Quero começar este texto pedindo perdão. Pois estou tão transtornado com o que li em dois comentários deixados no mesmo dia aqui no APENAS que posso soar um pouco rude – embora esteja lutando contra minha natureza humana para ser manso nas minhas palavras. Há duas coisas que me tiram do sério, confesso: injustiças e pessoas que impõem jugos sobre o próximo que Deus não impõe – gente que julga irmãs por usar calça ou saia, que não perdoa quem Deus perdoou, que diz que se alguém não foi curado de uma doença foi por falta de fé… ou que acusa outros de estarem possessos por demônios. Isso mesmo. Fiquei horrorizado ao ler dois comentários sobre pessoas que tiveram de ouvir que estavam possuídas por demônios. A falta de amor e a ignorância de quem fez esse tipo de afirmação mostram o estado de analfabetismo bíblico e de ausência de discernimento em que se encontra grande parte da Igreja de nossos dias. Quero falar sobre isso, correndo o risco de irritar alguns e de provocar polêmica. Mas vale a pena o risco, em nome da verdade bíblica e do amor cristão.

Reproduzo aqui sem alterar uma vírgula o que o primeiro irmão escreveu. Note a agonia contida em suas palavras, causada pelo que ele ouviu (a bem da verdade, um esclarecimento: eu não sou pastor):

“olá amado Pastor, só fugindo um pouco do tema que o senhor postou, eu queria te fazer uma pergunta . Hoje eu fui numa loja evangélica atrás de um livro que falasse de doenças depressivas, ou mentais, não sei se é a mesma coisa, então o vendedor me indicou o senhor me garantindo que o senhor é muito bom e confiável, é que eu tenho uma irmã que é esquizofrênica, e muitas pessoas dizem que é possessão demoníaca, e as vezes isso deixa ela muito triste, ela é uma pessoa totalmente normal, mas a base de remédios, se ela não tomar ela entra em crise, queria saber sua opinião sobre isso. Esquizofrenia é possessão ou não, é muito importante pra mim.”

Já vai longe o tempo em que se desconheciam transtornos mentais como a esquizofrenia. Hoje a psiquiatria entende bem essa e outras moléstias de origem cerebral, como síndrome do pânico, fibromialgia, EPT, TOC, depressão clínica e por aí vai. Embora em alguns casos não se saiba ainda a causa ou o mecanismo exato de funcionamento de tais distúrbios, a medicina humana que Deus nos deu por sua graça comum permite diagnosticar e tratar com uma considerável taxa de sucesso a maioria dessas patologias. No caso específico da esquizofrenia, estima-se que 1% da população mundial sofra desse mal.

Creio na existência de demônios. Creio em possessão demoníaca. Já vi pessoas endemoninhadas e, pelo nome de Cristo e seu amor, eu mesmo já expulsei demônios. Mas não é por isso que vou ignorar as descobertas da ciência e dizer que tudo é possessão. Essa é a resposta mais fácil, rápida e ignorante que há. Sempre desconfio. Recentemente preguei em certo lugar e, ao final do culto, um irmão me procurou. Saímos para beber alguma coisa e ele me contou estar com pensamentos de morte e um sentimento de opressão. Não tive nenhuma prova de que era algo de origem espiritual. Então oramos e recomendei a ele que buscasse seu pastor para avaliar essa possibilidade e que em paralelo fosse a um psiquiatra para fazer uma avaliação. Sendo uma ou outra causa, ele estaria coberto e bem amparado.

Meu pensamento e minha experiência me levam a uma prática simples: oremos. Se for um mal de causa espiritual, revelará sua presença e agiremos como Jesus agiu: “Cala-te e sai”. Sem shows. Sem espetáculos. Sem alto-falantes. Sem berrarias. Sem câmeras de televisão. Sem expor ao vitupério público ou traumatizar ainda mais aquela pobre alma aprisionada, que tem de ser amada e cuidada. Prestamos tanta atenção ao demônio que nos esquecemos do ser humano que está sofrendo sob sua influência. Antes de pensarmos em poder temos de pensar em amor. Tendo isso na mente e no coração, expulsar aquela imundície da vida da pessoa ocorre naturalmente. Sem dar chance de falar muito: “Cala-te”. E sai. Pronto. E, depois, é fundamental iniciar um discipulado com aquela vida. O exorcismo não é a última etapa, é a primeira. Pois mais do que ser liberto de demônios, importa caminhar com Cristo. Expulsar e largar pra lá não adianta nada.

Se na oração e em um eventual acompanhamento não houver nenhum indício de influência espiritual (seja opressão ou possessão), costumo recomendar à pessoa que procure um bom psiquiatra, para que faça um diagnóstico e inicie um tratamento. Já vi mais de uma dezena de “possessos” terem seus “demônios” expulsos por comprimidos e pílulas.

Lembro quando, alguns anos atrás, comecei a sentir tonteiras diárias. Após exames como ressonância, tomografia e eletroencefalograma, o neurologista diagnosticou um tipo leve de epilepsia, que causa tonturas e dores de cabeça. O tratamento: três anos tomando carbamazepina. Nessa época ouvi de um cristão que “não existe epilepsia, todo caso de epilepsia é na verdade possessão”. Pois bem, depois dos três anos recebi alta e nunca mais senti nenhum dos sintomas: os neurotransmissores descompassados do meu cérebro estavam equilibrados e tudo ficou bem. Se fosse acreditar no que aquela pessoa disse, teria de admitir que a carbamazepina tem o mesmo poder que o nome de Jesus para expulsar demônios. Que tal?

O segundo relato veio de um jovem que estava, em suas próprias palavras, “numa aflição enorme, com dores no peito, deprimido e coisas do gênero”. A razão? Mostrou para os pais um texto que escrevi sobre batalha espiritual (leia AQUI) e teve de ouvir deles que o que falei “é coisa do diabo” e que por isso ele “precisava de libertação”. Segundo esse irmão, “meu pai me disse duas vezes que eu estava com o diabo no corpo de pensar isso que você diz no texto”. Compreensivelmente assustado, o jovem concordou em ir a um “culto de libertação”. Lá, segundo contou, na hora em que foram orar por ele o intercessor “chamou o inferno inteiro e repetia várias vezes: Eu sei que você está aí dentro desse rapaz, sai daí agora em nome de Jesus!! Nessa hora eu pensei: estou sendo liberto ou carregado com coisas ruins espiritualmente?”. E desde aquele dia esse jovem, que estava bem, passou a se sentir mal, aflito, confuso, com dores e depressão.

Não preciso dizer o quanto me entristece, choca e abate ler relatos como esse. Você consegue sentir na sua pele a dor de um filho que ouve dos próprios pais que “tem o diabo no corpo”? Que jugo terrível foi posto sobre um jovem cristão simplesmente por ter uma visão teológica diferente da de outros irmãos. Por preferir crer na Bíblia em vez de nas doutrinas de demônios ensinadas por esses grupos de batalha espiritual que baseiam seus ensinos apócrifos em “revelações” de supostos ex-satanistas ou de demônios, feitas em sessões de exorcismo. Como se demônios fossem revelar as verdades do inferno, esses mentirosos. E os irmãos seduzidos por essas histórias deixam a Bíblia sagrada de lado e preferem acreditar em “guerreiros da luz” e “divinas revelações do inferno” – enormes absurdos do ponto de vista bíblico. Onde está a sã doutrina? Onde está o amor pelo próximo? Como crer que poder de Deus se manifesta independentemente do amor de Deus? Desculpem, estou realmente muito triste e abalado por essas histórias.

O que mais incomoda nesses relatos é que pessoas desinformadas, patologicamente místicas ou seguidoras desses grupos irresponsáveis de batalha espiritual acabam jogando legiões de demônios nas costas de pessoas normais ou de vítimas de doenças bioquímicas – demônios que simplesmente não estão lá. Fazem pessoas espiritualmente saudáveis crer que são possessas. Você consegue ter ideia do que sente alguém que ouve isso a seu respeito? Da sensação de desamparo, culpa e uma lista enorme de emoções negativas? Afirmações irresponsáveis como essas podem piorar o estado de saúde dos doentes, sem falar que, enquanto dez “obreiros” ficam berrando no ouvido do pobre coitado e sacudindo sua cabeça tentando expulsar um suposto demônio que não está lá, ele está deixando de ser tratado adequadamente. E sendo severamente traumatizado.

Quando falamos dos dons do Espírito mencionados em 1 Coríntios 12, muitos ficam salivando para profetizar, sobem o monte e fazem correntes e campanhas para receber dons de curar e por aí vai. Mas pouquíssimos pedem a Deus discernimento de espíritos. E, ao meu ver, é um dos dons mais necessários e mais ausentes da Igreja em nossos dias. Falta discernimento. Pior: falta bom senso.

Perdoe-me o tom chateado, por favor. Mas me ponho no lugar da irmã desse querido que escreveu o comentário acima e do jovem acusado de ter o diabo no corpo e a dor que sinto por eles é muito grande. Vitimada por uma enfermidade psiquiátrica e ainda por cima acusada de possessão demoníaca. Chamado de endemoninhado pelos próprios pais. Que jugo enorme! É muita falta de amor dizer uma coisa dessas para alguém. Mesmo que fosse o caso, não se deveria falar nada, mas orar e deixar o nome de Jesus fazer o resto, sem penalizar aquela alma mais ainda. São seres humanos, por Deus! Onde estão nossa compaixão e nossa graça!?

