Tenho chorado. Literalmente. Leio comentários aqui no APENAS, no Facebook ou de pessoas que pedem meu e-mail e me escrevem contando suas histórias e pedindo conselhos – ou somente para desabafar. Alguns desses textos, confesso, me levam às lágrimas, simplesmente porque eu gostaria de responder uma coisa mas a Bíblia me diz que responda outra, que eu não quero responder. Mas é a frase de Atos dos Apóstolos: “Antes importa agradar a Deus do que aos homens”. Por isso, eu, como cristão, não posso aconselhar ninguém que não seja tomando por base as Sagradas Escrituras. E muitas vezes isso me dói ao ponto de a dor transbordar em lágrimas. “Mas, Zágari, do que você está falando?”. Querido irmão, querida irmã, estou falando de um assunto que tem lotado minha caixa de entrada de e-mails: cristãos infelizes no casamento. Cristãos que não amam seus cônjuges. Sim, isso existe e, pelo que tenho visto, numa proporção maior do que gostaríamos de admitir. Pressionados por suas igrejas, enganados por falsas profecias e “revelações”, acreditando que “construirão o amor com o tempo”, seduzidos pela ânsia de ter filhos, com medo de viverem sós, enfim, seja qual for a razão errada, milhares de milhares de servos sinceros de Deus estão entrando num matrimônio fadado à falência. Simplesmente porque se casam sem amor, o alicerce de um enlace matrimonial. Uma pessoa querida está vivendo esse problema e me pediu que escrevesse sobre isso. Mantenho tal pessoa no anonimato, mas aqui compartilho minha reflexão sobre pessoas que casam sem amor e o que fazer a partir daí.

Peço desculpas desde já pois este post é um pouco longo. Mas, pela seriedade do assunto, preciso abordar o tema com muito cuidado, tato, detalhamento e respeito às Escrituras. Pois muito do que será dito aqui pode entristecer pessoas e é fundamental que fique claro que estou baseando absolutamente tudo o que digo na Bíblia. Ou seja, se algo te entristecer, que não seja por achismos meus nem por uma má hermenêutica, mas pela compreensão de que a soberana e absoluta vontade de Deus corre muitas e muitas vezes o risco de contrariar o que seria mais cômodo para a minha e a sua vida. Respiremos fundo e vamos lá – tendo em mente o tempo inteiro as palavras do Cristo: “Então Jesus disse aos seus discípulos: ‘Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará’.”

Recentemente escrevi o post As razões de casamento e divórcio entre cristãos, com base numa enquete que mostrou que 19% dos cristãos que votaram não acham que o amor deve ser a causa principal de um matrimônio. Se você não o leu acesse o post e entenderá biblicamente por que o amor bíblico (de João 3.16) é a única razão que deve levar homem e mulher a firmar um compromisso de união pelo resto de suas vidas.  E, meu irmão, minha irmã, esse post fez chover testemunhos, inclusive um de uma pessoa próxima a mim, que amo e que não sabia que vivia esse problema. Assim, chorei.

Já tinha sentido o gosto do problema meses atrás, quando publiquei no APENAS um post chamado Solitários, carentes e infelizes, em que falo sobre as pessoas que se casam por N motivos errados e assim se condenam à infelicidade pelo resto de suas vidas, ao divórcio ou até mesmo a “soluções” mais drásticas. Na ocasião, a quantidade de depoimentos de pessoas que passam por isso e que vivem uma situação de solidão a dois me impressionou. Agora, com o novo texto do APENAS, a enxurrada só aumentou. Vou relatar alguns casos, mudando algumas informações, para preservar a identidade de quem me escreveu.

Recentemente, uma irmã entrou no espaço dos comentários e me pediu meu e-mail. Conversamos. E ela confessou que vivia tão infeliz no casamento que estava pensando seriamente em suicídio. Mãe, esposa, cristã e… suicida. Meu Deus… Tudo porque casou-se errado e hoje não suporta a mentira em que vive. Esse contato e o de tantas outras irmãs (geralmente quem escreve são mulheres, os homens simplesmente dão seu jeito e vão em frente) me fizeram voltar a refletir sobre o assunto e a escrever sobre ele. Pois praticamente todas(os) os que me escrevem terminam da mesma forma: “Estou miseravelmente infeliz. E o que faço agora?”

Vejamos um caso: “Eu não gostava tanto assim dele enquanto namorávamos, mas muitas pessoas da igreja me diziam que amor se constrói, que eu aprenderia a amá-lo. Afinal ele era um rapaz tão bom pra mim, espiritual, tinha um bom emprego, era um dos mais cobiçados da igreja”, contou uma das  irmãs. Curiosamente é uma coisa que tenho ouvido com alguma frequência: “Amor se constrói”. Não acredito nisso. Acredito que amor se mantém. Se preserva. Se alimenta. Mas… se constrói? Me soa muito estranho. Deus, que é amor, disse “Eu Sou”. O amor é. Ele não “pode vir a ser”. E todas as pessoas que entraram em roubadas matrimoniais acreditando que o tempo resolveria a falta de amor e que deixaram depoimentos nos comentários aqui do blog descobriram com o passar dos anos que o conto-de-fadas do amor que se constrói não passa de um conto da carochinha. Simplesmente porque não se pode construir algo do nada. Se não há amor no ponto de partida não haverá amor na linha de chegada. E a maratona será árdua.

Outra irmã desabafou: “Eu tive três filhos com ele ao longo de 15 anos de casamento. Olho para eles e, em vez de sorrir, eu choro, pois cada um deles tornou-se um memorial da minha infelicidade. Hoje em dia só de pensar em me deitar com meu marido me dá asco”, confessou-me com uma franqueza que me impactou e me entristeceu profundamente. Em vez de ter em seus filhos a lembrança de uma história de amor vê neles marcos de infelicidade e arrependimento. “Se fosse possível eu os empurraria de volta ao meu útero, só para não lembrar da minha tristeza que não passa e eu tenho que fingir para todos que não existe. Vivo um eterno teatro”, foi além essa mãe em seu desabafo. Detalhe: todas são palavras de uma cristã.

Outra pessoa querida, também serva de Deus, me confidenciou: “Não tive um ‘maurício’ para iluminar a mente e estou casada. E quando li o que você escreveu confirmei que meu casamento foi precipitado demais. Me sinto culpada e mal, já que tenho um filho que é meu amor. Casei sem amá-lo”, contou-me essa irmã. Mas ela prosseguiu em seu relato, que me cortou o coração: “Tudo errado, quero fugir! Achei que as qualidades dele fossem superar tudo e eu o amaria muito com o tempo. Exatamente como você escreveu, eu tinha medo de ficar sozinha… Tinha o sonho de ser mãe…”

E foi então que ela disparou a pergunta que eu não queria responder, e que todos os que estão vivendo essa situação fazem: “O que fazer agora??”. Ai. Vamos lá.

O que eu gostaria de responder? O que o mundo responderia: divorcie-se, vá buscar a sua felicidade. Mas não posso responder isso. Estou atado à Palavra revelada do Criador do universo. E tenho de responder conforme Ele nos ensina:

1. Deus odeia o divórcio. Isso está claro em Malaquias 2.16. Então o divórcio não é uma opção. Isso se confirma em Mateus 19: “Vieram a ele [Jesus] alguns fariseus e o experimentavam, perguntando: É lícito ao marido repudiar a sua mulher por qualquer motivo? [Observe que aqui eles perguntam QUALQUER MOTIVO]. Então, respondeu ele: Não tendes lido que o Criador, desde o princípio, os fez homem e mulher e que disse: Por esta causa deixará o homem pai e mãe e se unirá a sua mulher, tornando-se os dois uma só carne? De modo que já não são mais dois, porém uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não o separe o homem. Replicaram-lhe: Por que mandou, então, Moisés dar carta de divórcio e repudiar? Respondeu-lhes Jesus: Por causa da dureza do vosso coração é que Moisés vos permitiu repudiar vossa mulher; entretanto, não foi assim desde o princípio”.

Ou seja, Deus odeia o divórcio e, no principio, no estado perfeito das coisas, Deus não permitira o que o homem Moisés permitiu. Separação de um matrimônio é, portanto, algo antinatural aos olhos do Criador.

2. Um dos assuntos sobre os quais Jesus fala com mais clareza na Bíblia é sobre o divórcio. Simplesmente porque essa questão lhe foi perguntada diretamente. E a resposta dele é absolutamente clara, como consta em Mateus 19.9 em diante “Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério”. Ou seja, embora Deus odeie o divórcio, Jesus abre uma única exceção – e não me pergunte por quê, eu não sei: relações sexuais ilícitas, ou, no original grego, “porneia”. Isso incluiria adultério, prostituição, sexo com animais ou qualquer outro tipo de desvio sexual. É a única exceção que encontramos no Novo Testamento.

Marcos 10 reconta essa passagem: “E, aproximando-se alguns fariseus, o experimentaram, perguntando-lhe: É lícito ao marido repudiar sua mulher? Ele lhes respondeu: Que vos ordenou Moisés? Tornaram eles: Moisés permitiu lavrar carta de divórcio e repudiar. Mas [observe o termo que a Bíblia usa: "Mas". Que significa "por outro lado", "todavia", "de forma diferente", "em oposição a", "em discordância a"] Jesus lhes disse: Por causa da dureza do vosso coração, ele vos deixou escrito esse mandamento; porém desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher. Por isso, deixará o homem a seu pai e mãe e unir-se-á a sua mulher, e, com sua mulher, serão os dois uma só carne. De modo que já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus ajuntou não separe o homem [repare que a vontade do homem é nitidamente submissa à do Criador]. Em casa, voltaram os discípulos a interrogá-lo sobre este assunto. E ele lhes disse: Quem repudiar sua mulher e casar com outra comete adultério contra aquela. E, se ela repudiar seu marido e casar com outro, comete adultério”.

É bíblica a separação de corpos e o celibato?

Creio que está claro que o divórcio não é uma opção. Outra teoria alega que, se há infelicidade no casamento, o casal poderia separar-se mas manter-se solitário, sem novos relacionamentos e preservar-se celibatário. A esse respeito, no Sermão do Monte, em Mateus 5.31, o Mestre reafirma a posição celestial: “Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério”.  Repare com muita atenção o que Ele diz: se alguém repudia o cônjuge exceto pela “porneia” o expõe a se tornar adúltero. Então é nítido que essa separação proposta de corpos é uma porta de entrada ao adultério e aquele que optou pelo afastamento expõe o outro a adulterar. Logo, a teoria antibíblica de um casal rompendo o padrão original moldado por Deus no início e vivendo afastado tentando o celibato também é repudiada por aquele que, segundo João 1, participou da criação de todas as coisas.

Nesse ponto o adepto da ideia de que é possível separar-se desde que se mantenha o celibato e a solidão alega que Jesus disse que é permitido “manter-se eunuco” (ou seja, sem ter relações sexuais). Ou seja, segundo essa linha de pensamento, bastaria permanecer sem se casar e sem fazer sexo e isso garantiria a aprovação de Deus do seu divórcio (o que contraria a ordem original da união de um casal). Só que, aí, vamos à Bíblia e lemos na sequência de Mateus 19: “Porque há eunucos de nascença; há outros a quem os homens fizeram tais; e há outros que a si mesmos se fizeram eunucos, por causa do reino dos céus. Quem é apto para o admitir admita”. Sim, Jesus diz que os celibatários existem. A questão é: onde aqui o celibato é justificado por “infelicidade no casamento”? “Por causa do reino dos céus” seria a justificativa? Não, pois essa é uma péssima hermenêutica.  O caso aqui, ao se comparar ao celibato de Paulo, por exemplo, é de abster-se de ter uma família para se dedicar às coisas de Deus. Não tem absolutamente nada a ver com um casamento mal-sucedido e quem usa essa passagem para tal faz violência às Escrituras.

Paulo, a partir de 1 Coríntios 7.11,  levanta novamente a questão do afastamento: “Ora, aos casados, ordeno, não eu, mas o Senhor, que a mulher não se separe do marido, (se, porém, ela vier a separar-se, que não se case ou que se reconcilie com seu marido); e que o marido não se aparte de sua mulher”.  Aqui alguém poderia vibrar: uma brecha em tudo o que a Bíblia disse até agora! Calma. Não é bem assim. Leia com atenção: o apóstolo diz que o Senhor ORDENA que o cônjuge não se separe do outro. Ponto. Incontestável e completamente de acordo com o resto das Escrituras. Mas… ele continua entre parênteses, ou seja, fazendo um adendo ao que é absoluto: “Se, porém, ela vier a separar-se”. Quando lemos que Deus ORDENA que não se separe mas em seguida vemos “se, porém, ela vier a separar-se”, o que fica claro para quem lê com olhos imparciais?

Desobediência.

Ou seja: se o cônjuge desobedece a ordem de Deus e persiste no seu intento de separar-se, vejamos o que é dito: “que não se case ou que se reconcilie com seu marido”. O que se entende disso? Que se a pessoa desobedeceu o Criador e fez o que Ele proibiu, que, no mínimo, para minimizar o estrago, não se case. Ou que faça o que Deus deseja: se reconcilie com o cônjuge. Tanto que Paulo orienta o repudiado a não se afastar de quem se afastou dele. E por que ele diria isso? Para que haja a reconciliação. Veja que essa passagem, usadíssima para justificar a separação de corpos e de vidas entre casais infelizes, mostra que Deus ordena (pense no peso dessa palavra) que não haja separação, mostra que os desobedientes não devem se casar e que o correto é a reconciliação, a ponto de dizer ao repudiado, parafraseando: “Se você foi abandonado, não parta para outra, permaneça perto de quem te abandonou, com vistas à reconciliação.

Resumo da ópera: se alguém peca (desobedece a ordem de Deus) e se afasta do cônjuge, mesmo “que não se case”, isso não deixa de constituir pecado. E a solução para esse pecado é voltar para casa. Divórcio, logo, Deus odeia e é pecado.

3. Jesus manda perdoar 70 vezes 7, ou seja, mesmo que haja relações sexuais ilícitas, o perdão do cônjuge e a tentativa de reconciliação devem ser sempre a primeira alternativa.

E aí? O que fazer?

Ou seja: em momento nenhum da Bíblia a “falta de amor” ou a “infelicidade” dão base para uma separação. Duro. Mas verdadeiro.  E aí retornamos à pergunta da irmã: “O que fazer agora??”. E é aqui que eu gostaria de sair correndo, de me esconder. Pois as respostas são difíceis de se ouvir. Mas lá vou eu encarar a Bíblia, correndo o risco de ser chamado de legalista, fariseu, biblicista ou de não ter graça no coração – como já me acusaram algumas vezes porque eu digo o que a Bíblia diz e não o que as pessoas querem ouvir.

Fato é que se a pessoa vive um casamento infeliz, o que ela deve fazer é pedir de Deus um milagre. Pela Bíblia, não há outra resposta.

A boa noticia é que Deus faz milagres. E, nesse caso, o milagre seria a paz de Cristo tomar conta do casal a ponto de conseguirem, se não em amor pleno, viver em harmonia, respeito, companheirismo e outras virtudes. Dois grandes amigos compartilhando uma vida. Eu sei, muitos vão discordar, que voem as pedras – afinal vivemos numa civilização hedonista, onde o prazer e a alegria são os fatores mais importantes do ser humano, superando em muito a obediência a Deus. Só que cumprir o querer de Deus deve ser o primordial em nossas vidas, antes de qualquer benefício pessoal – afinal, fomos criados para a Sua glória e não para o nosso bem-estar e prazer.

Não vejo absolutamente nenhuma base bíblica que mostre que Deus constrói amor onde ele não existe. Se houver, por favor me mostrem, pois revirei as Escrituras ao avesso, li sobre o assunto de diversas fontes e não encontrei. Nem que fosse um único versículo que diga que por fazer uma corrente de sete semanas você passará a amar subitamente o marido que não ama. Isso simplesmente não está na Bíblia. E, por favor, não cometa erros hermenêuticos como “tudo posso naquele que me fortalece”. Não tire textos do contexto para tentar justificar o injustificável. Por isso falei em milagre.

Deus abriu o mar? Abriu o Jordão? Parou o Sol? Curou cegos, leprosos e paralíticos? Então o soberano Deus pode fazer o que bem quiser. E, pela subversão da ordem natural das coisas (que chamamos “milagre”) é capaz de transformar água em vinho. Mas para isso é preciso que haja água. Para ressuscitar um morto é necessário que antes houvesse vida. Para fazer um casamento frutificar é preciso que antes tenha havido amor. Aí Deus entra, conserta as rachaduras, desempena as portas, costura as cortinas e o Sol volta a brilhar. Mas se o casamento ocorreu sem amor, por qualquer razão errada… Aí só um milagre. E milagres não acontecem todos os dias.

Essa, minha irmã, meu irmão, é a realidade. Deus nos permite escolher com quem casar. A escolha é SUA. Se escolher pelos motivos errados, biblicamente terá de colher o que plantou: falta de amor. Triste sim. Mas não posso mentir a você para deixá-la  mais sorridente. Perceba: se você, por decisão própria, um dia decepar uma de suas pernas, não espere que Deus vai fazer brotar outra nova no lugar. Ele poderia fazer esse  milagre? Poderia fazer surgir uma perna nova? Claro! Ele pode tudo! A pergunta é: quantas vezes você já viu ou ouviu falar que o Senhor fez isso? Eu não conheço nem nunca soube de nenhum caso concreto. Assim, com que frequência Deus faria o milagre de fazer brotar amor onde ele nunca houve? Pode acontecer? Sim. É provável? Aí já é discutível.

Preparado para ouvir a realidade? O que é bíblico? Então vamos lá: se você decepar sua perna, as chances são que você tenha de viver o resto da vida sem ela, suportando a situação, dependente de uma muleta ou de uma cadeira de rodas. É triste, é difícil, eu não gostaria de te dizer isso. De igual modo, se você casou sem amor, as chances são que você tenha de viver o resto da vida num casamento sem amor, suportando a situação, dependente da força de Deus e do fruto do Espírito. É triste, é difícil, eu não gostaria de te dizer isso.

Mas é a verdade.

Este sem dúvida é o post mais difícil que já escrevi. Pois sempre que escrevo, procuro encaixar o texto na tríade de funções da profecia: exortação, consolo ou edificação.  Mas não consigo encaixar este em nenhuma das três categorias. É um post sobre a soberania e a vontade de Deus (que é boa, perfeita e agradável), sempre sob a sombra da graça. Resta a todos os irmãos e as irmãs que estão enfrentando o deserto de um casamento sem amor olhar para Deus, Sua graça e Sua misericórdia e falar como Jó, que no momento de maior desespero e angustia adorou o Todo-Poderoso e disse: “Nu saí do ventre de minha mãe e nu voltarei; o Senhor o deu e o Senhor o tomou; bendito seja o nome do Senhor!”. Isto é: seja feita a vontade do Altíssimo, assim na terra como no Céu. Romanos 9.14 afirma: “Que diremos, pois? Há injustiça da parte de Deus? De modo nenhum!”. Bendito seja o nome do Senhor. E, como em tudo devemos dar graças, mesmo na tribulação o faremos.

Caminho para o fim deste difícil post com um peso sobre as costas, mas com mais uma passagem bíblica. Na sequência da explanação de Jesus sobre o porquê de Ele estar subvertendo o que Moisés estipulou humanamente, em Mateus 19, os discípulos mostram que a resposta do Mestre os deixou bem desconfortáveis, para não dizer revoltados. Como muitos leitores devem estar se sentindo. Pois os discípulos (e talvez você) certamente queriam que o Senhor viesse com alguma fórmula mágica que resolvesse os casamentos infelizes, que fosse tiro e queda, bate-pronto e, assim, desse um jeito de validar o divórcio e resolver num estalar de dedos os problemas de milhares de pessoas que vivem um matrimônio em que não gostariam de estar. Por isso, eles peitam Jesus, no versículo 10: “Disseram-lhe os discípulos: Se essa é a condição do homem relativamente à sua mulher, não convém casar”. E aí, perdoem-me os que consideram os argumentos aqui apresentados legalistas (detalhe: só expus argumentos do Novo Testamento), mas concluo não com a Lei, mas com as palavras do próprio Cristo  (que, acredito eu, não era legalista) no versículo 11. Palavras que não dão uma resposta fácil, rápida e pronta, mas sim a que conveio a Deus. Não me culpem, por favor. Apenas reproduzo o que o Criador do Universo disse: “Jesus, porém, lhes respondeu: Nem todos são aptos para receber este conceito, mas apenas aqueles a quem é dado”.

Oro a Deus por cada irmão e irmã que vive um casamento infeliz. Oro com toda a minha alma, com dor no coração e cheio de solidariedade e carinho. E peço para esses um milagre. Peço consolo. Peço restauração e uma vida de abundância em Cristo. Peço graça. Que suas famílias sejam abençoadas. Também deixo um alerta aos solteiros: NÃO SE CASEM SEM AMOR. Não se casem sem o amor sacrificial de João 3.16. Para que não venham a sofrer no futuro. Aos que já sofrem, oro ao Deus do impossível que sare suas feridas. Que os faça felizes apesar dessa dificuldade. E que lhes traga a paz que excede todo o entendimento.

Paz. Como precisamos dela. Por isso desejo paz também a todos vocês que estão em Cristo,
Maurício
.
PS. Se você está enfrentando problemas no seu casamento, recomendo com ênfase a leitura do seguinte post: <Meu casamento não tem jeito, devo me divorciar?>
.

About these ads
Comentários
  1. Jaqueline disse:

    Mais uma vez querido, edificante e necessário post! Sempre, sempre, sempre postando sobre coisas que matutam na cabeça do cristão e por mais que alguns possam pedir ajuda e conselhos aos seus pastores, poucos terão as mesmas palavras e a mesma maneira de explicar e mostrar biblicamente os motivos para tais respostas.!

    Mas, uma coisa ainda “matuta” em minha mente, de verdade, tenho em meu coração que Deus é misericórdia , graça e amor. Qual é biblicamente a “posição” de Deus, perante as pessoas cristãs, que se casaram, já se divorciaram, já se casaram novamente e já tem filhos neste novo casamento?

    E quanto as pessoas que não se casaram, mas tem filhos, e se convertem, e depois decidem se separar?

    • Ola, Jaqueline,
      obrigado pelas palavras, vc é mto gentil.
      Sobre o que vc perguntou, o que entendo vem da passagem de Jesus e a mulher samaritana. Quando ela diz que não tem marido e ele concorda, pois já estava no quinto marido. Pois quem era o marido dela? O 5o? O 4o? O 3o? O 2o? Ou…o 1o? Pense biblicamente. Naturalmente, aos olhos de Deus seu marido ainda era o primeiro.
      Claro que a graça sempre entra na equação, mas numa pergunta tão direta, explanada espontaneamente no Sermão do Monte de Mt 5, depois respondida em Mt 19 (2 ocasiões diferentes em que Jesus teria a chance de expandir sua resposta), por que ele respondeu exatamente a mesma coisa, abrindo somente uma unica exceção? Se houvesse mais de uma Ele não diria? E eu perguntaria: se alguém adultera e dessa relação ilícita nasce um filho, a pessoa casada deixa de ser casada porque teve um filho ilegítimo? Portanto, o que enxergo na Bíblia é que pessoas casadas que se divorciaram, se recasaram e tiveram novos filhos continuam casados com o primeiro cônjuge e os filhos do segundo casamento são ilegítimos (exceto se o divórcio do primeiro casamento foi provocado pela “porneia”).
      Dificil responder isso, pois entristece a muitos. Mas é o que vejo na Biblia e dela não posso fugir.
      .
      A outra alternativa seria eu inventar um Deus que passa a mão na cabeça de todo mundo, permissivamente deixando todos fazerem o que os “faz felizes”. Mas esse Deus não existe na Bíblia. A questão é que Deus não se amolda às nossas vontades, nós é que devemos nos amoldar à dele.
      .
      Se alguém teve filhos estando solteiros (fruto de fornicação) e depois se converte, entendo biblicamente que pode se casar ou não. Nunca foram casados. Tiveram filhos numa situação biblicamente equivocada. É como entendo.
      .
      Tomemos nossa cruz e O sigamos.
      Deus te abençoe rica e poderosamente.

      • Boa Noite Mauricio !!!
        Estou sem palavras…………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………Que assunto complexo, biblicamente falando.
        Publiquei no FB, re-li o texto e retirei do FB…Estou confusa!
        Abraços querido irmão, amanhã lhe passo e-mail com a cabeça no lugar…
        Fique na paz de Cristo (Yeshua).
        Patty.

      • Rsrs…publicou e tirou? Faz parte. Durma em cima dele, sei que nao é facil aceitar certas verdades biblicas.
        Que bom que vc esta confusa, sinal que a massa cinzenta está em movimento.
        Deus te abençoe!

      • Jacy disse:

        Bom dia querido Maurício!
        Pegando carona nos questionamentos da irmã Jaqueline, tenho uma dúvida que paira em minha mente há muito tempo e biblicamente, confesso, não tenho uma resposta plausível. Você é uma pessoa que Deus tem levantado para edificar a igreja e glorificar o nome Santo do Senhor, por isso, se puder, me diga algo sobre esta situação, que é a minha realidade: No meu caso, quando bem mais jovem, e ainda não convertida, me relacionei com o pai de meu filho. Por amor. E era recíproco. A imaturidade e a ignorância nos levaram a colocar a carroça na frente dos bois. O resto vc imagina. Resultado: nunca casamos, convivemos 4 anos juntos sem estrutura nenhuma, nem emocional nem financeira. Desta relação tenho um filho de quase 11 anos hoje. Por pressão de familiares e a falta de foco, acho q o esfriamento do amor também, meu companheiro separou-se de mim e viveu muitos anos sem compromisso com ninguém. Namorou várias pesssoas e ano passado casou-se oficialmente com uma moça qu já estava grávida dele. Hoje eles nem moram juntos ainda, mas estão legalmente casados e com uma filha. Maurício, eu já ouvi de tudo na igreja. desde que deveria lutar por este homem, mesmo não tendo sido casada, por ter sido a primeira mulher dele e ouvi também que não adiantaria relutar, pois não casei no “papel”, portanto, não tenho direito, “legalidade” espiritual nenhuma para requerer nada. E meu filho? Ilégítimo? Sabe Maurício, outra coisa que tenho pensado muito, sobre o fato de o verdadeiro amor nunca acabar. Eu tenho certeza, nunca amei outra pessoa, só que agora ele é casado e não é comigo. As vezes acho q amor é um só para a vida toda e no meu caso, infelizmente, ficou só a lembrança. Constatações demasiadamente difíceis para mim.. rsss Paz amigo.

      • Jacy querida,
        difíceis para todos nós.
        Meu entendimento bíblico é que, se vocês nunca foram casados…vocês nunca foram casados. Nesse caso, seu filho teria sido gerado a partir de um namoro. Sendo assim, pelas Escrituras, compreendo que você é solteira, embora tenha tido um filho. E se o pai dele se casou oficialmente com outra pessoa, agora ele está atado aos sagrados laços do matrimônio.
        É importante entendermos que cada cultura tem aquilo que chama de “casamento” de acordo com normas diferentes. Na época de Jesus não havia cartórios, logo, era mediante um compromisso, acordos oficiais entre famílias e rituais celebratórios que um casal era considerado legitimamente casado. Em nossa sociedade, o registro civil configura casamento (embora recentemente tenha surgido a figura da união estável). Logo, se não houve registro civil, não houve casamento. É como entendo.
        Mas a minha sugestão é que você procure seu pastor e converse com ele. Melhor do que ninguém ele é o servo de Deus que tem a responsabilidade de cuidar da tua alma e pode te orientar bem melhor do que eu.
        Que a paz de Cristo habite teu coração. Receba meu abraço e meu carinho.

      • jose pedro disse:

        concordo plenamente com o que voce escreveu sobre o assunto e sei que foi muito corajoso ao falar deste tema com tanta notoriedade, so uma coisa discordo de voce querido , acho que a mesma coragem que mostra falando do assunto nao mostra ao responder as quaestoes explicitadas aqui, lançando as duvidas e angustias das paessoas sobre os ombros de seus pastores que nao as produziram. penso que uma vez que seus artigos produziram as mesma deveria sim dizer o que pensa em cada caso a voce direcionado. na paz de cristo. pedro

      • Olá, José,
        compreendo sua posição, mas seria uma grande irresponsabilidade minha aconselhar pessoas com problemas complexos escrevendo duas ou três linhas. Cada caso envolve vidas e almas e isso é algo sério demais. Não estou lançando angustias nos ombros dos pastores: o papel de um pastor é precisamente esse, cuidar de suas ovelhas e suas feridas e orientá-las em um cuidadoso e detalhado aconselhamento. É impossível fazer isso por aqui. Meu papel é tocar corações para que busquem orientações em suas famílias de fé. E isso não é fruto de achismo, no inicio eu aconselhava até por email, mas houve situações em que pessoas apresentaram suas visões e depois eu descobri que havia muitos outros fatos que me fizeram dar péssimos conselhos. Não farei mais isso. Eu aqui faço uma exposição daquilo que entendo serem os fatos bíblicos e, se a pessoa vê a necessidade de tratar de seu caso, Deus capacitou homens vocacionados para orienta-la e acompanha-la.
        .
        É como se aqui eu apresentasse os sintomas de uma doença e falasse sobre ela. Mas não posso oferecer tratamento por um blog ou email. Se a pessoa percebe que padece daquele mal vai procurar um medico que possa trata-la com propriedade, pessoalmente, examinando em detalhes. Seria irresponsável eu assumir o papel de um pastor.
        .
        Espero que você compreenda isso. Não é covardia, é zelo e cuidado com cada vida.
        .
        Deus te abençoe, meu irmão,
        mz

      • ILMA disse:

        IRMÃO MAURICIO… Minha filha conheceu um rapaz , namorou 3 anos desde dos 16 anos, o amava d+, ao ponto de querer casar escondido aos18 anos p,por ideia dele,ele chegou a pagar o cartorio para casar com ela,pois disse que ela era maior de idade e que não precisava pedir permissão para nós os pais; mas descobrimos ,e perguntamos o porquer ? ela me disse que na biblia esta escrito que é melhor casar do que se abrasar fora do casamento.. e que o amava d+.. . Alertamos pra ela que ele não o amava, mas mesmo assim ela que casar ,pois estava cega por ele. Abençoamos o casamento com uma dor no peito muito grande e ajudamos a fazer o casamento pois não havia como voltar atrás, passou um ano ele começou a trair ela na internete,e começou a humilhar ela em casa ,e ela orava chorava e clamava a DEUS o tempo todo , e ele judiava dela na frente dos amigos dele e tocava na igreja sem aliança, cortejava as moças da igreja , saia com amigas e amigos para beber, chegava em casa bebado e ofendendo ela ,e ela permaneceu fiel ali chorando clamando, pra melhorar passou o tempo ele começou a não querer levala para igreja e passou a querer a levar uma vida de solteiro.ATÉ que começou a agredila verbalmente e fisicamente e prejudicou a saude dela pois ela tem diabetes , e foi piorando A SAUDE DELA ,e ele a chamava de diabete bichada, entre outras coisas que não me atrevo citar nem pensar.e assim fez dois anos de sofrimento,; Ele a ofendeu e agrediu ela e ele foi para maria da penha denunciar ela como agressora , só que ela não tinha ido a lugar nenhum a não ser ao seu quarto orar e buscar ajuda com os pastores de sua igreja, eles a ajudaram em oração.Ela foi chamada na delegacia e lá ficaram sabendo da verdade e fizeram corpo delito e ai iam prender ele mas ela como cristã não deixou, ele pediu perdão pra ela, e depois fizeram as pazes , passou um tempinho ele comprou um carro e começou a sair com amigos e deixar ela pra trás ,e começou tudo denovo, batia nela deixava ela sem alimentação e agua, ela trabalhava e pagava as contas em casa , ele dizia que ela era para o sustento materia e sexual dele,, a ofendia ela só orava e chorava,,e clamava , pedia perdão para DEUS e para nós os pais ,ela começou a ficar em depressão e ele tocando na igreja como se nada tivesse acontecENDO, NÓS DA FAMILIA tetamos ajudalos de todos o jeito em oração em amor, mas,o coração dele tava muito mal,fomos com ela falar com o pastor deles e ai o pastor tirou ele do louvor e ficou indignado com tudo. Ao chegar em casa e bateu nela e a mordeu, e ai ela pediu socorro e iam prendelo , mas mais uma vez ela o perdoou , mas agora não quer mais voltar para ele ,e acondição do delegado foi, que o soltaria se ela vivece separado dele e ai ela aceitou pois não estava aguentando mais, ; e nos reunimos a familia toda na palavra de DEUS EM MATHEUS18;18 e 19 e concordamos, Até ele concordou e os pastores também. Nossa filha esta conosco sendo medicada e tratando da recuperação de sua saúde,estamos grato a DEUS POr esse milagre dela esta viva e estamos confiantes , pois EM TUDO VIMOS A MÃO DE Deus , pois todos que nos ajudaram sem conhecermos eram servos de DEUS , desde dos medicos , advogados , delegados e outros ,,, porisso TENHO a certeza que DEUS NÃO É LIMITADO aos nossos pensamento e nem a nossa enterpretação na vida que ele orquestra, DEUS É O NOSSO SUMO SACERDOTE QUE COPADECE DE NOSSAS FRAQUEZAS E QUER O MELHOR PARA NÓS OS DOENTES E FRACOS EXISTEM PARA SEREM LIVRES E VITORIOSOS ,OS PROBLEMAS EXISTEM PARA NÓS EXERCITAMOS A NOSSA FÉ MANIFESTANDO O PODER DE DEUS . PARA DEUS NADA É IMPOSSIVEL . A NOSSA VIDA TODA AMAMOS AO UNICO DEUS QUE É CHEGADO A NÓS , O ALTISSIMO. NÓS PERDOAMOS AO AGRESSSOR DE NOSSA FILHA E ELA O PERDOOU TAMBÉM , E O LIBERAMOS PARA seguir a vida dele como ele quer livre. e ela também será livre no nome de JESUS POIS TEMOS JESUS COMO O NOSSO AVOGADO QUE NOS CONHECE E QUE SABE QUE SOMOS OVELHAS DELE, E ESTAMOS COLADINHOS NA MÃO DELE , NÃO SEREMOS ARREBATADOS DELE NUNCA. ABRAÇO E QUE TODOS SAIBAM QUE SÓ DEUS PARA SE COMPADECER DAS FRAQUEZAS DE ALGUÉM E SÓ ELE PODE REVOGAROU NÃO SUAS SANTAS PALAVRAS NA HORA QUE ELE BEM ENTENDI , POIS ELE NÃO É LIMITADO. FUA EM N´S O SEU AMOR E O SEU PERDÃO.

