JacarezinhoDuas semana atrás preguei em uma bela igreja, localizada na principal avenida da zona norte do Rio de Janeiro. O espaçoso santuário era muito bem organizado, com tudo muito limpo, uma estrutura primorosa. O culto estava lotado, com algumas centenas de pessoas, muitas delas em pé no fundo da igreja. Os louvores traziam hinos antigos misturados com hinos atuais. Já no último fim de semana fui pregar em outra igreja, dentro da perigosa favela do Jacarezinho (foto). Para chegar lá você passa por baixo de um viaduto, atravessa a pé a linha do trem por um buraco em um muro, encara um mergulhão inundado de água malcheirosa, percorre uma longa rua que margeia um enorme canal com esgoto a céu aberto, passa ao lado de pelo menos dois lixões com pessoas catando coisas ali. Cheguei à igreja, na verdade uma espécie de garagem adaptada, e comecei a falar para os cerca de quinze ouvintes presentes. Eu competia com um pagode em último volume no boteco ao lado e ficava sentindo durante a preleção um cheiro de maconha que vinha sabe Deus de onde. O louvor era composto de composições dos próprios músicos do local, que incluíam musicas como “Injete na veia o sangue de Jesus”. Não pude deixar de refletir sobre a diferença entre essas duas realidades.

A constatação é que, para os propósitos do reino, entre elas não há diferença alguma. Tanto na igreja cheia e com recursos quanto na igrejinha humilde e com pouca gente havia cristãos ávidos por uma palavra bíblica. Nas duas havia não cristãos, carentes de salvação. Em ambas havia amor entre os membros, dedicação à preparação do louvor antes do culto, carinho com o pregador, lideranças que estavam ali graças a um profundo chamado para a obra. Quando vi tudo aquilo, percebi que a discriminação contra igrejas com muitos membros, compostas de pessoas com uma confortável condição financeira, é uma bobagem. E também percebi que a discriminação com igrejas compostas por poucas pessoas, de poder aquisitivo mais baixo, é um igual absurdo.

E isso por uma simples razão: a realidade espiritual em ambos os locais é idêntica: são almas carentes de salvação que, uma vez salvas, precisam ser discipuladas. Pessoas pobres e pessoas ricas precisam de salvação do mesmíssimo modo.

CruzMe senti muito bem na primeira igreja. Havia carinho, afeto, preocupação. Pessoas como Pr. Walmir Cohen, Marco Túlio, Fabiano e Pr. Sérgio deixaram em mim marcas de amor e a certeza de que éramos membros da mesma família, em busca do mesmo objetivo. Me ofereceram uma deliciosa massa ao molho branco, com banana caramelada. Na segunda igreja me senti igualmente amado. Havia carinho, afeto, preocupação. Pessoas como Pr. Jean, Marcos, Pr. Thiago e seu Josué transpareceram a certeza afetuosa de que pertencemos à mesma família, em busca do mesmo objetivo. Me ofereceram um delicioso pão com requeijão e guaraná Tobi, com biscoitos doces. A palavra foi ministrada em ambos lugares e, ao final de culto, os comentários dos irmãos que vieram falar comigo foram muito semelhantes: dúvidas teológicas, pedidos de oração, relatos daquilo que Deus havia falado aos seus corações pela ministração.

A diferença entre as duas realidades, do ponto de vista do discipulado, da necessidade de arrependimento e crescimento, da busca por Cristo, da necessidade de conhecimento bíblico? Absolutamente nenhuma.

Cruz2Já tinha dificuldade de entender isso antes, e agora – depois dessas duas experiências – ela aumentou: como pode, do ponto de vista espiritual, certos pregadores ou cantores só aceitarem ir ministrar em uma igreja onde lhe deem grandes ofertas ou onde haja muitos membros para comprar seus CDs? À luz da carne a explicação é óbvia para qualquer um, mas… à luz do mundo espiritual? Incompreensível. Minha oração sempre é que, a cada ministração minha, pelo menos uma única vida seja radicalmente mudada e transformada para melhor. E, nas duas igrejas que visitei em menos de duas semanas, havia montes de “uma única vida”. Quinze “uma única vida” ou centenas de “uma única vida” são, em essência, a mesmíssima coisa. Não há diferença alguma. Ai de mim escolher onde prego ou palestro com base no número de membros, na riqueza da comunidade ou qualquer outro aspecto irrelevante como esses. Deus me livre. Deus, por favor, me livre disso.

