Eu já havia assistido ao vídeo sobre a vida de Zac Smith e me escangalhado de chorar ao vê-lo. Recentemente postei o texto Como lidar com perdas? e no espaço para os comentários o mano Luiz Felipe compartilhou esse mesmo vídeo. Fato é que Zac, um cristão casado e pai de três filhos, tinha câncer em estado terminal. Bem, assista ao vídeo – que tem menos de cinco minutos, você não vai se arrepender – e depois continuamos conversando:

.

Sim, Deus é Deus e Deus é bom. Mas o que mais me chamou a atenção nesse vídeo é que Zac, que veio a falecer 1 ano e 8 meses após seu diagnóstico, termina dizendo: “A Deus seja a glória”. Isso foi o que arrancou-me lágrimas. Pois lembrou-me de algo muito concreto que aconteceu em minha vida. Já falo sobre isso.

Porque saber que Deus é Deus é fácil. Os demônios sabem. Saber que Deus é bom… basta ler João 3.16 para ter certeza. Agora… dar glória a Deus em meio a dores e à quase certeza da morte? Jesus… eis aí um ato de bravura, um genuíno ato cristão. Algo raro de se ver em nossos dias. Acostumados a um Deus venerado em eventos com nomes absurdos e marketeiros como “Vida Vitoriosa para Você”, os cristãos perderam o hábito de em tudo dar graças. Inimigos da fé vendem essa ideia de que vitória em Cristo é uma VIDA repleta de bençãos, sorrisos, alegria sem fim… e milhares acreditam. Aí quando a inevitável dor chega, os enganados pelos pregadores do triunfalismo e da prosperidade ficam se lamuriando, como se Deus fosse obrigado a lhes conceder benesses. “Senhor, mas eu sou teu servo!”, cobram os coitados que acreditaram na “Vida Vitoriosa para Você”. Peitam Deus, exigindo sua “vitória”. Não entenderam nada do Evangelho. Nada. Nada. Zac Smith entendeu.

Já ouvi muitos dizerem que a missão da Igreja é ganhar almas. Errado. Essa é uma de suas tarefas. A missão da Igreja sempre foi e sempre será GLORIFICAR DEUS. Na alegria, no júbilo ou no câncer. Ou no leito de um CTI.

Lembro do dia em que, há cerca de cinco anos, fui almoçar com colegas de trabalho e comi um frango à parmegiana em um restaurante cuja cozinha (a Vigilância Sanitária constatou numa blitz, mediante denúncia de minha esposa) parecia um aterro sanitário. Resultado: às 19h eu dava entrada na emergência do hospital. Diagnóstico: septicemia abdominal. Em português: infecção generalizada na cavidade abdominal. “Esse restaurante te serviu rato podre, tem que ir para o CTI AGORA”, me disse a médica de plantão. Lembro de como me contorcia em dores, de como tinha vontade de vomitar e ir ao banheiro, mas meu organismo por alguma razão se recusava a expelir as imundícies que me foram servidas naquele restaurante.

Não havia leitos disponíveis no CTI do hospital, então minha heróica esposa começou a brigar com o plano de saúde para conseguir uma transferência. Enquanto isso eu ficava ali, no leito da emergência, um soro espetado no braço e a agonia de contorções me impedindo de ficar parado. De tempos em tempos tiravam meu sangue. Queria despir-me de mim. Enfim, após muita luta, minha esposa conseguiu uma vaga numa clínica particular, a Santa Bárbara, pequena e desconhecida mas que merece meus aplausos.

A ambulância só chegou de manhã, devia ser algo em torno de 6h ou 7h. Passei a madrugada com dores horríveis, cólicas e insone. Me amarraram a uma maca e me levaram para a ambulância. Era uma manhã cinza e chuvosa, quase um clichê de cinema. Em 20 minutos estávamos na porta da clínica, onde fui desembarcado, ainda atado à maca, e conduzido com a chuva caindo sobre meu rosto do carro até a porta. Minha sensação ia do abandono ao sofrimento, um misto de sentimentos difícil de explicar. Fui conduzido por corredores e elevadores até o CTI, onde entrei e me levaram ao leito onde eu ficaria pelos três dias seguintes. No trajeto eu ia passando pelos demais pacientes internados, em sua maioria idosos, um cenário deprimente de corpos entubados, seres humanos monitorados por máquinas e almas sem brilho no olhar.

Enfim me transferiram da maca para o leito, me deram remédios, os médicos me fizeram perguntas, fui furado, posto no soro, recebi medicamentos, fui atado a montes de fios e… acabou. Minha esposa foi obrigada a se despedir após eu mentir para ela, dizendo que estava tudo bem, e todos saíram. Fiquei só. O som do ambiente eram alguns “bipes” de máquinas e monitores cardíacos e uma voz que vinha de algum outro leito próximo e que pelos três dias que viriam pela frente me enlouqueceria com gemidos que soavam mais ou menos assim: “Aaaaaa-a-a-aaaaaaiiiiii… aaaaaaaiiiiiiiiiii… aaaaaaiiiiiiiiiiii…”.