      • Aluísio disse:

        Bom dia….Queria deixar um comentário para saber a posição do querido irmão. Os 10 mandamentos são confirmações do que não fazer….pois são mandamentos….certo?
        Então me diga quais os personagens da biblia mataram desobedecendo diretamente esse mandamento…
        Pelo seus arrependimentos e pela graça de Deus…Ele não os perdoou, pois se for assim, com certeza não estaram eles no reino dos ceús…
        Eu digo…fazer alguem infeliz por um erro…é mais agoísmo que seguir a palavra de Deus….
        Casar errado e fazer a vida um inferno por causa disso….é pesado demais para as duas pessoas!!!!
        Deus é um deus que não quer ver isso acontecendo…como assassinatos, adultérios entre outros…mas se algo acontece…Ele tb é fiél e justo para perdoar e fazer seu povo seguir em frente!!!
        É isso que a biblia nos mostra um deus que não gosta…mas como nossa alma é pecadora…Ele tem o poder de conceder o perdão aos que se arrependem de terem casado sem amor!!!
        Não estou falando para se separarem a torta a direita…estou falando sim para reavaliar a situação e se não tiver jeito…então pedir perdão a Deus e seguir em frente!!!

        Fique na PAZ de Cristo queridos!!!

      • Olá, Aluisio,
        .
        querido, respeito sua opinião e compartilho sua dor pelos que são infelizes no casamento. Porém não posso criar uma ética pessoal e querer que Deus se enquadre nela. É assim que surgem as heresias. Vejo um mandamento explicito de Jesus, para uma situação à qual ele só explicita uma exceção. Quem sou eu para dizer a Ele “Senhor, mas eu acho que não é bem assim…”?
        .
        Claro que Deus perdoa, amado. Isso é fato. Mas lembre-se que o perdao de Deus é condicionado ao nosso arrependimento. E arrependimento não é remorso: remorso é a tristeza que levou Judas a se matar; arrependimento não é só se entristecer, mas mudar de atitude. Se alguém diz que se arrependeu ele precisa agir como tal. Desfazendo o pecado, cessando o pecado, parando de pecar ou como for. Se divo que me arrependo de fumar mas sigo fumando… será mesmo que me arrependi?
        .
        Então temos que tomar cuidado com isso, lembrar que a graça não é barata, como disse Bonhoeffer. O perdao de Deus exige de nós mudança de rumo. E naquilo que Jesus falou…eu apenas obedeço.
        .
        Mais uma vez reafirmo meu respeito pela sua opinião, mas fixo com o que a Biblia diz de forma tão clara, objetiva e reafirmada em mais de uma passagem. Lembre-se ue Paulo pediu para ser livre do espinho da carne e Deus lhe respondeu o quê?
        .
        Um abraço carinhoso, no amor de Cristo,
        mz

      • soraia disse:

        Maurício,

        Procurando um texto, encontrei este post. E não pude deixar de ler. Quis te fazer uma pergunta:

        Aquele ladrão que se encontrava no madeiro,cometeu muitas coisas erradas durante toda a sua vida, ele nem tinha a oportunidade de corrigir o que havia feito,mas com certeza veio nele o grande desejo de ser diferente dali pra frente através do arrependimento que chegou ao entendimento do Messias, que o perdoou.
        A partir daí, deixo algo para refletirmos:

        Quantas pessoas realizaram casamentos indevidos, por ouvir falsos profetas, por se deixar levar por sentimentos da própria carne,porque conheceu alguém e os desejos carnais foram exacerbados e casou para não pecar,e até mesmo por não conhecer a verdade.

        Estariam essas pessoas condenadas a viver o seu erro para o resto da vida?
        Então, de certa forma, elas estão condenadas, assim como o ladrão no madeiro.Mas, o Messias perdoou o ladrão que reconheceu o seu erro.Será que se o ladrão saísse daquele madeiro ele iria continuar ladrão?
        Gostaria muito de conversar contigo se assim o Supremo Criador me permitir.
        Existem muitas coisas que desconhecemos, mas que me veio a vontade de compartilhar contigo, se assim quiser.

        Shuaoleym,

        Soraia

      • Olá, Soraia,
        .
        a Bíblia não nos dá margem para especular. Temos de caminhar dentro de seus limites. Não podemos supor sobre a vida do ladrão. Mas pense em algo: se, em vez da crucificação a pena para o crime dele fosse a prisão perpétua, tendo ele crido em Cristo e se arrependido, não continuaria ele preso?
        .
        Biblicamente, somos responsáveis por arcar com as consequências das nossas decisões. Isso ocorre de Gn a Ap. Se cometemos erros, teremos de viver com os resultados deles. Se eu mato uma pessoa mas me arrependo, a pessoa não vai reviver porque me arrependi. Se eu cortei a mão de alguém e depois me arrependi, a mão não tornará a crescer. Entende?
        .
        A questão que devemos estimular é o bom preparo pré-matrimonial. Casar bem. Saber lidar com as crises. É lembrar que casamento não é solúvel ao sabor das vontades humanas: é um pacto, uma aliança firmada com uma pessoa e com Deus, por estatuto perpétuo. Nunca na história da Igreja o divórcio foi aceito. Como o mundo começou a aceitar isso de umas poucas décadas para cá, nós passamos a imitar o mundo e criar o “divórcio aceito por Deus”. A Bíblia é clara: Deus odeia o divórcio. Nauralmente há misericórdia e compaixão para aquele que se envolveram em casamentos que não seguiram os padrões bíblicos, mas as consequências precisam ser enfrentadas com responsabilidade.
        .
        Infelizmente, Soraia, a Igreja está inundada de relativismo. E se você analisar a história da Igreja verá que os resultados do relativismo nunca foram bíblicos.
        .
        Um abraço fraterno a ti, na paz de Deus,
        mz

    • Gente, Tô em parafusos, e olha que leio muito a biblia….!
      Mas hoje estou me questionando e questionando DEUS ! rs Mas ELE Me entende.
      AMém.

      • Acalma teu coração, Patricia.
        Fica em paz. E deposita tua vida nas mãos de Deus. A Bíblia muitas vezes nos desafia, mas Jesus veio para sanar os doentes e não curar os sãos.
        Beijo grande e que o Senhor te abençoe.

      • Oi Mauricio, pode deixar, estou na paz….rs
        Estou questionando, mas, é de uma maneira sadia e em Cristo Jesus!
        Depois me passe seu e-mail , por favor…?
        Abraços irmão Mauricio, bom descanso
        Patty.

      • Email passado, Patricia.
        Deus te abençoe.

  2. Lelê (Alessandra) disse:

    Mauricio,
    Estou aos prantos tb!
    O mais curioso de ler todos esses relatos é que na igreja ou na frente das pessoas todos vivem um “casamento feliz”! E as pessoas casadas também têm problemas ou até vivem a infelicidade de ter escolhido a pessoa errada!
    GLÓRIA A DEUS QUE ESTOU SOLTEIRA ATÉ HOJE! Pois antes não ter casado do que ter casado com a pessoa errada ou então de não ter tido a paciência de esperar pela pessoa certa e por ansiedade ter escolhido qualquer um.
    Sabe, às vezes, eu fico muito triste por ainda estar sozinha, achando que Deus ainda não mandou a benção pra mim e que não vai mais mandar; mas a verdade é que sou muito feliz! Por ser sozinha e não ter o gosto amargo da infelicidade à dois na minha vida!
    Obrigada meu Deus pois ainda trarás aquele que Tu separastes p/ mim antes da fundação do mundo!
    E obrigada meu Deus pq eu não enfrento as tristezas mencionadas pelo Maurício nesse post.
    Obrigada pelo Seu amor, meu Deus! Sim, eu sou feliz! Pq eu não carrego a amargura de viver um casamento infeliz!
    E continuo aos prantos!!!!!! Hoje vai ser muito difícil de dormir!
    Com abraço de solidariedade,
    Lele

  3. Eu concordo plenamente no que você disse, eu penso da mesma forma, eu vejo o casamento como um só para o resto da vida sou muito criticado na faculdade pelos meus colegas, mas, não posso fazer muita coisa. Mas na verdade não tenho feito muita coisa para que meu futuro casamento seja da maneira certa, com amor. Preciso, de fato, colocar os joelhos no chão e orar a Deus para que ele me conceda uma mulher dele, que com quem viverei para oresto de minha vida aqui na terra.
    Parabéns, e obrigado pois daqui tirarei muitas dicas, pois tenho um colega CRISTÃO, que está sofrendo isto.

    • Elinton,
      fico feliz que o texto tenha edificado vc e espero que edifique tb seu amigo.
      Sobre os colegas…estamos no mundo mas nao somos do mundo. Não daria para esperar concordância da parte de gente que tem o próprio ventre como seu deus. Estamos peregrinando, mano, e essa terra é estranhissima…
      Abraço e paz!

      • É esses dias eu publiquei um post em meu blog falando que eu era um viajante, que estava aqui na terra só cumprindo uma missão especial, mas valew, que Deus te abençoe e que ilumine sua mente para muitos mais outros posts edificantes

      • Obrigado, queridão.
        Paz seja contigo.

  4. Reblogged this on Elinton Oliver™e comentado:
    Excelente artigo sobre o divórcio, recomendo a todos os solteiros a lerem.

  5. Jaqueline disse:

    Obrigada pelos esclarecimentos, na verdade muito esclarecidos, as vezes tentamos buscar brechas e diversas outras situações invertidas, mas você me fez lembrar de uma coisa, não importa como pensamos, o que pensamos, o que fazemos, o que faremos, a verdade foi, é, e sempre será somente uma!

    Louvo e agradeço a Deus realmente por poder adquirir este tipo de sabedoria, coisas que talvez se fosse procurar sozinha na Bíblia, não veria com tanta clareza e entendimento. Mas os posts desse blog vem abrindo os meus olhos, e me aproximando de ainda mais de Deus.

    Deus abençoe !

  6. will disse:

    Mauricio,
    pelo que entendi, a unica forma de separar-se é a “Pornéia”. Mas se um cristão, tiver relação ilicita, só para ter o pretexto para ser separar? Lembrando que não é meu caso, só uma duvida.

    • Will,
      Jesus foi claro. A pessoa que praticou a pornéia se se junta a outra comete adultério. Seria uma grande besteira fazer isso, pois estaria atada de qq modo, enquanto seu cônjuge estaria livre para um novo compromisso.
      Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  7. Mery disse:

    Bom lendo seu texto eu descobri que estou condenada,e não mereço o céu,pois sou casada há 11 anos com alguém que já foi divorciado ,eu era solteira ,mas quando eu o conheci ele já estava divorciado a 8 anos ,logo não fui a causa da sua separação.
    Me casei por amor,e sou muito feliz ,vivemos muito bem,claro que como todo casal as vezes discutimos por alguma coisa ,.mas nunca deixamos isso atrapalhar nosso relacionamento,sempre chegamos a um acordo.
    Então eu pergunto ,o que faço agora? minha cabeça deu um nó,pois não foi sem oração e nem sem confirmação de Deus que eu aceitei casar.

    • Mery,
      o Céu é por graça e não mérito, nunca se esqueça disso.
      O que eu fiz no post foi uma exposição sistemática do que dizem as Escrituras sobre o tema e prefiro não entrar em questões individuais, pois posso ser acusado de julgar o indivíduo A ou B.
      A minha sugestão é que você leve sua situação ao seu pastor e converse com ele. Seu pastor é a pessoa que Deus comissionou para pastorear sua alma e tenho certeza que ele te orientará biblicamente.
      Deus te abençoe grandemente.

      • Mery disse:

        Bom nesse caso nem preciso levar essa questão ao meu Pastor ,pois ele sabe muito bem a nossa situação,meu esposo é líder dos Diáconos ,trabalha na obra de Deus ,ele quem faz as manutenções do prédio da igreja ,nossa empresa está a disposição da igreja,(temos uma gráfica )para chegar ao diaconato meu esposo precisou passar pelo crivo da igreja com vários
        Pastores,e não foi encontrado nada que o desqualificasse tanto na vida pessoal ou espiritual portanto toda liderança sabe que ele já foi divorciado.
        Eu acho que cada caso é um caso,esse texto é para refletir ,um ótimo texto por sinal,mas que deixou muitas interrogações.
        Deus te abençoe!

      • Deus a abençoe, Mery.
        Na paz.

    • Estou lendo com muita atenção a todos os comentários contidos aqui…
      E uma pergunta me intriga aqui no meu coração e espirito: Escolhendo errado seu marido ou esposa, tendo uma alma, 2 fadadas à infelicidade e sem milagres, pois não há amor genuíno…Esse casal tem que se obrigarem a ficar juntos e morrerem infelizes traindo a si próprios e um ao outro ?????
      Meu Deus, me livre desta taça amarga porque LHE AMO e creio em sua MISERICÓRDIA ! ELE não quer nossa amargura e nem adultério em todos os sentidos !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
      Que a Paz de Cristo estejam com todos!

    • ubirajara josé vitor de moura disse:

      atos 17;30 DEUS não leva em conta o tempo da ignorância..fique em paz!

      • Olá, Ubirajara,
        .
        querido, você precisa ver o contexto em que isso é dito. Porque, se isso for justificativa para qualquer coisa, podemos soltar dos presídios todos os assassinos que mataram antes de se converter? Cuidado com a hermenêutica, querido irmão, pois senão acabamos cometendo grandes desserviços ao Reino de Deus por interpretar as passagens bíblicas de modo equivocado.
        .
        A paz de Cristo,
        mz

  8. Paz, Maurício.
    Li agora o seu texto com amargura enorme de alma.
    Não sei como agir diante da situação que vivo. Casei-me com um homem que já tinha duas separações nas costas, porque profetizaram que era essa a vontade de Deus. Na época, eu era bastante crédula e acatei a profecia como sendo do Alto.
    Mas hoje, quase 3 anos depois, vejo onde meti o pé. A culpa não é de Deus, claro, mas eu até hoje questiono o porquê de eu ter sido enganada em nome dEle.
    Não sei nem mais quem sou… A esposa verdadeira? A esposa falsa? Ou apesar de estar registrado nos livros do cartório, será que não sou esposa, por causa das outras duas?
    Eu preciso muitooo de ajuda… Deus sabe o quanto estou sofrendo…

    • Simone,
      em primeiro lugar sinta-se abraçada e com todo o meu carinho. Imagino a dor e a confusão que essa situação está lhe causando.
      Como escrevi em resposta a outra irmã, o que eu fiz no post foi uma exposição sistemática do que dizem as Escrituras sobre o tema e prefiro não entrar em questões individuais, pois posso ser acusado de julgar o indivíduo A ou B. Entendo que a partir da análise do que a Bíblia diz cada pessoa deve buscar tomar as decisões que considerar que coadunem com a vontade de Deus. Penso que a minha obrigação é expor o texto sagrado, sem dizer a cada um o que fazer, entende? Esse não é meu papel.
      A minha sugestão é que você leve sua situação ao seu pastor e converse com ele. Seu pastor é a pessoa que Deus comissionou para pastorear sua alma e tenho certeza que ele te orientará biblicamente.
      Que teu sofrimento passe logo e que o Santo Espírito te conceda a paz que excede todo entendimento.
      Deus te abençoe grandemente.

  9. Excelente, equilibrado e acima de tudo bíblico.
    Fico MUITO feliz quando leio seus textos, tem sido edificante pra minha vida.

    Por favor, me esclareça uma dúvida?
    sengundo a versão de Figueiredo a palavra grega “porneia” significa fornicação, sendo assim desfaz a suposição de muitos crentes, de que um dos cônjuges tem direito de repudiar o outro somente por causa de infidelidade(ou adultério). A palavra grega para adultério seria “moicheia”, e não “porneia”.
    Sendo assim, se o homem depois de casar-se, achasse que a mulher não era virgem, podia repudiá-la. Mas se ela era virgem, não podia repudiá-la enquanto vivesse, Dt. 22:13-19.

    Fonte: Pequena enciclopédia Bíblica(Orlando Boyer)

    Ficarei muito grato se puder me esclarecer essa duvida.

    Que o Senhor continue te iluminando para glória Dele!

    • Rudiney,
      obrigado por suas palavras gentis.
      É uma mera questão de semântica. “Fornicação”, pelo uso comum, significa sexo entre solteiros. Mas em alguns dicionários refere-se ao ato sexual de um modo geral. Vamos caso a caso:
      - Jesus não está falando de sexo entre solteiros pq o contexto é do divórcio.
      - Vamos assumir que o termo designe o “coito em geral”. No contexto do matrimônio, isso representa sexo ilícito (pois ninguem seria passível de divorcio por ter sexo com o proprio cônjuge) e, logo, condiz com o que afirmamos.
      - Moicheia é referente especificamente a sexo de pessoas casadas com uma terceira. Porneia é mais amplo e significa “atos sexuais ilicitos” de qualquer natureza. Por isso as traduções que usam “adultério” ou “prostituição” estão mal traduzidas por limitarem o sentido do vocábulo. Prefira a NVI.
      - A questão da virgindade não é posta por Jesus em momento algum e entendo que é uma má hermenêutica do texto em questão.
      .
      É o que penso.
      .
      Deus te abençoe e te guie rumo à verdadeira vitória do cristão!

  10. Kátia disse:

    Mauricio, minha história é bem complicada e gostaria de detalhá-la apenas a você e saber o que pensa sobre meu caso.
    Como posso fazer isto reservadamente a você?
    Desde já agradeço

  11. Fábio disse:

    Sensacional! Quero publicar lá no nosso blog este post. Lembrei que certa vez estava aconselhando alguém por telefone (televida) e a pessoa não queria receber o marido de volta em casa, então perguntei se ela acreditava que Jesus tinha ressuscitado Lázaro, morto já há quatro dias. Ela respondeu que sim. Aí, eu disse: “O que é mais fácil? Ressuscitar um morto de quatro dias ou um sentimento?”. Naquele momento, ela desabou (e eu também). Foi benção de restauração.

    Parabéns pelo ótimo post.

    Abraços sempre afetuosos.

    Fábio.

    • Fabio,
      obrigado pelas palavras amorosas.
      Fique à vontade para republicar o texto, segundo as normas do Creative Commons descritas no rodapé do mesmo, ok? Se é bênção, que seja disseminado.
      Aquele abraço bem forte, na paz do Salvador do Mundo.

  12. Daniel Medina disse:

    casar -se com a pessoa amada nem sempre e´garantia de ser feliz,pois ,o tempo ,as frustrações,a falta de dinheiro,a incompatibilidade,e mais n…motivos,acabam minando o amor,não acredito que uma pessoa seja condenada a viver eternamente infeliz por causa de um relacionamento que não esta dando certo …isso não combina com amor ,graça e vida abundante que e´a base do evangelho!!! se Deus perdoa um assassino,um pedòfilo e perdoa todos nós,com todas as nossas fraquezas…porque não iria perdoar alguem que no intúito de buscar a sua felicidade separou se ???
    fui casado 19 anos e vivia muito infelis,chorei centenas de vezes,fiz centenas de tentativas e nada de mudança!!!até que tomei a decissão mais feliz da minha vida ,separei !!! não me arrependo !!!
    hoje sou uma pessoa livre e feliz não me sinto condenado muito pelo contrario ,pois sei que fiz todo o possivel para que isso não acontecesse!!! me casarei novamente sim !!! pelos mesmos motivos citados acima(amor ,graça e vida abundante )creio piamente nestas coisas acima de todas as outrras…
    obrigado !!! foi muito bom compartilhar !!! espero que ajude alguem ????

  13. Suely disse:

    Jesus! Incrivel, a igreja sepulta os seus proprios feridos. Nao vou comentar,pois sei que nao sera’ publicado. Mas, temos que ter muito cuidado ao dizer o que pensamos que a Biblia diz e que esta’ claro. Que responsabilidade ao saber que podem ter muitos cristaos chegando ao suicidio ou até mesmo pensamentos em matar o proprio conjuge errado. Que o proprio Deus possa cuidar das suas ovelhas perdidas nesse mundo os muitos lideres, usando a Biblia, os leva a cometer coisas horriveis… Estou encontrando, poucos blogs, mas com pessoas que tem algo melhor a aconselhar aos adulteros como sao chamados!!! Muito triste isso!! Feridos em nome de Deus

    http://coisasdeacreditar.blogspot.it/2009_09_01_archive.html

    http://intellectus-site.com/site1/artigos/cristaos-divorciados.html

    • Suely,
      .
      respeito sua opinião e não vejo por que não publicaria seu comentário. Cada um faz a exegese (extração do significado original do texto) que quiser, mas eu nunca faço eisegese (introdução da minha visão pessoal no texto). É realmente muita responsabilidade dizer o que a Biblia diz e ao fazer isso, quem proclama a verdade não estimula ninguém ao suicidio ou a assassinar o cônjuge (de onde vc tirou isso, minha irmã??? Um cristão de verdade pecaria matando seu cônjuge para não pecar divorciando-se???), apenas transmite o que Deus revelou.
      .
      Concordo plenamente quando vc diz que há pessoas que usam a Bíblia para levar pessoas a cometer coisas horriveis, como, por exemplo a cometer o adultério – dando a entender que é lícito aos olhos do Senhor o que estão fazendo.
      É como Jesus disse: nem todos conseguem compreender. Vá entender que Deus amou Jacó e aborreceu Esaú (Rm 9). Vá entender que Deus permitiu que Jó, uma homem “íntegro, reto e que se desviava do mal” perdesse 10 filhos numa patada só esmigalhados sob os escombros de uma casa. Vá entender que a Deus “aprouve moer seu próprio Filho” e que tenha feito Jesus sofrer tudo o que sofreu. Vá entender que Deus tenha feito José passar por todos aqueles anos na prisão e na escravidão. Vá entender os mártires do Coliseu! Isso faz dele um Deus sádico? Ou também teríamos nessas situações de dizer “Jesus! Incrível, a igreja sepulta os seus proprios feridos”??? Desperta, irmã, nossa fé é sacrificial. O amor de Deus é sacrificial.
      .
      Minha irmã, cuidado com a construção de uma mente divina baseada em idealismos românticos. A graça de Deus custa caro. Custa a vida de muitos. Está custando no Sudão atualmente. Custa nos países islâmicos. Custa na Coreia do Norte. Cristianismo não é o mar de rosas que alguns pastores-poetas ou escritores pintam por aí, minha irmã, Cristianismo não é “pare de sofrer” nem livros sensacionalistas feitos para a editora faturar bastante.
      .
      Jesus em lugar algum da Bíblia promete paz neste vida: Ele sempre aponta para a eternidade. Aqueles que acreditam num Jesus Papai Noel que nos faz viver deitados em nuvens provavelmente nunca leu a Bíblia.
      .
      Que cada um julgue.
      .
      A paz de Cristo.

      • Suely disse:

        Claro que pregando as Sagradas Escrituras ninguém estimula a cometer atos horriveis, nao foi o que eu quis dizer. Mas o que o homem acrescenta isso sim, dizendo ser claro o que Deus diz a respeito do divorcio,pode danificar uma pessoa que esteja passando por problemas tao grandes, tao horriveis, que sendo fraca, pode sim cometer atos terriveis. Existem tantas situaçoes absurdas em muitas familias que um nao pode imaginar o que depois passa nas mentes das pessoas, isso é muito perigoso sim!Acho que voce também ja’ deu pra’ ver que muitas pessoas ficam confusas e nao sabem mais o que fazer ou quem sao, pois foi determinado que Deus odeia o divorcio,pois esta’ claro na Biblia, as pessoas ficam enlouquecidas. Tem muita controvérsia neste assunto,tem lideres que nao veem toda essa clareza, quem esta’ certo o que ve ou o que nao ve? Ninguém deve dizer ao outro de se divorciar, todos os esforços devem ser feitos. E’ uma decisao que cabe ao casal, nao que a igreja deva por o medo se um venha a se decidir de divorciar. Creio que Deus pode restaurar? Deus pode tudo!Tem casamento que é restaurado, mas tem os que nao sao.E as consequencias das nossas escolhas? E’ a disciplina de Deus? Deus corrige a quem ama.Tem pessoas que estao usando a Biblia para muitas coisas, menos pregar a Verdade, pois colocam sempre o que elas acham que Deus diz.Voltamos à época em que Deus so’ fala a alguns lideres?Creio que Deus trata cada um pessoalmente.Conselhos sim,é muito bom.Mas a igreja determinou que o divorcio seja o pior dos pecados que um possa cometer!Claro dizendo que é a coisa mais clara que se possa ler na Biblia.Que responsabilidade enorme ao dizer que além de nao poder se divorciar,nao poder se recasar,eu que devo acordar?Va’ entender o porque que Davi olhou, cobiçou, mandou matar a Urias, casou, o primeiro filho morreu, mas depois nasceu Salomao?.O eu dizer que a igreja sepulta os seus proprios feridos é qto a este assunto, o divorcio.Pessoas quebradas, destruidas, feridas e a igreja vem e termina a destruiçao, da’ o pontapé final!!Sei bem da situaçao dos cristaos fora,conheco pessoalmente,pessoas que por amarem a Cristo padeceram.So’ sei dizer que leio outros blogs, vejo o qto tem pessoas desesperadas em saberem as proprias posiçoes diante de Deus, culpa da liderança que ve claramente o que diz a Biblia e faz com que as pessoas nao consiga ouvir a voz e orientaòao de Deus…Te respeito, alias até gosto de ler, mas nao é por isso que devo concordar com tudo.Deus salva, perdoa, ai vem a igreja e coloca as algemas novamente com as regras e interpretaçoes claras.Desculpe, posso parecer que sou rude,mas nao sou,nao é facil escrever sobre este assunto. Paz

      • Minha irmã,
        respeito sua visão, não suponho que ninguém deve concordar comigo em tudo…mas repare que vc fica colocando o tempo inteiro a questão como sendo uma determinação “da igreja” e “dos líderes”. Vc reparou que o tempo inteiro eu, que não tenho absolutamente nenhum cargo eclasiástico, só citei a Bíblia no texto?
        .
        Temo quando vc diz que “é uma decisão que cabe ao casal”. Na oração do Pai Nosso, Jesus disse “seja feita a Tua vontade”. O que entendo disso é que trata-se de uma decisão que cabe a Deus. A nós cabe obedecer.
        .
        Se queremos viver segundo nossas vontades, temos de colher o que nossas vontades determinam. Se achamos que a felicidade terrena é mais importante que a felicidade na eternidade, teremos de colher os frutos desse entendimento.
        .
        Se você acha que Jesus não foi claro em suas colocações a respeito dessa questão (lembrando que Ele diz absolutamente a mesma coisa em Mt 5 e Mt 19 e que o que Ele ensinou é ratificado nas epístolas) então tornaremos a fé uma grande meca da relativização. Tudo é relativo? A Biblia é relativa? A Biblia só é clara quando o que ela diz me faz bem?
        .
        Querida, Deus deu mandamentos. Ele não fez pedidos. O amor de Deus é exigente. Deus não se conforma com vc amar outros deuses, por exemplo. E isso tudo dentro da graça. Não é legalismo, é graça. O problema é que a graça na pós-modernidade vem sendo confundida com libertinagem, liberalidade e põe o homem como medida de todas as coisas. O “Eu” virou o cânon da nossa época. E isso é um conceito sofista, grego, Protágoras e Górgias já diziam isso 2.300 anos atrás. Não é um conceito cristão.
        .
        Quem não consegue entender “‘Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará’.”…não entendeu nada no Evangelho.
        .
        Deus a abençoe.

      • Suely disse:

        Sei que vc nao é pastor, e cita a Biblia, mas toda a minha vida fiquei rodeada dos lideres,conheço varios pastores,e este assunto é controvérsio sim,nem todos tem a mesma interpretaçao do texto, entao a questao é: quem tem razao? Leio muito sobre o assunto,nao tenho senso de culpa.Deus sonda os coraçoes.Muitos lideres falam do erro de interpretaçoes da palavra repudio e divorcio.Falo de lideres, sao eles a quem o povo escuta,eles tem a responsabilidade de expor a Palavra sem colocar coisas a mais ou a menos.Claro que a decisao é do casal, tem quem consegue ter dialogo neste assunto, claro que o cristao ora, entao Deus nao nos da’ o livre arbitrio nas nossas escolhas?mas entao temos que falar por parte.Nao acredito que seja Deus a preparar a pessoa certa para casar,se for assim, tenho algumas perguntas, posso? Se Deus preparou alguém para mim, eu na desobediencia, errei e casei com outra pessoa da minha escolha,justo?por impaciencia,por tantos motivos que se sabe que acontecem,por achar que é amor,etc…visto que nao foi quem Deus preparou,o resultado depois de muitas tentativas e somos cristaos, foi o divorcio.Mas, a minha pergunta é:sei que é elementar,mas é a minha: O que aconteceu com a pessoa que Deus preparou para mim?Deus sabendo que eu ia tomar a decisao errada,logo preparou um alternativa à essa pessoa?Sera’ feliz com a alternativa que Deus colocou em meu lugar ? e qto às pessoas que graças a Deus, tiveram sabedoria, paciencia e escolheram em amor verdadeiro a pessoa que esteja ao seu lado pro resto da vida, mas uma delas vierem a faltar, sabemos que muitos depois de algum tempo de viuvez, casam novamente, me pergunto, essas casam com outra pessoa,seria essa tb a que Deus preparou para substituir a primeira? entao a segunda ficou ali na espera da primeira ir? Deus nao prepara so’ uma, mais uma outra caso uma morra?Sao pensamentos bobos,infantis,mas sao os meus!Creio sim que temos que tomar muito cuidado, orando a tomar a decisao certa,nos tomarmos,isso nao diminui a soberania de Deus.Eva podia ou nao escolher de pegar o fruto?Davi podia ou nao cobiçar a mulher de Urias?Sara podia ou nao esperar ficar gravida visto Deus ter falado que ela teria um filho? Eu vejo nossas escolhas nao qto a salvaçao, nessa nao coloco em duvida a soberania de DEUS.As consequencias das nossas escolhas erradas, e nao é so’ o divorcio e se casar novamente ,sentimos a disciplina de Deus aqui na terra!Nao sou eu quem escolhi, mas foi Ele quem me escolheu!

      • Ok, minha irmã, respeito o que pensas.
        Deus a abençoe.

  14. marcojuric disse:

    Bom dia Zágari!!
    (agora é a minha vez de dizer que o texto/comentário é longo…rssss)

    Em primeiro lugar quero dizer e afirmar que FELIZMENTE DISCORDO de você. E louvo a Deus por isso, e explico:
    Você diz:
    “…procuro encaixar o texto na tríade de funções da profecia: exortação, consolo ou edificação. Mas não consigo encaixar este em nenhuma das três categorias.”
    Eu digo:
    VEJO NÍTIDAS AS TRÊS CATEGORIAS!!!!!! GLÓRIAS A DEUS!!!!!!!
    EXORTANDO: encorajando e estimulando as pessoas a viverem segundo a Palavra de Deus.
    CONSOLANDO: é um consolo quando lemos ou ouvimos o que o próprio Jesus nos diz. É Deus falando conosco.
    EDIFICANDO: como somos edificados quando nossas vidas são confrontadas com a palavra de
    Deus. Desejo sempre ir ao encontro da Palavra de Deus.
    Por isso meu irmão eu lhe digo: nunca me senti tão feliz (que eu me lembre) por discordar de alguém.
    Digo também que fiquei feliz ao ler: “Deus faria o milagre de fazer brotar amor onde ele nunca houve? Pode acontecer? Sim.”
    Sabemos que Deus é poderoso pra fazer qualquer coisa, tenha ou não existido anteriormente, assim como criou a terra e nós.

    Em segundo lugar quero dar um breve relato/testemunho sobre o milagre que Deus fez em minha vida; na minha família.
    Eu e minha esposa nos casamos bem cedo, aos 21 anos de idade. Não por “necessidade”(ela não estava grávida…rssss), mas por vontade nossa. Eu era católico(do tipo que só fez a primeira comunhão quando menino e depois nunca mais entrou em uma igreja) e ela meio afastada da igreja(Assembléia de Deus) onde foi criada desde pequena. Algumas vezes ela conseguia me levar aos cultos da Igreja Batista no Méier, e eu gostava muito mesmo.

    Sentia vontade de cantar e de aplaudir ao final de cada música, mas percebi que não era a prática.
    Eu não conhecia o amor na forma que a Bíblia nos mostra.
    Depois de uns cinco anos casados, me separei(desquite). Achava que não amava mais a minha esposa por ter conhecido outra mulher mais nova. Num período de uns 3 anos vivi um “lá-e-cá” de “alegrias”(não felicidade) e tristezas. Nesse período Deus se revelou e tocou meu coração. Tive uma experiência com Deus, coisa que nunca havia sentido antes. Aos poucos Jesus me mostrou que eu estava vivendo em pecado. Milagrosamente Deus fez nascer um amor pela minha esposa, o qual nunca antes havia experimentado.
    Me reconciliei com minha esposa e ela comigo. As coisas aconteciam de maneira tão clara e tão surpreendente que eu ficava perplexo. O meu amor por minha esposa só aumentava, em todos os aspectos. Deus trouxe FELICIDADE para nossas vidas.
    Nesse ano de 2012 completaremos 29 anos de casados.

    Abraço!

    God bless you!

    Marco Tullio

    • Rapaz, vc quase me arranca lágrimas. Sim, esse é o nosso Deus. Lindo testemunho, querido!
      Hoje me deixa só te abraçar.

    • Paula disse:

      GLÓRIAS A DEUS….GLÓRIA GLÓRIA..

      • Amem!
        Beijo e paz!

      • mirella disse:

        eu espero em DEUS que esse milagre aconteça na minha vida, pois o meu esposo fala que não tem sentimentos por mim, depois de 11 anos de casados.

      • Mirella, espero e oro que Deus mostre ao seu esposo que todo sentimento pode ser reconstruído. Mais ainda: que amor não é somente sentimento. O sentimento é parte do amor.
        .
        Oro por ti, minha irmã. Receba meu carinho e meu afeto. No amor de Cristo,
        mz

      • mirella disse:

        Obrigada pelas suas palavras, DEUS te usou para me consolar, estou orando e esperando o milagre de DEUS no meu casamento, pois a vida dele está como a de muitos irmãos que o senhor relatou, ele tem vontade até de sumir e nunca mais voltar.

      • Minhas orações estão com você, Mirella. Ponho tua família nas mãos do Senhor, crendo com fé na restauração, que virá para glorificar o Todo-poderoso.
        .
        No amor de Cristo,
        mz

    • lilian disse:

      Que legal!!

