Cada civilização contém conceitos que são considerados as maiores virtudes entre as pessoas que a formam. Na Grécia antiga, por exemplo, o poder de argumentação era tão valorizado que existiam escolas voltadas especificamente para ensinar a debater. Em certas tribos aborígenes, trair alguém antes de matá-la dava status, como revela o livro O totem da paz. Também não são poucas as sociedades ao longo da História em que os mais fortes fisicamente são e foram os mais louvados. A espiritualidade e a obediência ao Alcorão são bem vistas em culturas islâmicas. Em certas sociedades orientais, a honra era vista como o valor principal de um homem. E na nossa? O que dá destaque a um indivíduo na cultura ocidental do século 21, em que eu e você estamos imersos? Basicamente o que chamo de “os três F”: fama, fortuna e físico. Quer ser o maior entre os seus semelhantes no Brasil de hoje? Então seja famoso: destaque-se, apareça mais que os outros, seja venerado, que muitos olhos se voltem para você. Ou então ganhe muito dinheiro, ostente carros caríssimos, more numa mansão, demonstre como você é bem-sucedido financeiramente. Por fim, tenha um aspecto físico invejável, seja por uma beleza natural ou por recursos como malhação, cirurgias plásticas, implante de silicone, botox, cabelos bem cortados – ou ainda, por roupas e sapatos caríssimos e da grife que está na moda. Pronto. Você será visto com destaque, valorizado, bajulado, invejado, amado. Mas… e no Reino de Deus? O que destaca alguém? Acredite: o exato oposto daquilo que dá destaque a um indivíduo na cultura ocidental do século 21:

Humildade.

O pecado de Satanás foi a arrogância. Ele quis ser mais do que era. Deu no que deu. Podemos contrastar sua atitude com a do grande profeta João Batista, sobre quem o próprio Jesus disse: “Eu lhes digo que entre os que nasceram de mulher não há ninguém maior do que João” (Lc 7.28). Sendo João isso tudo, ele mesmo afirmou: “Depois de mim vem alguém mais poderoso do que eu, tanto que não sou digno nem de curvar-me e desamarrar as correias das suas sandálias” (Mc 1.7). João sabia quem era. Mas, mesmo sendo o maior de todos os que haviam nascido em toda a história da humanidade, ele conhecia seu lugar. Sabia que era pó. Que exemplo para todos nós…

Nossa civilização nos condicionou a querer sempre um lugar de destaque. Um emprego que nos projete. Títulos. Nosso nome escrito em letras de neon. Elogios. Um ego muito bem nutrido por palavras que mostrem como nós somos grandiosos. Mas o que Jesus ensina contraria de frente essa mentalidade: “Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança. (Mt 5.5). Que diferença! E a afirmação que não deixa dúvida alguma (peço que você leia essas palavras de Jesus com muita atenção): Quem se faz humilde como esta criança, este é o maior no Reino dos céus” (Mt 18.4). Humildade na terra, grandeza no Céu. Diminuir para crescer.

Jesus é o único digno de abrir o livro, Jesus é o maior, Jesus é maravilhoso, Jesus é o Altíssimo, Jesus é Criador, Jesus é o Caminho, Jesus é amor, Jesus é o santíssimo, Jesus é o Onipotente, Jesus é tudo. No entanto: “Jesus sabia que o Pai havia colocado todas as coisas debaixo do seu poder, e que viera de Deus e estava voltando para Deus;  assim, levantou-se da mesa, tirou sua capa e colocou uma toalha em volta da cintura.  Depois disso, derramou água numa bacia e começou a lavar os pés dos seus discípulos, enxugando-os com a toalha que estava em sua cintura.  [...] Disse Pedro: “Não; nunca lavarás os meus pés”. Jesus respondeu: “Se eu não os lavar, você não terá parte comigo”.  [...] Então lhes perguntou: “Vocês entendem o que lhes fiz?  [...] Pois bem, se eu, sendo Senhor e Mestre de vocês, lavei-lhes os pés, vocês também devem lavar os pés uns dos outros.  Eu lhes dei o exemplo, para que vocês façam como lhes fiz” (Jo 13.1-15).

Permita-me perguntar: qual foi a última vez que você seguiu esse exemplo e “lavou os pés” de alguém menor do que você?

