Existe um problema extremamente sério quando falamos sobre pecado/perdão: é muito comum encontrarmos pessoas que foram perdoadas por Deus mas que não conseguem perdoar a si mesmas. Junte-se a isso recaídas no mesmo pecado e uma Igreja que em sua grande maioria infelizmente ainda não aprendeu a perdoar… e o resultado final é devastador: irmãos e irmãs em Cristo achatados pela própria pecaminosidade, que se veem como indivíduos menores, indignos da graça de Deus, sem possibilidade de perdão. E, quando isso ocorre, o peso da própria natureza pecadora torna-se tão esmagador e a percepção equivocada de um Pai que fechou as comportas da graça tão presente que muitos acabam abandonando a fé e se afastando de Jesus por se julgarem incapazes de viver o Evangelho. Se é o seu caso, leia com muita atenção: você está enganado. Graças a Deus, literalmente.

O que me motivou a abordar esse assunto foram dois comentários postados no APENAS que me deixaram com o coração apertado. Os reproduzo abaixo. O primeiro é de um irmão:

“Partindo da analogia, estou completamente infectado. O sistema ainda consegue operar, mas estou sentindo-o a beira de uma pane completa. Ainda consigo ler seus escritos e de outros poucos sites sérios, mas de fato, a contaminação é tamanha que não consigo colocar em prática os conselhos, admoestações, alertas que posso considerar, sem medo de errar, inspirados por Deus. Já estou tão machucado de cair de abismo em abismo, que não me sinto seguro com ninguém, visto que deixei a igreja e mesmo o convívio com alguns irmãos mais chegados eu abandonei. Seu texto me ajudou a enxergar uma necessidade imensa da qual eu já havia esquecido, a de chamar pelo Pai e sobretudo acreditar. Mas me sinto tão sujo e amaldiçoado, envergonhado que nem sei se se consigo acreditar que ele venha. A dúvida já tomou a minha mente há algum tempo: será que Ele desistiu de mim?”

O segundo desabafo veio de uma irmã:

“Mauricio, não tenho conseguido aceitar essa graça. Eu tenho caído sempre. Não me lembro de um compromisso ou voto que fiz ao Senhor que tenha cumprido. Toda vez eu me coloco diante da presença do Senhor e me arrependo, choro, sinto o perdão Dele. Mas basta passar alguns dias para eu cair e deixar de orar ler como antes. Então hoje eu me sinto cansada. Cansada de sempre me arrepender e depois começar tudo novamente. Não consigo me manter firme, apesar dos cargos na igreja, apesar do respeito dos irmãos pela minha conduta. Que na verdade diante de Deus não é a mesma coisa. A minha vida tem sido dividida em duas, entre a minha conduta cristã na igreja e entre os familiares e finalmente a realidade diante de Deus, que não passa de uma pessoa inconstante em seus caminhos.”

Assim como esses irmãos, muitos e muitos estão tão feridos pelas próprias falhas que perderam as forças. Mais do que eu responder a isso, preciso mostrar o que a Palavra de Deus fala a esse respeito. O salmo 103 dá muitas informações:

“É ele que perdoa todos os seus pecados e cura todas as suas doenças, que resgata a sua vida da sepultura e o coroa de bondade e compaixão, que enche de bens a sua existência, de modo que a sua juventude se renova como a águia. O Senhor é compassivo e misericordioso, mui paciente e cheio de amor. Não acusa sem cessar nem fica ressentido para sempre; não nos trata conforme os nossos pecados nem nos retribui conforme as nossas iniquidades. Pois como os céus se elevam acima da terra, assim é grande o seu amor para com os que o temem; e como o Oriente está longe do Ocidente, assim ele afasta para longe de nós as nossas transgressões. Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem; pois ele sabe do que somos formados; lembra-se de que somos pó” (Salmos 103.3-5; 8-14)

Vemos, assim, que:

1. Deus perdoa TODOS os pecados (exceto a blasfêmia contra o Espírito Santo);
2. Deus nos coroa com bondade e compaixão. E compaixão significa agir conosco como não merecemos;
3. Deus é paciente, ao contrário do homem Ele não perde a paciência: se nos manda perdoar 70X7, imagine o quanto Ele não nos perdoa;
4. Deus é cheio de amor. E a maior expressão de seu amor é a graça que salva (Jo 3.16);
5. Deus não é acusador. Isso é papel do diabo (Ap 12.10);
6. Deus não nos trata conforme nossos pecados, mas segundo a Cruz de Cristo;
7. Deus não é vingativo, Ele não retribui conforme nossos pecados, mas segundo Sua graça;
8. Deus nos perdoa a tal ponto de nossos pecados que os afasta de nós, metaforicamente, como o Oriente do Ocidente. Creia: é muita distância;
9. Deus conhece seus filhos e entende a nossa natureza. Embora odeie o pecado, compreende o poder que ele tem sobre nós. Por isso perdoa constantemente, vez após vez. Ele não se conforma com nossos pecados, mas nunca, jamais, se cansa de exercer sua misericórdia e graça.

Diante desses pontos, responda você: Deus desiste de alguém?

O próprio Jesus responde isso, em João 6.37: “Todo o que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei”. Não, Jesus não rejeita aqueles que vão a Ele pela graça. Isso significa que Ele não desiste de nenhum dos seus. E você, meu irmão, se acha que o Cordeiro de Deus que veio justamente para tirar os pecados do mundo desistiu de você por causa dos seus pecados… saiba que essa não é uma verdade. Pense melhor sobre isso. Mas não pense com base na atitude impiedosa de muitos irmãos, que tratam o pecador como lixo. Pense com base na Palavra de Deus, que trata o pecador sempre com o intuito de botá-lo de pé, com perdão e reconciliação, e nunca visando à segregação e ao isolamento. Quem pisa no ferido é o homem: Jesus nunca faz isso. Nunca.

O propósito de Jesus ter vindo à terra é exatamente reconciliar a humanidade caída com o Todo-Poderoso. “Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria  no céu por um pecador que se arrepende do que por  noventa e nove justos que não precisam arrepender-se”, disse Jesus em Lucas 15.7. Isso soa a você como vindo de alguém que está disposto a reter a sua graça e a estabelecer limites para seu perdão?

Isso é o básico. Agora gostaria de tratar pontualmente algumas questões contidas no desabafo do irmão citado acima:

1. “A contaminação é tamanha que não consigo colocar em prática os conselhos, admoestações, alertas”- a contaminação cessa quando há arrependimento sincero e confissão de pecados. Provérbios 28.13 deixa claro:  “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia”.  O caminho para se “descontaminar” é o arrependimento seguido de confissão, com o firme propósito de não mais cometer aquele pecado. Um exemplo claro são as palavras de Davi no salmo 51, escrito após seu adultério seguido de assassinato. Repare que ele se derrama em arrependimento e confissão sinceros e na parte final do que transcrevo aqui ele demonstra saber que a “descontaminação” vem e o deixa “mais branco do que a neve”:

“Tem misericórdia de mim, ó Deus, por teu amor; por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões. Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado. Pois eu mesmo reconheço as minhas transgressões, e o meu pecado sempre me persegue. Contra ti, só contra ti, pequei e fiz o que tu reprovas, de modo que justa é a tua sentença e tens razão em condenar-me. Sei que sou pecador desde que nasci, sim, desde que me concebeu minha mãe. Sei que desejas a verdade no íntimo; e no coração me ensinas a sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e mais branco do que a neve serei”. 

2. “Já estou tão machucado de cair de abismo em abismo…” – esse é um grande problema. A sucessão de pecados mina as forças. Mas Paulo nos diz, ao falar sobre o famoso espinho na carne, em 2 Coríntios 12: “Mas ele [Deus] me disse: ‘Minha graça é suficiente para você, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza’. Portanto, eu me gloriarei ainda mais alegremente em minhas fraquezas, para que o poder de Cristo repouse em mim.  Por isso, por amor de Cristo, regozijo-me nas fraquezas, nos insultos, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias. Pois, quando sou fraco é que sou forte”. Paulo deixa claro que nosso momento de maior fraqueza é a maior oportunidade que temos para nos abrirmos para Deus, confessarmos a Ele nossa incapacidade humana e rogarmos para que ele assuma as rédeas de nossa vida. Nossos momentos de queda nos mostram o quanto não somos nada e o Senhor é tudo.

Assim, buscamos nele a força que não temos. Somos machucados por nós mesmos, minamos nossas próprias forças, mas o bálsamo celestial está sempre pronto para ser derramado em nossas feridas. É promessa de Cristo: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso”. (Mateus 11.28). Há descanso em Cristo. Há cura. Há restauração. Há novas possibilidades. O abismo nunca é o ponto final: é a vírgula antes de se chegar aos pastos verdejantes.

3. “Deixei a igreja e mesmo o convívio com alguns irmãos mais chegados eu abandonei” – esse é um dos grandes erros que podemos cometer. Embora a maior parte das igrejas esteja cheia de pessoas que não sabem perdoar e de irmãos que tratam quem peca como leprosos em vez de fazer o que Jesus ensinou – estar perto, ajudar na restauração, amar, doar-se pelo outro – ainda assim é ali que podemos ouvir a boa Palavra, onde celebraremos a Ceia, onde poderemos ser úteis ao próximo. “Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas encorajemo-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês vêem que se aproxima o Dia” (Hb 10.25). Nunca podemos permitir que o pecado nos afaste da família de fé. Só quem quer isso é o diabo.

4. “Mas me sinto tão sujo e amaldiçoado, envergonhado que nem sei se se consigo acreditar que ele [o Pai] venha” – o cristão que peca precisa ter consciência de que, se ele verdadeiramente se arrepende de seu pecado por mérito da cruz, “agora já não há condenação para os que estão em Cristo Jesus” (Rm 8.1). Aqui cabe a leitura de todo o capítulo 15 do evangelho segundo Lucas, onde Jesus conta três parábolas sobre o mesmo tema: a da ovelha perdida, a da dracma perdida e a do filho pródigo. Todas versam sobre a alegria do Pai em reencontrar aquele único filho que se havia desgarrado.

Não existe sujeira ou maldição para quem se sente envergonhado pelo que fez, disposto a mudar de atitude, pois essa vergonha demonstra que há arrependimento. E, se há arrependimento, tudo o que o Pai espera é que o filho volte para casa, onde será recebido com um abraço e lágrimas de alegria, uma roupa nova, um anel no dedo e um grande banquete celestial. “Há alegria na presença dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende” (Lc 15.10).

5. “Será que Ele desistiu de mim?” – Não. Deus não desiste de nenhum dos seus, por mais que eles estejam comendo a comida dos porcos. Cabe novamente frisar João 6.37: “Todo o que o Pai me der virá a mim, e quem vier a mim eu jamais rejeitarei”.