Naquele momento… lembro-me como se fosse hoje: finalmente, as lágrimas desabaram de meus olhos, misturando-se à água da chuva, que ainda umedecia meu rosto, meus cabelos. Ali estava eu: em dores agonizantes, ouvindo a dor de outros,  com a incerteza do que iria acontecer, aos soluços, assolado por uma depressão enorme… e só.

Até então eu nunca tinha ouvido falar de Zac Smith. Mas, em meio à dor e ao sofrimento daquele instante, a mesma convicção que alcançaria aquele homem encheu meu coração. Lembro que me dei conta de que na verdade eu não estava só. Não, querido, querida, não pense que sou um supercrente ou um grande homem de Deus. Sou tão pó e cinza como qualquer um. Mas naquele instante fui inundado por uma convicção sobrenatural de que AQUELE era um dos momentos pelos quais eu ia aos cultos todo domingo, pelos quais eu levantava as mãos no louvor, ouvia as pregações. Ali me dei conta de como é fácil ser cristão quando há uma “Vida Vitoriosa para Você”, sem dor, de apenas ir a showzinhos gospel, participar de retiros e comer pizza com a galera da igreja depois do culto. Mas percebi que estava vivendo um momento kairos, um daqueles instantes em nossa vida em que Deus parece que vira e fala “taí, chegou o sofrimento, o que você tem a me dizer?”.

Fixei o olhar numa quina do teto, as lágrimas descendo, e comecei a glorificar Deus. E isso em meio a soluços e espasmos. Não me ache especial por ter feito isso. Pois o que fiz é nada menos do que o Senhor espera de TODOS os seus filhos: louvor na hora da dor, exaltação de Seu nome em meio à humilhação, glorificação que sai de lábios trêmulos de agonia, reconhecimento de Sua bondade e de seu amor na hora da tragédia. Deus não quer servos  que digam que Ele abriu mão de Sua soberania quando a desgraça vem. Deus quer servos que glorifiquem Seu Santo nome quando a desgraça vem. E naquele momento era como se o Espírito Santo dissesse: “E agora, Mauricio, murmuração ou glorificação?”. Não culpei Deus. Sabia que Deus era Deus e que Deus era bom. E optei por dar a Ele toda a glória que lhe é devida, pois Ele é digno, maravilhoso e supremo, a essência do amor: mesmo num leito de dor, choro e depressão, o Criador dos céus e da terra não deixou de ser o único merecedor de louvor, adoração e glória.

Não, a missão da Igreja não é ganhar almas. É glorificar Deus. Mas, mais do que isso, é glorificar Deus nas piores horas da vida. É para aprender isso que você vai à igreja, meu irmão, minha irmã. Para aprender que adoração não é ficar berrando em cultos cheios de raio laser e onde a tônica é “Vida Vitoriosa para Você”. Isso é um falso evangelho, não se deixe enganar. A Bíblia fala sobre o perfeito louvor. Minha teoria é que o perfeito louvor é aquele que sai de nossos corações, passa por nossos lábios e alcança o Céu nas piores horas de nossa vida. Quando temos tudo para dizer “maldito seja esse Deus injusto” mas em vez disso afirmamos: “Bendito seja o nome do Senhor, justo e digno, magnífico e magnânimo, rico em bondade e infinito em misericórdia. Glorificado seja!”

Três dias depois eu deixava o CTI. Mais magro, mais pálido e com os braços cheios de furos. Ainda me alimentava de papinhas e sopas. Sobrevivi. Saí andando da clínica e me lembro de ter admirado o primeiro raio de sol ao pisar na rua como uma dádiva. E meu louvor a Deus, depois daquela manhã, nunca foi igual a antes. Pois sei que sou barro em mãos santas, puras e gloriosas.  Parei de pecar? Não. Continuei cometendo erros? Todos os dias, como o ser humano que sou. Mas em meu coração falho e adâmico repousa desde então uma certeza que antes eu conhecia de ouvir falar e que a partir daquela manhã tornou-se concreta como rocha em minha vida: Deus é Deus e Deus é bom. A Deus seja a glória – independente das circunstâncias. Amém.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

(Dedico este post ao irmão Zac Smith e a todos aqueles que nos precederam na volta pra casa tendo compreendido qual é a verdadeira vitória do cristão e assim partiram sem murmurar contra Aquele que é digno de toda a honra e toda a glória).

comentários
  1. Paulo Guilherme disse:

    Vi esse vídeo ontem e me perguntei: O que eu faria no lugar do Zac? Choraria sem parar, de frustração, ou sorriria sabendo que Deus é o Senhor e faz o que Ele quer. Como minha resposta foi “não sei”, percebi que tenho muito que aprender sobre vida cristã e buscar vivê-la em sua plenitude. Desde ontem essa pergunta ecoa no meu ser. Fui ao culto hoje pela manhã e à noite, e continuei meditando a respeito. Reconheço o quanto preciso me preparar para o dia mau, como aconselha o apóstolo Paulo em Efésios, pois o dia mau, mais cedo ou mais tarde, sempre aparece. É por isso que quando os pobres seguidores da “vida vitoriosa” são confrontados com o dia mau e cansam de “reivindicar pela fé” ou “determinar sua benção” se frustam, esfriam e muitos voltam para o mundão. Infelizmente conheço gente assim. Que o Senhor da vida continue a nos dar Graça para chegarmos irrepreensíveis ao grande e derradeiro dia.