Vivamos com olhos espirituais abertos sim. O mundo espiritual existe, todos sabemos que nossa luta não é contra carne e sangue, que Jesus expulsou demônios e Satanás vive em derredor buscando quem possa tragar. Creio em tudo isso. Mas não podemos jamais deixar de lado a razão ou o coração. A ciência e a compaixão. As descobertas da medicina e as misericórdias com os que sofrem. Senão daqui a pouco estaremos novamente torturando epiléticos, afogando quem discorda de nossas crenças teológicas e queimando pessoas com síndrome de Down na fogueira achando que são bruxos e feiticeiros. Ou, quem sabe, duendes e fadas.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício

About these ads
comentários
  1. Lelê (Alessandra) disse:

    Sábias palavras, Maurício!
    As pessoas tendem a dar mais atenção às manifestações demoníacas d q a Graça de Deus!
    E isso é muito perigoso.
    Sábias palavras as suas!
    Que Deus continue te abençoaando para que vc possa abeçoar a nossa!
    Bjss na familia

    • Oi, Lelê,
      .
      faço da tua oração a minha, amiga. Bendito é o Senhor, que traz luz às trevas e esclarecimento à confusão.
      .
      Beijo grande em ti, no Sérgio e em toda a família,
      mz

  2. Gamaliel Martins disse:

    Glórias a Deus amado irmão Maurício. Sabe, já ouvi muitos dizerem que epilepsia é demônio e até mesmo eu, até certo tempo acreditava que sim. Mas, e os que tem sindrome de Down? ficava pensando… Hoje sei que nós, seremos humanos frágeis somos acometidos de muitas e variadas enfermidades e que Deus permitiu que a ciência descobrisse e a seu modo tratassem essas enfermidades, é isso que temos que buscar. O impossível? Ah, esse é só com o Médico de Nazaré, Jesus Cristo.
    Me chama atenção o relato daquele jovem que ouviu dos próprios pais que estava endemoniado. Fico pensando: meu Deus, o que esses pais estão lendo? Com certeza não é a Bíblia. Cadê o amor de Deus, discernimento das coisas. Que Deus abençoe esse jovem e tenha misericórdia dos seus pais. Confesso que fiquei chocado também.
    Obrigado por compartilhar conosco, a graça de Deus que te é transmitida, sobre um assunto que com certeza é polêmico. Toda honra e toda Glória ao Senhor Jesus Cristo.
    Me desculpe pelo texto longo (estou inspirado pra escrever…rsrsrs)
    Um abraço fraterno.

    • Salve, Gamaliel,
      .
      compartilho de teu espanto, mano. Fico muito triste de ver que há aqueles que creem em tais coisas e botam tais crenças acima do primeiro mandamento, acima do amor, acima da misericórdia.
      .
      E imagina, querido, se o teu texto foi longo que dirá dos meus? rs
      .
      Abraço, na paz do nosso Senhor,
      mz

  3. Mery disse:

    Maurício,eu´sempre pensei assim ,como você, tenho uma inquilina, que a filha tem esquizofrênica,mas até ela descobrir que se tratava de uma doença essa garota padeceu.foram tantas correntes de libertação que perdi a conta,hoje ela vive bem ,toma remédios,está feliz,mas precisou um abençoado alertar aos pais que aquilo não era possessão ,mas sim uma doença.
    Obrigada poe esse texto maravilhoso.

    • Olá, Mery,
      .
      não me agradeça, mana, não há mérito no vaso, mas no tesouro que nele é depositado por graça.
      .
      Fico feliz que sua inquilina tenha enxergado a realidade. Louvo a Deus por isso.
      .
      Abraço fraterno, no amor de Cristo,
      mz

  4. Rodrigo disse:

    Paz meu mano Zagari,
    Tudo bem?

    Realmente é muito triste essa situação, e posso te dizer que infelizmente é só a ponta do iceberg, milhares de cristãos pensam dessa forma pelo fato dos seus líderes ensinarem tal heresia. Eu vi isso acontecer na minha própria família.

    Com relação a batalha espiritual me lembro de uma reunião que fui uma vez, a irmã, q se dizia conhecedora do assunto, já começou pedindo que o pessoal desamarrasse o cadarço, soltasse os cintos e que ninguém cruzasse os braços na hora da oração para não criar nenhum “ponto de contato” para espíritos maus, na hora eu já pensei “hã, como assim?! Q pira é essa?” e com muita luta interior para não abandonar a reunião, fiquei até o final, ouvindo cada bobagem e no final, para minha surpresa, e para fechar com “chave de ouro”, risos, aconteceu o seguinte:

    Eu estava com uma camiseta escrita “JESUS”, mas era um escrito meio grafitado, com uns efeitos atrás, bem massa mesmo, mas não era tão legível, a irmã olha para minha camiseta e diz “sua camiseta foi consagrada ao demônio, é melhor q vc a queime senão vc estará dando brechas para q ele entre na sua vida e casa”.. ah irmão, eu dei risada, respondi “mas está escrito Jesus aqui” … ela parou por alguns segundos, tentou ler, e para não dar o braço a torcer respondeu “não importa, existem trabalhos de demônios até em Bíblias”…

    Meu Deus, aonde vamos parar?!
    Vivemos tempos difíceis, que Deus tenha misericórdia do seu povo e que possamos nos voltar para a Palavra para não sermos enganados pelas astutas ciladas do inimigo.

    Desculpe pelo comentário “gigante”.. rs.

    Abraço meu irmão,
    No amor de Jesus.

    R

    • A paz, Rodrigo, tudo bem, espero que com você também.
      .
      Imagina, seu comentário não foi grande, foi importante. Você tem razão, infelizmente há muito a quem é ensinado esse tipo de ensinamento triste. Eu já vivenciei algumas situações análogas a essa que você descreveu. É triste, muito triste. Cabe a nós compartilhar a sã doutrina com amor e paciência, mano. Pois não sei se é pior estar fora do cristianismo ou viver um cristianismo como esse, que simplesmente… não é cristianismo.
      .
      Oremos, mano, oremos. Abraço, na paz do Mestre,
      mz

    • Vitor Claus disse:

      Rsrs.Que piada essa “cidadã”. Se há trabalhos de demônios na Bíblia como diz essa “lontra” analfabeta,deveriamos queimá-la também?
      Desculpa Zágari; mas tem coisas que realmente estarrecem.

      • Vitor, olá,
        .
        entendo perfeitamente seu estarrecimento. Penso apenas que são pessoas doentes espiritualmente, merecedoras de graça. Oremos pelos tais, por mais que nossa vontade seja subir nas tamancas.
        .
        Abraço, queridão, Deus te abençoe muito,
        mz

  5. Ola Maurício! Td bem mano?
    Dizer da precisão e clareza do seu texto é chover no molhado neh…rsrsrs… mas novamente louvo a Deus por suas palavras.
    Eu mesmo tive que tomar durante anos remedios pra depressao e fobia social e muitos me diziam que eu precisava de uma libertação espiritual. E, como vc escreveu, meus “demônios” quase todos foram embora com comprimidos.
    Que muitos possam ter suas mentes abertas pelas palavras desse texto.
    Forte abraço meu irmão!! Que o Senhor te abençoe!

    • Oi, Alexandre, tudo joia, espero que com você tamém.
      .
      é isso, querido, você é prova viva, fico feliz que foi bem encaminhado e não seduzido por esses ensinamentos desumanizantes. Faço teu desejo minha oração.
      .
      Abração, bênçãos em dobro pra ti,
      mz

  6. Zulmira Borges disse:

    Paz Maurício!
    Certa vez fui visitar uma igreja, nos meus tempos de solteira, isso já vai para 20 anos e fiquei num momento apreciando e adorando a presença de Deus ali de olhos fechados, as lágrimas caindo, e um cidadão chegou em mim, isso lá na frente do púlpito, e me perguntou em tom de autoridade: “Qual é o seu nome? Fale seu nome.Eu respondi meu nome.
    Me deu vontade de chutar a canela dele, mas o vexame seria pior rsrs…hoje lembrando disso dou risadas, mas na época eu fiquei envergonhada e me sentindo humilhada.
    Posteriormente soube que esse mesmo batia na esposa grávida. Penso eu que talvez nem era nascido de novo.

    • Olá, Zulmira,
      .
      que história, minha irmã. Que falta faz a sã doutrina…
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

    • Vitor Claus disse:

      Se fosse comigo: Meu nome é Vitor e o seu? Claro;ele iria passar vergonha ali mesmo!
      É minha querida Zulmiratem,com tantos aloprados “gospel” que rir pra não “chutar”! Ai Ai. Inacreditável.

