda e qualquer pessoa vive em altos e baixos. Tem picos de humor. Momentos de tristeza. Quedas nos níveis de adrenalina. Problemas. Tribulações. Falta de alegria. Isso é normal. Não é agradável, mas é normal e previsível. Só que todos nos dizem que temos de estar sempre, sempre e sempre alegres! Não tem como não entrar numa crise existencial diante disso. “Todos dizem que uma vida plena é marcada por uma alegria sem fim, mas isso não acontece comigo; logo, minha vida é uma droga e minha fé, um fracasso”.

Errado.

Se você vive uma vida marcada pela alternância de momentos alegres e tristes, parabéns: você é humano como qualquer outro. E é aí que entra a alegria que é fruto do Espírito.

Alegria4Pense bem. Você acha de fato que a alegria que Paulo descreve como resultado de uma vida de intimidade com o Espírito Santo é aquela que se manifesta numa montanha russa, numa festa, numa viagem a um local paradisíaco, num jantar com amigos recheado de piadas, ao assistir a um filme de comédia? Essa é a alegria natural, inerente ao ser humano. Tanto que qualquer indivíduo, cristão ou não cristão, sente esse tipo de alegria. Seria como dizer que a paz que sentimos deitados numa rede, pegando um ventinho e tomando água de coco é sobrenatural. Não é. É natural e humana. Creio que o fruto do Espírito se manifesta sobrenaturalmente quando precisamos de uma injeção de algo que vai além de nossas forças. É quando não tenho domínio próprio e estou quase caindo em tentação que Deus me dá uma temperança que parece ir além do que eu conseguiria. É quando estou atribulado que sinto a paz espiritual, fruto da presença divina. É quando quero matar meu inimigo aos chutes e pontapés que o Espírito manifesta em mim amor e, só com essa infusão sobrenatural, consigo fazer-lhe o bem.

Assim, creio que a alegria que é fruto do Espírito é aquela que vem quando temos tudo para estar tristes. É sobrenatural. Como isso é possível? Porque ela brota da certeza de que no mundo teremos aflições mas Jesus venceu o mundo (Jo 16.33). De saber que ele está conosco todos os dias, mesmo nos mais terríveis, até a Alegria3consumação do século (Mt 28.20), e que não está alheio a absolutamente nada do que estamos passando. De ter a certeza de que “Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares, ainda lá me haverá de guiar a tua mão, e a tua destra me susterá” (Sl 139.8-10). É alegrar-se como resultado de sermos galhos enxertados na videira verdadeira. A certeza da presença de Cristo em nós, junto com a certeza de que ele jamais  remove seus olhos de nossa vida… eis a razão de nossa alegria. E alegria eterna, que independe das circunstâncias da vida.

Por isso, mesmo nos momentos de mais desesperante tristeza, essa alegria que flui do Espírito de Deus para nós estará presente. Parece contraditório? Acredite, não é. É uma alegria não eufórica, mas pacífica. Calma. Amena. É uma brisa, não um vendaval. Não é sair saltando de júbilo como qualquer pessoa numa balada, aos gritos de euforia, é… um suave sorriso. Aquela alegria que nos faz suspirar em meio às lágrimas. A alegria humana é inerente ao homem e se manifesta naturalmente quando é óbvio que estaremos alegres. A alegria espiritual é inerente ao Espírito e se manifesta sobrenaturalmente em momentos inesperados.

E, acima de tudo, a alegria que é fruto do Espírito é aquela que vem de saber que, como estamos em Cristo, temos a vida eterna. Ouça as palavras dos lábios de Jesus: “Não obstante, alegrai-vos, não porque os espíritos se vos submetem, e sim porque o vosso nome está arrolado nos céus” (Lc 10.20). Está sofrendo? Alegre-se, você tem a vida eterna. Está com dor? Alegre-se, você tem a vida eterna. Está triste? Alegre-se, você tem a vida eterna. Tá tudo ruim? Alegre-se, você tem a vida eterna! É uma alegria que existe em meio à tristeza, como uma flor que brota no solo seco do sertão.

A vida na terra é difícil, muito difícil. Numerosos momentos ruins estão pela frente. Situações de enorme aflição virão. Nessas horas você ficará triste. Mas, olha… tenha bom ânimo. Jesus venceu. E a vitória dele te dá a vida eterna. Aí vem o Espírito Santo e manifesta o fruto dele na tua vida. É quando você se lembra que Jesus está com os olhos postos em ti e que ele tem morada preparada no céu, com teu nome na porta. Seria isso motivo de alegria?

