Perdao1Há alguns dias uma pessoa me pediu perdão. Foi alguém que me causou mal meses atrás ao fazer afirmações a meu respeito que foram muito além de quem eu sou, de minhas atitudes e das verdadeiras intenções de meu coração. Confesso que eu jamais esperaria que, passado tanto tempo, chegasse aquele e-mail, com palavras tão cristãs: “Por ser essa vil pecadora, peço-lhe humildemente perdão por tudo o que lhe fiz, por ter deixado o mal exercer o domínio da minha vida, quando permiti que o pecado entrasse em meu coração (…) A vida não para pra gente consertar os erros, porque erros não se consertam, apenas os confessamos e esperamos que pela misericórdia sejamos perdoados”. Admito que fiquei muito comovido.  Muito, muito, muito. Chorei uma manhã inteira. Pois, embora o perdão seja um dos alicerces do Evangelho, poucos são os que têm a grandeza de realmente superar seu orgulho e reconhecer os erros. Mesmo que no passado aquela pessoa tenha apresentado para pessoas importantes em minha vida uma imagem distorcida de mim e de meus atos, no presente seu gesto tornou-a admirável aos meus olhos. E tenho certeza que muito mais aos olhos de Deus.

Existe uma ideia de que admitir um erro e pedir perdão seria “se rebaixar”. Mas é exatamente o contrário: é um gesto de bravura, humildade bem-aventurada e que prova crescimento espiritual de um servo de Deus. Quando li o email eu não perdoei tal pessoa – pois já a tinha perdoado meses antes em meu coração e em oração. Mas a fiz saber que estava perdoada e aproveitei para também lhe pedir perdão por todo mal que porventura lhe tivesse feito. Quer saber? Foi um dos sentimentos mais maravilhosos que tive em toda a minha vida. Pois, ao perdoar e pedir perdão, o Reino de Deus se fez presente, o Evangelho genuíno se manifestou e eu creio piamente que os anjos no Céu sorriram e festejaram.

Perdao2É certo e seguro, meu irmão, minha irmã, que há alguém a quem você deve pedir perdão. Eu mesmo creio que tenho no mínimo umas 50 pessoas de quem preciso lavar os pés. Dificilmente existe um ser humano que não tenha de humilhar-se por algum mal feito ao próximo, alguma injustiça cometida, algo que disse e provocou feridas. O que é bom, entenda, pois a humilhação aos olhos de Deus é totalmente diferente da humilhação aos olhos dos homens, não é um ato de inferiorizar-se, é um ato sublime. Você pode ter julgado alguém erradamente. Ou difamado essa pessoa. Pode ter tirado dela algo que não lhe pertence. Pode ter magoado seu coração. Pode ter mentido. Pode ter machucado fisicamente. Pode ter prejudicado financeiramente. Pode tê-la passado para trás no trabalho. Pode ter sido injusto em alguma situação. Pode ter feito fofoca sobre ela. Pode ter tomado seu cargo na igreja. Pode ter agido contra ela por inveja ou interesses materiais. Pode ter feito milhões e milhões de coisas que prejudicaram ou magoaram alguém.

A boa notícia é que pedir perdão está ao seu alcance.

Perdao3Em sua carta aos colossenses (3.13,14), Paulo descreve o caminho da grandeza: “Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós”. O apóstolo não diz que conviver com pessoas pecadoras é fácil. Conviver comigo, que sou um tremendo pecador, é muito difícil, eu sei. Admiro quem me suporta. Mas quem o faz está cumprindo esse mandamento divino. Temos de suportar-nos e não segregarmos. Esse é o primeiro passo. Em seguida, vem o xeque-mate: temos de nos perdoar mutuamente. Não somente ficar esperando que nos peçam perdão: devemos tomar a iniciativa. Nesse sentido, essa pessoa que me pediu perdão foi muito mais grandiosa do que eu, pois deu o primeiro passo, ainda mais sem saber que já tinha sido perdoada e submetendo-se a possíveis reações hostis que eu poderia ter.

E isso é algo que precisamos ter em mente: nunca esperar o outro vir até nós, importa que façamos a nossa parte. Peça perdão sem esperar ser perdoado ou sem esperar uma boa reação. Faça o que tem de fazer. Faça o que é certo. Faça Jesus se orgulhar de você. Mas se alguém vier primeiro até você e pedir perdão de coração contrito… perdoe. Não importa a dimensão do mal cometido. Importa, isso sim, a dimensão da graça de Deus. Você não faz ideia do bem que perdoar promove em nosso coração. Pedir perdão, então, é algo libertador. Magnânimo. Engrandecedor. Não perca uma oportunidade sequer de fazê-lo, é um dos maiores prazeres e das maiores alegrias que um cristão pode sentir. É, literalmente, divino.

Tudo isso caminha na contramão da nossa cultura. A sociedade prega que devemos estar sempre por cima e manter nosso orgulho. Só que, para o Senhor, é o contrário: “Os insensatos zombam da ideia de reparar o pecado cometido, mas a boa vontade está entre os justos” (Provérbios 14.9). No Reino de Deus, o que te faz grande é se pôr por baixo. Preferir os outros em honra. Humilhar-se para ser exaltado. Tomar na cara sem revidar. Em tudo isso Deus agirá em favor de Seus filhos que procederem conforme o padrão do Reino e não o deste mundo.

Perdao4Quando tais falácias foram ditas a meu respeito tempos atrás, eu poderia ter revidado, retaliado, me defendido, posto a boca no trombone – ou seja, ter agido conforme a raiva e o ódio do mundo. Mas já tinham me ensinado àquela altura que o caminho da Cruz é o de não devolver mal com mal, fazer o bem a quem nos faz mal, orar e abençoar quem nos persegue. E, o mais difícil de tudo: não se defender. Mesmo que rangendo os dentes, suportar tudo calado. Não ficar tentando desmentir exageros ditos a seu respeito e que não condizem com a realidade. E por quê? Simplesmente porque foi o que Jesus fez. É a atitude bíblica, como Paulo deixa claro em Romanos 12. Tenho certeza de que a opção de suportar em silêncio, sem me defender ou dar o troco, pesou no mundo espiritual para o bem de todos e, enfim, para esse pedido de perdão. Que me permitiu levar a essa pessoa a paz de saber que já estava perdoada e também lhe pedir perdão por qualquer mal que lhe tenha feito. Em resumo: para fazer o Evangelho entrar em ação e ter consequência.