Entre nós, cristãos, certas características nos dão destaque no meio dos irmãos. O santo se acha mais santo do que os outros. O que ora muito crê que isso o torna mais especial do que os demais. O pecador condena quem julga que é mais pecador do que ele. O que tem um cargo na igreja se acha mais do que o que não tem. O que manifesta um dom se acha mais agraciado por Deus. Em resumo, eu e você não estamos isentos de nos acharmos os tais porque fazemos ou somos algo que nos põe numa posição de destaque.

Já parou para pensar por que os cristãos são tão fascinados por escândalos? Já parou para pensar por que amamos falar sobre aquele pastor famoso que caiu em adultério? Já parou para pensar por que comentamos salivando que a cantora gospel famosa rastejou no palco? Já parou para pensar por que temos um prazer indizível em comentar o último pecado que fulano cometeu? Em suma, já parou para pensar por que temos o prazer sádico de tricotar entre nós quando algum outro cristão incorre em desgraça?

Porque isso faz com que nós nos sintamos superiores.

Pura e simplesmente isso. É um sentimento mesquinho que, até inconscientemente, nos faz pensar “não sou tão mau assim, afinal fulano é um tremendo pecador, muito mais do que eu, que vivo tão corretamente”. É por isso que a maioria prefere segregar o pecador e não lhe dar um único telefonema para saber como ele está em vez de se aproximar, amar, dar ombro, dar afeto, ajudar em sua restauração: porque gostamos demais de nós mesmos para gostarmos dos outros.

Certa vez entrevistei o ator e comediante Jerry Lewis. Perguntei a ele como explicava seu sucesso. Sua resposta foi simples: “Todo filme que faço se baseia num princípio: um homem em apuros.  E cada pessoa do público fica feliz porque quem está naquela situação embaraçosa ou complicada é outro e não ela mesma”. Ou seja: rimos da desgraça do outro porque isso nos faz nos sentirmos melhor conosco. Não fosse assim, como explicar o sucesso das videocassetadas? Pessoas se arrebentando no chão, levando tombos, sendo atropeladas, pegando fogo… e nós daqui caindo na gargalhada. Os cristãos, inclusive – sejamos honestos. Como explicar esse contrassenso absoluto? Simples: a desgraça alcançou o outro e não nós.

Quando o outro peca isso faz dele inferior aos olhos dos cristãos. Portanto, um pecado que tornou alguém um escândalo faz com que eu, que também peco todos os dias mas não virei escândalo, me sinta melhor, mais feliz comigo mesmo. Superior. Maior. Sinto orgulho de mim mesmo, essa é a grande verdade. No entanto, as palavras de Paulo atravessam nosso sentimento de superioridade como uma espada afiada: “Se devo me orgulhar, que seja nas coisas que mostram a minha fraqueza” (2 Co 11.30).

Essa é a proposta do Evangelho. Reconhecer nossa fraqueza. Reconhecer nossa falibilidade. Pois, enquanto nos achamos mais especiais do que os demais, sofreremos do traiçoeiro pecado do “orgulho santo” – o orgulho do que há de bom em nós, o orgulho até de nossa “santidade”, tão maior do que a dos demais. Mas se nos achamos tão melhores do que os outros, não abrimos espaço para nos escancararmos para Deus, como Paulo fez: “Miserável homem que eu sou!” (Rm 7.24). Não. Diremos em nosso íntimo (sem falar em voz alta, para não pegar mal): “Magnífico homem que eu sou!”. Assim, nos sentiremos mais. Nos sentiremos os eleitos, os profetas, os escolhidos, os queridinhos do Pai. Nos sentiremos superiores. E nos sentiremos aliviados por não sermos tão ruins como os outros. Só que… com isso, não reconhecemos nossas fraquezas e não reconhecemos que o pior dos pecadores não é pior do que nós. E no dia em que estivermos diante do trono de Deus para prestar contas de tudo o que fizemos e falamos, será que o que ouviremos dele é “você é realmente o tal”?