Por outro lado, também fiquei pensando: como pode alguém achar que o evangelho é só para os pobres e os de situação financeira mais carente? A alma sedenta de Cristo precisa ouvir as verdades do evangelho independentemente de habitar um corpo que desfruta de certo conforto financeiro. Confesso que ouço com ceticismo propostas surgidas no seio da igreja de nossos dias. Teologias direcionadas exclusivamente aos pobres, como se os ricos não fossem igualmente amados por Deus, são segregacionistas e, portanto, deficitárias e limitadas do ponto de vista bíblico. Por outro lado, teologias que privilegiam a riqueza e os abastados, centradas em prosperidade material, claudicam por restringir o escopo do reino de Deus. Ambas estão erradas. O socialismo espiritual é um erro. O capitalismo espiritual é um erro. O igualitarismo espiritual é a proposta do evangelho. Pois o reino de Deus é para todo aquele a quem Jesus chamar e não para quem tem mais ou menos dinheiro no banco.

Cruz3O céu é para os salvos, não exclusivo dos ricos ou dos pobres. O céu é para indivíduos. Pessoas. Almas humanas. Se o pecador se chama Zé ou Joseph, Raimundo ou Raymond, isso é irrelevante. Tenho sido despertado cada vez mais para as barreiras entre pessoas devido a aspectos de sua natureza humana. Minha oração a Deus é que Ele me livre de olhar para o próximo, no que tange à espiritualidade, devido a seu poder aquisitivo. Raça. Modo de vestir. Lugar onde mora. Perfume que usa. Denominação em que congrega. Tamanho e riqueza do santuário em que adora. Modelo do carro que dirige. Correção gramatical na forma como fala.  O exclusivismo tem me assustado, e tenho orado ao Senhor que extirpe esse mal totalmente de mim.

Não posso achar que só o louvor com hinos antigos, piano e violoncelo é aceitável. Acredite: na favela do Jacarezinho é “Injete na veia o sangue de Jesus” que estabelece o religare entre a criatura e o Criador. Pagode gospel na catedral presbiteriana também não faz sentido. A leitura recente dos livros “O plantador de igreja”, de Darrin Patrick (editora Vida Nova), e de “O impacto do reino”, de David Wraight (editora Palavra) me despertaram profundamente para a questão da contextualização do evangelho. Hoje vejo o quanto ela é essencial. O contexto muda, a essência é a mesma. Numa comunidade pobre há almas carentes, num contexto de pobreza. Numa comunidade de classe média há almas carentes, num contexto de classe média. Numa comunidade rica há almas carentes, num contexto de riqueza. Mas o que importa aqui são as “almas carentes”.

EsponjaEstou na caminhada. Cheguei ao ponto ideal? De jeito nenhum. Ainda há muita natureza humana falha e que faz acepção de pessoas dentro de mim. Peço a Deus que esprema esse mal para fora do meu organismo espiritual. A diferença é que, hoje, faz parte intrínseca de minha caminhada de fé a oração para que eu veja o próximo como Jesus vê e não segundo os valores que constam em seu imposto de renda. Você gostaria de caminhar junto comigo nessa direção?

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

About these ads
Comentários
  1. Maurício, paz do Senhor querido.
    Meu irmão louvo a Deus por sua vida, acompanho as suas reflexões desde o post “O upgrade burro da igreja” e, é engraçado como tantos outros assuntos surgem, tantos outros fatos acontecem e temos sempre que tentar retornar à questão primordial, em meio a upgrades e lantejoulas, o amor a Deus e ao próximo é o que deve ser o nosso discurso, a bíblia é que deve preencher nossa mente e transbordar em nossos gestos e palavras.
    “Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?
    E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.” 1 João 4:20-21
    Deus te abençoe muito Maurício, que pena que não tenho tido muito tempo para visitar o Apenas, mas sempre quando o leio Deus fala comigo através de você.
    Beijo e grande abraço.

