A importância de um pastor

Publicado: 25/09/2012 em Espiritualidade, Evangélicos, Igreja dos nossos dias, Igreja institucional, Pastores, Pessoal
Tags:

De uns tempos para cá, muito tem se falado sobre como pastores são desnecessários. Que com o sacerdócio universal dos santos o ministério pastoral tornou-se um desvio, um anacronismo descartável. Pastor de tempo integral? Não precisa, dizem. Basta ter um “irmão mais experiente na fé” que nos ajude na caminhada e está tudo certo. Entendo as causas desse fenômeno, típico do século 21, mas sou obrigado a discordar dele. A verdade é que escândalos públicos envolvendo pastores fizeram essa “categoria” cair em descrédito. Quem antes era reverendo hoje é suspeito até que se prove o contrário. E, para muitos, é melhor matar o corpo todo do que amputar um dedo gangrenado. Então, na dúvida, cortem a cabeça do ministério pastoral institucional. Só que isso é pecar pela generalização e descartar o que Deus não descartou.

Tomo como parâmetro meus três pastores. São homens tementes a Deus, comedidos com dinheiro, que tratam as ovelhas de modo extremamente amoroso – seja disciplinando, seja restaurando. São pessoas verdadeiramente vocacionadas, homens de Deus visivelmente preparados para desempenhar suas funções eclesiásticas. Sacerdotes que, mais do que julgar o erro alheio e punir pecadores, como verdadeiros cristãos que são se preocupam com o que Jesus de fato se preocupou: não condenar pessoas,  mas conduzi-las ao Céu.

Recentemente, enfrentei um processo pessoal muito difícil. E meu pastor foi essencial para que eu me mantivesse de pé. Testemunhei da primeira fila a diferença que alguém que exerce o ministério por um real chamado divino é capaz de fazer na vida de uma pessoa. Devido a esse processo tinha perdido o ânimo de escrever no APENAS, como já relatei aqui. Abandonei o blog, por crer ter pouco a oferecer e muito a aprender. Mas foi meu pastor quem me incentivou a prosseguir. Sei que vou escrever menos, pois, hoje, minhas atenções estão bem mais distantes da Internet. Mas voltar a escrever aqui  é a cereja do bolo daquilo que devo a meu pastor.

Nesse período da minha vida, vi amor em quem poderia adotar aquela postura carrasca que vemos em muitos pastores com mais notoriedade. Sim, meus pastores são anônimos, você possivelmente nunca ouviu falar deles. Mas, de dentro de seu anonimato, fizeram mais pela minha alma do que todos os pastores famosos juntos. Vi compaixão e um interesse legítimo de cuidar das ovelhas. Vi meu pastor ligar de outro país para saber como eu estava. Vi esperança para o tão criticado ministério pastoral. E que ninguém fale mal de meus pastores ou de sua atividade tão claramente estabelecida por Deus quando eu estiver por perto, pois serei sempre um defensor ferrenho. Por pura gratidão e por reconhecimento daquilo que é feito por tão visível chamado divino.

Esse processo pelo qual passei me fez repensar muitas, muitas coisas. Entre elas, notei, para minha surpresa, que me sinto mais tolerante. Percebi que não me chateio mais com quem critica a figura do “pastor institucional”. Depois de tudo o que enfrentei e de ter visto a diferença que um pastor de verdade faz em nossa vida espiritual, o que sinto por quem abdica do privilégio de ser pastoreado é, confesso, um pouco de pena – e espero que ninguém se ofenda com isso. Possivelmente o crítico é alguém que teve experiências ruins com maus pastores, que foi magoado por sacerdotes mal preparados, foi ferido ou ignorado por ministros do Evangelho sem entendimento do amor de Deus. Se é o seu caso, meu irmão, minha irmã, minha oração é que encontre bons pastores. Aqueles que deixam as 99 ovelhas no aprisco em busca da única perdida. Que cumprem com modéstia seu chamado. Que amam a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo.  Efésios 4.11 menciona que “Deus deu uns para pastores”, logo, existem os verdadeiramente chamados para isso. E menosprezá-los seria culpar quem Deus não culpa.  Meus pastores, afirmo, não são “irmãos mais experientes na fé”. São PASTORES, no sentido mais estrito e bíblico da palavra.

Vivi na pele a importância de ter um bom pastor. Que, mais do que um juiz ou um déspota, é um pai. E, como tal, disciplina quem ama, se for o caso. Oferece o abraço, se for o caso. Dá orientações bíblicas e aponta caminhos, se for o caso. E – em todos os casos – tem sempre uma única preocupação em mente: conduzir cada ovelha que lhe foi confiada por desígnio divino no caminho do Céu.