No caso do depoimento tão sincero e dolorido da irmã, a vemos enfrentar aquilo que todos nós enfrentamos: os “pecados de cabeceira”, aqueles que são os mais difíceis de evitarmos. Os que mais nos seduzem, que mais nos arrastam de novo e de novo para longe de Deus. Nesse caso, além das disciplinas espirituais (oração, leitura das Escrituras e jejum, entre outras), é importante ter um confessor. Essa precisa ser uma pessoa de confiança, muito bem escolhida, alguém que vai te amparar, te ouvir, orar com você, te aconselhar, estar perto nos momentos de tentação. Alguém que vai segurar sua mão e se recusará a largá-la enquanto você não estiver totalmente de pé pelos pecados que te derrubaram e pronto para enfrentar os que estão pela frente.

Evite buscar como confessores os indiscretos, os inconstantes ou os néscios. Busque irmãos ou irmãs sólidos e corretos, pessoas que serão colunas ao seu lado, que vão fortalecê-lo e ajudá-lo a estar firme. Se você encontrar alguém assim (pode ser seu pastor ou um(a) amigo(a) espiritualmente maduro), terá ao seu lado uma  bênção enviada pelos céus para ajudá-lo a se manter longe dos pecados.

A caminhada cristã não é fácil, meu irmão, minha irmã. O pecado nos espreita dentro de nós. O diabo está ao derredor buscando quem possa tragar. E a união da nossa própria natureza pecaminosa com as forças espirituais da maldade são nitroglicerina, prestes a explodir a qualquer momento. Mas nossos olhos devem estar além, na cruz, na graça, no perdão ilimitado de Deus. Se você está mal por enfrentar pecados dos quais não consegue se livrar, busque ajuda. Primeiro e antes de tudo, no Senhor. Segundo, em irmãos sólidos na fé, que vão te aconselhar, amparar e caminhar com você. Tentar lutar suas lutas sozinho por vezes é muito difícil e, sem Deus e o amparo da Igreja piedosa, temos tudo para falhar e cair.

Oro por cada irmão e irmã que está em guerra contra os próprios pecados. Que consigam encontrar em Cristo e em confessores e mentores abnegados a força que lhes falta. Que consigam vencer a si mesmos. Que entendam que a Deus não interessa nos abandonar – Deus não é como os homens e nunca vê nos pecadores casos perdidos, mas indivíduos que têm tudo para serem bem-sucedidos. Oro para que compreendam a dinâmica de arrependimento-confissão-abandono de pecados-perdão-restauração. E que, em vez de entregarem os pontos por se sentirem amaldiçoados e incapazes, encontrem na graça de Deus a paz que Ele está sempre pronto a dar.

Deus te perdoa, meu irmão, minha irmã. Ele não é um carrasco, mas um Pai bondoso e amoroso. Deus não age impiedosamente como os homens, Deus é piedoso e age com misericórdia – e temos de enxergá-lo como tal. Siga em frente, de cabeça erguida. E desfrute do amor daquele que te fez filho não para desistir de você, mas para caminhar contigo todos os dias, bons e maus, até a consumação do século.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

About these ads
comentários
  1. E ae meu irmão? Como você está?
    Que bom poder, logo de manha (agora são 08:02) poder começar o dia lendo mais uma boa palavra como essa.
    Fico feliz que você tenha abordado esse tema … eu mesmo fui vítima disso: queda após queda fui me sentido enfraquecido. Mas sabe uma coisa que me fez “melhorar” ou aprender que Deus não me abandonou? Conhecendo os puritanos! Sim, como foi bom ler escritos de homens de carne e osso lamentando e chorando pelos seus pecados. Aprendi ser paciente, porque um dia o Senhor destrói as fortalezas do pecado em nós, mas é aos poucos. Li um texto de Thomas Watson que muito me ajudou nesse sentido (As piores coisas: quando tudo colabora para o nosso bem) … recomendo esse texto.
    MAs mano, não vou me alongar muito… que o Senhor use esse texto para refrigério de muitos … que consigamos ver no Deus tremendo, grande e excelso o Pai de amor que Ele é.
    Eu não ousaira descrever aqui meus pecados, nem declará-los a próximos, pois são sujos por demais; mas se Deus me perdoa, não imputarei sujo aquilo que Deus santificou! Por Ele…sempre … como você disse, literalmente: graças a Deus!!
    Um abraço irmão … que o Senhor te use mais e mais!!!

    • Oi, Alexandre!
      .
      Alegro-me por o texto ter falado ao teu coração.
      .
      Que bom que você encontrou os textos doa puritanos, homens que buscavam um Deus… puro… e não o deus tão miscigenado que tentam nos apresentar hoje. Certamente seus pensamentos e seus escritos são uma bênção para quem passa por momentos de dor e sofrimento. Importa nessas horas sabermos que não estamos sós. Ele está conosco todos os dias. Todos.
      .
      E quanto aos seus pecados… não queira saber os meus, querido. Cheiram mal demais. Todos nós somos assim, todos nós os temos. Olhe para a frente e não para aquilo que Deus já purificou pela sombra da cruz.
      .
      Bendigo ao Senhor por tua vida, mano, aquele abraço apertado,
      mz

  2. lelis disse:

    Obrigado Maurício, realmente existe um povo sedento pelas coisas de Deus, eu sou um desses e não sabia. Já havia me considerado excluído, sem nem tentar correr mais atrás. Obrigado.

    Usei drogas por muito tempo e sempre que eu tentava parar já sabia que era questão de tempo até voltar a usar… e nos caminhos de Deus agora tem sido a mesma coisa,,, inconstância total e sentimento de incapacidade, o que me leva a pensar seriamente em desistir.

    Quando encontrei o caminho ouvi muitas pessoas me dizerem que era nítido e grande o que o Senhor iria fazer na minha vida, como eu seria usado por Ele… bom, o tempo foi passando, meus passos foram encurtando e por um bom tempo não ouvia mais nada, e esses dias fui em um evento Fire Refine de uma igreja local e fui apresentado a um homem que minha esposa encontrou alguns dias depois e veio com esse papo de novo: cadê aquele cara sedento? Deus tem algo grande na vida dele… eu me sinto muitíssimo mal, por que se Ele tem algo para mim, o que eu acho difícil de acreditar, eu to estragando tudo, por que sou incapaz de manter um relacionamento com Ele, de manter firme na rocha.

    Mas é um alívio saber que Ele não me condena dessa forma como eu me condeno, é um alívio saber que tem pessoas que tenham um conhecimento como o seu e que eu posso ter acesso a essas mesmas coisas. Obrigado mais uma vez Maurício. É um prazer ler suas postagens. Deus lhe abençoe.

    • Oi, Lelis,
      .
      não tem o que agradecer, mano, estou aqui para servir.
      .
      Saiba que você não é um excluído de jeito nenhum, Jesus não te exclui. Quem faz isso são os homens. Deus não. Claro que Ele não fica feliz a cada recaída sua, o Senhor quer que você pare com isso. Mas o que não pode acontecer é você achar que o Pai virou o rosto definitivamente porque você pecou de novo. Ele está sempre olhando o horizonte, à espera do filho que foi comer as bolotas dos porcos. Feliz com isso? Não, Ele não fica feliz com isso. Mas esperançoso do retorno? Sempre. Entrega teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais Ele fará, Lelis. Não desista.
      .
      Oro por tua vida e que você seja liberto de vez daquilo que mais te afasta de Deus e te faz sentir indigno da graça. Um abraço, meu irmão, na paz e no amor desse Deus tão superior aos nossos pensamentos,
      mz
      .

  3. Jefferson Fontes disse:

    Mano Maurício,
    Que a Paz do Senhor Jesus esteja convosco!

    Muito bom este Post, o Apenas tem sido um canal de bênçãos para mim, me ajudando e mostrando alguns pontos sobre o evangelho o qual eu ainda não havia observado e que são tão importante na jornada cristã

    Graça e paz!

    • Oi, Jefferson, tudo bom?
      .
      fico feliz que o Apenas esteja cumprindo esse papel em sua vida, mano. Se puder e quiser ore por mim, para que sempre o Espirito de Deus me conduza a escrever aquilo que vai ajudar mais e mais vidas. Preciso muito dessa luz que só Deus pode dar.
      .
      Te abraço, meu irmão, no amor do nosso Pai,
      mz

  4. Bom dia Mauricio,

    Obrigado por compartilhar essa reflexão,que Deus continue te inspirando.

    Deus te abençoe.

  5. Alvair disse:

    Tenho certeza que Deus não desistiu de mim, mas as vezes é difícil compreender os caminhos que a vida toma. Faz dois meses que meu marido saiu de casa. A justificativa para sua saída foi de que 1) o amor acabou; 2) quer evangelizar e 3) Deus providenciará um novo amor para ele e para mim. Além disso, justificou a separação em Mateus 19:29. Agora em um segundo momento, ele diz que todo sofrimento pelo qual estou passando é o preço que tenho que pagar por ter causado a separação. Ai eu pergunto: Deus não desiste de ninguém, mas será que, no meu caso está permitindo que o Mal aja em nossas vidas? Somos fantoches de Deus?

    • Alvair, olá,
      .
      sim, minha irmã, é difícil demais entender os caminhos que Deus põe diante de nós. Por isso, tento não me concentrar em entendê-los, apenas os vou trilhando, confiando que Deus está caminhando ao meu lado.
      .
      Fico triste pelo seu marido, muito mesmo. Mais triste ainda porque o argumento que ele usou é totalmente descontextualizado e antibíblico. Mt 19,29 não dá margem nenhuma a divorciar-se. Evangelizar o que ante uma atitude dessas, visto que o Deus que se prega diz em Oseias que odeia o divórcio? Fico triste que ele não teve alguém que lhe mostrasse a verdade e que está totalmente equivocado.
      .
      Não somos fantoches de Deus, Alvair, mas Deus respeita nosso desejo de pecar. Note que no caso de Davi e Bate-Seba, Ele não interferiu impedindo-o de cometer o homicídio/adultério. Mas, depois que os pecados se consumaram ele manda Natã chamar o rei à responsabilidade. Você precisa se concentrar no seu papel dentro da família de Cristo. Se o seu marido errou, não se permita cometer erros decorrerntes desse. Mantenha-se fiel. Não murmure sobre Deus. Saiba que Ele te ama e certamente está ainda mais triste do quê você quanto à atitude de seus marido.
      .
      Oro para que os olhos dele se abram e veja o quão errado está. Oro por você, minha irmã, para que Deus traga paz ao teu coração e que você não culpe o Senhor pelo erro que teu marido cometeu. Por que Ele permite? É um grande e oculto mistério, mas ele permite que os males ocorram, creio eu, sempre para que algo mais excelente venha à frente. Eu não sei explicar, Alvair. Mas sei que Deus é fiel, bom, amoroso, misericordioso e nunca desiste de nós. Isso é uma certeza absoluta. Como isso tudo se processa não sei, mas nunca, jamais, perco a fé no Mestre. Sei que Ele está conosco todos os dias, até a consumação do século. Pois Ele mesmo disse isso enquanto subia aos céus.
      .
      Creia e não desanime, minha irmã. Deus é contigo. Te abraço, no amor do Senhor – que te ama,
      mz