    • Olá, Rebeca, como você está?
      .
      Fico feliz que o APENAS seja um refúgio onde você pode refletir e crescer. Louvo a Deus por ser um canal de transmissão da voz de Deus para ti. Ele é misericordioso.
      .
      Beijo carinhoso, no amor do manso Cordeiro,
      mz

  2. Inês Martins Parreira disse:

    Bom dia Mauricio Zágari!A paz do Sr• Jesus Cristo! Amo tudo que escreve◘ Nasci na igreja Presbiteriana Tradicional,mas tenho aprendido muito com voçê◘ Voçê é uma benção◘ Vou postar no meu facebook o que escreve◘ Não tenho blog◘ Com respeito beijos com carinho◘

    • Olá, Inês,
      .
      que bom saber que você congrega numa igreja tão seria e bíblica. Meu sogro é pastor presbiteriano e amo muito essa denominação. Deus a abençoe muito.
      .
      Na paz do alto,
      mz

  3. Paz meu amado irmão!!!
    Bom, tempo de meditar: “Ver os outros como Jesus vê”. Difícil viu … confesso, é uma grande luta pessoal, pra mim, amar alguns … mas vou tentando.
    Você perguntou: “Você gostaria de caminhar junto comigo nessa direção?”. Minha resposta é sim … que o Senhor me ajude nesse caminhar, e sei que Ele faz isso através de alguns irmãos, como você, que prefere a casa em que há luto do que onde há festa … obrigado mano por me ensinar!!
    tenha uma semana abençoada viu … estamos juntos com Cristo!!! Forte abraço!!

  4. Mery disse:

    Maurício,agradeço a Deus por sua vida,e por lhe dar sabedoria para abordar esses assuntos
    Sim quero estar nessa caminhada contigo
    Abs

  5. Graça e paz meu amigo.

    Que Deus possa tocar outros corações com esse texto Zágari .

    Deus te abençoe.

    RG

  6. Carlos disse:

    Não perco um post sequer meu caro irmão Maurício. Quando crescer quero ser igual a você! Um grande abraço. Dc. Carlos

  7. Luiz Fernando disse:

    Mas é claro, Zágari. Estamos juntos nessa caminhada.
    Deus o abençoe, mano. A las de Cristo.

  8. Lanubia disse:

    Olá Mauricio a paz do Senhor Jesus!!!
    Tenho acompanhado alguns de seus posts e confesso que tem acrescentado muito em minha vida espiritual, pois em cada um que já li e leio tem sido um grande aprendizado. Eu louvo a Deus pela sua vida, por ser essa humildade em pessoa, por nos trazer a cada post esse conhecimento, essa sabedoria que tenho plena certeza que é um dom de Deus, e tudo o que posso dizer é muito obrigado que Deus te abençoe e continue te dando essa inspiração para ajudar a próximo…

  9. isabelle disse:

    Bom dia
    Zágari

    Tudo bem?

    Todo aquele que tem uma vida espiritual verdadeiramente prática, buscando a Deus para ser transformado, sabendo que dele próprio não pode sair nada de útil, ele pensará dessa forma, da forma correta. Agora, aqueles que começam no espírito e se aperfeiçoam na carne, esses é que causam segregação, divisão, discriminação como você citou. Envergonham o evangelho.
    Resumindo em duas frases o que acontece com o discípulo e com o dito crente, respectivamente :

    ” Quanto mais eu aprendo, mais eu percebo o tamanho da minha ignorância. ”
    (Sergio Roberto Zullo)

    “Quantos menos as pessoas sabem, mais elas teimam que sabem.”
    (Osho)

    Ótima mensagem
    Um semana abençoada para ti
    Deus continue a te agraciar com a sabedoria dEle

    Isabelle

    • Oi, Isabelle,
      .
      muito bem posto. Só, por favor, tome extremo cuidado com suas referências. Osho é um anticristo. Ele é anticristão, sua doutrina é anticristã e o que ele ensina é tudo o que há de antibíblico. Fuja desse tipo de influência.
      .
      Deus a abençoe muito! Com carinho,
      mz

      • ISABELLE disse:

        Ok…. obrigada pela dica. Apesar de que, eu nem o conheço, nem nunca procurei nada sobre ele, só usei a frase porque achei pertinente. Mas, obrigada pela orientação.