  7. luiz Fernando disse:

    Ola, Maurício. A paz, meu querido.
    Meu amado, que situação heim. Eu fico triste por isso e sei bem como é, pois vivo em um meio assim. Sou da Assembléia de Deus. Minha igreja é otima, amo as pessoas… mas tem muita coisa que nao concordo, Deus me perdoe falar isso.
    Nao exatamente na minha, mas a minha volta o misticismo tomou conta geral do negócio.
    Minha tia, no começo de minha conversao, me contou que conhecia um caseiro de dois pastores de uma igreja neopentecostal, acho que a mais conhecida no Brasil, é de um dono de emissora de TV. Ela me disse que na casa desses dois referidos pastores, havia duas imagens enormes de demônios da macumbaria, dois pastores, Zagari! A outra, realmente o que vc disse é verdade. Minha tia sempre disse pra mim desde o começo: “peça discernimento a Deus, muito discernimento.” Eu creio que é o dom, abaixo do amor, mais essêncial de hj. Ela contou tambem, que um dia ela estava na igreja sentada assistindo a pregação, o pregador pregando com toda eloquencia e autoridade, foi quando Deus mostrou para ela dois chifres vermelhos na cabeça dele. Ela passou as mãos nos olhos, olhou para lado e para o outro, depois olhou novamente pra ele e continuou vendo os chifres. Parece engraçado e ate mentira, mas é serio. O outro é que uma igreja a qual eu estava frequentando, o pastor colocou um “bispo”, ele usava umas roupas estranhas, parecia um palhaço, e usava também uma gravata de dólar e pulava, berrava, um show terrível…. ele é conhecido como: “bispo” Angolano. O homem com o sopro de fogo(dizem que ele tem dez amantes).
    Faço parte de uma igreja, foi Deus que me colocou lá, não sei o propósito, mas Ele não permite que eu saia, que tem o “reteté de fogo”. Mas na realidade eu não vou dizer nada sobre isso, pois sou leigo nesse assunto. Porem o que quero dizer, que tudo isso acontece e ninguem fala nada, e um jovem e uma irmã sao chamados de endemoniados, um porque está com uma doença patologica, nada de demônio. O outro porque está atrás da verdade bíblica e está conhecendo verdadeiramente. E por isso sao chamados de endomoniados? Fala serio!
    Essas besteiras dentro da igreja ninguém vê, essas bandalhas e pessoas com espíritos de chocarrice ninguem combate. Todos acomodados ao que ouvem e que vêem. Todos necios, e preguiçosos do ponto de vista bíblico. Bom tem hora que dá uma revolta, só Deus pra dá graça.
    Bom, Zagari desculpe se eu disse alguma besteria, mas sigo no amor, na paciência e denunciando essas palhaçadas…. nunca, jamais, serei melhor que alguem, pois estou sujeito a fazer tudo isso, sou miserável, uma desgraçado pecador, que vive somente e exclusivamente pela graça de Deus, mas revolta e muito.
    Fique na paz, meu irmão. As únicas coisas que tenho certeza é: o amor é a cura, Jesus é bom e o diabo não presta.

    • Oi, Luiz, salve!
      .
      muitas vezes em ótimas igrejas penetram práticas e ensinos equivocados. Não é pecado se posicionar amorosamente e bereanamente contra os tais. Se conseguirmos esclarecer os irmãos com argumentos bíblicos, creio que Deus ficará feliz.
      .
      Penso que seu último parágrafo resume bem a questão, querido. Amor, paciência e denúncia do erro são parte do Evangelho de Jesus. Reconhecimento das próprias falhas também. É a graça, mano, só a graça…
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  8. Juliana disse:

    Glória a Deus por esse esclarecimento tão necessário para muitas pessoas! A igreja está vivendo o verdadeiro analfabetismo bíblico, como você disse! E discernimento então, está em extinção! Que Deus tenha misericórdia de todos nós!

    • Olá, Juliana,
      .
      é isso, mana. Oremos e ajamos. Só assim conseguiremos ser instrumentos de Deus para a libertação dessas vidas de enganos e doutrinas de homens. Que a misericórdia venha.
      .
      Paz e graça a ti e todos os teus,
      mz

  9. Isadora disse:

    Que Deus tenha misericórdia de nós pecadores e tantas vezes juízes do nosso próximo. Há muito o que se aprender. =) Deus continue te abencoando, irmão Maurício.

  10. Tay disse:

    É meu caro irmão Mauricio, só quem passa por situações como esta sabe realmente o que se sente… a alguns meses eu passei por algo assim, era como se fosse uma sindrome do pânico, não tive coragem de procurar ninguem na minha igreja para contar, porque tinha muito medo de ser julgada pelos pensamentos que estavam me atormentando… então uma noite em uma reunião com o grupo de adolescentes, os líderes levaram uma palavra e contaram o testemunho deles, e quando eu ouvia o que falavam parecia que era eu, na verdade, que estava falando, foi ai que a minha cura começou. Fui conversar com eles, eles oraram por mim e me tranquilizram muito, me ajudaram e me acompanharam no processo. Passou mais um tempinho e eu tive uma recaida muito “feia”, não aguentei mais e fui procurar a ajuda de uma psicológa, que era da minha igreja, uma mulher muito abençoada e usada por Deus. Quando cheguei no consultório pela primeira vez não conseguia nem falar, só chorava… e chorava… fiquei 4 meses em tratamento, não foi necessário o uso de medicação, mas isso porque ela me disse, em uma das últimas sessões, que desde a primeira vez que eu pisei lá ela pode identificar que meu problema era totalmente espiritual. Não foi facíl, não foi nenhum pouco facíl, mas com o auxilio dela, muita oração, muito jejum e pela maravilhoa e infinita graça de nosso Deus eu consegui… tem dias que parece que tudo vai voltar, ai neste dias eu tenho que ir pra guerra, joelho no chão e lágrimas… clamor…. e Deus sempre, sempre, sempre me amparando. Por isso eu digo para as pessoas que estão passando por isso, não desistam jamais, seja qual for o problema e a causa dele, seja de ordem espiritual, psicologica ou fisiológica… o que for, Deus nunca vai te abandonar, não esqueça disso, Ele nunca te abandona. Indico a leitura de um salmo bem conhecido que me ajudou muito, salmo 91, é maravilhoso o que está escrito lá. E para finalizar (desculpa o tamanho do comentário hehe) só posso dizer, por mais estranho que soe, que apesar de assustadora foi uma experiência maravilhosa, porque se não tivesse passado por tudo que passei, não seria quem eu sou e não olharia as pessoas como olho agora. Deus é tremendo e maravilhoso… “todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus”. E quanto a você Mauricio, só posso agradecer a Deus pela sua vida e pela maneira como Ele te usa para falar comigo. Orarei por você meu irmão, orarei mesmo, para que Deus te use cada vez mais e abençoe você e toda a sua família.
    E se alguem ler este comentário e sentir vontade de me perguntar algo é só me mandar um email: taylanamachado@yahoo.com.br.
    Ah só mais uma coisa, com relação a estes que julgam e dizem tantas besteiras, só espero que nenhum precise passar por estas situações para aprender.

    A paz de Deus a todos.

    • Olá, Tay,
      .
      que linda experiência você viveu, mana. Em meio a toda essa dor Jesus não te desamparou e te fez crescer. Admirável. Tenho certeza que hoje você é uma cristã que entende muito mais o Reino de Deus do que antes.
      .
      Sou muito grato pelas suas orações em nosso favor, Tay, preciso mais do que qualquer outra coisa. Não tenho como agradecer.
      .
      Que tudo o que você viveu sirva para a edificação de outros que venham a passar pelo que você passou, minha irmã. Que da dor brote alívio para quem precisa. Permita-se usar por Deus e muitas e muitas vidas serão abençoadas pelo seu intermédio, tenho certeza disso.
      .
      Te abraço fraternalmente, no amor de Cristo,
      mz

  11. Carla disse:

    Zágari, o que dizer deste texto?
    Minha irmã tem problemas de retardo mental, e eu e minha família sofremos muito. Ela é muito agressiva e nós já ouvimos de tudo de psiquiatras a pastores e irmãos. Tudo doeu ouvir. Ninguém foi capaz de se colocar em nosso lugar e tentar entender nossas dores. Mas do mundo a gente até espera isso, mas de irmãos… Foi qd Deus começou a mudar o meu modo de ver e crer. Ele me mostrou que minha fé estava firmada em crenças erradas, e qd o mundo caiu ao meu redor, os braços do Senhor me seguraram. Meus pés foram firmados na rocha que nunca se abalará. O que o Senhor permitiu q acontecesse em nossas vidas mudou o meu coração, e muitos, Zágari, não toleram me ouvir ao dizer as verdades bíblicas que mudaram minha visão, meu modo de viver. Minha mãe já levou minha irmã nestas igrejas mais conhecidas, vc deve imaginar quais são. Já fez campanha, colocou nome no óleo, ungiu, trouxe chave, e td que vc puder imaginar. E eu fico olhando e pedindo ao Senhor que mude minha mãe tbm. Minha outra irmã, está indo para a igreja mas seu coração está muito distante do Senhor pq td que ela creu tbm não se cumpriu e ela está frustrada com Deus. Veja só! Oh, Zágari, tenho tanto conversado com elas… Eu coloquei em meu coração que darei o Seu livro pra minha irmã que se sente frustrada, A Verdadeira Vitória do Cristão. Aliás, estive em São Paulo e não achei em nenhuma livraria. Fiquei frustrada.Como pode isso? rsrs… O jeito é pedir pela internet. rsrs… Sinceramente, eu nem pensei em ler antes de dar pra ela. Confio na direção que o Senhor tem te dado pq tenho acompanhado as verdades bíblicas que vc professa aqui. Sei que vc não é perfeito, mas tem sido instrumento de Deus.
    Resumindo, eu já disse que darei uma semana pra quem quiser expulsar o demônio de minha irmã, que nunca saiu com nossas campanhas, jejuns, orações, votos… Oh, meu Deus! Já disseram que nós damos legalidade (não acredito mais nisso), que foi palavra de maldição da minha mãe e que ela precisava quebrar, que era maldição hereditária, obra de macumba… céus!!
    Ô, Zágari, obrigada pq já fazia um tempo que eu queria ter compartilhado isto com vc. Desabafar!! Faz seis anos que o Senhor tem aberto os meus olhos, mas foi um mundo de coisas que precisava cair por terra, e isso mexe com nossa estrutura. Que minha irmã e minha mãe possam viver o que hj tenho vivido em Cristo. Através da revelação da sua Palavra. Poucos se habilitam a me ouvir pois não aceitam que eu tenha mudado. Mas, fazer o q, né?
    Que o Senhor te abençoe! Que o Senhor te abençoe!!
    Desculpe o longo texto.