Alegria6Não busque a alegria segundo o mundo, essa é vaidade e correr atrás do vento. Alegria segundo o mundo é aquela que demonstramos em fotografias posadas e com sorrisos ensaiados. A alegria que é fruto do Espírito é aquela que não fotografamos, pois ela é muito maior do que uma lente pode captar. E, em geral, se manifesta nas horas em que não estamos acostumados a fotografar: no hospital, no orfanato, no desemprego, no susto, na dor, na crise matrimonial, no velório, na casa de recuperação, na depressão, no sofrimento. Pois é nas horas mais terríveis que Jesus sussurra em nosso ouvido: “Alegrai-vos na medida em que sois co-participantes dos sofrimentos de Cristo, para que também, na revelação de sua glória, vos alegreis exultando” (1Pe 4.13).

Você ainda terá muita alegria. Mas não o tempo todo. A tristeza dará as caras com frequência. Mas o Espírito Santo te alegrará muitas vezes, frutificando em tua lembrança que Jesus é contigo e te dá a vida eterna. Afinal, “a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação” (2Co 4.17).

A alegria humana passa. A alegria divina dura para sempre. E ela está ao teu alcance – basta viver dia após dia aos pés de Jesus.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

comentários
  1. Graça e paz!
    Como diz Tiago: Está aflito? Ore. Está contente? Cante louvores.
    Palavras que testificam o nosso dia a dia. Davi na caverna de Adulão era um no seu espírito. Davi derrotando o gigante era intensa felicidade!
    A teologia do “alegre o tempo todo” é um atrativo manipulador de mentes carnais que escondem o genuíno evangelho: O evangelho da cruz, onde a renúncia e as aflições por amor à Cristo são reais.
    Porém, temos as palavras de nosso Mestre que nos trazem conforto e consolo em nossos piores momentos como cristãos: Tende bom ânimo.
    Abraços em Cristo.
    Jeferson Rangel.
    prjfersonrangel.blogspot.com.br

  2. Beth disse:

    É… que pena que muitas igrejas em seus discursos vazios e mentirosos enganam tantas pessoas, dizendo que a a sua vida tem que ser só vitórias, alegria e prosperidade. Enganam, deturpando completamente as Escrituras. A certeza que a nossa vida não será diariamente só alegria e vitórias está na frase dita por Jesus: No mundo tereis aflição. Essas frase desmonta qualquer discurso de vitórias ininterruptas pregadas por esses falsos mestres.

    Fica com Deus Maurício!!!

  3. Lelê (Alessandra) disse:

    Maurício,
    Eu entendo o que vc está dizendo. Mas confesso que é extremamente difícil viver um dia de cada vez.
    Estou vivendo um momento de puro vale. Não consigo ver perspectiva de melhora.
    Continuo trabalhando e fazendo tudo como antes, mas vontade zero de fazer qualquer coisa.
    Sei que Jesus não nos prometeu alegria e júbilo sempre, mas tb não nos quer cabisbaixos por toda a eternidade!
    Tomara que esse período passe muito rápido, pois estou muito muito muito triste!
    Com carinho,
    Lelê

    • Minha querida amiga,
      .
      Você tem toda razão, viver um dia de cada vez é muito difícil. Por isso que nessas horas devemos nos agarrar à certeza de que após o vale profundo virão os pastos verdejantes. Muitas vezes as coisas não saem como queremos, e é nessas horas que devemos fazer como Jó: olhar para Deus com a certeza de que ele sabe o que faz. O luto vem e precisamos vivê-lo, mas na perspectiva de que um dia ele acabará. Tenho uma amiga que viveu momentos de profunda desesperança no passado, até que, inesperadamente, tudo mudou para melhor. Recentemente, a coisa ficou ruim de novo. Nessa hora eu diria a ela que se lembrasse daquele momento de desesperança do passado e lembrasse que Deus pode mudar tudo para o bem – quando e da forma que ela menos espera. Eu creio que ele fará, pois nos piores vales da vida de minha amiga ele fez dela um exemplo de superação. Peço a Deus que ela lembre-se sempre disso quando vier à mente dela a ideia de que não há perspectiva de mudança, pois… sempre há. A vantagem de viver um dia depois do outro é que cada novo dia pode trazer em si uma grande transformação. Nós não sabemos. Deus sabe. Aliás, Deus sabe o que faz. E ele cuida de quem lhe pertence.
      .
      Com certeza o Senhor não nos quer cabisbaixos por toda a eternidade! Por isso ele traz alento na tribulação, querida. Enquanto estamos no deserto e não chegamos ao oásis ele vai nos dando copos de água para suportarmos.
      .
      Tenho orado para que ele traga a alegria a tua vida. Sempre que você precisar estamos aqui, você sabe. Te amamos muito.
      .
      Um beijo fraterno, no amor daquele que te ama e nunca vira o rosto pra ti,
      mz