    Que o Senhor continua a te ungir e inspirar essas abençoadoras meditações.

    Paulo

    • Paulo, querido,
      .
      pense que o “dia mau” pode na verdade ser bom, dependendo do ponto de vista.
      .
      Foram experiências e enganos como esses que me motivaram a escrever “A Verdadeira Vitória do Cristão”. Seu um dia vc tiver interesse de ler vai compreender o que quero dizer. Pois foi pela percepção do que ali está escrito que minha vida mudou e hoje vivo sob uma nova perspectiva e um novo paradigma.
      .
      Deus te abençoe.

      • Obrigado pelas considerações, aliás já comprei o seu livro pela internet, só ainda não comecei a lê-lo pois pedi para entregarem na casa da minha mãe. Em breve foi buscá-lo. Graça e paz.

        Paulo

      • Paulo, estou aqui para servir.
        Espero que minhas reflexões no livro venham a te edificar e que tenha sido um investimento válido.
        Graça e paz!

  2. Eliana disse:

    É. Depois que li no seu novo livro, no último capítulo, sobre o sofrimento de cristãos da igreja primitiva e dos reformadores, comecei a pensar que a grande verdade é que meus sofrimentos não são nada. Hoje li alguns trechos do livro dos mártires e tive a mesma sensação. Penso em relatos da igreja perseguida e chego a sentir vergonha do cristianismo cômodo que vivo.
    Que saibamos glorificar a Deus em toda e qualquer situação.
    Ótimo post.
    Deus te abençoe!

    • Obrigado, querida.
      Esse é o problema: vivemos um cristianismo longe do que Jesus imaginou. Sem fibra. Sem abnegação.
      Só queremos a falsa vitória. Por isso eu quis tanto escrever o “A Verdadeira Vitória do Cristão”.
      Um beijo grande em vc e no maridão. Deus te abençoe muito.

  3. Encefalocio disse:

    Deus é Deus, e Deus é bom.

    Melhor que esta frase só mesmo

    “Deus sabe.” curtas e extremamente significativas …
    Muito bom Zágari, (sem querer ser chato, mas se puder algum dia dar uma opinião sobre meu blog seria ótimo, se isso lhe chatear esqueça haha rs)

    A paz contigo Zágari.

    • É isso mesmo, mano.
      Não chateia de modo algum. Me passe a url que eu olho (essa que vc escreveu no registro leva a uma pagina institcucional do wordpress).
      .
      PaZ, mano, o Senhor seja com vc.

      • Encefalocio disse:

        a tá, sorry hehe rs

        http://encefalocio.wordpress.com/ creio que este esteja correto.

        Valeu mesmo Zágari. (se for ler algo, leia Outono)

      • Mano, li todos os textos da home.
        Vc escreve muito bem, e tem um estilo próprio, o que é ótimo.
        Gostei da mescla de poesia e prosa.
        O visual do blog ta clean, isso tb é legal pro que vc faz, porque dirige direto para o texto.
        Em resumo…siga escrevendo!
        .
        Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

      • Encefalocio disse:

        Nossa muito obrigado mesmo, você não sabe o quão importante sua opinião é pra mim, descobri seu blog sem querer, o primeiro post foi aquele sobre o festival promessas, achei interessante li mais uns dois posts e favoritei, desde então eu só não li os posts que eu comentei contigo que não leria ahha rs,

        Muito obrigado mesmo.

        Deus lhe abençoe também.

      • Que isso, queridão, sempre que precisar.
        Deus o abençoe.

  4. Jacy disse:

    Maurício, eu convivo com pessoas que aprenderam em suas denominações e afirmam que sofrimentos, doenças e perdas para eles é falta de fé. Eu confesso que me choco ao perceber que as pessoas que pensam assim na maioria das vezes só acusam ou mostram a “fórmula da vitória” mas dificilmente estendem as mãos ou dão o ombro.