  15. Vagner Martins disse:

    Prezado Mauricio. Excelente e corajoso seu artigo sobre esta questão tão delicada. Seu entendimento das escrituras a respeito do casamento e da possibilidade de dissolução é exatamente o modo como penso e fico feliz que não sou o único. Por outro lado, confesso realmente que é fácil dizer o que a Bíblia afirma, mas a maior dificuldade é encontrar que esteja disposto a pagar o preço e aceitar essa verdade. Que Deus fortaleça o seu povo a ser verdadeiros servos e façam tudo para a glória do nome do Senhor que quer povo santo e obediente, mas que faça a vontade Dele com alegria e não com tristeza, a semelhança do próprio Jesus, que amou a todos e foi fiel até a morte.

  16. O caminho do arrependimento é o caminho recomendado por Deus desde a Antiga Aliança. Esse caminho é o mais seguro exatamente porque as Escrituras recomendam o homem andar humildemente com o Senhor Deus. É o caminho de dependência; de amor leal e sincero; de fé verdadeira em Deus. Esse caminho de arrependimento é o caminho do milagre que faz acontecer as coisas novas, inusitadas, espantosas de Deus. Sem fé e arrependimento não há novo homem e nova mulher – a humanidade redimida por Deus pela obra vicária de Jesus. “Se um não, dois não brigam” pode ser o mote divulgado por aqueles que andam nas trevas para justificar a separação e novas uniões por qualquer motivo (como quem troca de roupa). Se um dobrar os joelhos e nesse propósito permanecer firme na Presença de Deus, “eu ouvirei”, diz Javé, “sararei vossa terra”. E o próprio Criador diz, “clama a mim, e eu te responderei”. Não de modo arrogante porque Deus não vê com bons olhos o caminho do soberbo. “O meu justo pela sua fé viverá” e ‘sem fé é impossível agradar a Deus”. Um casamento realizado no calor da paixão ou sob efeito de uma decisão tomada sob a pressão de uma sociedade carnal, pode ser curado por Deus. “Se creres, verás a glória de Deus”.

  17. Cabral disse:

    Caro Maurício…

    Realmente trata-se de um tema duro.

    São milhares e milhares de casais separados e que já se casaram novamente no meio cristão, tocando suas vidas… Deixo aqui registrado que faço parte da estatística.
    Para mim é uma paulada na moleira ler que estou em desobediência ao meu Deus e que minha filhinha de 5 anos é ilegítima…

    Me separei à 9 anos.
    Casei-me novamente com uma pessoa que não era cristã. Acredito que pela graça e misericórdia de Deus minha atual esposa à 6 anos se converteu e tem se envolvido desde então de maneira impressionante com a Palavra e com a obra de Deus… Nossa filha nasceu de uma maneira maravilhosa, que em outra oportunidade posso lhe relatar(mas, é “ilegitima” né?…); e “ainda estou casado com minha primeira esposa” certo? , que se tornou homossexual (na verdade sempre foi)…
    Sei que seu artigo foi extremamente bíblico(como todos os são), e toda sua argumentação é baseada na Palavra.
    Mas não seriam as palavras de Jesus e os demais textos citados direcionados, voltados e referentes à situações de casamentos “de verdade” vamos assim dizer?
    Casamentos que em algum momento houve o amor de verdade? Casamentos que foram precedidos de um período sério de namoro e noivado adequados à Palavra? Casamentos ministrados,realizados e acompanhados por pastores verdadeiros e homens de Deus que seguem as Escrituras ao aconselhar e guiar suas ovelhas? Casamentos que foram firmados, um dia, na Rocha? E que com o passar do tempo e pelos mais variados motivos(aqui cabe uma “carreta três eixos” de motivos e argumentações) , se perderam e daí sim estas pessoas decidem se separar,divorciar…?
    Como vc disse em seu artigo, “para que haja a ressurreição,um dia tem de ter existido a vida”. E se a vida ,no caso, nunca existiu? E se o casamento aconteceu e foi realizado em circunstâncias de total ignorância no que diz respeito aos princípios bíblicos básicos sobre a união de duas pessoas? Se foi realizado sem discernimento algum?? Sem maturidade de ambas as partes?? Por “pastores” sem nenhum autoridade diante de Deus para isso??? Se imaginavam que aquela seria a “vontade de Deus” quando ,na verdade, não era nada disso?? Mesmo assim, Deus considera que casou acabou?? Tá casado e ponto final?? Não tem mais “conserto”?… Se vira agora e pronto? Duas pessoas carregam conscientemente pelo resto de suas vidas o fardo deste erro?? Mesmo sabendo que não era prá ser assim?

    Se for assim, meu caro Zágari, estou vivendo no “mundo de Alice” no que diz respeito à tudo o que Deus tem feito em minha vida, como a conversão de minha atual esposa, o nascimento de nossa filha, nosso trabalho na Igreja…. Então tudo o que estou vivendo é fake e estou me engando?… Ou criando um cenário virtual de acontecimentos e situações em minha mente que se desmancharão quando do juízo de Deus?…

    O que faço?

    Volto prá casa hoje no final do dia e digo a minha esposa que nossa filha é ilegitima? Que o nosso casamento está em desacordo com a vontade de Deus? Que nosso trabalho na Igreja, na verdade, não está agradando a Deus,pela nossa desobediência? Que o que Deus tem feito na verdade é fruto de uma “indução psicológica” nossa? E que devo abandoná-la e voltar com minha ex mulher, ou pelo menos ficar próximo dela “até as coisas se ajeitarem”?. O que digo para minha filha daqui à um tempo? Hoje ela só tem cinco aninhos,não compreenderia mas, quando tiver uns quinze digo à ela que ,na verdade, ela não é uma filha legitima? Pois eu não deveria estar com a mãe dela e sim com minha ex mulher?

    Por favor,meu mano, não estou,em hipótese alguma, bravo,triste ou chateado com suas palavras. Apenas confuso… Não é nada pessoal(rsrs)
    Não entenda assim. Tenho sido edificado, instruído e muitas vezes admoestado e exortado pelo APENAS, e louvo à Deus pela sua vida e pela sua escrita.

    Mas este artigo me trouxe esta série de questionamentos que lhe fiz… E agora???
    Vou terminar, como vc disse , como vários irmãos terminam te perguntando:

    O que eu faço, Zágari???

    Um abraço,irmão!

    Cabral.

    • Querido Cabral,
      .
      vc sabe que é um irmão queridíssimo. Só quero teu bem e a tua paz. São muitas e muitas perguntas e não é à toa que eu escrevi esse post em lágrimas, pois sabia que muitos se sentiriam doloridos pela exposição bíblica que fiz. Mas…como disse, é biblica.
      .
      Você disse algo que me chamou a atenção: a homossexualidade de sua esposa. Não sei até que ponto isso fez parte do seu divórcio, é um assunto íntimo e penso que não deve ser tratado aqui abertamente. Mas se houve relacionamentos ilícitos dela com mulheres durante o período de seu casamento com ela e essa foi a causa da separação vejo que se encaixa perfeitamente na exceção que Jesus expôs. Nesse caso, você estaria livre para se recasar.
      .
      O meu entendimento bíblico está exposto no texto, creio que não preciso acrescentar nada. E, acredite, é um entendimento que me dói. Pois é logico que eu gostaria de chegar para todas as pessoas e dizer “faze o que tu queres, pois é tudo da lei”, mas sou escravo de Cristo e não posso me desvencilhar de sua boa, perfeita e agradável vontade – revelada nas Escrituras. Suas perguntas eu não sei responder, só o próprio Espirito de Deus. Falo sobre o que registrado em tinta sobre papel, penso que não compete a mim responder questões que vc me pôs, como “Mas não seriam as palavras de Jesus e os demais textos citados direcionados, voltados e referentes a…”, pois aí eu estaria entrando no campo da especulação. E isso eu jamais faço com a Palavra de Deus. Ai de mim fazê-lo.
      .
      A minha sugestão, meu irmão, é que você procure seu pastor. É um assunto demasiado complexo, com nuances pessoais, para eu tratar neste espaço. Ele pode te orientar e até, quem sabe, discordar dos fatos que expus. E vc pode se aprofundar nas informações em gabinete. Foi a ele que Deus confiou teu pastoreio e não a mim, portanto penso que há uma capacitação especial sobre ele para cuidar da tua vida espiritual. Converse com ele, debata o que apresentei e de repente vc conclui que eu sou um herege (rs), embora eu não o creia. Mas penso que este não é o local para isso. Eu trago reflexões que levantam questões. Se as pessoas se sentem tocadas por elas, penso que devem tratar de sua vida espiritual com seus pastores para, quem sabe, se tornarem cada vez mais intimas de Deus e moldadas à vontade do Criador.
      .
      Vc conta com meu carinho e minha solidariedade, mano. “O que faço?”, vc pergunta. Eu diria: busque o Senhor e ele te dará as respostas.
      .
      Oro por ti.
      .
      Com afeto, abraço e amor fraternal,
      Mauricio

      • Cabral disse:

        Ok!

        Na verdade, meu pastor já tem nos acompanhado, e é ciente totalmente de nossa situação. Acredito que não teria como ser diferente, uma vez que temos um envolvimento com a obra local aqui aonde congregamos.

        Espero que meus questionamentos, não tenham obstruído em momento algum o objetivo do post! Que tenho certeza,é a edificação do Corpo de Cristo, e instrução dos seus membros.

        Fiquei sim, confuso após a leitura e meditação. Por isso os questionamentos. Porém antes mesmo de ler sua resposta, este era o sentimento que tive em meu coração… O mesmo que vc respondeu.

        O de continuar debaixo da graça e misericórdia Dele que se renova á cada manhã, buscando sempre A Palavra e a instrução daquele que o Senhor comissionou como sendo meu pastor aqui em Goiânia.

        Vou tocando minha vida daqui, Zágari… Esperando um dia, ter todas minhas dúvidas esclarecidas por completo, e minha mente totalmente conformada à do Pai. Daí sim, as dúvidas se dissiparão… Quem sabe estou errado mesmo, estou em desobediência, em pecado…
        Mas minha situação, ao meu ver, não tem volta… Assim sendo, aguardarei o grande Trono aonde todos nós seremos analisados por tudo… Quem sabe terei um galardão menor por tudo isso…. sei lá… Isso, só Naquele Dia…

        Agora, tenha certeza de uma coisa mano: Que se pudéssemos levar a leitura deste seu artigo à todos os solteiros e jovens de nossas igrejas espalhadas por este Brasil, com certeza seria de grande valia para O Reino, evitando o sofrimento de muitos que não precisariam passar pelo que passei e evitar situações como a que milhares de casais estão passando e ainda passarão,infelizmente no nosso meio cristão… Jovens e solteiros buscando de verdade a vontade de Deus para suas vidas no que diz respeito ao seus casamentos!
        Oxalá isso acontecesse…

        Longe de mim te considerar um herege… Tá louco?

        Quantas e quantas vezes fui edificado pela sua escrita?

        Aprendo a te considerar cada vez mais!

        Conto sim, com suas orações!

        Um abraço deste irmão falho e pecador…

        Em Cristo.

        Cabral.

      • Mano querido,
        de modo algum! Seus questionamentos foram legítimos e em seu lugar eu tb os faria.
        É como eu enxergo a proclamação expositiva da Palavra: nós expomos e cada um a digere como digerir (orando eu que seja segundo a vontade de Deus, para o próprio bem dos irmãos). O dever de quem expõe é ser fiel ao texto sagrado. O que cada ouvinte (leitor) fará a partir do que foi proclamado… aí já torna-se uma questão pessoal, sobre a qual não há ingerência do que expôs.
        Vc é um companheiro fiel de jornada virtual (e um dia, oxalá, celestial rsrs)e só quero teu bem. Oro sim por ti e deposito tua vida nas mãos dO que detém toda graça e todo amor.
        Um abraço deste irmão muito mais falho e tremendamente mais pecador.
        No amor de Cristo,
        mz

  18. Joelma Nunes disse:

    Maravilhoso post Maurício

    Meu casamento é testemunho de que Deus faz milagres!

    Que Deus continue derramando sabedoria em ti!

  19. Andrea J. disse:

    Maurício,

    seguidora recente, comentarista novata! Graças a Deus, muito bem casada há 20 anos. O tema é áspero por um motivo: dureza do nosso coração. Apenas alguns pontos a acrescentar. Como vc, também nao estou subestimando o sofrimento e a dor dos nossos irmãos. Porém, a dor – e a dureza do coração – nos fazem ver as coisas distorcidas. “De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados” (Lamentações 3:39). Pecamos ao ignorarmos Deus, ao ouvirmos nosso coração enganoso na segunda decisão mais importante da vida. Pecamos ao nos vitimizarmos, satanizando o outro (as mulheres têm uma enorme habilidade nisso). Ninguém é inocente e nem vítima. Ninguém casou obrigada, nem enganada, pois o que somos antes do casamento seremos em maior grau após ele. Creio que o primeiro passo para uma possível cura é o nosso arrependimento por não termos ido a Cristo para termos vida antes de qualquer decisão (Joao 5:40). E muitos continuam nao querendo nem quando colhem os frutos que eles mesmos plantaram. A amargura é um pecado recorrente nas minhas irmãs. E traz consigo uma série de abismos. E é extremamente difícil conviver com uma mulher amargurada.

    Paro por aqui. No entanto, deixo uma palavra de consolo pra meus irmaos: “Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Romanos 12:21). E o mal nao está no seu cônjuge; está em vc!

    Andréa J.

  20. Ree disse:

    Maurício,
    não vim falar sobre seu texto de hoje – que acertou o alvo! – mas de uma coisa que sempre chama minha atenção em você e nos irmãos-comentaristas: a GENEROSIDADE!!! Generosidade que engloba respeito, atenção, boa palavra, discernimento, raciocínio, franqueza, carinho… amor. Aqui ninguém tem medo de perguntar, não entender, questionar, discordar, agradecer, porque sabe que não será ridicularizado ou desprezado por você nem ninguém.

    Perdão por não comentar o foco do post, mas tinha que lhe dizer da tremenda alegria que traz a vida da gente essa percepção! As conversas ‘virtuais’ se dão de uma forma cristã, bonita, franca, direta (até mesmo pedagógica), verdadeira, como deve ser, como é a Palavra de Deus.
    Tenho visto tanta, mas tanta hipocrisia e gente cristã boba, sem amadurecimento, se achando ‘o’ cara – ou ‘a’ cara ;), mas desmerecendo os irmãos, às vezes ridicularizando, distorcendo palavras e até sentimentos, que, francamente, só muita oração e lamento por esses tantos que precisam aprender a humildade, parar um pouco e rever sua vida em Cristo. Se são pastores, que parem; se seminaristas, que orem mais pelo caminho que pretendem seguir… Não vejo nenhuma edificação em grande parte das páginas (twitter, facebook, blogs and so on) de ditos cristãos por aí, mas muuuuitas pedras de tropeço.

    Pois então, é isso.

    Que todos possamos continuar crescendo no caminho que Deus tem para cada um de nós.

    Paz, mano
    PS: de verdade, se assim entender, não carece publicar essa resposta, ok? :D

    • Regina,
      eu tb me alegro com DIALOGOS.
      Mas há um fator. Recebo muitos comentários agressivos, só que simplesmente os deleto, não publico nem respondo.
      Por isso a sensação de que aqui há mais civilidade: só deixo participar do APENAS quem fala e age de modo cristão.
      Os que eu chamo de “cristãos UFC” podem procurar blogs que gostem de ofensas, escrachos e mundanismo. Aqui não.
      Este é um espaço construído para quem ama Cristo e age segundo Sua vontade.
      A discordância é absolutamente normal e não existe nenhuma razão para dois cristãos salvos se ofenderem simplesmente pq não concordam em algo. Pelo contrário, é pela dialética que crescemos.
      Se eu tivesse concordado com tudo o que me disseram na época da minha conversão e nunca mudasse de opinião até hoje ouviria pregações berrando e sem entender qual é A VERDADEIRA VITÓRIA DO CRISTÃO. Mas aí a gente vai caminhando…lendo… aprendendo…sendo discipulado….
      Obrigado mais uma vez pelo carinho.

  21. Fernando disse:

    Maurício.. parabéns pelo post… mas principalmente parabéns por sua paciência em ler todos os comentários e respondê-los sempre de acordo com a Palavra.. abraço e Paz, Naquele que nos amou com Eterno Amor..

  22. LobaMuitoCruel disse:

    Querido irmão em Cristo, a paz!

    Eu acho que mesmo que eu passasse a minha vida toda, não encontraria palavras para descrever o quão edificante, sensata, cristão e bíblica é esta sua postagem e fico feliz que você tenha colocado no texto uma pitada da sua humanidade assumindo quem nem sempre nós temos todas as respostas para todas as perguntas: “eu não sei”.

    Eu não sou uma das personagens das histórias citadas neste post, mas não tenho vergonha em assumir que eu mesmo tive sérios problemas em meu casamento, os quais você chegou a ter conhecimento, inclusive, e para os quais eu lhe pedi conselhos um dia. E eu me lembro de que você me disse algo impactante do qual eu nunca me esquecerei: você citou o trecho da mulher samaritana… mesmo assim, eu não queria ouvir porque eu estava tão desacreditada e tão sem fé que eu não via outra alternativa a não ser o divórcio e estava, inclusive envolvida com outra pessoa. Mas Deus é maravilhoso e, sutilmente, fez com que eu me afastasse e evitou que eu pecasse, mesmo que inconscientemente eu quisesse pecar.

    Enfim, tentando resumir: eu pedi o divórcio mas tempos depois decidi dar uma chance ao meu marido, mas meses depois, o inferno parecia ter se instalado na minha vida e foi então que o meu marido pediu o divórcio…

    Foram meses escutando testemunhos e pensando que talvez Deus não me amasse tanto assim e não estivesse escutando minha orações de meses, porque as coisas iam de mal a pior.

    Foi então que minha mãe, cristã, na tentativa de me consolar me disse algo assustador e que me fez pensar e “minha ficha cair”: Não se preocupe, Deus sabe de todas as coisas e conhece seu coração… talvez ele esteja permitindo que você se divorcie para que você encontre uma pessoa que a faça feliz de verdade”.

    NÃOOOOOO… era um engodo! Se eu casei debaixo da Palavra de Deus, como ele permitira que eu me divorciasse ainda por cima para me casar com outro homem??? Errado!

    Maurício, então todas as janelas se abriram para mim naquele momento: não existe qualquer outra saída a não ser procurar por Deus, pedir, orar, jejuar e, principalmente obedecer e ser fiel a Deus. Eu estava errada. Deus não poderia me abençoar: eu não estava sendo uma esposa segundo Suas recomendações, eu era rebelde, eu não era submissa, eu queria ser cabeça da relação, eu não era paciente e muito menos sábia.

    Se exisitisse uma receita de bolo, com tudo o que já passei eu só posso dizer isso: seja fiel, seja cristã, seja filha obediente e Deus lhe recompesará e irar curar teu casamento. Pode ser que demore um dia, semana, mês, anos, décadas, eu não sei, ninguém sabe. O tempo de Deus não é o mesmo que o nosso, ore, obedeça, agrade a Deus e aguarde. Tão simples.

    Desculpe-me pelo comentário longo, mas eu PRECISAVA compartilhar este testemunho =D

    Meu casamento? Um mês depois do marido pedir o divórcio, vai bem, obrigada. Com alguns acertos a serem feitos, com fé e amor em Deus =D

    • Testemunho fantástico, querida! Fico feliz que as coisas estão se acertando. Lembro daquela fase tenebrosa, mas como Deus é bom, né? O diabo anda em derredor como um rotweiller (rsrs) mas Deus sabe segurar a coleira!
      .
      Beijo enorme, amei saber que as coisas estão se resolvendo.
      .
      Jesus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

    • Suely disse:

      Mauricio, gostaria de uma informaçao se possivel, encontrei este texto, mas gostaria de saber se é verdade ou nao este fato ou é algo escrito na internet . Pois nunca tinha lido ou ouvido falar. Muito obrigada, gosto de me informar, mas tb quero saber se os escritos sao verdadeiros.

      Um fato importante ocorrido no século XVII parece que ajudou a propagar este erro. Em 1604 o Rei James I da Inglaterra autorizou o início de uma nova tradução da Bíblia em Inglês. A Bíblia Rei James, mais conhecida como Bíblia KJV (King James Version), teve a primeira publicação em 1611 e veio com este erro de tradução da palavra “apoluo” como “divórcio”. Os tradutores escreveram “divorciada” em lugar de “repudiada” em Mateus 5:32 ”But I say unto you, That whosoever shall put away his wife, saving for the cause of fornication, causeth her to commit adultery: and whosoever shall marry her that is divorced committeth adultery.“

      Tanto “put away”, quanto “divorced” foram traduções da palavra grega apoluo (repudiar), mas a segunda é uma forma incorreta. Esta versão causou um profundo impacto não apenas nas traduções bíblicas inglesas posteriores, mas na literatura como um todo. Ela se tornou uma referência e esta influência atingiu até os tradutores e revisores modernos, inclusive nos léxicos gregos, que deixaram propagar este problema. Como o Brasil foi evangelizado, direta ou indiretamente, pelos europeus e americanos, temos por tradição a ter em mente “divórcio” quando lemos “repúdio”.

      • Suely, desculpe, li que vc se referia a um termo e escrevi outro. Aqui vai o correto:

        Sobre o termo “apoluo” é a palavra grega correta, porém o significado é equivocado. Leia o que diz Strong:
        ἀπολύω
        apoluō
        ap-ol-oo’-o
        Meaning to free fully, that is, (literally) relieve, release, dismiss (reflexively depart), or (figuratively) let die, pardon, or (specifically) divorce: – (let) depart, dismiss, divorce, forgive, let go, loose, put (send) away, release, set at liberty.
        .
        Como vc pode ver, o termo se aplica especificamente ao divórcio.
        Deus a abençoe.

    • Nossa!!! Como me identifiquei c o que li aqui. Somos ou fomos exatamente iguais,,, insubmissa, nao honrava e nem respeitava meu marido como a biblia me orienta (ordena). Porem é maravilhoso lê e saber na pratica que DEUS restaura, assim como te restaurou. Estou esperando o meu milagre a 5 meses, as vezes tenho vontade de jogar tudo pro alto e as vezes tenho vontade de lutar ate o fim, mesmo sem saber onde sera o fim.
      EU so eu e minhas maes (pois tenho duas), nao acreditamos no divorcio, minha sogra aceitou o filho dela de volta de braços e sorrisos abertos embora seja evangelica tbm, as vezes a dor, a solidao eo desespero toma conta de mim e nao sei o que fazer. DIVORCIO nao faz parte dos meus planos mais dos planos de meu marido, ele ja ate me pediu os documentos para dar entrada, e como sei que fiz TUDO errado as vezes acho que DEUS esta me punindo, mas ainda sim nao vejo o divorcio como a saida, é como se DEUS quizesse que eu me voltasse, me reconciliasse c Ele (DEUS), mas eu ja nao sei mais como o fazer, tenho orado, lido a biblia, jejuado etc… e nada acontece.

  23. Leandro disse:

    Graça e Paz, Maurício!
    Muito abençoada a sua matéria. Vejo o quanto é importante refletirmos a respeito. Temos a liberdade em muitas como exemplos: se vc não esta contente com seu emprego, vc pode procurar outro, se vc não gosta do lugar onde mora, vc pode mudar para outro, Deus até permite que vc mude de igreja e continue a
    servi-Lo, mas não permite que trocamos de
    esposa. Estou solteiro e tenho muitas dúvidas na escolha da pessoa certa. Se possível, gostaria que enviasse seu email para que eu possa expor algo.

  24. KM disse:

    Muito bom, Mauricio! Explicação bem baseada na Palavra. Tenho visto pessoas crentes desfazendo casamentos devido a traicao cometida por uma das partes. O que entendo é que a pessoa que traiu nao pode se casar novamente e tem que torcer para que o conjuge o aceite de volta. E, aquele que nao traiu deve honrar Malaquias 2:16 e tentar resgatar o casamento, contudo tem o direito de se ver livre do traidor ja que esse quebou a alianca. Muito triste…. mas, o que me deixa intrigada é ver a parte que cometeu adultério se casando de novo com uma nova pessoa, e os amigos crentes dando votos de felicidades ao novo casal. O que é isso? Fico horrorizada. Eu me sinto péssima por isso, afinal eu não quero desejar o mal pro novo casal, mas também nao quero parecer que concordei com que ela fez e com o novo rumo anti biblico que está dando a vida.

    Tambem, vejo muitos crentes defendendo a parte que cometeu o adulterio: “Ah…mas será que esse casamento realmente era de DEUS? Sera que foi o Senhor que realmente os uniu?” ou “DEUS quer a minha felicidade, ELE é amor!”… Ninguem lembra do carater justo de DEUS neh? Leia Apocalipse. Ele é muito Justo.

    Dificil…

    Todas as suas citacoes biblicas foram do Velho e Novo Testamento, na minha opiniao. Afinal, Jesus estava citando a propria PALAVRA que DEUS deu a Moises e explicando. Os fariseus, assim como outros povos ao longo do tempo, tentaram distorcer o que estava escrito na instrucao dada por DEUS a Moises, indagando Jesus.

    Jesus respondeu a eles explicando muito bem o que ja estava escrito, ele nao alterou nada.

    Quando um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então será que, se não achar graça em seus olhos, por nela encontrar coisa indecente, far-lhe-á uma carta de repúdio, e lha dará na sua mão, e a despedirá da sua casa.
    Deuteronômio 24:1

    Tem quem acha que o homem poderia deixar a mulher pelo simples fato de nao ter gostado do almoco que ela fez! Simplesmente por ler: “se não achar graça em seus olhos”,

    Eh preciso compreender o restante “por nela encontrar coisa indecente”…..
    “Eu, porém, vos digo que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de prostituição, faz que ela cometa adultério, e qualquer que casar com a repudiada comete adultério. ”
    Mateus 5:32

    Jesus explicou muito bem, nao acrescentou nada, nao tirou nada, nao alterou nada do que ja estava escrito. Afinal ELE mesmo disse: Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til se omitirá da lei, sem que tudo seja cumprido.
    Mateus 5:18

    Gostei muito do seu texto e da sua disposicao em escrever sobre tema que pode “arder as feridas” de muitos.

    Quem nao casou ainda, penso que deve orar, suplicar a DEUS que nao permita que caia em um casamento por engano. Para os casados, que nao estao felizes, orem! Alguma coisa por acontecer: um milagre. Faca um esforco, escolha amar, ja que nao tem outro jeito.

    Abracos. Escrevi demais, desculpas

    KM

  25. Rodrigo Motta disse:

    Realmente é um assunto difícil.
    Ainda mais que uma coisa não sai da minha cabeça.

    Onde fica a soberania de Deus nesse post

    Deus é soberano ou não é? Deus tem tudo a seu controle ou não?
    Tudo quer dizer TUDO ou não? Se Deus não tem soberania na questão do casamento então soberania não é soberania, então em que mais Ele não tem?

    Vendo as Escrituras eu chego a seguinte conclusão:
    Deus é supremo em tudo. Ele está levando o Seu plano feito desde antes da fundação do mundo, independente do ser humano. Ele controla todas as circunstâncias da vida de cada ser humano que pisa, pisou ou pisará na face da terra para concluir os seus propósitos insondáveis. E isso em harmonia com as escolhas e decisões do homem. Como pode ser isso? Não sei. Aliás não faço a minima idéia, pois não sou Deus. Nossa mente limitada não consegue assimilar a grandeza e a sabedoria do Criador de todas as coisas.
    “O profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!
    Porque quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?
    Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
    Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.”
    Romanos 11:33-36
    Se creditamos em um versiculo como este então Deus sabe o que faz.

    Olhamos para o AT e o NT, vemos Deus conduzindo o seu plano atraves de: casamentos e herdeiros. Abraão e Sara, Isaque e Rebeca, Jacó e Raquel. Deus não fez com que os patriarcas se casassem com quem Ele queria? E ainda sim cada um não escolheu sua esposa?
    E até Davi, Salomão poderia ter nascido de outros pais? Os genes de Davi e Betseba não formariam em perfeição a mente e o copro de Salomão? Logicamente Deus não forçou Davi a pecar, mas atraves do mal Deus transformou em bem, veja Salomão e a riqueza dos Salmos escritos por Davi, falandod e arrependimento e graça.

    E João Batista poderia ter nascisod e outro casal sem ser Zacarias e Isabel? Por acaso Deus não guiou para que João fosse primo do Mestre? E Maria e José, Deus não guiou para ele serem os dois da descendencia de Davi? Áquila e Priscila, casaram por escolhas deles ou Deus os separou para crerem como casal e serem ministros do seu evangelho?
    Como Deus pode manter uma genealogia intacta sem controlar quem casa com quem

    Deus não faz acepção de pessoas e nele não há sombra de variação. Portanto como Deus fez com as pessoas da Biblia ele faz com você.

    Deus tem o controle total inclusive com quem você casou. A soberania de Deus fez você escolher seu conjuje.

    As malezas e a infelicidade do casamento são frutos de se juntar dois pecados debaixo do memso teto. A depravação, o egoismo, o pecado e o a carne fazem com que soframos.
    Deus está usando as circuntâncias para o seu bem
    “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. ” ROmanos 8:28
    Afinal todas as coisas são todas as coisas.
    O alvo dele não é a sua felicidade aqui, é deixar você cada vez mais parecido com Jesus. E ele esta usando seu conjuje para isso

    A única esperança de QUALQUER casamento dar certo é Cristo. Ao vermos as coisas da perspectiva humana, ficamos frustados, mas com o olhar do alto, vemos além das nossas murmurações.

    Quer a fórmula para a felicidad eno casamento?

    Novo nascimento, erro, arrependimento, graça, crecimento, santificação, erro de novo,, arrependimento, graça, crecimento, santificação, erro de novo, arrependimento, graça, crecimento, santificação, erro de novo, arrependimento, graça, crecimento, santificação, erro de novo… até morrer e encontrar com Cristo.

    Não existe “casei errado” na ótica de Deus, existe falta de conformidade com Cristo.

    Alias se Deus não pode fazer brotar amor do nada, como então pecadores inimigos de Deus, que o odiavam, rebeldes e depravados consegue nutrir um amor incondicional por Cristo depois da conversão?

    Espero ter contribuido.

    Abraços
    Deus abençoe

    Rodrigo

    • Contribuiu, Rodrigo, obrigado.
      .
      Só tem um porém: Deus não contradiz a si mesmo. Nunca a soberania absoluta e incontestável de Deus vai levá-lo a contrariar o que Ele mesmo disse. Senão, teríamos um Deus em quem não podemos confiar, que a cada hora muda o que diz, um Deus relativista e inconstante. Não é o caso.
      .
      Seus estatutos são eternos e imutáveis.
      .
      Paz seja contigo.

      • Rodrigo Motta disse:

        Não entendi. Preciso de uma luz rs. Que parte voce achou que eu disse que Deus se contradiz? Porque eu concordo plenamente com a questão do divórcio que você colocou. A parte que não concordei foi a parte que uma pessoa pode “casar errado”. Elas podem errar no casamento certo, mas não casar errado.

        Abraços

        Paz de Cristo.

        Ps: Louvo a Deus pela sua vida, precisamos pensar mais biblicamente nos dias de hoje e seu blog nos leva a isso

      • Obrigado, querido.
        Se compredendi mal o contexto geral de seu comentario me perdoe.
        Apesar disso, mantenho minha visão de que é possível casar errado. Pq? Pq existe um padrão bíblico que estabelece as razões corretas para se casar, sendo o alicerce do mesmo o amor. Se alguém se casa, por exemplo, para dar o golpe do baú, vc acha que ela não se casou errado? Ou quem casou de tanto sofrer pressão da família. A enquete que deu origem a toda essa discussão apresenta algumas razões erradas que levam alguém a se casar. E se vc se casa por uma razão errada…vc casou errado. Reflita um pouquinho sobre isso.
        Paz, querido e obrigado pelo carinho.

      • g2-aba8611a317bdb0cbf4adac7565bd1f3 disse:

        Pensarei irmão. É dificil conciliar os dois. Respeito sua opnião mas a soberania de Deus ainda fala mais alto para mim, de algum modo tudo colabora para o bem daqueles que o amam.

        E em I Corintios 7:9, Paulo diz que é melhor casar do que se abrasar-se. Ele diz que queria que todos fossem como ele, mas quem não consegue é melhor se casar. A motivação seria para não cometer fornicação. E antes ele proibe sumariamenteo divórcio até com jugo desigual com descrente, pois o queé crente santifica o outro.

        Tem várias questões né? Deus tenha misericórdia.

        Abraços

      • A soberania de Deus fala mais do que a Palavra de Deus? Mas se a Palavra foi gerada pela soberania, é impossível elas se contradizerem, querido. São indissociáveis.

        Deus te abençoe.

  26. Silvia disse:

    Oi Mauricio, não entendi direito sua resposta para o post do Cabral. Pela leitura de seu texto havia entendido que se separassemos não poderíamos nos casar novamente, e ele casou e voce diz que tudo bem? Esse assunto é muito dolorido e envolve inúmeras questões. O que eu penso verdadeiramente é que toda a sociedade sendo cristã ou não, está completamente fora dos padrões bíblicos. Sou divorciada há 26 anos e passei por muitas fases.

    • Acho que vc nao entendeu o que eu disse ao irmão Cabral, Silvia.
      Sugiro que vc releia minha resposta.
      Deus a abençoe.

    • Só para complementar e não ficar mal-entendido: o que eu lhe disse é que a mim compete expor o que o Senhor proclama como a Sua Verdade por intermédio das Sagradas Escrituras. E que a partir daí cada pessoa vai assimilar (ou não) a exposição e aplicar em sua vida ou ignorar o que foi dito.
      Cabe a cada um decidir que caminho trilhar. Não a mim. A mim compete apresentar o Evangelho. Não quer dizer que eu não possa tratar as pessoas em situações dificeis com carinho e afeto, ainda mais o Cabral, que é um mano querido.
      A vida dele segue conforme ele e Deus caminharem, independente de minha aprovação. Claro que tenho minha visão sobre o que ele disse, mas eu não sou o ES para julgá-lo. Apresento o que está escrito. Chamo atenção para o que está escrito. Mas como cada pessoa recebe e age em função disso…foge às minhas mãos. Se ele estiver certo, Deus o acolherá sem reservas. Se estiver errado, prestará contas. Cada um dará contas de si, para o bem ou para o mal.
      Foi isso, em outras palavras o que eu disse a ele, de modo fraterno e amigável como sempre eu e ele conversamos.
      Compreendido?
      Deus te abençoe.

      • Suely disse:

        Mauricio, muito obrigada pela atençao, pela ajuda, pois grego nao é todo mundo que sabe né? Gostei muito da tua reposta à Senhora Silvia e a coloquei como se fosse pra’ mim tb. Deus Age por Amor do Nome Dele: Sua Justiça e Misericórdia.
        As dúvidas podem ser tiradas ou pelo menos debatidas. Podemos discordar de alguma coisa, mas nem por isso devemos nos tornar inimigos rsrs. Boa noite

      • Disponha sempre, Suely.
        Deus te abençoe.