    • Olá, Carla,
      .
      obrigado por suas palavras, mana, mas recomendo que, se você for de fato presentear sua irmã com o “A Verdadeira Vitória do Cristão”, leia antes, para poder argumentar com ela caso haja alguma rejeição da parte dela. Pois a pesquisa bíblica que ali exponho bate de frente com os ensinamentos dessas igrejas triunfalistas. Como a editora é nova, a rede de distribuição ainda está sendo construída, por isso ainda você não o encontra ainda em muitas livrarias.
      .
      Por favor, não peça desculpas pelo tamanho do comentário, este espaço é para isso mesmo. Desabafe o quanto quiser, temos que levar os fardos uns dos outros, isso é ser Igreja. Igreja não é lugar de descarrego, é lugar de amor, solidariedade, comunhão, de exaltar Deus e não o diabo – em última análise, de manifestação real do Evangelho. Desabafe sempre que precisar.
      .
      É muito triste mesmo ver a falta de tato dos seres humanos com o próximo. Temos muito a aprender para nos tornarmos civilizados de fato, no âmbito não tecnológico, mas humano. Cheguei a ouvir de uma cristã, num momento de profundo abatimento, que eu era “derrotado” e “fracassado”. Que dizer disso, não é? A decepção que isso nos causa é inominável.
      .
      O exemplo da sua família é muito típico do que acontece quando falsos ensinamentos e falsas promessas são feitos “em nome de Jesus”: decepção, dor, tristeza, culpa, afastamento de Deus. Sofro ao ver isso. Essa história de “legalidade” e outras tecnologias de “libertação” têm enriquecido muitos promotores de seminários e livros voltados a essa “batalha espiritual”. Entristeço-me com isso, mas, quando tentamos mostrar aos adeptos que a Bíblia nos ensina tudo o que precisamos saber sobre o assunto, são tão arraigados a essas crenças que chegamos a ser considerados “servos do diabo”. O que fazer, não é? Rebecca Brown tem mais importância do que o apóstolo Paulo na vida dos tais. Fico muito, muito triste com isso.
      .
      A sua luta com sua família será vencida no joelho, Carla. O homem não convence, mas para Deus nada é impossível. A iluminação acerca da verdade vem pela graça de Deus e a ação do Espírito Santo. Triste é o homem que tenta inculcar a sã doutrina por seus próprios esforços, pois não é o homem quem convence da Verdade. Interceda pelos teus.
      .
      Oro por você, Carla. Que Deus dê paz ao teu coração. Que Ele traga harmonia a sua família. Que Ele cuide de sua irmã. Que Ele abra os olhos dos que precisam. Te abraço, fraternalmente,
      mz

  12. heverton prado disse:

    graça e paz irmão maricício zágari gostei muito de seu escrito sobre esse assunto volto minhas palavras a do reformador john calvino ” post tenebras,lux” ha pessoas que estão querendo trazer a escuridão novamente para a igreja! levando pessoas que foram salvas pelo precioso sangue de cristo a viverem uma vida de trevas; sinto muito pela falta de conhecimento desses que dizem que cristãos não podem ficar doentes…! me parece que eles não reconhecem o ensinamemto do salmo 88 os exemplo de spurgeon e William Cowper que sofriam de depressão. Louvo a DEUS por sua integridade que tem trago palavras de ensinamentos bíblico! e oro por sua vida para que Deus te de sabedoria. POST TENEBRAS, LUX (depois da escuridão, luz) dever servir de exemplo para nós nesses dias.

    • Salve, Heverton, graça e paz,
      .
      obrigado pelo carinho com o texto, eu que louvo a Deus por ver alguém conhecedor da Palavra e da História da Igreja como você. Um artigo cada vez mais necessário.
      .
      Deus o abençoe muito, mano,
      mz

  13. porele disse:

    Excelente texto! Mas creio que é preciso deixar claro que um corpo habitado pelo Espirito Santo não tem espaço para demonios. Afirmar ou sequer considerar que alguém que entregou sua vida a Cristo tornou-se morada de espiritos imundos (sejam quais forem as circunstancias!) é um absurdo “per se”!

    Em tempo, o Espirito Santo não “se retira” mais, como acontecia na velha aliança. Uma vez habitado por Ele, sempre habitado por Ele!

  14. Jacy disse:

    Maurício, compartilho de sua tristeza.

    Se a mente de todo que se diz cristão fosse renovada pela sã doutrina, uma infinidade de pessoas seriam saradas, se não das mazelas físicas mas, com certeza, a oração e o amor seriam bálsamo e cura para as áreas espiritual e emocional.

    Paz, meu querido mano!

  15. Bianca Dias disse:

    Maurício, muito bom mesmo….concordo plenamente com suas palavras, você podia ser nosso conselheiro…. :) onde posso comprar seus livros???? amigo….

    A Pazzzz!!!

  16. adalberto dos santos disse:

    Tudo que proporcione um bem estar e resgate uma vida terá que, no minímo ser respeitada, pelo pouco que sei.

  17. samuel araujo crespo disse:

    ola, caro irmão. Não tenho postado comentários por pura falta de tempo e tenho uma demanda em estar com minha filha que é “especial” entendo perfeitamente sua indignação pois isso que você presenciou, essa pobreza espiritual infelizmente já não é de hoje e já não me causa espanto. E presenciei desde minha infância possessões. e tive amigos diagnosticados como epiléticos; na escola sofriam muito com suas crises pois as pessoas não entendiam e pensavam, em sua ignorância, que era algo do mal e nem as socorriam quando caiam até com a cabeça no chão. também presenciei, perdão pela expressão, uma estupidez de uma irmã em cristo dizendo para minha mãe hoje bem idosa, a seguinte ignorante frase: CRENTE NÃO SOFRE DEPRESSÃO ISSO É COISA DE SATANÁS. Minha reação a princípio foi como a sua de revolta mas depois senti pena pela falta de conhecimento bíblico porque o próprio Cristo filho de Deus quantas vezes demostrando o seu lado humano “carne” se sentiu impelido a dizer ao Pais para passar dele o cálice ou no final: senhor porque me desamparaste? Ora se isso não for uma profunda tristeza ou até depressão em momentos em que DEUS se tornou homem por alguns momentos, me desculpem devem urgentemente voltar para escola dominical ou em algumas igrejas discipulado e reaprender o básico de ser um verdadeiro cristão. Irmão tenho síndrome do pânico e me trato com tarja preta e dou graças a Deus por dar sabedoria aos médicos para nos analisar e nos tratar assim como Deus escolheu homens sérios que tem conhecimento da palavra para ser nossos pastores não esse bando perdão novamente pelo vocabulário, que se acham donos de Deus pois se levasse minha filha pare esses tais diriam a mesma coisa como a esse jovem do relato feito em seu texto e ainda vou mais longe diriam que eu por ter tal síndrome eu era responsável pela situação da minha filha que seria uma “maldição” hereditária. Irmão zágari não se espante com esses episódios pois em nosso meio existem coisas muito piores; é triste sim. Devemos orar mas hoje dentro de nossas igrejas o foco maior esta no inimigo ao invés de carregarmos nossa cruz e seguir os passos do mestre. Fique na paz do Senhor e continue na luta dando esclarecimento e engrandecendo o nome de nosso senhor e salvador Jesus.