    • Jacy,
      foi exatamente por isso que eu escrevi meu ultimo livro, “A Verdadeira Vitória do Cristão”. Fala exatamente disso. Eu tinha vontade de sobrevoar cada igreja do país que ensina esse falso triunfalismo de helicóptero jogando cópias do livro, para que nossos irmãos entendessem o que a Bíblia realmente ensina que é “vitória” para os filhos de Deus.
      .
      É muito, muito triste, pois o estudo sobre o tema na Biblia e na Historia revela uma vitória bem diferente dessa.
      .
      Oremos!
      .
      Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  5. Lelê (Alessandra) disse:

    Mauricio,

    Eu tb tenho uma história parecida para compartilhar!
    Talvez nem todos os seus leitores saibam que já tive um AVC, fiquei muito mal mas ia me reerquendo a medida que o tempo passava!
    Foi difícil? Muito! Nunca imaginei que eu pudesse ter forças para tal feito. Reconheço que só Deus poderia ter me suportado e me auxiliado em todos os instantes.

    Mas vamos falar de outro fato que faz ligação com o meu AVC. Eu depois de “me acostumado” com a minha vida atual e já conseguia ver beleza nas vitórias. Eu tive que ser internada mais uma vez!

    Aquele regresso ao hospital era como uma grande derrota. Como se eu estivesse dando vários passos para tras. Mas nao tinha jeito. Eu tinha que voltar para o hospital por causa dos meus espasmos de vomito. Eles nao tinham raazao de ser. E peocupava todos por conta de sua cor. Era marrom e o que dizem que qd a pessoa vomita marrom ainda há deformidade no cerrebro. Foi um momeento de reunião entre meus familiares e foi decidido que eu teria que voltar mesmo.

    Eu fui encaminhada para a unidade intermediária. É verdade, não tem muitos aparelhos como um CTI tradicional, mas vc tem que ficar sozinha!

    E a pior sensação era é de ter sido completamente abandonada por todos. E eu lembro de nao estar falando direito, eu lembro de ter glorificado a Deus naquele situação. A minha oração foi mais ou menos assim.

    – Pai, toda a honra e glória seja dada somente a Ti. Pois Tu, és Deus e sabe de todas as coisas! Não entendo o que, nem o porquê de eu ter voltado para este lugar! Mas eu só tenho motivos para te agradecer!

    E eu passei na Unidade Intermediaria 4 dias! E os vomitos simplismente cessaram! Foi milagre mesmo! Porque da mesma maneira que vieram foram embora! E é lógico que eu me recuperei e com isso dei gloria a Deus em todos os momentos da minha vida! E continuo dando.

    Eu tive que deixar todo o meu orgulho de lado! E Deus deve gostar qd nós nos despimos de nossa glória para dar glória somente a Ele!

    Parabéns por mais este maravilhoso post! Como é bom dar glória a quem merece! Deus!!!!

    Bjss na familia e em vc!!!

  6. Cabral. disse:

    Maurício.
    À tempos que não comento seus artigos por aqui. Não que tenha deixado de acompanhá-los e lê-los. Correria mesmo…infelizmente.
    Porém nesta manhã, ao me deparar não só com o artigo acima, mas também com o vídeo, não tive como não largar tudo o que estou fazendo e deixar registrado aqui que artigos como esse e depoimentos com o do Zac, motivam-nos à continuar pela busca do Evangelho puro, difícil,caro às vezes, mas Soberano, Glorioso e Eterno (à despeito das circunstâncias ao nosso redor).
    Louvo à Deus pelo APENAS!!!

    Um oásis em meio à um deserto de mentiras e distorções da Palavra e da Vontade de Deus…

    Abraço.

    Cabral.

  7. Marisa disse:

    Maurício, a paz!

    Continuando o testemunho de Zac Smith há um vídeo com o depoimento da esposa dele, caso não conheça compartilho aqui o endereço: http://youtu.be/TjM91CXu1nQ.

    Um grande abraço, fique na paz!

    Marisa

    • Já conhecia, Marisa, no blog de Andrew está postado. Mas para a mensagem que desejava passar me bastava o primeiro.
      Muito obrigado pelo carinho e a contribuição.
      .
      Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  8. Jacy disse:

    Maurício, eu enviei para o seu e-mail o resumo da situação que tô passando!
    Como faço para adquirir seu livro? Moro em São Luís-Ma.

    • Jacy,
      vou olhar com carinho e te respondo.
      .
      Sobre o livro, vc pode entrar na loja virtual (www.editoraannodomini.com.br/livraria) ou pelo 0800-701-3490. O livro é entregue pelo correio na sua casa. Espero que te edifique!
      .
      Na paz que excede todo o entendimento.

      • Jacy disse:

        Maurício, já fiz o pedido do seu livro “A verdadeira vitória do cristão”! Aguardo ansiosa chegar em minha casa! Tenho certeza que serei abençoada! Pazzzz!!!!

      • Amem, querida, espero que seja sim. E depois me conta se o livro te edificou.
        .
        Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão! E ao seu filhote tb!