Saiba que seu pastor é seu aliado. Se ele não é perfeito… e daí? Você é? Pastores têm o direito de errar, dê um desconto. São humanos. E não super-humanos. Pastores pecam tanto quanto você e são perdoados por Deus tanto quanto você. O que não faz deles menos pastores. Portanto, não menospreze um bom sacerdote. Se o seu não é “bom” e você não reconhece nele autoridade, busque outra igreja e outro pastor, isso não é pecado. O importante é você ter um homem vocacionado por Deus para zelar por sua alma.

Hoje, mais do que nunca, sei o quanto um pastor é importante em nossa vida. Se deixarmos de lado a puerilidade ou o senso de rebeldia característico da era pós-moderna e reconhecermos nos homens verdadeiramente chamados pelo Senhor para o sacerdócio pessoas confiáveis, teremos à disposição instrumentos maravilhosos de Deus para nos auxiliar em nossa pedregosa caminhada nesta terra.

Sou grato a Cristo pelos pastores que tenho. Homens que me abençoaram e me abençoam enormemente. E oro a Deus todos os dias por eles, em gratidão. Pois só o Senhor sabe como foram importantes nas minhas crises passadas, na minha vida hoje e no futuro da minha jornada. Muitas vezes sem que eles nem ao menos soubessem: por uma palavra, uma orientação em gabinete, uma visita ao hospital (no meu caso, mais de uma), uma pregação, longas conversas, um abraço dado no momento certo.

Ame o seu pastor. Pois o fato de você ter um pastor é uma das provas de que Deus te ama.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício
.

About these ads
Comentários
  1. fabianalima disse:

    Que linda declaração de aliança, gratidão e fidelidade ao seu pastor Maurício!
    E você expressou em palavras o que eu sinto pelo meu pastor atual também. Eu sou desses que conheceram ao Senhor por uma dessas igrejas mediáticas, e lá fiquei por 20 anos. Mas percebi que o Senhor tinha um verdadeiro alimento para mim, qeu eu não estava recebendo, o pastoreio que precisava para toda minha família e eu. Sem críticas ou “cuspir no prato que comi”, saí dessa denominação, com consentimento e bênção dos meus pastores, e por caminhos que só o Senhor pode conduzir cheguei onde estou.
    Amo minha atual igreja, onde estou há 5 anos, aprendi o que é ter relacionamento com os irmãos realmente, sem exigir perfeição, mas recebendo amor e cuidado, e principalmente, tenho pastores que realmente pastoreiam minha alma. São falhos, sim! Humanos? Graças a Deus, pois já convivi com alguns que se sentiam “semi-deuses”.
    E sempre que tenho oportunidade, agradeço ao meu pastor, por haver-se disposto a atender ao chamado do Senhor e cuidar com tanto amor e afinco das nossas vidas.

    • Olá, Fabiana,
      creio que você disse tudo. Que alegria saber que você encontrou pais espirituais que olham para sua alma com amor e zelo! É Deus cuidando de você.
      Que você possa passar essa mensagem adiante e que sempre possamos dar honra a quem tem honra, sabendo que são pó como pó somos nós.
      Te abraço, minha irmã, no afeto fraterno que nos une,
      mz

  2. Lelê (Alessandra) disse:

    Mauricio,
    Louvo a Deus por mais esta palavra.
    Falo tb com propriedade deste tema, pois no momento que mais precisei eles estiveram ao meu lado. Falha? existem muitas! Mas quem não tem?
    Na época do meu acidente, além das orações incessantes nos cultos, eles iam ao hospital e quando eu de lá saí por muitas vezes foram na minha casa.
    Eu confio nos três de olhos fechados. E tenho a honra de ser chamada pelo nome pelos três.
    Confesso que não sou próxima de nenhum deles,muitas vezes não sabem das minhas lutas nem fico ligando para nenhum deles com frequencia. Mas sei que quando precisar eles estarão ali para me ajudar em oração.
    Eu e o Sérgio oramos pelo ministério e pela vida familiar dos três diariamente e eu tenho certeza que se todos orassem cada um pelo seu,todo o processo ficaria mais claro e mascaras iriam cair.
    Eu louvo e agradeço a Deus pela vida dos meus três pastores tb ;-)
    Com carinho,
    Lelê