    • Samuel,
      .
      sabe… quanto mais eu vivo mais creio que aqueles que sofrem mais são os que mais próximos de Cristo estão. Só quem passa pelo que você passa conhece o pleno significado de conceitos basilares da nossa fé, como graça e compaixão. Que triste ver pessoas mais preocupadas com demônios do que com o próximo. Que triste.
      .
      Louvo a Deus por sua vida, mano. Pela sua filha, esse presente tão especial que Deus te deu para cuidar e amar. Quantos têm filhos sem nenhuma deficiência mas imersos nas drogas, no crime, em abominações. Quem não entende isso à luz da soberania divina não entende a visão de eternidade do Senhor. Aqui é só o começo.
      .
      Sou grato a Deus por sua vida, mano. Que por meio dela muitos venham a ser abençoados, confortados e transformados para melhor. Te abraço,
      mz

      • Valderi Felizado da Silva disse:

        Mauricio, pelo amor de Deus!
        Então quer dizer que sofrimento faz-nos ficar mais perto de Deus?
        .
        Então os remédios e os médicos são do diabo!
        .
        Ora, se o sofrimento de uma doença rara e incurável é da parte de Deus, e serve para eu ficar mais próximo a Ele, então se eu procurar um médico ou tomar um remédio estou frustrando o plano dEle, não?
        .
        Vamos tomar um exemplo de uma pessoa com câncer no pâncreas, que provoca muitas dores e que mata mesmo. Dizemos que essa doença é para aproximá-la de Deus, ou para aumentar a sua fé. Oras, se é assim, então não poderíamos dizer a ela, a cancerosa, para tomar remédio para ou acabar com a dor, ou para acabar com o sofrimento, né? Pois ela achando a cura o ou alívio para o sofrimento, não teria sua fé aumentada ou sua aproximação a Deus feita, ou não é?
        .
        Para os que defendem que a doença serve para aumentar a nossa fé, então não faça uso de remédios, para que a fé não venha a diminuir.

      • Valderi,
        .
        apesar de você estar dizendo que eu disse o que eu não disse, respeito sua opinião.
        .
        Entenda: compreender os benefícios do sofrimento não significa desejá-los. Perdoe-me, irmão, mas você está sendo reducionista. Usando sua lógica eu poderia dizer: você não quer ir logo para o Céu? Então por que ora pedindo a cura em vez de morrer logo e ir para a presença de Jesus? Percebe a falácia desse argumento?
        .
        Deus te abençoe, mano,
        mz

  18. Felipe Souza disse:

    Ola Mauricio,

    Pelo titulo do texto ja fiquei curioso para ler. A situação em casa ficou mais de “boa” posso dizer, mas sobre esses “demonios” cada vez esta pior e parece que quanto mais eu quero me afastar disso mais meu pai fala!
    Agora esta falando que na BIBLIA tem isso, perguntei aonde? e ele fala no livro de Lucas tem e por aí vai. É necessário que TODA igreja tem que ter esse processo de libertação porque na biblia fala rs
    desculpa a minha ignorancia, mas a unica parte que eu li ate hoje na biblia é que Jesus fala para expulsar demonios em SEU NOME!

    Falei pro meu pai, sou pecador sim! é claro que eu erro, mas eu tenho o direito de me arrepender e ser perdoado por Jesus Cristo.

    Antes do meu acidente meu amigo eu vivia em micaretas, beijava 10, 15 pessoas na mesma noite. Era uma pessoa que procurou Deus e depois se afaltou, e no momento que eu me afastei passou alguns meses e foi meu acidente aonde fiquei entre a vida e a morte, entao como varias pessoas me falaram foi castigo! eu respondo: nao! Jesus Cristo não castiga NINGUÉM, meu acidente aconteceu por CONSEQUÊNCIAS, fiz errado? fiz, mas ele me deu o perdao.
    Me aproximei muito da igreja apos meu acidente, mas agora ja faz algumas semanas que não apareço porque eu sou o “endemoniado”.

    Vai inaugurar uma igreja(a igreja que eu comecei a ir antes do acidente) na cidade vizinha e assim que abrir estarei la servindo o senhor, eu só espero que nesse periodo não aconteça nada comigo.

    Abraços meu amigo, você é um verdadeiro servo do senhor!

    • Felipe, meu mano,
      .
      não se preocupe, você tem Jesus no coração. Mesmo que algo acontecesse até você encontrar seu novo lar espiritual isso não afetaria sua comunhão com o Senhor. Ame seus pais. Perdoe que te ofendeu. Estenda a mão a quem te machucou. Permaneça firme na fé. Não desanime. O Altíssimo não preservou sua vida a troco de nada: ainda há muito a fazer, querido, muitas vidas a abençoar.
      .
      Te abraço, querido, com amor por tua vida e gratidão ao Senhor por ela. Que a paz de Cristo transborde em ti e por ti,
      mz

  19. Alessandra disse:

    Boa noite, Zágari.

    Ótimo texto, tenho uma sobrinha que fará 18 anos amanhã, ela teve uma doença muita rara, não é câncer propriamente dito, a doença também é autoimune e pra se chegar no diagnóstico minha família sofreu muito. A doença foi descoberta tem pouco menos de 3 anos, minha sobrinha fez todo o tratamento como se tivesse câncer mesmo, quimioterapia e tudo mais, quanto sofrimento. No momento do tratamento teve várias pessoas que falaram coisas terríveis pra nós, como se minha sobrinha estivesse pagando pecado de alguém da nossa família, que a doença era possessão demoníaca, ouvimos de tudo um pouco e hoje ela está ótima para honra e glória de Deus, focamos tudo em Deus e seguimos o que os médicos recomendaram.

    Deus abençoe sua vida:)

    • Alessandra, olá,
      .
      fico feliz que sua sobrinha tenha se recuperado – da doença e da desumanidade. Louvo a Deus por isso.
      .
      Bênçãos em dobro recaiam sobre ti e os teus,
      mz

  20. Valderi Felizado da Silva disse:

    Mauricio, só uma coisa.
    Independente de ser possessão ou doença, Deus tem o poder de curar, e nós temos o dever de orar com ousadia e sem retroceder.
    Não confio na medicina atual, principalmente aquela atrelada a laboratórios farmacêuticos que lucram absurdo e a planos de saúde que querem gastar pouco.
    Por que essa medicina, tão glorificada por aqui, não descobre medicamentos e vacinas para doenças como malária, doença de chagas, leishmaniose, dengue e doença do sono que só se dá em pobres?
    Eles estão mais preocupados em drogas como Botox, viagra, xenical, etc…

    • Olá, Valderi,
      .
      creio plenamente que Deus tem o poder de curar – por sua graça, seu amor e sua compaixão, muito mais do que por ousadia humana, entendo eu. Mas também é fato que o número de curas milagrosas é bem inferior do que as curas por medicamentos. Senão milagres seriam corriqueiros e todos sabemos que não o são.
      .
      Quanto à indústria farmacêutica, é fato que é uma máfia. Mas daí a demonizá-la há uma longa distância, os benefícios que os medicamentos nos proporcionam são indizíveis. Hoje, graças a coqueteis de remédios, pessoas com HIV vivem 20, 30 anos a mais do que nos anos 1980. Graças a um comprimido de neosaldina minha dor de cabeça vai embora. Graças a analgésicos minha filha consegue dormir diante da dor terrível que sente pelo nascimento dos dentes. E por aí vai.
      .
      A bem da verdade, mano, existe remédio para malária (como cloroquina e primaquina), doença de chagas (como nifurtimox e benznidazol), leishmaniose (como nimodipina e glucantime) e a doença do sono (ritalina e modafinil).
      .
      Deus te abençoe muito, meu irmão,
      mz

      • Valderi Felizado da Silva disse:

        É claro, Mauricio.
        A quantidade de pessoas que de FATO realmente creem, não estou dizendo o número de evangélicos, é muito pequeno em relação ao fato de pessoas que tomam remédios. Jesus nos deu uma dica. 25% das pessoas que vão na igreja são as que dão fruto por sua constância. Se considerarmos que as pessoas que vão para as igrejas são, em sua maioria, pessoas que querem a salvação e/ou prospreridade, as que vão porque estão doentes é muito pouco. E conheço um fiel que era epilético, mas sabe qual razão ele ia para a igreja? Para ter prosperidade! Mas quando ele caiu em si, ele perguntou: Por que não busco o milagre para a minha saúde? Ele passou a usar a fé para ser curado e foi, e com testemunho médico e tudo.
        .
        Como eu frequento uma denominação que a cura divina é buscada, eu posso dizer que, em dia de culto de milagres, de mil presentes, apenas 30 procuram a cura, e se colocarmos o que o Mestre disse, apenas 7 alcançam o desejado. Mas quantas tomam remédios ali, até para uma simples dor de cabeça?, Umas 700, não? Aí é o resultado de terem mais curados por medicamentos do que pela fé: A nossa própria culpa.

      • Respeito o que crês, meu irmão.
        Paz seja contigo,
        mz

  21. Valderi Felizado da Silva disse:

    Esse blog cristão é o único lugar onde os médicos e a medicina é mais glorificada que o poder de Deus para curar.

    Para quem acha que a doença é cruz que se deve carregar, então não usem remédios ou não procurem médicos. Caso o contrário, você está dando a sua cruz para comprimidos ou para doutores levarem para você.

  22. Valderi Felizado da Silva disse:

    Mauricio, mudando um pouco de assunto.
    O que você acha da Graça?
    Estou tentando entendê-la, se é que se pode entender isso, e, com o decorrer do que eu já percebi, isso é uma das maiores descobertas que o ser humano pode alcançar, não acha?
    Como lidar com a Graça em meio a um mundo que nos convida, sumariamente, a pecar?

