DoençaDomingo passado fiquei profundamente tocado ao saber que uma irmã da igreja recebeu a notícia de que está com câncer. A previsão é de pelo menos um ano e meio de tratamento, quimioterapia e tudo o mais a que tem de se submeter alguém que é acometido por essa moléstia. Jovem, cristã, casada com o baterista do grupo de louvor… oramos juntos durante o culto – eu, ela e seu marido. Choramos. Pedimos a cura. E meus olhos demoraram algum tempo para secar, pois parecia que conseguia sentir em mim a dor e a ansiedade daquele casal, já em antecipação pelos meses de batalha que terão pela frente. Esse episódio me afundou em reflexão sobre uma das questões mais antigas entre os cristãos: como aceitar a ideia de um Deus bondoso e misericordioso deixar seus filhos enfrentarem doenças que causam dor e sofrimento? Eu tenho uma teoria.

Para falar sobre isso, antes de mais nada devemos nos lembrar de que estamos vivos e, como tal, sujeitos a todo tipo de doença. Parece meio óbvio, mas – acredite – para muitos não é. Há uma crença disseminada em muitas igrejas, com base em Isaías 53, de que Jesus curou todas as doenças do universo Doença1na cruz e basta termos fé que o interruptor da cura será acionado. Não acredito nisso. Acredito que, em sua soberania, Deus é capaz de me manter doente por mais que eu tenha a fé maior do mundo (se quiser se aprofundar no assunto, pode ler o post “E quando Deus não cura? – Parte 2/2“). Acredito no “seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu”. Enquanto estamos vivos, habitaremos em corpos frágeis, aglomerados de tecidos e líquidos sujeitos a doença, degradação, falência, decadência. A salvação não blinda nossos corpos contra bactérias, vírus, torções, multiplicação descontrolada de células (tumores), fraturas, amputações, dores e centenas de outros tipos de problemas de saúde que podemos ter. A salvação é espiritual e não corpórea. Salvos e não salvos ficarão doentes do mesmo modo. A vida nos prova que isso é fato.

Se você não crê nisso, pense em uma coisa. Islâmicos ficam doentes e são curados. Espíritas ficam doentes e são curados. Budistas ficam doentes e são curados. Hindus ficam doentes e são curados. Xintoístas ficam doentes e são curados. Candomblecistas ficam doentes e são curados. Satanistas ficam doentes e são curados. Ateus ficam doentes e são curados. Cristãos ficam doentes e são curados. Simplesmente porque todos os fieis de todas as religiões fazem parte do mesmo grupo de seres: humanos. E humanos ficam doentes. Humanos produzem anticorpos. Humanos reagem a  medicamentos. Humanos ficam curados. E humanos também morrem.

Doença2Meu pastor eventualmente diz: exceto por um acidente ou um assassinato, ninguém “morre de morte”. Todos morremos de doenças. De falhas no funcionamento do organismo. Desconsidere quem morre por fatores de origem externa, como tiros, facadas, atropelamentos, afogamentos ou similares. Os demais morrerão de AVC, infarto, malária, dengue hemorrágica, pneumonia e centenas de outros tipos de problemas orgânicos. Ninguém morre de velhice: velhos morrem porque seus organismos não comportam mais a vida e, por isso, algo falha, uma doença os acomete e chega o momento da partida desta existência material. Se todos os cristãos fossem ser curados de tudo, nenhum de nós morreria. Lembre-se de que todo mundo que um dia foi curado de algo – seja por atendimento médico ou por um milagre – no fim acabará sucumbindo a outro mal. Ou você acha que Lázaro, o irmão de Maria e Marta, está vivo até hoje?

Então, somos espíritos infinitos que habitam corpos finitos. Vamos adoecer. Vamos morrer. É bom estarmos cientes disso.

Você poderia dizer: “Ok, Maurício, tudo bem, todos vamos ficar doentes e morrer um dia, mas precisamos sofrer tanto com certas doenças tão terríveis?”. Vamos analisar alguns casos bíblicos. Miriã, a irmã de Moisés, ficou leprosa, pela vontade do Senhor. Jó, o homem íntegro e reto, temente a Deus e que se desviava do mal, ficou cheio de tumores na pele, pela vontade do Senhor. Doença3O próprio Lázaro, um dos melhores amigos de Jesus, adoeceu, como explicou o Mestre, “para a glória de Deus, a fim de que o Filho de Deus seja por ela [a doença] glorificado”. O cego de nascença de João 9 carregava essa condição por anos, para, segundo Jesus, “que se manifestem nele as obras de Deus”. Até aqui falamos de lepra, tumores, cegueiras e uma doença mortal indefinida, todas enfermidades terríveis. Mas tem mais: muitos são os relatos, de Êxodo a Juízes, de circunstâncias em que o Senhor amoroso enviou doenças, pragas e pestes ao seu povo, o povo eleito, o povo escolhido, para que aprendesse que não havia outro Deus além dele e abandonasse a idolatria. E não nos esqueçamos do espinho na carne de Paulo que, é possível, talvez fosse uma doença. E estamos falando do grande apóstolo Paulo, o homem que foi arrebatado ao céu… mas para quem a graça de Deus bastava.

Agora eu pergunto a você: o que têm em comum todas essas circunstâncias, em que, pela ação direta de Deus, membros do seu povo, pessoas que ele amava e a quem queria bem –  Miriã, Lázaro, Jó e tantos outros – acabaram sendo acometidos por doenças horríveis e que causaram tanto sofrimento? O que vejo em comum a todos esses casos é o desejo do Senhor de que venhamos a aprender lições importantes por meio das enfermidades.

Veja: Miriã foi vencida pela soberba e a lepra veio para lhe ensinar humildade. Paulo (se é que o espinho na carne foi uma moléstia) recebeu a lição de que a graça de Deus é o que há de mais importante. O povo israelita sofreu muitas vezes com pestes para aprender que a obediência e a fidelidade ao Todo-poderoso são vitais. Jó sofreu para que bilhões de judeus e cristãos ao longo dos milênios aprendessem com sua história sobre a soberania divina. O cego e Lázaro padeceram para que bilhões de indivíduos aprendessem que o mais importante de tudo é a glória de Deus.

Doenças e aprendizado andam de mãos dadas desde o Éden. Andavam na época do Antigo Testamento, continuaram andando após a vinda de Jesus, andam ainda em nossos dias e seguirão andando até a consumação do século. Deus sabe que somos pó e, muitas e muitas vezes, o aprendizado sobre a obediência, a graça e a glória de Deus vêm mediante um instrumento pedagógico chamado doença (que, infelizmente, carrega a reboque dor e sofrimento).

Muitos poderiam dizer que esse tipo de pensamento não coaduna com a essência de um Deus que é amor. É exatamente por isso que precisamos entender os fatos do dia a dia pela óptica do Senhor e não pela dos homens. CoDoença4mpreenda uma coisa: quando o Pai olha para você, ele não está enxergando somente os míseros 70 anos de vida durante os quais a sua alma estará na terra – tão preciosos aos seus olhos humanos. Ele está vendo de uma perspectiva muito mais elevada, o Senhor contempla os milhões, bilhões, trilhões, quatrilhões de anos que você terá de vida eterna. Se essa matemática lhe parece nebulosa, perceba que, se a eternidade tivesse apenas 1 milhão de anos de duração, nela caberiam 14.285 vezes o tempo de vida de alguém que vive na terra 70 anos. E, lembre-se que a eternidade vai durar milhões de milhões de milhões de milhões de milhões de milhões de milhões de milhões (e por aí vai, indefinidamente) de anos. Ou seja: uma eternidade que tivesse somente 1 milhão de anos equivaleria a 14.285 vidas terrenas.