  4. Cris disse:

    Olá, Marício!
    Obrigada por mais essa bela reflexão.
    Um abraço fraterno e “um suave sorriso”.
    Cris

    • Oi, Cris!
      .
      Não tem o que agradecer, agradeça àquele que põe esse suave sorriso no teu rosto enquanto é gerúndio. Um dia chegará o tempo presente. 🙂
      .
      Beijo fraterno, na paz que excede todo o entendimento,
      mz

  5. Booooom diaaaaaa, irmão!

    Creio que o Senhor Deus tem falado à nós através dos seus textos pois eles tem nos trazem imensas alegrias!! Que o Pai neste momento, que tem ao seu lado direito o Filho para interceder por nós, continue sempre te inspirando através do Espírito Santo!!!

    Fika com Deus!!!

  6. Cássia disse:

    Que o Senhor seja contigo irmão ! Realmente, Jesus jamais disse que seria fácil, que não haveria sofrimento. Mas, essa alegria que vem do Espírito, torna nossas aflições mais leves, pois Deus está conosco. Abraços.

  7. lucia helena disse:

    A PAZ IRMÃO,LENDO O TEXTO ATÉ PARECE QUE ESTIVEMOS JUNTOS E VC O ESCREVEU PRA MIM,MINHA ALMA ESTÁ PROFUNDAMENTE TRISTE,MINHA VONTADE É JOGAR TUDO PRO ALTO,RECUAR,DESISTIR,SEI QUE PARECE COVARDIA,MAS HÁ ALGUNS DIAS QUE ME SINTO ASSIM SEM NENHUMA ESPERANÇA,SABE IRMÃO MEU ESPOSO NÃO É CRISTÃO, MAS QUANDO EU VIM PRA JESUS EU JÁ VIVIA COM ELE,11 ANOS SE PASSARAM,EU SEI QUE PARA DEUS SÃO ALGUNS SEGUNDOS,MAS PARA MIM É TANTO TEMPO,UM TEMPO QUE NÃO VOLTA MAIS…ÀS VEZES PARECE QUE EU VIVO COM UM ESTRANHO,E A SOLIDÃO QUE EU SINTO MESMO SENDO CASADA,ME FAZ SOFRER TANTO,NÃO ENTENDO PQ DEUS NÃO ME ATENDE ,POIS NÃO ESTOU PEDINDO ALGO RUIM… ME PERDOE O DESABAFO,E OBRIGADO POR ESTE ESPAÇO MARAVILHOSO,QUE NOS AJUDA TANTO,UM FORTE ABRAÇO!!!

    • Olá, Lucia,
      .
      fico triste de saber de tudo isso, mana. Eu não sabia disso, mas Deus sabia e certamente usou o texto para falar ao teu coração.
      .
      Os caminhos do Senhor são misteriosos, minha irmã, muito mais elevados do que os nossos. Teu questionamento me lembra um pouco o de Jó, que não entendia por que Deus não o atendia e o tinha deixado naquela situação. Chegou até a desejar não ter nascido. Mas o Senhor tinha um propósito para aquilo, que, no tempo certo, se revelou.
      .
      Deus não faz as coisas como queremos, Lucia, mas segundo seus grandes e ocultos planos. Ele decide como, quando, de que forma, se vai dizer sim, se vai dizer não… o que nos compete é crer que nosso Redentor vive e há de se levantar sobre a terra, sem murmurar mas sim perseverando. Creia nisso. Creia que ele não desviou o olhar de ti e sabe de absolutamente tudo o que se passa.
      .
      Fique firme. Em nada peque com teus lábios, como Jó. E no momento certo as coisas vão acontecer.
      .
      Oro por ti, mana. Deus te abençoe e a toda a tua família,
      mz

  8. Fabio Cardoso disse:

    Oi Maurício,
    A maior alegria já já está chegando !!
    O 13º salário!! Mas é assim que a maioria pensa.(brincadeira)
    A mesma fonte que disse:”Alegrai-vos”. Também disse:”chorem com os que choram” Rm12:15
    Logo, está certo citar Ec 3 “tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar”
    Abraço!