    • Valderi,
      .
      a graça é o alicerce do Evangelho. É Deus nos dando algo que nada fizemos para merecer. É o Todo-Poderoso se fazendo maldição em nosso lugar sem que haja absolutamente nenhum mérito em nós. Em resumo, graça é o maior sintoma do amor de Deus, pois ela é a demonstração prática de que Ele nos ama a ponto de resgatar-nos sem que mereçamos e à custa da própria dor.
      .
      Recentemente publiquei uma reflexão sobre o tema, onde creio que meu entendimento sobre o tema está bem especificado, se desejar ler: http://apenas1.wordpress.com/2012/11/08/a-graca-de-deus-e-cristo-a-grassa-dos-homens-e-barrabas/
      .
      Creio que a graça é justamente o único alento que temos num mundo que nos convida ao pecado. Pois pecaremos sem dúvida e, por mérito próprio, jamais teríamos salvação. A graça é o único meio de chegarmos ao Ceú, apesar de nossa pecaminosidade.
      .
      Espero ter esclarecido minha visão.
      .
      Deus te abençoe,
      mz

  23. Leandro disse:

    Irmão Maurício suas palavras servem de conforto e esclarecimento para a minha vida, pois como havia dito em um comentário sou um leitor assíduo do blog porém sem me atrever a comentar pois sou muito retraído e já passei por coisas semelhantes em minha igreja sabe tenho 20 anos e meus pais não são cristãos e o pessoal da igreja vive me dizendo que é maldição hereditária e sinto um certo desprezo que muitas vezes me fizeram abandonar o culto pela metade pois não queria que ninguém me visse chorando e ao chegar em casa via meus pais se espancando e quebrando tudo é duro d+ ás vezes só queria sumir por favor me perdoe o desabafo mais sinto no senhor uma pessoa em quem posso confiar. obrigado e a paz de Cristo que Ele continue lhe dando graça e conhecimento, abraços

    • Leandro, olá,
      .
      Ô, mano… não precisa me chamar de “senhor”, por favor. E também não precisa se desculpar por desabafar, estamos nesta terra para levar os fardos uns dos outros, não é?
      .
      Querido, fico triste pela atitude das pessoas de sua igreja e ainda mais pela de seus pais. Todos carecem de nossas orações.
      .
      Essa coisa de maldição hereditária é uma grande besteira, não creia nisso. Jesus se fez maldição por nós na Cruz. Toda e qualquer maldição foi levada sobre ele e, ao entregarmos nossas vidas para o Senhor tudo se faz novo. Não creia nisso. Se Ele te libertou verdadeiramente você esta livre.
      .
      Te abraço, meu irmão, em solidariedade e amor. Persista no Senhor e creia que Ele nunca te desampara. A graça e a paz dele estejam com você,
      mz

  24. Olá Maurício,
    Como está?
    Que a graça e paz de Cristo sejam contigo, nobre irmão.

    Que coincidência o seu texto.
    Estou passando por este mesmo “processo” no momento.
    Muita coisa vem acontecendo em minha vida…

    A beira de uma depressão e com a vida espiritual (e outras áreas)por um fio, o que eu ouvi de um pastor é que “uma legalidade foi aberta” em minha vida quando eu tinha entre 8 a 10 anos (narrei um fato pra ele, durante uma “entrevista sobre a minha vida pregressa”), e que também há uma maldição hereditária.

    Confesso que sempre fui “cético” a esses tipos de argumentos, mas diante de tantos revezes que venho passando…

    Como eu ja disse antes, os seus textos fazem-me “pensar e inspiram-me a buscar mais discernimento”. Continuo orando a Deus para que nos seja propício.

    Amigo irmão, suas palavras foram incisivas na minha situação. Ganhei uma sobrevida, graças a Deus. Louvo a Deus por sua vida e o ministério que você exerce.

    Abraço fraterno,
    Jose

    • Mano José, oi,
      .
      querido, coincidências não existem. A mão de Deus atua em tudo e todos. Sinta-se amado por Ele, pois tem cuidado de você.
      .
      José, eu não quero criar confusão ou contenda na sua mente, mas confesso que não creio em maldição hereditária. Jesus se fez maldição por nós na Cruz do Calvário. Todas as maldições que houvesse foram lançadas sobre Ele e no momento em que o abraçamos por Sua graça nada que antes havia em nossa vida permanece, tudo é quitado pelo sangue do Cordeiro. Sobre “legalidade”, creio que pecados abrem brechas para a ação maligna em nossa vida, mas se você tinha 8 anos e depois recebeu Jesus em seu coração… Mano, você é propriedade do Senhor, escravo de Cristo, ninguém mais tem direitos sobre você. Ore a Deus, pois você é filho, posse exclusiva dele. Não creio que carregue tal fardo sobre si. Veja que essa teoria só trouxe peso ao teu coração e Deus é de paz, não de confusão.
      .
      Sigo orando por ti. E peço ao Pai que sare você de todas as feridas e cicatrizes que haja na sua alma. Te abraço com carinho,
      mz

  25. Greize disse:

    Na minha casa 3 pessoas ficaram doentes, minha mãe e sobrinho em 2006 com câncer.Ficamos na luta para eles eu e penso que todos passam por isso, nos desesperamos a um ponto de ir em qualquer igreja que esteja pregando cura, por isso hj olhando para trás e na televisão eu não ofendo as pessoas que estão sofrendo(eu oro para Deus abrir os olhos delas) eu já estive no lugar delas.E olha que nem era de ir nessas igrejas.É o desespero.

    Minha mãe melhorou um pouco, meu sobrinho foi melhorando.E eu cai na cama doente, doença autoimune, que provoca inflamações.Sofri com a demora do diagnostico.Várias internações.
    Enfim quando tive alta ainda fui e deixei algumas pessoas orarem por nós.

    Percebo nas entrelinhas e alguns(pessoas que não eram íntimas) que tinha coisa do diabo.Na verdade ouve tanta besteira que nem caberia aqui.

    Não era, sei que se você peca tem consequências, mas no nosso caso não.Era para ser, Deus já sabia.Pois ele curou meu sobrinho, levou minha mãe e eu fui curada aos poucos , ainda tenho sequelas que precisam de remédios, no corpo e na alma.Mas sei que o diabo atua sim, como: Nos deixando com falta de fé, nos sugando nossas forças,fazendo-nos culpar a Deus por tudo e por ai vai..é ai que ele age.

    Mas meu pastor me disse, dá limite, foi o que fiz deixei de ir aqui e ali, atrás de respostas, Deus poderia me dar em casa lendo as Escrituras, quando eu menos esperasse ou quando eu me for deste mundo.

    Aprendi que não devemos deixar qualquer pessoa impor as mãos na nossa cabeça e orar por nós, mesmo que pareça má educação.Não conheço, é uma doutrina que não acredito, não deixo.

    Um pastor uma vez orou por mim, eu não queria, a mão dele era pesadíssima :falei pastor Não vou cair “todos que ele colocava a mão caiam, eu não caí.
    Pensei é agora todos vão achar que estou “possessa”, ele chamou o obreiro e continuou com outro, eu corri o mais rápido de lá e nunca mais voltei.Quando conto eu e todos riem, confesso que eu tb, tamanha a coisa bizarra mas é uma triste constatação.

    • Greize,
      .
      creio que você é uma prova viva do problema relatado nesse texto, não é? Fico feliz que você tenha alcançado a maturidade espiritual para saber lidar com isso de uma forma saudável e compreensiva com os demais irmãos.
      .
      Deus te abençoe muito e sare totalmente a sua saúde física e espiritual. No amor de Cristo,
      mz

  26. Elaine disse:

    Tenho depressão. Já fazem 8 anos. Por problemas famíliares. Semana passada tive uma serie crise. Meu psiquiatra medicou com mais dois remédios e aconselhou procurar novamente uma psicologa. Sou evangélica da Igreja Presbiteriana. Na minha igreja ninguém nunca disse que eu era possuída por demônios. Mas esta semana recebi tres mensagens de pessoas de outra denominação evangélica dizendo que o demonio me dominou e que não sou curada por não ter fé. Meu cunhado é pastor evangélico e sempre me orienta a seguir o tratamento prescrito pelos especialistas. Já estou muito bem e creio que como leio a biblia. vou pelos ensinamentos que Jesus e seus homens de fé deixaram para quem acredita no que esta escrito na biblia.