Diante disso, sinceramente, o que você acha que é mais importante para o Senhor? Suas poucas décadas aqui ou sua existência eterna? Se for preciso fazer você enfrentar alguns anos de aperto agora que promoverão um aprendizado benéfico para toda a eternidade, o que você acha que ele fará? No lugar dele, o que você faria?

Doenla5Eu estava brincando de massinha de modelar com minha filha de 2 anos quando vi que ela ia enfiar um pedaço daquela substância tóxica na boca (e, se eu não visse, possivelmente engolir). Num reflexo, dei um grito. A pobrezinha tomou um susto, pois não está acostumada a ouvir papai gritar com ela. Paralisou. Fez beicinho. E começou a chorar. Tomei-a em meus braços, a acalmei e depois lhe expliquei a razão de ter gritado com ela: evitar um mal maior. Ela compreendeu, enxugou as lágrimas, apertou meu pescoço num abraço e me deu um beijo. Quase nunca grito com ela, mas se você me perguntar se eu gritaria de novo se tivesse de reviver aquela situação, afirmo que berraria quantas vezes fosse necessário, pois a amo e prefiro que ela sofra um pouquinho por algum tempo do que sofra muito por muito tempo. Por que com Deus seria diferente? O amor de Deus por nós é tão, mas tão grande, que ele deixa que fiquemos doentes.

Deus olha para mim e você sempre, sempre e sempre a partir da perspectiva da eternidade. Ele quer nosso bem eterno. Se para isso for preciso que soframos um tanto de tempo nesta vida terrena e, assim, aprendamos importantes lições que impactarão diretamente nosso relacionamento e nossa intimidade com o Senhor pelos zilhões de anos que teremos entre a doença e a eternidade, afirmo que Deus nos enfermaria quantas vezes fosse necessário. Por quê? Em linguagem bíblica, “Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós eterno peso de glória, acima de toda comparação, não atentando nós nas coisas que se veem, mas nas que se não veem; porque as que se veem são temporais, e as que se não veem são eternas” (2Co 4.17-18).

Sim, ficaremos doentes. Sim, homens bons e íntegros, cristãos fieis, servos cheios de fé… todos ficarão doentes. Sim, todos os que adoecerem sofrerão. Sim, devemos orar pelos enfermos na esperança de sua restauração. Sim, remédios curarão muitos. Sim, milagres curarão alguns. Sim, muitos morrerão. Sim, no fim todos morreremos. O que fará a diferença é o quanto teremos capacidade de tirar de aprendizado de toda a dor e o sofrimento que precisaremos encarar.

Doença5Quando Jó finalmente parou de questionar as razões de sua doença e aprendeu o que Deus queria que ele aprendesse, disse: “Certo é que falei de coisas que eu não entendia, coisas tão maravilhosas que eu não poderia saber.  [...] Meus ouvidos já tinham ouvido a teu respeito, mas agora os meus olhos te viram.  Por isso menosprezo a mim mesmo e me arrependo no pó e na cinza” (Jó 42.3-6). Quatro versículos depois, Deus acaba com o sofrimento de Jó. Será coincidência? É por isso que eu sempre recomendo: se você está doente, junto à oração pela cura ore a Deus perguntando o que Ele quer que você aprenda com aquela enfermidade. Há uma grande chance de seu sofrimento ser abreviado se você aprender o mais rápido possível o que Deus quer que você aprenda. Essa é uma certeza canônica? Não, a Bíblia não afirma isso. Mas é no que eu creio.

Que em meio à doença aprendamos mais sobre santidade. Sobre obediência. Sobre a graça de Jesus. E, por fim, sobre a glória de Deus.

Doença6Eu choro pela minha irmã que recebeu o diagnóstico de câncer. Fico muito, muito triste – e domingo fiz um compromisso comigo mesmo de orar diariamente por ela. Não queria que ela passasse por isso. Jesus, na noite de sua paixão, entrou em depressão a tal ponto por causa do sofrimento que teria de enfrentar que Mateus 26 registra: ele “começou a entristecer-se e a angustiar-se” e disse a seus amigos: “A minha alma está profundamente triste até à morte”. Pois a dor… dói. E de sentir dor quem gosta? Mas o sofrimento de Jesus trouxe benefícios eternos. O Pai sabia disso e, por essa razão, não afastou de seu Filho amado o cálice do sofrimento. Por isso, muitas vezes o compassivo e bom Deus deixa que também nós bebamos do cálice do nosso sofrimento: para que aprendamos algo que virá a trazer benefícios eternos. O que cada um de nós tem de aprender com nossas doenças? Não faço ideia (para cada pessoa há um aprendizado específico). Mas Deus faz.

De minha parte, sei que a graça dele nos basta. E que a ele seja dada toda a glória, pelos séculos dos séculos.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

About these ads
comentários
  1. Mariana Cavalcanti disse:

    Maravilhoso. Glória a Deus!

  2. Regina Parreira Henriques disse:

    Uma excelente reflexo Maurcio!!!

    Que Deus continue abenoando a sua vida!

    Regina Henriques

  3. Mery disse:

    Texto edificante,aprendi isso a duras penas com a doença de meu pai,agora estou fortalecida,compreendo que antes que meu pai ficasse doente,eu e meu irmão eramos distantes,isso nos aproximou muito e hoje somos melhores amigos,e percebi o quanto ele é importante para mim
    Deus tem os seus meios de nos alertar ,mesmo na dor Ele está conosco e nos mostra quanto Ele nos ama.

  4. Beth disse:

    Paz, Maurício!!

    Que belo texto. E veio em ótimo momento para mim. Acabei de perder minha tia. Partiu para a Glória aos 69 anos. A minha prima está inconformada com Deus, falou que vai largar tudo: Deus, igreja, fé… Esse texto será de grande valia para ela.

    Paz!!!

    • Olá, Beth,
      .
      oro ao Senhor que sua prima compreenda que isso faz parte da vida. A despeito do que desejamos, nossos amados não vivem para sempre, nenhum deles.
      .
      Abraço carinhoso, em Cristo,
      mz

  5. Marco Juric disse:

    Bom dia Zágari!

    Bravo!

    Abraço!

    MJ

  6. Vania Vianna disse:

    Muito claro e bíblico seu post. Continuo sendo muito edificada através de suas palavras, que trazem “cura” para muitas de nossas enfermidades. Deus te abençoe!!!

  7. Sofia disse:

    Explicativo, claro e verdadeiro….a doença é um modo de saber que Deus ainda se importa conosco …Pois ainda quer falar algo pra nós e o mais importante: nos salvar!
    Deus continue abençoando sua vida Maurício!

  8. silasbraz disse:

    Deus abençoe muito e te proteja Maurício. Seu textos são profundos e eu me delicio lendo-os, e me inspiro também. Valeu!