  10. Neia disse:

    MZ ,
    Que o Senhor realmente extirpe esse mal de de fazermos acepçao de pessoal que possamos ver realmente como Jesus vê , que são valores diferentes não oque os nossos olhos vêem .
    Com certeza estamos juntos nessa caminhada existe muito em mim a ser mudado em relação a fazer acepção de pessoas que Deus realmente me permita mudar a cada dia e ter os meus olhos mas parecidos com os de Cristo .
    Obrigado nada melhor que começar a segunda-feira com uma boa leitura e com certeza muito aprendizado.
    Uma semana abençoada para vc e os seus.
    Neia

  11. Ree disse:

    Mano mano mano… Também louvo a Deus por sua vida. Irmanados na mesma percepção do Evangelho. Estamos juntos, aliás desde o primeiro post :-)

    Bj no ombro
    A Paz, querido _ que excede, completamente, nosso entendimento

  12. Jacy disse:

    Só se for agora!

    Vamos dar as mãos?

    Todos juntos na mesma fé e na mesma luta por uma igreja mais fraterna.

    Paz, maninho querido!

  13. Jose Junior disse:

    A paz de Deus nobre amigo.

    Maravilhosa graça que Deus nos dá novamente, em mais um dia de inspiração em sua vida.

    Louvo ao Senhor por mais um despertamento e com certeza, cada palavra é aguardada para reflexão em meu caminhar diário.

    A questão do segregacionismo cristão (se é que posso chama-lo de cristão) é algo latente em nossa sociedade. O antídoto contra isso é o que você disse: orar a Deus para que tire de nós esse sentimento mau.

    Obrigado mais uma vez.
    Deus o abençoe,
    José.

  14. valdir disse:

    Amém Maurício, acredito que Deus ministra onde existe corações quebrantados

    verdadeiramente necessitados da palavra de Jesus, pra que isso aconteça ter ou

    não ter condições financeiras é um simples detalhe aos olhos de Jesus…

    A paz amigo…

  15. Ana Maria disse:

    Meu simplorio irmão-amigo Zágari, qualquer palavra seria insignificante pra descrever o que Deus tem feito em sua vida, e sempre atraves do APENAS nos abençoando. Louvo a Ele por sua existencia, que nos faz refletir, entender e abrir nossos olhos para coisas que não deixam de estar a um palmo a nossa frente. Só tenho a dizer: Glória a Deus…Glória a Deus…Soli Deo Gloria!

    Paz divina, forte abraço!

  16. Lazaro disse:

    Amado, não posso deixar de manifestar minha alegria em comentar sobre seus artigos. Tenho sido profundamente edificado pelo Espirito Santos com todos. Oro a Deus para que continue lhe inspirando, pois sou grato pelas exortações e consolo trazidos por cada um. Você é muito especial! A Paz do Senhor Jesus.

  17. Marco Juric disse:

    Bom dia Zágari!

    Com certeza quero caminhar (acho que já deis alguns acanhados passos) contigo e com todos os que nessa direção estão.
    É mesmo lamentável saber que certos pregadores e cantores só aceitam pregar ou cantar/tocar onde a recompensa monetária seja o alvo. Deixamos de receber em nossa igreja irmãos amigos que, uma vez com seu “ministério de louvor” se ofereceram para “ministrar” em troca de pagamento/venda de CDs… LAMENTÁVEL!
    Quer ganhar dinheiro? Exitem caminhos mais honrados: gravadoras, apresentações contratadas, participações em programas, mídias etc. Mas cobrar para pregar, cantar, tocar em uma igreja? Pior ainda, dizendo que é “seu ministério”, ou ainda, o ministério que Deus lhe deu… outra vez digo: LAMENTÁVEL!
    Deus é TOTALMENTE sábio! “O homem vê a aparência, mas Deus o coração.”
    Confesso que o imaginava um crente mais pra burguês ( tecnológico do que pra plebeu. Depois de ouvir sobre como queria chegar em nossa igreja, já percebi que estava errado. Conhecê-lo pessoalmente foi uma honra, e o que derrubou todos os meus pré-conceitos sobre você. Ler seu relato sobre a igreja no Jacarezinho fez de mim um burguês.
    Quero que você tenha a certeza de que somos da mesma família e estamos em busca do mesmo objetivo.
    Muito obrigado pelas gentis palavras. Não me julgo merecedor.

    Juntos na mesma direção!!!!
    Abração!!!!

    MJ

    • Marcão!
      .
      Rapaz, tenho que me repensar. Eu, burguês? Ô, Jesus, onde eu errei? Rsrs
      .
      Abração, querido, Deus te abençoe muito,
      mz

      • Marco Juric disse:

        Caro Zágari,

        É certo que não precisa se repensar, pelo menos sobre esse assunto… é mais um pré-conceito que muitos têm sobre quem mora pra suas bandas… e a gente acaba mesmo se deixando levar por essa ignorância.