  6. Alessandra (Lelê) disse:

    Maurício,
    Esses exemplos que geraram esse post são ótimos mesmo, pois por muitas vezes eu já me vi em uma situação parecida.
    É impressionante qd vc está caído, sempre chega alguém para te colocar mais pra baixo ainda. Eu já percebi que as pessoas que vc se relaciona tb são fundamentais para a sua saúde cristã. Pois elas irão te fortalecer, te apoiar, te repreender qd preciso for, rir, chorar, orar enfim, estar com vc até debaixo d´água!
    Mais uma aula que eu aprendi e confirmei muitos conceitos!
    Parabéns!
    Com carinho para a familia toda,
    Lelê

    • Oi, Lelê,
      .
      é verdade. Graças a Deus que o Senhor não é como o homem, que pelas mais variadas razões vê quem já está com a cara no chão e pisa ainda mais nela. É triste mas é verdade. Pela graça ainda há pessoas que nos ajudam a ficar de pé.
      .
      E não tenho dúvidas que as pessoas que nos cercam farão a diferença. Por que você acha que você está na nossa vida? rs. É porque você é o tipo de ser humano que faz a diferença na vida dos amigos, Lelê, nunca permita que nada nem ninguém te faça acreditar o contrário.
      .
      Um beijo carinhoso a ti, Sergio e toda a familia, do amigo,
      mz

  7. Juliana disse:

    Maurício, é a primeira vez que comento, apesar de ser leitora assídua.
    Eu já passei por esse sentimento de culpa intensa onde não conseguia me perdoar. Tinha vergonha de Deus e, mediante a isso, não tinha coragem de chegar em Sua presença e pedir perdão. Mas graças à Sua infinita misericórdia, Ele quebrou essas correntes, meus olhos form abertos e me libertei daquele sentimento horrível de culpa infinita!
    Oro a Deus pela sua vida para que Ele continue te usando nesse ministério tão lindo! :)
    Deus o abençoe sempre!

    • Olá, Juliana, prazer ouvir de você,
      .
      obrigado pelas palavras bondosas.

      Fico feliz que você tenha conseguido enxergar a verdadeira natureza de Deus: amor-graça-perdão. Essa percepção nos aproxima do verdadeiro Jesus e da sua real missão na terra: não condenar, mas salvar.
      .
      Abraço fraterno, na paz do nosso Senhor,
      mz

  8. luiz Fernando disse:

    Sabe, Zágari, o que vc disse é verdade. A caminhada cristã não é fácil, nem um pouco. É tão dificil. Tem horas que parece que tudo acabou e não tem mais jeito. Sabe aquele momento, que vc clama e clama e Deus fica calado? Isso é pior do qualquer dor fisica, ou tipo de castigo, não sentir mais a presença do Pai é a pior sensação que existe nesse mundo. Vc entra na igreja com pensamento: “hj vou sentir a alegria e o amor do Senhor.” Mas não, só um vazio extremo toma conta do seu coração, pensamentos vem e vão em sua cabeça, desânimo, fé roubada, desamor dos irmãos, vc se encontra nú em um quarto escuro e frio, encolhido num canto com a cabeça baixa. O pecado sonda sua mente e coração, vc não tem mais a certeza e fé de que isso vai passar, a visão se limita e parece que ninguem te entende em nada. Maurício, eu peco muito, muito msm, “sei” e falo muito da graça de Deus, mas talvez eu não esteja vivendo ela em sua plenitude. Acredito que a qualquer momento Jesus possa intervir, é nessa esperança que ainda estou caminhando. Sinto um vazio tão grande, sabe, vazio msm. Chega em certos momentos que fico sem direção, sorrio, brinco, converso, dou muitos conselhos, mas por dentro é uma situação degradante. Ontem mesmo nem orei direito, não tenho lido como antes, estou ficando mt impaciente com as pessoas, estresse.
    Desde do começo, da minha caminhada, que foi aos 17 anos, hj estou com 19, caminho sozinho. Fui morar com minha mãe antes de Jesus me converter, ela viu minha transformaçao, hj está na presença de Deus. Vim de um mundo sujo, onde eu me embreagava, me drogava, vivia em mundo de prostituição e orgia. Não trabalhava, larguei os estudos aos 13 anos de idade para viver vagabundeando com os roqueiros, andava todo maqueado com as unhas pintadas, saia com homens e mulheres ao mesmo tempo. Nós íamos para um lugar muito conhecido: a vila mimosa(RJ). Lá, nós chegavamos de nossa cidade(itaguai) embreagados e drogados. Fumavamos maconha e bebiamos dentro do ônibus, onde tinha crianças e idosos. Eu nao tinha amor próprio. Eu tinha 3reais no bolso para comprar cigarro, uma pessoa com criança no colo vinha e me pedia dinheiro para comer algo, e eu dizia que não tinha, tinha 3reais no bolso para algo que ia me matar, mas não dava para acabar com a fome de uma criança. Tomei tiro, fui abordado pela milícia varias vezes usando drogas. Fui parar na kibanda, onde foi o pior momento da minha vida, onde fiquei mais atribulado, servia ao diabo e aos orixás, quase me transformei em um travesti. Mas graças a Deus me desentendi com a mãe de minha amiga, onde eu morava com ela, e fui embora para a Penha, no Rio, onde eu estava morando com minha vó na casa de meus tios. Meus tios não gostavam de mim(com toda razão do mundo), pois vivia uma vida suja. Eu nao trabalhava, e quando alguns deles vinham ver minha vó e meu avô que estava com problemas de saúde, me encontravam deitado na cama, fumando cigarro e assistindo televisão o dia inteiro. Minha vó se desentendeu com eles por minha causa e foi morar com um cara desconhecido, onde fui ofendido e fui morar com meus amigos em itaguai novamente. Deixei ela e vim. Comecei a trabalhar, pois tinha que ajudar na casa. Então minha mãe me viu trabalhando, e eu a perguntei se podia ir morar com ela, ela com medo nos olhos disse tremendo que sim. Para resumir, pois estou tomando mt espaço aqui, morando com minha mãe, estava acontecendo uma festa aqui na minha cidade: Expo itaguai. No ultimo dia de festa eu estava passando mal, mas quis ir assim msm, pois era o último dia e queria aproveitar e beber todas, era show do Luan Santana. Cheguei e encontrei uma amiga, e começamos a beber caipirinha juntos. Perto de acontecer o show, lotado já o ambiente, fui ao banheiro. Quando eu olhei de onde vim, estava mt cheio, passando mal ainda decidi ir embora. Na saida, já bebado, por que nao trebado, passei por um casal, um jovem e uma jovem, pregando a Palavra. Um deles me perguntou se podia falar de Jesus para mim, e eu disse que não. Mais a frente, não sei dizer, uma voz disse: “volta.” E eu voltei. Chegando no rapaz comecei indaga-lo a cerca das coisas da vida. O rapaz com toda paciência e autoridade do Espírito(porque pra aturar um bêbado, só Jesus na causa), me respondia na palavra, tudo que eu perguntava ele respondia na palavra. Foi então, Zágari, que não sei te explicar, parecia que o próprio Jesus falou, a última palavra que o rapaz disse bateu no meu coração como uma marretada violenta, então eu chorei, e o rapaz me abraçou e me consolou. Me levaram para tenda e me oraram, eu não conseguia parar de chorar e tremer( acho que um dos rapazes pensou que eu ia manifestar os demônios). Então fui pra casa chorando e arrancando os piercing’s e jogando na rua. Fui no próximo domingo a igreja, e aceitei Jesus, estou até hj na presença de Deus. Deus levantou um monte de irmãos em profecia, dizendo que ia me colocar no meio da minha família para pregar o evangelho, e começou pela minha mãe. E minha avó no dia do meu testemunho, chorou e disse que era o melhor dia da vida dela. Deus me fez promessas, e é firmado nelas que continuo. Quando voltei na Penha, pois meu avô estava enfermo e internado no hospital, meus tios não acreditaram no que viram e tiraram até fotos. E eu disse que era o poder de Deus.
    Meu irmÃo, me perdoe por te desabafado e contado esse testemunho enorme aqui. Me perdoe msm! Mas eu senti de Deus, e pode ser que edifique, de alguma forma, a ti, e a outros. E tambem, dizer que por mais que seja sofrida e dolorosa essa caminhada, não posso desistir, eu seria um ingrato com Deus por tudo que fez na minha vida. Minha vó agora quer seguir a Jesus, amigos meus ficaram perplexos quando souberam e viram. Não posso botar tudo a perder…. isso é a graça perdoadora e tranformadora de Deus, depois de tudo que aprontei, Deus me perdoar é algo extraordinário. Fiz muitas outras coisas ruins, que só Ele msm pra me perdoar. E ainda erro mt.
    Eu te agradeço pela paciência e pelo texto muito, muito msm! Edificou meu dia. E te peço perdao novamente, obrigado pela paciência.
    Abraços no amor do Senhor, Deus te abençoe demais.

    • Luiz,
      .
      como pedir perdão por compartilhar um testemunho tão lindo daquilo que a graça de Deus faz por nós? Eu que deveria te pedir perdão por não ter mais espaço para você escrever.
      .
      Sobre este momento, não vá à casa de Deus para “sentir” algo. Vá “sabendo” de algo. Não sentiu a presença de Deus? “Onde dois ou três estiverem reunidos em meu nome, ali eu estarei”. É promessa dele e independe de você sentir. Ele está presente, porque assim o disse. Procure, mano, se distanciar um pouco dessa supervalorização do “sentir”. “Saiba” das coisas de Deus e caminhe segundo esse conhecimento.
      .
      Louvo a Deus por tua vida, querido. Que o Senhor, que está conosco todos os dias, te abençoe e te guarde debaixo de suas asas.
      .
      Abraço fraterno, no amor de Cristo,
      mz

  9. Eduardo de S. Codazzi disse:

    Te agradeço Senhor por essa mensagem, agradeço por essa benção que o Senhor colocou em minha vida( Maurício e o Pastor Evandro) que em um dos momentos mais difíceis que passei nessa minha jovem vida, inspirados pelo Espírito Santo me ajudou a enxergar a verdade que Satanas e suas mentiras( que tinham tomado meu coração tambem, eu era muito impiedoso comigo mesmo) estavam escondendo.