  9. solange disse:

    Bom dia ,querido irmão!
    Então….Porque é preciso que aconteça determinadas coisas para nossa ficha cair né .Quem passa ou passou por isso acaba descobrindo pela força do ESPIRITO SANTO o porque e para que isso aconteceu.Nunca mais seremos os mesmos, mais com certeza seremos bem melhores.
    É Uma experiencia tremenda,que gera todos os sentimentos, surpresa,dor,angústia,ansiedade ,ai quando vc se coloca aos pés do SENHOR e ouve o que ele quer te ensinar e conserta o relógio que estava com defeito, nasce uma esperança, a fé se renova e vamos á luta.
    A Luta não acaba nem quando recebemos o diagnostico de que : Você está curada.pois a manutenção e vigilância é de no minimo 05 anos. Como em nossa vida com DEUS se não tivermos nosso devocional diario não somos renovados.
    Sei o que nossa irmã esta sentindo, o que você sente, e o que os que estão em volta dela sente, o que a igreja sente.
    Somos irmãos e sorrimos com quem sorri e choramos com quem chora.
    Mais há um propósito em tudo isso com certeza e tudo acabara bem sempre, porque DEUS nos ama e quer o melhor para nós.
    Abraços.
    A paz de CRISTO.

  10. Monick disse:

    A Paz do Senhor,

    Costumo dizer que minha família é perseguida. (Claro que estou exagerando).

    Minha irmã mais velha sofreu há 22 anos com uma doença nas mãos, cada médico que ela ia dizia uma coisa diferente, mas ano passado o médico dos médicos marcou uma consulta com ela e para a glória de DEUS ela recebeu cura.
    Um ano se passou e novamente, ela sofreu com suas mãos só que dessa vez era diferente, do dia para noite sua mãos incharam, apareceram bolhas contendo pus, contamos com a oração do meu Pastor, moramos em Brasília e ela na Bahia, mas DEUS é DEUS de longe e DEUS de perto. Tenho aprendido isso e através da graça de DEUS ela recebeu a cura.
    (Tenho fotos se quiser ver o milagre) Esse DEUS é maravilhoso.

    Lembro-me muito bem de quando era pequena, minha mãe sempre pedia pra eu massagear suas pernas, pois sentia dores, sentia dormência, por ser nervosa ela adquiriu uma companheira à gastrite.
    Ela ainda tinha um desvio na coluna e tinha dias que não levantava da cama, desde que me entendo por gente a lembrança que tenho da minha mãe infelizmente é fumando, esse mal a levou a morte.
    Mas glórias entoou ao SENHOR pois, no leito de morte JESUS alcançou o coração da minha mãe e a salvou.

    Hoje com 27 anos me encontro sentindo dores e dormência na perna, igual minha mãe.
    Sinto fortes dores de cabeça, e depois de passar mal a ponto de não conseguir falar, o médico me diagnosticou com enxaqueca e ainda ressaltou não tem cura, passou um remédio que no começo me deixava dopada, e disse que se não melhorasse eu voltasse para fazer um tratamento, sinceramente não melhorou ainda tenho crises, mas me assustei com o tratamento, e nunca mais voltei.
    Eu sei que diante de meus olhos não tem cura, mas costumo dizer que se DEUS quiser todas as enfermidades serão curadas, mas tenho convicção de que se ELE não quiser com ajuda do Espírito Santo seguirei rumo à salvação.

    Poderia passar horas falando sofre as atribulações que nós sofremos, mas não fui chamada para contar derrota, creio que através das experiências vividas, DEUS fortalecer aquele que está deprimido.
    Quero apenas ressaltar que a minha mãe, depois de sofrer não só com doenças, mas com frustrações da vida, DEUS a resgatou, quando eu pensei que tudo estava acabado, quando pensei que eu tinha perdido, DEUS me fez ganhar e hoje ela descansa em DEUS.
    Minha irmã depois de tanto sofrer, reconheceu que só existe um DEUS, abandonou a seita da qual fazia parte, entregou sua vida a JESUS e hoje é um milagre ambulante do DEUS VIVO.
    E eu esquecida em um canto qualquer, só mais uma, sem muita expectativa, filha caçula, aquela que brincava de ser crente. DEUS me tirou do meio da minha família e sozinha fui para Brasília, me tratou, me amassou, quebrou e para glória de DEUS hoje faço parte do Corpo de Cristo, sei que tem muito para aprender mas levantar era o que eu precisava.

    PS: Perdão pelo texto era pra ser breve.

    • Oi, Monick,
      .
      não tem do que pedir perdão, mana, que bom que você abriu seu coração.
      .
      Oro a Deus que Ele traga cura a ti e te sustente nos momentos de dor. Que seja feita a vontade dele em tua vida, sempre.
      .
      Apesar do sofrimento, vejo o quanto o Senhor usou as doenças para ensinar a sua família. Um aprendizado precioso, embora dificil. Que você consiga sempre passar adiante tudo o que aprendeu e, assim, edificar vidas e glorificar o Senhor.
      .
      Abraço carinhoso, no amor maior que nos une,
      mz

  11. Juliana disse:

    Maravilhoso, tocante!
    Tenho comigo também que toda doença, por mais sofrível e dolorosa, é matéria de grade na escola de Deus. Na dor meditamos, nos colocamos em nosso devido lugar… É bobagem, mas sofro de rinite alérgica e, por coisas simples já entro em fase aguda. Alguns irmãos, incluindo os da família vivem dizendo que tem alguma coisa errada comigo, do tipo como se eu estivesse “vivendo debaixo do erro” pois “não era de Deus viver assim”…
    Mesma coisa quando tive pedras na vesícula e precisei operar… qual o problema? Grande problema para alguns irmãos, que acharam que não tive fé o suficiente para Deus tirar as pedras de lá e assim, evitar uma cirurgia.
    Apesar de tudo, esses dizeres nunca me abalaram, pois entendo essas coisinhas da vida assim como expressado no texto. Creio claro que o Senhor cura, mas quando Ele quer… se for necessário para a minha alma, Ele sabe…
    No mais, grata por esse texto… usarei como tema para a EBD nesse domingo.
    Abraços…

    • Oi, Juliana,
      .
      fico feliz de ver sua maturidade espiritual, mana. E fico contente de saber que o texto abençoará os irmãos da tua igreja.
      .
      Que o Senhor olhe com carinho para tuas doenças, te restaure e dê forças.
      .
      No amor de Cristo,
      mz

  12. Juliana disse:

    Maravilhoso e extremamente genuíno!
    Me fez lembrar um grande amigo, que teve um câncer na perna, por conta da doença ele conheceu uma enfermeira cristã que pregou para ele e então ele se entregou pra Cristo (lembro do batismo dele com lagrimas nos olhos, foi um momento único). Deus o curou, fazendo com que toda a família dele aceitasse Jesus, pois puderam crer por meio desse milagre. Pouco tempo depois, foi diagnosticado um câncer no pulmão, então Jesus o recolheu. A principio, tudo foi muito difícil para nós, mas hoje sabemos que ele está na glória com o Pai, o que é infinitamente melhor do que estar aqui. Muitos se perguntaram, porque Deus o havia curado do câncer na perna e permitido que ele voltasse no pulmão? Sei que muito maior que a cura, foi a salvação do meu amado amigo!
    Deus te abençoe Maurício!

  13. Felipe Souza disse:

    Bom dia!!

    Mauricio, esse post apareceu na hora certa meu brother. Sou uma pessoa que depois do acidente eu acordo e vou dormir com dor praticamente todo dia, mas no meu caso isso é necessário.