  27. Maria disse:

    Zágari,

    É difícil hoje em dia encontrarmos até pastores que tenham coragem de falar o que você falou aqui.
    Agora gostaria de saber sua opinião: e quando uma mulher vive junto com um homem divorciado, converte-se, casa-se com ele e depois resolve se divorciar devido violência doméstica?? É permitido esse divórcio?? Como foi um casamento com um divorciado, esse 1º casamento não seria considerado válido e ela está livre para se divorciar??

    • Maria,
      graças a Deus eu não tenho que me preocupar em perder dizimistas. Muitos pastores não querem falar a verdade nua e crua da Bíblia pq os duros de coração vão preferir mudar de igreja do que mudar de vida. E quem depende de número de membros para viver, esquecendo de depender de Deus, vai sempre querer agradar a todos.
      .
      Sobre o que você perguntou, vou partir do princípio de que estamos falando em tese, pois cada caso é um caso e há nuances. Por exemplo: se for um caso real, o homem divorciado com quem ela vive se divorciou pq? E só ela se converteu ou ambos? Percebe? Seria o caso de se procurar o pastor que pastoreia essa senhora para ver o caso mais de perto. Há muitos elementos nessa equação. De cara eu já diria: se ela vivia com um divorciado que não se divorciou por causa de “porneia” ela na verdade vivia em adultério com ele (palavras de Jesus, não minhas). Portanto, “divorciar-se” dele não seria um divórcio, mas o afastamento de um homem ainda casado aos olhos de Deus com outra pessoa.
      Agora: se ele divorciou-se por relações sexuais ilícitas da esposa, então o casamento dele com a mulher em questão é válido e violência doméstica não é contemplada como uma exceção para o divórcio.
      .
      Aliás, foi bom vc tocar nesse assunto. Quando eu dava aula em seminário sempre essa questão era levantada. Entenda: homem que bate em mulher é caso de polícia. Se o marido espanca a esposa o lugar dele é na cadeia. A grande questão é que ele estará na cadeia, mas continuarão casados, pois não há absolutamente nenhuma permissão bíblica para um divórcio por essa razão. Lembre-se da pergunta dos fariseus: “É lícito ao marido repudiar a sua mulher por QUALQUER MOTIVO?” Se violência doméstica fosse um motivo, vc não acha que Jesus teria dito? Não acha que ele diria “somente em caso de relações sexuais ilicitas ou de agressão física”? Mas não é isso o que Jesus diz. Ou o Mestre é omisso no que fala?
      Sei que é algo que tende a contrariar o senso de justiça de alguns, mas não compete a nós discordar da Bíblia. Compete a nós ouvir a voz das Escrituras e obedecê-la.
      Em resumo: o marido bateu? Lei Maria da Penha nele! Que se torne um presidiário! Mas…será um presidiário casado.
      .
      É o meu entendimento a partir das Escrituras.
      .
      Deus a abençoe.

  28. Lívia Rocha (@lih_rocha) disse:

    Amigo,
    demorei tanto pra criar coragem e ler esse post… eu achava q o título não tinha a ver comigo, afinal, nem namorado eu tenho qnto mais um casamento!
    Mas hj me peguei pensando em aceitar um pedido d namoro só pq muitos a minha volta estão me pressionando a isso e com lágrimas nos olhos resolvi ler o post e encontrei forças pra não dizer sim sem q haja um sentimento no meu coração, e então eu possa evitar o q esse título diz: “casei errado”; eu não penso em namoro sem pensar em casamento assim como qndo penso em casamento eu penso q será até q a morte nos separe, não pq isso é lindo e romântico, mas pq eu sei q essa é a vontade d Deus!
    Sou grata a Ele pela sua vida e pela sua coragem d escrever a verdade doa a quem doer!!! Graças a Ele tbm por te usar e por vc ser voz dEle pra pessoas q as vezes estão sofrendo interiormente e ninguém sabe (like me)… Eu oro pra não cometer o erro de casar errado e espero não cair na pressão q sofro em volta por uma sociedade q comete bullying sem nem percebe.

    Que nosso Pai continue abençoando sua vida, seu casamento e a pequena Laura!

    • Livia, amada,
      fico feliz por saber que minhas palavrinhas te edificaram e por saber que vc pensa no namoro e no casamento como uma verdadeira cristã. Não se deixe levar pela pressão não, seria um terrível erro.
      Obrigado pelas tuas palavras gentis.
      Bênçãos em dobro pra ti, pro teu pai e toda a sua familia! Que Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  29. Oi Maurício!
    Só um comentário mais geral …
    É gritante a dificuldade que os cristãos têm em obter aconselhamento em suas igrejas!

    Tem duas coisas que sinto dificuldade de compreender à luz da exposição das escrituras:
    - Mulheres que sofrem violência doméstica (não é razoável aconselhar a pessoa morrer de apanhar dentro de casa, até (ou se) seu marido se converter! )
    - Casamentos e divórcios ocorridos antes da conversão, quando tudo que a pessoa fazia era guiado pela carne e não pelo Espírito, estaria a pessoa fadada a viver para sempre sozinha?

    Não tenho certeza que a resposta de Jesus contempla essas particularidades. É o caso que um irmão relatou … acho que merece um olhar diferente do caso de cristãos se divorciarem. Não proponho um relativismo bíblico, mas em termos práticos, que graves consequências teriam para essas pessoas! Se agora elas são NOVAS CRIATURAS, por que viverem sob o jugo do que fizeram quando eram descrentes?

    Beijos Maurício, e eu solteira, espero firme e pacientemente a PESSOA CERTA ;)

    • Katiana, olá!
      .
      minha irmã, sobre a questão da violência doméstica respondi em outro comentário recente, dá uma espiadinha e vc verá o que é bíblico sobre isso.
      .
      Sobre a outra questão: o casamento não é uma instituição cristã. É uma instituição para a raça humana. Se vc for achar que casamentos feitos antes da conversão não são válidos, muçulmanos, budistas, ateus, macumbeiros etc…nao sao casados? Só cristãos são casados? Isso é um pensamento que se distancia completamente da Bíblia. Abraão era caldeu e não era casado com Sara? E Isaque? E Potifar, que era egípcio, adorava falsos deuses e José se recusa a se deitar com a ESPOSA dele? Percebe? Casamento não é um conceito cristão, é um conceito de toda a espécie humana.
      Vc nao pode desprezar o conceito da graça comum, amada.
      Usando o exemplo do post, se vc decepa uma perna antes da conversão ela nao volta a crescer qdo Jesus te converte.
      O que é apagado com a conversaão é o pecado. E casamento não é pecado. Queira Deus que todos os ateus se casem, por exemplo!
      .
      Espero ter esclarecido suas dúvidas.
      .
      Beijo grande e paz.

      • Claudio Nossa disse:

        Mas, se o descrente se apartar, aparte-se; porque neste caso o irmão, ou irmã, não esta sujeito à servidão; mas Deus chamou-nos para a paz.
        1 Coríntios 7:15
        Zagari, paz e graça!!!
        E o que dizer desta passagem? Você já leu algum comentário de Shedd sobre o assunto?

      • Claudio,

        reproduzo aqui o comentário da Bíblia de Genebra:
        Lest any man upon pretence of this liberty should give an occasion to the unfaithful to depart, he shows that marriage contracted with an infidel ought to be kept peaceably, that if it is possible the infidel may be won to the faith.
        Não, infelizmente nunca li nada do Shedd sobre isso.
        Deus te abençoe!

      • Claudio Nossa disse:

        Não tem uma tradução livre???????

        Paz!!!!! Risos!!!!

        Estou fazendo uma pesquisa sobre o assunto comentarei depois.

      • Desculpe, Claudio, não lembro sobre que assunto vc está tratando, pode me lembrar? Tradução livre de quê? São muitos comentários pra mediar. Perdoe-me, irmão.
        A paz.

  30. Jean disse:

    Zágari,graça e paz!..Esse texto não é meu,mas achei-o num site e quero que todos meditem sobre ele..afinal,este post é pesado nas letras,e precisamos do Espírito que vivifica e consola os corações..Nós lemos Mateus 5: 31 e 32 e pensamos nele com nossas categorias ocidentais, posteriores à predominância política do Cristianismo sobre este lado do planeta, impondo não uma nova consciência, mas apenas uma nova Moral.

    Todavia, quase nunca levamos em consideração o contexto no qual Jesus disse esta palavra. Naqueles dias, embora a poligamia e a bigamia—tão constantes no Antigo Testamento— ainda existissem, desde o exílio em Babilônia que ela vinha diminuindo—por questões econômicas, como é obvio! Todavia, ainda que ambas não fossem a norma para a maioria, na prática, no entanto, era ainda uma consciência prevalecente.

    Prova disso é que em João 8, no episódio da mulher adultera e Jesus, não se apresenta o “homem” com quem essa “adultera”, adulterara. “Ele”, o homem, estava isento das pedradas. Mas a mulher estava lá, seminua ou nua, exposta a todos.

    Portanto, quando Jesus diz que a Lei dizia que um homem poderia des-cartar a sua mulher dando-lhe uma carta de divórcio, Ele falava isto a uma assembléia machista, que praticava isto com muita alegria e facilidade. Tudo era motivo para se divorciar. Literalmente, por qualquer motivo, como vemos em Joaquim Jeremias e outros especialistas ( Mt 19:3)

    Isto para não falarmos na briga doutrinária que havia, nos dias de Jesus, entre as escolas de Shamai e Hillel em relação ao tema em questão. Era o reino da banalidade relacional.

    Nesse caso, o que Jesus diz, levando-se em consideração o “contexto historio”, é basicamente o seguinte:

    1) Se, para vocês, a mulher é adúltera quando trai o seu marido, dando-se fisicamente a um homem, todavia, vocês, os homens, cometem muito mais adultério pelo modo “natural” como olham e desejam mulheres (MT 5: 28);

    2) Neste mundo onde o homem “descarta” a mulher—ela sem direitos a mesadas e a patrimônio, estigmatizada pela Moral vigente e, praticamente, entregue a sobreviver como pudesse—a única clausula, de permissão ao divorcio era se a esposa traí-se o marido; ou seja: “… em caso de adultério” (5: 32b). Nessa caso, o homem poderia dar a ela carta de repudio e divorcio. Naqueles dias, mulheres não se divorciavam dos homens. Era a Lei.

    3) A razão, portanto, tinha a ver com o estigma que a “repudiada”, a divorciada, carregaria, naquela sociedade, daí para frente. Ao homem era permitido—por qualquer motivo—desamparar a esposa, repudiando-a, e, então, depois disto, era-lhe “lícito” escolher outra mulher e seguir adiante com sua vida. Não era sempre bigamia, mas era sempre uma monogamia sucessiva. Ela era extremamente praticada até que Shamai, um rabino, se levantou contra aquela injustiça, discutindo os “motivos justos para dar uma carta de divorcio”, que, à semelhança de Jesus, para ele, também era o adultério.

    Todavia, a preocupação era com o estado de desamparo no qual ficava a mulher repudiada-divorciada, pois, para todos, ela passava a ser fadada a nunca mais amar ninguém e nem ter ninguém, apenas porque alguém não a quis mais, por qualquer motivo.

    Esta é a razão pela qual Jesus—após denunciar o adultério subjetivo de todos os homens—diz que a preocupação era com expor a mulher a tornar-se adultera (Mt 5: 32c), e, também com “aquele” que, porventura, à ela se ajuntasse, pois, ele também, passaria a ser visto como o marido da repudiada.

    Numa sociedade onde o homem tinha todos os privilégios, incluindo o de ter uma segunda esposa caso a pudesse sustentar, descartar a esposa e entrega-la ao mundo com uma letra R, de Repudiada, escrita na testa, e, ainda, esperar que ela vivesse de vento, expunha-a a tornar-se adultera—fosse pela necessidade de ser sustentada por alguém, fosse pela realidade de ter encontrado alguém. Assim, em Mt 5: 27-28, Ele iguala a todos no nível do adultério subjetivo.

    • Bela exposição, Jean.
      .
      Que em nada contraria o que escrevi no post. Com todas suas ponderações, Deus ainda assim continua odiando o divórcio e o padrão ideal apontado por Jesus para o casamento é como era “no principio”, ou seja: antes de Moises, cativeiros, Shamai e Hillel. Em outras palavras, antes de ser inventado o divórcio, antes de ser inventado o machismo, antes de qualquer escola de pensamento rabínico e antes do contexto histórico dos dias de Jesus. Simplesmente isso: no principio – eis o padrão ideal de união homem/mulher.
      .
      Deus te abençoe.

  31. Jean disse:

    Ora, isto nos leva não a ler o que Jesus disse e , para melhor entender o texto, fazermos uma exegese da passagem. Ao contrário: isto nos leva a ler e ouvir o que Jesus disse, e, ver, nos evangelhos, como Ele encarnou aquele Verbo.

    Ora, quando fazemos isto, não temos mais o Evangelho que Jesus falou e nós “interpretamos” como bem desejamos; e o Evangelho que Jesus viveu, que nós usamos para nos inspirar na fé na fé. E esquecemos que são naqueles encontros com a vida que cada um de Seus ensinos—literalmente, cada um deles—, teve sua verdadeira interpretação.

    Jesus nunca ensinou aquilo que Ele não encarnou, como manifestação da Graça!

    A tentativa de fazer exegese das falas de Jesus, e não levar em consideração como Ele tratou as pessoas pelo caminho, é audaciosa, pois, coloca-nos como “os interpretes da Lei”: com a Chave da ciência debaixo do braço, pondo-nos numa posição na qual Jesus pode ser esquizofrenizado pelas nossas doutrinas e Teologias; ou seja: ensinando uma coisa—geralmente legalista em seus conteúdos—, conforme nós “interpretamos” as falas de Jesus; enquanto, também evangelizamos, falando do modo misericordioso como Jesus tratou com amor os pecadores.

    O problema é que, na maioria das vezes, o Jesus que encontra pessoas pelo caminho—gente de todo tipo—, não combina com as “interpretações” que fazemos de Suas Palavras.

    Quem é que está com problemas? Seria Jesus um “esquizofrênico”?

    Seria Ele como os fariseus, que diziam e não faziam?

    Ou como os “interpretes da Lei”, que punham fardos pesados sobre os homens que eles nem com o dedo queriam tocar?

    Ou nós é que continuamos sofrendo da doença deles?

    Responda-me:

    Crendo que Jesus é o Verbo encarnado, como você interpreta o que Ele disse?

    À luz dos ensinos de nossos interpretes da Lei? Ou, quem sabe, para o seu próprio bem, conforme o Verbo Encarnado em Jesus!

    Jesus é a Palavra sendo interpretada aos nossos olhos!

    Afinal, o Verbo se fez carne e habitou entre nós… e vimos a Sua Gloria…!

    • Querido Jean, meu mano em Cristo,
      .
      fico grato a Deus primeiro porque Ele se revelou. Segundo porque se revelou de modo escrito, pois assim o Evangelho pode ser perpetuado pelas gerações. Terceiro, porque ao lermos, que é um processo racional, percebemos que o entendimento de Cristo não é lobotômico, ou seja, envolve o mistério da iluminação do Espírito somado ao uso da razão (ou seriam os crentes de Bereia pecadores por tentar conferir racionalmente o que ouviam…nas Escrituras?) e, consequentemente, interpretações.
      .
      Ao me perguntar “crendo que Jesus é o Verbo encarnado, como você interpreta o que Ele disse?” eu te responderia que interpreto da seguinte forma: “‘Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida a perderá, mas quem perder a sua vida por minha causa, a encontrará’.”. Eis a essência da graça e do convite de ir a Cristo: abnegação. Afinal, não vivo mais eu, mas Cristo vive em mim.
      .
      Deus te abençoe.

  32. Paulo Silva disse:

    Olá Zagari. Que assunto difícil este! Ver sonhos transformados em pesadelos e o pior é que não vai acordar e se sentir aliviado, uma vez que esta é a realidade em que vive. Já escrevi um texto anteriormente sobre assunto similar em “A verdade sobre namoro e casamento” (o qual não foi postado resposta). Neste, escrevi que algumas pessoas esperam num casamento que o cônjuge cuide de suas roupas, faça a sua comida, que deixe a casa em ordem, que possam conversar sem discordâncias significativas e que de vez em quando se satisfaçam sexualmente. Estes já iniciam o casamento num nível de suficiente amizade porque é isto que esperam da união. Não esperam o amor que “nós” acreditamos ser primordial. Para estas pessoas (que são minoria), não há a dificuldade extrema a que a maioria enfrenta e que é o tema em questão. Parece injusto se você pensar que apesar de toda a condição de Davi, o rei. Humanamente ele era tão passional como qualquer outro homem. Contudo, as setecentas esposas princesas não lhe bastaram, então arranjou mais trezentas concubinas. A questão é que ele teve mil chances para conseguir acertar (pois ter esta quantidade de mulheres não era um ato errado). Já o homem contemporâneo tem que acertar de prima, pois se não for o caso ,esta fadado a seguir frustrado pela “escolha errada” até o fim da vida. Pessoas que tiveram uma vida terrível, desonestas, que cometeram latrocínios, estupros. Quando arrependidos são perdoados e podem encontrar as pessoas que as façam felizes e assim serão. Outras que tiveram uma vida reta, respeitando as pessoas, tementes e obedientes a Deus podem vir a serem extremamente infelizes por conta de uma escolha errada. Bem casado há que se enfrentar as muitas dificuldades inerentes a vida de qualquer um, sobretudo a de um cristão perante o mundo. Como seguir crescendo em espiritualidade, graça, fé e conhecimento em Deus estando condenado a não ter o que desejou em sua sua vida. Difícil, muito difícil mesmo. Li muitos dos relatos e é de entristecer muito o coração e a alma. Isto que escrevi é apenas mais um parecer e não necessariamente uma indagação. Claro que espero uma consideração a respeito, mas acho que nas respostas anteriores já deu toadas as suficientes respostas oriundas da Bíblia. E que infelizmente não alegra o coração de quem vive esta situação, verdade seja dita. Mas… é isto!
    Deus continue te abençoando irmão!

    • Paulo,
      primeiro, peço desculpas se te incomodou eu nao responder seu comentário. Em geral, quando penso que um comentário fala por si mesmo apenas o aprovo, pois considerações seriam desnecessárias. Possivelmente foi o caso.
      .
      Sobre o que vc disse aqui, é isso aí. Uns vivem a vida inteira, décadas, em função do Evangelho e terminam exatamente no mesmo lugar que o ladrão da cruz, que possivelmente viveu uma vida inteira de crimes e só teve poucos minutos de conversão. Que dizer? Questionar Deus? Cabe-nos aceitar e obedecer.
      .
      Nosso problema muitas vezes, querido, é querer que Deus pense como um humano pensaria. Que grande erro! Como a justiça de Deus é tão mais elevada que a nossa! Que pensamentos mais altos e mais inescrutáveis! É ler Romanos 9, compreender isso e viver da forma mais cristã possível.
      .
      Deus o abençoe com a verdadeira vitória do cristão.

  33. Pr. Andre Cunha disse:

    Simplesmente fantástico Mauricio. Que Deus continue te usando com palavras que certamente brotam do trono de Deus. Um grande abraço.

  34. Suely disse:

    Mauricio, encontrei na internet este texto de John Piper, mas como nao acredito em tudo que colocam na net, gostaria de saber se voce conhece ou outra pessoa conheça.( Nao tenho duvidas do perdao, do amor e da disciplina de Deus em minha vida. Sei quem sou para Deus e o que Ele é para mim. Nao estou criando um deus às minhas vontades, mas falo do mesmo Deus que voce conhece. Digo isto para nao dar a entender que procuro me justificar, pois como disse antes, me divorciei e casei novamente ). Mas gosto de ver varias opinioes, sigo bons estudos de varios argumentos, gosto de pesquisar e etc…Sei que és ocupado, mas se tiver um minuto e ler, te agradeceria. Pois é horrivel ler algo, e depois vir a saber que foi posto por outro e nao pelo proprio. Agradeço pela tua paciencia, principalmente comigo!

    http://www.monergismo.com/textos/familia_casamento/divorcio_novo_casamento_piper.htm

  35. Sam disse:

    E casos em que a esposa é agredida pelo companheiro? Ainda assim deveria continuar casada com ele? Neste caso (que acontece também em lares cristãos) não cabe a separação? Espera-se mudança, ainda que a pessoa venha correr riscos?

    • Sam,
      essa pergunta ja foi respondida nos comentários. Se vc procurar vai encontrar a questão tratada com profundidade.
      Mas em resumo: agressão é caso de polícia, não de divórcio. O marido vai para a cadeia, mas continua sendo marido. Não há base bíblica para divórcio por agressão.
      Deus a abençoe.

  36. mestanqueiro disse:

    Prezado Maurício!
    Parabéns pelo site e mais ainda pelo post!
    Você está linkado em meu blog, venho sempre aqui colher bons frutos.
    E, mais esse hoje. Muito esclarecedor!
    Vou recomendar as minhas filhas que ainda estão solteiras.
    Grande abraço, fique na Paz!

  37. Priscila disse:

    Ola Maurício leio sempre seu blog e esse tema me chamou a atenção pq já vivi td isso que foi escrito. Me casei nova aos 17 anos estava gravida mas nao foi por isso que casei e sim por amor. Ia a igreja mas nao era convertida e sim convencida. Após 5 anos de casada veio crises no meu casamento quase me separei passei alguns meses longe do meu esposo e isso me fez ver que nao o amava mais. Depois de um ano assim fomos a igreja e nos convertemos no mesmo dia e Deus foi transformando nossas vidas mas eu ainda nao o amava. Se passaram vários anos dentro da igreja e meu maior sonho era me divorciar ou que ele morresse pra que eu pudesse me casar novamente. Eu queria ser feliz de novo. Eu sabia que Deus abomina o divorcio mas nao conseguiria viver assim o resto da vida… Entao orava e pedia a Deus que mudasse minha situação que colocasse amor onde nao tinha. Que transformasse td. Foram vários anos de tristeza sofrimento e angustia. Meu pastor dizia que amar era uma decisão nao um sentimento nao concordei com ele mas hj concordo… Eu pensava que tinha que acordar um dia já amando e suspirando pelo meu esposo mas nao foi assim foi aos poucos. Deus fez um grande milagre restaurou meu casamento por completo hj amo demais meu esposo sou muito feliz nunca pensei que seria de novo tenho 3 filhos e completei 21 anos de casada p gloria de Deus. Por isso deixo meu testemunho Deus êh poderoso p transformar td pra restaurar casamento pra ressuscitar amores mortos ou simplesmente fazer nascer amor onde nao tem basta nos estarmos dispostos. Quem ta passando por isso nao desanime ore!!!! Servimos a um Deus que td pode e se creres veras o milagre pra gloria de Deus. Fiquem na paz….

  38. [...] Casei errado. E agora? [...]

  39. Laís disse:

    Oi Maurício!
    Descobri seu blog a pouco tempo, mas já tem sido uma grande benção em minha vida. Este post, em especial, mexeu muito comigo e gostaria de compartilhar o que estou vivendo com você, se possível. Eu ficaria imensamente grata se você pudesse me passar o seu email, para que eu pudesse entrar em contato com vc, pois não me sinto a vontade em postar em público.
    Agradeço muito sua atenção! é muito importante que você me reponda. Obrigada.

  40. Bianca Dias disse:

    Mauricio,

    Que inspiração divina heimmmm, amo muito tudo isso, divulgo sempre no face….Deus o abençoe!!!!

  41. Juliana disse:

    Uau, tô sem fôlego, por enquanto quero apenas parabeniza-lo pelo trabalho Zágari, mas assim q eu me recuparar dessa “cordialgia espiritual”quero participar dessa farta mesa.rsrs
    A paz do Senhor Jesus.

  42. Katia Mascarenhas disse:

    Olá Maurício!!

    Compartilho uma história linda:
    http://www.youtube.com/watch?v=TMe8wOPYABU&feature=player_embedded#!

    Abraços!!!

  43. nilce disse:

    Líderes e pastores por favor eu peço a vcs,eu sei o que é um casamento errado e sofrimento de anos…esclareçam aos jovens que para se casar é necessário muito amor,e certeza da escolha certa …as coisas nao são tão simples e depois de chegarem filhos dói ainda mais…

    • Verdade.
      Deus a abençoe, Nice.

      • Jailson disse:

        Mauricio seu texto tem pontos interessantes, mas o ponto principal que é o amor está fora de foco e , pricipalmente, fora da Palavra de Deus.
        Um amigo aí em cima já disse que Deus é capaz de criar amor onde não existe e outra irmã disse que depois de anos de tristeza Deus restaurou o Amor no seu casamento, mas o irmão continua batendo na mesma tecla. Orgulho?! Talvez…é difícil mesmo mudar algo em que se acredita…

        “Deus é amor”, só isso já bastaria para contra-argumentar.
        Nós não amamos, não gostamos de Deus e nem sabemos o que é fazer o bem, tudo vem de Deus e tudo é para Deus, sem Ele estaríamos totalmente perdidos no pecado. NÃO HÁ NINGUÉM QUE BUSQUE A DEUS. Romanos 3:11-20
        Deus transforma o ódio em amor, e tudo tem que ser em conjuto com as pequenas forças do ser humano; basta ver que nas Escrituras quase tudo tem uma ordem: faça, pregue, vá, busque, ore, AME, ou seja, são verbos no imperativo, verbos de ordem. ATé o AMOR é uma ordem, Deus ordena, se eu e você quisermos, Ele trabalha junto conosco e nós vamos amar. Você já viu alguém amar, por conta própria, seu inimigo. Isso é impossível para o homem, mas para Deus junto com o homem se torna possível; Deus dá uma ordem e eu tenho que obedecer. De onde só existe o ódio, Deus colhe o AMOR.

        Mateus 25:24

        Mas, chegando também o que recebera um talento, disse: Senhor, eu conhecia-te, que és um homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhaste;

        Deus pode colher até onde não foi plantado, e isso se aplica aos casais infelizes.

        Não ensine coisas erradas para as pessoas. Porque “Deus é Amor”…

      • Jailson,
        respeito a sua opinião. Por favor, respeite meu entendimento. Não ensino coisas erradas, você está me ofendendo, tudo o que escrevo se baseia na Palavra de Deus. Se vc prefere crer em experiências individuais do que nela, isso fica entre vc e Deus – é assim que nasceu a maioria das heresias ao longo da História da Igreja, como vc bem sabe.
        Vc além de pecar por isso ainda me chama de orgulhoso, o que não é nada amoroso de sua parte.
        Vc tem uma CRENÇA. Eu apresentei o que a PALAVRA diz. Então peço a gentileza de respeitar o entendimento alheio e não tratar os demais com desamor. Porque “Deus é amor”.
        Sobre “Deus é amor, só isso já bastaria para contra-argumentar”, esse é um argumento non sequitur e um mínimo de conhecimento hermenêutico mostra que é um argumento que não se aplica ao assunto em pauta. Deus também é onisciência, e onde isso se aplica aos casamentos? E a onipresença? E a soberania? E todos os outros atributos do divino? Desculpe, mas sua hermenêutica sim está extremamente falha.
        Mas, como vc disse, é difícil mesmo mudar algo em que se acredita…
        Deus o abençoe.

  44. Jailson disse:

    Se eu concordasse vc até me abraçaria, mas como discordei, sou no mínimo um candidato a herético…
    Achei que era só orgulho, mas a situação é mais profunda…
    Pena de quem entra…
    Fui….

    • Não, Jailson, o problema não é vc ter discordado. É o seu tom agressivo e julgador.
      Se vc passear pelos comentários do blog verá que há muitos discordantes, abraço todos, dialogamos com toda a cordialidade – desde que isso seja feito sem ofensas ou atitudes belicosas. Não foi o seu caso.
      Se essa é a sua forma de conversar, é bom que não entre, pois a sua situação é mais profunda. E aí, realmente, não há diálogo.
      Deus o acompanhe.

  45. Erica disse:

    Mauricio,

    Ao ler o seu post e todos os comentários feitos aqui acabei por lembrar das palavras de Paulo em II Timóteo, capítulo 4: 2-5:

    “Pregue a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreenda, exorta com toda a longanimidade e doutrina.POIS HAVERÁ TEMPO EM QUE NÃO SUPORTARÃO A SÃ DOUTRINA, PELO CONTRÁRIO, CERCAR-SE-ÃO DE MESTRES SEGUNDO AS SUAS PRÓPRIAS COBIÇAS, COMO QUE SENTINDO COCEIRA NOS OUVIDOS, e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, SUPORTA AS AFLIÇÕES, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.”

    A palavra é clara como água. Não precisamos falar muito, nem há muito o que discutir, mas tão somente devemos procurar obedecer em tudo.

    Eu creio que as bênçãos para aqueles que obedecem à Deus são infinitamente maiores e melhores do que para aqueles que escolhem fazer a sua própria vontade!

    Se poprém, escolhemos fazer a nossa própria vontade, é por que certamente estamos pensando demais nas coisas desta vida, esquecendo o quão passageira ela é, e não dando a devida importância às coisas do Por vir…

    É então que surgem as queixas e reclamações acerca da situação em que nos encontramos…

    Mas “de que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus próprios pecados” (Lamentações 3:39).

    É isso!

    Glorifico a Deus por existirem homens que ainda anunciam a verdade, mesmo sabendo que ela provoca coceira nos ouvidos de muitos!

    Que Deus te abençoe!

  46. Parabéns pelo artigo.
    Sou casado a quase 10 anos e antes de casar-me, meditei bastante no que Jesus falou acerca do casamento e minha compreensão do texto foi exatamente da mesma maneira que você escreveu neste post.
    Aos que ainda pretendem casar-se, vale a pena ter alguns dias de reflexão.

    Abraços.

  47. [...] 13. Casei errado. E agora? [...]

  48. [...] Casei errado. E agora? [...]

  49. Neusa Andrade disse:

    Oi, Mauricio,
    Excelente texto, muito esclarecedor, só fiquei com uma dúvida, se uma pessoa se divorciou e só depois é que se converteu, nesse caso não deverá casar-se novamente, pois continuará casado(a) com o primeiro(a)?

    • Neusa, olá!
      Meu entendimento bíblico é que casamento e conversão não se anulam. A Biblia não é explicita sobre a sua pergunta, mas acompanhe meu raciocínio: todo casamento é casamento, não importa se ele foi feito numa igreja cristã ou não. Não fosse assim, os budistas, islâmicos, ateus etc não teriam casamentos validos. O que não é verdade. A Biblia deixa clara, qdo Deus diz em Oseias que odeia o divorcio, que o pecado é o divorcio e não o casamento. E quando a pessoa se converte, o que Deus apaga são seus pecados. Logo, o divorcio. Faz sentido? Então, pelo meu entendimento bíblico, alguém que se separou antes de se converter – salvo se foi por porneia – continua casado.

      Mas entendo que isso é uma questão delicada e se você ou algum conhecido seu vive situação parecida, recomendo que converse com seu pastor, ok?

      Deus te abençoe!

  50. Deborah disse:

    Concordo com o texto em tudo. É bíblia.
    Ano passado tive a dura missão de dizer isso para um amigo. Ele traiu a esposa e estava falando em refazer sua vida. A esposa perdoou o erro mas decidiu se separar. Precisei ser sincera com ele quanto ao que diz a bíblia e isso me doeu tanto… Embora eles estivessem afastados do caminho do Senhor eram conhecedores por isso acredito que se cabe a eles.

    Mas quanto algumas coisas fiquei na dúvida. Li o comentário de duas irmãs que se casaram com homens divorciados. Dúvida 1: Se divorciaram antes ou depois de crentes? Porque aprendi que se foi antes as coisas velhas já passaram mas tudo se fez novo. (Embora a bíblia pelo que já estudei não fala se a “regra” é só para crentes). Mas se foi depois de cristãos, eles e elas estão em adultério.
    Dúvida 2: Se a pessoa que se casou com essas pessoas estão em adultério o casamento delas então não é válido diante de Deus. Elas teriam o direito de se casarem de novo?

    • Deborah,
      são questões polêmicas e prefiro que cada pessoa trate com seu pastor. Pois se eu expuser meu entendimento mas o leitor congregar onde o pastor adota outra interpretação estarei mais atrapalhando que ajudando. Então nesses casos prefiro orar e deixar que Deus guie cada pessoa.
      O Senhor te abençoe!

  51. Jana disse:

    Boa noite,
    tenho duas duvidas.
    Li um texto no qual dizia que Deus não abençoa todos os casamentos, que sim, casamento é plano de Deus, porem assim como ele não abençoa todas nossas decisões. Nesse mesmo texto dizia que por esse motivo na passagem que diz “o que Deus uni homem não o repare” não significa que ele uniu todos os casamentos.
    Você poderia me explicar biblicamente isso?

    Outra duvida é quando Jesus diz “E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente?
    Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?
    Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.”
    Gostaria de saber se essa passagem não poderia significar que se eu buscar, e assim através da graça e da misericórdia de Deus ele poderá me abençoar e abençoar um segundo casamento?