    • Elaine, olá,
      .
      você fez bem de continuar seu tratamento e de apegar-se à Palavra revelada de Deus.
      .
      Oro ao Senhor que você seja completamente curada desse problema e que possa voltar a ter uma vida alegre sem ter se recorrer a medicamentos. Mas se eles te ajudam, enquanto precisar use-os. Te fará bem. E que venha a cura.
      .
      Abraço fraterno, do mano,
      mz

  27. Paulo Silva disse:

    Olá Zagari! Que a paz do Pai seja contigo.
    Não sou um leitor assíduo do seu blog, mas do que já li, apreciei muito as suas considerações. Sobretudo, porque geralmente pautada na palavra. As divergências, no caso de opinião, foram poucas e nada de tão significativo. Quando li este artigo, “Doença ou possessão demoníaca”, quis fazer um comentário de imediato, mas como já era madrugada e gosto de pensar bem como colocar em palavras o que quero dizer, esperei por momento oportuno. Considero este assunto um tanto complicado e polêmico. Reconheço a importância e a necessidade da medicina em nossas vidas. Contudo, até que ponto podemos depender da fé e tomar posse do que está escrito em Isaías 53:4? Creio que para um Deus Onipotente e misericordioso, pouco importa se o problema é de origem espiritual ou patológica. Jesus operou a cura em ambas as situações. Em seu artigo parece ser necessário classificar a enfermidade, para então determinar se devemos tratar espiritual ou medicinalmente. Em se falando de “cura” em geral, a discussão já é mais ampla. Pois mesmo com o apoio bíblico, sei que na prática uma doença pode ser erradicada depois de ministrada a cura espiritualmente, ou não. E não compreendo o porquê isto ocorre. Por tais questões eu não me vejo na posição de ministro. Pois não conseguiria lidar com a situação de estar doente e ministrar a cura a outra pessoa, por exemplo! Isto acontece e eu não estou criticando, apenas admitindo não compreender. Penso que em muitos casos, nós é que não conseguimos alcançar o favor de Deus em nossas vidas. Então necessitamos recorrer à medicina secular. Porém, isto não encerra a questão, pois como citei anteriormente, isto explicaria alguns casos! Nunca soube de um Pastor que fosse médico. E acho muito difícil que isto seja possível. Deus é imutável, mas nós homens, mudamos conforme adquirimos conhecimentos acadêmicos. Infelizmente, ficando mais céticos a respeito das questões espirituais. Querendo explicar a ação de Deus, o milagre. Se um pastor fosse também médico, o que ele faria diante da seguinte situação? Alguém explica detalhadamente os sintomas de seu mal, em seguida pede para que o pastor ministre a cura! Após ouvir atentamente o relato da pessoa, o pastor e médico, identifica o mal que a pessoa sofre e qual seria o tratamento com os medicamentos necessários. Entretanto, como também pastor. Ele: Ministra a cura confiante que Deus fará a obra? Ministra a cura, mas pede para a pessoa passar em seu consultório posteriormente? Diz para a pessoa que o mal é de ordem patológica, portanto necessita de um tratamento a base de medicamentos? Isto valeria (e neste caso conheço) para cristãos psicólogos também. Ainda neste último caso. Como tratar os não cristãos, se identificando problemas de origem espiritual. Já debati este caso e dentre as respostas, nenhuma foi satisfatoriamente convincente. Gostaria de suas considerações a respeito. Abraço e fique em paz.

    • Olá, Paulo,
      .
      sobre Is 53, recomendaria que você lesse o post “E quando Deus não cura – parte 2/2″. Ali está meu entendimento dessa questão, construída a partir de John Piper.
      .
      A fé deve ser uma constante em nossa vida e em nossas orações, até porque a Biblia diz que quem pede algo a Deus sem fé que não espere receber alguma coisa. Mas não podemos crer que nossa fé “obriga” o Senhor a fazer o que queremos. Pois Ele é soberano. Lembremo-nos sempre das palavras do próprio Cristo ao Pai: “Porém, seja feita a tua vontade e não a minha” – algo reforçado na oração do Pai Nosso.
      .
      Sobre o que falei, deixe-me explicar: não é que seja uma ou outra. Sei que Deus pode curar qualquer coisa. Mas, se não sabemos, não podemos impor uma explicação espiritual onde ela não há. Pois muitas vezes ficamos doentes nao por causa de um demônio, mas de uma bactéria. E ai o que cura é antibiótico.
      .
      Por que Deus não cura? Porque Ele é soberano e faz o que lhe apraz. É a resposta do Senhor a Jó quando é questionado por ele.
      .
      Sobre pastores médicos ou psicólogos, há muitos. E não é difícil entender como agir. Se alguém vai ao seu consultório você o trata com medicina, pois foi para isso que a pessoa foi ali. “Ministrar a cura” é algo que não precisa ser feito com cerimonias e congressos: se o medico, na consulta, identifica algo espiritual e o paciente não é cristão, deve interceder por ele e orar ao Senhor por aquela vida. Vejo que se criou muita mitologia em nosso meio sobre “como ministrar a cura”, que tem que ser assim ou assado. O padrão bíblico é simples: oração. E não tem que ser com óleo necessariamente ou com imposição de mãos, basta você colher testemunhos de pessoas curadas e verá que muitos casos ocorreram sem que isso fosse preciso. Você pode orar na solitude do seu quarto e o doente ser curado onde estiver. É a soberania de Deus em ação.
      .
      Espero ter sido claro em minhas ponderações, mano. Que o Espirito Santo te ilumine para compreender essas questões.
      .
      Te abraço, na paz do Mestre,
      mz

      • Paulo Silva disse:

        Eu entendi o que você quis dizer. O que não compreendo é como você coloca algo de difícil entendimento como algo tão simples. Deus é soberano, claro! Faz o que quer, se quiser quando quiser. Pode fazer qualquer coisa, mas nem sempre o faz ainda, que entendamos ser uma grande necessidade. Por isto mesmo é que é difícil tentar explicar como as coisas divinas acontecem. Haja vista por isto, divergências até mesmo entre “homens de Deus”. Sou cristão convicto, mas por fé sigo em frente diante de questões que não consigo compreender Dt 29:29. E quanto a estas mesmas questões, jamais poderia tentar ajudar a alguém a lidar com tais. Por isso mesmo, limito a me ver como um membro comum na igreja. Quanto ao que postou e trancrevi a seguir: “Pois muitas vezes ficamos doentes nao por causa de um demônio, mas de uma bactéria. *E ai o que cura é antibiótico*”. Digo que não posso concordar. Se Deus “quiser” isto pode “sim” ser resolvido por intermédio dEle! O que discuto e me intriga é esta limitação do agir de Deus. Ou seja, se tal pode ser com ELE, mas se qual… No bom português é o que está escrito! Quando uso ministrar a cura, não me refiro a um ritual, concordo contigo a respeito de ser simples oração. Este assunto dá uma longa discussão e não é minha intenção usar este canal para para tal. Réplica, tréplica e por ai vai… Mano, nesta questão não conseguimos concordar plenamente. Entretanto, isto não muda a consideração pelo seu trabalho e postura. Fique na paz do Pai. Abraço.

      • Paulo, querido,
        .
        por favor, em momento algum minha intenção é entrar em discussão. Mas confesso que para mim de fato é algo simples. Veja: se estou doente, oro a Deus pedindo a cura mas não deixo de ir ao medico e seguir todos os procedimentos da medicina por causa disso. Deus, que é soberano, pode escolher me curar milagrosamente, me curar por meio da medicina humana ou não me curar. Eu faço a minha parte, sem deixar nenhuma “área”descoberta. Justamente por não saber qual é a vontade de Deus. Veja, estou neste momento sofrendo de refluxo gástrico. Já orei ao Senhor pedindo a cura, mas minha garganta segue inflamada. Diante da possibilidade de Deus não querer me curar milagrosamente, fui à otorrino e estou me medicando. As dores estão sumindo aos poucos. Então creio ter seguido o caminho correto: oro a Deus e creio na cura, mas faço a minha parte como homem que dispõe de uma medicina disponibilizada a nós por Deus. E me submeto à Sua vontade.
        .
        Esse é meu pensamento. E de fato me parece simples. Uma leitura de Romanos 9 me traz muita paz sobre a soberania de Deus.
        .
        Oro a Deus por ti, mano, para que você encontre as respostas que procura. Isso com carinho e em amor. Te abraço,
        mz

  28. Rafaela disse:

    Oi Maurício, tudo bem?
    Sou eu de novo aqui passeando no seu blog.
    Muito bom este texto, é triste que muitos ainda não entendem que o povo padece por falta de conhecimento.
    Agradeço a Deus por sua vida, não consigo parar de ler seu artigos, (não consigo meeeeesmo), gostaria de ter encontrado este blog antes, já anotei os livros que você recomendou em outro texto, obrigada por nos presentiar com artigos tão bons nos ajudando a conhecer mais da palavra de Deus.
    Comecei o propósito de ler toda a bíblia, já estou em Jeremias, e como é bom poder ter um meio de aprender mais.
    Oro por você, pela sua família, que Deus te abençoe rica e abundantemente.
    Fica com Deus.
    Rafaela.

  29. Gisele disse:

    Quem dera se mais pessoas pensassem assim como você! minha mãe tem depressão e durante muito tempo sempre ouvimos as pessoas falando para ela parar de tomar o remédio porque isso era coisa espiritual. Zagari, eu acho que essas pessoas nunca tiveram alguém da família próximo com depressão para dizer isso, é fácil falar para parar de tomar remédio quando você não convive com a pessoa, não ver o sofrimento delas e das demais pessoas ao redor. Só Deus sabe por tudo o que passamos e a luta continua até hoje. Tenho grandes amigos na fé que pensam dessa forma, antigamente tentava explicar a eles que nem toda doença desse tipo era espiritual, mas hoje em dia prefiro nem falar mais nada, só peço a Deus que os ilumine.

    Deus te abençoe!
    Creio que esse blog alcança muitas pessoas e uma delas sou eu. Te agradeço!