    Se a minha dor desaparecer eu vou acabar esquecendo do nosso Pai, a cada dor que tenho eu dou risada e vejo como Deus foi bom comigo, ele APENAS me deixou com dores diárias para lembrar dele e ele podia ter me deixado numa situação fisicamente pior, poderia ter me deixado sem uma perna, sem os movimentos das pernas e por aí vai…

    Como já te falei que em um culto falou tanto de uma “nova vida” e pensei em vc sempre que falava isso e nesse dia Deus foi claro comigo falando para escrever exatamente o que aconteceu comigo e mandar pra pessoa que eu lembrava nesse dia e essa pessoa é vc meu brother.

    Minha história está praticamente pronta, com fotos de tudo que passei.

    Queria saber se tem algum e-mail que posso estar encaminhando isso pra vc, e só mais uma coisa brother, se hj estou no caminho do senhor 90% dessa caminhada ate eu chegar a igreja foi um blog da internet que fez isso, esse blog APENAS me mostrou o caminho rs

    Fique na paz meu querido, que Deus continue te abençoando sempre!!

  14. Alex Costa disse:

    Paz Maurício, maravilhoso texto, gostaria de sua autorização para publicar em meu blog citando claro a fonte e autoria. Me lembro do filme “Corajosos”, quando o personagem principal perde sua filha de 9 anos, daquela dor tremenda, ele toma uma resolução que impacta sua vida, de seus amigos e de muitas outras pessoas´. É a escola de Deus, parabéns mais uma vez pelo post.
    Abraço;

    Alex Costa

  15. Dayana disse:

    Lendo seu texto, me fez refletir que diante das adversidades, sejam elas quais forem, geralmente ficamos ansiosos pelo o que Deus pode fazer: Será que Ele vai curar, livrar, suprir,etc. Mas, dificilmente inclinamos o coração pra buscar a aprender e entender aquilo que Deus quer que vejamos diante das lutas, Jó, é um exemplo clássico disso. Tenho o seguinte pensamento, se Deus não poupou o seu Filho para que nós fossemos resgatados por sua graça, porque hoje Ele nos pouparia da adversidades, se são elas que muitas vezes nos levam a olhar para Ele? Li uma frase que diz assim: “Deus não muda as circunstâncias, porque Ele está usando as circunstâncias para mudar você”, Quem não já não passou ou ouvi alguém declarar que depois de uma grande luta, se sentiu mais fortalecido na fé, mas edificado em Deus? Também acredito que só podemos aprender a viver contente em todas as coisas como o Ap.Paulo declarou, se nos permitirmos ser exercitados por ela. Desejo cura para essa irmã, que o Senhor seja com ela! Aproveitando o assunto, há quase 05 anos perdi duas irmãs em Cristo, mãe e filha, a filha padecia de câncer no útero e estava fazendo tratamento de quimioterapia, a mãe sempre estava ao seu lado, ambas morreram em um acidente de carro, quando voltavam de mais uma sessão de quimio, só que, bem antes da filha ser diagnosticada com câncer, mãe e filha não tinham um bom relacionamento, e foi através dessa enfermidade que os vínculos de mãe e filha foram restaurados, enfim, a enfermidade transformou uma inimizade em uma grande amizade, ao ponte de a mãe declarar dois dias antes do acidente, que se Deus levasse a filha dela, que a levasse também, e assim foi. Abrç, graça e paz!

    • Olá, Dayana,
      .
      você já pensou em criar um blog? Seus comentários são sempre tão pertinentes que acho você muito capacitada para edificar muitas vidas com aquilo que Deus põe em teu coração. Pense nisso.
      .
      Com carinho, o mano,
      mz

  16. Rita G disse:

    Prezados,

    Entendo que tudo que passamos seja em sofrimento ou alegria tem um objetivo. As vezes é pela dor que nos fazermos mais humildes, outras, é perceber a existência do próximo e nos fazer enxergar o quanto somos suscetíveis a qualquer coisa e iguais uns aos outros…perante o Senhor.
    Mas tem uma algo que me intriga e me deixa perplexa…… é perceber o quanto o sofrimento de uma pessoa é capaz de muda e transformar tantas outras…
    Assim, quando vejo alguém doente, sofrendo.. penso!!!!! “que contradição” quanto este sofrimento está ajudando a mudar parte da sociedade…. isso é perfeito!!!
    Mas qual o motivo de só crescermos na dor!!!!

    Acredito que esse é o propósito de Deus Pai…

    Bons dias para todos!!!!

    • Olá, Rita,
      .
      não penso que só cresçamos na dor, mas que ela é um bom fermento espiritual, com certeza é.
      .
      Obrigado pela sua reflexão, muito ponderada.
      .
      No amor de Deus,
      mz

  17. Greize disse:

    Na semana do dia das mães em que sofro da saudade dela e minha avó(foi idade) que faleceram no mesmo ano, este texto veio em boa hora,dói demais.Quando é doença então…

    Preciso urgentemente mudar minhas perguntas e orações.Vi minha mãe partindo mas meu sobrinho foi curado, ambos sofreram de Câncer.Deus é Deus.Só Ele sabe.Sabe da minha cura e eu preciso orar certo para saber algumas coisas que vão me ajudar mais.

    Que Deus abençoe a irmã que esta com câncer em da sua igreja, é uma doença que devasta demais para quem passa e quem esta perto.Deus seja com ela e a Igreja também.
    Abraços
    Greize

    • Oi, Greize,
      .
      receba meu carinho pela sua mãe e sua avó. Que toda dor pela perda se transforme logo em uma gostosa lembrança.
      .
      Fico feliz que o texto tenha vindo em boa hora. Se te levou a repensar perguntas e orações já valeu a pena escrevê-lo.
      .
      Abraços, na paz de Deus,
      mz

  18. gerson celestino disse:

    Valeu …

    ________________________________

  19. Jacy disse:

    Paz, querido mano! :)

    Uma reflexão muito coerente e animadora, principalmente no que diz respeito a fé, já que Deus é sempre Deus e Deus é sempre bom!
    Em meio a tempestade ou na calmaria, Ele é Deus.

    Abração! :)

  20. roberto disse:

    Deus cura qdo ele quer, e a nos so cabe aceitar, um dia a morte vem pra todos, ninguem será eterno neste mundo, uma noticia que me entristeceu que vi na net, de que na Somalia de outubro de 2010 a novembro de 2012, 133 mil crianças de 0 à 5 anos morreram de fome, aí eu pergunto meu Deus porque? hj em dia eu nao oro mais, mas eu ja questionei a Deus, como posso orar a ele e pedir alguma coisa, se do outro lado do mundo tem crianças morrendo de fome? eu nao sou melhor do que elas e ninguem é, e pq isso acontece? isso dói, pelo menos em mim.
    Leia a noticia pra vc ver: http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/as-mortes-provocadas-pela-crise-de-fome-na-somalia
    Hj mesmo eu tenho sindrome do panico e nao peço mais pra Deus me curar, mas qdo era cristao eu sempre pedia, mas hj em dia me acostumei com a doença, posso levar uma vida quase normal, nao esquento mais com isso, um forte abraço pra vc e a todos aqui.

  21. Lucelio Silva disse:

    Graças a Deus Pai, por sua vida e por suas encorajadoras e bíblicas mensagens, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo !

  22. Graça e paz meu amigo .

    Falar sobre dor é complicado, mas quando nos compadecemos com o enfermo creio que algo diferente acontece. Jesus nos ensina esse principio:

    Quando chegaram onde estava a multidão, um homem aproximou-se de Jesus, ajoelhou-se diante dele e disse: “Senhor, tem misericórdia do meu filho. Ele tem ataques e está sofrendo muito. Muitas vezes cai no fogo ou na água. Eu o trouxe aos teus discípulos, mas eles não puderam curá-lo”. Respondeu Jesus: “Ó geração incrédula e perversa, até quando estarei com vocês? Até quando terei que suportá-los? Tragam-me o menino”. Jesus repreendeu o demônio; este saiu do menino que, daquele momento em diante, ficou curado. Então os discípulos aproximaram-se de Jesus em particular e perguntaram: “Por que não conseguimos expulsá-lo?” Ele respondeu: “Porque a fé que vocês têm é pequena. Eu asseguro que, se vocês tiverem fé do tamanho de um grão de mostarda, poderão dizer a este monte: ‘Vá daqui para lá’, e ele irá. Nada será impossível para vocês. Mas esta espécie só sai pela oração e pelo jejum”. Mt 17:14-21

    Então os discípulos de João vieram perguntar-lhe: “Por que nós e os fariseus jejuamos, mas os teus discípulos não?” Jesus respondeu: “Como podem os convidados do noivo ficar de luto enquanto o noivo está com eles? Virão dias quando o noivo lhes será tirado; então jejuarão. Mt 9:14,15

    Não sei se consegui explicar , mas quando nossa alma é afligida, nos compadecemos da dor e quando oramos creio que podemos mover montanhas que só a fé é capaz.

    Quando sei de pessoas acometidas por uma enfermidade, sofro também, ainda mais se tenho amizade, mas sofro também, sinto uma dor quando vejo um vídeo como esse que segue o link.
    Assistir esse vídeo me fez chorar a alma, e perceber como o Brasil ou melhor nós brasileiros estamos tão longe de Deus.

    Forte abraço amigo.

    RG

    • Oi, Rodrigo,
      .
      Finalmente consegui chegar ao seu comentário! Ufa.
      .
      Obrigado por compartilhar essas realidades bíblicas. Sem duvida a fé e a compaixão devem fazer parte de todas as nossas oracoes, ainda mais as que pedem cura. Só nunca podemos nos esquecer de dizer no final: “Porém seja feita a tua vontade e nao a minha”, pois acima de qq uma das virtudes vem a soberania de Deus.
      .
      Obrigado pelo carinho de sempre, mano. Abraço grande, na paz do Mestre,
      mz

  23. Seliana Maria Santos Perrotta disse:

    Oi Maurício,

    Reflexão brilhante. Deus falou ao meu coração profundamente.
    Bjs!

  24. sidnéia g. de oliveira disse:

    DEUS É MARAVILHOZO,E COM CERTEZA SEMPRE ESTA NOS EXORTANDO E ENSINANDO SOBRE SUA GRANDEZA!!! QUE ENCINAMENTO!!
    QUERIDO IRMAO,GOSTARIA DE PEDIR PARA VOCE, SEM QUERER ABUZAR DA SUA SABEDORIA E DO SEU PRECIOZO TEMPO,QUANDO VOCE PUDER,POSTAR UMA REFLEXÃO SUA SOBRE “SUICIDIO”… POIS EM MINHA FAMILIA TEM ESSE CASO COM UMA PESSOA QUE VIVIA LENDO E FALANDO DA BIBLIA…
    MUITO TRISTE ISSO!! UM GRANDE ABRAÇO

  25. LUCIA HELENA disse:

    Texto edificante irmão,muito me alegro quando vejo pessoas que de uma forma ou de outra contribuem para o reino de DEUS.O SENHOR nunca nos prometeu uma vida de facilidades,mas disse que nunca nos deixaria e que estaria conosco todos os dias até a consumação dos séculos,e disso podemos ter certeza.Quanto às enfermidades acredito que aprendemos muito com elas,talvez não seja a melhor das formas,mas muito eficaz… Sabe irmão como já mencionei antes vivo um casamento em jugo desigual,tantas são as adversidades que minha vida emocional mais parece uma montanha-russa,isso me ocasionou alguns disturbios fisiológicos.Ano passado passei dias muito difíceis em relação à minha saúde,após passar por vários médicos até ter o diagnóstico definitivo dado por um gastro que me disse que tenho SINDROME DO INTESTINO IRRITÁVEL,e até então nunca tinha ouvido falar,me disse que não tem cura e o tratamento é paliativo,nos dias de crise sinto fortes dores abdominais,enjoo, não consigo me alimentar direito e não posso mais comer de tudo como antes .Sei que DEUS pode me curar com uma unica palavra,não descobri ainda qual o propósito desta enfermidade,mas tenho pedido ao SENHOR que me dê mais paciencia,calma,e que me ajude a controlar minhas emoções ,embora esta enfermidade seja fisiológica tem um fundo emocional.EM suma,todos nós passamos por momentos difíceis,penso que a grande diferença e o que vamos aprender com eles…Que JESUS o abençoe e para a irmã da sua igreja muita coragem fé e esperança.Um grande abraço!!!

    • Olá, Lucia,
      .
      oro ao Senhor por tua saúde, por tua família, pela salvação de teu marido e por tudo mais que envolve a tua situação. Em tudo Ele é contigo, que nunca te falte essa certeza.
      .
      Abraço carinhoso, do mano,
      mz

  26. jose mateus disse:

    apaz do senhor irmão,DEUS e supremo e rejer todo o universo e a nós a confusão de rosto,e sua graça nos basta

  27. Alexandre disse:

    Mauricio,
    Penso um pouco diferente de vc, Deus não trata ser humano nenhum com doença e não se alegra com o mal de ninguém.
    Claro que eu entendo que todos podem ficar doente, mas isso não foi o projeto de Deus em nenhum momento da historia,tudo começou no pecado do edem.
    A morte e a doença vieram do pecado de adão e Eva, único ser que se alegra com o mal é o inimigo de nossas almas que trabalha 24 horas para destruir o ser humano, porém Jesus veio para desfazer as obras do inimigo.
    Se vc não crer em isaias 53 literalmente eu respeito muito sua opinião mas no novo testamento tem uma porção de passagem que mostram Deus sendo glorificado primeiro na Salvação e depois na cura física.
    Deus em nenhum momento quis que Jó ficasse doente ele permitiu sim, pois foi desafiado por satanas e na boa, NINGUÉM pode desafiar o ETERNO.
    E desse momento eu se juntarei com com vc e sua igreja intercedendo por essa irmã que está com essa doença terrível.
    Eu crei que o senhor pode mudar a historia dela.
    Fique na paz
    Deus te abençoe.

    Alexandre.