Prefiro ficar com Paulo, que em Romanos 7.18 confessa com uma humildade que não encontramos em quase ninguém em nossos dias: “Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo”. Não é à toa que Paulo foi Paulo. Pois, talvez lembrado pelo espinho na carne, reconhecia que só a graça lhe bastava e que só a graça fazia dele um vaso de barro com a excelência do fôlego de vida em si.

Fico muito triste ao ver cristãos que se acham mais do que outros, seja por que razões forem. E oro por muitos que conheço e que são assim. Ore por mim também, por favor, pois não sou melhor do que meus pais. Em vez de nos acusarmos, nos rebaixarmos e nos segregarmos, amemo-nos mais e oremos mais uns pelos outros. No grande e terrível dia em que estaremos diante do Justo Juiz, que ele olhe para nós e veja a cruz de Cristo. Porque, se Ele olhar para quem nós realmente somos (e não para quem achamos que somos) nada nos restará a não ser choro e ranger de dentes.

Sou um pecador, mas se puder fazer algo por você, meu irmão pecador, minha irmã pecadora, tentarei. E não te desprezarei pelo fato de que você pecou um pecado diferente do meu e que ingenuamente considero pior. Pois… quem sou eu? “Pois qualquer que guarda toda a lei, mas tropeça em um só ponto, se torna culpado de todos” (Tg 2.10). Quem sou eu…

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício.

About these ads
comentários
  1. Bom dia mano!
    Que bom poder começar meu dia com um bom café da manhã e um ótimo texto pra ler.

    Diante de tantas exaltações (como você disse:3 Fs) o maior pra mim é aquele que, trancado em seu quarto, escondido de todos, chora pelos seus pecados … e ora para que Deus dele tenha misericórdia … simples assim!
    Tenha uma boa semana mano!!! Um abraço!!

  2. Alessandra (Lelê) disse:

    Maurício,
    Sou uma pecadora. Não sou nada mais que PÓ!
    As vezes eu fico muito constrangida de ver como eu, por mais que me esforçe muito, não consigo nem chegar perto do que deveria.
    Temos que nos esforçarmos para ser cada dia mais parecidos com Cristo e deixarmos nossa pecaminosidade menor.
    Sou muito feliz, por entregar a minha vida diariamente aos pés da cruz e deixar com que Ele esteja a frente das minhas atitudes e decisões.
    E sou feliz por ter amigos como vcs 2, que estão sempre ao meu lado, me apoiando, me alegrando, me repreendendo, e principalmente orando junto!
    Obrigada pela amizade de vcs!
    Estou no meio de um Exercício de Crise, por isso só devo terminar o texto na segunda. Mas pode esperar que vou te enviar!

    Com cariho e eterna admiração,
    Lelê

    • Lelê, oi!
      .
      imagina, não tem o que agradecer, nossa amizade por você é um enorme prazer. Quem ganha somos nós!
      .
      Você vive o que todos nós vivemos, querida, queremos fazer o bem mas, quando nos damos conta, já fizemos o mal.
      .
      Nao se preocupe com o texto, é pra quando der. Que não seja motivo de ansiedade pra ti.
      .
      Beijo grande, amiga, no amor do Senhor,
      mz

  3. luiz Fernando disse:

    Ola, a paz do Senhor.
    Perfeitamente verdade. Por que o fascínio de aparecer para homens? Quando a Pessoa mais importante é que deve te ver.
    O ser humano de natureza é invejoso, arrogante, presunçoso… sei disso porque sou assim. Tenho que levar uma bacia com água e toalhas para onde eu for.
    Na minha igreja, por exemplo, vejo mts membros que só querem aparecer, um quer cantar melhor do que o outro, quando se deveria é louvar o nome de Deus. Um quer pregar melhor do que o outro, quando deveria ser para edificação, correção e gerar arrependimento. O foco se perdeu totalmente, pessoas fazendo teologia para ter mais “conhecimento” do que os demais. Pessoas conversando sobre o pecado do outro, de quem caiu, enquanto estão falando mal do irmão, perdendo tempo, poderiam estar em oração por ele, ou mesmo conversando, ajudando-o a se levantar. O que vc disse é verdade, as pessoas tem prazer na desgraça alheia. Um acidente aconteceu, um trem matou um cara e o cortou no meio, logo uma multidão de pessoas a sua volta, tirando foto, comentando sobre o ocorrido, ficam até a ambulância levar o corpo. Comentam sobre a morte na escola, na igreja. Uma pessoa aleijada, coxa a muitos anos, vai a igreja e é curada e sai andando para gloria do nome de Jesus, é comentado na cidade, a resposta? “Po, legal.”
    A bíblia diz que temos que ser igual ao Filho de Deus, seguir Seus exemplos, mas lemos ao pé da letra e queremos ser Deus, em outras palavras, só falta dizer: “eu sou o que sou.” Nós achamos que vamos ouvir de Deus no grande Dia: “eai meu filho, apareceu mt? Mandou ver? Mostrou quem é meu “ungido”? é isso aí, chega pra cá que o reino é teu.”
    Eu sou assim, infelizmente. É uma luta constante contra o meu eu, é a pior batalha que existe, contra o velho homem. Ora, Jesus, Rei dos reis, Senhor dos senhores, Criador, Santo dos santos, aquEle que segura o universo inteiro na palma de Suas mãos, tem o poder sobre o Céu e o inferno, nasceu em uma manjedoura, entrou em Jerusalém em cima de um filhote de jumenta, lavou os pés dos discípulos pecadores, quem somos nós para fazer acepção de pessoas, quando aquEle que teria toda razão e motivo para o fazer, nao faz? Zàgari, é aquilo, o de sempre: só a Graça nas nossas vidas. Vamos aprender com o Senhor, lendo, entendo e praticando Sua palavra.
    Marivilhoso o texto, irmão. Deus te abençoe com Sua graça e dom da Verdade.
    Abraços.

    • Mano Luiz,
      .
      isso não foi um comentário, foi um post. Me alegro por tua clareza espiritual, querido. Que ela venha a se converter em atos de amor ao próximo, seja edificando, consolando ou exortando. O caminho é esse.
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  4. Marco Juric disse:

    Bom dia Zágari!

    Direto ao ponto! É isso aí meu irmão!
    Todos no mesmo barco. Se remarmos em direções opostas nem sairemos do lugar.

    Deus continue te inspirando e te abençoando!!!!!!!

    • Grande Marco, tudo joia?
      .
      Boa imagem, querido. Infelizmente tem remos de mais para barcos de menos…
      .
      Que o Senhor nos abençoe a toddos, mano, a você e sua família,
      mz

  5. Sidnei disse:

    Parabéns mano Maurício!
    Dessa vez você se superou.
    Senti todo o meu orgulho flamejando nas entranhas.
    Chorei e orei…por mim…por todos…
    Fique na Paz.
    Soli Deo Glória!

  6. Eliana disse:

    Excelente, Maurício (como de costume)!

    Deus o abençoe e à família. Amo vocês.

    Paz!

    • Ô, Eliana, é dom do alto, não vem de mim mesmo. Sou só a mão que tecla.
      .
      Deus te abençoe e aos teus em dobro. Nosso amor é mútuo e grato.
      .
      A paz do Mestre, mana,
      mz

  7. Greize disse:

    Edificante e para pensar.
    Um dia pensei, sabe o que é pior nos blogs??Os comentários.(Alguns)
    Cada um pior que o outro, eu mesma me enfureço com alguns e me torno como eles..depois eu refleti.
    Posts com polêmicas e escândalos no meio Gospel, são os mais lidos, textos que edificam e quando é mostrado algo bom.São os menos lidos e comentados.
    Estranho não?Talvez não….

    Mas Paulo estava certo:“Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo”.
    Abço

    • Oi, Greize,
      .
      que bom que o texto te faz pensar, mana, esse é sempre o começo.
      .
      Penso que as pessoas têm o direito de expôr seus pensamentos nos comentários. Lamentavelmente, muitos fazem isso com uma deselegância, uma falta de educação e uma agressividade que me obrigam a mandar para a lixeira. O problema não é discordar, mas como discordar. É duro saber que essa geração de novos cristãos toma o ódio e o rancor como parâmetro de relacionamento. Mas… fazer o quê, não é?
      .
      Sobre as polêmicas, quem as instiga na web quer ibope para ganhar dinheiro com anuncios. Triste é saber que o povo embarca. Muito triste mesmo.
      .
      Infelizmente, uma enorme parcela da igreja hoje quer sangue.
      .
      Deus te abençoe muito, minha irmã,
      mz

  8. Higor Machado disse:

    Amém. Essa verdade que quebranta meu coração!