    • Oi, Lelê,
      que bom que vc tb tem essa visão. E o que vc faz é o que é bíblico: orar por eles, para que o Senhor os sustente e guarde, fortalecendo e dando discernimento para exercer esse ministério de tanta responsabilidade. São responsáveis por vidas humanas e isso tem o peso do mundo e da eternidade.
      Desculpe não ter conseguido estar mais com vcs nos nossos “grupos de vida” rs, mas tenho necessitado permanecer mais na igreja e não me sinto confortável de deixar vcs esperando. Perdoe-me.
      Beijo grande em vc e no Sergio, no amor de Cristo,
      mz

  3. Alex Costa disse:

    Perfeito o texto Maurício, Deus te abençoe mais e mais nessa missão de abençoar tantas vidas por aqui. Abraço

  4. Juliana disse:

    Poxa Maurício, confesso que esse artigo mexeu muito comigo. Estou “desigrejada” como você diz… não por opção. Acho que talvez eu seja a ovelha que se perdeu das outras 99 e ainda não encontrei um pastor disposto a me buscar, a me auxiliar na busca da vida eterna. Passei por um momento difícil com relação a igreja, por conta de todo o mundanismo que está invadindo a casa do Senhor!
    Quanto a Deus, tenho visto o seu agir a cada dia no meu viver, sei que não estou desamparada! Tenho buscado ao Senhor, dia após dia, minuto a minuto, mas sinto muita falta de um alimento espiritual, da palavra, das pregações, dos louvores!
    Me alegro em saber que existem pastores desempenhando o seu chamado de forma correta, sem interesses e que realmente amam a igreja! Deus queira que eu encontre uma igreja e um pastor assim, que ame, direcione e principamente que pregue o verdadeiro evangelho do Senhor Jesus!
    Deus abençoe sempre a sua vida e a sua família!
    Grande abraço!

    • Olá, Juliana,
      me alegro por esse texto ter sido veículo para que Deus fale ao seu coração.
      .
      Tenho certeza de que Deus não te desamparou. Ele te ama e quer você com Ele. Mas não se esqueça de que a fé cristã deve ser vivida em comunidade. O Senhor nos deu dons para nos edificarmos uns aos outros. Se estamos longe da comunhão com os irmãos – imperfeitos como nós – como abençoaremos e seremos abençoados?
      .
      Sem falar no pastoreio. Quem sabe Deus não me usou – sem que eu seja pastor – para alcançar essa 1 ovelhinha desgarrada, para que ela busque um aprisco onde encontre um pastor de verdade? Não desista, Juliana, não abra mão do privilégio de ser pastoreada. Procure um bom pastor. Ao encontrar uma igreja que te agrade, marque um gabinete e converse com o líder, para sentir como ele se porta com as ovelhas. Há muitos homens de Deus por aí. Muitas vezes temos de encontrá-los primeiro, para que depois eles venham ao nosso auxílio. Ore a Deus e Ele lhe orientará e encaminhará para uma boa casa de fé, acredito piamente nisso. Será imperfeita, tenha essa certeza, mas… que família é perfeita, não é?
      .
      Deus te abençoe muito. Te abraço fraternalmente, no amor de Cristo,
      mz

      • Juliana disse:

        É querido, sei de toda a importância e sinto na alma a falta de estar na igreja! Estou em constante oração. Sei que Deus vai me direcionar, eu creio!
        Ah, aproveito pra agradecer por você ter voltado a escrever, sempre me edifica muito as leituras aqui no APENAS!
        Deus continue te usando!

      • Não tem o que agradecer, Juliana. Enquanto for a vontade de Deus ai de mim ir contra, não é?
        Fico feliz pela tua decisão. Muito mesmo. Que Ele te oriente.
        Deus use a todos nós. Abraço fraterno,
        mz

  5. Rosilda disse:

    A Paz meu irmão em cristo, realmente termos a visão de que se ter um bom pastor e essencial para nossa vida espiritual e tê-los como amigos confiáveis…nos ajuda sempre em nossa caminhada com cristo…também amo o meu Pastor pessoa extremamente amiga e acolhedora…
    somos seres frágeis precisamos sim sempre de um ombro amigo!!!! Um grande abraço…

    • Rosilda, olá,
      é isso. Fico feliz que o Senhor te encaminhou para uma família de fé que tem um pai espiritual amoroso e vocacionado. Em dias como os nossos isso me deixa muito feliz.
      Deus a abençoe muito,
      mz

  6. Pois é Mauricio, minha igreja hoje está sem pastor, aliás, nós estamos em pastor. E na minha opinião o principal motivo, foi a falta de respeito a este servo de Deus, nosso pastor teve que deixar a igreja, por pressão dos irmãos, por coisas simples. Mas nós tomamos uma surra, e acho que o que tinha de ser aprendido já foi. Gostaria muito que outros irmãos meus, aqui, pudessem ler este post. http://elintonoliveira.wordpress.com