    I

    • Querido Alexandre, oi,
      .
      Respeito sua visão, mano. Mas nao se pode formular uma doutrina por uma passagem da Biblia. Como Isaías 53 explica a mão de Moisés leprosa no episódio da sarça ardente? Foi o diabo quem fez aquilo? E a lepra de Miriã, foi o diabo? Como você explicaria as inúmeras passagens na época do Éxodo aos cativeiros babilônico e assírio em que a Biblia afirma explicitamente que Deus mandou pragas sobre o povo (como, por exemplo, 1 Crônicas 21:14: “Então, enviou o SENHOR a peste a Israel; e caíram de Israel setenta mil homens”. Ou Deuteronômio 32: “19Viu isto o SENHOR e os desprezou, por causa da provocação de seus filhos e suas filhas;20e disse: Esconderei deles o rosto, verei qual será o seu fim; porque são raça de perversidade, filhos em quem não há lealdade.
      21A zelos me provocaram com aquilo que não é Deus; com seus ídolos me provocaram à ira; portanto, eu os provocarei a zelos com aquele que não é povo; com louca nação os despertarei à ira.
      22Porque um fogo se acendeu no meu furor e arderá até ao mais profundo do inferno, consumirá a terra e suas messes e abrasará os fundamentos dos montes. 23Amontoarei males sobre eles; as minhas setas esgotarei contra eles. 24Consumidos serão pela fome, devorados pela febre e peste violenta; e contra eles enviarei dentes de feras e ardente peçonha de serpentes do pó. 25Fora devastará a espada, em casa, o pavor, tanto ao jovem como à virgem, tanto à criança de peito como ao homem encanecido. 26Eu teria dito: Por todos os cantos os espalharei e farei cessar a sua memória dentre os homens, 27se eu não tivesse receado a provocação do inimigo, para que os seus adversários não se iludam, para que não digam: A nossa mão tem prevalecido, e não foi o SENHOR quem fez tudo isto.”).
      .
      Mano, você naturalmente já leu a Biblia inteira encobertou as muitas e muitas passagens em que Deus afirma explicitamente que mandou doenças sobre o povo. Lembra do episódio da serpente de bronze? Quem enviou as serpentes abrasadoras foi Deus ou o diabo? Quem feriu Geazi com a lepra de Naamã, Deus ou o diabo? E poderíamos seguir dando mais e mais exemplos. Moção ficou estéril como punição de Deus ou do diabo? Moisés foi proibido de entrar na terra prometida porque o diabo o impediu ou porque Deus exerceu sua justiça? E por ai vai.
      .
      Creio que temos de começar a olhar para Deus pelos olhos da Bíblia e nao pelo que eu ou você achamos ou o que um ou outro pregador dos ensinou. O que está na Biblia está na Biblia.
      .
      Com carinho, te abraço,
      mz

      • Alexandre disse:

        Olá querido irmão zagari,

        Muito obrigado pelo seu retorno, porém todos os acontecimentos que vc citou sim foi Deus quem fez mas na velha aliança, isaias 53 é uma profecia a respeito de Cristo, Me diga uma passagem que Jesus colocou doença em um ser humano, ou até mesmo um apostolo.
        A biblia diz que jesus é a expressão exata da vontade do pai, ou vc acha que a sua irma que está com essa terrível doença foi Deus que colocou nela?
        Interessante que na Bíblia Jesus curou todos os que chegaram até ele e pediram por sua saude
        só não fez mas porque não havia fé naquela cidade.
        Isaías 61 diz o senhor me ungiu para pregar as boas novas aos quebrantados, enviou-me para curar.
        Paulo diz Tem algum inferno entre nós, chame os presbíteros da igreja e a oração da fé curará o doente.
        Se fosse Deus que tivesse colocado essas doenças nas pessoas, Jesus e os apostolos trabalhavam contra, pois até a sombra de pedro curava.
        Precisamos entender as épocas que as coisas aconteceram, na velha aliança quem cometia adultério era apedrejado até a morte.
        Hoje quem comete adultério e se arrepende é digno do reino dos céus.
        É muita diferença.
        Irmão é apenas uma discordancia teologica porém te amo em Cristo.
        Que Deus te abençoe querido irmão

      • Alexandre, meu irmão,
        .
        respeito tua opinião.
        .
        Deus te abençoe muito e a cada dia mais,
        mz

  28. Raphael Oliveira disse:

    Mauricio Zágari,

    É a primeira vez que escrevo em seu blog, porém já acompanho faz tempo as suas postagens (muito boas e esclarecedoras).

    Tenho passado um período difícil na minha vida, pois meu pai há 7 anos convive com uma doença incurável, conhecida como Mal de Parkinson. Essa doença piora gradativamente, não há melhoras, mesmo com tratamentos e remédios.

    Tenho ido constantemente a igreja com minha noiva, e lá constantemente eles dizem que Deus cura. Que é só ter fé. Dizem também, como você disse no texto, que tudo isso vem como aprendizado.

    Vamos levar em consideração o seguinte: Jó ficou doente, aprendeu sobre o propósito da doença e ficou curado, certo? Mas em relação ao meu pai? Vamos dizer que ele aprenda sobre a doença, sobre o propósito de Deus nisso. E depois? Mesmo tendo aprendido ele irá morrer, pois não há cura para o Parkinson (você já viu alguém ser curado de Parkinson ou Alzheimer?).

    Mesmo depois de aprender, o destino do meu pai, com essa doença será a morte, sem cura alguma. E a morte ensina? Tenho aprendido que o morto nada faz. Não aprende, nem se arrepende, tão pouco poderá ser salvo por ações depois da morte.

    Então por que, mesmo depois do aprendizado, mesmo assim continuamos doentes?

    Me pergunto também por que tanta coisa ruim acontece com inocente. Dizem na igreja que Deus protege ativamente, mesmo nos dias de hoje, mas, a cerca de um mês atrás, uma criança de 9 anos, passando por uma praça aqui de Recife, escorregou e antes de cair no chão segurou em um poste. Para azar dele, o poste lhe deu um choque e ele morreu eletrocutado. Por que? Ele fazia parte do grupo de louvor, cantava na igreja e tinha apenas 9 aninhos.

    Sei que todos temos que morrer, sei que um dia meu pai vai morrer também. Não quero que ele viva para sempre, mas queria sim ter uma experiência com o senhor. Ter essa grande experiência que somente ele pode me dar, visto que nenhum remédio desse mundo irá curar.

    • Raphael, olá,
      .
      primeiro receba meu carinho e minha solidariedade pela situação de seu pai. Sei que é difícil e peço a Deus que fortaleça a toda a sua familia nessa hora.
      .
      Mano, infelizmente as respostas às suas perguntas estão ocultas no coração de Deus. Existem enfermidades que ocorrem para o fim da vida (não sei como será com seu pai, só o Senhor pode dizer). Veja que Jesus ressuscitou Lázaro mas não resuscitou o próprio José, seu pai adotivo, por exemplo. Porque havia chegado o momento determinado pelo Senhor para que José partisse. O mesmo ocorre com todos aqueles que Jesus não ressucitou, pondendo fazê-lo, ao longo de seus 33 anos de vida. Ele não disse ao ladrão da cruz que ele seria ressuscitado pela sua fé, mas que, de fato, morreria. O porquê de cada caso é uma decisão da soberania divina.
      .
      Tome cuidado com essa doutrina de “é só ter fé e será curado”. Isso não é uma verdade bíblica e machuca demais aqueles que nisso creem mas não são curados ou não veem alguem querido ser curado.
      .
      Você pergunta “por que, mesmo depois do aprendizado, mesmo assim continuamos doentes”. Raphael, eu adoraria saber a resposta para isso. Tenho uma doença incurável há 17 anos, tenho fé, já aprendi muitas coisas, me aproximei de Cristo por essa razão e… Deus não me curou. Os propósitos dele nisso eu não sei. Mas sei que ele continua sendo Deus. Temos de glorificar e amar Deus independentemente de ele nos curar ou não. Isso foi uma das coisas que aprendi. Citando o livro de Jó, que vc mencionou, lembro sempre que, logo depois de saber que quase toda a sua familia tinha morrido de forma terrivelmente tragica, ele diz: “Saí nu do ventre da minha mãe, e nu partirei. O Senhor o deu, o Senhor o levou; louvado seja o nome do Senhor “. (Jó 1:21). Creio que esse é o caminho: entendermos que Deus é soberano sobre nossa vida e sobre a de nossos amados e, aconteça o que acontecer, devemos louvá-lo.
      .
      Sobre a salvação de seu pai, sugiro que você leia Romanos 9, a partir do trecho que diz que Deus amou Jacó e aborreceu Esaú. Por que ele exerce sua soberania como exerce? Não sei. Ele é injusto por isso? Não, não é. Somos barro, ele é o oleiro. Em tudo o que ocorre, ele segue sendo bom, sendo amor e sendo o Caminho. Disso eu tenho certeza, mano.
      .
      Oro por seu pai, por você e por toda a sua família. Que Deus traga paz e resposta às suas perguntas. E que, se elas não vierem, você continue louvando o Senhor e reconhecendo sua bondade.
      .
      No amor de Cristo te abraço,
      mz

      • Raphael Oliveira disse:

        Obrigado pela atenção Mauricio.