    • Amem, querido. Louvo a Deus por sua vida, que o Senhor continue te carregando nos braços e fortalecendo suas pernas para a caminhada longa que tens pela frente. Seja sempre uma bênção e passe adiante o carinho que alguem um dia lhe devotou.
      .
      Abraço carinhoso, na paz de Cristo,
      mz

  10. Artimes disse:

    Amem!
    Que a ação poderosa do Espírito Santo promova clareamento à mente e coração desses amados, conduzindo-as a um ardente apego às misericórdias do Senhor, que são poderosas para mudar tudo; mergulhando os seus corações e mentes na meditação e prática da Palavra de Deus, promovendo cura, purificação e restauração de suas almas. Então elas verão e dirão: “Quando o SENHOR trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre os gentios: Grandes coisas fez o SENHOR a estes.”
    Salmos 126:1-2. É..! O SENHOR É MUUUUUUITO BOM…EXPERIMETE…!

  11. Martins disse:

    A paz do Senhor irmão Zágari, recentemente descobri que todos os posts que deixamos aqui, aparece no google, quando se pesquisa pelo nome da pessoa… rsrsrs. Meu nome neste post coloquei como Martins, pelo e-mail saberá quem sou, pois gostaria de falar algumas coisas pessoais e pra não aparecerem nas pesquisas do google prefiro que fique assim. Se o irmão aceitar, certo? Claro, aqui no blog não tem problema nenhum que todos os irmão vejam.
    Louvo a Deus por sua vida meu irmão, porque seus posts a cada dia tem feito muito bem pra mim, tem trazido reflexão a minha vida, me fazendo conhecer mais sobre a graça de Deus, toda honra seja ao Senhor nosso Deus.
    Quando comecei a ler este post, pensei em perguntar sobre os textos de Hebreus 10:30 e Romanos 12:19, sobre a vingança, mas quando terminei a leitura do texto entendi tudo, ficou claro pra mim.
    Sabe irmão, tenho sido bombardeado por mim mesmo, me flagelando todos os dias, porque como Paulo fala sobre ele mesmo: Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço. Romanos 7:19. Muitas vezes nos esquecemos da graça maravilhosa de Deus por meio do sacrifício de Cristo.
    Sou tão pecador e toda vez que caio na tentação, choro, arrependo, oro e muitas vezes, lá estou eu, de novo, transgredindo… Isso me deixa tão mal, parece que Deus está olhando pra mim e perguntando: de novo, filho? É tão desconfortante, mas mesmo assim, levanto-me, agarro a graça abundante de Cristo e peço perdão, me arrependo, e estou eu, de novo, pedindo a graça salvador e regeneradora de Deus.
    O seu texto trouxe alívio a minha alma que muitas vezes se sente angustiada por tantas vezes não conseguir fazer aquilo que meu coração, minha alma deseja, que é agradar a Deus.
    Que Deus possa te abençoar mais e mais meu mano. Teria muitas coisas pra falar, mas deixemos pra outra vez rsrsrs
    Na Paz!

    • Salve, mano,
      .
      obrigado pelo carinho, fico feliz que os posts do APENAS te fazem bem e te conduzem à reflexão.
      .
      Não sabia dessa questão do google, por favor, fique à vontade para assinar da forma que te deixará mais confortável.
      .
      Sei como você se sente, querido, Acredite: todos nós temos nossos pecados de cabeceira e nos sentimos indignos da graça de Deus. Por isso precisamos de ajuda. Ajuda do alto e ajuda de pessoas espiritualmente maduras. Sem carregar os fardos uns dos outros não somos Igreja. Romanos 7.19 está estampado na testa de cada cristão. É por isso que a graça é o bem mais precisoso que herdamos de Cristo.
      .
      Deus te abençoe em dobro, Martins, a ti e toda a tua familia,
      mz

  12. Iara Souza disse:

    Meu caro, Maurício…

    Acertada postagem! Foi muito bom ler este texto. Lembrei-me de um tempo que estava assim como os irmãos mencionados. Lembrei que quando me encontrava desacreditada, triste, rancorosa, muitas palavras ditas neste blog e em outros encheram meu coração e me deram força. Lembrei que, apesar dos caminhos que escolhera, tinha em mente que eu não queria desistir de Deus, que eu não poderia desistir de Sua bondade. Lembrei que pude contar com o apoio de irmãos sólidos na fé, que me sustentaram literalmente! Que me ouviam, mas que muitas vezes se posicionavam contra o que eu falava. E eu agradeço a Deus por isso, pois em nenhum momento eles apoiaram meu pecado (o que acontece com muitos que só querem alguém que passe a mão em suas cabeças…) Eles oraram por mim e comigo. Um deles me disse “Iara, Deus não desiste de ti!” E em um dos dias de densas trevas que passei, escrevi o texto que também lembrei enquanto lia o seu. Como diz a letra de uma música da Harpa Cristã “os mais belos hinos e poesias foram escritos em tribulação…” Foi na certeza da bondade de Deus e da ajuda dos meus irmãos que escrevi “Deus não desiste de nós!” (http://iaradojaguarema.blogspot.com.br/2011/02/deus-nao-desiste-de-nos.html)

    Espero que as palavras de hoje confortem o coração de todos que lerem e, principalmente, dos irmãos que foram mencionados.
    Fica na paz, meu querido, e que Deus continue abençoando a tua vida, te instruindo em sua Palavra para que corações sejam alcançados através deste blog.
    Grande abraço!!!
    =)

    • Oi, Iara! Tudo bem? Prazer ter notícias suas.
      .
      Alegro-me que o texto fez bem ao teu coração, minha irmã, e que palavras aqui escritas te ajudaram a dar força em momentos de dor.
      .
      Que bem-aventurada é você por ter esse tipo de irmãos ao teu lado, para te amparar, sustentar e exortar! E que bela e sincera reflexão a que você publicou no seu blog. Vê-se que saiu do fundo da alma num momento de aflição mas esperança.
      .
      Obrigado pela tua oração, a ela digo amém.
      .
      Abraço carinhoso, na paz e no amor do nosso Deus,
      mz

  13. Graças a Deus por Sua Misericordia, obrigado irmão Zagari por se deixar ser guiado pelo Espírito Santo do Senhor para escrever textos como este, eu precisava de ler isso hoje, um abraço irmão, rogo vossa oração por mim, Graça e Paz de Cristo Jesus.
    Daniel PC.

    • Oi, Daniel,
      .
      me alegro por saber que o texto chegou na hora certa em sua vida. Mais uma prova de que Deus te ama e que não te desampara. Creia nisso.
      .
      A graça e a paz de Cristo, mano, receba meu abraço carinhoso,
      mz

  14. Vera disse:

    Querido Maurício,

    no último domingo meu pastor pregou sobre o perdão, e como este é o primeiro passo para a comunhão com o Pai. Ao sondar meu coração, percebi que a única pessoa para quem precisava liberar perdão era eu mesma, e esse é o perdão mais difícil de conceder.

    É difícil me perdoar quando sei que são os meus pecados, minhas atitudes, meus erros, que me afastam de Deus e do que Ele planejou para mim. São meus erros que me afastam da graça dEle. Foram minhas decisões tomadas com a carne que me afastaram do ministério que Ele me deu.

    E quando começo a pensar nessas coisas, nessa dificuldade em me perdoar, me vejo como nesses depoimentos que deram origem a este texto, me vejo perguntando até quando Deus vai aceitar o meu círculo vicioso de pecar, pedir perdão e logo depois pecar de novo. Porque eu quero, ah como quero, arrancar este espinho da minha carne e não cometer mais os mesmos erros, mas quando menos espero já estou lá de novo, no chão, pecando.

    O acusador, de sua parte, faz seu papel, tentando me convencer que, se caio tanto é porque não me converti de verdade, não me rendi verdadeiramente ao Senhor. Às vezes, nos momentos de maior fraqueza, fico imaginando se isso não é verdade, se não estou me enganando. Mas eu sei, eu quero crer, que essa é apenas mais uma mentira do inimigo de nossas almas, porque eu quero pertencer somente a Deus, e que Ele me queira também.

    Eu quero crer que sou, sim, salva, e que um dia estarei frente a frente com o Meu Deus, na Jerusalém Celestial. Tantas vezes me afastei, quase desisti, mas meu coração me lembra, como respondeu Simão Pedro, “Senhor, para quem iremos nós? Tu tens as palavras da vida eterna.”

    Eu sei que quero viver para Ele, mas muitas vezes é difícil caminhar.

    Desculpe o comentário longo e confuso.

    Que o Senhor continue a te usar e abençoar, hoje e sempre.

    • Oi, Vera, tudo bem?
      .
      minha irmã, não tem do que se desculpar. O sentimento que você tem quanto à sua propria pecaminosidade é uma prova de que você é cheia do Espirito Santo. Pois quem nos convence do pecado, da justiça e do juízo é Ele. Se somos incomodados pelo pecado que cometemos é sinal que o Santo Espírito está nos incomodando e nos chamando ao arrependimento. Se você não fosse morada do Espírito, pecaria e não se incomodaria. Tenha segurança da sua fé. Pecar todos pecamos todos os dias. O que precisamos é perseverar em santidade, mesmo caindo e tendo que nos levantar vez após vez.
      .
      O Senhor é contigo, minha irmã. Descanse nele e trilhe o caminho da excelência, sabendo que a graça te acompanha a cada passo.
      .
      Abraço carinhoso, no amor e na paz de Cristo,
      mz

  15. Alessandra disse:

    Olá, querido irmão Maurício.

    Texto excelente! Encheu meu coração de amor e esperança, estou cansada, deprimida, triste.
    O que me consola é o amor que Deus tem por mim, disso eu tenho a mais absoluta certeza. Sabe, é tanta tristeza, são tantos os problemas, mas eu sei que há um Deus que zela por mim, pelo meu bem estar e não é só isso, Deus em sua infinita bondade e misericórdia, cuida também da minha casa, da minha família, em resumo: Cuida dos meus.
    Ainda não sei quais são os propósitos de Deus para minha vida, mas sei que serão bons, então eu espero com paciência no Senhor.

    Maurício, perdoe minha ignorância, quero saber melhor sobre a questão: Como é pecar contra o Espírito Santo? Já ouvi e li várias coisas, mas nenhuma me fez entender.

    Fique na paz de Cristo.
    Você é uma benção em nossas vidas:)

    • Olá, Alessandra, tudo bem?
      .
      fico feliz que o texto tenha trazido alento e paz à sua vida, nesse momento difícil. Obrigado ainda pelas palavras gentis.
      .
      Oro a Deus que você consiga superar todo esse aperto de coração e que fiquem apenas os bons frutos de todo esse estado de alma pesado. Nunca se esqueça de que Cristo caminha com você. Ele não te abandonou.
      .
      Sobre o pecado contra o ESto, este curto vídeo dá uma boa explicação: http://www.youtube.com/watch?v=3-dxMrbnvV0
      .
      Que Deus traga paz sobre a tua vida e sobre toda a tua família. É minha oração sincera,
      mz

  16. Matheus Henrique disse:

    Olá Mauricio,

    Gostaria de dizer que seu texto me abençoou demais! Gostaria de agradecer a Deus pela sua vida em especial pela sua oração, deixada expressa no texto. Preciso confessar que passo pelo mesmo problema dos irmãos dos comentários. Sim, diante de todos, sou um, mas sozinho, onde só Aquele cujos olhos são como chama de fogo, só eu e Ele sabemos quem eu sou. Quão indigno. Quantas vezes eu mesmo pensei assim, afinal, se eu só via cada vez mais pecado, não . Não entendia nada da fé. Eu olhava Romanos 8:1 (“já não há mais condenação”) e via um fardo. Pois para mim, se eu não conseguia abandonar um pecado, isto queria dizer que nunca me arrependi, e que nunca seria salvo. Foi quando pela graça de Deus vim descobrir que “as misericórdias de Deus renovam-se a cada manhã” e ainda que “Grande é a sua fidelidade”. Aleluia!