  9. aguasdomar disse:

    mandou bem Zágari…

    no Reino de Deus, o valores estão na contramão do mundo… na verdade, o mundo está na contramão dos valores do Reino.

    abracos

  10. Irmão Zágari, é muito bom poder ler verdades como estas contidas neste texto, e eu faço um côro com o salmista:
    Pergunto: Que é o homem, para que com ele te importes? E o filho do homem, para que com ele te preocupes?
    Salmos 8:4 (Quem somos nós nada).

    Senhor, Senhor nosso, como é majestoso o teu nome em toda a terra!
    Salmos 8:9 ( Á Ele toda Glória Pertence).

    Irmão, em breve estarei lançando meu cd solo ( totalmente independente), e meu objetivo é cantar as Escrituras (as Verdades Eternas), e ele será totalmente gratuito, e estará disponível para download, e quero compartilhá-lo com vc irmão, quando estiver disponível lhe enviarei o link para o irmão baixar e ouvir.
    Minha motivação para este cd não é em ter reconhecimento e nem recompensa dos homens, mas fiz e continuarei a fazer para a Glória unicamente de Cristo meu Redentor e Senhor: Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. Colossenses 3:17.

    Abraço Irmão, Graça e Paz de Jesus.

    • Oi, Daniel,
      .
      parabéns pelo projeto, querido, fico feliz de ver alguém jovem como você que não se preocupa com fama e em ser mais um cantor gospel no meio da multidão, mas em fazer a diferença louvando o Senhor em espírito e em verdade. Ficarei contente de ouvir seu trabalho, por favor me avise quando estiver disponível. Deus te conserve com esse coração puro.
      .
      Na paz de Cristo, te abraço,
      mz

  11. Willian Filho disse:

    Meu irmão em Cristo.

    Que benção. Glória a Deus por suas palavras neste texto!
    Certamente É o Senhor quem lhe direciona para escrever tão belas e edificadoras palavras.
    Há algum tempo venho acompanhando o seu site.
    Sou católico e devo confessar este foi um dos posts que mais me tocaram.

    Às vezes por ler um ou outro texto bíblico já acho que sei mais sobre Deus que meu irmão. Que miserável eu sou! Lembro das palavras de um de Padre que em um encontro de formação disse: “Somos mendicantes de sentido”. É em textos inspirados na Palavra de Deus que obtemos um pouco de sentido.

    É muito bonito ver um cristão como você, com livros premiados, um blog bem frequentados
    dizer tão sábias palavras sobre o tema. Isto é sinal de que Deus tem abençoado muito seu trabalho de evangelização.
    Me sinto muito bem em dizer todos esses elogios para você, pois sei que estou exaltando a ação de Jesus Cristo na sua vida.
    E sendo assim isso não fará nem “cosquinha no seu ego” pois sabemos que toda honra e do glória pertencem somente a Nosso Senhor Jesus Cristo!

    Que Deus permaneça te abençoando meu irmão!
    Paz e Bem!

    • Oi, Willian,
      .
      obrigado por seu carinho e suas palavras tão generosas. Tudo o que faço é deixar transbordar um pouquinho do tesouro que Deus concedeu a este vaso de barro ruinzinho que eu sou, mano. Se isso abençoa vidas eu fico muito feliz.
      .
      Ah, querido, como poderia inflar o ego diante da consciência de que toda boa dádiva e todo dom perfeito vem do alto, não é? Conheço-me bem o bastante para saber que se algo de bom vem de mim não é de mim que veio.
      .
      Que o nosso Deus siga contigo também, mano, concedendo de Sua graça e Seu amor a você e aos seus,
      mz

  12. Willian Filho disse:

    Pequena correção no texto acima:

    “É em textos inspirados na Palavra de Deus, como este, que obtemos um pouco de sentido.”

  13. walber disse:

    “Sei que nada de bom habita em mim, isto é, em minha carne. Porque tenho o desejo de fazer o que é bom, mas não consigo realizá-lo” Romanos 7:18

    Meu Deus, meu Deus! tem misericórdia de mim, me sustenta na caminhada.