  9. Tamires Souza disse:

    Meu Deus, muito me emocionei ao ler esse post Mauricio. Foi mais ou menos assim : Você sabia do que eu tava passando e resolveu escrever isso pra mim né?!(risos). Desde a ultima sexta-feira tenho tido crises fortes de gastrite, onde a dor é insuportável, e ela vem sem avisar, tanto faz eu tá bem agora, como daqui a pouco sentir dor |(mas já tô sento tratada com medicamentos)… e no sábado vivi um pouco do que você viveu no hospital, com fortes dores abdominais e sendo furada recebendo a medicação. E eu ficava meio que tentando fazer uma ‘lista de pecados de Tamires’ para tentar justificar aquilo que eu estava passando: “-Ah acho que Deus permitiu isso porque eu não orei nem jejuei, porque eu tomei café, e eu não podia, ou porque eu comi porcarias, talvez pelo fato de eu deixar de ler a bíblia porque eu tava na internet (…)”. Seriam tantos que não caberia num caderno (risos). E esse sentimento de culpa tomava meu coração de tal maneira ao ponto de, quando eu sentia a dor, eu não conseguia clamar ao Senhor por cura, ou por alívio da dor, sei lá me sentia envergonhada, afinal eu não merecia, errada do jeito que eu tava, ia pedir ajuda a Deus? eu não admitia isso! … Até que ontem, eu fui ao trabalho, (mesmo debilitada ainda), e sai um pouco antes da hora (porque a dor tinha voltado), e quando cheguei em casa, tomei remédio, e corri pro quarto, e eu chorava, chorava, chorava, afinal não tava mais aguentando aquela situação toda, e mil pensamentos maus viam em minha mente, “pode ser algo muito grave”, eu pensava, e minha insegurança só aumentava. Até que em pensamento eu clamei ao Senhor por misericórdia, “eu não aguentava mais!” E a parti desse quebrantamento, eu senti um cuidado Dele de uma forma sobrenatural, eu sentia o Pai me tomar no colo, e cuidar de mim. E senti um desejo enorme de engradece-lo, eu sei que em minha memória vinha um louvor antigo (que não lembro agora por incrível que pareça), e eu cantava (em pensamento), e a dor começava a aliviar, e até agora não senti mais dor para glória do Senhor! E esse post me trouxe uma grande lição, tanto com o vídeo, como em suas palavras, que “Deus é Deus e Deus é bom. A Deus seja a glória – independente das circunstâncias. Amém.” Amanhã vou ao médico, e farei alguns exames, e quero ir com essa convicção : Deus é Deus e Deus é bom em todo tempo!

    Que Deus continue a te abençoar e te usar Mauricio, és um precioso instrumento na mão Dele! Abraços!

    • Ô, Tamires, em primeiro lugar receba meu abraço por este momento de sofrimento. Oro ao Senhor que passe logo.
      .
      Imagino o que vc passou. E Satanás é um canalha mesmo, lançando esses pensamentos absurdos na sua mente.
      .
      Leia o livro de Jó. É exatamente o que ele passou, sem culpa e sem pecado, mas tendo de ouvir dos seus amigos (no caso esses seus pensamentos infundados) acusações que lançavam sobre ele a culpa de estar naquela situação. Mas não era nada daquilo, era a soberania amorosa de Deus em ação.
      .
      Obrigado pelo teu carinho, querida, bênçãos em dobro, reestabelecimento total pra ti!
      .
      Que Ele te abençoe com a verdadeira vitória do cristão.

  10. maravilhoso…! Sem muitas palavras, e sim lágrimas.
    Que Deus esteja contigo sempre, Mauricio !!!
    Abraços

  11. Bem Mauricio, post forte esse. Zac Smith é verdadeiramente um herói da fé. Esse vídeo abalou as minhas estruturas. Mas por que vivemos ? Para constituir uma linda família e ter um ótimo emprego? Para ir ao cinema toda semana e comer em bons restaurantes? Não. Vivemos para glorificar a Deus! A questão é que estamos sendo ensinados, inclusive em muitas igrejas acerca do imenso valor que é a vida aqui na terra. Talvez isso leve a muitos cristãos a arriscar pouco, a se limitarem a servir a Deus apenas nas suas igrejas. Zagari minha oração ultimamente é para que eu possa sim, glorificar a Deus e como aquela linda música antiga fala ” E que cada dia eu queira mais e mais, estar ao seu lado Senhor”, Convicção de salvação é o que nossos amigos precisam!!! Se esse sentimento, que preenchia todo coração de Paulo, o do que “Viver é Cristo e morrer é lucro” não estiver aumentando no nosso coração,há alguma coisa errada. É claro que reconheço que a estrada é árdua e Deus vai precisar nos quebrar muito. Mas em Cristo temos a vitória. A Deus seja toda glória.