    Obrigada, Deus abençoe

    • Jana, olá,
      .
      primeiro, peço perdão pela demora enorme em te responder. Estive dois meses afastado do blog, por isso só agora estou vendo os comentários deixados aqui nesse período.
      .
      Sobre o que você pergunta, meu entendimento é que todo casamento feito dentro dos padrões bíblicos são abençoados sim por Deus. E quais são os padrões bíblicos? Um casamento contraído entre um homem e uma mulher solteiros, viúvos ou que tenham se divorciado por terem sido vítimas de desvio sexual do cônjuge. O que está fora disso não se encaixa na definição bíblica de casamento. Um casamento, por exemplo, entre uma mulher casada que se separa para ficar com o amante está fora desses padrões. A poligamia idem. A união entre pessoas do mesmo sexo. E assim por diante.
      .
      Muito alegam que só é abençoado um casamento feito em uma igreja cristã. Não há base biblica para se afirmar isso. Se fosse assim, nenhuma pessoa não cristã seria casada aos olhos de Deus. E isso simplesmente não encontra sustentação nas Escrituras. Veja, por exemplo, que Jezabel era mulher de Acabe (a Bíblia afirma isso) e, no entanto, não eram servos de Deus e ela era idólatra, servia Baal. Então ser de outra religião não invalida o casamento.
      .
      Biblicamente, Deus une o casal que deseja se casar dentro das leis da sociedade em que vive. Se dois índios no meio da floresta amazônica têm que tomar suco de aipim para selar sua união e assim o fazem entendo que são casados aos olhos de Deus. Em nossa sociedade é preciso um registro civil. Então se o casal decide se unir e o faz conforme determina a cultura em que estão vivendo, entendo que Deus os uniu.
      .
      Sobre sua segunda pergunta, não, essa passagem em si não dá base para justificar um segundo casamento. Agora: é preciso ver em que bases esse segundo casamento está para acontecer. É entre pessoas legitimamente aptas a isso? São viúvas? Divorciaram-se dentro daquilo que Jesus permite? Nesse caso podem se recasar, segundo o ensinamento bíblico. No entanto, é preciso esmiuçar cada caso, ver os detalhes, analisar à luz das Escrituras como está a situação do casal… uma série de coisas que devem ser tratadas com o pastor de cada um. Por aqui sinto-me incompetente para dar um parecer sobre algo tão sério como esse assunto. Se for o seu caso específico minha sugestão é que procure seu pastor e converse com ele. Se for um sacerdote sério e ortodoxo na interpretação bíblica ele vai te orientar bem nesse sentido.
      .
      Espero ter te esclarecido, minha irmã.
      .
      Que o Deus de graça e misericórdia seja com você a cada dia. No amor do Senhor,
      mz

  52. Luiz Fernando de Godoy Pontes disse:

    olá Bom dia!
    eu estou em uma experiencia terrível , eu trabalhava na igreja então me apaixonei namorei um bom tempo e comecei a amar a garota e a gente continuou a namorar certo dia , ela pediu para ir morar comigo e eu com desobediência ao( meu pastor que não permitiu) por ser conhecedor ai começou a terrível maldição fui morar com ela então comecei a amalá incondicionalmente fui afastado do cargo da igreja os irmãos me deixaram de lado então resolvi correr atras e consertar tudo fui atras do pastor e me casei na igreja então então achei que as coisas melhorariam veio a bomba apos 1 ano de casado minha amada esposa que faco tudo por ela e me esforço para realizar seus sonhos me diz que não me ama e nunca me amou e que queria se separar de mim isso foi o fim do mundo para mim depois de tudo que fiz por ela e por nos mesmo mais eu orei muito e falei com ela e não se separamos pq sei que não e a vontade de Deus mais estou vivendo a agonia de saber que ela não me ama ate hoje ,estou querendo voltar a trabalhar na igreja mais nao tenho forcas porque nao sei o certo como sera meu casamento amanha a dias que penso no pior ela e muito ligada ao mundo isso prejudica mais ainda estou tao triste nao sei oque fazer sei que o casamento e para sempre mais não sei como levar essa vida amargurada ate os meus últimos dias gostaria que as coisas mudassem .

    • Luiz, olá,
      .
      antes de tudo peço que me perdoe pelo longo tempo para responder, mas estive dois meses afastado do blog e só agora estou lendo os comentários que foram deixados aqui nesse período. Por favor, me perdoe, ainda mais vendo a gravidade do seu caso.
      .
      Sobre o que você relatou, Luiz, penso que a resposta está na busca de Deus. Na oração. Na devoção. Deus pode tudo. Pode restaurar tudo. E pode restaurar seu casamento.
      .
      Não creio que seja maldição. Não pense assim. É fruto de um pensamento antibíblico de sua esposa. Deus odeia o divórcio (Ml 2.16) e não é o padrão cristão para solucionar os problemas de um matrimônio. Na verdade, aquele que se divorcia por razões fora da infidelidade conjugal e volta a se casar está em pecado de adultério. É contra a vontade de Deus.
      .
      Minha sugestão prática, Luiz, é que vocês busquem aconselhamento pastoral. Se preciso, um terapeuta familiar cristão. E que muita oração seja feita por essa causa, pois ela pode muito em seus efeitos. Oração não é brincadeira. E Deus age. Ante um coração endurecido o homem não pode fazer nada, mas Deus pode. Ele transforma corações de pedra em corações de carne, revitaliza relacionamentos, reconstroi o que está destruído. Acredite, conheço casos assim.
      .
      Oro por ti, mano, na esperança que o Senhor aja e faça de seu matrimônio um exemplo para muitos.
      Te abraço, no amor de Cristo,
      mz

  53. cosma viviana disse:

    Oi, Maurício,
    Muito bom seu post, estou separada a 2 meses, me angustia essa decisão, casei po amor e por acreditar q tbm era amada. Com 1 ano e meio de casada e um filho recem nascido descobri q estava sendo traida, virtual, decidi perdor meu marido, afinal, n havia sido comcretizado o ato, graças a distancia fisica. Dois anoa depois descobri uma segunda traição, agora tudo consumado, mas conhecendo a vontade de Deus e seu poder de restauras vidas, perdoei novamente. Três anos se passaram e ja planeja o segundo filho, descobri + uma e ainda lutei para que ele enchergasse o erro durante 6 meses, ñ deu +, orei , fiz correntes, relutei, ha 2 meses separei, ele assumiu a outra relação diante dos amigos e nas redes sociais, hoje se diz arrependido, chora, diz que ñ quer separação que se enganou, mas ñ vejo nem sinto sinceridade e arrependimento verdadeiro. Sei q preciso de muita oração e orientação do Senhor para compreender o seu querer em minha vida. Casei por amor, e com todos os preceitos biblicos.

    • Cosma,
      Lembre-se que para Deus nada é impossível.
      Recomendo enfaticamente que procure orientação pastoral. Busque aconselhamento e restauração em oração. Acredite: é possível.
      Oro por ti, minha irmã.
      Que o Senhor a abençoe com Seu amor e Sua paz.

  54. vileydy disse:

    boa tarde Mauricio gostei muito do que você falou …..mais meu caso e diferente eu também sou evangelica nao sou casada mais moro com ele,temos uma filha resolvemos casar mais agora ele nao quer, e pedi direçao a deus. e deus ja me respondeu que nao e pra mim desistir dele pois ele me honrara? o que eu faço ?

    • Olá, minha irmã,
      a meta de todo cristão deve ser o matrimônio.
      Porém é um assunto de foro íntimo e me sinto desqualificado para lhe dizer o que fazer. Certamente é importante você procurar seu pastor, expor a ele a questão com todos os detalhes e ele a orientará biblicamente.

      Oro por você e sua familia. Que Deus a restaure e lhe dê paz.
      No amor do Senhor.

  55. Lucas disse:

    Mauricio,

    estou realmente empenhado em restaurar meu casamento, estou vendo ele sumir das minhas mãos. mas o problema é que estou cehio de Duvidas, se realmente é a vontade de Deus que eu e minha esposa fiquemos Juntos.

    Tenho 5 anos de casado e amo muito minha esposa, mas ultimamente ela vive me dizendo que não me ama mais, sinto uma dor tão grande dentro de mim que as vezes da vontade de desisti, penso que que Deus não me quer do lado dela, penso que sou uma exceção da regra e que Deus quer que nos separemos, pq um dia desses ela disse que teve um sonho, onde nós estavamos andando por um caminho ate que cheou uma bifurcação e ela queria seguir por um caminho e eu por outro, então ela resolveu me seguir, até que chegamos um ligar de praia onde tinha vento muito forte e, pra frente nao dava pra ir pq era praia, ai eu dizia a ela vc tem razão não da pra seguir por aqui, então voltamos, mas quando ela olhou pra o lado eu não estava mais.

    estou desesperado irmão, não sei o que fazer, será que pequei tanto conta Deus que ele não pode mais me perdoar? e por isso ele me quer longe da filha dele?

    estou confuso, pq Deus tinha nos dado um sonho que tinha uma pepita (pedra muito precisoa), que estava sendo gerada dentro dela, fizemos um teste de gravidez e ela estava gravida, e olha que nem sabiamos o significado da palavra papita na época, hoje meu filho tem 2 anos então, ao mesmo tempo que fico imaginando que Deus não me quer mais do lado dela, fico me perguntando pq Deus nos daria um filho pra esse mesmo viver numa familia destruida?

    Por favor irmão, me ajude, estou muito com as ideias muito confusas..quero muito que Deus me perdoe pelas minha falhas, mas parece que meus pecados são grandes de mais pra isso!!!

    por favor ore por mim, obrigado e Deus continue abençoando muitooooo!!

    • Lucas, meu irmão,
      .
      em primeiro lugar me perdoe por favor a demora em responder. Estive dois meses afastado do blog e só agora estou lendo os comentários que foram deixados aqui esse tempo.
      .
      Mano, a Bíblia diz que Deus odeia o divórcio (Ml 2.16). Não posso acreditar que seja a vontade de Deus que um casal legitimamente unido pelos laços sagrados do matrimônio se separe por vontade de Deus ou mesmo que isso seja consequência de algum pecado seu. Deus não provoca um pecado como consequência de outro pecado, seria simplesmente incoerente com Sua natureza e Sua Palavra.
      .
      Penso que vocês precisam urgentemente de auxilio pastoral. Já conversaram com o Pastor de vocês sobre o assunto? Pois é ele quem Deus comissionou para cuidar da vida espiritual de vocês. Eu recomendaria enfaticamente um acompanhamento pastoral dessa questão.
      .
      Sobre sonhos, nenhum deles fica acima da Bíblia. E a Bíblia diz que Deus odeia o divórcio. Qualquer sonho, revelação ou profecia que nos incite a fazer algo que Deus odeia não provém do Senhor.
      .
      Sinto-me muito restrito para opinar sobre sua relação com sua esposa, pois isso é algo a ser tratado em gabinete, com muita conversa, conhecendo todos os fatos… por aqui é muito dificil. Mas posso dizer que a restauração do seu casamento virá pela oração, pela união de vocês dois em um propósito, pela busca da reconquista do que se perdeu em Cristo – e não por forças humanas.
      .
      Deus é totalmente capaz de fazer algo aparentemente destruido ser reerguido. Para Deus nada é impossível, diz a Palavra em Lc 1.37; 18.27; Mc 10.27; Mt 19.26.Então creia que há esperanças. Já vi em meu circulo de amizades casamentos em ruinas e com o divorcio praticamente certo serem restaurados. Então sou testemunha ocular do amor de Deus.
      .
      Busque o Senhor. Oração não é pouca coisa, Lucas, é uma arma poderosíssima. Busque auxilio pastoral. Se preciso, terapia de casal. Mas não entregue os pontos, pois divorcio… não é plano de Deus.
      .
      Oro por ti, meu irmão. Que o nosso Pai te estenda a mão e guarde a tua casa de todo ataque do mal.
      .
      Na paz que excede todo o entendimento,
      mz

      • lucas disse:

        Obrigado irmão, Ja conversei com ela a respeito de nós termos um acompanhamento pastoral mas ela não aceita, mostrei na biblia que Deus odeia do divorcio, mostrei que nenhum sonho pode ser maior que a palavra de Deus e que Deus não pode mentir..Ele não vai contra sua propria palavra…Mas ela não aceita nada, se quer conversar com um pastor pra tentarmos uma solução mais efetiva…Não sei se tenho mais forças, ontem ela pediu pra sair de casa, não saí, quero continuar lutando mas parece ser em vão…

        Irmão, vc acha que eu tenh que sair de casa e lutar de fora??

      • Lucas,
        objetivamente: não. Creio que você deve permanecer e lutar em oração. Seja amoroso com ela, sempre a trate com respeito e carinho, evite brigar e discutir. É uma luta para ser vencida no joelho.
        Sei que as forças faltam, mas vá até o seu limite, defendendo seu casamento. Busque forças na Palavra, em oração e com seu pastor, que pode acompanhar você nesse processo, visto que ela não deseja prosseguir.
        Oro por ti, mano. Sei que é duro. Mas creia no Deus do impossível. Ele muda os corações mais duros.
        Te abraço com carinho,
        mz

      • lucas disse:

        Meu irmão, me perdoe a insistencia, Creio que Deus esta usando muito vc pra falar comigo, mas a situação esta insuportavel, ate as palavras amorosas que eu falo pra ela a ofende, eu estou me sentindo perdido e sem rumo…tenho orado a Deus, mas estou sem força e minha fé esta perecendo…aos poucos começo a desacreditar que meu casamento tenha salvação, não quero desitir de lutar por ele irmão, mas parece que não tem mais jeito…Ela disse que não que mais ficar comigo nem um dia…estou muito confuso, estou me sentindo tão perdido…

      • Lucas, meu irmão, não tem que se desculpar.
        Receba meu abraço e minha solidariedade, posso ver a tristeza em suas palavras.
        Querido, eu gostaria de poder fazer algo pratico para te ajudar. Infelizmente não posso. Mas tenho absoluta certeza que O Deus Todo-Poderoso pode. Ele é tua esperança, mano. Só Ele pode mudar corações, restaurar relacionamentos, abrir os olhos de um pecador. Só Ele pode fazer sua esposa enxergar o que está fazendo.
        Se ela se recusa a buscar ajuda junto a um pastor ou um conselheiro especializado, só o Espirito Santo pode transforma-la. Por isso, esta é a hora de exercer sua fé, querido, dobrar seus joelhos, fazer a sua parte e entregar seu caminho a Ele, crendo que o mais Ele fará. Tenha fé. Enquanto a batalha não está perdida há esperança.
        Oro por ti, mano, com meu coração apertado mas com fé e esperança de que o Senhor pode mudar tudo isso.
        Te abraço com carinho, esperando o melhor,
        mz

  56. marcos silva disse:

    Caro mauricio. queria saber sua resposta,ser for possivel. Casei aos 22 anos com uma pessoa não cristã! Fui criado na igreja envangelica desde criança,mas devido a problemas no relacionamento como ciumes doentios,agreções entre outras, meu casamento chegou ao fim depis de 2anos e meio. depois de alguns anos conheci minha atual esposa e nos casamos, temos uma filha que é uma bençao , frequentamos uma igreja e somos uma família feliz. Vou lhe perguntar: segundo o que postou de acordo com a biblia , eu e minha familia ja estamos condenados ao inferno ,e estamos vivendo uma vida de mentiras diante de DEUS, e ja que estamos perdidos vamos permanecer no mundo longe de DEUS que não tem mais jeito. ´SERÁ que mesmo hoje vivendo uma vida cristã buscando a DEUS é em vão?Ah antes de me casar de novo foi tudo conversado com o nosso pastor ,onde o mesmo apoiou nossa união. grato m. silva

    • Meu irmão,
      Sinto-me desconfortável para comentar sua situação pessoal. Creio que nossas decisões são individuais e não me julgo apto a dizer quem vai ou não para o inferno. A graça de Deus é maravilhosa demais para isso. Os argumentos bíblicos estão no artigo. Creio que é uma questão entre você e o Senhor e não me atrevo a intervir. Expus o que as Escrituras dizem acerca do tema e, a partir daí, cada irmão deve buscar em Deus e em sua liderança espiritual a resposta para cada situação particular.
      Que o Senhor abençoe muito você e toda a sua casa. No amor de Cristo,
      mz

    • marcos silva disse:

      Obrigado por ter respondido! Não te chateando muito ,queria saber que ; Se uma pessoa que frenquenta uma igreja, mais não se tornando uma nova criatura ,sem o conhecimento genuino de sua palavra,vem a se casar sem base biblica e com o tempo se separa achando que precipitou-se ao casar-se. E após um período só, veio a se render ao SENHOR JESUS onde viu o seu erro por ter se casado sem o ter buscado a DEUS ANTES, mas com o tempo se casa novamente , na igreja, com base dessa vez na palavra de DEUS e com sua benção. DEUS nesse caso bem como em outros não perdoaria o tempo da ignorância? O casal que se deita sem amor, por obrigação por estar casado , não é pecado? Essa situação ,e parecida com a minha! Aguardo sua resposta, desde já agradeço! Que DEUS o abençoe! M.SILVA

      • Mano Marcos,
        o casamento não está condicionado a ser cristão. Senão os casamentos de qualquer adepto de outras religiões não seriam válidos. Pegue o exemplo bíblico de Acabe e Jezabel, que não serviam o Senhor e sim a Baal. A Bíblia afirma que eram marido e mulher. O que dizer da midianita Zípora (ou Séfora), que se casou com Moisés? Então, biblicamente, não podemos afirmar que só é casado quem é cristão ou, nos casos do AT, servo de Deus.
        Não creio que um casal deva se deitar sem amor, mas sim buscar antes a restauração do relacionamento. Acredito que Deus reconstroi, já vi casamentos destruidos voltarem a ser punjantes e cheios de amor e paz. Creio na reconstrução.
        .
        Mas como te falei: temo tratar de casos individuais, que devem ser acompanhados por conselho pastoral, para que se saiba todos os detalhes e se vá fundo na situação. Tudo o que falo aqui é conceitual, uma exposição bíblica.
        Não penso que você deva se guiar pelo meu conselho, mas sim que procure seu pastor e converse longa e profundamente com ele, para que sua situação seja tratada com zelo e diligência. Não posso fazer isso aqui, seria irresponsabilidade de minha parte. Creio que você entende.
        Oro por ti, mano, para que você encontre as respostas que procura, paz para seu coração e uma solução bíblica para sua situação. converse com seu pastor. Ele vai te ajudar.
        Abraço forte, em Cristo,
        mz

  57. Alany disse:

    meu nome é alany , sou uma desviada , estou noiva e nao sei se amo desde que me encontrei com um ex namorado que marcou muito a minha vida assim como eu desviado também amo e sempre amei , hoje a nossa vida deu uma reviravolta e hoje ele me pede para casar com ele , e eu to sem saber o que fazer nao posso deichar uma estabilidade com o meu noivo pra aventurar com o meu ex , o que fazer que decisao tomar?

    • Alany, olá,
      .
      o que mais me toca na sua história é você estar afastada de Deus. Isso é muito mais sério do que a questão do relacionamento em si. Sabe, quando caminhamos com Deus a Ele entregamos as rédeas de nossa vida e ao nos depararmos com dilemas como o que você está vivendo temos a certeza que nada impede sua ação. Longe do Senhor nos tornamos donos de nossos atos e o leme do barco fica em nossas falíveis mãos. Pense nisso.
      Sobre o caso em si, repare o termo que vc inconsicentemente usou: “se aventurar”. Isso não soa como um relacionamento solido, um projeto de vida. Ao mesmo tempo vc fala que não ama seu noivo. A meu ver algo grave em se tratando de alguém com quem vc esta se preparando para construir uma vida.
      Um sem amor. Outro, uma aventura. E algum deles caminha na trilha do Senhor? Vc realmente deseja viver sua vida com alguém que não teme a Deus? São perguntas serias que vc tem de se fazer.
      Meu melhor conselho, Alany, seria vc retomar sua caminhada com Cristo, buscar um relacionamento com alguém temente a Ele e buscar aconselhamento pastoral para esse tipo de questão.
      Espero ter ajudado. Desculpe se a resposta não é a que vc esperava, mas temos de pôr nossa vida com Deus em ordem antes de qualquer outra decisão, pois o que fizermos mudará radicalmente estando com Cristo ou não. Leia o Salmo 36.
      Deus a abençoe muito e guie seus passos.
      Fraternalmente,
      mz

    • Alany, olá,
      .
      o que mais me toca na sua história é você estar afastada de Deus. Isso é muito mais sério do que a questão do relacionamento em si. Sabe, quando caminhamos com Deus a Ele entregamos as rédeas de nossa vida e ao nos depararmos com dilemas como o que você está vivendo temos a certeza que nada impede sua ação. Longe do Senhor nos tornamos donos de nossos atos e o leme do barco fica em nossas falíveis mãos. Pense nisso.
      Sobre o caso em si, repare o termo que vc inconsicentemente usou: “se aventurar”. Isso não soa como um relacionamento solido, um projeto de vida. Ao mesmo tempo vc fala que não ama seu noivo. A meu ver algo grave em se tratando de alguém com quem vc esta se preparando para construir uma vida.
      Um sem amor. Outro, uma aventura. E algum deles caminha na trilha do Senhor? Vc realmente deseja viver sua vida com alguém que não teme a Deus? São perguntas serias que vc tem de se fazer.
      Meu melhor conselho, Alany, seria vc retomar sua caminhada com Cristo, buscar um relacionamento com alguém temente a Ele e buscar aconselhamento pastoral para esse tipo de questão.
      Espero ter ajudado. Desculpe se a resposta não é a que vc esperava, mas temos de pôr nossa vida com Deus em ordem antes de qualquer outra decisão, pois o que fizermos mudará radicalmente estando com Cristo ou não. Leia o Salmo 37
      Deus a abençoe muito e guie seus passos.
      Fraternalmente,
      mz

  58. Débora disse:

    Olá Zágari, oh eu de novo… rs
    Querido, deste post eu vou ter que discordar… E tantos outros motivos que tem que haver separação? Creio que a coisas de Deus é mais pela graça. Poxa, meu pai é separado, e teve que ser assim. Não houve adultério. E Deus abençoou, até hoje. Se lele não o tivesse feito, não sei o que seria de nós. Não dá pra dizer “tem que ser assim!” Deus é quem dirigi. Lógico devemos tentar salvar o casamento, mas cada caso é um caso.

  59. José Carlos Oliveira disse:

    Meu nome é José Carlos pergunta
    sou casado a pouco tem 4 meses. Sou muito infeliz dentro destes 4 meses as brigas são constantes se somarmos os dias de briga daria 3 meses o casamento ja perdeu o respeito e ai qual a solução será que eu terei que viver infeliz o resto da minha vida? Por favor queria uma resposta pois ja não tenho mais vontade de viver sou demente a DEUS será que eu teria um caminho para eu divorciar ? tenho 65 anos.

    • Olá, José,
      Fico triste por saber dessa situação. Difícil aconselhar sabendo tão pouco. Meu conselho imediato seria você procurar seu pastor e buscar aconselhamento com ele, para poderem analisar todos os ângulos fã questão.
      .
      De qualquer modo, 4 meses é muito pouco tempo. Acredito firmemente que há tempo ainda para consertar os descompassos entre vc e sua mulher. Acredito, por já ter visto muito, que é possível a restauração em Cristo. Conheço casais em situação muito pior, que chegaram de fato a dar entrada no divorcio, que hoje estão bem e felizes. Minha recomendação bíblica é: não jogue a toalha tão rápido. Deus pode pôr o relacionamento de vocês no prumo. Acredite nisso e lute por isso. Com sua experiência de vida tenho certeza de que não se casou a passeio, mas que tinha uma propósito firme nessa união. Resgate isso em Cristo, é possível. Procure seu pastor e converse com ele. É o melhor caminho.
      .
      Espero ter ajudado, meu irmão. Oro ao Senhor por sua vida e a de sua esposa, com quem você é uma só carne.
      Deus os abençoe muito,
      mz

  60. Dayane disse:

    romanos 7:5 Porque, quando estávamos na carne, as paixões dos pecados, que são pela lei, operavam em nossos membros para darem fruto para a morte. 6 Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra. 7 Que diremos pois? É a lei pecado? De modo nenhum. Mas eu não conheci o pecado senão pela lei; porque eu não conheceria a concupiscência, se a lei não dissesse: Não cobiçarás. 8 Mas o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, operou em mim toda a concupiscência; porquanto sem a lei estava morto o pecado. 9 E eu, nalgum tempo, vivia sem lei, mas, vindo o mandamento, reviveu o pecado, e eu morri. 10 E o mandamento que era para vida, achei eu que me era para morte. 11 Porque o pecado, tomando ocasião pelo mandamento, me enganou, e por ele me matou. 12 E assim a lei é santa, e o mandamento santo, justo e bom. 13 Logo tornou-se-me o bom em morte? De modo nenhum; mas o pecado, para que se mostrasse pecado, operou em mim a morte pelo bem; a fim de que pelo mandamento o pecado se fizesse excessivamente maligno. 14 Porque bem sabemos que a lei é espiritual; mas eu sou carnal, vendido sob o pecado. 15 Porque o que faço não o aprovo; pois o que quero isso não faço, mas o que aborreço isso faço.

    Pela lei conhecemos o pecado, se existe uma lei que manda vc nao fazer tal coisa, vc sabe que Se fizer estará desobedecendo e pecando! Porém, Deus sabe que somos falhos, é impossível seguir todas as leis, pq temos uma natureza pecaminosa e as vezes falhamos, por isso seremos salvos pela GRACA de DEUS! Deus conhece o nosso coração, Deus sabe quem sao as pessoas que estão brincando e as que buscam obedecer, sabe quem tropeça de verdade, mas busca acertar! Essas pessoas tem a graca de Deus! Serão salvas pela graca e misericórdia de Deus!

    To separada a 1 ano, e sinceramente: EU TO SURTANDO! Pq Tbm prefiro acreditar na biblia do que nos homens.. A Palavra de Deus tem um peso na minha vida! Porém, eu tenho lá minhas duvidas, pq acho que cada historia é diferente da outra! Tem pessoas que simplesmente querem se separar a toa.. Mas tem outras com uma realidade muito dura! Acredito que Deus trate cada um de uma forma, cada situação é diferente da outra! Deus é misericordioso..

    E Mateus 19 nao termina no versículo 9.
    Versículo 11: Ele, porém, lhes disse: Nem todos podem receber esta palavra, mas só aqueles a quem foi concedido

    O que significa?

    Eu Tbm to muito confusa!
    Quero fazer a vontade de Deus, e se eu errei e isso é consequência do meu erro eu vou pagar!
    Mas eu espero mesmo ter essa resposta dEle!

    Fique na Paz! Dayane

    • Dayane, olá,
      .
      minha irmã, me comovo pela forma como você está e por perceber como teu coração se encontra apertado. Oro a Deus por tua vida, pedindo a Ele graça e paz para ti.
      .
      Não tenho dúvidas de que cada história é diferente da outra. O texto expõe uma análise bíblica sistêmica da questão. O propósito do que escrevo é chamar os irmãos à reflexão e, se virem que estão de algum modo caminhando à margem da vontade de Deus, que busquem junto a suas consciências, ao Senhor e aos seus pastores uma solução para suas atitudes. Não julgo ninguém, mana, creio que cada um deve examinar a si mesmo, sem se deixar esmagar pelo legalismo mas também sem se deixar enganar pela graça barata, contra a qual Bonhoeffer nos alertou.
      .
      A misericórdia de Deus sempre age em nossas vidas, junto com seu amor, sua justiça, sua paz, sua ira…é uma equação complicada, que deve ser resolvida à luz das Escrituras. Foi para isso que Ele nos deu a Bíblia.
      .
      Sobre Mt 19.11, significa que nem todos conseguem entender que se alguém quiser ir após Jesus precisa negar-se a si mesmo, tomar sua cruz e segui-lo. Muitos preferem fazer Deus à sua imagem e semelhança, em vez de ouvirem Sua boa, perfeita e agradável vontade e seguirem o que Ele determina. Às vezes dói, Dayane, mas se fazemos o que Deus quer sempre no final compensará, mesmo que nos gere perdas e danos nesta vida.
      .
      Você faz bem em buscar a resposta no Senhor. É o único lugar onde a encontrará. Não no meu blog, não no coração enganoso do homem. Busque a Deus em oração e na leitura das Escrituras e, uma vez que você perceber que compreendeu a vontade do Pai, não demore em obedecê-la.
      .
      Deus ama você e Sua misericórdia dura para sempre, nunca se esqueça disso.
      .
      Oro pela tua vida, minha irmã, para que você siga pelo caminho mais excelente. Te abraço fraternalmente, no amor e na paz de Cristo,
      mz

  61. Dayane disse:

    Obrigada por responder! É isso que vou fazer! Buscar resposta de Deus!
    Mas seu pensamento ta certo sim.. A bíblia tem um peso muito grande em nossas vidas e temos que buscar fazer a vontade do nosso pai, sabendo que teremos consequências se as escolhas nao forem feitas dentro da vontade de Deus.. Mas sabemos que o assunto é complexo demais.. Cada caso é um caso! Fique na paz

  62. Silva disse:

    Eu espero que a minha experiência ajude alguma pessoa que está com o mesmo problema que eu enfrentei.

    Eu casei com 17 anos, com uma pessoa 16 anos mais velho. Todos os dias eu dizia para ele que eu amava, e assim acreditei nesse amor por 3 anos…Mas depois disso eu conheci uma outra pessoa e me apaixonei. E com passar do tempo comecei amá-la de verdade. Bem , meu casamento ficou por um triz , até que um dia eu cheguei para meu esposo e disse com plena certeza que não amava mais ele, que na verdade eu nunca havia amado ele, que tudo foi uma ilusão. Casei com ele porque meus pais queriam que eu casasse cedo para não ter problemas.

    Eu cometi ADULTERIO NO CORAÇÃO, mas nunca fui adiante executar o ato.

    Eu jurei amar meu marido, respeitar-lo, e que ficaria junto dele até que morte nós se parasse. Eu JUREI diante de Deus, diante da minha família, dos meus amigos. Quebrar esse juramente não me faria mentirosa, desonesta diante de todos?

    Gente, o amor que o mundo o prega não é o amor que Deus quer… Não é o amor que nos faça subir pelas paredes, que fazem nossos olhos brilharem e tantas outras coisas que dizem por aí.

    Foi dito que o amor não se constrói, mas todos deveriam saber que AMAR ou ter AMOR é o um mandamento. A gente deve amar…

    Vocês sabem qual foi minha escolha, depois de afundar o meu casamento? Eu escolhi AMAR MEU MARIDO, porque foi com ele que eu me casei. EU ME PERMITI SER FELIZ… E vocês pensam que foi fácil… NÃO! Foi uma batalha comigo mesma… Eu precisei matar o meu “EU”, pela obediência a Deus, e pelo certo a se fazer.

    Hoje, eu estou com 8 anos de casada… Eu estou feliz, porque eu me permitir ser feliz. Arrependo-me profundamente pelo que fiz. Eu quero viver a vida que Deus me deu ao lado do meu marido. Eu permito que ele me faça feliz e eu também faço o que eu posso para fazê-lo feliz.

    Muitas vezes, nós mesmos somos culpados pelos nossos sofrimentos!

    Para os casados, se não amam, aprendam amar, se deixaram de amar comecem a amar novamente. Não é fácil, mas quem disse que as coisas boas da vida são fácies para conseguirem? Deus disse para nós amarmos até nossos inimigos, tudo bem que esse amor é um pouco diferente, mas só diferencia do amor do casamento porque ele envolve companheirismo e desejo sexual… Mas poxa, se não tem desejo, permita-se desejar, procure olhar com outros olhos para cônjuge, não procure ver defeitos no outro, porque só Deus é perfeito, embora a gente tenha como mandamento ser perfeito como nosso Pai..

    Eu digo, porque isso aconteceu comigo… Não sofras, por um amor idealizado, enquanto vocês podem ter um amor concretizado. Não fique buscando sua alma gêmea, pois o único que pode nós completar é Deus.

    • Olá, minha irmã,
      .
      obrigado por compartilhar sua experiência. Oro a Deus que abençoe a cada dia mais o seu casamento e que faça todos os de sua família cada vez mais felizes.
      .
      Na paz e na graça de Cristo,
      mz

  63. Lis disse:

    Como tantas me casei sem amor. Engravidei e foi esta a causa.Sofri mt tb com a familia do marido por preconceito,Sou negra e eles se acham brancos.Trabalhei,cuidei dos filhos.O marido se achava do direito de me humilhar, diminuir, me escravizar pensando q eu era idiota. Depois de 25 anos de casada, consegui me libertar…sou livre, saí de casa, meus filhos já estão encaminhados, não devo nada a ninguém, não vou suportar mais nada pq a razão q me mantinha presa já não existe!!! Se vou pagar por isso, não sei, se tiver q pagar, pago!! Mas hoje, coloco minha cabeça no travesseiro e durmo, durmo.. vou onde quero, frequento minha religião, vivo a plenitude que Deus quer para todos, o sossego, a paz…

  64. Boa noite,
    Na paz de Cristo!
    Vejo que nao sou a unica que vive problemas no casamento…
    As vezes tbm digo a DEUS que me casei errado, mas agora ja casei!
    tenho porem um agravante, ele nao esta mais em casa, foi embora no dia 23/05 desde entao tenho estado desesperada, triste, desolada e em alguns momentos infelizmente me vi “contra” DEUS, que bom que Ele nao considera minha ignorancia.
    Eu so descobri que amava meu marido, quando ele foi embora, hj sei o quanto o amo, ele sempre fez de TUDO pra me agradar e eu nao valorizava qria sempre mais… Hj so qria o minimo, ELE!!! E pior ele ja quer dar entrada no divorcio, ja fiz o possivel e nao sei mais o que fazer.
    O QUE MAIS ME DOI, E A VERGONHA DE BLASFEMAR O NOME DE DEUS, ja que somos da igreja e obreiros, ja nao sei o que fazer. A nuvem de testemunha deseja a todo tempo ver e saber ONDE ESTA O NOSSO DEUS!?

    Por favor me mande um e-mail…pois ja nao sei o que fazer.

    • Olá, Liliane,
      .
      Fico triste com tudo o que você está vivendo, minha irmã. Mas sei que Deus pode restaurar seu casamento, para Ele isso é fácil.
      .
      O primeiro passo você já deu: reconhecer seus erros. Arrepender-se. Agora o que é importante você fazer é, no nível espiritual, pôr os joelhos no chão, perseverar em oração. No novel humano, ir até seu marido e humilhar-se: confesse seu erro, admita suas culpas e exponha por que ele pode voltar a confiar em você. Diálogo, minha irmã.
      .
      Se preciso for, busquem seu pastor e façam aconselhamento conjunto, vai ajudar muito. Seu marido precisa ver que o perdão é um dos alicerces da fé e que quem não perdoa não será perdoado por Deus. Que casamentos não se desfazem como água, são sólidos aos olhos de Deus.
      .
      Faça a sua parte e ore para que Deus mova o coração de seu marido. E tenha fé. Não desanime.
      .
      Oro por ti, mana, crendo que a paz virá ao teu lar. No amor de Cristo,
      mz

      • Oh qrido, que bom vc ter respondido… Ja fiz tudo que vc disse, ja pedi perdao a ele e principalmente a DEUS, conversamos juntos c nosso pastor, porem ainda sim meu marido recusa-se a voltar pra casa afirmando nao me AMAR mais… Mas amem, sei que DEUS pode restaurar corações e sentimentos. MInha duvida é… ATE QNDO LUTAR, ATE QNDO DEVO IR DE ENCONTRO A VONTADE DELE (livre arbitrio) UMA VEZ QUE ELE AFIRMA QUE NAO QR MAIS O CASAMENTO E Q SE ARREPENDEU DO DIA EM QUE CASAMOS?

      • Liliane, olá,
        .
        você deve lutar até o fim. Em oração, em afeto por seu marido e em diálogo. Pois, se ele persistir no erro do divórcio, você saberá que fez tudo o que estava ao seu alcance.
        .
        Deus te abençoe muito. Segues em minhas orações,
        mz

  65. Fabio disse:

    Muito bom seu artigo!

    Muitas pessoas não entendem que relacionamento é a três.