        God bless you!!!!!!!!!

        MJ

  18. LUCIA HELENA disse:

    A paz do senhor irmão,refletindo sobre sua comparação sobre as duas igrejas, concordo com vc, e gostaria de perguntar o que vc acha sobre as igrejas onde só podem pregar os irmão que são formados em teologia,sabe irmão a minha avó paterna foi uma grande mulher na obra de DEUS,e foi fiel até o fim,era analfabeta,pobre,mas orava por muitos,jejuava,fazia a obra com amor e dedicação,e lendo seu post pude meditar em outras questoes também.Muitos hj cobram para dar àquilo que também lhes foi dado e isso é absurdo,e como vc disse ,escolhem onde e para quem vão pregar e ao invés de estarem preocupados com as almas estão mais preocupados em disputar quem tem mais títulos:doutores,mestres,bacharéis…e o reino de deus que se dane,desculpe a expressão mas infelizmente esta é a realidade em muitas igrejas daqui onde eu moro.Um grande abraço que o senhor jesus continue usando vc com essa maravilhosa sabedoria que nos ajuda muito inclusive a sermos mais inteligentes rsrsrsrsrs…

    • Oi, Lucia,
      .
      minha irmã, os apóstolos pregaram no poder de Deus e eram, em sua maioria, homens humildes, do povo. Então o estudo teológico nao é um pressuposto bíblico para pregar o evangelho, isso é uma prerrogativa de todo crente, segundo a grande comissão.
      .
      No entanto, eu defendo que todo aquele que deseja pregar estude teologia. Leia muitos livros. Aprofunde-se no conhecimento. Pois, com isso, poderá pregar de forma muito mais consistente e bíblica.
      .
      Sou favorável a que todo cristão estude teologia. Mas daí a dizer que só quem tem diploma pode pregar há uma grande distancia.
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  19. jorge disse:

    Olá caro Mauricio , como sempre me revigoro com seus textos , nosso Senhor nos afirmou que veio para curar os doentes e não os que estão sãos , veio para justificar pecadores e não os justos, Ele nõs ensinou a não fazermos acepção de pessoas , entretanto o que vemos hoje são estrelas do mundo gospel , pastores vendendo seus ministérios a quem der a melhor ¨oferta¨,é a total anulação do sacrifício de Cristo na cruz , mercandalizam o evangelho de Cristo , com técnicas profissionais de oratória para atingirem o emocional das pessoas e não o convencimento do pecado que tão tenazmente nos assedia, pregações moldadas conforme o desejo dos ouvintes e por aí vai . Creio que tudo isso anátema , mas o que me deixa muito feliz é que ainda existem remanescentes fiéis ao evangelho de Cristo.

    • Jorge, olá,
      .
      tudo isso me entristece, mas nao me surpreende. A tendência é piorar, se olharmos para a Bíblia. A vantagem é que Jesus segue conosco na jornada.
      .
      Abraço, mano, na paz de Deus,
      mz

  20. Danila disse:

    Olá Maurício,
    Eu gostaria meu irmão, de caminhar nessa direção com vce.Q Jesus esprema de mim toda e qualquer segregação.
    Uma pérola de reflexão.
    Deus te inspire mais e mais,
    No imenso amor de Cristo,
    Danila.

  21. Sueli Cajeron disse:

    Apenas um grande AMÉM!

  22. Valderi disse:

    “Quando vi tudo aquilo, percebi que a discriminação contra igrejas com muitos membros, compostas de pessoas com uma confortável condição financeira, é uma bobagem…”

    Tá mudando Zágari?

    Não li nessas linhas as suas opiniões a desfavor desse tipo de Igreja?

    Eu vim de uma Igreja Universal que tinha mais de 4 mil cadeiras, bem acolchoadas, e não era aquilo que me prendia ali. Era a palavra de Deus. Hoje estou em uma Assembléia de Deus que não tem mais que 20 lugares em bancos de madeiras e uns 10 lugares em banco de plástico, e é a Palavra de Deus que me prende lá também.