        Seu blog é realmente uma bênção para aqueles que acessam. Cheguei a ele através de pesquisas no google, onde eu procurava saber cada vez mais sobre Deus. Agora a cada nova postagem, lá estou eu acompanhando e aprendendo cada vez mais.

        Sabe, às vezes me machuca os pastores afirmando que Deus cura isso e aquilo (exemplo mais dado é que cura o câncer), porém isso me leva a pensar: Será que Deus só cura doenças curáveis??

        Enfim, não gosto de pensar desta forma e acredito que o bem maior que Deus pode nos dar é a salvação. Porém gostaria de ter uma experiência incontestável, na qual pudesse utilizar para levar a palavra do Senhor a mais pessoas, mesmo as mais céticas (estas não se comovem facilmente).

        Não me preocupo apenas com minha salvação, mas sim com a de todos que amo (incluindo amigos). Alcançar mais almas, assim como você faz. Sinto que a maioria das pessoas são carentes de Deus, mesmo aquelas que se chamam ateias. Sinto nessas pessoas a falta de provas com tudo que é pregado por pastores, ou padres, de qualquer igreja.

        É a tal Teoria de prosperidade que tanto é prejudicial, ao meu ver, a todos aqueles que gostariam de participar e de estar perto do Senhor. São curas de enfermidades, ascensão profissional, ganhos materiais (carro, dinheiro e etc), que na minha opinião, Jesus não dá. O que ele nos dá, não é para esse mundo e sim para nossa vida eterna.

        Mauricio, muito obrigado pela sua atenção, e que você continue a escrever aqui por muitos e muitos anos, pois isso sim, é realmente trabalhar para Deus.

        Que te abençoe a cada dia.

      • Raphael, oi,
        .
        obrigado pelo carinho de tuas palavras, querido.
        .
        Permita-me, por favor, compartilhar um pensamento sobre teu desejo. Entendo que você queira ter um milagre em sua vida como forma de “validação” da mensagem evangelística que prega. Mas lembre-se de uma coisa: não é o teu testemunho que salva, é a graça. Jesus realizou muitos milagres aos olhos de todos mas, ainda assim, os que estavam destinados à perdição nao lhe deram ouvidos. Pois nao foram alcançados pela graça de Deus.
        .
        A fé vem pelo ouvir. Você proclama o evangelho, os pecadores ouvem a mensagem, Deus os toca com a graça, a salvação acontece. É simples assim. Nao se atenha a milagres, mano, atenha-se à exposição do plano de salvação. O resto é com Deus.
        .
        Grande abraço, em Cristo,
        mz

  29. Danila disse:

    Olá Maurício
    Assim tbém creio meu irmão,podemos sim adoecer,precisar de médico,remédio,cirurgia e até morrer,Deus é soberano,Ele decide como tudo vai ser.Também creio que Deus cura,que há poder no nome de Jesus para curar porque assim a Bíblia nos informa,há curas divinas no antigo e novo testamento,mas tbém penso que nas enfermidades Ele nos ensina e nos aperfeiçoa,e qto mais rápido entendemos,mais rápido a cura poderá vir e que as enfermidades q Jesus levou na cruz não é a ausência da doença ou da necessidade de um tratamento e sim que na eternidade as enfermidades não mais existirão,Ele as levou,aleluia!
    Minha igreja não ensina assim,tem até diácono q diz q depois q se converteu nunca mais precisou tomar remédio pra nada,fico com pena dos q irmãos ouvem porq adoecem e se acham inferiores ou de pouca fé.
    Um grande abraço fraterno,
    Danila.

    • Olá, Danila,
      .
      fico muito triste por quem fala esse tipo de coisa. Na maioria dos casos, os tais tomam sim remédios, mas fingem que nao tomam para aparentar uma ultrassantidade. Uma pena. Que o maior milagre da fé, que é o amor por Deus e pelo próximo, nunca nos falte.
      .
      Na paz de Cristo,
      mz

  30. Graça e paz, querido irmão!

    Que o Senhor continue usando a sua vida com estas mensagens tão edificantes!

    Se possível, gostaria que você abordasse em uma de suas postagens sobre o seguinte assunto:
    O tratamento que se dá a Jesus chamando-o de você principalmente em canções.

    Isso me intriga a muito tempo, pois ao meu ver, sendo ele Senhor e Rei deveríamos nos dirigir a ele com maior reverência e temor.

    Um abraço,

    Manoel.

    • Olá, Manoel,
      .
      obrigado pelo carinho de suas palavras.
      .
      Sobre o tratamento de Deus, pessoalmente tenho por habito dirigir-me a ele como “tu”. Sendo ele o Altíssimo, “Senhor” cai bem. Mas sendo ele também o “Aba”, creio que “você” não é visto por Deus como um desrespeito.
      .
      Espero ter ajudado.
      .
      No amor maior,
      mz

  31. Pra vc cunhadinha!!! ❤

    Cibele Neves

  32. Meu querido amigo,

    Texto perfeito, inspiração pura de Deus. parabéns sempre.
    Sem mais,

    abraço forte.

  33. Alciane disse:

    oi Mauricio, tem pouco tempo que conheci o seu blog, e tenha certeza que vc tem me ajudado muito a compreender mais as coisas que vem de Deus, obrigada tb sou evangelica mas me acho muito distante ainda de tudo o que Deus quer de mim, mas agora lendo o seu blog vejo que preciso muito aprender, sei que não sou perfeita, mas procurarei aprender a cada dia, abraços
    Ci

    • Olá, Alciane,
      .
      se você consegue se ver como imperfeita e carente de aprendizado das coisas de Deus pode ter certeza que está muito mais perto do Senhor do que imagina.
      .
      Abraço carinhoso, na paz do Mestre,
      mz

  34. Valderi disse:

    Respeito o seu “evangelho” derrotista. Respeito a sua glorificação às doenças, comprimidos e médicos.
    Dizer que devemos aceitar numa boa a doença porque alguns personagens bíblicos ficaram doentes é não se ater aos fatos. Todos foram curados por Deus. E nenhum glorificou a doença. Pelo contrário, todos não a aceitaram.
    Mas como a fé é aquela que determina a nossa vida, se você crer que morrerá de câncer, você morrerá pensando que foi um “presentinho” de Deus; se você não crer, pode até ter o câncer, mas irá derrotá-lo. Não é caso de evangelho triunfalista, é caso de bom senso.

    • Olá, Valderi,
      .
      respeito a sua opinião. E não se esqueça que mais importante do que a cura de doenças é o amor pelo próximo. O que inclui conversar com mansidão e carinho com quem tem divergências de você.
      .
      Deus o abençoe,
      mz

  35. Victor Castro disse:

    Muito inteligente e edificante o texto!
    Me ajudou muito! :)
    Fique na paz de Cristo!