    Dou graças a Deus por vc Zágari, longe de vc gloriar-se com o dom que há em ti, mas esse texto é digno de entrar como explanação de uma nova tese sobre a nova reforma que a igreja tanto precisa.

    Abraço grande querido!

    • Oi, Walber,
      .
      Meu coração se alegra por saber que esse pequeno texto tocou tua alma. Se levar uma única alma a se aproximar da vontade de Deus já estarei feliz.
      .
      Abraço grande pra ti também, queridão, no amor de Cristo,
      mz

  14. André Luiz disse:

    Ninguém escapa desse comentário. Quando leio isso me faz pensar o quanto somos pequenos. É um comentário que precisamos ler todos os dias.

    Quando estiver orando hoje, vou lembrar do que eu li, provavelmente minha oração será mais longa.

    • André, olá,
      .
      que bom que de algum modo essa reflexão te conduziu a um lugar espiritual mais próximo de Deus. Que tua oração seja repleta da graça do Senhor.
      .
      Te abraço, no amor do Mestre,
      mz

  15. Jose Junior disse:

    A paz de Deus nobre Maurício.
    Tudo bem?
    Que a graça de Deus seja sempre abundante em sua vida.

    Mais um louvor a Deus por mais esta inspiração em sua vida.

    Assim que terminei, meditei, refleti e olhei pra dentro de mim… Quanta sujeira…

    Sei que é necessário, e oro a Deus para que continue a te usar dessa forma (exortando, edificando e consolando), a fim de que possamos ser aperfeiçoados a cada dia.

    Nisso, o resultado é o que aconteceu com a comunidade de Corinto, em II Coríntios 7.9-10.

    “A tristeza segundo Deus produz um arrependimento que leva à salvação e não remorso, mas a tristeza segundo o mundo produz morte. Vejam o que esta tristeza segundo Deus produziu em vocês: que dedicação, que desculpas, que indignação, que temor, que saudade, que preocupação, que desejo de ver a justiça feita! Em tudo vocês se mostraram inocentes a esse respeito.”

    Não tem como sentir diferente.

    Abraço fraterno, meu amigo.
    No amor de Cristo Jesus,
    José.

    • Oi, José, tudo bem? Comigo sim, obrigado.
      .
      É, querido, sujeira é pouco. A melhor coisa de se examinar é a certeza de que só a graça de Deus nos justifica. Se dependesse de nós… nem quero pensar.
      .
      Obrigado por sua oração, preciso muito.
      .
      Deus te abençoe, aquele abraço,
      mz

  16. Mauricio boa noite,

    Mais uma reflexão cortante e verdadeira,que Deus continue te abençoando,acredito que o único caminho para vivermos o cristianismo,e reconhecendo a nossa miserabilidade,sem a graça não somo nada.Gostei da sua citação sobre as vídeo-cacetadas,as desgraças do outros geralmente nos alegra e isso e mais uma prova que precisamos pedir que amor de Deus seja manifesto em nos.
    A paz Deus abençoe,querido por favor continue escrevendo.

  17. Zulmira Borges disse:

    Olá irmão,

    Vemos constantemente esse querer ser visto na igreja, os anos passam, e o pecado do orgulho continua nos assediando. No começo do meu caminhar na fé, era a competição de quem tinha mais dons, hoje vejo o orgulho disfarçado em quem lidera mais células, quem manda mais pessoas para o encontro, quem ganha mais pessoas para jesus, e quem lidera o ranking de cestas básicas arrecadadas, e por aí vai.
    Eu já li o livro “O totem da paz”, e como é lindo o poder da graça alcançando homens tão bárbaros , e sei que vou fugir do post, mas é que gostaria muito de tirar um peso/dúvida da minha mente, vc poderia escrever ou me indicar algum livro sobre a graça e reinar com Cristo? Mais precisamente, tenho algumas dúvidas sobre a parábola das dez virgens, as virgens representam a igreja, e cinco delas não são salvas? Ou todas são salvas, mas as tolas são as que não andam em santidade, sem comunhão diária com Cristo?Só tenho certeza absoluta de uma coisa, a salvação é pela graça, e não mérito meu, ou esforço próprio. Agora o arrebatamento acontecerá para aqueles salvos que andam “distraídos” como as noivas tolas?
    Paz .