Deus criou mecanismos perfeitos de funcionamento das coisas: quando não revidamos Ele nos abençoa. Quando não devolvemos mal com mal Ele nos abençoa. Quando aguentamos o vitupério em silêncio sem nos defendermos Ele nos abençoa. Quando temos a grandeza de pedir perdão Ele nos abençoa. Quando concedemos perdão Ele nos abençoa. O modo de ser e agir do Reino é maravilhoso. É lindo. Nunca será defendido nos filmes de Hollywood ou nas novelas da televisão, somente nas páginas das Escrituras. As atitudes cristãs fazem as pessoas se aproximarem entre si. Fazem as pessoas se aproximarem de Deus. Dá a elas a aparência de Cristo. Se agirmos sempre como Jesus agiu estaremos pondo no rosto do manso Cordeiro um largo sorriso.

Perdao5Você fez mal a alguém, meu irmão, minha irmã, mesmo que tenha sido sem querer ou num momento impulsivo ou de raiva? Não perca tempo: peça perdão ainda hoje. Alguém te feriu muito? Não perca tempo: perdoe-o antes mesmo que ele lhe peça perdão. Disseram que você fez muito mais do que fez – ou mesmo o que não fez? Ou mesmo acreditaram no que foi dito sem ao menos lhe perguntar se tudo condiz com a realidade? Entregue nas mãos do Pai de amor, como o Filho de amor fez. E, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, não abra a boca. Entregue a situação para Deus e espere. É difícil? Pode ser, mas é cristão.

O Natal está chegando. Esse pedido de perdão chegou em boa hora, pois me lembrou enfaticamente do significado primordial dessa celebração cristã. A vinda do Verbo para reconciliar, perdoar, unir, restaurar. Domingo passado estive em um culto na Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro e, ao som do belíssimo “Gloria”  de Vivaldi, entoado por um grande coral e um lindo órgão, chorei novamente, emocionado, lembrando-me do real sentido do Natal. Ali agradeci a Deus por ter-se dado por nós e nos ensinado a ser como Ele é. Perdoador. Manso. Humilde. Amoroso. Contrito. Um embaixador da paz.

Gostaria de terminar com a letra desse hino de Vivaldi, que resume bem a gratidão que sinto neste momento e o que todos devemos dizer ao Senhor – palavras que o coral de anjos cantou ao anunciar o nascimento de Jesus aos pastores no campo próximo a Belém (Lucas 2.14):

Perdao6Gloria, gloria! Gloria, gloria in excelsis Deo!
(Glória, glória! Glória, glória a Deus nas alturas!)

Peça perdão a quem precisa pedir. Hoje. Agora. Já. Não espere. Não perca tempo. Não condicione isso a qualquer coisa: nunca diga “só pedirei perdão se…”. Não! Passe a mão num telefone, escreva um email, vá até a outra pessoa… e aja conforme o coração de Jesus. Não espere um segundo mais. Eu te asseguro que isso te fará admirável aos olhos dos homens. E, muito mais, de Deus.

Feliz Natal a todos vocês que estão em Cristo,
Mauricio

About these ads
comentários
  1. Eliana disse:

    Amém, Maurício!

    Eis mais um post que dá gosto de ler! E praticar!!!

    Sua experiência mostra a fidelidade de Deus.

    Feliz natal, amigo!

    • Oi, Eliana,
      .
      fico feliz que o post falou ao teu coração. E certamente Deus é fiel. Me encanta o quanto ele permanece fiel apesar de sermos infieis.
      .
      Um Natal repleto da graça do Senhor pra ti e os teus, nesse amor que nos une,
      mz

      • helen disse:

        Paz do Senhor Jesus! Maurício, queria muito conseguir perdoar uma pessoa mas não consigo. Comecei a namorar um rapaz no ano passado; ele se dizia pastor e um homem usado por Deus. Me iludiu, dizia que iríamos nos casar, brincou comigo e com meus sonhos. Um dia me levou pra casa dele e forçou a barra, tirando minha virgindade. Eu já tinha 29 anos e esperava entregar minha pureza pro meu esposo mas ele destruiu meus sonhos. Depois disso ele simplesmente disse que eu não era o que Deus tinha pra ele, que Deus tinha coisa melhor pra ele e sumiu. Isso foi em maio e nunca mais apareceu. Como perdoar um homem desse?

      • Olá, Helen,
        .
        minha irmã, eu entendo perfeitamente sua tristeza e me solidarizo com você. No entanto, é exatamente esse tipo de pessoa que devemos perdoar. A Bíblia diz que devemos perdoar nosso inimigos. Que se não perdoarmos não seremos perdoados. Que não devemos devolver mal com mal. Que se nosso inimigo tiver fome e sede devemos dar-lhe alimento e bebida. O Evangelho é contracultural. Se você lê Rm 12 verá que podemos perdoar, como Cristo quer, ou pode os não perdoar, como o diabo quer. Ali fica claro que o juízo pertence ao Senhor, não a nós.
        .
        Jesus disse que quem quisesse ir após ele deveria negar-se a si mesmo, tomar sua Cruz e segui-lo. Isso significa abrir mão de nossos desejos carnais de vingança, falta de perdao, desamor, ira, rancor e tantas outras coisas e fazer o que o Evangelho nos propõe – não o que nosso senso próprio de justiça propõe. Entende, minha irmã?
        .
        Ore ao Senhor, peça a ele forças para perdoar. Perdao não depende de um sentimento, mana, mas de uma decisão racional. Opte por perdoar. Tire esse peso de si. E você verá o Evangelho se fazer presente em tua vida.
        .
        Oro por ti, Helen. Que nesse Natal Jesus derrame graça e paz sobre tua vida. Um abraço carinhoso,
        mz

  2. Alexandre Nobre disse:

    Bom dia meu irmão!!
    Excelente reflexão prática … difícil sim, mas sob a graça de Deus totalmente possível.
    Que o Senhor abra nossos olhos para aqueles que, como você disse, precisamos lavar os pés.
    Recebe meu abraço … é bom sempre estar por aqui!!!