  12. Eu conheci a história do irmão Zac através do VOLTEMOS AO EVANGELHO e me emocionou muito! E o que me vem à mente é o seguinte questionamento: será que se eu passasse por algo semelhante, eu teria a mesma força, o mesmo desejo de glorificar ao Senhor por me fazer passar por algo que eu não queria passar? Eu tenho 21 anos, no começo do ano passado tive uma crise emocional que pensei que me ia arrebatar a vida. Eu nunca tinha passado por nada semelhante. O corpo dormente, sem conseguir ficar de pé…pensei que estava sofrendo um derrame. E o que eu fiz? Comecei a dizer para o Senhor que não queria morrer! Ao mesmo tempo que pensava isso, ainda conseguia dizer para mim mesmo: Gabriel, você está com medo da morte? Você não consegue se regozijar em Cristo mesmo passando por essa agonia toda? Eu sempre defendi a ideia de que o morrer é lucro, mas naquele momento eu não conseguia pensar isso! O querido irmão Zac conseguiu! Que o SENHOR DEUS nos ajude a nos regozijar e passar por cima dos nossos anseios, muitas vezes egoístas! Amém.
    Deus o abençoe, Mauricio!

    • Belas palavras e parabéns pela sinceridade, Gabriel.
      O Reino de Deus precisa de pessoas honestas com a fé como você.
      .
      Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  13. Luiz Felipe disse:

    Com os ouvidos eu ouvira falar de ti; mas agora te vêem os meus olhos. Jó 42:5

    Momentos como este que o irmão viveu nos dá uma compreensão de Deus similar a esta que Jó descreve.
    .
    Não vou nem escrever muito porque …

    Zac Smith me faz chorar
    Momento Kairos (uma pregação que ouvi do Bp Roberto), me faz chorar.
    Lembrar que em alguns momentos da vida não respondi com fé, me faz chorar.
    .
    Fica aqui também minhas orações para a família do Zac Smith e para todos aqueles que demonstram uma tipo de fé que chega a me levar ao constrangimento.
    .
    A paz.
    .
    Luiz Felipe

  14. marina reiche disse:

    Esse post falou muito comigo. Eu tenho um blog e escrevi um post baseado neste vídeo do Zac, se puder dá uma olhada. http://tinyurl.com/dxfvwb4
    Deus te abençõe por compartilhar essa história e a sua história tbm conosco. Isso nos edifica muito e vemos que não estamos sozinhos neste mundo tenebroso.

    Abraços!

  15. Teresa Mesquita disse:

    Graça e paz Zágari..

    Existem momentos em que percebemos que nossa vida é tão frágil e passageira, que somos barro mesmo nas mãos de Deus e passa pela nossa cabeça, pensamentos que querem nos desanimar, deprimir, acabar com a única esperança que possuímos..Nossa fé em Deus. Eu também passei por momentos difíceis a quase 2 anos atrás. Tive um estresse tão grande que gerou uma síndrome do pânico. Sinceramente nem acreditava nisso até passar, foram meses difíceis, pensei que tava com todo tipo de doença, porque sentia dores na coluna, tontura, coração acelerava, pressão subia, olhe, foram dias turbulentos. Fiz alguns exames e meu neuro disse que eram sintomas de estresse mesmo. Mas te falo com toda sinceridade Zágari, não saí dessa prova à mesma pessoa. Acho que passei a agir diferente, ver diferente e passei a confiar mais em Deus. Muitas vezes achamos que nossos rituais são grande coisa e estamos tão alienados em nossa vida e quando nos encontramos debilitados, desanimados, procurando respostas, descobrimos que podemos passar pela vida sem ter noção de seu significado, sem de fato conhecer Deus. Em todos os momentos a melhor escolha que devemos fazer e se refugiar em Deus e quando nos despertamos para o significado de glorificar como você disse, em verdade, em meio a dor, ao choro, ao luto, perdas, e tantas aflições que passamos nessa vida, saímos mais fortes..Sei que certas coisas vem para nos fortalecer, nos fazer amadurecer e ter mais fé. Acredito que Paulo queria dizer isso quando falou..”Tudo posso naquele que me fortalece”..Posso passar por inúmeras situações, mas com Deus somos vencedores, porque fomos comprados por um preço muito alto.

    ….o perfeito louvor é aquele que sai de nossos corações, passa por nossos lábios e alcança o Céu nas piores horas de nossa vida. Quando temos tudo para dizer “maldito seja esse Deus injusto” mas em vez disso afirmamos: “Bendito seja o nome do Senhor, justo e digno, magnífico e magnânimo, rico em bondade e infinito em misericórdia. Glorificado seja!”

    Essa sua frase é umas das mais verdadeiras e perfeitas que já li. Que Deus te cubra de ricas bênçãos meu irmão, mais uma vez você conseguiu arrancar minhas lagrimas..

    abraço!!