    • Olá, Zulmira,
      .
      realmente, você tem razão. Infelizmente essa competição exige e é baseada na vaidade e na egolatria. Seres humanos são complexos e todo homem de Deus é, antes de tudo… um homem. Com todas as falhas e os defeitos da humanidade. Só a graça de Cristo para tratar com cada um de nóss.
      .
      Um excelente livro sobre a graça é “Maravilhosa graça”, de Philip Yancey.
      .
      Sobre suas perguntas, creio que você mesmo respondeu: “Só tenho certeza absoluta de uma coisa, a salvação é pela graça, e não mérito meu, ou esforço próprio”. Isso responde tudo. Recomendo, Zulmira, que você não invista seu tempo em perguntas polêmicas, para as quais há diferentes teorias. Atenha-se ao que é certo e essencial ao evangelho: o perdão, o arrependimento, o amor, a graça, a paz. Em resumo, os fundamentos. Se formos fieis a todo tempo, nos arrependermos e confessarmos a Deus nossos pecados quando errarmos e pregarmos que todos devem ser fieis a todo tempo… isso nos basta. É 100% bíblico. E cumpre a justiça de Deus.
      .
      Deus te abençoe muito, minha irmã, com graça e paz,
      mz

  18. Rodrigo disse:

    Paz meu mano Maurício,

    Excelente texto.
    Que possamos diminuir para que Cristo cresça.

    Em um mundo onde somos bombardeados por todos os lados com coisas fúteis, que Deus tenha misericórdia para que possamos ser íntegros e humildes.

    Abraço.
    No amor de Jesus,

    R

  19. Carla disse:

    Que possamos diminuir para que Cristo cresça em nós. Sim, sim! Tenho procurado andar mais cheia do Espírito Santo pq qd estou cheia de mim mesma não posso ouvir a sua voz.

    Sabe, Zágari, vc é uma bênção em minha vida. Em uma ou outra coisa nós não concordamos, mas aprendi com vc a dizer: respeito sua opinião, meu irmão. Só devo zelar pela Palavra de Deus que não passará jamais. Por isso vou continuar me posturando contra heresias. Pq a minha opinião pode mudar com o tempo. Tenho tentado exercitar o amor sem gerar polêmicas. E estou engolindo a intolerância dos meus irmãos a seco. Confesso que tenho que respirar fundo para não responder no “nível” e aja fruto do Espírito. As vezes prefiro me calar e fujo de discussões tolas que não edificam. A igreja evangélica brasileira gosta de polemizar e, pior, se acham profundos conhecedores da Palavra de Deus. O que meus irmãos querem mesmo é brigar e provar que estão certos. Qd me deparo com gente como vc que sabe conversar, isso é tão bom. Ninguém quer sentar, abrir a bíblia, orar e buscar juntos o que realmente Deus diz. Não. O que querem, mesmo, é abrir a bíblia, procurar os versículos que provem sua opiniões e orar para que Deus nos convença delas.

    Estou tão cansada… A minha cidade tem mais de 600 mil habitantes, é maior que 7 capitais brasileiras e em tda esquina que vc passa tem uma igreja. Falando assim parece bom, né? Mas isso tem me preocupado tanto. Não deveria ser assim. Deveria ser motivo de alegria. Mas na proporção que elas crescem, crescem o “paganismo cristão”. Se é que vc me entende. ;). E ainda me aprece alguém e diz: “O que importa é que o evangelho está sendo pregado”.
    Oh, Cristo, me ajude! As vezes bate uma tristeza…

    Não precisa moderar o comentário, mano. Queria conversar um pouco.
    Grande abraço e a paz do Senhor seja contigo e comigo. Amém! rs

    • Oi, Carla,
      .
      imagina, é um prazer moderar um comentário tão lúcido e espiritualmente maduro como esse. Muito me alegra saber que há cristãos como você. Que Deus continue te mantendo assim, crescendo a cada dia mais.
      .
      Um abraço carinhoso a você e toda sua família,
      mz

  20. Carla disse:

    “haja fruto do Espírito”. Engoli um agázinho lá em cima. hehe…

  21. walace alves disse:

    Parabéns! Queremos ser mais santo nos pecados dos outros, o
    lha só o ponto que estamos chegando… Que Deus cresça!