    • Olá, Alexandre!
      .
      que bom que a reflexão alcançou você, querido. E tenha certeza que é só pela graça de Deus mesmo.
      .
      Há tantos cujos pés precisamos lavar, mano! Queira Deus que tenhamos essa coragem a cada dia.
      .
      Abraço fraterno pra ti, no amor daquele cujo nascimento celebramos,
      mz

  3. andreia disse:

    Olá meu irmão, SIMPLESMENTE MARAVILHOSO !!!!!!!!!!!!!!! Para a honra e glória do Senhor, grata por essa EXORTAÇÃO EM COMPLETO AMOR AGAPE que o irmão nos deu atraves desta postagem,

    feliz natal para vc tbm e familia amada

    Com amor e ainda ruminando essas palavras do alto,

    Andreia Araujo

    • Olá, Andréia,
      .
      você disse bem, querida, é para a honra e glória do Senhor, unicamente e tão somente. Quando há perdão e restauração na terra creio que o coral de anjos louva o Amado em sua glória celeste.
      .
      Um Natal sem igual para ti, Pr. Marco, Ir. Vanda (ou Wanda?) e as meninas. Vocês moram no meu coração.
      .
      No amor de Cristo,
      mz

  4. Alessandra (Lelê) disse:

    Mauricio,
    Que alegria em ver esse post!
    Faço ideia da sua dor e tb imagino a felicidade em ver o perdão selando a sua vida! Eu tb já passei por momentos como esse e sei o quanto é reconstrutor! Gloria a Deus!
    Fantástico tb é quando vc diz: “A vida não para pra gente consertar os erros, porque erros não se consertam, apenas os confessamos e esperamos que pela misericórdia sejamos perdoados”.
    Eu não tenho o habito de guardar rancor e não perdoar as pessoas que me fizeram mal. Eu libero o perdão instantaneamente! O que deixa o meu coração mais sossegado!
    Que belo post! O que me faz lembrar de Jesus que morreu por meros pecadores como nós! Atitudes como essa nos aproximam do Pai.
    Eu louvo a Deus pelo seu amor manifestado em forma de perdão na sua vida e louvo a Deus por essas palavras para começar bem a minha manhã árdua de trabalho!
    Com carinho e admiração,
    Lelê

    • Querida Lelê,
      .
      é verdade, você passou por isso e sei a profundidade das tuas feridas. Mas Deus é contigo e você sabe disso.
      .
      A bem da verdade, a frase que você mencionou não fui eu quem disse, faz parte do e-mail que me foi enviado pela pessoa referida.
      .
      O perdão que sai de mim só existe porque sei o quanto sou pecador e o quanto Deus me perdoou. Só consigo perdoar e pedir perdão porque um dia o Senhor estendu a mim essa graça. A quem muito foi perdoado muito amou, disse Jesus. E é uma verdade inconteste.
      .
      Beijo grande em ti, Sergio e na familia. No amor de Cristo,
      mz

  5. luiz Fernando disse:

    Ola, amado.
    Texto lindo e verdadeiramente cristão.
    Perdao, perdão é a voz da liberdade que liberta o cativo da pior prisao, a interior. Perdão, o cristão, é o espelho da esperança. É curador, divino e sobrenatural. Ato que confirma o fato da vinda de Cristo, ato que dá esperança de que realmente existe um Deus a operar nas pessoas em meio a um mundo cheio da ausência da graça.
    Muito bom acordar e ler algo que realmente veio do coração de Deus, fazer a diferença é isso: perdoar.
    Abraços no amor do Senhor, Deus te abençoe muito. E se até lá não nos falarmos, um feliz Natal, amado, à ti e a tua família.

    • Luiz, meu mano, olá,
      .
      “perdão é a voz da liberdade”: perfeito. Como todo o teu comentário.
      .
      Te abraço, querido, no amor de Cristo, cujo nascimento celebramos neste Natal tão especial. Que esse amor envolva a ti e todos os teus,
      mz

  6. Maira brasileira disse:

    Ô glória! Perdoar (e pedir perdão) transborda de paz o nosso coração…
    Feliz Natal pra você também, Maurício querido, e um Novo Ano repleto de Esperança e Paz!
    No Amor do nosso Senhor Jesus Cristo.

  7. Jose Junior disse:

    A paz de Deus, nobre amigo Maurício.

    Muito oportuna essa mensagem Zágari, até mesmo pelo “momento natal” em que estamos vivendo nestes dias, conforme você pontuou. Achei abençoada e agradeço ao nosso Deus. Peço-Lhe para que seja sempre em sua vida, condicionando-o a agir sempre com espírito de mansidão e amor.

    Nó início da leitura eu até pensei assim: “ah, até onde eu me lembro não tenho nenhum desafeto”. Mas a medida avançava, fui sendo “convencido” de que fiz/faço muita coisa digna de ser tratada com um pedido de perdão (e também com orações por aqueles que me magoaram).

    Essa manhã ficou mais “leve e alegre” para mim após essa leitura. Poder participar do APENAS tem sido algo muito, mais muito bom em minha vida. Agradeço a Deus por sua iniciativa, por se deixar doar e se empenhar em nos ajudar a sermos mais agradáveis aos olhos do nosso Senhor Jesus Cristo.

    Graça e paz, nobre irmão.
    Que o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo continue a inspirar-lhe todos os dias, dando a você a capacidade de ajudar a Sua Igreja a exercer o amor e o perdão.

    Tenho você em meu coração. Faço questão de um dia conhecer-lhe e dar um abraço, se assim Deus permitir. A obra de Cristo em sua história muito fez/faz de bom em minha vida. Apesar de alguns momentos eu ser durão, acabo cedendo e deixando o Espírito Sando operar. Perdoe-me se tiver parecendo tietagem. Deus me conhece e sabe o quanto admiro e respeito o seu trabalho e sei como ele é uma benção em nossas vidas.

    Abraço fraterno,
    José Júnior.

    • Salve, José, tudo bem?
      .
      fico feliz que a mensagem te tocou, querido, louvo a Deus por isso.
      .
      A sua percepção é inevitável. Machucamos muitos ao longo de nossa caminhada. E temos de reparar isso.
      .
      O prazer de te conhecer será todo meu, mano. Sei que não é tietagem, até porque não há em mim nada digno disso, sou apenas mais um entre tantos pecadores que refletem sobre a vida e compartilham com os irmãos. Recebo tuas palavras como carinho fraterno, pois sei de quem vem toda boa dádiva e todo dom perfeito.
      .
      Agradeço ao Senhor por tua vida e por tua caminhada espiritual, sê tu sempre uma bênção,
      mz

  8. Beth disse:

    Paz, Maurício!

    É uma atitude necessária mas as vezes bastante espinhosa também. O perdão é libertador mas para quem perdoa do que para quem é perdoado. Quebra-se o laço da mágoa e do rancor. A pessoa que perdoou torna-se livre.

    Fica com Deus!

    • Beth, olá,
      .
      eu creio que o perdão é libertador para ambos, mana. Muitas vezes pessoas nem ao menos pensam que têm do que ser perdoadas e por isso se recusam a pedir perdão. Mas isso só ocorre para quem não consegue se ver com olhos espirituais, senão saberia que todos nós somos desesperadamente ser perdoados. No mundo espiritual isso fala muito alto.
      .
      Deus te abençoe muito e que o Natal que se aproxima renove em você a lembrança dos frutos da encarnação do Verbo. No amor de Cristo,
      mz

  9. Marco Juric disse:

    Bom dia Zágari!!