    • Elinton, olá,
      que triste isso. Oro a Deus pelo seu antigo pastor e também pela sua igreja. É bom quando aprendemos com nossos erros. Muitas surras são bem-vindas, não é? Se forem para o bem, que assim seja.
      Que o Senhor levante logo um bom homem, vocacionado por Ele, para cuidar do rebanho junto ao qual você está. Essa é minha oração sincera.
      Deus te abençoe, mano, e a toda a sua igreja,
      mz

  7. Bianca Dias disse:

    Maurício, vc é um privilegiado, ter um pastor que se importa com seus problemas que incentiva seus projetos e que se preocupa em ligar, mesmo estando em outro País. Maurício o que vc faria se o seu pastor fosse carrasco, arrogante, e muita das vezes, não lhe cumprimentasse sabendo que vc passou por muitas lutas???????? e nem lhe desse uma palavra de conforto em meio as suas lágrimas de desespero…Certa vez liguei para o meu pastor e disse assim: Pastor meu esposo vai me deixar o que faço pastor???? ele me respondeu: Paciência minha filha…e nem uma oração por telefone ele fez…..e outras coisas que não vale a pena mencionar……mas, o melhor disso tudo que Deus me deu vitória e hoje ainda continuo na minha igreja, porque olho para Jesus que é perfeito e ele não falhou comigo…..é só um desabafo amigo….

    A Paz!!!!

    • Bianca, olá,
      .
      triste o que houve. Ore por seu pastor, para que Deus toque em seu coração e ele possa ver que sua atitude magoou o coração de quem ele deveria cuidar. Se isso te criou uma ferida, marque um gabinete e converse com ele sobre isso, com amor e palavras gentis. Por vezes ele nem percebeu que te entristeceu, quem sabe estava num dia ruim, e levar isso ao conhecimento dele pode fazê-lo refletir e melhorar. Importa que haja paz entre vocês, por todas as razões.
      .
      Deus te abençoe muito, com Seu amor e Sua paz,
      mz

      • Bianca Dias disse:

        Maurício, ele é arrogante e irônico até hoje confesso que ainda não saí da igreja porque consigo separar as coisas, em relação a marcar um gabinete eu tenho muito medo dele sabe…..oro por ele e fico na minha e não conto a ninguém da igreja, pois isso não seria certo da minha parte….as vezes penso em sair pois ele é um pastor muito carrancudo….meu esposo foi julgado por ele até hoje por ter me traído….e ele já fez isso com outras pessoas…hoje ele melhorou um pouco…..mas ele é muito honesto e têm uma pregação abençoada…por isso ainda não vou sair…

        A Paz!!!!

      • Bianca,
        peço a Deus que te oriente na relação com seu pastor. Pelo que vejo ele tem qualidades e defeitos e realmente só você poderá discernir o quanto ele cumpre o propósito de Deus na sua vida. Se você sente desejo de permanecer, siga teu coração. Se em algum momento chegar ao limite, ore ao Senhor que te conduza. Ele cuida de você.
        Deus te abençoe, minha irmã, a você e toda a sua família.
        Na paz de Cristo,
        mz

  8. Jéssica disse:

    Maurício, como sempre, amei o post.
    Fico muito triste quando vejo que as pessoas não mais respeitam e amam seus pastores como ministros de Deus, e principalmente sabendo que isso se dá por conta de escândalos causados por falsos profetas que se dizem pastores.
    Mas Maurício, me tire uma dúvida, ser pastor deveria ser um chamado para todos ou não? Já ouvi que todos nós fomos chamados pra ser pastores, e outras vezes, isso depende do chamado de cada um.
    Um abraço de carinho, que Deus continue te abençoando!

    • Jéssica, olá,
      .
      fico feliz por o texto ter te edificado.
      .
      De fato o desrespeito com os servos de Deus está se tornando a tônica em muitos corações, em grande parte pelos escândalos causados por pastores “profissionais”. É triste e preocupante.
      .
      Sobre sua pergunta, entendo que todo podemos auxiliar no pastoreio de almas. Somos irmãos e irmãos se ajudam e edificam. O sacerdócio universal dos santos nos faz todos responsáveis uns pelos outros e nos dá a todos o direito de irmos ao Pai, de pregar o Evangelho e outras ações que no Antigo Testamento não nos cabia. Mas se não compreendermos e aceitarmos que há indivíduos especialmente chamados por Deus para pastorear de forma mais efetiva e com uma capacitação especial, o que entenderemos por “Deus deu uns para pastores e outros para…”? Então a Biblia é muito clara que há uma vocação especial para algumas pessoas quanto ao pastoreio de almas.
      .
      Você pode ver isso claramente nas 7 cartas às igrejas de Apocalipse. A quem Deus manda que João as envie? Aos pastores. Logo, há sim biblicamente um chamado específico para determinadas pessoas. Espero ter clareado suas ideias.
      .
      Abraço fraterno, que o Senhor te abençoe em dobro,
      mz