    Não tem como amar alguém sem primeiro vier o amor de Cima, seria simplesmente egoísta, edonista.

    Como diz em galatas 5, Plantamos e colhemos nossos frutos, quem não planta com amor colhe na dor.

    A biblia e cheia de exemplos e versículos que dizem como devemos ser, e como saberemos agir em qualquer situação.

    Quanto mais parte de Deus estamos, quanto mais buscamos a Santidade, mais nossa escolhas são acertadas, pois entregamos nossas vidas a Cristo e deixamos Deus agir e não nossa carne.

    Deus é o Senhor do Amor, e em quanto nós não entregarmos nosso coração por inteiro a Ele, não conseguimos oferecer nada ao outro.

    Vejo que um relacionamento embasado em Deus tem tudo para dar certo, porque ali não busca seus próprios interesses, mas o do outro, e se alguem procura seu par com base no relacionamento que a outro tem com Deus, tudo vai dar certo, mas não perfeito !!

    Perfeição e só na Gloria !!

    Em quanto isto e negarmos nós mesmo procurando fazer o outro o bem ! Sem nada em troca, simplesmente porque Cristo e Deus É Amor e devemos Amar.

    Apartir daí acontecerá os Milagres !!

    Tantos relatados por pessoas que verdadeiramente recebeu Cristo no Coração e restaurou a Familia !!

    Muito Bom Texto !!

    Na Páz de Cristo

    • Obrigado pelo comentário, muito pertinente.
      .
      Deus te abençoe muito, Fábio,
      mz

      • Camila disse:

        Gostaria de receber o que fazer no meu caso, me casei com um ” não crente” ainda vai fazer 02 meses que nos casamos, mas peguei ele numa conversa de envolvimento com uma pessoa do trabalho dele, fiz quase tudo certo, me converti, me guardei até o dia do meu casamento, mas dei essa brecha de ficar em jugo desigual, gostaria de saber qual a vontade de Deus neste caso, se posso me divorciar. Casei por falsas revelações, profetadas.

      • Olá, Camila,
        .
        fico triste por saber de toda essa situação, minha irmã, e oro a Deus que traga paz e consolo ao teu coração.
        .
        Sobre o que fazer, minha sugestão é que você procure o seu pastor e converse com ele. Sinto-me muito limitado para falar algo que pode impactar o resto da sua vida e a de seu marido com base em algumas linhas de texto, creio que você compreende. Recomendo que procure seu pastor, converse com ele biblicamente, ele poderá te orientar dentro da Palavra acerca de como resolver essa questão.
        .
        Te abraço fraternalmente e em solidariedade. No amor do Senhor,
        mz

  66. Elaine disse:

    Olá Maurício antes de nos casarmos ficamos um período longe mais ou menos 1 ano, estávamos noivos morando em outro estado, nesse período ele me traiu. Ele nasceu e cresceu numa igreja evangélica estava desgarrado do Senhor, me batizei após uns 6 meses que casamos, mas só agora depois de 5 anos de casamento veio confessar, estou muito triste, não sei o que fazer…
    Obrigada a paz do Senhor

    • Olá, Elaine,
      .
      Sinto pela sua dor e peço a Deus que feche todas as feridas que isso pode ter provocado em sua alma.
      .
      Creio que vocês devem procurar o seu pastor e conversar com ele sobre isso, ele poderá ajudá-los a superar o dano com ensinamentos bíblicos. Ajudá-los em oração. Estar perto.
      .
      De qualquer modo, minha irmã, lembre-se que o erro dele foi no passado, há mais de cinco anos, e me parece que ele está arrependido. Se esse é o caso, pense que o perdão é o caminho mais cristão que há. É nobre, agrada Deus e impede que nós mesmos tenhamos o perdão aos nossos pecados impedido. A Bíblia diz que Deus odeia o divórcio. Mas ama o perdão. Pense nisso. E ponha na balança. Errar todos nós erramos, a pergunta é: o quanto estamos dispostos a aceitar e perdoar o erro do outro. Ponha isso em oração.
      .
      Oro por ti, mana, certo de que a mão de Deus é sobre você e sua família,
      mz

  67. Maria Fernanda disse:

    Paz Pastor,estou muito confusa? ME AJUDA POR FAVOR!
    Preciso mesmo saber como anda minha sutuaçao,preciso de palavras BEM CLARAS se possivel :
    Me casei a quase 2 anos com um homem que era divorciado a uns 5 anos,ao que meu marido diz ela nao o traiu ele simplismente divorciou pois ela o mautratava,
    e logo depois ele namorou uma moça por 3 anos e depois dela passou se… mais ou menos 1 ano e foi quando nos conhecemos, ele atè antes de me conhecer era catolico mais nao frequentante,so os pais que sao atè hoje.

    Quando conheci ele,eu estava desviada dos caminhos do Senhor…e uns 6 meses depois ja estava morando com ele,porèm o espirito santo de Deus me incomodou de uma tal fora q voltei para casa de meus pais e deixei ele sozinho em casa e voltei para Deus,voltei a frequentar a igreja igual quando era solteira e nao era desviada!
    Nesse periodo o meu marido começou a ir me visitar em casa e querer ir a igreja comigo,com o tempo ele foi gostando e quando começou a entender a biblia ele aceitou a JESUS na igreja evangelica,antes era catolico quando nos conhecemos e casou com a 1 mulher na igreja catolica,

    A MINHA MAIOR DUVIDA è :
    Ele ja foi casado e tem 2 filhos com a outra mulher,porèm se casou com ela na igreja catolica.
    A quase 2 anos somos casados e antes de nos casarmos ele era divorciado da 1 e aceitou a Jesus e se casou comigo na igreja evangelica.HOJE ELE è UM CRISTAO!
    Eu nasci em berço evangelico e ate hj nao tenho filhos com meu marido e nenhum outro.

    Esse casamento pra Deus està errado mesmo antes ele sendo catolico e passou a ser envangelico?

    OQ DEVO FAZER?
    Para Deus mesmo q ele era catolico antes a 1 mulher è a que conta?
    e eu que estou errada?devo permanecer nesse casamento pois è o meu 1 casamento.ou devo me casar novamente com alguem q nunca foi casado e sem filhos?

    Pois esse meu casamento com um homem divorciado e que era catolico e da parte da 1 esposa nao o traiu,o certo è ele voltar pra ela?ou devo me separar e casar com outro ou nao posso nuncaa mais me casar com ninguem?

    sao duvidas,nao pretendo me separar,simplismente nao sei se estou desagradando a Deus! ME AJUDAAA POR FAVOR!
    Eu so nao quero desagradar a Deus.

    Meu pastor està viajando para a Africa,portando so daqui uns 6 meses e eu nao vou aquentar essa duvida me corroendo!
    caso o Senhor nao queira me responder calaramente pelas outras pessoas,eu entendo,mais me responda a verdade mesmo q doa,pode me responder por meu email,ME AJUDA pois eu realmente preciso de saber.

    • Maria Fernanda disse:

      MUITO OBRIGADA!!!!!

    • Maria, olá,
      .
      fico muito triste de vê-la nessa aflição. Oro ao Senhor que traga paz e descanso ao teu coração.
      .
      Preciso dizer que é muito complicado eu emitir um parecer sobre seu caso específico, minha irmã. Nem pastor eu sou. Entendo sua ansiedade dada a ausência do seu pastor (com quem de fato recomendo que você busque para aconselhamento quando ele retornar, antes de tomar qualquer decisão). Então não gostaria de te dizer o que fazer, é muita responsabilidade para uma resposta à distância.
      .
      No entanto, posso te dizer o que a Bíblia diz, para que você ponha em oração. Jesus afirma em Mateus 5.31,32: “Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério”.
      .
      O Senhor volta ao tema em Mateus 19.9: “Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério”.
      .
      O mesmo é reafirmado em Marcos 10.
      .
      Diante dessa afirmação clara e objetiva dos próprios lábios de Jesus, não consigo enxergar base bíblica para qualquer divórcio que não seja motivado por relações sexuais ilícitas. Pelas palavras de Cristo, quem repudiar sua mulher sem ser por sexo ilícito e vier a se casar com outra pessoa estará em estado de adultério, bem como quem se casar com ele.
      .
      Sobre o fato de um casamento ocorrer na Igreja Católica, precisamos entender que a ideia de que um casamento só é válido se realizado numa Igreja evangélica não encontra nenhuma base bíblica. O casamento se dá quando um homem e uma mulher decidem se unir como família e viverem juntos para sempre como marido e mulher – e, para isso, cumprem o que as normas de uma sociedade determina como necessário para tal. Se não fosse assim, teríamos de crer que nenhum católico, judeu, muçulmano, hindu, xintoísta, kardecista ou ateu é casado. Que dizer então dos membros de tribos indígenas africanas ou brasileiras, esquimós ou membros de qualquer comunidade isolada. Cada cultura tem sua forma de oficializar um casamento e, uma vez cumprida, o casal está casado.
      .
      Em nossa sociedade, um casamento se dá mediante um registro civil. A cerimônia religiosa ocorre como uma demonstração da benção de Deus e como um sinal público de que aquela família está se iniciando debaixo daquela fé. Mas, se você só se casar na igreja, oficialmente aos olhos da sociedade civil você não é casada, o que só ocorrerá mediante uma certificação em oficio civil.
      .
      Em resumo, não importa se um casamento ocorreu ou não numa igreja evangélica: uma vez feito no registro civil é casamento.
      .
      Isso, minha irmã, é o que posso te dizer a partir do que entendo da Biblia. Oro a Deus que Ele te ilumine e te direcione dentro da vontade do Senhor. Perdoe-me não te dizer “faça isso” ou “faça aquilo”, mas seria muita irresponsabilidade minha. É algo a ser tratado com calma e debaixo da orientação do teu pastor. Mas o que escrevi é o que o próprio Jesus disse sobre divorcio.
      .
      Que venha a paz sobre o teu coração, minha irmã. E que Deus seja contigo nessa hora de difíceis decisões. Te abraço com carinho,
      mz

      • Maria Fernanda disse:

        Eu entendo! Na verdade casei no registro civil sim e na igreja tbm,so acho estranho o meu pastor ter aceitado casar e nao me dizer nada! è por isso o desespero.

        Entao quer dizer q pela lei de Deus eu sou adultera pois casei me com um homem divorciado!
        Eu entendo assim.Sendo desse modo,para pessoas com o caso como o meu pela biblia ele nao pode se casar novamente como casou comigo e nem eu com ele,mais…como jà nos casamos…

        um exemplo;
        Da minha parte,Se eu me separasse,pela biblia nao poderia voltar a me casar novamente?

        o mais triste è que me casei por amor,mais a verdade nunca deixa de ser a verdade.

      • Maria,
        .
        imagino o quanto isso tudo deve estar mexendo com você. Espero e oro a Deus que você encontre paz e direcionamento de Deus para tua situação.
        .
        Não compete a mim julgar teu pastor. Há aqueles que por muitas razoes diferentes realizam casamentos nas mais variadas situações. Eu fico com o que Jesus falou.
        .
        Se uma pessoa se casa com outra que era casada entendo eu que o segundo casamento não é válido. Mas como eu te disse, não posso dizer a você o que fazer, só Deus pode direcionar teus passos, Maria. Ponha a Ele em oração e ouça a voz da verdade no teu coração.
        .
        Oro por ti, minha irmã. Na paz de Cristo,
        mz

  68. Dalva disse:

    Mauricio,
    desculpe incomodar…sei o quanto és ocupado…mas queria dizer que postei o Link deste texto
    no meu Blog mas mencionei o seu Blog, pode conferir…tenho amigas pessoais que precisam
    desta palavras e eu não saberia transmiti-las como estão tão explícitas aqui, perdoe-me se
    agi errado…mas compreenda, tua sabedoria ajuda a esclarecer a vida.
    Obrigada e desculpe.
    Um abraço meu e de minha família.
    http://seguindoemfrente.blogs.sapo.pt/22636.html

    • Oi, Dalva,
      .
      Imagina, minha irmã, absolutamente nenhum problema. Fique à vontade para reblogar os textos do APENAS, se houver a possibilidade de mais pessoas serem abençoadas isso só me traz alegria.
      .
      Não tem nenhuma razão para se desculpar.
      .
      Deus te abençoe muito e a toda a sua família. No amor de Cristo,
      mz

  69. mary disse:

    Olá Maurício, que a Paz do Senhor, que excede todo entendimento seja contigo. Louvo a Deus pela sua vida, e pelo que escreveu, pois tenho visto pessoas passarem por problemas no casamento, e tendo como solução o divórcio e o recasamento, como também ouço e vejo homens e mulheres de Deus, concordando com o que não é bíblico. Tenho passado por essa situação. Procurei resposta naqueles “conhecedores da palavra”. Ouvi tudo o que muitos já postaram para vc, procurando um aval para o divorcio. Parei e começei a buscar A PALAVRA DO TODO PODEROSO,da qual,há respostas para tudo, e nela encontrei tudo o que você falou, com endereços biblicos, confirmando tudo.E ainda a solução para o recasamento ; somente a morte pode separar: é duro mas a vontade de Deus para o casamento é que ele dure enquanto viverem, e se algum morrer pode casar-se novamente, contando que seja no Senhor- só Deus pode tirar a vida. Tenho muito o que dizer, mas o que quero com esse comentário é dizer a vc, que nas pesquisas feitas descobrir que em mateus 19:9 quando Jesus disse, que a não ser por causa de fornicação, ou prostituição, ou palavra similar, Ele relatava do casamento compromisso que era o costume dos judeus, que durava um tempo aproximado de 1 ano, era um casamento firmado entre os pais pelo compromisso, depois é que havia o casamento conjugal. Foi o que aconteceu com José quando soube que Maria estava grávida, tentou deixá-la secretamente por achar que ela havia ADULTERADO, mas na verdade ele tinha um casamento compromisso com ela.Ela se achava desposada por José. Não havia ainda o casamento conjugal, e por isso que ele José poderia se divórciar. Se no entanto ,tivesse casado conjugalmente , não poderia divorciar-se. Jesus deixou ali uma informação que poucos sabem, fornicação (pórneia) é diferente de adultério(moiquéia), por isso Jesus disse -por causa da fornicação (pornéia)podia divorciar-se. Se fosse adulterio(moiqueia), separava-se e não casava novamente ou perdoava (é o que Jesus espera de um verdadeiro crente e cumpridor da palavra)e voltava para dentro do casamento. Nós não temos esse costume, e já passamos para o casamento conjugal., então pra nós e no novo testamento não existe o divórcio. Outra coisa para finalizar, mesmo que você considere (casei errado), Deus se fez testemunha no dia do seu casamento e o abençoou, cabe agora viver e procurar o lado bom e prazeiroso de cada um para ser feliz no casamento. O diabo não brinca de ser diabo, ele veio para matar, roubar e destruir. Procure onde ele está escondido no seu casamento e mande-o embora em o NOME DE JESUS. espero ter contribuido. Deus os abençoe. abçs.

    • Olá, Mary,
      .
      fico feliz que você tenha um real entendimento da Palavra, tentando viver como ela ensina e não tentando fazer com que ela diga o que ela não diz por ser mais conveniente. Louvo a Deus por tua vida.
      .
      Abraço fraterno, na paz de Cristo,
      mz

  70. Danila disse:

    Olá Maurício,
    Confesso q apesar de ser leitora do Apenas a pouquíssimo tempo percebí no decorrer da leitura a impressionante diferença entre este post e os outros,em alguns momentos nem parece vce escrevendo com a sua admirável e linda empatia com o pecador(sei q é a graça de Deus em vce,ñ se preocupe rsrsrs) porque realmente esse assunto ñ tem outra escapatória além do q está escrito e embora querendo,ñ podemos exercer misericórdia com o q casou errado porque a Bíblia assim ñ o faz.Tenho uma pergunta irmão q me atrela a esse tema porque já ví pastores apoiarem separacões e 2º casamento,onde ñ houve pornéia,dizendo que o 1º casamento ñ foi válido,já ouví até mensagem de pastor dizendo q nem todo casamento Deus uniu,mesmo sendo feito na igreja evangélica,pois se houve o divórcio é porque Deus ñ uniu e aí o homem separou,e por aí vão tentando achar brechas,enfim,o que caracteriza um casamento?Qdo podemos dizer”são casados”?Obrigada e aguardo
    No amor de Cristo,

    • Danila, olá,
      .
      na verdade, mana, como disse Dietrich Bonhoeffer, a graça de Deus não é barata. A empatia com o pecador deve existir em absolutamente todo e qualquer tempo. Simplesmente porque Jesus fez isso ao encarnar e estendeu o perdão incondicionalmente a todos aqueles que se mostraram arrependidos.
      .
      Mas a Bíblia diz o que diz e não podemos fugir dela. Há verdades duras de se ouvir. Saber que mais vão para o inferno do que para o céu é dificil, mas é verdade bíblica, não há como escapar. Do mesmo modo, as palavras de Cristo são claras sobre o divórcio. Foi um tema perguntado diretamente a Ele, com uma resposta bem objetiva. Nesse sentido, não posso dizer algo diferente do que o próprio Jesus disse. É nessas horas que precisamos lembrar que segir Jesus é “negar-se a si mesmo e tomar a sua cruz”. O Evangelho não é fácil.
      .
      Infelizmente, há alguns que interpretam as Escrituras segundo conveniências pessoais. Outros, para não perder membros. Outros ainda porque simplesmente estão errados em sua hermenêutica. Mas nunca podemos negociar o inegociável.
      .
      O Mestre disse em Mateus 5.31,32: “Também foi dito: Aquele que repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. Eu, porém, vos digo: qualquer que repudiar sua mulher, exceto em caso de relações sexuais ilícitas, a expõe a tornar-se adúltera; e aquele que casar com a repudiada comete adultério”. O Senhor volta ao tema em Mateus 19.9: “Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério e o que casar com a repudiada comete adultério”. O mesmo é reafirmado em Marcos 10. Diante dessa afirmação clara e objetiva dos próprios lábios de Jesus, não consigo enxergar base bíblica para qualquer divórcio que não seja motivado por relações sexuais ilícitas. Pelas palavras de Cristo, quem repudiar sua mulher sem ser por sexo ilícito e vier a se casar com outra pessoa estará em estado de adultério, bem como quem se casar com ele.
      .
      Dizer que nem todo casamento Deus uniu pois se houve o divórcio é porque Deus não uniu é uma afirmação antibíblica. Não existe nenhuma base para ser dizer isso a partir das Escrituras. É apenas uma carta branca para o divórico, que contraria a natureza de Deus frontalmente, como está em Malaquias 2.16: “‘Eu odeio o divórcio’, diz o Senhor, o Deus de Israel”.
      .
      O casamento se dá quando um homem e uma mulher decidem se unir como família e viverem juntos para sempre como marido e mulher – e, para isso, cumprem o que as normas de uma sociedade determina como necessário para tal. Se não fosse assim, teríamos de crer que nenhum católico, judeu, muçulmano, hindu, xintoísta, kardecista ou ateu é casado. Que dizer então dos membros de tribos indígenas africanas ou brasileiras, esquimós ou membros de qualquer comunidade isolada. Cada cultura tem sua forma de oficializar um casamento e, uma vez cumprida, o casal está casado. Em nossa sociedade, um casamento se dá mediante um registro civil. A cerimônia religiosa ocorre como uma demonstração da benção de Deus e como um sinal público de que aquela família está se iniciando debaixo daquela fé. Mas, se você só se casar na igreja, oficialmente aos olhos da sociedade civil você não é casada, o que só ocorrerá mediante uma certificação em oficio civil.
      .
      Em resumo, o casamento, uma vez feito no registro civil, é casamento.
      .
      Espero ter contribuído para sua reflexão, minha irmã. Deus te abençoe muito, com sua graça e sua paz,
      mz

  71. DIEGO disse:

    Uma dúvida, gostaria que o senhor analisasse minha situação. eu era solteiro, e casei-me com uma mulher que havia se divorciado do marido por diversas traições dele (comprovadas). ela o conheceu na igreja e se casaram no civil e religioso. no entanto ela casou errado, mais pra sair de casa..enfim, ela mesmo assim, queria levar o casamento adiante. porém, de tanto ele começar a beber e se viciar em drogas e chegar ao ponto de passar com a amante na frente da porta de casa, ela não aguentou e se separou. eu casei-me errado com ela , por impulso , sem amor. mas estou disposto a levar em frente o casamento, afinal nos damos bem, ela cuida de mim, é respeitosa, diz que me ama e continua firme no senhor. a minha dúvida é: o ex marido está vivo, porém ela deu carta de divórcio por adultério. ela poderia ter se casado de novo? eu que me casei com ela, porém era solteiro ( nunca havia me casado de fato ), também estou em pecado? pergunto isso pq casei com uma mulher que ja foi casada. e se estou devo me separar e viver sozinho? pois ao que parece estou naquela de: se correr o bicho pega se ficar o bicho come. traduzindo…se me separo descumpro a ordem de DEUS, se continuo casado posso estar em adultério…parece que estou fadado a não salvação, sem saída….responda-me por favor…..

    • Diego, olá,
      .
      mano, temos que ir para a Bíblia para responder isso. Em Mateus 19.9, Jesus afirma: “Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério”. Ou seja, a única cláusula que Jesus abre para a possibilidade de divórcio é a imoralidade sexual. Se sua esposa separou-se do primeiro marido por essa razão, está livre para um novo casamento. Logo, entendo que seu matrimônio é legítimo. Fique em paz, honre sua esposa, seja fiel e que o casamento de vocês glorifique sempre ao Senhor.
      .
      Um abraço, mano, Deus abençoe você e sua legítima esposa,
      mz

  72. DIEGO disse:

    agradeço sua resposta, que alívio!!! uma abraço amigo, que DEUS te abençoe.

  73. Márcia G. SSP Ba disse:

    Querido Mauricio,
    Descobri seu Blog as 21:30 por ai e assim…derepente. Acredito que seja Deus falando comigo diante das provações que estou passando na minha relação, com o meu considerado marido. Nós nos relacionamos a 3 anos e 3 meses agora em dezembro de 2012 e a 1 ano e 7 meses morávamos juntos ,quando a 15 dias atras diante de uma discussão , ele resolveu dar um tempo de 30 dias, dizendo que precisa saber se é amor o que ele sente por mim e que esse tempo serviria para ele refletir sobre nós e pegou alguns pertences dele e foi embora para a casa dos pais. Hoje estou evitando ao maximo procurá-lo ( por ligação, e-mail, facebook, torpedo etc…) com o objetivo de respeitá-lo quanto ao tempo estipulado, apesar de não ter concordado e entender que uma dificuldade ( financeira, emcional, pessoal ) deve ser resolvida com conversa. Como falei anteriormente , ele se diz na dúvida quanto ao sentimento dele. Hoje separados nos falamos ( ele me telefonou para dar satisfação quanto aos pagamentos da casa ) e na continuação da conversa ele me disse que não deixaria de orar por nós e eu aconselhei a não abandonar a Deus em nenhum momento, a não frequentar aos cultos e a fazer habito ler a biblia ( que pra ele é extremamente dificil de entender ) e ele me revelou que havia ganhado duas biblias e que a primeira coisa que ele leu falava que se o homem não souber amar a Deus , não saberá amar ninguém ( não sei qual trecho ele encontrou ) e eu ai senti que a situação era pior do que eu pensava., pois além de mim ( como as outras que já viveu e não soube amar como relatou ) também não amava a Deus como merecia e tentei falar algo que o encorajasse, a em oração pedir livramento para essa maldição que acorrentava ele durante os 39 anos de idade.
    Tenho algumas perguntas:
    - viviamos juntos durante 1 ano e 7 meses como marido e mulher, diante dos olhos de Deus somos casados?

    -Nos convertemos a 4 meses juntos e entramos na graça nessa condição vivendo como marido e mulher,. Vivemos em pecado já que ainda não nos batizamos?

    -Como devo encarar essa separação diante da condição imposta por ele ? É Deus me mostrando ele não ser o homem certo para ser meu marido ( no registro )? pois sempre ouvi na igreja e por nossos irmãos em Cristo me dizer que DEUS não é o Deus da separação , que estamos sendo provados e que Deus tem planos na nossa vida e nos cultos quando ouvi a palavra falando sobre o homem novo que será dado e a realização do meu casamento. Do que devo entender sobre todas essas revelações?
    -Oro noite e dia e espero em Deus um movimento sobre essa questão, pois está perto de acabar os 30 dias estipulados por meu ” marido” ( que ainda o considero e respeito como tal ) e mesmo sabendo que o tempo dele e o meu não é o de Deus, fico a entregar a minha relação no altar dele para que restaure e faça um milagre. Deve ser assim que devo agir?

    Mauricio, perdoe-me por prolongar minha aflição em palavras no seu Blog. Quero muito um dia dar um belo testemunho sobre esse momento que estou vivendo e de forma positiva e vitoriosa quanto a salvação do meu relacionamento.
    Espero que me envie seu e-mail e se possível responda-me pelo meu e-mail também ok.
    Que deus te cubra de força, sabedoria e bençãos !

    Márcia G.

    • Marcia, olá,
      .
      por favor, perdoe-me a demora em responder, as festas de Natal me mantiveram afastado do blog por alguns dias. E, por favor, não tem do que pedir perdão, no que eu puder ajudar, o farei com alegria.
      .
      Querida irmã, antes de qualquer coisa, eu gostaria de recomendar enfaticamente que você procurasse seu pastor. Creio que uma situação como a sua merece muito mais do que uma opinião de um blogueiro, mas sim um acompanhamento pessoal, em conversas em que seja possível saber todos os detalhes, orar junto, compartilhar da caminhada. Seu pastor é a pessoa indicado para isso, não eu.
      .
      No entanto, vou procurar expor minha visão sobre suas perguntas, a partir de meu entendimento bíblico. Mas, enfatizo: o que aqui digo não deve substituir o acompanhamento pastoral. Por favor, não tome decisões a partir do que aqui escrevo, busque orientação pastoral e busque a Deus em oração.
      .
      Sobre suas perguntas:
      - viviamos juntos durante 1 ano e 7 meses como marido e mulher, diante dos olhos de Deus somos casados?
      Pelo meu entendimento bíblico, não. Um casamento ocorre segundo as leis que regem a sociedade em que determinado casal vive. No seu caso, as leis brasileiras, que estipulam que um casamento exige registro civil. Então entendo que vocês eram e são duas pessoas solteiras vivendo fora do que seria um casamento bíblico. Se decidirem manter o relacionamento, minha recomendação é que se casem oficialmente.

      -Nos convertemos a 4 meses juntos e entramos na graça nessa condição vivendo como marido e mulher,. Vivemos em pecado já que ainda não nos batizamos?
      O pecado independe de ser batizado ou não. Pessoas não cristãs pecam e não são batizadas. Recomendo que fuja do pecado e também que se batize o quanto antes.

      -Como devo encarar essa separação diante da condição imposta por ele ? É Deus me mostrando ele não ser o homem certo para ser meu marido ( no registro )?
      Não tenho como responder isso, Marcia, pois não sei o que se passa no coração de Deus. Entendo que você é quem precisa buscar em oração e na Palavra a resposta a isso, pois só você poderá saber.

      - …pois sempre ouvi na igreja e por nossos irmãos em Cristo me dizer que DEUS não é o Deus da separação , que estamos sendo provados e que Deus tem planos na nossa vida e nos cultos quando ouvi a palavra falando sobre o homem novo que será dado e a realização do meu casamento. Do que devo entender sobre todas essas revelações?
      Querida irmã, sou pentecostal e creio no dom de palavra de conhecimento (a popular “revelação”). Mas tenho pavor de “revelações” que ditam os passos que devemos dar na vida. Primeiro porque muitas pessoas falam o que Deus não falou. É preciso julgá-las à luz da Bíblia e para isso é preciso ter conhecimento bíblico. A maior revelação que Deus pode te dar está em sua Palavra e é nela que recomendo que você busque as respostas. Meus anos como cristão me mostraram que multidões de pessoas que tomaram decisões sobre casamento com base em supostas “revelações” acabaram infelizes e feridas, além de magoadas com Deus e a Igreja. Recomendo que você não se baseie nisso para tomar suas decisões.

      -Oro noite e dia e espero em Deus um movimento sobre essa questão, pois está perto de acabar os 30 dias estipulados por meu ” marido” ( que ainda o considero e respeito como tal ) e mesmo sabendo que o tempo dele e o meu não é o de Deus, fico a entregar a minha relação no altar dele para que restaure e faça um milagre. Deve ser assim que devo agir?
      Perfeito. Orar é o primeiro passo. Entregar teu caminho ao Senhor é essencial (Salmos 37). Confiar no agir de Deus é o exercício de fé que o Senhor espera. E tome suas decisões de forma racional e com base na Bíblia. Cuidado com excesso de misticismo nessa hora, evite buscar revelações e profecias para saber o que fazer. É a paz de Cristo em seu coração que será o árbitro, junto com a Palavra.
      .
      Marcia, oro por você e espero que tenha clareza sobre como conduzir essa situação. Confie em Deus. Caminhe em retidão diante dele. E tenha a certeza que Ele está contigo e zelando por ti. Que nosso Senhor a abençoe muito e traga paz e resposta a tua vida. Com carinho,
      mz

  74. GILMAR disse:

    SEI QUE DEUS NÃO APROVA O DIVÓRCIO. ISSO SIGNIFICA QUE SE EU ME SEPARAR E CASAR NOVAMENTE NÃO PODEREI RECEBER A SALVAÇÃO? DEUS NÃO ME PERDOARÁ PELO PECADO QUE COMETI?

    • Gilmar, olá,
      .
      mano, não compete a mim nem a homem nenhum dizer quem vai ou não para o Céu. Seria uma irresponsabilidade minha afirmar tal coisa. O que posso dizer é o que está na Bíblia. E a partir daí cada um tome suas decisões de acordo com sua consciência. O assunto do divórcio é um dos que foram abordados com mais clareza por Jesus na Bíblia mas, infelizmente, a dureza do coração dos homens tem aberto muitas brechas que a Bíblia não abre. Me atenho apenas ao texto bíblico e sugire que você ore e medite na sua intimidade com Deus a partir deles:
      .
      “Alguns fariseus aproximaram-se dele para pô-lo à prova. E perguntaram-lhe: “É permitido ao homem divorciar-se de sua mulher por qualquer motivo? ” Ele respondeu: “Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’ e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’? Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe”. Perguntaram eles: “Então, por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora? ” Jesus respondeu: “Moisés lhes permitiu divorciar-se de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério”. Os discípulos lhe disseram: “Se esta é a situação entre o homem e sua mulher, é melhor não casar”. Jesus respondeu: “Nem todos têm condições de aceitar esta palavra; somente aqueles a quem isso é dado” (Mateus 19:3-12).
      .
      “Foi dito: ‘Aquele que se divorciar de sua mulher deverá dar-lhe certidão de divórcio’. Mas eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, faz que ela se torne adúltera, e quem se casar com a mulher divorciada estará cometendo adultério”. (Mateus 5.31-32)
      .
      Deus o abençoe muito, meu irmão,
      mz

  75. Rosane disse:

    (…)

    • Prezada Rosane,
      .
      lamento ser obrigado a não publicar seu comentário, mas não permitimos pontos de vista expostos com tanta agressividade quanto as suas palavras demonstraram. Você tem todo direito de discordar daquilo que aqui é escrito mas não tem o direito de fazê-lo de modo tão anticristão e sem amor como fez.
      .
      Sugiro a você apenas uma coisa: leia a Bíblia. Talvez você entenda um pouco mais sobre o amor de Deus, sobre julgar o próximo, sobre falar com mansidão, entre outros pilares da fé cristã que você claramente não vive – como a escolha de suas palavras tão grosseiras denuncia.
      .
      Se quiser discutir ideias de forma educada e gentil seus comentários serão sempre bem-vindos, como os de muitos que discordam de mim mas o fazem de modo polido. Até lá por gentileza canalize sua ira e agressividade para outros ambientes.
      .
      A propósito, sobre o “amor incondicional” de Deus, sugiro que você leia este texto de R.C.Sproul, que vai ajudá-lá a ver Deus pelos olhos da Bíblia e não de nosso achismo:
      .
      “Tornou-se moda nos círculos evangélicos falar, quase que sem hesitação, do amor incondicional de Deus. É certamente uma mensagem agradável para as pessoas ouvirem e se ajusta a certo tipo de discurso politicamente correto. Em nosso desejo de comunicar às pessoas a doçura do evangelho, a disposição de Deus de cobrir nossos pecados com o perdão e a incrível profundidade do Seu amor mostrado na cruz, usamos uma expressão hiperbólica para o escopo e extensão do Seu amor.
      Onde nas Escrituras encontramos essa noção do amor incondicional de Deus? Se o amor de Deus é absolutamente incondicional, por que falamos às pessoas que elas têm que se arrepender e ter fé para serem salvas? Deus estabelece condições claras para uma pessoa ser salva. É verdade que, em certo sentido, Deus ama mesmo aqueles que não satisfazem as condições de salvação, mas essa sutileza é geralmente perdida pelo ouvinte quando o pregador declara o amor incondicional de Deus. As pessoas ouvem que Deus irá amá-los continuamente e aceitá-los, não importa o que eles façam ou como eles vivam. Declaramos assim um universalismo descarado se falarmos do amor incondicional de Deus sem uma clara e cuidadosa qualificação do que isto significa.
      Um contraste interessante pode ser visto ao comparar a pregação dos evangelistas dos séculos XVIII e XIX com os evangelistas modernos. A ênfase nos séculos anteriores estava na ira de Deus direcionada contra pecadores impenitentes. De fato, a pregação de Jonathan Edwards tem sido descrita como uma pregação evangelista que empregava uma “teologia do medo”. Esta abordagem deu lugar uma ênfase mais positiva no amor de Deus. Claro, Edwards também declarava o amor de Deus, mas não sem lembrar aos pecadores que enquanto eles continuassem impenitentes, estariam expostos à ira de Deus e estariam na verdade acumulando ira contra si mesmos para o dia da ira (Romanos 2.5).
      Edwards advertia seu povo que eles eram mais repugnantes a Deus em seus pecados do que súditos rebeldes eram aos seus príncipes. Essa era uma parte e uma parcela da proclamação do evangelho da reconciliação. Não pode haver uma conversa sobre reconciliação sem antes estabelecer que há uma alienação ou um afastamento anterior. Indivíduos que não estão em conflito não precisam de reconciliação. O conceito bíblico de reconciliação pressupõe uma condição de afastamento entre Deus e o homem.
      Muito é dito sobre a hostilidade do homem contra Deus. A Bíblia diz que somos inimigos de Deus por natureza. Essa inimizade é expressa em nossa rebelião pecaminosa contra Ele. A visão contemporânea popular disso é que nós estamos afastados de Deus, mas Ele não está afastado de nós. A inimizade está em um dos lados apenas. A figura que pintamos é que Deus continua nos amando com um amor incondicional enquanto permanecemos com ódio em relação a Ele.
      A cruz desmente essa figura. Sim, a cruz aconteceu porque Deus nos ama. Seu amor está por trás de Seu plano de salvação. Entretanto, Cristo não foi sacrificado na cruz para nos aplacar ou para servir de propiciação para nós. Seu sacrifício não foi planejado para satisfazer nossa inimizade injusta contra Deus, mas para satisfazer a ira justa de Deus contra nós. O Pai foi o objeto do ato de propiciação do Filho. O efeito da cruz foi remover o afastamento divino de nós, não nosso afastamento dele. Se negarmos o afastamento de Deus de nós, a cruz é reduzida a uma patética e anêmica influência moral sem nenhuma satisfação substitutiva de Deus.
      Em Cristo, o obstáculo do afastamento é superado, e somos reconciliados com Deus. Mas essa reconciliação se estende apenas àqueles que creem. Aqueles que rejeitam a Cristo permanecem em inimizade com Deus, afastados de Deus, e objetos tanto de Sua ira quanto de Sua aversão. Qualquer que seja o tipo de amor que Deus tem pelo impenitente, ele não exclui Seu justo ódio e aversão deles, que está em forte contraste com Seu amor redentor.”
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  76. sidnéia g. de oliveira disse:

    QUE BLOG MARAVILHOSO E ÚTIL EM MUITAS VIDAS!!!
    ESTAVA BUSCANDO UMA RESPOSTA PARA MUITOS PROBLEMAS DE RELACIONAMNTO,E AGORA ESTOU EM PAZ!!!