    • Teresa,
      te entendo perfeitamente, pois estou me tratando de estresse exatamente neste período. Então posso imaginar o que vc passou.
      Tem gente que não entende o sofrimento. Nós, que já passamos ou estamos passando pelo vale da sombra da morte, sabemos que existe a sombra do Onipotente. E que, aprendendo, tropeçando e à custa de muitas lágrimas receberemos então…a verdadeira vitória do cristão. É exatamente sobre isso que trata meu livro. Acredite, além de ser uma análise bíblica e histórica, foi motivado por muita dor pessoal. Tem muito “ai” de Mauricio Zágari nas páginas dessa obra.
      .
      Deus te abençoe, irmã querida.

      • Teresa Mesquita disse:

        Pois dê uma brecada em sua rotina diária, eu sei que isso é muito complicado e difícil, mas necessário.Tive que fazer isso. Não vou mandar você ler a Bíblia e nem orar porque sei que isso você já faz..rsrs..No mais meu irmão é da glória mesmo..Pois só Deus tem refugio para nossas almas cansadas e estressadas..kkk..

        Abraço!!

      • Estou tentando, Teresa rsrs E uns rivotrizinhos para ajudar rsrs
        .
        Deus a abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  16. Renata Cassa disse:

    O q dizer?
    Deus sempre é Deus e Deus sempre é bom!
    Precisamos crer nisso sempre =)

  17. Amanda Oliveira. disse:

    NOssa Zágari!! Ufffa!! Muitas lágrumas em meu rosto nessa manhã!! Mas glória a Deus! Tenho vivido momentos muitos dificeis esses dias e ontem foi p mim o de maioor dor! Meu Pai, um homem q não conhecia Deus, tão corrompido e fez tanto minha mãe chorar c suas farras, mas por incrivel que parece um excente pai, meu pai fez de tudo para proporcionar o melhor p mim e meu irmãos e de alguns anos ele tem sido muito família, há exatos três meses ele começou muitas internações e começou c um simples machucado no pé (diabete), depois foi coluna, água no pulmão (já tratado) e de uns dias ele tem sentido falta de ar, fizeram todos os exames e o pulmão está perfeito, ontem fomos visitá-lo e ele estava bem, conversando e meio debilitado mas bem. Fomos embora e depois de uma hora minha màe ligou aflita p meu marido e voltamos ao hospital, ele teve uma parada respiratoria e conseguiram reveter e c esse quadro ele foi p o CTI pois tiveram q entuba-lo. Minha mãe teve que voltar conosco pq nesse setor não pode acompanhante!! Saíiii do hospital desarmada, chorei muito, ajoelhei no proprio hospital e entreguei novamente a vida do meu Pai a Cristo, mas sempre c a certeza de q Deus está conosco nesse momento. Nesse tempo meu pai aceitou a Cristo, pediu perdão a minha mãe e estaava confiante. Tenho orado e glorificado a meu Deus! Tenho sentido paz no meu coração! Mas também choro muito pq quero tanto ver meu Pai podendo viver uma vida diferente de tudo q ele já viveu!! Amo ao meu Deus! Que é um Deus bom! E que a vontade do Pai seja sempre feita me nossos vidas!! Sai escrevendo e espero q entedas o texto!!

    • Entendi sim, Amanda.
      Pode ter certeza que a vida e a salvação de seu pai estão em minhas orações.
      Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e o mais ele fará.
      .
      Deus te abençoe com a verdadeira vitoria do cristão.

      • Amanda Oliveira. disse:

        Zágari! Muito obrigada por sua oração pela vida e salvação do meu pa (Edson)i!! Tenho certeza q Deus tem planos maravilhosos p nossas vidas!! Deus é maravilhoso! Só esqueci de escrever no post anterior q acompanho seu blog um tempo e ele tem edificado minha vida! Comprei o livro Verdadeira Vitória do Cristão e c ele tenho conversado c minha mãe, da palavra maravilhosa! Q Deus continue abençoar sua vida e de sua linda família!! Meu pai ainda está no CTI e ontem ao visitálo e vê-lo acordado e lúcido so mostra a bondade e misericórdia de Deus em nossas vidas, o médico disse q ainda é um estado grave, devido a parada cardio-respirátorio, mas p Deus tudo é possível! E q tudo seja feita somente p honra e glória do Pai! Obrigada! Deus te use a cada dia mais!!

      • Amanda,
        sigo orando pelo seu papai. Entrega-o nas mãos do Senhor, dê-lhe todo o amor que puder e creia que os planos de Deus não podem ser frustrados.
        .
        Me alegro que meu blog te abençoe. Oro a Deus que continue abençoando.
        .
        Fico feliz que tenha adquirido o livro. Que ele edifique muito a sua vida!
        .
        Um beijo grande, na paz dAquele que morreu e ressuscitou por nós! Feliz Páscoa!

  18. Cátia Maria Ribeiro do Nascimento Oliveira disse:

    Glória a Deus que falou comigo tremendamente através dessa mensagem,Deus sabe tudo o que eu tava passando,conseguirei agora me levantar de um emaranhado de problemas em NOme de JESUS! Deus continue lhe abençoando grandemente.