  9. cassiooliv disse:

    Obrigado meu amigo.. espero poder compartilhar tuas mensagens em meu blog.. São muito boas !!!
    Fique na paz…

  10. Christiane Lopes disse:

    Paz do Senhor,
    Agradeço a Deus e a você por essas palavras,que palavras…. que chegam ao meu coração num momento em que precisava ler esse recado de Deus.

    Deus o abençoe sempre.

    Christiane

  11. Paulo Silva disse:

    Olá Maurício!
    É exatamente como acredito e defendi em vários textos aqui postados. Isto é perfeitamente compreensível. Acreditar e esperar ter alegria o tempo todo é uma ideia utópica. Me desculpe, mas nem entendo a necessidade de dar enfoque a isto. Pois não é o pensamento de pessoas maduras. Razões para se lamentar têm aquelas que em suas vidas, os bons momentos são extremamente raros. Que carregam uma frustração tão grande, que a dor originada desta, se tornou inerente ao seu dia a dia. E tais, virem ainda a ser orientadas a aceitar com bom grado é que é dureza. O que você escreveu contraria o que diz Tim Maia em Azul da cor do mar! Há que ter uma alternância de momentos bons e ruins, para todos. Que estória é esta de alguns estarem condenados a infelicidade e terem que se conformar com isto? Que bom que não vou me opor em nada desta vez. Fique em paz.

    • Bom dia, Paulo,
      .
      a necessidade de dar enfoque a isto vem do fato de muitas e muitas pessoas acreditarem que receber Jesus em sua vida é sinônimo de falta de problemas, junto ao mau ensino de algumas igrejas de que se você está triste é por culpa sua, que não teve fé ou algo assim. Muitos de nós não são maduros a ponto de compreender a soberania de Deus e meu escrito visa a contribuir para a maturidade de quem crê nesses equívocos. Penso que o amadurecimento vem muito junto com a instrução e o discipulado.
      .
      Mas que é fato que muitos viverão e morrerão infelizes (segundo a felicidade do mundo), isso é. Negar isso é fechar os olhos ao que acontece ao nosso redor. A esse respeito, recomendo a leitura de “O livro dos mártires” (Mundo Cristão) e “O sorriso escondido de Deus” (Shedd).
      .
      Deus te abençoe,
      mz

  12. Daisy disse:

    Graça e Paz,Maurício,

    Sabe este texto que você escreveu,tem tudo a ver com a vida do meu sobrinho,que hoje faz 11 anos,Dani, tem uma doença muito grave e progressiva,mas a alegria dele de viver,a fé,a gratidão que ele tem a Deus,nos constrange.As pessoas olham pra vida dele e vêem uma felicidade,que só pode vir de Deus,não que ás vezes ele não se entristeça,mas na grande maioria das vezes é ele que nos alegra,uma criança que já nem consegue mais levantar da cama sozinho e mesmo assim acordar sorrindo,isto só pode vir de Deus mesmooo..Jesus nos disse que aqui na terra teríamos aflições e creio que adorá-lo nos momentos alegres é muito mais fácil,mas conseguir “sorrir” em meio a diagnóstico de uma doença grave é desafiador,assim tem sido a vida dele um exemplo pra todos nós e a glória é toda do Senhor!!!

    Bom dia!!!

    • Olá, Daisy,
      .
      seu sobrinho é um exemplo para todos nós, mana. Acredito que todo cristão deveria passar tempo em hospitais, asilos, orfanatos, centros de queimados e similares, para aprender mais sobre misericórdia, amor e alegria. Uma lição de vida.
      .
      Abraço pra ti, na paz de Cristo,
      mz

  13. solange vieira disse:

    Bom dia !
    Querido irmão, quantas vezes nos cobram esta alegria permanente quando estamos passando por momentos tão difíceis, uma alegria aparente, quando tudo que precisamos é a alegria que vem do
    alto,que nos renova e nos aviva e nos mantem de pé.
    Já te disse que seus textos me fazem tão bem, sempre de encontro com momentos reais.
    Que Deus lhe abençoe muitíssimo e te use sempre em prol de nosso crescimento Espiritual.
    A Paz de Cristo.
    Solange