    • Olá, Valderi, tudo bem?
      .
      Graças a Deus vivo em constante mutação. É o que se chama “amadurecimento”, nao é?
      .
      Continuo nao acreditando em megaigrejas. Nao são adequadas ao discipulado, pois os membros se mantém distantes dos lideres e nao há pastoreio eficaz. Se a megaigrejas nao tiver um plano bem definido de discipulado o que vai acontecer é o modelo igreja-teatro: o pregador fala e o ouvinte escuta. Isso é preleção e tem seus méritos, mas nao é pastoreio. Para pastorear de forma eficaz nao vejo como seja possível em igrejas com mais de 200 membros por pastor.
      .
      A questão que ressaltei no post foi do perfil do cristão. Independentemente de ele ser rico ou pobre, congregar numa igreja grande ou pequena, ele é um cristão que carece de pastoreio do mesmo modo. Esse é o ponto. Daí a dizer que passei a abraçar o modelo de megaigrejas há a longa distancia.
      .
      Um abraço, no amor do nosso Deus,
      mz

  23. Sandra Maria Leão disse:

    Maravilhosa mensagem. Eu quero, sim, caminhar contigo nessa caminhada, com os olhos nos céus e os pés no chao. Deus o abençoe.

  24. Alciane disse:

    Zagari, gostaria de tirar uma duvida contigo, a biblia nos mostra que nós cristãos vamos passar por muitas perseguições e sofrimentos para alcançarmos o Reino de Deus,então se eu sou uma cristã e ñ tenho sofro perseguições, eu ñ estou vivendo o cristianismo? ñ vou poder alcançar o Reino? estou com muita duvidas sobre isso, pois na biblia nos mostra que todos os profetas e discipulos de Cristo foram perseguidos, me esclareça por favor.
    Abraços Alciane

    • Alciane, olá,
      .
      a salvação é pela graça, mediante a fé. Nao é por perseguições ou sofrimentos. Você pode ser salva e sofrer, mas nao é isso que vai te salvar. Fique tranquila. Converse com seu pastor, ele vai te explicar isso em profundidade.
      .
      No amor de Deus,
      mz

  25. Wagner disse:

    Oi irmão Zágari,

    Como sempre, mais um excelente texto para a nossa reflexão. Quando me converti, descobri na internet os sermões do pastor David Wilkerson. Eu os lia constantemente e sempre carregava a certeza de que Deus havia falado comigo através de seus textos. Esses dias, conversando com um amigo sobre a perda deste pastor tão querido, comentei com ele que havia descoberto um outro autor cujos textos muito me tocavam pela sua simplicidade e profundidade, que me levavam a experimentar a mesma sensação de ter ouvido Deus falar ao término de cada leitura. É assim que eu me sinto ao ler cada postagem sua. Parabéns e que Deus continue te usando dia após dia.

    Um abraço,

    Wagner

    OBS: Envie um e-mail recentemente para você mas não obtive retorno. Não sei se ouve algum problema. Há algum outro e-mail para que eu possa entrar em contato com você

    • Olá, Wagner,
      .
      fico feliz por poder te edificar, mano. Ser comparado a Wilkerson é uma grande honra.
      .
      Mano, meu email andou com problemas, foi considerado “altamente suspeito”, seja lá o que isso signifique. Mas é o mesmo.
      .
      Um abraço, querido, na paz de Deus,
      mz

  26. sidneia g. de oliveira disse:

    Rendo graças a DEUS por voce querido irmão Mauricio!! Que benção é voce, um abraço!!

  27. “O socialismo espiritual é um erro. O capitalismo espiritual é um erro. O igualitarismo espiritual é a proposta do evangelho”.. ISSO ! Não importa a classe social, cor, raça.. todos são filhos de Deus, criados a imagem e semelhança do Criador e que precisam, carecem da salvação em Cristo. #DignidadeHumana

    Parabens pelo post edificador Zagari :) Abração.

  28. manukieling disse:

    O sangue de Cristo nos torna um só corpo! É isso aí, Mauricio!! \o/

  29. Henrique disse:

    Maurício,

    Cheguei atrasado pra comentar, mas tudo o que você escreveu, me fez lembrar as palavras de um apóstolo:

    “Fiz-me como judeu para os judeus, para ganhar os judeus: para os que estão debaixo da lei, como se estivera debaixo da lei, para ganhar os que estão debaixo da lei. Para os que estão sem lei, como se estivera sem lei (não estando sem lei para com Deus, mas debaixo da lei de Cristo), para ganhar os que estão sem lei. Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns.

    E eu faço isto por causa do evangelho, para ser também participante dele.”

    .
    Abs brother!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s