  9. «73n £1Øn» disse:

    Mais um post que e impressiona. Amo certos irmãos que desacreditam no ministério pastoral, não os critico, já devem ter sofrido horrores nas mãos de mercenários, mas sou pastor. Pastor seviçal, de serviço, não sou de tempo integral, trabalho como funcionário público todo dia, e tenho a petulância de, na minha comunidade, esclarecer que ser pastor é prestar serviço à Igreja de Cristo e não dominá-la, ela não nos pertence, tem um um dono e ele zela por ela.

    Os pastores que tive em minha vida deixaram um vácuo, uma lacuna de má impressão, mas sei que existem homens que ainda podem ser chamados “de Deus”, sem arrogância ou egoísmo.

    Obrigado por mais esta post, Maurício, tomo a liberdade de rebloga-lo.

    • Salve, meu irmão,
      fico feliz que o post te edificou.
      .
      Você tem toda razão, laranjas passadas não desabilitam uma laranjeira inteira.
      .
      Também fico alegre que os maus pastores que você teve não te afastaram da verdade, mas serviram de exemplo para ser o que eles não foram. Esse é o caminho, é isso o que devemos fazer sempre: aprender com os erros (nossos ou dos outros) para não os repetirmos.
      .
      Abraço, querido, que o Senhor te capacite e guie,
      mz

  10. «73n £1Øn» disse:

    Reblogged this on …para esses dias…e comentado:
    Um do Maurício Zágari. Na pleura.

  11. luiz Fernando disse:

    Ola, amado do Senhor. Graça e paz dá parte de Deus. Olha Maurício, desde minha conversão não tenho um relacionamento com meu pastor. Nunca levei nenhum problema para ele, seja espiritual, seja físico ou qualquer outro problema. Nunca tive nenhuma intimidade com ele, nenhuma mesmo, conheço alguns pastores que ao longo do tempo se tornaram amigos meus. Tenho mais intimidade com eles do que com o meu próprio pastor. E de um tempo para cá, comecei a me indagar sobre esse fato. Eu estou totalmente numa corda bamba, achando que eu já sei mais do que o meu pastor, achando que já tive experiências o bastante na vida. Nunca pedi uma orientação, uma ajuda espiritual, de que sempre estou precisando. Talvez por minha ignorância, não via nele um pastor… agora com esse texto estou percebendo, quão burrico eu sou! Se ele o pastor, Deus o colocou lá. Quem sou eu para dizer e questionar alguma coisa, que poder foi me dado ou maior sabedoria do que a dele. Sabe Maurico, as vezes eu fico com tanta raiva dá minha ignorância…… talvez os problemas que passo, espiritualmente falando, seja porque eu nunca pedi ajuda a ele, nunca disse a ele o que estava passando. Agora vou procurar a ajuda dele, creio que ele e homem de Deus e preciso de sua ajuda, pois sozinho não vou conseguir sair dessa situação dá qual já lhe expôs.
    Olha, amado seus textos sempre vão de encontro com minhas situações arduas. Nunca desista de escrever, tu es uma benção tão grande na minha vida. Te amo no amor de cristo. A paz dEle..

    • Luiz, olá,
      .
      muito obrigado pelas suas palavras, querido, enquanto Deus permitir que eu escreva seguirei fazendo.
      .
      Também me alegro por ter de algum modo tocado teu coração com esse post. Não se ache um ignorante, mano, entenda que a cada dia aprendemos mais e amadurecemos. Você e eu. Erro tanto que até doi! Não se sinta mal por isso, você está na estrada e isso é o que importa. De resto é um passo após o outro.
      .
      Fico feliz que você está disposto a se aproximar mais de seu pastor. Faça-o com graça e amor. E assim verá o quanto Deus pode te abençoar por intermédio dele.
      .
      Te amo em Cristo Jesus, Luiz, que Ele te guarde com sua paz,
      mz

  12. Marcia (Kerr) Brochado Severino da Silva disse:

    Muito bom seu texto. Copiei. Como neta, nora e mãe de Pastores Presbiteranos, e convivendo desde a infância com vocacionados e dedicados pastores, agradeço a Deus por todos eles e oro por aqueles que não cuidam de suas ovelhas; quantos textos nos Profetas bíblicos nos alertam dos maus pastores… “Jeremias 23:2 Portanto, assim diz o SENHOR, o Deus de Israel, contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as minhas ovelhas, e as afugentastes, e delas não cuidastes; mas eu cuidarei em vos castigar a maldade das vossas ações, diz o SENHOR.”