  22. helen disse:

    A Paz do Senhor Jesus, Maurício. Descobri seu site recentemente e estou gostando muito. Confesso que às vezes, quando vejo situações em que crentes têm se colocado, acabo me sentindo mais santa do que os outros. Mas, assim como Paulo e seu espinho na carne, sempre me coloco de volta no meu lugar de serva inútil. Quero te contar uma coisa, acabei de fazer 30 anos e ainda sou solteira. Em novembro do ano passado conheci um pastor e comecei a namorá-lo na certeza de que era um homem de Deus e que finalmente eu seria feliz na vida sentimental. Com mais ou menos um mês de namoro, ele me levou à casa dele, forçou a barra e tirou minha virgindade; eu sempre tve o desejo de me casar virgem, além de saber que é um mandamento do Senhor. Fiquei arrasada e chorei na frente dele mesmo, mas ele me garantiu que iríamos nos casar. Passou uns dois meses e ele sumiu.Nunca mais me procurou.
    Hoje, me sinto destruída e estou sempre me sentindo acusada. Além disso, é uma frustração muito grande ter me guardado por 29 anos e vem um cara que se diz pastor e me usa dessa forma. é um pedaço importante de mim que foi embora e não tem volta. Você pode me dar um conselho? Abraços.

    • Oi, Helen, tudo bem? Fico feliz que o APENAS tem falado ao teu coração.
      .
      Minha irmã, fico muito triste pelo ocorrido, pois consigo compreender e empatizar com sua dor. A primeira coisa que posso lhe dizer é que se você se sente culpada pelo ocorrido mas está verdadeiramente arrependida pelo que fez você está perdoada e justificada diante de Deus. Não carregue o fardo de algo que, mediante a confissão sincera de seu coração, o Senhor já lançou no fundo do mar. Leia o Salmo 103, há verdades ali que você precisa fixar em seu coração.
      .
      Uma vez que você foi perdoada, nenhuma condenação há para ti diante de Deus. Você diz que se sente acusada. Esse termo mostra claramente quem está influenciando esse sentimento, pois Deus não acusa, Ele perdoa, restaura, põe de pé e dá paz. Quem acusa é o diabo, portanto é o pai da mentira quem está querendo usar seu deslize para te pôr para baixo.
      .
      Dois textos que podem ser uma boa reflexão para você são:
      http://apenas1.wordpress.com/2012/11/29/deus-desistiu-de-mim-sera/
      e
      http://apenas1.wordpress.com/2012/10/16/falta-de-perdao-tem-cheiro-de-diabo/
      .
      Quanto à frustração, infelizmente é algo que não há como se reparar. O que você pode fazer é mudar sua perspectiva sobre o que ocorreu. Ou seja: ver por outro ponto de vista. Não há como mudar o passado. Mas em vez de vê-lo como uma grande perda, veja como um aprendizado, veja que você pode usar sua experiências para aconselhar outras jovens mulheres, alertando-as em situações semelhantes. Davi e Bate-Seba erraram? Sem dúvida. Mas depois que o pecado foi confessado e perdoado, sua história ficou registrada por milhares de anos e vem abençoando muitos, que aprendem com o erro deles. Além do mais, Deus pegou aquele pecado e transformou na maior bênção da história da humanidade: quem poderia imaginar que desse relacionamento sexual ilícito viria a se formar uma família cuja descendência seria ninguém menos do que nosso Senhor Jesus Cristo?
      .
      Tenha paz, Helen. Se você se arrependeu e confessou seu pecado, está perdoada. Isso é uma afirmação Bíblica. O perdão já é seu. Se você se sentir acusada, dê um solavanco nesse pensamento e diga a quem sussurra isso em seu ouvido que nenhuma condenação há para aquele que está em Cristo Jesus. E siga em frente, abençoando vidas a partir do que você aprendeu com esse deslize.
      .
      Espero ter te ajudado, minha irmã. Oro por ti. Que a paz que excede todo o entendimento humano seja no teu coração,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s