  77. Estela disse:

    Boa tarde Mauricio, tudo bem?
    Tenho passado por uma situação muito dificil, onde não encontro resposta de como agir, e tenho orado a Deus para que me mostre um caminho, acabei encontrando esse seu post, quando estava procurando sobre divórcio por traição.
    Há 6 anos meu esposo me trai com uma mulher, descobri a amizade dele há 6 anos atras qdo vi uma msg dela no cel dele, ameacei e sai de casa com nosso bebe achando que ele viria atras de mim, mas não…ficou atras dela. Me arrependi, voltei para casa, pq era só uma msg dela falando que tinha amado um abraço que tinha dado nele, isso não era prova suficiente q ele me traia, só que nessa ele saiu de casa e ficou 2 meses fora, qdo voltou vivemos num lar infeliz, de brigas e contendas, ele fazendo tudo o que queria chegando mais de meia noite em casa e colocou senha nos celulares, mas até então eu não tinha a prova que era traição mesmo, agora fazem 6 meses que descobri que realmente ele tem um caso com ela, e ela comprou até um apartamento perto de nossa casa e eles falam em casamento, eu e meu marido somos crentes, batizados, conheci a igreja através dele, as vezes sinto que ele vive numa prisão, ele sabe que eu descobri que ele me traiu e perdoei, mas ele não imagina que sei que ele continua com o caso e que ela fala o tempo todo em se casar com ele, fala da casa deles, da cama deles (descobri a senha do celular e vi tudo isso) meu marido ganha bem, somos casados há 10 anos, mas só vivemos em divida, moramos de aluguel e para dentro de casa ele nunca tem dinheiro.
    Agora minha dúvida é a seguinte eu estou com ele, sabendo que ele me trai, mas por temer a Deus e não querer o divórcio, Pq também já busquei várias palavras para separação e Deus sempre manda falando para esperar ele agir, li em alguns sites da internet tbm que mesmo por traição não posso deixá-lo pois dizem que em Matheus 19:9 a palavra correta seria Eu vos digo, porém, que qualquer que repudiar sua mulher, não sendo por causa de FORNICAÇÃO, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério. E tbm tem a parte em Corintios 7:39 A mulher está ligada enquanto o marido vive; mas se falecer o marido, fica livre para casar com quem quiser, contanto que seja no Senhor.
    Ali tá claro que a mulher está ligada ao marido enquanto ele viver, não enquanto ele viver e não adúlterar.

    Mas essa situação não é muito comoda para ele? ter 2 mulheres, enquanto eu passo a prova ele só tem amores com a amante e detalhe a amante agora vai tbm para a igreja e recebe as palavras de bençãos. Tenho medo de estar pecando por tbm estar aceitando isso e tenho medo de estar fazendo ele continuar mais no pecado por eu não tomar uma atitude de separar, mas tenho medo de separar e desagradar a Deus, não posso perguntar para o pastor, pois meu esposo é bipolar se sonhar que falei para alguém, nem sei o que ele é capaz de fazer, e minha igreja é muito rigida se souber disso vai tirar a comunhão dele com a igreja
    Não sei mais onde encontrar a resposta, será que podes me ajudar???
    Esse nome Estela é meu nome ficticio, tenho medo de falar meu nome verdadeiro e isso parar de algum jeito para meu marido.
    Peço por caridade, me ajude

    • Minha irmã,
      .
      fico muito triste por tudo o que você está passando e oro sinceramente a Deus que traga uma solução para esse problema.
      .
      Eu normalmente diria a você para procurar o seu pastor, mas compreendo a dificuldade que isso lhe traria, então vou expor o meu entendimento bíblico de uma situação como a sua. Mas peço por favor que não tome nenhuma decisão com base no que vou falar, é algo muito sério e não deve se fazer nada por causa de algo que leu em um blog. Ore, dialogue e busque outras fontes.
      .
      Há duas questões: o perdão e o divórcio. Biblicamente uma traição configura sim uma possibilidade de divorcio. O termo usado por Jesus é a palavra grega “porneia”, que significa “impureza sexual”. Ou seja, Jesus abre a possibilidade de divorcio se a motivação é qualquer tipo de desvio sexual no matrimonio, como adultério, bestialidade (sexo com animais) ou qualquer outra coisa do gênero. Então sim, um cônjuge que foi traído pode se divorciar com aval bíblico.
      .
      Mas há o lado do perdão. Se há arrependimento da parte que ofende e confissão de seu pecado, a parte ofendida deve perdoar 70 vezes 7, ou seja, infinitas vezes. A Biblia diz que quem não perdoa não será perdoado de seus pecados por Deus, então esse é um tema muito sério. Se vocé ler Romanos 12 verá o padrão do que Deus espera de nós quando nos fazem mal.
      .
      Então, minha irmã, há esses dois lados da moeda: biblicamente você pode se divorciar, mas biblicamente você deve perdoar. Creio que, sabendo disso, você deve orar, buscar o Senhor e ver qual é o melhor caminho para você e sua família. Não se guie por profecias e revelações. Minha experiência mostra que 90% do que você ouve vem do homem em não de Deus, então é perigosíssimo tomar decisões com base nisso. A maior profecia de todas e a revelação maior já nos foram dadas: a Bíblia. Recorra a ela em busca de respostas, pois ela sim é infalível e inerrante.
      .
      Oro pela tua vida, para que Deus traga paz ao teu coração, consolo e as respostas de que você precisa. Te abraço com afeto e solidariedade, no amor do Deus para quem não há nada impossível,
      mz

  78. Renata disse:

    Querido Maurício, preciso de um conselho.
    Estou totalmente perdida.

    Namoro a 6 anos e a quase dois anos moramos juntos. Não temos filhos e nem somos oficialmente casados. Eu gosto muito dele, porém estou percebendo que não o amo, nem vontade de voltar pra casa eu tenho. Sinto um carinho grande por ele mas ao mesmo tempo um vazio, Ja tivemos incansáveis conversas, sempre deixei claro que me sinto muito sotária, que ele não é um homem carinhoso, não gosta de conversar sobre nós nem me ouvir sobre minha rotina e meus problemas. Pra ele sempre está tudo bem, ele diz que está tudo perfeito que me ama e que está feliz. Pra ajudar, ele trabalha a noite, e eu de dia, ele não quer mudar de turno pra poder passar as noites comigo e quando ele tem a oportunidade de estar ao meu lado, da importância pra coisas bobas, pra televisão ou qualquer outra coisa, ele não consegue prestar atenção em mim e não me leva a sério em nada. Tenho 23 anos e ele 27.

    Eu não consigo ficar feliz, me sinto incompleta. Me sinto um nada quando estou perto dele. Não tenho vontade mais de nada… as vezes tenho a sensação que eu nunca o amei. Estou confusa e não aguento mais passar noites em claro chorando, não há um dia que eu não fique triste e chore.

    Pensei em voltar pra casa dos meus pais e voltar a vida de solteira, mas não tenho coragem e nem um grande motivo. Não tenho coragem de abandonar ele, pois ele sofreria muito e eu não quero magoar ele, sei que ele não me trai, quanto a esta questão confiamos muito um no outro,

    O que fazer meu querido ? Devo tentar mais um pouco e quem sabe quando tiver certeza me casar com ele, ou devo voltar pra casa dos meus pais e ficar lá?

    Obrigada e que Deus o abençoe.

    • Renata, olá,
      .
      fico triste com essa situação e espero que tudo se resolva.
      .
      No seu caso, minha irmã, a resposta é fácil: esse homem não te valoriza e não faz esforço nenhum pelo relacionamento de vocês. Por outro lado, você não sente amor real por ele. E, pelo que entendi, ainda vivem um vida “marital” sem serem de fato marido e mulher – o que configura pecado.
      .
      Minha irmã, volte para sua casa. A sua casa, pois você é solteira. a casa onde você mora hoje não é um lar. Espere um homem de Deus que vai valorizá-la e amá-la como especifica Efésios 5. Case-se da maneira correta e viva uma vida santa. Não perca o precioso tempo de sua vida com um relacionamento que não tem futuro – e, pelo que você descreve, nem mesmo presente tem.
      .
      Busque um bom pastor que possa discipulá-la. Viva o Evangelho com retidão. E tenha paz.
      .
      Oro por ti, mana. Um abraço fraterno, no amor de Jesus,
      mz

  79. Estela disse:

    Mauricio,
    Que Deus o abençõe por ter me respondido, muitas vezes me senti sozinha e abandonada, quase sem fé por pedir tanto a Deus uma luz, um caminho e uma resposta e não ver nada na minha frente.
    Como lhe disse o caso é que ele não se arrependeu, continua me traíndo, ele não sabe que eu sei, já não tenho nem lágrimas para chorar, as vezes me ajoelho e não consigo nem orar de tanta tristeza e dúvida, não sei o que fazer, o amo, amo meus filhos, mas como disse não quero desagradar a Deus nem me divorciando, mas tbm não quero desagradar a Deus de estar aceitando essa situação. Pior Mauricio, tenho visto que ele está a procura de outra mulheres fora essa amante tbm pela internet, é só Deus que me mantém de pé, ele era mto crente, até tocava na igreja, hj não toca mais, vai na igreja, mas parece que a palavra entra por um ouvido e sai pelo outro.
    Se puder me passar o seu email, ou me escrever por email, agradeço imensamente.
    E tbm agradeço de coração por ter falado comigo, que Deus abençõe vc e sua família grandemente e que continue trazendo luz para ajudar os outros…

    • Boa noite…
      Fui casado por 14 anos. Sempre nos amamos de verdade. Tivemos dois filhos. Mas em 2010, sobreveio nos uma crise muito grande, que comecou nas financas, e entrou pelo casamento. Em fevereiro de 2011 conheci uma mulher pela interfnet e o que comecou como uma bincadeira virou namoro serio. Ela tambem era casada. Terminamos os nossos relacionamentos, mas nunca chegamos a conviver juntos. No im de 2011 terminamos e eu, arrependido, pedi `a minha ex esposa uma chance nova. Ela nunca me perdoou de fato e em Abril de 2012, exatamente no dia em que o sr escreveu este artigo, nos separamos de vez. Ela, que antes era uma esposa exemplar e uma mae perfeita, hoje tornou uma mulher da noite e amante dos prazeres deese mundo. Frequentou espiritismo, mesmo ja endo sido evangelica. P/ resumir bem a histtoria, ela me caluniou, numa menira covarde e imunda a ponto de me colocar PRESO (CADEIA/ BANGU2-RJ). Ssintto um misto de odio e revolta. Se nao fosse pela espera na vinanca de Deus e da sua justica, eu ja teria fewito algo pior! (Dt32:35; Rm12:19; Hb10:30-31). Sei que o sr vai me dizer que devo perdoa la, mas a verdade eh que, ora quero perdoa la, ora quero ve la morta. E ai, irmao? O que faco?ESO ICadei

      • Olá, Cleydson,
        .
        mano, fico muito triste com tudo isso, de verdade. Como me entristece saber que pessoas que compartilharam suas vidas por 14 anos terminaram nessa situação tão desagradável. Oro a Deus por ti e por ela, meu irmão, antes de qualquer coisa.
        .
        Mais do que o que eu poderia dizer, Cleydson, importa ver o que Jesus diz. A esse respeito, creio que nem preciso dizer nada, você mesmo já demonstrou que sabe o que tem de ser feito, o que mostra sua luta interior entre o que a sua humanidade manda você fazer e o que Cristo manda você fazer. Acredite: sei bem como é isso, pois vivi isso há bem pouco tempo (situação diferente mas o mesmo principio: uma pessoa que me caluniou e isso me custou muito, mas muito caro).
        Escrevi há pouco tempo, dentro dessa situação, dois posts que creio que podem te ajudar. Peço que os leia, podem te trazer uma luz:
        .
        http://apenas1.wordpress.com/2012/12/20/a-grandeza-de-pedir-perdao/
        http://apenas1.wordpress.com/2012/10/16/falta-de-perdao-tem-cheiro-de-diabo/
        .
        Vejo ainda outra questão, mano, que foi o relacionamento improprio que teve pela internet. Se você, como relata, se arrependeu de fato desse pecado, perdoado está. Não há culpa nenhuma a nutir por isso.
        .
        Penso que o importante agora, Cleydson, é como será daqui para frente. Você tem duas opções: aprumar-se com Cristo e seguir numa vida de santidade e obediência, lançando toda raiva e sentimento ruim sobre Ele; ou pode entregar-se à carne e alimentar o desejo de vingança, o ódio, a raiva, o rancor. Um é o caminho de Deus. O outro, do diabo. Por experiência própria eu recomendo o caminho de Deus. Lendo o primeiro dos posts que copiei acima você verá que meses depois, a custa de muito sofrimento, Deus honrou a atitude bíblica. Foi fácil? Nem um pouco. Mas foi o certo? Sem dúvida. E tenho certeza que isso agiu em meu favor e ecoará pela eternidade.
        .
        Medite em Romanos 12, meu irmão: “Não retribuam a ninguém mal por mal. Procurem fazer o que é correto aos olhos de todos. Façam todo o possível para viver em paz com todos. Amados, nunca procurem vingar-se, mas deixem com Deus a ira, pois está escrito: ‘Minha é a vingança; eu retribuirei’, diz o Senhor. Pelo contrário: ‘Se o seu inimigo tiver fome, dê-lhe de comer; se tiver sede, dê-lhe de beber. Fazendo isso, você amontoará brasas vivas sobre a cabeça dele’. Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem”.
        .
        Essa passagem é fundamental. Siga-a e você encontrará vida. Sua esposa está nas mãos de Deus, não nas suas. Se ela caiu no mundo…que triste. Temos que orar por ela. Mas cuide de si primeiro, querido. Chegue ao prumo. E você verá que a paz chegará.
        .
        Oro por ti, mano. Que Jesus traga restauração completa a você, paz ao teu coração e justiça a tua vida. Siga com Ele, é o melhor a fazer e o caminho da vida eterna. Te abraço, no amor de Cristo,
        mz

  80. leh disse:

    Paz . O senhor explicou acerca do amor e tals. Tipo mue caso é diferente casei amando porem tive relaçao antes de me casar com meu noivo . Hj sofro muiti com isso. Só eu e ele sabe e minha sogra. Gostaria de saber se devo confesar aos meus pais e a igreja?

    • Olá, minha irmã,
      .
      não existe a menor necessidade de fazer isso. Se você reconheceu seu erro e confessou-o a Deus verdadeiramente arrependida, certamente está perdoada.
      .
      Expôr um pecado antigo e já perdoado a seus pais só vai trazer tristeza. Quanto à igreja…quanto menos pessoas souberem disso, melhor, para que não te julguem e te enxerguem de modo diferente. Esse tipo de coisa não é para ser jogado ao vento, mas tratado entre o menor número possível de pessoas. Uma vez que está perdoada é seguir em frente, sem nenhuma culpa.
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  81. gabriela disse:

    A paz mauricio

    Cresci em um lar cristao e sempre procurei seguir a biblia corretamente, larguei de uma pessoa que amava por querer sexo e eu nao querer, e assim escolhei a vontade de Deus na minha, nessa epoca tinha 18 anos, depois disso sempre tive relacionamentos que foram um fracassos, fui humilhada, traida, pq hoje parece que sexo e tudo, me sentia sozinha e comecei a ora pra Deus prepara uma pessoa na minha vida, pois a minha vontade e seguir a Deus e fazer a obra dele, hoje tenho 24 anos, peco uma pessoa pra Deus praticmante desde os 19 anos, conheci um rapaz tem uns tres meses pra mim ele era perfeito evangelico, carinhoso, me da atencao como nunca recebi antes, se preucupa comigo, antes me sentia sozinha tinha sabado que chorava em casa ,me apaixonei, acabei me entregando para esse rapaz, depois de mais de um mes de namoro ele me disse que estava se separando, nao mora mais junto mas ta casado ainda perante a lei, eu nao sabia porque se soubesse jamais teria me envolvido, agora estouapaixonada,e sempre quis ser de um homem so, ele disse que vai da entrada nos papel do divorcio que nao se separo ainda por causa de condicoes financeiras , quando conheci ele nao morava com ela a quase5 meses mais fico pensando sera que estou separando um casamento, ele disse qeu nao amava ela e casou errado, e na biiblia tem oque Deus uniu o homem nao separa,mas se ele nao amava ela sera que foi Deus,Mauricio voce acha que estou vivendo em adulterio..eu acredito uqe sim mas gostaria de ouvir a sua opiniao.

    • Olá, Gabriela,
      .
      a verdade às vezes é dura de se ouvir, mas é ela que liberta. Então não podemos fugir do que dizem as Escrituras, minha irmã. Se esse rapaz é legitimamente casado e se relacionou com você, isso configura sim adultério. E, pelas palavras de Cristo, se ele se divorciar por qualquer razão que não seja a impureza sexual da esposa dele, ao contrair novo matrimônio ele e a pessoa que com ele se casar estarão em adultério. É o que Jesus afirma em Lucas 16.18: “Quem se divorciar de sua mulher e se casar com outra mulher estará cometendo adultério, e o homem que se casar com uma mulher divorciada do seu marido estará cometendo adultério”.
      .
      O mesmo você pode ler em Marcos 10, Mateus 19 e Mateus 5.
      .
      Oro a Deus por você, por esse rapaz e a esposa dele, minha irmã. Que Deus os ilumine e guie e que você seja conduzida pelo Espírito Santo em tudo o que fizer. Lembre-se: amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. E Jesus disse que aquele que tem os seus mandamentos e os guarda, este é o que o ama. Pense nisso.
      .
      Te abraço com carinho, no amor e na paz de Jesus,
      mz

  82. Rafael disse:

    A paz do senhor Mauricio,

    Li seu post e realmente não tem escapatório do casamento, seja bem, seja mal sucedido.
    E glorifico a Deus nesse momento pela sua vida meu irmão , pois tdo que colocaste aqui são palavra e esclarecimento espelhados na palavra de Deus.

    Eu estou com uma duvida sobre esse post.
    Eu sou divorciado, e quando era casado eu pequei contra Deus traindo minha ex esposa, eu errei muito no meu casamento, e por esse fato acabamos nos divorciando e como ela ficou livre para um novo relacionamento, ela se casou com outra pessoa, gostaria de saber eu agora tento entregue minha vida para Jesus me arrependido de todos os erros que cometi, estarei condenado a ficar sozinho para o resto da vida, sendo que ela ficou livre e se casou de novo eu estou solteiro, o que a bíblia diz no seu entendimento sobre isso ?

    Grato e que Deus te abençõe meu irmão e continue te usando grandemente.

    • Olá, Rafael,
      .
      mano, antes de mais nada te abraço em solidariedade pela situação que você vive.
      .
      Sinto-me muito desconfortável de dizer o que você deve ou pode fazer. Cada caso é um caso. Minha recomendação é que você procure seu pastor e converse com ele, sou apenas um blogueiro e não tenho como ouvir toda tua história, perguntar todos os detalhes. Você precisa de uma orientação pastoral, mano.
      .
      Ao pé da letra, a Bíblia diz exatamente o que você escreveu. Não temos como fugir disso. Numa analogia um pouco grosseira, é como um presidiário que se converte e se arrepende sinceramente do assassinato que cometeu. Ele pede perdao a Deus e é verdadeiramente perdoado, ficando sem nenhuma dívida no mundo espiritual. Mas ainda assim está condenado a cumprir todos os anos de prisão que sua pena lhe impôs e quem ele matou não voltará à vida por seu arrependimento. Percebe o princípio?
      .
      Oro por ti, mano, na esperança de que você tenha felicidade. Mas, acima de tudo, que caminhe nos passos de Cristo, que são os passos que conduzem à vida eterna.
      .
      Te abraço com carinho e afeto, no amor que nos une,
      mz

  83. Rafael disse:

    Realmente vivo uma tristesa muito profunda nesse momento porque amo uma mulher de Deus que conheci depois que me divorciei, e vivo na dúvida se estarei vivendo em pecado pelo resto da vida, pois a biblia fala que a mulher fica livre para um novo relacionamento quando ha o divorcio pelo motivo de impureza sexual tanto a mulher como o homem, como dito na palavra, o divorcio é permitido nesses casos, ou seja minha esposa ficou livre para um novo relacionamento, pois eu quem cometi impuza sexual contra ela, porém não diz se eu mesmo tento me arrependido e voltado minha vida para Jesus, terei essa permissão ou não mas, vou falar com meu pastor e ver o que ele me diz a respeito…
    Obrigado pela resposta irmão, e Deus abençoe muito sua vida..

  84. zr disse:

    Então quer dizer que para todos existem um jeito. Para os assassinos, bandidos, ladrões, menos para o divorciado, ou infelizes no casamento?
    No meu caso, fui obrigada por minha mãe a me casar aos 17 anos pq descobriu que eu mantinha relações sexuais com meu namorado. Eu era nova demais,muito despreparada para isso. Perdi minha vida!!! Eu não estava na igreja, alias nem queria ouvir falar em igreja e em Deus depois de tanta decepção na vida e na igreja.
    Fiquei casada por 13 anos, por me sentir sozinha e infeliz o trai varias vezes. Até que encontrei também uma outra pessoas casada e nos apaixonamos. Por cinco anos ficamos juntos, entre muito conflitos pois fomos descobertos. Tive a proposta de largar tudo e ir morar com ele, mas não fiz. Pq por mais que eu estivesse errada, acreditava que ainda haveria esperança para meu casamento e confesso viveria infeliz do lado do meu “ex marido” por resto da vida, pois não teria coragem de larga-lo, por ele, por mim (pelo que eu acreditava) e pelo que as pessoas iam dizer.
    Pois bem, o outro, tentou manter o casamento mas não conseguiu. A “ex esposa” o agredia, quebrava a casa inteira, e ele saiu de casa. Revoltada ela passou a me perseguir e ir atrás de meu ex e a infernizar a vida da família dele. Não houve outro jeito, ele me largou. Hoje obvio, eu e o outro estamos juntos (há 3 anos já), mas cada um na sua casa. Não divorciados judicialmente, mas só nós dois e nos amamos e vivemos felizes embora a ex ainda nos infernize.
    Meu ex era bom, mas muito ausente. não custeava ($) as minhas necessidades, não tivemos filhos, simplesmente jogamos no ralo 13 anos da nossa vida…
    Ainda vivo esteve dilema sobre divorcio, por isso gostaria de ter seu e-mail e te mandar um texto que fala dos erros da tradução da bíblia qdo fora traduzida para o inglês, onde repudiar é uma coisa e divorcio é outra… queria conversar contigo sobre isso.
    Obrigada

    • Zelia, olá,
      .
      minha irmã, fico muito triste de saber de todo esse sofrimento. Saiba que me solidarizo com você e oro para que encontre a felicidade e a paz em sua vida.
      .
      Não cabe a mim julgar ninguém, esse é o papel de Deus. Apenas expus o que a Bíblia afirma. A partir daí, cada pessoa tem a liberdade de agir conforme entende, sabendo que terá de arcar com as consequências de cada decisão. É assim para todos nós e para cada situação de vida.
      .
      Acredite, conheço bem a teoria do repúdio/divórcio, uma forma de tentar dizer que Jesus não se referiu ao divórcio, usando a palavra “apoluo”. Porém essa é uma teoria muito questionável e os melhores teólogos discordam dela. Nos 9 anos em que lecionei em seminário teológico essa questão surgiu muitas vezes e constantemente o argumento do “repúdio” era trazido à tona. Mas você pode ler os comentários bíblicos de Darby, Gill, Henry, Scofield, Wesley, da Bíblia de Genebra e até mesmo Augustus Nicodemus e não encontrará base para sustentar a questão de Jesus não estar se referindo a divórcio de fato. E isso a partir dos originais e não do inglês. Se houve erros na tradução para o inglês, isso em nada afeta o texto bíblico em português, visto que nossas traduções não foram feitas do inglês. A NVI, por exemplo, foi traduzida dos originais hebraico, aramaico e grego. No máximo, houve traduções que utilizaram manuscritos do francês, italiano e espanhol.
      .
      Cabe lembrar que a boa hermenêutica nos manda sempre analisar uma questão à luz de todas as passagens das Escrituras que se referem a ela. No caso do divórcio, nunca poderíamos deixar de fora, por exemplo, Malaquias 2.16: .
      .
      Sobre a comparação que você fez, vamos apenas pensar uma coisa: o assassino que se arrepende é perdoado por Deus pelo homicídio, mas terá ainda assim de cumprir o tempo de prisão e quem ele matou não voltará à vida. Os ladrões que roubaram, gastaram e foram presos podem se arrepender e pedir perdão, mas não terão como devolver o dinheiro e também terão de cumprir a pena na prisão. Então temos de diferenciar o perdão de Deus das consequências humanas que determinado ato gerou.
      .
      Não quero te julgar ou dizer a você o que fazer, minha irmã. Entendo que você, se tem alguma questão, deve buscar seu pastor, que é a pessoa comissionada por Deus para apascentar sua vida. Mas, por amor a sua alma, recomendo que tome muito cuidado com qualquer explicação que pareça sancionar práticas que contrariam as Escrituras. Lembre-se que muitas heresias usam a Bíblia para se justificar (como o Kardecismo, as Testemunhas de Jeová, o mormonismo e por aí vai), sempre dizendo que a Bíblia fala o que na verdade lhes é conveniente. Isso é um perigo espiritual terrível. Portanto, a mim só cabe expôr o que entendo ser a sã doutrina e, se alguem porventura sentir-se tocado pela exposição da Palavra, buscar por si ou com ajuda pastoral, o encaminhamento de suas questões pessoais. Se discordar, que siga em suas ações, é um direito que lhes cabe.
      .
      Oro por você, Zelia, com amor cristão e a esperança da paz em sua vida e na desse senhor com quem hoje você vive. Abraço afetuoso,
      mz

  85. Marcelo Pinheiro disse:

    Prezado Mauricio,
    Foi surpreendente ler sua postagem, porem tenho uma questão que infelizmente sei a resposta, mais minha esposa e eu temos passado por momentos muito dificeis e ela pediu o divorcio baseada em 1 corintios e na opnião de pessoas prossimas muitos erros e problemas, porem nunca houve traição e ela joga na minha cara que a 10 anos atras eu não era crente era totalmente louco um playboy como o mundo dizia e eu engravidei uma menina e acabei casando sem amor e sem nada casei pq fui mesmo obrigado e sem contar que eu era do mundo mesmo tanro que fiquei casado de fato 22 dias e tinha outras namoradas eu nunca tive isso como casamento minha familia era crista e eu não ai depois de alguns anos Deus me salvou de um acidente e me converti sai desta vida só que já era separado a muito tempo e depois de anos conheci minha esposa na igreja e hj as pessoas e ela joga na minha cara que poddo me divorciar sim pois seria a segunda vez que eu faria isso, porem eu não quero e nunca quiz me divorciar pois amo minha familia e tivemos muitas lutas dificeis porem creio em Deus o que faço minha esposa só diz tudo isso que as pessoas dizem acabou o amor e se justifica nestas coisas o que isto é certo e o tempo da ignorancia e a burrada que fiz

    Obrigado meu amigo

    • Marcelo, meu irmão,
      .
      meu coração sangra ao ler tua situação, mano. Gostaria de ter uma resposta fácil para te dar, mas não há resposta facil nessa situacao. Como você colocou, creio que já sabe qual seria essa resposta.
      .
      Me entristece a postura dessa moça. Então ela afirma que viveu deliberadamente em adultério por dez anos? Que triste.
      .
      Mano, minha recomendação é que você procure seu pastor. É uma situação complexa e delicada demais para ser tratada pela internet. Creio que você precisa de amparo espiritual, de apoio emocional e seu pastor pode ser uma coluna na sua vida nesta hora.
      .
      Oro a Deus por você, querido, por tua vida e para que a paz de Cristo habite todos os dias em teu coração. Te abraço com carinho,
      mz

  86. Elsa Aurora disse:

    A minha experiencia de vida leva-me a conclusao de que o nosso Deus é um Deus de Amor. ninguém deveria ou, ninguem esta em condições de “prever” a atitude de Deus. simplesmente porque ele é o todo poderoso. A nossa intimidade com Deus está em primeiro lugar. por isso, vamos pessoalmente a Deus, expor as nossas preocupações e esperar o sinal Dele, porque ele existe.

    Uma coisa vos posso garantir: Deus nao torce pela infelicidade de ninguém!

    nada melhor que reconhecer nossos erros, voltar atras e corrigir para NUNCA MAIS VOLTAR A COMETER OS MESMOS ERROS.

    Por isso conhecemos varias pessoas que foram casadas, eram infelizes, separaram-se corrigiram seus erros e decidiram optar pelas decisoes correctas. nao estou inventando nada, conheco pessoas nessas condições, deram uma chance a elas mesmas e aos seus parceiros para viverem vidas felizes.

    Sou casada a 4 anos, confesso que nao sou feliz como gostaria e por isso, oro todos os Dias pela sabedoria que so Deus pode dar. Sei que ha pessoas que possam estar mais infelizes que eu. sei que Deus é contra o Divorcio, mas também sei da sua misericordia e do seu Amor infinito para com os seus filhos.

    Amén.
    Agradeço esta reflexão.

    • Olá, Elsa,
      .
      obrigado por compartilhar sua opinião, a qual respeito.
      .
      Só nunca deixemos fugir do foco que a felicidade maior que Deus tem para nós é a vida eterna. O resto, como Paulo disse, devemos reputar como esterco. Além disso, é preciso sempre lembrar que Jesus afirmou que nosso amor por ele é demonstrado pelo cumprimento dos seus mandamentos. Fica a reflexão.
      .
      Deus a abençoe muito, minha irmã, com seu amor e sua graça,
      mz

  87. Daniela disse:

    Sério, esse blog foi resposta de um jejum que acabei de fazer. Você não faz ideia do quanto Deus falou comigo enquanto eu lia esse post. Obrigada, de coração. Sou uma jovem de 18 anos e quase faço burrada agindo pela emoção da carne. Mais uma vez Obrigada e continue escrevendo pois você tem esse dom. E não ligue para as criticas pois sempre terá alguém querendo lêr algo que massageie o seu ego. :)

    • Oi, Daniela,
      .
      como é bom saber que Deus fez de nós canal de benção para os irmaos, não é? Louvo a Deus por sua vida, que Ele conduza cada um dos seus passos.
      .
      Abraço fraterno, na graça de Cristo,
      mz

  88. LOL disse:

    Olá Maurício, e sobre esse versículo: Titos 2:4 (Para que ENSINEM as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos.). Para dar uma força as pessoas que passam por essa situação, conheço pelo menos dois casais que se casaram sem amar e com o passar do tempo não sabem mais viver sem a pessoa, é claro que isso é excessão.

  89. Lol disse:

    Amém, querido irmão. Eles vivem. Um desses casais são meus pais. O problema era com o meu pai ele disse que achava minha mãe mto prestativa pra ele, mas amor mesmo ele ão sentia. Ele deixou claro pra ela desde o inicio, mas ela já estava apaixonada. Resolveram então não ter filhos. Mas com o passar do tempo (e põe tempo nisso rs) uns 5 anos, ele começou a amá-la msm daí tiveram filhos, dos quais eu sou uma :) . Hoje ele é todo carinhoso e amoroso com todos nós tanto eu, como meu irmão e minha mãe. Ele sempre foi um Paizão e um ótimo marido para minha mãe. Minha mãe disse que se tivesse desistido no meio do caminho, teria perdido esse homem maravilhoso. E meu pai fala que ela foi a melhor coisa que aconteceu na vida dele. Quando minha mãe viaja, ele fia perdido rs e vice-versa.

    • Fico muito feliz pela família maravilhosa que você tem, mana. Que Deus abençoe a cada um de vocês.
      .
      Na paz do Mestre,
      mz

      • william disse:

        Estou casado a quatro anos e recentemente comecei a discutir com minha esposa por alguns motivos, e em uma destas brigas ela me disse que não gostaria de estar casada comigo, que nunca me amou, so casou por estar gravida e diversas outras acusações que me fizeram sentir um verdadeiro “nada”, sei que a separação não é algo permitido por Deus e muito menos é minha vontade, mas o que posso fazer em uma situação desta, onde não sou tratado como esposo, ela não cumpre nenhuma de sua obrigações como mulher, como mãe e muito menos como esposa

      • Olá, William,
        .
        meu irmão, fico triste de ler isso. No entanto, há esperança. Conheço não poucos casos de pessoas com casamentos em ruínas que tiveram seus relacionamentos restaurados. Oração é o básico. Muita gente pensa que é “só” oração, como se falar com Deus fosse algo que não desse resultados. Mas a oração é uma ferramenta poderosíssima para que Deus execute em nós Sua vontade. Então ore, William, e suplique a ação do Senhor em tua família.
        .
        Em segundo lugar, você deve procurar seu pastor. Pedir que ele o oriente, de repente que converse com você junto com sua esposa. A orientação e o amparo sacerdotal podem ser muito eficazes.
        .
        Oro por ti e por tua esposa, mano. Que ela tenha seus olhos abertos para compreender a vontade de Deus. E que a paz reine em teu lar.
        .
        Deus abençoe você e sua família. Te abraço no amor de Cristo,
        mz

  90. Gisele Santos disse:

    Eu concordo com tudo que você falou, mas é tão complicado rsrs. Eu não sou casada, mas acho que a única coisa que não suportaria em um casamento seria a agressão física, e sinceramente não consigo entender mulheres que aceitam isso. Eu acredito que Deus faz milgres, que a oração e o aconselhamento são importantes nesse caso, mas como esperar um milagre de Deus enquanto há a agressão? E infelizmente em muitos casos o milagre não vem. Digo isso por minha avó que aguentou todas as agressões e humilhações do meu avó que foi alcoolátra até a hora se sua morte, mínha avó se converteu depois de casada e meu avó era daqueles que achava que Igreja era só pra tirar dinheiros de fiéis. A luta dela não foi fácil, mas ela sempre foi fiel á Deus e no final é isso que importa. Mas é complicado, eu peço a Deus um casamento abençoado, ter a sabedoria de escolher um marido fiel a Deus.