    Foi muuuuito bom ler esse post! Não porque tenha dificuldade em perdoar, pois graças ao bom Deus tenho muito mais facilidade em perdoar, mas porque tenho um temperamento colérico/sanguíneo, e explosivo não poucas vezes, principalmente no trânsito. Deus tem me ajudado muito nesse sentido, e já posso perceber o quanto estou mais paciente e mais calmo, principalmente no trânsito..rssss
    Estou procurando exercitar mais e mais a paciência, tolerância, calma, tranquilidade…confesso que não tem sido fácil, mas to seguindo em frente.

    Muito obrigado!!!!!

    • Marco, olá,
      .
      fico feliz que o post te fez bem. Que venha a te trazer a uma reflexão que se transforme em mudança das atitudes que você enxerga que não agradam o Senhor. Você usou o verbo certo: exercitar. O fruto do Espírito se desenvolve, na medida em que praticamos as disciplinas espirituais e vivemos mortificando nossa carne e crescendo na fé pura e simples.
      .
      Não me agradeça, por favor. Ore ao Senhor em louvor a Ele, de quem vem tudo o que aqui é escrito de bom. O que é escrito de ruim fica por minha conta.
      .
      Abraço, querido, na paz do Verbo encarnado,
      mz

  10. Elieser disse:

    Mauricio bom dia,

    Maravilhosa reflexão,falar sobre perdão e verdadeiramente traços do verdadeiro cristianismo que nos traz paz e nos leva em uma direção totalmente contraria aos achismos do mundo que dizem por ai que e uma vergonha pedir perdão.
    Essa reflexão fez lembrar um trecho de uma musica do Luiz Arcanjo:
    Perdão é a canção do amor perdoar é se libertar
    E quebrar é quebrar correntes de alguém
    É deixar o outro levantar
    É abrir mão de toda razão, Não causar o triunfo que se tem
    Não negar socorro ao seu algós
    Dar a outra face ir mais além

    Se setenta vezes precisar
    Vezes sete se preciso for
    Perde a conta os que querem a paz
    Quem perdoa rega a flor do amor, do amor

    Deus abençoe e um feliz Natal.

    • Bom dia, Elieser, tudo bem?
      .
      linda letra, mano, gosto muito do Luiz. Obrigado por compartilhar.
      .
      Deus te abençoe mais e que este Natal seja cheio de graça para ti e os teus,
      mz

  11. Zulmira Borges disse:

    Olá Maurício,

    Lindo, irmão!!O sentimento de perdoar e ser perdoado é doce e leve. Confesso que eu tenho dificuldades em perdoar,e mais difícil ainda perdoar quem mais amamos e admiramos, mas é sempre necessário, na vida do cristão é algo continuo.
    E quando perdoamos é como se um grande fardo é retirado do nosso coração.
    Abençoado post.

    Paz do Mestre

    • Olá, Zulmira,
      .
      fico feliz que o post te abençoou.
      .
      De fato, perdoar não é fácil, por isso dependemos tanto da graça de Cristo para isso. Mas é possível, é vital e libertador. O fardo do rancor é levado sobre a cruz quando estendemos perdão a quem nos fez mal. E creio que muito mais quando pedimos perdão a quem fizemos mal.
      .
      Abraço e a paz do Mestre pra ti e os teus,
      mz

  12. Jacy disse:

    Maurício,

    Raras vezes alguém te dirá que é melhor sofrer o dano, calar-se e pedir perdão a quem te feriu. Somente um coração tratado pelo Mestre do Amor pode discernir a bravura e a pureza no gesto de perdoar. Muitas vezes já me chamaram de sangue de barata e coisas do gênero por relevar algumas situações ou mesmo baixar a cabeça em outras, mas o Senhor sempre me mostrou que era o certo a fazer.
    Desejo a você um Natal repleto da presença de Jesus! Que você e sua família possam desfrutar da companhia do Pai em completa harmonia e contentamento!

    Feliz Natal, querido mano! Votos de Jacy e Marcus.

    • Jacy, olá,
      .
      “Quem quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me” – é a regra essencial do Evangelho. Mas parece que um número ínfimo de cristãos entende que isso significa perder aqui para ganhar na vida eterna. E, assim, seguimos nos chamando de cristãos mas agindo como mundanos. É o que é.
      .
      Desejo a você e Marcus o mesmo, a graça e o amor do Senhor Jesus sejam com vocês neste Natal.
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  13. Júnior disse:

    Querido Imrão Zagári, não consigo ver em que parte de Rm 12 Paulo ensina que devamos suportar o vitupério “sem nos defender”. Não acha que com clareza as escrituras ensinam que devamos explicitar a verdade tal como é?

    “Ora, se teu irmão pecar contra ti, vai, e repreende-o entre ti e ele só; se te ouvir, ganhaste a teu irmão;

    Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada.

    E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano.”
    Mateus 18:15-17

    A paz!

    • Olá, Júnior,
      .
      excelente observação. O ensino de Mt 18 é um caminho, mas em tudo o que tange a boa interpretação bíblica (a chamada hermenêutica) devemos considerar o contexto geral das Escrituras e não apenas uma passagem. Note que Jesus mesmo contraria o que ele próprio disse nessa passagem quando foi acusado injustamente em seu julgamento – que acabou levando-o à Cruz. Ele manteve-se calado, não se defendeu, não buscou testemunhas e até mesmo no ato de sua prisão repreendeu Pedro por defendê-lo. Devemos nos perguntar diante dessa constatação a razão de o Mestre não ter feito o que ele próprio ensinou. E a resposta está na graça. A busca de um bem maior. O sofrimento de Cristo gerou benefícios muito maiores do que se ele tivesse buscado cumprir Mt 18, percebe?
      .
      Veja, por exemplo, a questão do divórcio. Jesus afirma que mediante práticas sexuais ilícitas um cônjuge poderia se divorciar. No entanto, em Ml 2.16 Deus afirma que odeia o divórcio. E Jesus mesmo diz para perdoarmos 70 vezes 7 uma ofensa cometida contra nós. Como fica então? A resposta: graça. Temos autorização para nos divorciar em caso de práticas sexuais ilicitas? Sim. Pela graça devemos fazer o que Deus odeia e ignorar que o perdão é sempre o que o Senhor prefere? Não. Então entendo que, mesmo tendo a permissão, o que Deus espera é o perdão, a restauração.
      .
      Diante disso, pensemos sobre o assunto do post: a graça prefere que tratemos um irmão como gentio e publicano ou que nos calemos, façamos como Jesus e deixemos (como diz Rm 12) que Deus seja o juiz e tome o rumo das ofensas em suas mãos? Penso eu que a graça deve sempre prevalecer.
      .
      No caso citado, imagine se eu expusesse a vida de quem me fez mal à igreja e a considerasse como uma pagã? Creio que o gesto de não revidar e suportar o mal feito em silêncio e oração, entregando na mão de Deus, gerou frutos muito mais significativos para o Reino: a pessoa se arrependeu, pediu perdão, eu também pedi, houve reconciliação, tal pessoa não foi exposta diante dos irmãos e a misericórdia e a compaixão foram demonstradas. Paguei o preço de ser acusado de coisas muito maiores do que fiz? Sem dúvida. Mas hoje, vendo os frutos, não me arrependo. Pois para seguir Cristo temos de negarmos a nós mesmos e tomar nossa cruz. Porque o viver é Cristo e o morrer é lucro. E o que consideramos por ganho é, como Paulo disse, como esterco perto daquilo que pode gerar na eternidade.
      .
      Concluindo, Junior, minha resposta objetiva para você seria: eu poderia ter feito o que estou autorizado a fazer em Mt 18? Sim. Os resultados para a alma de todos os envolvidos seria o melhor? Não. Agindo com graça e acatando o vitupério sofri? Sim. Mas o resultado final dentro daquilo que o Evangelho propõe foi muito melhor.
      .
      Graça, mano. Custa, às vezes? Muito. Vale a pena? Sempre.
      .
      Espero ter-me feito compreender dentro do que acredito.
      .
      Abraço grande para ti e parabéns por teu espírito bereano. Você está no caminho mais excelente. Deus te abençoe e um feliz Natal,
      mz