    • Olá, Marcia,
      .
      muito obrigado por suas palavras tão gentis.
      .
      Muito bem lembrada a passagem de Jeremias. Agora fui eu quem copiou rs.
      .
      Deus te abençoe muito e a toda a sua família, desejo que sejam honrados e abençoados pelo Senhor,
      mz

  13. Parabéns meus Irmão, precisamos refletir nestas questões tão bem pontuadas no seu blog. Deus te Abençoe, Abraços.

  14. Lazaro disse:

    Estimado Maurício, palavras muito sábias e impactantes. Mesmo que muitos têm escandalizado o Evangelho, temos muitos homens de Deus que, mesmo diante de tanta pressão, optam por pagar um preço.
    Que o Espírito Santo continue usando seu intelecto para divulgar, não que gostaríamos de ler, mas sim o que necessitamos aprender. você é muito especial!!!

    • Lázaro, meu irmão, a paz de Cristo,
      .
      muito obrigado pelo incentivo e o carinho. Palavras imerecidas, visivelmente vindas de um coração generoso. Sou grato por sua vida e por me enxergar melhor do que realmente sou.
      .
      Deus o abençoe muito, te desejo de coração,
      mz

  15. andreia disse:

    Olá Mauricio, em primeiro lugar quero expressar minha alegria com o retorno de suas postagens, pois elas estavam nos fazedo falta. Em segundo lugar, essa postagem me leva – creio eu, assim como a outros irmãos – a estarem CADA vez mais orando por nossas lideranças, por nossos pastores, para que eles estejam atentos para o VERDADEIRO chamado, e guardando dia a dia o CORAÇÃO, como clama o salmista para ter um coração PURO e um espírito inabalavél. Peçamos para eles e para nós também.

    Que o óleo da unção nunca te falte, abraços para amada familia,

    Andreia

    • Obrigado, querida Andreia,
      .
      fico feliz que as palavrinhas que escrevo aqui ajudam a edificar. Em enorme monta isso só é possível pela oração de intercessores como você, sou muito grato por isso.
      .
      Quanto ao que você comentou, o difícil é pensar em como seria não orar pelos nossos líderes. Além de ser mandamento bíblico é também o mínimo que podemos fazer por quem carrega tanta responsabilidade, além de zelo por nossas almas. Você sabe disso melhor do que ninguém, não é? ;-)
      .
      Deus a abençoe muito e a toda a familia amada,
      mz

  16. Alysson disse:

    Olá Mauricio,

    nao tem nada a ver com o assunto mas queria deixar uma sugestao de um assunto que tem me intrigado : Jejum de Daniel de 40 dias.
    Um dia fiz uma pergunta a voce sobre jejum e vc me explicou que o jejum era apenas para mortificacaco da carne, vc poderia escrever sobre o sentido desse jejum de daniel?
    Gosto muito da maneira que escreve.
    Alysson

  17. Olá Maurício,bom que voltou a escrever.Por favor não some.Maravilhosa palavra do texto. Obrigada.É bênção para as ovelhas de Jesus (Bom Pastor) o pastor fiel e sincero que apascenta com amor,bondade,carinho e cuidado.Tem compaixão e zelo pelas almas.
    Vc tem muito a oferecer,pois Jesus te capacitou com dons.Aprendo contigo.Vidas precisam da sua pessoa e eu tb,irmão na fé em Cristo.Vamos viver a vida eterna no Céu.Jesus vem buscar a Sua Igreja.
    O que precisar de mim estou aqui para ajudá-lo como uma simples serva do Senhor.
    Não esqueço de pedir ao Senhor pela sua vida nos clamores e súplicas.
    Graças ao Deus Eterno que tem pastores bons e de confiança que pode contar,cuidam e abraçam vc. Linda história.
    “E vos darei pastores,que se guiam por Meu coração e que vos alimentarão com conhecimento e compreensão (de Meus caminhos)” (Jr 3:15).Bíblia Hebraica.
    “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas;põe o teu coração sobre os teus rebanhos” (Pv 27:23). Bíblia de Estudo da Mulher.
    “Bem-aventurados os que vivem em Tua Casa,pois eles te louvarão continuamente.
    Bem-aventurados os homens que têm sua força em Ti e em cujos corações estão os Teus caminhos.Atravessando o vale árido transformam-no numa fonte que jorra,como se uma chuva o tivesse coberto de bênçãos” (Sl 84:5-7).”Sol e escudo é o Eterno;graça e glória Ele concede e não nega qualquer bem aos que trilham o caminho da retidão.Ó Eterno dos Exércitos,bem-aventurado é o homem que apenas em Ti confia!” (Sl 84:12,13). B.Hebraica.
    Vc é um homem bem-aventurado com Jesus no coração (paz).
    Ele é a sua força salvadora.Proteção.
    “Ante teu sagrado Santuário hei de prostrar-me e render graças a teu nome por Tua bondade e Tua fidelidade,pois alargaste Tua promessa acima de todo o limite.Quando a Ti clamei,me atendeste e revigoraste minha alma” (Sl 138:2,3).B.Hebraica.
    Luz do Sublime Altíssimo no seu rosto.Amém.
    Como escrevi em outro comentário,vc é uma bênção.Família bendita.
    Luciana. :)