    • Oi, Gisele,
      .
      mana, que tristeza saber que tem gente que foi tão mal discipulada assim. Ah, como seria bom que, mais do que ler a Bíblia, as pessoas passassem a estudá-la…
      .
      Deus seja contigo e toda a tua família,
      mz

  30. orides aparecido da silva disse:

    eu tive pemsamentos dificeis mais nao impovei de resolver deus por jesus nos ajuda sempre amen

  31. Adriele disse:

    Ola, esse é o primeiro post que li seu, e me emocionei ao ler este artigo. Tive depressao, mas tentei esconder um bom tempo com medo das pessoas me julgar. Mas chegou a um ponto em que me entreguei de vez. De tanto tanto as pessoas me falarem que depressao era demonio, cheguei a concordar com essa teoria. Muitos tambem me criticavam pela maneira que eu educava meu filho e tratava meu esposo e queriam colocar na minha cabeça que era demonio, ate que um dia, totalmente em crise me senti a pior mae do mundo e pensava que tinha “demonios” tentei matar meu filho e depois me matar, afinal nao tinha quem expulsasse aqueles “demonios”. Logo depois disso procurei ajuda medica e me tratei com medicação, hoje ja não tomo remedios mais. E agora a minha manutenção é a busca pela palavra de Deus e a santidade. Porque primeiro consegui tratar o meu fisico, e agora sim posso cuidar do meu espiritual.

    Te agradeço pelas sabias palavras.

    Deus o abençoe!

    • Oi, Adriele,
      .
      fico feliz que Deus te iluminou e você conseguiu encontrar o caminho correto para lidar com o problema que te afligiu.
      .
      Deus abençoe muito você e todas a sua familia,
      mz

  32. Luciana disse:

    Fantástico seu texto Maurício. Tenho vários casos de doenças mentais (de origem genética) em minha família e muitos julgam ser falta de fé. Acredito que nossos inimigos espirituais aproveitam de nossas fraquezas, mas é verdade o que a Palavra diz que quando conhecemos a verdade, ela nos liberta. Tenho TOC, a nível de obscessão. Conhecendo sobre o TOC estou lidando melhor com a doença. Minha mãe dizia ser ação de demônios por falta de conhecimento sobre a doença. Tenho buscado ao Senhor e também a ajuda médica.

    • Oi, Luciana,
      .
      fico triste por saber que pessoas atribuem esse problema a falta de fé. A meu ver, esse pensamento é falta de amor.
      .
      Fico feliz que você tem se tratado com o conhecimento que Deus deu aos homens, sem deixar de buscar no Senhor a solução. É o caminho.
      .
      Oro por ti, na certeza de que o Senhor tem os olhos postos sobre a tua vida. Um abraço, em Cristo,
      mz

  33. Elizabeth disse:

    Olá Mauricio.

    Desde pequena sofro com desmaios e tonteiras, com o passar dos anos os sintomas foram piorando. Agora aos 29 anos após fazer um eletroencefalograma fui diagnosticada com epelepsia. Ao comentar com colegas evangelicas de minha faculdade fui aconselhada a nao tomar os remédios pois isso se tratava de uma maldição hereditaria e ainda me falaram que conheciam pessoas que tomaram esse remedio e morreram. Fiquei indignada e cheguei a discutir com elas, pois me converti aos 17 anos e com a minha conversão ganjei meus pais , minha irmã e minha avó para cristo, inclusive meu pai morreu salvo , sua transformação foi visível a todos que estavam a sua volta.
    Me deram varias lições de fé como se.o fato de eu ser epiletica fosse culpa da minha falta de fé. Elas ainda tiveram a coragem de dizer : ” Eu aprendi assim! Epilepsia é possessão demoníaca.
    Fiquei muito confusa e decidi nao começar o tratamento.
    Chegou um dia em que tive uma crise na igreja então decidi conversar com meu pastor. A resposta que e le me deu fo a seguinte “Nós vamos orar e pedir direção a Deus se for um problema espiritual Deus nos mostrará , mas por enquanto faça o tratamento que o seu medico passou e tome seus remedios. Ele ainda disse uq desde a idade media existem mitos a respeito dessa enfermidade.Louvo a Deus pela vida e a sabedoria do meu pastor !
    Após iniciar o tratamento, minhas crises aumentaram, ficaram quase que diárias, perdi muitas aulas e provas na faculdade.
    Neste domingo tive uma crise na igreja e fui para um local reservado na hora da crise, fui avistada por uma irma que ao.saber do que estava acontecendo disse que eu estava em batalha espiritual e começou a me lembrar do meu passado, quando eu e minha família serviamos aos demônios ( Passado esse do qual Cristo não se lembra)
    Ela disse que eu fui oferecida no ventre e que o fato de eu ter aceitado a Cristo não significa que eu esteja livre da maldição , disse que tenho que passar por uma sessão de quebra de maldição para ficar livre disso . Eu tinha acabado de ter a crise e tive que ficar quase 30 min ouvindo suas explicações teologicas e mai uma vez foi colocado um fardo em minhas costas pela minha falta de fé.
    Creio no Deus que liberta e transforma a vida das pessoas, confesso que as vezes na hora das crises fico um pouco confusa.
    As crises voltaram e tenho tido umas 2 ou 3 por dia. Estou numa situação em que tive que abandonar a faculdade e deixei de frequentar assiduamente aos cultos , poi temo que no momento da crise em algum desses dois lugares eu sofra uma exposição desnecessária. Poi nem sempre o meu pastor vai estar por perto para esclarecer as pessoas sobre o que realmente está acontecendo.
    As pessoas hoje em dia estao se baseando em experiências e não naquilo que a palavra diz elas pregam tantas maldições e prisões e se esquecem que o Senhor nos libertou das trevas para sua maravilhosa luz, que por sua graça somos salvos, nao é por merecimento. São dados “diagnosticos espirituais” sem ao menos seja feita uma oração . Desculpe- me pelo tamanho do meu comentário, queria desabafar , pois os dias tem sido muito difíceis.
    Um abraço .

    • Elizabeth, olá,
      .
      meu coração rasga por ver que, além do fardo que te impõe a doença em si, você ainda tenha de enfrentar tamanha ignorância da parte de irmãos em Cristo que deveriam apoiá-la e fortalecê-la. Isso me entristece profundamente.
      .
      Minha irmã, quando Jesus te resgatou, justificou e chamou por sua graça, toda e qualquer maldição foi levada sobre a cruz. É uma aberração bíblica alguém acreditar que uma vida lavada pelo sangue de Cristo tem de fazer “quebra de maldição”, isso é misticismo gospel, ignorância teológica e a mais absoluta incoerência com a sã doutrina bíblica. No dia em que Cristo chamou você das trevas para a luz, toda treva ficou nas trevas, pois onde há claridade é impossível persistir a escuridão. Não há sombras no Sol. Isso é ridículo.
      .
      Elizabeth, pelo que você relata, você sofre de uma doença neurológica, que deve ser tratada por médicos qualificados. Se os primeiros medicamentos que usou não surtiram efeitos, o tratamento precisa ser revisto e outros remédios experimentados.
      .
      Epilepsia não é causada por falta de fé, mas por um problema neurológico. Pergunte a essas irmãs se, quando elas ficam resfriadas ou com dor de cabeça, é por causa de falta de fé. Se possessão demoníaca é a causa da sua epilepsia, talvez seja também a causa das dores nas costas que elas sentem, de caspa, espinhas ou queimação gástrica. Por que elegeram justo a epilepsia para ser provocada por demônios e não refluxo ou varizes, por exemplo?
      .
      Minha irmã, você não pode se afastar da comunhão por causa dessa avalanche de absurdos. No seu caso eu recomendaria que procurasse outra igreja, onde se estude mais a Bíblia e onde você possa viver a sua fé em paz, sendo de fato amada pelos irmãos e amparada nos seus sofrimentos.
      .
      Oro por ti. Que Deus te dê paz e abençoe a tua jornada. Abraço fraterno,
      mz

  34. emanuelle oliveira disse:

    eu nao conisgo para de ficar vendo olhos eu vejo olhos para todos os lados e meio estranho pq as vezes vem na minha mente e volta e minha sombra se transforma e muito estranho e bicho coisas sobre naturais meu deus eu to desesperada eu nao paro de ver isso e parce que o olho aas vezes transforma em um rosto eu tenho 14 anos e eu sei que isso nao e da minha cabeça pq eu vejo isso quando eu menos eu estou pensando nisso eu precisoo de ajuda alguem me ajuda .

    • Emanuelle, olá,
      .
      minha irmã, muitas vezes quando ficamos vendo coisas que não estão lá isso pode ser fruto de um desequilíbrio químico no nosso cérebro. É o que se chama “alucinação”. Muitas vezes isso é resolvido simplesmente tomando um remédio. Minha sugestão é que você procure um medico psiquiatra, que está capacitado a te dar o apoio necessário. Em paralelo, procure o auxilio de seu pastor, que pode dar amparo espiritual enquanto estiver passando por essa fase difícil.
      .
      Tenha fé. Muito possivelmente um tratamento com os remédios certos reequilibrará as químicas do teu cérebro e resolverá teu problema.
      .
      Oro por ti. Deus a abençoe muito,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s