  14. solange disse:

    Olá Mauricio !
    Este post traz reflexão,por segundos parei pra pensar em quantas e quais pessoas precisaria pedir perdão e quais motivos eu teria que fazer isso.Só a misericórdia mesmo,pq sempre há motivos, mais uma pessoa e questão me despertou ,EU MESMA, acredite, chego a conclusão que devo me perdoar 1º,por me permitir as vezes e muitas vezes, ficar tão magoada com os outros pelas suas atitudes sem 1º tentar corrigir a mim mesma.
    Glória a Deus por isso, acho que ando definitivamente quebrantada e dando liberdade ao ESPIRITO SANTO para que me transforme segundo o querer dele.
    A Graça de DEUS tem me alcançado e este blog ,tem sido sim,um veículo para me abençoar.
    Abraços e a Paz de Cristo.

    • Oi, Solange,
      .
      Fico feliz por saber que o APENAS tem sido canal para Deus te conduzir a reflexões importantes.
      .
      Louvo a Deus por isso e por saber que você tem tido essas percepções.
      .
      Um feliz Natal pra ti, repleto da graça do Senhor,
      mz

  15. Danila disse:

    Olá Maurício,
    Que post maravilhoso,q palavra boa!Amém meu irmão para tudo q foi dito.
    Feliz Natal tbém pra vce e sua família.
    No amor de Cristo.

    • Oi, Danila,
      .
      Fico feliz que o texto te tocou, minha irmã. Louvo a Deus por isso.
      .
      Desejo a você e aos seus o mesmo. Um feliz Natal e muita paz de Cristo em sua vida,
      mz

  16. Gibson Nascimento disse:

    Paz Querido Amigo e Irmão Zágari,

    Como sempre um tema para se refletir por longos dias… O pedir perdão e o dar perdão verdadeiro, não é uma prática fácil e nunca vai ser. Hermenêutica à parte, cabe um olhar realmente cuidadoso nas Escrituras, bom senso e muita oração. Dizer ” Darei a outra face” é fácil mas entregar a face nunca será. O mesmo acontece no momento de dizer perdoe-me.

    Deus esteja sobre ti e toda sua Família,

    Abraços,

    • Salve, reverendo, a paz de Cristo,
      .
      creio que pedir e conceder perdão é fruto de prática. Como disciplina espiritual, quanto mais se faz mais fácil fica fazer. Já quem tem o coração endurecido dificilmente dá o primeiro passo. E, assim, nunca perdoa ou é perdoado. Chegará ao fim da vida num estado espiritual triste e perigoso.
      .
      Creio que dar a outra face segue pelo mesmo caminho. Veja no exemplo citado no texto. Se você me pergunta se foi fácil, afirmo que foi dificílimo. Mas olhei para a Biblia e pensei: “Ou eu faço o que Jesus disse ou não”. E fiz. Creia, paguei um preço alto e sofro as consequências até hoje. Mas se você me perguntar se eu faria de novo, garanto que sem hesitar. Pois vivi o Evangelho, agi segundo a Constituição do Reino de Deus e me senti em paz espiritual com o Senhor.
      .
      É tudo uma questão de quem ganha o cabo de guerra: Jesus ou nossa carne. A escolha é nossa.
      .
      Um abraço, meu querido, que o Mestre lhe conceda um Natal repleto de graça e paz, na presença doce e suave do Manso Cordeiro,
      mz

  17. Rosilda disse:

    Olá Maurício a paz do Senhor…maravilhosa suas palavras irmão, perdoar alguém nos faz sentirmos limpos, transparentes diante de Deus….é exatamente o titulo post..
    numa certa ocasião perdoe alguém que me fez algo gravissimo…..
    pensei até que nunca conseguiria, mas consegui e o sentimento e muito muito bom a nós mesmo….aí nos damos conta que temos a mente que realmente temos que ter o de Cristo..a cada dia temos que procurar ser melhores do que o dia anterior….abraço..

    • Olá, Rosilda, a paz de Cristo,
      .
      que bom que você chegou a esse ponto de maturidade espiritual. Tudo passa pela renovação da mente de Rm 12.2, quando conseguimos pela graça mudar os paradigmas e contemplar o Evangelho como ele de fato é – e não como a Igreja midiática de nossos dias quer que acreditamos que é.
      .
      Louvo a Deus por tua vida, minha irmã. Um Natal de paz pra ti e os teus,
      mz

  18. samuel araujo crespo disse:

    A paz de Cristo esteja sempre contigo, depois de muito tempo só na leitura de seus posts, esse em especial lembra-me da primeira vez que entrei nesse cantinho de Deus que é o seu blog pois pesquisava sobre perdão e li pela primeira vez o blog Apenas. Mas uma vez esse assunto veio a voga justamente quando esse ano tomei uma atitude que demorei mais de 20 anos, procurar uma pessoa que eu como ser humano nunca mais queria ter qualquer relacionamento. Bem eu não sei ao certo se agi bem mas eu me senti mais leve mesmo sendo eu a parte que sofreu um dolo muito difícil de superar; A TRAIÇÃO pois para mim é a atitude mais covarde que uma pessoa faça a outra pois nesse ato não só eu sofri mas minha família sofreu e da outra parte creio que também sofreu. Eu tomei a iniciativa por email de procurar tal pessoa mesmo sendo a parte atingida procurei conversar alguma coisa com a mesma; e tal foi a minha surpresa a forma fria e indiferente como me respondeu dizendo que não se tinha se arrependido de nada e se sentia perdoada por Deus pois já tinha orado e SENTIDO que da parte de Deus ele já lhe tinha concedido perdão sem nesses anos todos esboçado nenhuma atitude para tal, quando eu vi já estávamos começando uma pequena guerra de palavras apenas disse o que meu coração sentiu durante esse tempo todo pelos atos feitos por tal pessoa e tomei a atitude que você fez liberei perdão. Mesmo não tendo resposta me calei e estou orando para que Deus coloque um coração de carne nessa pessoa e que ele abra a sua mente que a atitude é tudo mesmo eu pecador tendo milhares de motivos para nunca mais nem mandar um feliz natal eu agi procurei desabafei com Deus e coloquei a vida dessa pessoa nas mãos dele. Não sei se fiz o correto aos olhos de dele pois tenho dúvidas sendo a pessoa que levou tanto tempo em silêncio esperando uma atitude e ter sofrido tando muitos anos eu te-la procurado e tentar uma reconciliação como irmãos em cristo. Mais uma coisa senti de pronto como se um julgo tivesse caído de meus ombros um alívio que a muito não sentia, quanto a isso não tenho dúvidas que foi Deus que tocou meu coração. Quanto a outra parte eu não sei; continuo orando em silencio e esperando que um dia essa pessoa tome a mesma atitude que a minha. Um abraço fraternal e desejo a você e sua família um feliz natal e um ano de 2013 repleto de bençãos na medida que o senhor achar justo a todos.

    • Samuel, meu irmão,
      .
      um grande erro que todo nós cometemos é condicionar nossas atitudes cristãs ao que as outras pessoas vão fazer. É a esposa que diz “só serei submissa ao meu marido SE ele me amar como Cristo amou a Igreja”; é o marido que diz “só amarei minha esposa como Cristo amou a Igreja SE ela for submissa”; é o cristão que diz “só darei o dízimo SE…” ou “só pedirei perdão SE…” ou “só perdoarei SE…” e por aí vai.
      .
      E isso está errado.
      .
      Temos que agir sem esperar a reação que gostaríamos. Temos de fazer o certo porque é o certo. Esse é o padrão cristão. Jesus não subiu à cruz esperando que o louvassem e adorassem enquanto estivesse ali. Ele sabia que seria cuspido, ofendido, açoitado, maltratado. Mas fez o certo. Que o imitemos e assim estaremos cumprindo a justiça.
      .
      Deus te abençoe muito, com sua graça e sua paz. Um Natal maravilhoso pra ti e os teus,
      mz

  19. Ricardo Araújo disse:

    Querido irmão! Graça e paz!

    Quão admirável é, que todos pudessem não apenas ler esta excelente reflexão, mas que pusessem em prática tão grande ensino do nosso amado Cristo. Glórias a Altíssimo, pela Sua infinita bondade e amor. Que nos perdoou através deste magnânimo sentimento, o maior de todos.
    Um feliz Natal meu querido e que todos sintam-se fraternalmente abraçados!

    Ricardo

  20. Sonia e Antonio disse:

    Paz seja contigo amigo,desejamos a você e sua família um Natal de grandes bençãos e realizações e um Ano Novo cheio de alegrias pois neste ano fomos alimentados pelo seus artigos que nos encheu de esperanças nas horas de tristezas e compartilhamos as alegrias também,por isso,DEUS TE ABENÇOE e obrigado pelas lindas mensagens.Agora esse artigo do “Perdão” posso dizer que uma pessoas depois de 20 anos isso mesmo demorou 20 anos pra ela mandar um e-mail para meu marido pedindo perdão, porque demorou tanto ,não é ? ficou carregando essa dor por 20 anos , nem lembrava mais e ela ficou aprisionada nisso , mas agora ela se libertou , melhor assim não é ??? Um grande abraço e sucesso .

    • Olá, Sonia, graça e paz sejam com você e toda a sua família.
      .
      Fico muito feliz por saber que nossas simples reflexões alimentaram de algum modo a vida de vocês, minha irmã. Bendito seja Deus por isso.
      .
      Tentemos ver a situação por outro ângulo, minha irmã: pode ter demorado tanto tempo, mas que bom que o pedido de perdao chegou. Melhor tarde do que nunca, não é? Em tudo isso demos graças ao Senhor.
      .
      Obrigado pelo carinho das tuas palavras. Um Natal maravilhoso para toda a família, no amor de Cristo,
      mz

  21. Fala Mauricio!! eu sei exatamente como vc está se sentindo agora, porque uns dias atrás aconteceu isso comigo, uma desavença que se iniciou em um debate, dias depois eu li romanos 12:21 (Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem), pedi perdão a pessoa, mesmo eu estando certo, pois entendi que ela não tinha certa maturidade o suficiente para ouvir a verdade do jeito que eu disse, e ela me perdoou e vice e versa , e a partir dai eu vi tbm onde eu cometi meus erros, e estou tentando melhorar pois todos nós somos miseráveis pecadores e temos que reconhecer isso para sermos transformados dia após dia.
    Foi uma sensação muito boa! acho que é isso que Jesus queria dizer em oferecer a outra face.!

    A paz irmão , que Deus te abençoe sempre.! tamo junto!

    • Oi, Gessé,
      .
      É isso aí, mano. Quando conseguimos alcançar esse patamar de espiritualidade penso que tudo muda em nossa relação com Deus e com os homens. Fico feliz que você tem posto isso em prática.
      .
      Abraço grande, na paz de Cristo,
      mz

  22. Aline disse:

    Maurício,

    Tudo o que você tem postado tem me abençoado muito!!
    O conteúdo do blog é excelente! Que Deus o abençoe muito, e peço que ore por mim!

    Na paz de Cristo,
    Aline

    • Oi, Aline, tudo bem?
      .
      que bom, mana, que as reflexões que compartilho têm abençoado tua vida. Agradeço a Deus por isso.
      .
      Oremos sempre uns pelos outros, com certeza.
      .
      Um feliz Natal para você e sua família, na graça e na paz do Salvador,
      mz

  23. Dalva disse:

    Olá Mauricio;
    Desculpe, essa semana foi mesmo tumultuada por isso não tive tempo em vir aqui ler suas
    mensagens. Mas, já deixo confessado que não sei perdoar, esqueço mas não perdoo…é um defeito horrível mas não sei trabalhar isto em meu coração…Deus tenha piedade de mim…
    Aproveito para desejar-te um Feliz Natal, agora são 18:31 do dia 25, sinto muito não ter feito isto antes mas para nós aqui não há diferença porque tu estarás para sempre em nossos corações.
    Somos seus admiradores, e não precisamos de um dia de Natal para dizer o quanto gostamos de ti, e hoje comemoramos o nascimento daquele que nos fez conhecer, e nos unir no amor dele,Cristo Jesus!!….fique bem feliz junto de sua família e muita saúde e sucesso.
    Forte abraço Dalva e família Loureiro.