    Desde então, tenho encontrado paz ao perceber o verdadeiro significado de arrependimento, do grego, “metanoia”, que diz literalmente “mudança de mente”. É um estado de vida, de comportamento e desejo. É não ser apático. Não achar normal as menores coisas se as mesmas estiverem um mínimo que seja contra a Palavra de Deus. Quando entendi isso, e vi que cada vez mais eu percebia os menores males em minha vida vi e que, embora toda minha imperfeição, Deus havia me concedido a graça da “metanoia”. Muitas vezes meus pensamentos me traem, e sou instigado a pensar que realmente não tem mais jeito, enquanto luto contra minhas falhas e me vejo em apuros. Mas hoje, Romanos 8:1 soa como um alento, pois entendi que, do momento em que cri, em diante, TODOS os meus pecados foram perdoados. Mesmo em respeito a irmãos de outra confissão, tenho encontrado tremendo alento na teologia reformada. Quanto mais volto no tempo e leio o que grandes homens escreveram sobre o assunto, e vejo tudo isso reluzir nas Escrituras, mas forças encontro para prosseguir, pois mesmo sendo pó, sei que o Altíssimo não desiste de mim, jamais. E o que dizer dos versos 29-30 de Romanos 8? Podem dizer o que quiser deste texto, Zagari, porém, quando eu entendi a segurança com ele nos conforta (…). Percebi depois de muito ler, ouvir, meditar, que o que me garante que amanhã eu acordarei crendo, é a graça de Deus. Que, embora toda minha indignidade, ele começou a obra da Salvação, e certamente que a terminará! “Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou.” (Romanos 8:29-31)

    Por último, sob a título de complemento, pois meu comentário pode ser lido por alguém e servir de exemplo (Deus seja glorificado nisso), ainda quero dizer que, mesmo durante um tempo, fui afligido por um engano comum em muitos iniciantes na caminhada cristã, a saber, acharem que o arrependimento é instantâneo. Durante muito tempo vi as grandes falhas que possuo, mesmo que a luz dos outros muitas delas sejam imperceptíveis. Por outro lado, também via que eu não sentia pesar por inúmeras outras, ou que não avançava em lutar contra muitas delas. Não via completude no meu arrependimento. Foi então que Deus me ensinou outra verdade: que o arrependimento é numa graça que admite crescimento! A princípio, nada vida de alguém iniciante, recém-nascido de novo, arrependimento pode apenas significar um “estou caído, e preciso de ajuda”. Aprendi isso com o pastor Paul Washer, e, sinceramente, isso me tirou um fardo enorme das costas. Louvo a Deus pela vida do Rev. Paul.

    Louvo a Deus pela sua vida também. Obrigado por ter voltado a postar no apenas!

    Paz a todos!

    • Salve, Matheus!
      .
      mano, não me agradeça por ter voltado a escrever no APENAS, te garanto que foi somente pela graça de Deus. Fico grato pelo seu afeto e pelas orações por mim, louvo a Deus pela tua vida e teu coração inclinado ao próximo.
      .
      O que dizer sobre tudo o que você escreveu, querido? Simplesmente é isso. Encorajo a todos que leiam o que você disse sobre a metanoia e o arrependimento. Bravo.
      .
      Abraço grande, mano, que a paz do Mestre esteja contigo sempre,
      mz

      • Matheus Henrique disse:

        Amém, e sigamos em frente! Hahaha

        Ah, e queria dizer que Me surpreendo com sua fidelidade em responder todos os comentários. Torna o ambiente acolhedor! Abraços!

      • Imagina, Matheus. Dar atenção a quem gasta seu tempo lendo o que escrevo e comentando é o mínimo que poderia fazer. Só falar e falar seria bem deselegante, creio.
        .
        Abraço grande, na paz de Cristo,
        mz

  17. heverton prado disse:

    gostei muito do artigo. existe um outro artigo “O Pensamento Puritano” por Rev. Augustus Nicodemos Lopes que ele fala da ” noite da alma que os puritando acreditavam ” Eles também acreditavam – isto está inclusive refletido na Confissão de Fé – que Deus para provar o crente em algumas ocasiões, retira a luz da Sua presença. Era o que os puritanos chamavam de “a noite da alma”. Dessa forma a alma do crente entrava na “noite” e, sentindo-se quase que abandonado, perguntava: “meu Deus por que me desamparastes?” era Deus testando seu filho, querendo saber se ele o seguia apenas pelas bênçãos recebidas ou porque O amava.” então irmãos se formos chamado por DEUS a momentos que iremos passar por grandes provações pricipalmente em nossa vida de santidade que é proguessiva que acharemos que não termos força para lutar contra o pecado se ficarmos firmes proguedindo DEUS NOS ABENCOARÁ. Ha dois livros que aconselhor lerem pessoas que estão passando por essa dificuldade ( na verdade todos nós devemos ler esses livros ). Para Vencer O Pecado e a Tentação John Owen (entendo que a escrita de john owen é muito difícil mas será de muito aproveito se dedicarmos nosso tempo para lê) e Santidade de J.C.Ryle tenhamos esperança que nosso DEUS é misericódioso por isso recebemos graça sobre graça para nos tornamos semelhante a seu filho jesus cristo. DEUS te abençoe maurício e te ilumine para abençoar nossas vidas com sua escrita.

    • Oi, Heverton,
      .
      obrigado pelas dicas de livros, certamente somam para nosso crescimento.
      .
      O conceito que você mencionou e a que Augustus se referiu foi cunhado por João da Cruz, era “a noite escura da alma”. É exatamente isso o que todos nós viveremos em algum momento da vida. É o momento em que seremos transformados de carvões em diamantes pela pressão da vida, as dores, a tristeza, as dificuldades. É dura, indesejável, porém extremamente útil. Que Deus nos dê forças para enfrentá-la e para sair dela no alvorecer mais fortalecidos e santos.
      .
      Abraço, querido, que Deus te abençoe muito,
      mz

    • Matheus Henrique disse:

      Heverton, este livro do bispo Ryle me ajudou extremamente no início da minha caminhada cristã, digo, de verdadeiranente convertido. É um escrito valioso, que sempre terei em alta conta e sempre recomendarei!

  18. Rosilda disse:

    Um bom dia e a paz de cristo Maurício….li e fiquei impressionada!!! realmente nós servos de Deus temos nossas lutas interiores para vencermos a cada dia….conflitos, medos, carèncias e muitas outras coisas…também passo porisso ás vezes….Seu post me trouxe nesse dia de hoje uma grande reflexão….que Deus nos dê sabedoria e entendimento..para lidarmos com todas as circunstâncias em nossa vida…obrigada maurício que Deus continue lhe abencoando…abraço!

    • Oi, Rosilda,
      .
      me alegro por saber que o post te levou à reflexão, minha irmã. Deus continue a cada dia te mostrando os caminhos corretos e mais excelentes para percorrer em meio a todas essas lutas da nossa vida.
      .
      Abraço carinhoso, no amor do Mestre,
      mz

  19. Amanda disse:

    Fiquei muito emocionada ao ler esse texto…
    Pois sou exatamente assim como você descreveu me culpo, me envergonho peço perdão, peço ajuda de Deus para não continuar no pecado. Aí passa um tempo e peco de novo, sinto vergonha de mim… E fico a imaginar que ele já deve ter desistido de mim.
    A minha vida pessoal tem sido muito difícil. Eu preciso de muitas mudanças pra conseguir parar entristecer o coração de Deus…
    Mas é bom saber que ele não desiste de mim.

    Abraço

    • Amanda, oi, tudo bem?
      .
      fico feliz que o texto alcançou o teu coração, mana.
      .
      Com certeza o Pai não desiste de você. Você desistiria de seus filhos só porque eles fazem malcriações? Do mesmo modo o Senhor não se agrada do pecado mas jamais desiste de nós. Sempre há graça. Sempre há perdão. É preciso haver um firme propósito de abandonar o pecado, mas, se vier o deslize, Deus não se privará de estender a mao, servir o banquete e pôr o anel no dedo.
      .
      Faça sua parte para abandonar o pecado e confie que Jesus está ao teu lado para te ajudar, amparar e perdoar, encorajando você a seguir no caminho da santidade. Ele te ama, mana, nunca se esqueça disso. E com um amor que nunca se cansa.
      .
      Deus te abençoe muito. Na paz do Mestre,
      mz

  20. Lana Benvindo disse:

    Paz seja convosco!

    Maurício,

    Quanto tempo!! Que saudades de passar por aqui e deixar algo, é que o meu uso no computador está mais restrito, (mas tenho te lido…estou no trabalho…) Mas enfin, vamos ao que interessa: Hoje pela manhã, eu estava meditando na questão de que como igreja nós temos que abraçar os nossos irmãos que estão caídos, pois infelizmente há muito mais irmãos para julgar do que para acolher, e hoje pela manhã eu estava pensando: Como tem sido a minha postura como igreja? Tenho uma amiga cristã que tinha inclinação para o homosexualismo. Quando me casei, meu telefone ficou ruim, eu me mudei de bairro e nós perdemos contato, nós nos ajudávamos muito, e depois de um bom tempo sem vê-la, eu soube que ela está caída, e estava até mesmo morando com uma pessoa (do mesmo sexo). Creio que o nosso afastamento contribuiu para a queda dela, então Maurício, o que você disse é muito importante: Os que estão caídos não podem em hipótese alguma se afastar dos irmãos da fé, atualmente ela saiu da casa dela, um antigo pastor (amigo nosso) está ajudando ela e deu abrigo a ela, e nós (meus familiares e eu) estamos retomando o contato com ela. Atualmente, ela não acredita mais que Deus irá restaurá-la, e o diabo a convenceu de que ela é assim e pronto, mas eu creio que assim como Deus restaurou a minha vida vida, me deu uma família abençoada, (não fui homosexual, mas cometi outros erros), Deus é poderoso e amoroso SIM para restaurar a vida dela e dos nossos irmãos que estão passando por esse momento tão difícil. Passei aqui para deixar esse breve testemunho para edificar a vida dos meus irmãos. A vida de vocês será restaurada, assim como a minha vida foi e está sendo a cada dia.