  14. Alexandre Nobre disse:

    Paz Maurício, como vai?
    Estou lendo um livro que você indicou em uma das suas respostas a um comentário feito por outra pessoa aqui no “apenas”: O sorriso escondido de Deus escrito pelo John Piper.
    A alegria, ou estar alegre é algo que sempre me pego a pensar … passei por bons anos sob uma profunda depressão, e me lembro que sempre ouvia que isso “era coisa do demônio”. Mas hoje, mesmo ainda não tendo escapado dela totalmente percebo o bem que ela me fez. Esses dias ouvi uma frase da Bianca Toledo (não sei se você já ouviu a história e o milagre na vida dela) e nessa frase ela disse: “Há um tesouro na dor” … pensei na hora: “E não é que há mesmo!”.
    O livro que comentei tem me ajudado a suportar … a falta de alegria não e sinal de fraqueza ou de espiritualidade; mas hoje decidi pensar que preciso desse freio, dessa vara; pois meu Pai castiga ao filho que ama.
    Obrigado pelo texto … pela indicação (indireta) do livro e por me ensinar com suas palavras.
    Abração mano!!

    • Salve, Alexandre!
      .
      não tem o que agradecer, mano, o que edifica e traz consolo tem de ser compartilhado. Fico feliz que o livro esteja falando ao teu coração como falou ao meu.
      .
      Abração, Deus te abençoe,
      mz

  15. Marco Juric disse:

    Bom dia Zágari!

    Deus sabe por que só hoje li esse post. Estava mesmo precisando dessa palavra.
    Muito obrigado meu irmão!!

    God bless you!!!!

    MJ

  16. P. Victor disse:

    Caro MZ,
    Para quem não conhece a Jesus, seu texto é quase impossível de entender. Imagino essa alegria entrando em ação quando temos uma ansiedade só que pacífica ou estamos em um caos sereno. Meio louco isso. Mas Paulo disse que é assim mesmo.
    Essa alegria é mais um segredo de viver uma vida em Cristo. Enquanto lia seu texto me lembrei de uma participação, que vi esses dias, do Chris Duran no Raul Gil. Ele diz que encontrou a alegria verdadeira só em Jesus, apesar de toda fama, glamour, dinheiro que tinha ganhado na sua carreira secular. Daí, preencheu seu vazio sempre existente até então. Se não conhece o seu testemunho, indico. Vi muita sinceridade.

    Forte abço, meu irmão.

    • Oi, Paulo,
      .
      você tem toda razão, só entende a paz de Cristo quem conhece Cristo. Não existe a metade do caminho.
      .
      Obrigado pela dica, vou procurar assistir.
      .
      Abraço, mano, Deus te abençoe,
      mz

  17. João Vitor Alves Cardoso disse:

    Fala Maurício,EXCELENTE TEXTO COMO SEMPRE.Como disse Paulo;Aprendi a viver no muito e no pouco.Obrigado pelas palavras sinceras,e continue a escrever mais e mais.Desde a primeira vez que entrei no seu blog fiquei feliz com sua assistência e com seus textos.

    Fica na paz,boy

  18. Laura Camara disse:

    amei esse post

  19. Luzia Alcione Rodrigues Barbosa disse:

    Muitas lindas

  20. val disse:

    Que palavra tremenda!!

  21. Sandra disse:

    Palavras muito bem colocadas,onde o leitor com grau de conhecimentos diferentes conseguem interpretar muito bem.Parabens

  22. Elaine Oliveira disse:

    Verdade vejo verdade, nao vaidafe

  23. Gledis Oliveira disse:

    Hoje, esse texto fez muita diferença na minha vida. Que Deus te abençoe abundantemente.

  24. Alessandra (Lelê) disse:

    Oi Mauricio,
    Sempre releio as publicação que me chegam por e-mail e nessa eu estava muito triste.
    Tentei puxar pela memória mas não consigo descobrir o motivo.
    Não há mal que dure pra sempre! Isso é uma grande verdade. Depois dessa data, já fiquei triste uma infinidade de vezes e tenho certeza que ainda ficarei outras milhares.
    Deus é a nossa força e nosso sustento. Socorro bem presente na angústia,.
    Me fez bem reler essa publicação hoje. Nada dura pra sempre, só o amor do Pai.

    Com carinho e agora com saudade,

    • Oi, Lelê! 🙂
      .
      Deus sabe de todas as coisas, minha amiga. O que não podemos perder de foco é que Jesus não nos prometeu uma vida despida de aflições, mas garantiu que, em meio a elas, ele nos daria paz e bom ânimo. Se tivermos intimidade com ele, receberemos sua promessa.
      .
      Beijão, minha amiga, Deus te ilumine e fortaleça,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s