  19. Haja Hope disse:

    Deus seja louvado!!
    Em Setembro de 2009, tomei uma decisão e postura de fé da qual o Nome de Cristo foi glorificado. Depois de receber os resultados médicos,de que tinha sido acometida de uma metástese [metástese é a capacidade de células cancerosas se espalharem do local original, para formarem tumores em locais distantes.] Já estava com passagens marcadas para a missão em Níger – Àfrica em Janeiro/2010. O tratamento me deixaria debilitada, fragilizada para uma viagem por um curto período de três meses, mas sem nenhuma assistência médica adequada. Lembro-me como se fosse hoje… Chamei meus filhos e esposo e, em fé decidi que só daria início ao tratamento quimioterápicos ou, procedimentos cirúrgicos no retorno da viagem. Fui até so meu pastor e pedi-lhe que comunica-se a Igreja minha decisão. Muitos acusaram-me de fé irresponsável; que Deus entenderia o fato de eu não ir as missões naquele período. Mas em meu coração o Espírito Santo tinha gerado uma esperança viva de que estava no caminho certo; então mantive em segredo para muitos amigos e inclusive a liderança no Níger, que só ficou sabendo da doença quando desembarcamos em Niamey. Há vinte dias eu estava com pequenos sangramento devido a desestabilização hormonal e outras caractéristicas do câncer uterino; quando tremores fortes e calafrios tomaram conta do meu corpo; descobrimos então que tinha pego málaria. Após três dias de internação a malária retornou ainda mais forte e voltei ao Brasil. Resumindo…rs
    Depois de três novas biópsias e mamografias em diferentes laboratórios; os médicos chegaram a conclusão que não havia mais câncer no útero; e os três nódulos mamários simplesmente desapareceram. Diagnóstico final: Livre do câncer! Curada por Cristo Jesus Nosso Senhor =)

    Abração GIGANTE precioso de Cristo, e muito obrigada por mais esta importante reflexão.

  20. Maurício Zágari,obrigada pelo vídeo (foi feita a vontade do Deus Soberano na vida do Zac Smith, homem de fé.O Senhor quis levá-lo para junto dEle).Grata pelo texto.Edificou a minha vida.
    O Senhor te ergueu! Sempre do seu lado.Glória a Deus!
    Glória a Deus pela sua vida escondida nEle.Graças.
    Que todos os dias a Igreja,o Povo de Deus,louve ao Senhor,com dificuldade ou não,com doenças ou não,dores ou não,tristezas ou não… Manhã,tarde e noite,glorificando a Deus.Corações gratos, adorando aos Pés do SENHOR em espírito e em verdade (João 4:23,24).O Senhor honra os que o honram.Dedicação ao Senhor e consagração.Vida no Altar.Homens e mulheres de Deus que possuem fé firme em Jesus.Firme como Moisés,vendo o invisível.Deus tem o milagre.Age de repente (Isaías 48:3.Is 64:4.João 5:17),como lhe apraz (Salmo 115:1-3) e ninguém impede o Seu agir sobrenatural (Isaías 43:13).Possui Domínio em tudo na Terra e Céu.Descansamos no Senhor.
    Em oração,fale para o Senhor:
    Adorado Senhor da vida.
    Sublime.
    Exaltado Salvador.
    Sublime.
    Louvado Rei da Glória.
    Sublime.
    Glorificado Senhor dos Exércitos.
    Sublime.
    Engrandecido Deus Bom.
    Sublime.
    Glória a Deus.
    Sublime.
    Deus de amor.
    Sublime.
    Bendito Nome.
    Jesus Cristo.
    Sublime.
    Todo-Poderoso.
    Soberano.
    Fiel e Verdadeiro.
    Altíssimo Majestoso.
    Cavalga sobre os céus.
    Ajuda o Seu Povo Eleito.
    Alegra os corações.
    Milagre.
    Ações de graças.
    Para sempre ao Deus Vivo seja a Glória!
    Independente das adversidades.
    Para sempre ao Deus Vivo seja a Glória!
    O perfeito louvor de puro coração sincero,bom,contrito e quebrantado.
    Para sempre ao Deus Vivo seja a Glória!
    Glórias ao Deus da paz e Luz divina.
    Para sempre ao Vivo seja a Glória!
    No nome de Jesus,AMÉM!!!

    🙂 Paz do Senhor com alegria de coração,Luciana Oliveira. 🙂

  21. […] O perfeito louvor nas piores horas da vida […]

  22. Ronaldo R da Silva disse:

    Caro Mauricio, olá.

    Gostei muito de seu post sobre o “enigma da tatuagem” (rsrsrs). Mas também sobre seu comentário sobre a vida de Zac Smiti e o louvor na hora do sofrimento. Tudo muito bem esclarecido e embasado.

    Grande abraço e que Deus o use cada vez mais.

    Abs,

    Ronaldo Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s