    • Luciana, obrigado por toda essa demonstração de amor cristão. Muito mais do que mereço, certamente.
      .
      Louvo a Deus por sua vida e por suas orações, ambas muito preciosas.
      .
      Sem mais o que dizer, minha irmã, só a agradecer.
      .
      Abraço fraterno, no amor de Cristo,
      mz

  18. Maurício, não há o que discutir quanto à qualidade dos seus textos. Sempre excelentes! Eu não tenho uma história tão bonita com pastores para contar, e mesmo assim o que você escreveu mexeu bastante comigo. Vai aquele obrigado, e continue assim. Deus prepara pessoas para chegarem ao coração dos homens, e você tem feito um bom trabalho. Abração!

    • Ô, Fabrizio, que palavras bonitas, obrigado.
      Fico feliz de ter pessoas de coração tão generoso como você me acompanhando nas minhas simples reflexões.
      Deus abençoe muito você e os seus. Abraço grande,
      mz

  19. Danila disse:

    Olá Maurício,
    Achei o seu artigo justamente qdo procurava palavras q acalmassem meu coração q se encontra triste e infeliz com o meu pastor e sua esposa q tem magoado a mtas ovelhas em nossa igreja, por sempre se acharem certos,e as ovelhas sempre erradas e rebeldes.Como fico feliz de saber q existem pastores como os seus,vocacionados,amorosos e q vão atrás daquela ovelha q está perdida,ferida,fraca…e q ñ acha q ovelha dá mto trabalho.Q o Senhor me oriente,q o Espírito me conduza nesse momento tão delicado enquanto ovelha q sou e o mesmo peço a Deus para meu pastor.Parabéns por tão belas e inspiradas palavras.
    Graça e paz querido.

    • Olá, Danila,
      .
      fico contente por saber que o artigo trouxe calma ao seu coração.
      .
      Oro a Deus que você consiga paz em sua igreja e que Ele ilumine seu pastor, para que ele enxergue que suas atitudes estão machucando as ovelhas que o Senhor lhe confiou.
      .
      Persevere sempre, minha irmã, e não deixe homens te afastarem de Deus.
      .
      A paz e a graça de nosso Senhor,
      mz

  20. Ree disse:

    Maurício,
    Que bom você ter apoio sólido e tão presente de seus pastores! No mesmo contexto de seu texto, conheço uma situação semelhante a duas aqui expostas nos comentários e com ela me encuco, digamos assim – por isso divido com você, em busca de sua visão sempre firmada na Palavra. Seguinte: e se a ovelha não se sente confortável, não se identifica, com o pastor mas ama a igreja? Explicando: conheço um caso de uma pessoa que ama a igreja mas não confia, digamos assim, no pastor; não porque ele seja grosseiro mas porque, simplesmente, não se identifica com ele, o acha macio demais, morno, algo não bate… Pode isso? Até porque nesse caso o pastor nunca pareceu se incomodar ou notar a ausência da pessoa na igreja, embora liguem nos dias de aniversário ou mandem notícias das células por e-mail sem que essa pessoa esteja em uma célula. Não creio que possa dizer que é desigrejado porque não quer se afastar ou deixar a igreja, mas busca outros grupos e confia em outro pastor, com quem sente segurança, embora queira permanecer na comunidade onde se batizou. Há um entrave, um dilaceramento, não é? Como explicar que alguém se sinta assim? Um amigo disse a tal pessoa que permaneça em oração por discernimento, o que ele faz ardorosamente mas ainda não encontrou o fio da meada.
    Sei que é difícil para alguém dizer que não se afina com um pastor muito ‘gostado’ por grande parte da comunidade sem que seja olhado de esguelha… Ele diz sempre que não consegue enxergar o Pastor naquele pastor. E aí?