  36. franklin faleh disse:

    irmão mauricio.

    gosto muito dos seu blog, hoje irei agradecer a deus por suas mensagens que edificam minha vida.

    Paz do Senhor

  37. andreia disse:

    como sempre um maravilhosa explicação….
    Que o óleo da unção seja derramado sobre ti dia a dia…

    grande beijo para toda familia
    Andreia Araujo

  38. Gabriel disse:

    Um texto realmente inspirado pelo espírito santo.

  39. Michele Shimosako disse:

    Glória a Deus , que reflexão maravilhosa.

    Deus abençoe,

    to feliz da vida, edificando muito a mim.

    Abraço irmão

  40. Denise disse:

    muito edificante esse texto. Tenho um filho de 10 anos com uma doença progressiva, e muitas vezes por aceitarmos o fato dele está começando a andar de cadeira de rodas, muitos nos veem como crentes sem fé

    • Olá, Denise,
      .
      fico feliz que o texto te edificou. Que absurdo saber que tem gente que se deixa levar por uma doutrina tão perversa e destituída da graça de Deus. Louvo a Deus pela tua vida, a de tua familia e a de teu filho. Deus os abençoe sempre e muito.
      .
      Descanse na paz do Pai,
      mz

  41. washington disse:

    sinto muito se estou sendo mal entendido. ou se não entendi o texto, mas,,,,,,,,
    me respondam… se Deus nos da a doença, e prova que realmente temos que passar por isso, porque algumas pessoas não passam? morrem dormindo as 90 anos sem nunca ficar doente? porque uma criança nasce bem e com dois anos desenvolve algo ruim e passa assim 10 anos se tratando até não resistir e morrer? porque uma pessoa nasce em uma familia tradicional, tem uma vida normal e feliz gastando dinheiro e viajando o mundo todo e morre velinha aos 80 anos depois de uma vida inteira de conforto e prazeres, enquanto outra morre jovem pobre doente e com muitos meses ou anos de sofrimento? alguem para me responder? reencarnação ? fé ? o que será?? por favor, alguem que puder me responder q me responda . obrigado .

    • Olá, Washington,
      .
      querido, creio que o que você disse carece de fundamento. Primeiro, sim, toda doença nos sobrevém pela permissão divina. Existem muitos e muitos exemplos bíblicos, que vão de Geazi a Miriã, passando por Jó e os egípcios fustigados pelas pragas. Basta ler a Bíblia e você encontrará essa verdade de Gn a Ap. Ninguém fica doente se Deus não deixar.
      .
      Você pergunta: “porque algumas pessoas não passam? morrem dormindo as 90 anos sem nunca ficar doente?” Bem, eu não conheço absolutamente ninguém que nunca tenha ficado doente. Minha filha de 3 anos já ficou doente umas 10 a 15 vezes. Isso simplesmente não existe, mano, todo ser humano fica doente muitas vezes ao longo da vida.
      .
      Quando você pergunta “porque uma criança nasce bem e com dois anos desenvolve algo ruim e passa assim 10 anos se tratando até não resistir e morrer?”, a resposta é: porque Deus é soberano e decidiu fazer assim. Você se recorda do primeiro filho de Davi e Bate-Seba? Morreu novinho, porque o Dono da vida decidiu. Pense ainda nos primogênitos do Egito, todos mortos porque Deus decidiu que assim seria. Lembre dos filhos de Jó. Querido, o Senhor é o dono da nossa vida e, se a ele apraz retira-la, ele tem esse direito. Leia Romanos 9 e você verá o texto falar claramente sobre a soberania divina.
      .
      Depois você pergunta: “porque uma pessoa nasce em uma familia tradicional, tem uma vida normal e feliz gastando dinheiro e viajando o mundo todo e morre velinha aos 80 anos depois de uma vida inteira de conforto e prazeres, enquanto outra morre jovem pobre doente e com muitos meses ou anos de sofrimento? alguem para me responder?”. Sim, Jesus pode te responder. Leia a história do rico e do pobre Lázaro, em Lucas 16, e entenderá.
      .
      Reencarnação não existe, a Bíblia deixa claro que depois da morte vem o juízo. Não há isso. Fé também não explica nada disso, pois grandes homens de fé sofreram muito, e quanto ateus tiveram vidas mais tranquilas.
      .
      Washington, você precisa entender que o principal para Deus é a eternidade. Esta nossa vida a Bíblia diz que é como um sopro, uma neblina e um sombra que passa. Deus está muito mais preocupado em usar está vida como uma preparação para a próxima. Nuca tente entender o Senhor da perspectiva humana, simplesmente é impossível. Se você for tentar compreender a mente, a justiça, o amor e os atos de Deus pelo entendimento humano não vai conseguir, porque os caminhos e os pensamentos do Todo-poderoso são muito mais elevados do que os nossos.
      .
      Espero de algum modo tê-lo ajudado. Um abraço, na graça e na paz de Cristo,
      mz

  42. washington disse:

    mauricio Zágari… não falei que existem pessoas que nunca ficam doentes. Óbvio que alguma doença, virose de gripe sarampu entre tantas coisas aparecerão, vc é quem não entendeu o que eu disse sobre doenças… doenças pesadas, cançer, aids, chagas, doenças degenerativas entre outras. E tambem, ja que não existe reencarnação, e que esta vida que temos na terra é a unica nos dado pelo senhor, existem pessoas que realmente são mais “sortudas” que outras vivendo neste mundo carnal, pois não creio que só porque tive uma vida mais feliz aqui do que outras que sou pecador, ou menos filho do senhor. Sobre o homem rico e lázaro o leproso, tambem não condiz sobre o que falei acima, pois não falei de uma pessoa rica e má, mesquinha, egoista, esnobe, pois conheço muitos ricos bons de coração e generozidade, que ajudam muuuuuuuuita gente, não vejo pecado algum em ser rico, des de que faça bom uso do dinheiro… infelizmente mauricio, como vc mesmo disse existem coisas que são apenas do conhecimento do nosso senhor. Mas obrigado por me responder.

  43. “Eu choro pela minha irmã que recebeu o diagnóstico de câncer. Fico muito, muito triste”, ora, pois, se deus está no comando, por que você ficou tão triste? O querer de deus, o propósito de deus, os planos de deus: te deixam tão triste assim? Quanto absurdo! Quanta falta de coerência lógica! Seu deus não fica furioso com isso? Aliás, esse deus que fica tão furioso, segundo passagens redundantes da bíblia, não parece ser muito diferente de nós.

    • Olá, Murilo,
      .
      a certeza da soberania e do controle de Deus não nos torna animais incompassivos. Sentimos compaixão de quem sofre. Jesus, mesmo sabendo que Lázaro ressuscitaria, chorou ao ver a dor dos que estavam presentes do lado de fora da sepultura.
      .
      Não sei se você tem filhos. Se tiver, quando um deles se machuca e chora em sofrimento, mesmo sabendo que ele vai ficar bom você não se entristece pela dor dele? Isso se chama empatia, compaixão, amor – que é a essência do verdadeiro cristianismo. A certeza de um desfecho feliz só anularia a solidariedade pela dor do processo em psicopatas, pessoas que se desconectam do sofrimento alheio. Não é o meu caso.
      .
      Mas, sendo você da Comunidade Cética, compreendo que não compreenda isso.
      .
      Que o Deus que é amor te abençoe,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s