    Que Deus abençoe a todos,

    Um forte abraço,

    Lana Benvindo

    • Oi, Lana! Tudo bem?
      .
      fico feliz que você tenha vindo fazer uma visitinha, as portas estão sempre abertas!
      .
      Obrigado pelo belo testemunho. Oro por sua amiga e peço a Deus que ela caminhe sempre em Seus caminhos, com fé e sem desistir. O quanto puder, se faça presente na vida dela, ela vai precisar muito te pessoas piedosas ao seu lado. Todo nós cometemos erros horripilantes ao longo da vida, Lana, você, eu, todos. Mas a graça de Deus nunca deixou de estar presente e foi ela que nos trouxe até aqui.
      .
      Deus te abençoe muito, na paz e no amor de Cristo,
      mz

      • Lana Benvindo disse:

        Valeu Maurício!! Obrigada mesmo pelas orações e pelo carinho, continue orando por ela, e pela minha mãe que a encontrou por acaso na rua e tomada pelo Espírito Santo, foi na “casa dela” e a tirou de lá, (detalhe: as coisas dela já estavam prontas p/ sair as duas haviam brigado). A partir desse momento cremos que entramos numa “batalha” e precisamos estar cobertos de oração, pois mesmo que ela tenha saído de lá, como eu disse antes, ela está convencida de é assim pronto. Enfin, precisamos dessa graça (a de Deus) a cada dia para vivermos!

        Um grande abraço,

        Lana Benvindo

      • Conte com minhas orações, Lana. Seguimos juntos na luta por essa alma.
        .
        Deus te abençoe muito,
        mz

  21. Jose Gad disse:

    Oi Maurício,
    Tudo bem?
    Graça e paz sejam contigo.

    Lendo os exemplos que você citou, e mais os comentários de alguns irmãos, não tem como a gente não se solidarizar…

    Mas, em alguns momentos (ou no meu caso, na maioria) parece que mesmo diante de tantos exemplos maravilhosos, explicações espiritualizadas e exemplos de textos bíblicos, tudo não passa de experiência aplicável “aos outros”… menos pra mim.

    Não estou dizendo que a graça de Deus seja ineficaz ou que os testemunhos não sejam verdadeiros. Não é isso.

    É que tem horas que parece que a tal “noite da alma” que alguém citou aí acima, não fica somente em uma noite… mas em noites, e noites, e noites… e que a luz divina nunca chegará.

    As vezes o choro dura a noite inteira, o mês inteiro… anos a fio. E somente a misericórdia de Deus para dar sustento, viu.

    O que ainda me deixa “consolado e com alguma esperança” é que, se estou conseguindo atravessar esses “Vales da Sombra da Morte”, então Deus esta fazendo algo por mim (pois senão já havia sido destruído). Nisso os teus posts tem sido uma benção em ajudar-me entender.

    Não é fácil, Zágari. Não é fácil. Ninguém disse que seria…
    Mas somente aqueles que um dia tomaram o cálice (ou estão tomando), entende o que essa “vida sob acusações e julgamentos” causam na vida da gente.

    Agradeço a Deus, mais uma vez, por sua vida, ao se permitir ser inspirado por Ele e trazer uma palavra tão abençoada como esta.

    O Senhor seja sempre contigo.
    Abraço-lhe, em gratidão,
    José.

    • Mano José,
      .
      fico feliz que os posts têm trazido luz às suas dúvidas, querido. Não me agradeça, sou só o vaso de barro. Tortinho, tortinho…
      .
      Penso que sei como você se sente. Eu mesmo vivo na noite escura da alma há alguns meses e – acredite – sei que não é fácil. Nesse caminho, o que você tem de fazer é entender que a graça de Deus é para você, que você é perdoado mediante um arrependimento sincero e que você deve estender o perdão para as pessoas que te fizeram mal.
      .
      É uma questão racional, mano. SEI que Jesus está conosco. SEI que ele perdoa. SEI que hpa esperança, apesar de nós. SEI que o certo é perdoar quem nos fez mal. E por isso, não porque eu SINTO, mas porque eu SEI, prossigo na caminhada.
      .
      Saiba você também, mano.
      .
      Deus te abençoe muito. Te abraço com carinho,
      mz

  22. Jose disse:

    Oi.

    Desculpe Maurício.
    Sei que o espaço se destina a outros objetivos, mas são tantos desertos… que o APENAS tem servido como um “oásis” pra mim. Uma igreja, mas sem a “comunhão física”.

    Não estou dizendo que idolatro o blog, mais ele tornou-se um lugar de reflexão. Uma referência para estudo, meditação e “troca de experiências”.Ele esta funcionando na minha vida.

    Foi complicado quando você deixou de escrever… Mas Deus sabe o que faz (e que destino dá a sua vida). Orava quando você estava ausente. Continuo orando, agora que você voltou.
    Deus continue guiando a sua vida. Abençoando você. Dando-Lhe de Sua graça.

    Há muitos testemunhos aqui que são réplicas da vida da gente. Nossa!
    Tem uns que a gente começa a ler, e já na terceira, quarta linha, as lágrimas já embaraçam os olhos… Já li um assim hoje.

    É Maurício, perdoa esse pobre e fraco irmão. Não gosto de ficar me expondo… mas tem momentos que as noites são tão longas…Também sei que não sou inocente, nem santo e que tenho pecado muito… Mas espero por uma restauração.

    E também perdoa-o por esta sempre “esticando o seu tempo”…
    Mas os desertos são tantos… e tantas cavernas… que fica impossível não “pedir a morte para si”, como fez Elias. No caso dele, foi apenas uma vez. Pior é quando isso se torna rotina…

    Desgosto mata. Desilusão mata. Desprezo de igreja (irmão, pastor, obreiros) mata. Falta de afeto (dar/receber)mata. Falta de comunhão mata. Falta de parceria…Mas o amor vivifica. E o seu amor, tem ajudado muito irmão que chega aqui, ferido, magoado, desnorteado, desesperançado…
    Ai a gente lê… medita… tenta por em prática… e nem que seja um filete de luz, breve, brilha…

    Deus tem sido misericordioso. Como eu disse, se já cheguei até aqui então nem tudo esta perdido. Louvo a Ele por sua vida e sua paciência.

    Obrigado pela paciência, pelo afeto, pela atenção. Obrigado por se irmanar com muitos de nós, através de seus posts.

    O Senhor seja contigo.
    Abraço,
    José.

    • José, meu irmão,
      .
      por favor, não tem do que se desculpar. Fico feliz que o blog esteja te abençoado e servido de canal para Deus levar Seu amor até você.
      .
      Obrigado pelas orações, mano, só Deus sabe o quanto preciso delas. Tenho certeza que se voltei a escrever foi em grande parte pela intercessão de irmãos de bom coração como você.
      .
      Querido, não me agradeça por nada disso. Se há amor em mim é porque vem do Pai. Minha paciência brota como fruto do Espírito – e amar o próximo está longe de ser algo que exija paciência de nós, é sim um privilégio. O afeto e a atenção são o mínimo que posso te dar, queridão, pois eu sei bem o que é todo mundo virar as costas quando você “vira um leproso” aos olhos alheios. Seria incapaz desse ato egoísta. Estamos aqui para carregar os fardos uns dos outros, José, esse é o sentido da comunhão.
      .
      Viver em comunhão e ser um egoísta é o cúmulo da falta de amor – e infelizmente muitos cometem esse pecado dentro das igrejas.
      .
      Tou aqui, mano, pro que estiver ao meu alcance. Receba um abraço forte, meu carinho e meu ombro, frutos do amor de Deus,
      mz

  23. jacyps disse:

    Maurício, a paz!

    Desde ontem estou tentando ler este post todo e a minha internet não permitia. Hoje consegui e sei que foi providencial. Eu estou também atravessando momentos difíceis e muitas vezes me sinto assim como os irmãos dos comentários mencionados. Eu preciso me erguer no sentido de ter as disciplinas espirituais porque sei que sem isso não consigo avançar. Graças ao Senhor tenho entendido que Ele é SEMPRE rico em misericórdia e por isto ainda estou de pé. Confio nesta verdade. As vezes me dá vontade de escrever a você, como fiz algumas vezes, sobre questões que me vêm a mente de súbito, algumas delas que me entristecem, outras que me inquietam e nem sempre encontro alguém para conversar. Mas só de ler este texto posso contemplar o agir de Deus ao reforçar que me ama e que não desiste de mim e concluir que Nele há perdão e solução.

    Paz, a você e grande abraço. :)

    • Querida Jacy, olá,
      .
      que bom saber que o texto chegou em boa hora na sua vida.
      .
      Sem dúvida em Deus você encontra amor, perdão e solução. E isso sempre, Jacy. Se nós entendessemos o que é a graça de Deus teriamos um grau de intimidade muito maior com Ele. Mas o vemos muitas vezes como um carrasco maldoso e isso nos afasta desse Pai amoroso.
      .
      Que você fique bem, mana.
      .
      Deus te abençoe e ao filhão,
      mz

  24. Artimes disse:

    Olá, Maurício!
    Por algum tempo eu tenho acompanhado o ministério que Deus te deu, aqui, neste blog. Com cuidado, analisei bem os textos que li, conferindo-os com a Palavra da Verdade. Em suma, conduzido pelo Espírito Santo, bem como a Santa Palavra de Deus, estabeleci confiança na veracidade e abrangencia de seus conhecimentos. E, nesta sentido, gostaria de ter a sua opinião sobre o ministério do Pr. Pr. Craig Hill, “Ministério Veredas Antigas”. Justifico: Sou educador bíblico em minha congregação, e este ministério nos foi apresentado como ferramenta para ajudar no crescimento de nossa igreja. Tenho Pouco conhecimento deste ministério. É só cautela! Não posso permitir que ensinamentos falsos adentrem o coração de nossa congregação. Contudo, fique a vontade para não responder.
    .
    Que o Senhor continue abençoando a sua vida.
    .
    A.P

    • Artimes, olá,
      .
      Tenho pouco conhecimento sobre Craig Hill, mas do que eu procurei ler sobre ele me parece ser uma pessoa séria. Salvo se houver alguma heresia entre seus ensinamentos, não me oferece ser um inimigo do Evangelho. Creio que pode ser uma boa fonte de material.
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  25. Maria Melo disse:

    Olá Maurício.
    Recebi um e-mail que continha um link para o seu blog. E desde então estou seguindo-o. Você escreve coisas muito profundas, que trazem alívio para a alma abatida. Li e reli essa mensagem e tomei coragem de pedir sua ajuda. Sua mensagem de perdão me tocou. Ela falou algo para mim, mas não consigo romper avante. Sinto muita mágoa e tenho medo de não mais voltar a ter fé em Deus. Vivo uma história triste, de angústia,decepção a ate desespero. Por muitas vezes tentei fazer o que você sugeriu: encontrar um confessor idôneo. Tudo o que encontrei foram ouvintes que fizeram a oração da fé e me despediram em paz. Já não sei mais o que fazer. Não confio em ninguém. E a cada dia que passa minha culpa me consome mais e mais. Sou uma mulher jovem e gostaria de viver um pouco com felicidade, com paz, e salva. Entretanto há anos que não sei o que é sorrir de verdade, e na maioria das vezes que o faço, vivo encenações. Minha vida esta mergulhada em um abismo e não sei mais o que fazer para sair dele. Resumidamente vou contar-lhe um pouco dessa lastimada vida que levo. Casei-me nova, com 17 anos. Eramos jovens e crentes. Casei na igreja, de branco e muito fiel. Com dois anos de casada, grávida de gêmeos, ele me traiu. Nunca mais fui a mesma. A relação se desgastou e o divórcio foi a melhor escolha. Tomamos rumos diferentes e ao seu tempo, cada um casou-se novamente. Soube depois que ele novamente havia traído a esposa e estava sozinho. Alguns anos depois, a história se repetia em minha vida: outra traição. Sabe Maurício, essa matemática divina de a gente ter que perdoar 70×7 é muito estranha. Deus nos pedi coisas que parecem impossíveis para um ser humano. Imagina isso em dobro. Complicado meu irmão. Não há coração que aguente. Somente quem passa por isso sabe o buraco que fica, a destruição que causa. Eu dificilmente voltei a pisar em uma igreja. Quando disse que procurei um confessor, foi decepcionante. Na minha igreja eu tinha que marcar hora com o pastor, e o tempo era corrido. Dentro daquele gabinete eu me sentia constrangida. Ele sentado naquela cadeira real, rodeado de estantes em madeira nobre e eu ali… Não somente ele, mas outros que procurei, faziam a minha história parecer tão simples, que ao invés de sair melhor eu saia com mais ódio e determinada a não voltar ali nunca mais. E assim foi. Passei a viver uma vida desregrada. Era somente curtição e jamais queria coisa séria. Eu sabia que era uma fuga, mas queria me proteger. Os anos passaram, fiquei menos amargurada e até sorria mais. Ate que me apaixonei por um homem bem mais velho que eu. Ele era divorciado, crente e parecia ser muito legal. A gente saia pra conversar e contei-lhe minha história. Segurávamos as vontades por muitas vezes, até que caímos. Ele ficou muito amargurado e disse que não poderia mais ficar comigo pois não queria viver uma vida de pecado. Tentei argumentar mas ele ficou desesperado. Paramos de nos falar até que uns meses depois ele me procurou. Disse que não havia me esquecido e que queria se casar comigo. No princípio eu relutei, mas acabei cedendo. As crianças já estavam grandes, eu vivendo uma vida solitária e vazia. E ele fazia sentido para a minha vida. Aceitei e nos casamos. Oh Maurício… Faz quase três anos que estamos juntos e nada de felicidade e paz. Não sei porque eu fiz isso. A gente quase não se relaciona como casal. Nem colegas de quarto de faculdade são tão frios quanto a gente. Ele abandonou a igreja. Meus filhos não se dão bem com ele, e, estou grávida. Eu nunca perdoei os meus ex, e sinto que sou uma amaldiçoada. Penso em fazer o mal contra a minha vida, penso tanta coisa… Tudo o que eu queria era um pouquinho de paz e me sentir querida por Deus. Isso é pedir demais?
    Maria P. Melo

    • Maria, minha irmã,
      .
      meu coração fica apertado por ler o que você escreveu. Oro ao Senhor que te traga paz e consiga te fazer ver o quanto Ele te ama e te quer bem. Se Ele te chamou por Sua graça, é porque te conhece pelo nome e te adotou como filha. E um Pai não despreza seus filhos, Maria. Buscar razões e explicações… isso é tão difícil, minha irmã. Quem entende os caminhos mais elevados de Deus? Eu não entendo. Mas sei que Deus é Deus e Deus é bom. E a Deus seja a glória. Não sei se você já viu, mas se quiser veja esse video: Sempre que estou mal o assisto, pois me dá forças para continuar. Talvez seja bom para você também.
      .
      Fico muito triste de saber que os irmãos lidaram com você como descreveu. Infelizmente é um péssimo hábito que temos entre nós, apenas orar e depois despedir quem precisa de calor humano, afeto e ombro. Tenho certeza de que você passou por isso para poder lidar com o próximo de forma diferente de como lidaram com você. Só quem sofre na própria pele entende o sofrimento dos outros, Maria. Sabe, uma coisa que aprendi é que as desgraças que nos ocorrem servem para ajudarmos outros que passam pelo que estamos passando. Oro a Deus que tudo o que você enfrentou e enfrenta sirva para edificar outras vidas. No dia em que você descobre o gozo que há em edificar e abençoar o próximo a vida ganha cores novas.
      .
      No entanto, me preocupa ouvir você dizer que não confia em ninguém. Há pessoas de bom coração, minha irmã. Ainda há esperança para a humanidade, apesar de nós. Apesar de quem nos machucou. Apesar dos pesares. O amor de Deus ainda pode ser encontrado em muitos corações, dispostos a compartilhar conosco.
      .
      Mana, oro a Deus por ti e me ponho aqui à disposição para te ajudar da forma que eu puder. Receba meu carinho, meu afeto, minha simpatia e minha solidariedade. Não desista não. Há pastos verdejantes depois do vale da sombra da morte. Lembre-se que grandes homens e mulheres de Deus sofreram muito em suas vidas, mas Deus os amou e um dia chegaram ao repouso. Confie em Deus. Entregue teu caminho ao Senhor, confia nele e o mais Ele fará. Não acredite nas mentiras que o diabo sopra, que afirmam que Ele te abandonou. Sua vida é preciosa para Ele e o amor do Pai está sobre ti.
      .
      Hoje cedo eu chorei, minha irmã, por coisas que me entristecem muito. Mas não deixo de ter absoluta certeza sobre a presença, a graça e o amor do Senhor. Simplesmente porque Ele disse que assim seria e Ele não mente. Eu acredito nele, por mais que as circunstâncias digam o contrário. Entre dar ouvidos às desgraças e dar ouvidos a Deus… fico com o Senhor. Fique você também.
      .
      Te abraço com carinho e simpatia, Maria. Que o amor e a paz de Cristo estejam com você. Teu irmão,
      mz

  26. Fabiana disse:

    Sabe Maurício enquanto eu lia esse seu texto, sorria por dentro, pois eu sou a prova de todas as afirmações sobre o Amor de Deus que você citou e que estão na Palavra da Verdade. Tenho a experiência de que Ele e somente Ele é a cura para as nossa natureza pecaminosa e a força para a caminhada.
    Já me senti como esses irmãos, já passei por uma depressão, na verdade duas e lutas espirituais terríveis, e lá no fundo do poço conheci mais desse Deus. É claro, continuo sendo uma pecadora necessitada da graça de Deus, mas satanás não me angana mais com acusações mesquinhas.
    O interessante, e é algo que todo irmão aqui deve saber, é que orações superficiais não agradam a Deus, devemos nomear nossos pecados e as vezes precisamos confessar ao Senhor a verdade, que pecamos e que isso nos é prazeroso, essa é a verdade e Ele precisa ouvir.Já lembrei broncas homéricas a respeito de pecados que são repetidos e um sentimento de incômodo comigo mesmo a ponto de querer me descolar da minha própria pele, até que o pecado se tornou insuportável e eu me “escondia” de Deus, até que Ele me lembrou que só repreende aqueles a quem ama, então corri para o Senhor Ele me lavou, me fortaleceu e tem me sustentado. O pecado é que perdeu as forças até desaparecer. É claro que ainda tenho batalhas, mas não tenho mais peso sobre mim e se eu cair sei que tenho um amigo para me levantar.

    Bom você ter voltado a escrever aqui, sei que muitas vidas ainda serão alcançadas pelo Amor desse Deus maravilhoso que é o nosso. Que o Senhor continue te usando.

    Fica na Paz

    Fabiana

    RJ

    ps.: ah, ia esquecendo, me batizei dia 11 do mês passado. Felicidade em Cristo Jesus!

    • Oi, Fabiana,
      .
      que alegria saber que Deus agiu na sua vida de modo tão gracioso.
      .
      Tenha certeza de que o grau de maturidade espiritual que você alcançou só veio por causa das suas lutas. Às vezes (e sei disso por experiência) temos que atravessar grandes vales de depressão, tristeza e confronto com nossos próprios pecados para chegarmos e um certo grau de espiritualidade em que começamos a nos relacionar com o nível de intimidade que Deus deseja.
      .
      Obrigado pelas palavras de incentivo, mana, digo amém a tua oração. Enquanto Deus quiser usar este vaso de barro para aliviar corações de seus fardos e edificar vidas… eis-me aqui.
      .
      Parabéns pelo seu batismo, é um dos dias mais inesquecíveis de nossa vida. Louvo a Deus por ti!
      .
      Te abraço, no amor e na paz de Jesus,
      mz

  27. Ricardo disse:

    Esse texto está enxuto, totalmente respaldado, super digerível, e as palavras estão trazendo o entendimento e discernimento aos que lêem.
    Resumindo, essa escrita está “lisinha” e me fez lembrar uma velha frase de minhas professoras do primário após corrigirem minhas redações:
    “Parabéns, a sua escrita está um brinco”.

    • Ô, Ricardo… suas palavras mostram toda a bondade que existe em seu coração.
      .
      Louvo a Deus por sua vida, por agraciar pessoas que você nem conhece com palavras de incentivo tão generosas.
      .
      Deus te abençoe, teu coração é um brinco (:
      mz

  28. Marco Juric disse:

    Bom dia Zágari!

    TOP!

    Abração brother!!

  29. Fui muito abençoada com esse texto.

  30. Fernanda Marreiro disse:

    Graça e paz querido!
    Post muito comovente, pois vc lembra como eu estava meses atrás…?
    Cada instrução dessas que vc orienta com o auxílio da graça de Deus, fizeram toda a diferença em minha vida. Oro junto com vc para que esses irmãos compreendam a dimensão do amor e do perdão do nosso Deus!
    Que Ele continue a te abençoar Maurício!
    Vc e sua casa!!!
    Paz!