    Abçs, no amor do Pai

    • Oi, Regina, tudo bem?
      .
      De fato sinto-me afortunado por ter os pastores que tenho.
      .
      Não me sinto à vontade para comentar o caso, pois teria que ouvir o pastor e outros membros da igreja. Pois e se a visão de seu conhecido for equivocada? Na minha igreja soube de uma pessoa que saiu dela porque dizia que o pastor pregava muito no Antigo Testamento, consegue imaginar? Se eu for ouvir a argumentação só dela teria uma imagem muito distorcida do meu pastor quando, a meu ver, o erro é desse irmão.
      .
      Falando genericamente: qualquer pessoa tem o direito de buscar outra igreja, não é pecado. Pior é permanecer e ficar murmurando. Pode-se ainda ir até o pastor e ter uma conversa amorosa com ele, pode ser que ele não esteja detectando suas falhas e uma exortação carinhosa o faça mudar de postura. É uma alternativa.
      .
      Frequentar duas igrejas diferentes é problemático. Tem um “pai” numa casa e “irmãos” na outra? Não me parece uma família funcional. Além disso, onde ele vai atuar? Onde vai dizimar? E se as doutrinas tiverem divergências, caso, por exemplo, uma for arminiana e outra reformada? Pode gerar mais problemas e conflitos que trazer soluções.
      .
      Por fim, eu não preciso “gostar” do meu pastor. Tenho que reconhecer nele alguém capacitado e vocacionado por Deus para cuidar de minha alma, mesmo que não haja uma empatia pessoal. Posso não simpatizar com um parente meu, não quer dizer que não posso conviver com ele civilizadamente, dar-lhe carinho e atenção e dividir o mesmo espaço que ele nas festas de família.
      .
      Oro a Deus que teu conhecido se encontre e tenha paz.
      .
      Um beijo a ti, querida, que a paz de Cristo seja contigo,
      mz

  21. jefferson nogueira de Oliveira disse:

    Oi Mauricio, a Paz de Cisto. Que belo texto Mano.Recentemente procurei meu pastor por sentir o desejo de realizar tão sublime ministerio. Sei que tenho muito que aprender ainda. Muito arroz com feijão pra comer, além de muita oração para que de fato seja agraciado um dia por nosso Deus a esse trabalho. Me ajude em oração também pois também estarei daqui te cobrindo pelo que esperas. Excelente seu texto mesmo. Hoje tenho pastores que tenho tamanho amor também, justamente pelo que você relatou. Mega abraço, Jefferson

    • Salve, Jefferson,
      .
      fico feliz que o texto te tocou, querido.
      .
      E também por saber que há mais um vocacionado pelo Senhor, disposto a se sacrificar por pessoas tão necessitadas e a abrir mão de si pelos outros. Pois essa é a melhor característica de um pastor. Se você consegue sangrar pelo próximo, mano, é a maior comprovação de que há um chamado de Deus pro sacerdócio em sua vida. Então sim, oro por você com carinho, para que o Pai te capacite para ser um pastor que ponha o outro acima de si mesmo. Que Ele te fortaleça e oriente nesse sentido.
      .
      Abraço grande, mano, na paz de Jesus,
      mz

  22. Gutemberg Howe disse:

    Otimo texto. Pura verdade.
    Também tenho sido acompanhado de perto pelo meu pastor… que eu poderia dizer… está “mexendo numa casa de marimbondo”… é bom poder contar com um homem de Deus!!

    Gloria a Deus pelos pastores.

  23. [...] Deus os chamou é sobre Jesus e sobre o próximo e não sobre si mesmos (leia mais no post “A importância de um pastor“). Que não deixam a vaidade, a prepotência ou os projetos pessoais interferirem no cuidado [...]

  24. Alexandre disse:

    É a primeira vez que me deparo com artigos do autor. Li vários.
    Sem precipitação, concluo que o Espirito Santo está mesmo conduzindo o autor em seu trabalho e isto é o que sempre importa, pois a Única Fonte deve ser o nosso Amado Senhor e Salvador Eterno.
    Reflexões extremamente importantes. Profundas. Necessárias.
    Aprendi muito.
    Rogo ao Senhor que guarde sua preciosa vida e ministério, sempre. Que permaneças, no poder do Espirito do Senhor, humilhado debaixo de Sua potente mão, a fim de que possas continuar sendo instrumento para edificação da linda Noiva do Senhor. Amém.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s