    • Olá, Dalva,
      .
      muito obrigado por suas palavras, eu e minha família ficamos muito gratos pelo seu carinho e de todos os seus. Um Natal repleto de seu significado mais pleno, com graça, amor e foco na pessoa de Jesus.
      .
      Oro a Ele para que você consiga alcançar a maravilhosa paz que existe na capacidade de perdoar, que em 2013 seja um alvo para você. Conseguir perdoar é um passo fundamental na caminhada cristã. Tenho certeza que você vai conseguir.
      .
      Um abraço fraterno para você, seu marido e toda a sua família, no amor de Cristo,
      mz

  24. Paulo Silva disse:

    Olá Zágari!
    Pedir perdão, por reconhecer que errou é o que deve ser feito para tentar voltar ao ponto anterior ao que aconteceu o ato falho. O que de fato não vai acontecer verdadeiramente, mas é o paliativo existente. Se eu difamei alguém e me arrependo disto. Porque me tornarei mais nobre do que o atingido indevidamente por mim? Porque eu ganharia a sua admiração e não quem rejeitou esta atitude maléfica contra ela. Pergunto a você: Por que a vida é mais gratificadora com aqueles que erram ou são problemáticos? Aquele aluno “problema”, se tornará mais próximo da professora que teve que acompanha lo mais de perto. Isto fará com que nasça um afeto, que não acontecerá com um outro que sempre agiu politicamente correto e foi exemplar. Do “alienado”, ela se lembrará pelo resto da vida, do certinho talvez não! Da mesma maneira acontece com o filho da pá virada. Entendo que este precisa ser acompanhado mais de perto. Claro, é filho e o pai quer ajudá lo, pois o ama. Porém, o filho que é responsável e que também precisa da atenção do pai, ficará de lado. Muitas vezes, este não tem nem o reconhecimento pela atitude correta que procura sempre ter. A culpa não é do pai é verdade, e muito menos do filho sadio, que é carente e privado deste cuidado e atenção! E isto acontece muito e traz problemas futuros aos que deveriam ser ao invés disto recompensados por sua postura. E aquele funcionário relapso que sempre agiu mal. Dai por algum motivo começa a melhorar. Isto será notório, e provavelmente ele será promovido, antes mesmo de alcançar o nível daquele que sempre manteve uma boa média na qualidade do seu serviço. E o será ao invés deste!. Isto é justo? Quando agiram mal contra você, não deveria pagar com a mesma moeda, mas se defender deveria sim. Mas tudo bem fez sua opção e se calou. Gostaria que me falasse daquela pessoa que foi perdoada por quem ela atingiu. Da sua situação antes de pedir perdão, uma vez que já estava perdoada! Abraço e fique na paz do Pai.

    • Oi, mano,
      .
      é como registra Mateus 5: 43Ouvistes que foi dito: “Amarás o teu próximo e odiarás o teu inimigo. Eu, porém, vos digo: amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai celeste, porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos”.
      .
      Quando fizeram mal contra mim, se eu me defendesse estaria fazendo justiça com as próprias mãos. Mas preferi deixar a justiça com alguém que é infinitamente mais justo e rigoroso.
      .
      Não sei se entendi bem seu ultimo pedido, mas vou tentar responder pelo que entendi: aquela pessoa estava bem, nem sabia que eu estava sofrendo e pelo que eu estava passando em decorrência do que ela fez. Mas o meu silêncio fez o Espirito Santo falar, e Ele incomodou o coração desse indivíduo. No final, houve o perdao e creio que os anjos no Céu se alegraram.
      .
      A justiça celeste é diferente da humana, querido. Se formos fazer as coisas como nós queremos em vez de como Deus quer, seremos fieis ao humanismo e não ao cristianismo. Ser cristão é estar disposto a sofrer por amor a Jesus. A vantagem é que o sol sempre brilha no dia seguinte para quem assim o faz.
      .
      Um abraço fraterno, no amor de Jesus,
      mz

  25. Paulo Silva disse:

    Olá Zágari
    Você ignorou por volta de 1\3 do que tratei em meu texto. Tudo bem, de nada tem obrigação na verdade. Isto para mim só vem apoiar a minha visão, de que seja muito complexa e difícil a vida em muitos aspectos. Temos o senso de justiça humano e este é que nos orienta. E não acho que este seja errado. É difícil entender e agir conforme a justiça de Deus. A qual nos deparamos em muitas passagens bíblicas. Não gosto de pensar desta forma, pelo temor que tenho a Deus. Porém, me parece que Deus faz escolhas e até tem preferências e tais me surpreendem. Sou nada eu sei e Ele é Deus, Mesmo assim é complicado! . E realmente você não entendeu! O fato de você, que foi o alvo da difamação indevida, te la perdoado antes mesmo dela lhe pedir perdão. Deixou a livre desta culpa (zerada), a partir do momento que você a perdoou? Abraço e fique em paz.

    • Oi, Paulo,
      .
      me desculpe se “ignorei” parte do que você falou, mas confesso que o seu texto estava confuso e procurei responder o que compreendi. Nao foi proposital.
      .
      Sim, entendo que se perdoei a pessoa ela esta livre de culpa. Ao me ofender ela cria uma divida comigo. Eu a perdoo e a libero dessa divida. No meu entendimento nao há mais nada a me dever.
      .
      Abraço, no Senhor,
      mz

      • Paulo Silva disse:

        Olá Zágari
        Na verdade digitei errado. Seriam 2/3 e não 1/3! Reli e não entendi o que achou confuso. Quando escrevi a respeito do aluno, do filho problemático e do funcionário relapso. Quis falar sobre as pessoas que de alguma forma agem mal e acabam sendo mais beneficiadas do que muitos que não têm este aspecto. E perceber isto, entristece as pessoas que lutam, que agem corretamente, que procuram não ferir seus semelhantes… É como você disse. A pessoa que te denegriu, ganhou a sua admiração ao reconhecer que fez algo errado! Desculpe, mas admiração deveria ter aquele que não necessitou pedir perdão, por que se ponderou e não te agrediu, te respeitou! Mas a vida é assim. Tal postura não é exclusividade sua, e é disto que estou tratando. Se tornar mais próximo ou beneficiar alguém que agiu errado, justamente por intermédio deste infeliz evento! Já quem vigia para não agir mal, não é percebido como alguém que mereça apreciação ou reconhecimento! Para terminar, exemplifiquemos o que disse!. Júlia é abandonada com três filhos ainda pequenos. Além disso o canalha insensível, vai morar na mesma rua, em uma casa maior e mais bonita que a edícula em que ficou a sua “ex família”. A sua atual companheira anda chique, bem cuidada e ainda provoca e desdenha Júlia. Júlia, por mais que tente não consegue não sofrer com a privação causada por esta situação. Muito menos orar, para que seu ex marido seja bem sucedido e feliz. Por isto Júlia está condenada tanto quanto o homem que provocou toda esta terrível situação! Fernanda numa trama sórdida, fez a esposa e toda a família de Fábio, seu primo, acreditar que tiveram um caso. A esposa foi embora levando o filho, deixando Fábio desolado e desmoralizado perante todos os familiares. Fábio após algum tempo, apesar de sua vida destruída, resolveu perdoar Fernanda. Esta, tempos depois, acabou se interessando por outra pessoa. Dai pediu perdão a Fábio e confessou a todos que inventará tal caso. Nessas alturas, a ex esposa de Fábio, já se rendera ao insistente assédio de um amigo de infância. O estrago gerado por este ato vil, não se resolveu, mesmo com o esclarecimento. Conclusão: Júlia, a vítima, está condenada e Fernanda, a vilã, está isenta de qualquer dívida! Deus me perdoe e me transforme, se eu tiver a dependência de concordar com tal desfecho para adentrar ao paraíso. Que fique claro o que penso! O perdão é importante e tem que ser um ato comum entre todos, sobretudo nós cristãos! Trato a respeito do que gera o ato em si na vida de todos os envolvido neste. Apesar das aparentes divergências, admiro muito o seu trabalho e postura. Desculpe o texto extenso. Abraço e que Deus te abençoe!

      • Olá, Paulo,
        .
        entendo o que te incomoda. De certo modo, me lembra a chateação do irmão do filho pródigo: ele sempre foi fiel e nunca recebeu reconhecimento por isso. Já o que esbanjou os bens com prostitutas e uma vida dissoluta ao se arrepender ganhou um banquete de presente.
        .
        Creio que a resposta do pai ao filho fiel seria a resposta para o teu incômodo.
        .
        Outro exemplo que me vem à mente é a parábola de Jesus dos trabalhadores. Os que trabalharam mais tempo se revoltaram porque receberam o mesmo que os que se dedicaram menos tempo ao serviço. Sentiram-se injustiçados. Mas a soberania divina é quem determina o que é justo ou nao. Romanos 9 deixa isso claro e estabelece dois pontos básicos:
        - a nós, barro, nao cabe questionar o oleiro
        - Deus nao é injusto por fazer o que lhe apraz.
        .
        Espero que essa reflexão te dê alguma luz sobre o assunto que amaine um pouco sua chateação com essa realidade.
        .
        Abraço, mano, no amor que nos une,
        mz

  26. Paulo Silva disse:

    A Paz de Deus para a tua vida Zágari.
    Deus é soberano, eu sei disso e reconheço. Sabe o que quero? Glorificar a Deus cheio de verdadeira alegria e gratidão.E não somente porque é o que devemos fazer! Embora não seja somente por mandamento, pois creio na sua magnitude, senhorio, grandeza etc…É como ajo muitas vezes. Por uma coisa em especial, queria agradecer com profunda alegria, porém, não posso! Porque não a tenho! E isto faz muita, muita diferença na minha vida. Me faz estar aquém em todas as coisas que eu possa a vir fazer. Limita inclusive o meu crescimento espiritual. E não consigo entender, por mais que eu tente, analise. O porquê não alcancei tal. Pois sempre pedi, e achava que tal qual aconteceu a oração de Salomão, seria comigo. Não por quem sou, mas pela qualidade da minha petição. Algo que agradaria a Deus. Embora não dependesse necessariamente disto. Fiz questão de fazer por onde merecer. Agradando a Deus, com obediência e boa conduta, afim de não perder a benção. Mas Deus sempre soube como eu me sentiria, e assim aprouve Deus permitir o que acontece comigo hoje. Por isso o que mais peço a Deus é perdão, por não me sentir como deveria sendo um cristão. Virou um desabafo não é mesmo? Abraço! Bençãos dos céus para a tua vida!

  27. Dill Cruz disse:

    Olá Mauricio boa noite, vasculhando a internet achei seu blog, li alguns artigos seus e gostei muito, gostaria de saber de você se posso usar esta reflexão em um dos nossos estudos bíblicos de jovens???

    grato irmão fica na paz.

    • Claro, Dill, fique à vontade. Que venha para abençoar. Se puder creditar para divulgar o blog eu ficaria grato, se não puder não tem problema, ok?
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  28. michelli disse:

    Eu fiz algo muito ruim a familia de meu marido, furtei algo que nao me pertencia e estou muito arrependida e gostaria muito de obter o perdao de todos pois também são minha família, pelo amor de deus me ajudem o que posso fazer? Isso está acabando comigo.

    • Michelli, olá,
      .
      minha irmã, a Bíblia aponta o caminho: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (Pv 28.13). Você precisa confessar o seu pecado e pedir perdão a eles. Explique que se encontra profundamente arrependida e, se ainda der tempo, restitua o que pegou.
      .
      Evidentemente, é uma posição que será necessário humilhação e sinceridade. Faça sua parte e não repita o erro.
      .
      Oro por ti, minha irmã. Levanta é prossiga, pois teu caminho será sobremodo longo.
      .
      Um abraço fraterno, no amor de Deus,
      mz

  29. Jane mary martins disse:

    Resposta de Deus por algo que orei durante a madrugada; que Deus continue lhe usando de maneira tão maravilhosa.

  30. Gabriel Garcia disse:

    Boa noite Mauricio.
    Que belissimo texto. Parabens.
    Realmente dar e receber perdao é maravilhoso. Minha vida melhorou muito por causa do perdao. Nao guardar magoas no coraçao. E tbm ser perdoado.
    A respeito disso tenho uma duvida. Uma pessoa um dia me disse “te perdoo, mas nao esqueci o que vc me fez”. Isso é possivel? Perdoar verdadeiramente mas nao esquecer o que causou a desavença?

    • Olá, Gabriel,
      .
      tudo depende do que a pessoa considera que significa “não esquecer”. Para muitos essa frase é uma forma de se justificar a Deus sem de fato ter perdoado. Para outros, de fato a pessoa cancela absolutamente a dívida diante de Deus, mas prefere manter-se distante (o que também é perdoar). O perdão não vem acompanhado de amnésia. Perdoar mas não esquecer é possível. A questão é entender quais são as implicações desse “não esquecimento”.
      .
      Abraço pra ti, no amor de Cristo,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s