    • Oi, Nanda!
      .
      Sim, claro que lembro. Fico feliz por poder ser de alguma utilidade para você, querida.
      .
      Obrigado pelo carinho e a oração, mana. Deus te abençoe muitão,
      mz

  31. Muriele Silva disse:

    Oi você, Maurício!
    Primeiro, sou sinceramente grata a Deus pela sua vida, por você ter escolhido o jornalismo e por ter decidido manter um blog.
    Como sempre, texto impecável. Sobre ele, gostaria de levantar algumas questões.
    Você mencionou a blasfêmia contra o Espírito Santo como pecado sem perdão. Pois bem, eu encontrei isso na Bíblia. Acontece que cresci ouvindo ministros dizerem que são dois os pecados sem perdão (esse que você citou e suicídio). Sobre o suicídio, por mais que eu tenha procurado em todas as Escrituras, não encontrei nada. Me ajuda a resolver esse conflito interno, por favor. Certa vez, na ocasião em que uma pessoa próxima à minha família se matou, ouvi alguém dizer que suicídio tem perdão, porque “entre a ponte e o rio existe um tempo para o arrependimento” e essa frase não sai da minha cabeça.
    Outrossim, ainda falando da blasfêmia… O que exatamente seria blasfêmia contra o Espírito Santo?
    Permaneça com Deus. Abraço!

    • Muriele, olá,
      .
      de fato, o suicídio não pode ser considerado pecado sem perdão por duas razões: 1. A Bíblia não afirma isso. 2. De fato, entre o momento em que a pessoa ingere comprimidos, pula da ponte ou o que for e a hora da morte pode haver arrependimento. Existem relatos assim, de pessoas que enquanto agonizavam tiveram clareza pela vida e expressaram um arrependimento sincero pelo que fizeram. Nesse sentido, somente a blasfêmia contra o ES podemos afirmar ser um pecado sem perdão.
      .
      Sobre o significado dela, aqui vai uma explicação bem clara:

      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  32. Natália disse:

    se tem alguem que sofre com alto acusação essa pessoa sou eu…
    desde pequena recebi palavras duras do genero ” vc nao vai ser ninguem, nada vai dar certo” desenvolvi pânico, depressao, tabagismo…
    Quando aceitei Jesus a coisa piorou, quando ví o padrão de perfeiçao do varão perfeito eu apavorei… custei a entender que santificação e um processo pra vida toda!
    Ainda sinto muita, muita culpa, sobretudo porque ainda nao consegui deixar de fumar.. infelizmente esse ainda é meu pecado de estimação, e por ele ja ouvi muita acusação, sem comentarios!
    Mas Deus tem me mostrado o caminho do perdão e da cura…
    NINGUEM ME FARÁ DUVIDAR DA MINHA FÉ… SEI EM QUEM TENHO CRIDO E ELE CONHECE MINHA LUTA…

    • Natália, oi,
      .
      que triste você ter passado por isso, minha irmã. Lembre-se que Deus sabe que somos pó. Deixo com você um salmo que creio que pode edificar sua vida, o 103:
      .
      “O Senhor é compassivo e misericordioso, mui paciente e cheio de amor. Não acusa sem cessar nem fica ressentido para sempre; não nos trata conforme os nossos pecados nem nos retribui conforme as nossas iniqüidades. Pois como os céus se elevam acima da terra, assim é grande o seu amor para com os que o temem; e como o Oriente está longe do Ocidente, assim ele afasta para longe de nós as nossas transgressões. Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem; pois ele sabe do que somos formados; lembra-se de que somos pó”. (Salmos 103.8-14).
      .
      Deus te abençoe muito, Natália,
      mz

  33. Ana Maria disse:

    me encontro na seguinte situação: não me sinto indigna de receber a graça de Deus ou até nenhum dos meus pecados me assolam, porém me sinto sem forças, sei que Ele não desiste de nós e etc etc etc..O fato é que não consigo por em prática sua palavra. Me sinto uma “desgraçada” por isso,não é que vivo no pecado, pelo contrário, todos os dias tento agir como Deus e com Seu amor, mas não sinto isso, tento agir mas não sinto. É como se tivesse numa sala grande, vazia e branca. Faz tempo que não ouço Deus, as vezes sinto – O perto de mim, entretanto queria poder viver o melhor dEle.

    • Ana, olá,
      .
      minha irmã, por que você nao procura seu pastor para conversar com ele sobre isso? Me parece que você precisa de amparo espiritual.
      .
      Uma coisa me vem à mente: posso estar errado, mas será que você nao tem buscado uma experiência com Deus excessivamente sensorial? Você quer ouvir Deus, mas você se lembra, nessas horas, que o próprio Senhor prometeu que estaria conosco todos os dias, até o fim dos tempos? Me pergunto se nao tem faltado um pouco mais de razão na sua busca de Deus. Ele garante tantas coisas belíssimas sobre sua presença em nossa vida na Biblia. Tente buscar nas Escrituras a resposta a seus questionamentos, mana, muito mais do que no sentir. Creio que muitas de suas questões serão sanadas assim.
      .
      E falo por experiência, pois nos meus maiores desertos, foi na Palavra que encontrei consolo e a voz de Deus. Nao abra mão das Escrituras. E busque amparo em seu pastor.
      .
      Oro por você, minha irmã. No amor maior,
      mz

  34. Ana Maria disse:

    Amém Mauricio, obrigada meu irmão!Que Deus continue te abençoando e que Ele me traga paz.

  35. Estou passando por um momento assim, me questiono (e ás vezes até a Deus) o que Deus viu em mim? E se estou realmente agradando ao Pai! Tenho um desejo imenso de me doar e da o melhor para o meu Deus, mas sinto como se falhasse por não me perdoar, não me achar digna de está na Presença de Deus! E o mais difícil de passar por essa situação é que ao invés de achar abrigo na igreja do Senhor, só encontro pessoas me jogando pedra, por erros que definitivamente não são meus, erros que existiam antes mesmo de fazer parte da congregação, mas que pelo pastor ter os seus, ele prefere protege-los passar a mão na cabeça deles e jogar a culpa em terceiros que são inocentes sim. Mas aprendi uma coisa com tudo isso: da outra face para baterem. Mas dá um desanimo, uma vontade de abandonar tudo por causa dessas injustiças. Sinto que ao invés de achar o abrigo na casa de Deus, acho mais feridas, mas abismos me puxando para outros abismos, só continuo por que não perder esse Deus, que eu sei que é Ele que mantem um chama lá no fim, acesa.

    • Eryenny, oi,
      .
      sei que essa situação é muito chata. Mas lembre-se sempre de algumas coisas:
      – Ninguém é digno. Todos somos pecadores. Quando Deus nos olha, o que ele vê e a cruz de Cristo e não nossos méritos pessoais. Isso é graça: sermos feitos justos aos olhos do Senhor sem ter feito nada para merecer isso, mas pelo sacrifício de Jesus. Nenhuma condenação há pra ti, minha irmã. No momento em que você se arrepende, pede perdao a Deus por seus pecados e os abandona, a Bíblia diz que eles são lançados no fundo do mar. Todo os pecados dos quais você se arrependeu foram esquecidos por Deus, só quem te acusa é o Diabo.
      .
      Sobre as pessoas da sua igreja, lembre-se que elas são humanas e erram. Perdoe-as. Ore por elas. Peça a Deus que as abençoe. Isso fará você grande aos olhos do Senhor.
      .
      Se a situação na sua igreja ficar insustentável e você mais estiver se afastando de Deus do que se aproximando lá… mude de igreja. Procure outra. Ore e peça a Deus que a conduza a uma nova família de fé.
      .
      O Senhor ama você, mana. Nunca se esqueça disso.
      .
      Na paz que excede todo o entendimento,
      mz

  36. daniel disse:

    suas palavras salvaram minha vida..acredite
    Deus te abencoe

  37. Marina disse:

    que assim seja.texto lindo demais

  38. gr3g0rybr disse:

    Texto tremendo e abençoadíssimo por Deus ! a maior guerra que venho enfrentando na minha vida , foi abordada em cada palavra desse texto ! passo e sinto as mesmas coisas citados nos comentários do ‘irmão’ e ‘irmã’ citados na matéria.. É desesperador sentir a culpa e o peso dos pecados cometidos, acompanhados com o jugo que a condenação da própria consciência trás, que muita das vezes o inimigo aproveita esse ponto , essa fraqueza pra acusar, roubar a fé , a esperança, ao ponto de levar ao desespero. Cheguei em um ponto de minha queda, de pensar que Deus não me amava mais, não me perdoaria , por ter me afastado Dele, em pedir tanto perdão , e pecar novamente nas mesmas coisas , já não tinha mais forças , mais ânimo, me afastei também de irmãos que eram muito chegados, me afastei da igreja , fiquei isolado mesmo, vivo sozinho lutando a minha guerra. Já cheguei a pensar em não querer viver mais , por não aguentar tamanha dor, angústia, aflição , vergonha . Embora eu ter me afastado do Senhor , nunca me esqueci das experiências que aprendi e vivi com Ele, dos momentos de alegria e intimidade que tinha com o Pai , a forma que sentia a presença Dele, me mata lembrar de como sentia Ele e hoje não sinto mais, me sinto um lixo diante Dele, é nesse ponto que entra tudo que citei. Mas hoje graças a Deus , Ele me fez contemplar esse texto maravilhoso, que retirou esse peso, esse jugo de minha consciência, quero ter forças para ser vencedor, vencer essas guerras, quero voltar a ter forças para caminhar na presença Dele, e viver feliz como eu era antes ! Deus abençoe , e continue te usando nesses textos libertadores ! abraço, fica na paz !

    • Oi, Gregory,
      .
      mano, o que você precisa é compreender melhor o que a Bíblia fala sobre perdão. Escrevi um livro exatamente sobre isso que, infelizmente, só será lançado em novembro pela Mundo Cristão. Nele, procuro mostrar às pessoas que não conseguem se perdoar o que as Escrituras dizem sobre isso. Como o livro ainda não foi publicado, dou uma palinha: se você se arrependeu, confessou o pecado a Deus e tem a firme disposição de não mais cometê-lo, o perdão já é seu. Perdão não se sente, se sabe. Você tem que compreender racionalmente que Deus já te perdoou. Com essa certeza, seguir com a vida tendo a convicção de que suas roupas estão brancas. Não há mais condenação para você. Você precisa retomar a caminhada do ponto em que caiu, sendo uma pessoa produtiva para o reino de Deus e desfrutando de todo o benefício de ser filho de Deus, adotado pelo Pai, herdeiro da graça. Não se deixe aleijar pelo Diabo, você tem toda uma vida pela frente – e vida de fé. Usa as amargas lembranças do seu erro em favor de si e do próximo, ensinando os outros e amparando aqueles que vierem a cometer o mesmo erro que você cometeu. Essa culpa tem de sumir, pois o pecado já foi apagado mediante o seu arrependimento. Se você se arrependeu, o perdão já foi concedido e a culpa não tem razão de ser. A culpa é como uma toalha que fica pendurada no varal do pecado, uma vez que o perdão faz esse pecado desaparecer, a culpa deve cair ao chão. Não sustente uma culpa que não tem mais onde se sustentar.
      .
      Jesus já fez você verdadeiramente livre. Desfrute dessa liberdade.
      .
      Oro por ti. Um abraço grande, na paz e no amor do Cordeiro de Deus – que veio ao mundo JUSTAMENTE para tirar o pecado do mundo,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s