    • Olá, Gisele,
      .
      é compreensível a revolta com cônjuges que agridem, seja o marido ou a esposa, nos mais variados níveis: agressão física, psicológica, emocional e por ai vai.
      .
      Temos, porém, que separar as coisas segundo a Biblia. Biblicamente, agressão é caso de policia e nao de divorcio. Prenda-se o agressor, seja homem ou mulher. E, por mais que eu queira, nao encontro base bíblica para concordar que aquela pessoa que esta atras das grades deixa de ser o esposo ou a esposa do agredido.
      .
      Leiamos Rm 9 e entendamos nosso lugar de barro. Que é duro, mas é bíblico.
      .
      Abraço carinhoso e Deus a abençoe,
      mz

  91. Olá Zagari,

    Irmão, você já conhece um pouco da minha vida sentimental, que expus no post “A indispensável Igreja que erra”, que falei de um relacionamento lindo que tive, em que orei com ela 15 meses até pedir ela em namoro para seus pais, só que um pecado que eu levava as escondidas me mudaram me fizeram destruir nosso amor,

    você me aconselhou e seguir buscando ao Senhor, e deixar Ele guiar tudo, e mesmo com a dor e a saudade que estou sentindo dela, estou orando por nos dois, mas principalmente orando pela minha vida com o Senhor, para eu estar perto do Pai, mas duvidas sobre esse assunto ainda pairam sobre minha mente.

    A mãe de minha ex-namorada não queria que tivéssemos terminado pois sabia do nosso amor, pois ela foi a unica que sempre soube da nossa espera e sempre nos ajudou em oração, ela falou com a filha dela perguntando se ela tinha certeza disso e tal.., pois como disse foi uma surpresa para todos, e durante as duas primeiras semanas ela sempre me ligava, ou eu ligava para ela, pois somente ela dava palavras bíblicas para mim que me ajudavam espiritualmente, pois eu estava totalmente desolado, e depois que eu e você conversamos no post, comecei lembrar de uma coisa que ela sempre me dizia quando conversava comigo, ela sempre me falava para ficar calmo, e me entregar para o Senhor, e falava assim: Olha filho não estou dizendo isso para você alimentar esperança, mas se for da vontade de Deus, se ela FOR A PESSOA QUE DEUS PREPAROU para você, vocês vão ficar juntos, pois Deus vê as coisas do final.

    e como disse meu pecado consumiu meu namoro, e minha frieza, minha mudança frustraram o amor que minha ex-namorada sempre teve por mim, mas ela nunca soube do meu pecado.. e quando ela conversou com a mãe dela falando que não ia voltar atras pois nos estávamos frios a mãe dela disse “Filha, calma não é assim.. nunca mais, você não sabe da vontade do Senhor”.

    e eu nunca entendi muito bem essa questão de “pessoa certa”, e muitas pessoas dizem isso mas não sabem defender esse argumento, eu sou um deles, eu acredito que temos uma pessoa certa para nós, só que existem bastantes argumentos contra isso, como ex: ah e se a “pessoa certa” desobedecer o Senhor e ficar com a “pessoa errada” eu ficarei sozinho? e a esposa do papa, daqueles que decidem não se casar, e a “pessoa certa” deles? como fica? E se a minha “pessoa certa”, cair em pecado e adulterar, e eu me divorciar e casar novamente estarei casando com a “pessoa errada?” Entre outras coisas, e outros que usam até a bíblia, por exemplo: (PV 18:22) “Aquele que encontra uma esposa, acha o bem, e alcança a benevolência do SENHOR.” E também (PV 31:10) “Mulher virtuosa quem a achará? O seu valor muito excede ao de rubis. ai eles dizem que o homem que encontra sua esposa, por outro lado tem (PV 19:14 ) “A casa e os bens são herança dos pais; porém do SENHOR vem a esposa prudente.“

    Eu estou lendo as escrituras agora, muitas coisas não sei interpretar e você tem amplo conhecimento da palavra irmão, pode me esclarecer essa duvida? não estou querendo contradizer nada que diz o post, é que quero mesmo esclarecer essa duvida, pois não sei..

    no meu caso por exemplo, eu tinha um pecado horrível, desde os 10 anos de idade, quando conheci minha ex-namorada, eu consegui parar um pouco com aquilo, quando a conheci no acamp. da igreja comecei sentir algo por ela, no nosso relacionamento ela me contou que também sentiu algo Tb quando me viu, só que quando falei com ela, ela não falou que sentia algo também, por medo de se enganar, foi então que sem saber que ela sentia algo por mim decidi orar e 3 meses depois veio a resposta dela e tudo, e ela foi sempre muito arisca com homens pois sempre se guardou para a “pessoa certa”, agente sempre ria junto por que fui o primeiro homem que pegou na mão dela por mais de 5 segundos, e eu nunca tinha tocado no rosto de uma mulher, e mesmo ela sentindo algo por mim foi muito difícil o inicio da espera, por esse receio dela de eu ser a “pessoa certa” mas irmão.. se eu contar para você o quanto batalhei durante nossos 15 meses de espera para ter a confiança plena dela, se eu contar o tanto que lutei você começar a transpirar ai na sua cadeira mano, foram muitas lutas mas que daria tudo para viver de novo por ela, lutas que no final de cada uma ela via o sorriso e a confiança dela, e aos poucos ela podia dizer sem medo que durante nossas orações e em cada detalhe que ela via em mim estávamos cada dia mais certo que “eramos um para o outro”, tanto que planejamos casamento, vida conjugal, nome de filhos e tudo mais não era um namoro simplesmente por namorar, era algo sério, foram momentos maravilhosos, MAS aquele pecado que estrategicamente eu acho, se escondeu dentro de mim, e quando fui pegando intimidade com ela e mais ou menos 1 mês antes de começarmos namorar voltou de uma forma que não conseguia controlar e foi me mudando e estragando nosso namoro, ao ponto de 4 meses depois terminarmos, e ocorrer tudo que te contei, que ela disse que orou e decidiu terminar pois não estava sentindo mais nada e Deus que confirmou isso a ela.

    ai me vem essa questão que todos, até a mãe dela disse, da “pessoa certa” digamos que… ela era minha pessoa certa pois pelo que nos vivemos nesses 18 meses estava em cada detalhe que éramos um para o outro, mas meu pecado que sempre escondi fez nós nos separarmos, sera que perdi minha “pessoa certa” por erro meu?

    não sei se estou certo na minha colocação pois repito não sou profundo conhecedor da palavra ainda espero ser claro …Deus nos deu livre arbítrio, e eu e minha ex-namorada estávamos certo de que éramos um para o outro, e quando falamos “vamos nos preparar para ter uma vida a dois, só Deus pode nos separar por que realmente você me completa em tudo!” porem quando nossos planos estavam indo para o papel, meu pecado me dominou ao ponto de eu mudar a pessoa que era, e passar a agir de uma forma que não condiz comigo, não que meu amor esfriou mas minhas atitudes mudaram, detalhes que tinham mudaram, não tinham mais, a pessoa calmíssima que sempre fui não estava sendo mais, segurança que sempre dei a ela afinal foi a segurança que passei a ela que fez nos termos esse tempo de espera não tinha mais, e ela sempre teve muito medo de ter um casamento errado e não conseguia ver ao redor que eu estava colocando esse medo nela pelas minhas atitudes, que nosso namoro estava desmoronando, e você sabe muito bem que o pecado nos torna pessoas que não somos, sera que meu pecado me fez perder a “pessoa certa” para mim?

    Por que nos estávamos convictos, só que aquela frustração não deixa ela nos ver juntos novamente, e “sumiu” aquele amor e garanto a ti, que se um dia eu tivesse contado a ela, pedido ajuda e nos dois juntos lutados em oração isso não me escravizaria até aquele ponto que cheguei, e nós estaríamos hoje sem meu pecado e mais firmes em nossa relação, só que não… escondi meu pecado e achei q por minha força iria conseguir até que ele foi me dominando aos poucos e deu o bote e me fez se afastar aos poucos de Deus e perder todo um relacionamento que foi MUITO, mas MUITO difícil de construir…nós não terminamos na época em que eu e ela eramos verdadeiros um com o outro, não foi uma decisão do tipo, que o tempo foi passando e nossos pensamentos eram diferentes, agente não combinava nisso o famoso “jugo desigual” e não pode haver casamento, não… o passar do tempo só foi nos dando certeza de nós dois, só que um deslize no meio do caminho mudou o percurso, e hoje somente depois que perdi ela, consegui me livrar disso, e voltei ser como era, me senti sem o peso daquele maldito pecado, e poder olhar para o passado e ver cada ponto que errei e o por que errei.. estou melhorando ainda mais pois em minha vida hoje baseio no senhor, decidi viver a palavra do Pai em tudo!… Porem… sem ela, e agora? sei que não tem como sabermos o futuro, mas posso ter perdido a “pessoa certa” por causa de um pecado que sempre foi mais forte que eu? Pois fica aquela duvida no ar, se eu tivesse lutado contra o pecado e não deixado ele me dominar não teríamos terminado, mas não foi assim, e por livre arbítrio ela se frustrou e decidiu não voltar mais, esse livre arbítrio que Deus nos deu pode interferir ao ponto de mesmo sabendo q voltei ser como era, não voltar pela frustração e não sentir mais segurança em mim, e eu ter perdido a minha “pessoa certa”? Afinal qual a definição de “pessoa certa”?

    acho que ficou meio confuso minhas perguntas, se não entendeu me diga o que tento colocar mais claramente, mas espero que possa me ajudar irmão

    Paz! abraço!

    Felipe M.

    • Felipe,
      .
      creio que a pessoa certa é aquela com quem você se casa. Pois, uma vez tendo casado, é para sempre. A predestinação divina ocorre no campo da salvação e não vejo base bíblica para crer que seja para o casamento. Deus abençoa o casamento que nós escolhemos.
      .
      Se você se apegar a essa ideia de que sua ex-namorada é a eleita pelo céu para sua vida nunca vai conseguir descansar em Deus e, se for o caso, virar a pagina.
      .
      Oro por ti, mano. Nas bênçãos do alto,
      mz

      • obrigado irmão, queria esclarecer essa ideia de “pessoa certa” pois eu nunca entendi realmente, mas agora sim…

        meu relacionamento foi construído em muita luta, passamos muita dificuldade para conseguir chegar dia do pedido de namoro oficial, mas foram momentos felizes demais! mesmo sem estar namorando, era muito amor pra um relacionamento só, só que ninguém sabia do que passava lutando com um pecado que me dominava literalmente, nem minha ex-namorada, nem ela sabe o que me fez mudar e dizer as bobagens que disse, que fizeram agente romper, para ela acho que foi algo que foi mudando conforme o relacionamento… não sei… só sei que frustrou…

        estou buscando descansar em Deus, não vou me apegar a essa ideia de eleição no relacionamento, mas hoje realmente não consigo virar a pagina e não consigo nem imaginar quando ou se um dia conseguirei, pois afirmo com toda certeza que nós dois fomos diferentes em tudo, não digo isso por ter vivido com ela, mas também de inúmeras pessoas ao nosso redor que sempre comentavam, pois tento me imaginar em outro relacionamento daqui alguns anos mas não tem como, vivi momentos que nunca mais irei viver, nunca vi ninguém com as características dela.. não físicas… mas como pessoa, os detalhes que ela tem, era como se Deus tivesse lendo minha mente e cada detalhe que sempre quis em uma moça, ele tivesse colocado nela… com ela era a mesma coisa a cada dia ela descobria algo em mim e eufórica me dizia que nunca tinha visto aquilo em um homem e que ela sempre sonhava com aquilo…só que o que adianta tudo isso se eu frustrei ela? se hoje ela me vê diferente porem não consegue nos ver mais juntos.. eu começo me desesperar e meus olhos já enchem de lagrimas, me sinto frustrado comigo mesmo, arrependido, com raiva de mim ter sido escravo daquela maldição e ver que consegui eu mesmo destruir algo que sofri e lute tanto! para construir… quando olho e vejo o que fiz eu fico desolado, e agora que você me disse que a pessoa certa é a que nos casamos, eu confirmo a ti todas as perguntas que te fiz… eu perdi a minha pessoa certa…

        abraço..

      • irmão,

        me desculpe ficar tocando tanto neste assunto em relação eu e minha ex-namorada, esta muito difícil para mim, tenho varias duvidas, queria que fossem mais claras para mim, e as vezes essas duvidas me destroem por dentro pois não tenho como sana-las, não tenho tanta sabedoria.

        não sei o que faço irmão, eu quero entregar tudo nas mãos do Senhor, a bíblia diz para não duvidar, também não quero duvidar que Deus pode nos unir… mas vem a duvida de que moramos a quase 40 min de distancia, e já 90 dias sem se ver se falar… acho que pelo que vivi, como foi construído, como foi vivido e principalmente como terminou o relacionamento, no meu caso existem mais perguntas do que respostas… e em meio as perguntas, ficam poucas coisas… o amor, a saudade e principalmente.. o arrependimento, e o medo que esses erros que cometi podem me deixar de “recompensa”…

        me desculpe mano…

        Abraço…

  92. simone disse:

    nao sei como dizer,mas vivo um casamento muito infeliz,pois pra mim nada tem gra;a,no come;o meu marido era o homem em tudo,depois de 8 anos de casada,ele mudou 100%.ja fiz de tudo mas nao adianta.eu ja nao apare;o mais para ele parece que estou invisivel.ontem ele me falou que quando esta longe de mim, ele sente falta sente saudades,mas quando chega em casa perde tudo.fico indignada com isso,pois as pessoas falam que sou uma mulher muito bonita,mas parece que ele ja nao me ve assim.ele ja veio de 2 relacionamentos frustrados,eu de um casamento que nao deu certo mesmo,lutei mas foi tudo em vao.depois que casei as coisas come;aram a dar tudo errado,pois a familia dele e contra, ate pessoas de umbanda e camdonble, ma falaram que eles fazem trabalhos para nos separar,estou doente depois que minha sogra me trouxe um caixaozinho de presente so me deixou abrir o presente depois que foi embora e para minha surpresa um caixaozinho preto,repreendi e queimei,depois disso ficou pior a situa;ao,no casamento,financeiro em tudo.tudo o que fazemos da errado,ate palavra de maldi;ao do meu sogro foi lan;ada sobre nos,me dizendo eu rezo eu oro todos os dias para voces se separarem,pois nao quero ver
    voces juntos.ja nao tenho prazer em estar ao lado dele,penso muito em me separar,mas ainda nao separei por causa da palavra de deus,e porque estou doente, estou em tratamento,pois saio de uma doen;a e vem outra,nao sei se estou certa em acreditar em trabalhos espirituais,pois meu marido tem 4 irmaos bem sucedidos em tudo mas meu marido e o unico que nao consegue nada,eu pe;o a deus unjo as roupas dele unjo minha casa.nem sei mais dos meus sentimentos por ele,pois se pergunto se ele me ama,ele diz que nao sabe o que sente por mim,e dificil viver assim acredito que o amor supera todas as coisas,ja entrequei no altar de DEUS,e estou esperando um milagre,o que mais posso fazer!!! SOCORRO PRECISO DE AJUDA !!!

    • Simone, olá,
      .
      minha irmã, fico muito triste que você esteja passando por tudo isso. Oro a Deus que traga paz ao teu coração e ilumine tua mente para que consiga discernir os caminhos e as decisões a seguir.
      .
      Mana, você já procurou o seu pastor? Pelo que vejo, a sua situação tem uma serie de questões e meandros, que tornam necessário muito mais do que um conselho que eu possa dar por aqui. Penso que você e seu marido precisam buscar aconselhamento juntos, de preferência junto ao homem que Deus vocacionou para pastorear a vida de vocês. Não há resposta rápida para o que você está passando.
      .
      Posso te dizer, contudo, algumas coisas. Primeiro, que você precisa, mais do que tudo, travar essa luta em oração. As pessoas têm o hábito de pensar que é “só” oração, como se isso fosse algo sem utilidade. A Biblia nos mostra, porém, que a oração é a maior arma que temos para lutar nossas lutas. Pois ela aciona o nosso religare com Deus e nos sintoniza com Ele. É fundamental orar, para ouvir do Senhor e para o ter todas as bênçãos que esse ato pode proporcionar.
      .
      Não creio que essa questão de ungir resolva nada, Simone. No No o Testamento, a unção só é indicada para enfermos. Não existe biblicamente nada que associe ungir objetos ou pessoas como se fosse uma “proteção” ou algo do gênero. Esqueça isso, pois está depositando suas esperanças em algo que não tem sustentação nas Escrituras.
      .
      Algo fundamental é você e seu marido quererem lutar pela família de vocês. Primeiro, precisam dialogar, conversar com transparência. Tentar identificar pontos de atrito que possam sanar. Segundo, orando juntos. Deem as mãos e orem num mesmo propósito e num mesmo espirito, isso os aproximará e fortalecerá espiritualmente.
      .
      Não creio que feitiçaria tenha qualquer efeito sobre cristãos. Onde habita o Espirito de Deus não pode haver o triunfo do mal. Se alguém fez qualquer coisa contra vocês, a oração e a vida em santidade são a melhor proteção que podem ter. Se vivem a fé de modo reto ante o Senhor, não há o que temer.
      .
      Interceda ainda pelos seus sogros. Perdoe-os. Peça ao Senhor que tenha misericórdia deles. Isso tem um poder imenso. Leia Rm 12 e veja o que Paulo fala sobre como devemos reagir ao mal e sobre o juízo de Deus.
      .
      Minha irmã, pouco passo ajudar por esta mídia tão limitada, mas espero que tenha de algum modo clareado suas ideias. Procure seu pastor. Ore. Lute pelo casamento junto com seu marido. E confie na capacidade que Deus tem de agir em prol daqueles que são dele. Persista. Não desista. Eu tenho fé que o Senhor pode reverter sua situação, é importante que você tenha também.
      .
      Oro por você e sua família, sabendo que nada é impossível para Deus. Te abraço com carinho, no amor de Jesus,
      mz

  93. Bom Dia!!!…é a segunda que vez que leio esse post e, relendo, prestei atenção num detalhe: se HOUVE AMOR, é muito mais fácil do que se nunca tivesse existo…teríamos que pedir por um milagre!!!…então agora estou mais esperançosa, pois lembro bem que apesar de quase 30 anos casada e infeliz, lembro-me que eu o amava muito e fomos muito felizes!!!!Obrigada!!!

  94. Ricardo Francisco Xavier Leite disse:

    A PAZ MAURÍCIO, EM SEU POST, VOCÊ MENCIONOU QUE AS MULHERES SOFREM SEM SABER A DIREÇÃO QUE DEVEM TOMAR QUANDO O SEU CASAMENTO ESTA A BEIRA DO DIVÓRCIO, E QUE OS HOMENS SEMPRE DÃO UM JEITO E SEGUEM EM FRENTE…POIS BEM EU RICARDO SOU A EXCEÇÃO, AMADO EU NÃO TENHO VERGONHA DE FALAR QUE ESTOU MORRENDO POR DENTRO E QUE A MINHA FÉ ESTÁ SENDO MOLDADA DIANTE DESTE TERRÍVEL SOFRIMENTO, TENHO 45 ANOS SOU PASTOR VICE-PRESIDENTE EM UM MINISTÉRIO APOSTÓLICO, E MINHA AMADA …E DIGO AMADA DE VERDADE ESPOSA PASTORA PRESIDENTE…. SIMPLESMENTE DEPOIS DE 10 ANOS DE LUTAS E AFINS CHEGOU PARA MIM NESTE ÚLTIMO DIA 27 DE MARÇO E ME FALOU QUE JEJUOU POR 12 DIAS E TOMOU UMA DECISÃO …PALAVRAS DELA ( acabou, eu não te amo mais!!!), como é isso????, E AINDA AFIRMOU QUE ” Deus disse : estou contigo em qualquer decisão que tomar !!!”…..EU A INDAGUEI A RESPEITO DISTO CITANDO ALGUNS DOS TEXTOS QUE VOCÊ TAMBÉM CITOU, E ELA RESPONDEU-ME ” eu não conheço um Deus que queria me fazer sofrer, eu conheço um Deus de amor !!!! QUERIDO MAURÍCIO AGORA EU TE PERGUNTO
    ” que Deus é este que ela está falando ???” QUERO DEIXAR CLARO QUE NÃO SOU “santo” QUERO DIZER NÃO SOU “perfeito”….MAS DEPOIS DE UMA SEMANA SEM DORMIR E ME ALIMENTAR DIREITO ESTOU SIM NO DIREITO DE QUESTIONAR “acabou ??”, IMAGINO QUANTOS POSTS VOCÊ RECEBE DIARIAMENTE, SABE QUANDO ESCREVO QUE NÃO SOU “santo” QUERO DIZER QUE FALHEI MUUUUITO EM NOSSO CASAMENTO, FUI OMISSO EM DETERMINADAS SITUAÇÕES, E COMECEI A MORRER ESPIRITUALMENTE A PONTO DE PASSAR A PRESIDÊNCIA PARA ELA…ESTOU ESCREVENDO SENTINDO UM FORTE DESEJO DE MORRER, POR QUE SIRVO A DEUS, NUNCA TRAÍ, E JÁ PASSEI PELA MESMA SITUAÇÃO ANTES DE CONHECÊ-LA…POSSO AFIRMAR QUE SINTO UM PESO TÃO GRANDE EM MINHA COLUNA CERVICAL E UM VAZIO que me perdoe… SE JESUS NÃO PREENCHE-LO LOGO !!, ele vai tomar conta da minha fé e daí serei semelhante a mais um Judas que passou pelo mundo , perdoe-me as expressões usadas PARA MIM ISTO É UM DESABAFO, ESTOU SENDO ABANDONADO POR QUEM AMO A PONTO DE DAR MINHA VIDA E JUNTO SENDO IMPEDIDO DE CONGREGAR EM MINHA IGREJA A QUAL EU FUNDEI….MINHA PERGUNTA É SERÁ POSSÍVEL RESTAURAR O AMOR DE UMA PESSOA DEPOIS DE 10 ANOS??? VOCÊ JÁ TESTEMUNHOU A RESTAURAÇÃO DE UM CASAMENTO NESTAS CONDIÇÕES ???….perdoe-me as falas e a indignação, antes de ser pastor, apóstolo, profeta, pois tudo isto me foi conferido por Jesus, sou um homem a beira da morte física e espiritual….Deus abençõe a sua iniciativa e que este ministério prospere em nome de Jesus, aguardo o seu retorno…

    • Pr. Ricardo, a paz de Cristo que excede todo o entendimento seja com você,
      .
      meu querido, receba meu abraço e meu carinho nessa hora difícil. Nao posso imaginar a dor que está sentindo. Oro ao Senhor pela sua vida e a de sua esposa.
      .
      Em primeiro lugar, quero recomendar enfaticamente que você procure um amparo espiritual junto a alguém que possa estar perto. Um pastor amigo, um homem de Deus com quem possa chorar, orar, desabafar e ser aconselhado, amparado e amado. Por este meio posso fazer muito pouco, mas se esse pouco ajuda, o farei.
      .
      Sua esposa está errada, muito errada. Deus jamais falaria o que ela disse que ele falou. Pois contraria frontalmente os princípios bíblicos. Deus odeia o divorcio. Separação só mediante impureza sexual. E Deus restaura tudo. Tudo.
      .
      Se sua esposa diz que nao conhece um Deus que nos queria fazer sofrer, é importante se lembrar de Jó, de todos os males que vieram sobre Israel e Judá quando houve desobediência, dos apóstolos martirizados pela fé, da Igreja primitiva lançada à tortura e ao Coliseu, da parte final de Hebreus 11 e… de Jesus! Aprouve a Deus moê-lo. O próprio Mestre suou sangue de sofrimento e pediu a Deus que afastasse dele o cálice – mas não foi atendido. Mais ainda: “Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo e siga-me”. Então, Ricardo, dizer que Deus nao quer que soframos contraria frontalmente a realidade bíblica. Sofrimento faz parte da vida, nao adianta usar esse argumento. Ele contraria a essência da paixão de Cristo: se é por um bem maior, que venha o sofrimento.
      .
      Querido, esse peso, esse vazio e essa vontade de morrer têm um nome: depressão. Que, nas circunstancias que está vivendo, é algo totalmente previsível e compreensivel. Nesse sentido, se o sentimento for muito intenso, recomendaria a ajuda de um psiquiatra (nao há nenhum demérito nisso, eu mesmo tenho sessões semanais por conta de um estresse). Um profissional por temauxiliar com medicamentos e amparo psicológico, o que te auxilia a ficar no prumo para lidar com essa situação. Não deixe a depressão avançar, combata-a desde o inicio.
      .
      Quanto a casamentos seres restaurados, sim, conheço diversos casos. Alguns com um ano de casamento, outros com 15, enfim, casais em todas as fases da vida que enfrentaram crises e foram restaurados. É preciso para isso vontade dos dois, uma profunda devocionalidade a dois, buscar a Deus em conjunto. E Deus restaura. Tenho absoluta certeza, sou testemunha ocular de casos do gênero.
      .
      Meu irmão, oro e choro por você. E recomendo com ênfase que nao passe por isso sozinho. Busque amparo, ombro e conselho. Será de enorme valia. Que Jesus restaure tua vida e tua paz. Um abraço solidário e compassivo, do teu mano,
      mz

  95. Andréa Florêncio disse:

    A paz Maurício! Meu nome é Andréa. Tenho 12 anos de casada, uma filha de 2 anos e meio e meu casamento está em crise desde 2004. Tremendo esse post. Não pude ler todos os comentários mas me ajude: alguém aí tem problemas com conjugue que apesar de Evangelista é ciumento, invejoso, e que agora bate na filha? Então mesmo em caso de violência física e verbal tenho que estar debaixo do mesmo teto? No momento estamos separados de corpos e não pretendo reatar, a não ser que haja um milagre! Decidi isso pela sanidade física, emocional e espiritual minha e da minha filha. Ajude-me! Deus continue te usando. Meu e-mail é andyfogopuro@gmail.com

    • Olá, Andréa,
      .
      existe uma diferença entre divórcio e crime. Se o seu marido espanca sua filha numa agressão que ultrapasse os limites, isso abre as portas para ele ser preso, processado. Além de a agressão verbal configurar assédio moral. Mas não há base biblica para justificar um divórcio, visto que não houve impureza sexual (a única possibilidade que Jesus oferece para se divorciar).
      .
      Mas certamente seu caso é muito complexo e não basta o conselho de um blogueiro pela Internet para você definir os rumos de tua vida. Sugiro que procure seu pastor, busque aconselhamento junto ao Conselho Tutelar da sua região e, se for o caso, vá à polícia. Mas primeiro é necessário tentar a restauração de seu casamento. Deus muda as pessoas, isso é fato. Tente buscar auxilio pastoral para você e seu marido, de modo que seu casamento torne-se funcional de novo. É o estado ideal, minha irmã.
      .
      Oro por ti e por tua casa, para que tudo se restabeleça.
      .
      Abraço carinhoso, no amor daquele para quem nada é impossível,
      mz

  96. Maria disse:

    Quer dizer que uma pessoa que não é feliz no casamento, escolheu a pessoa errada tem que viver casada a vida inteira? Deus mim livre disso. Acredito no Deus que perdoa que sedeja a felicidade do outro. Se Deus perdoa um assassino, porque não perdoa uma pessoa que por infelicidade fez a escolha errada e deseja ser feliz em outro relacionamento? voce deseja viver a vida inteira casada com uma pessoa que te deixa infeliz?

    • Olá, Maria,
      .
      acima de tudo, desejo obedecer o meu Senhor. A vida inteira a que você se refere é um período de, digamos, 70 anos. A eternidade, minha irmã, segue por trilhões e trilhões e trilhões de anos. Você não vê em nenhum lugar dos evangelhos Jesus dizer que nos chamou para sermos felizes nesta vida. Diz, sim, que temos de negar a nós mesmos, tomar a nossa cruz e segui-lo. A Deus sobre todas as coisas. Em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça. Se fiz uma escolha errada nesta vida não devo arcar com as consequências dele?
      .
      Você põe o assassinato no mesmo patamar que um casamento. Minha irmã, assassinato é um pecado. Pecados são perdoados. Um casamento nao é pecado e por isso arrepender-me de ter casado não me livra do casamento. O divórcio sim é, pois a Biblia diz que Deus odeia o divorcio.
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  97. osmar ferreira da silva disse:

    preciso de uma resposta?
    casei com uma repudiada. Como?
    ela mentiu!
    me disse q tinha sido traide pelo marido e se separou, agora descobri q ela se separou por q ela era um mal adinistrado da casa, entao resolveram se separar.
    assim agora estou casado com ela e brigamos todo dia e estou infeliz.
    oq faço? estou em adulterio?
    devo continuar ou tenho q largar e sair do pecado?
    por favor preciso urgente de uma resposta..
    ja pedi ate a morte pra Deus por nao suportar a situacao..

    • Osmar, olá,
      .
      mano, lamento por você estar passando por isso. Oro a Deus que tudo se resolva.
      .
      Querido, minha recomendação imediata é que vocês busquem o seu pastor. É uma situação delicada, com muitos poréns e detalhes que exigem conversas longas e esclarecimentos. Eu te responder em três ou quatro linhas sabendo tão pouco seria irresponsabilidade minha. Vocês são almas preciosas demais para eu dar uma opinião de forma tão fria. Procure seu pastor, ele é o homem comissionado por Deus para zelar por sua vida e poderá te auxiliar mais intimamente.
      .
      Oro por vc, mano, por sua esposa e pelas vidas de todos os envolvidos. Te abraço com carinho.
      .
      No amor do Consolador,
      mz

  98. Jéssica Amorim disse:

    Olá adorei este post super interessante, abriu a minha mente mais também me gerou dúvidas.
    Eu me casei há um ano atras e meu marido tinha um relacionamento antes do meu de 8 anos e morava com ela com aquele contrato de união instável, mas eles já estavam mal se separando quando eu o conheci e nos apaixonamos e nos casamos depois de 6 meses ele pediu divórcio disse que não sabia se me amava eu sofri demais e voltei para casa da minha mãe. Nesta situação toda nós não eramos de igreja nenhuma, e uma amiga minha muito querida era da igreja, e quando estávamos nos divorciando ela me ligou e disse que Deus me mandou dizer que meu casamento não acabaria mais eu não acreditei porque estava ja no advogado. Em meio a tudo isso me converti e não só eu mais toda a minha família, o meu marido acabou ficando uns meses com essa ex dele de novo só que se arrependeu. Ele me pediu perdão, chorou disse que viu a mudança na minha vida que quer isso para a vida dele também que ele achava que gostava dessa ex ainda mais depois que ele ficou com ela viu que eu era a mulher da vida dele, hoje estamos na igreja juntos, ele está uma benção me pediu em casamento de novo pediu para os meus pais e vamos casar dia 18/5. Essa ex não é oficialmente a esposa dele né? eles eram noivos mais nunca se consideravam casados e ele nunca quis casar com ela. Hoje estou reta nos caminhos de Deus mais tenho medo de desagradá-lo. Muitos me dizem que é um milagre e que minha fé é muito grande, hoje minha amiga fica mto feliz pq ela tinha me avisado que meu casamento não acabaria. O que voce diz sobre minha história?

    Jéssica
    Fica na Paz ps: amei os posts

    • Jéssica, olá,
      .
      minha irmã, primeiro me perdoe por favor a demora em responder. São muitos os comentários e tenho tido muito pouco tempo para moderá-los e responder. Perdao por isso.
      .
      Sobre a sua situação, imagino o quanto isso tudo te aflige. No entanto, nao creio que você deva se aconselhar comigo. É uma historia muito delicada e cheia de detalhes, nao posso emitir opiniões por email, seria muita irresponsabilidade minha, entende? É preciso ir fundo nessa história para que possa ser tratada com todo o cuidado que merece.
      .
      É por isso que recomendo enfaticamente que você procure o seu pastor. Ele foi comissionado por Deus para cuidar de tua alma e tem a possibilidade de sentar com você, tratar com calma, ouvi-la, orar com você e acompanhar a sua situação, dando orientações bíblicas e apoio.
      .
      Espero que entenda minha posição quanto a isso, minha irmã, mas por temor a Deus e amor a tua vida nao posso assumir o ônus de fazer um aconselhamento por internet. Busque seu pastor. Ele será guiado pelo Senhor.
      .
      Oro por ti, mana. Deus a abençoe muito,
      mz

  99. Mercia disse:

    Amei as explicações. Mas quando o divorcio já foi consumado há 13 anos. Varias tentativas de reconciliação. Mesmo assim não posso retomar minha vida? Gostaria muito de ter uma resposta.

    • Oi, Mercia,
      .
      querida irmã, sou incompetente para dizer a você os rumos que deve dar a sua vida. Seria preciso conhecer profundamente tua historia, os detalhes, as circunstancias. Nao posso cometer a irresponsabilidade de influenciar tua vida sabendo tão pouco. O que fiz aqui foi uma exposição bíblica sistêmica.
      .
      Minha sugestão é que você procure seu pastor e converse com calma e em profundidade com ele. Melhor do que ninguém ele é quem poderá te orientar com especificidade.
      .
      Oro por ti, mana. Deus a abençoe muito,
      mz

  100. Kenya disse:

    Entendo que Deus odeia o divórcio, como odeia todo e qualquer pecado. Mais também entendo que sigo um Deus que me salvou pela sua graça, e que conhece que se for por mim mesmo ( por falta de pecar ), jamais conseguiria me salvar. O que vejo na biblia é a pura graça de Deus. Favor imerecido. Deus tem poder para perdoar todo e qualquer pecado o único que não tem perdão é a blasfêmia contra o espírito santo. Prefiro ficar na graça de Deus pois sei que dependo totalmente dele. E se pensarmos que não existe perdão para quem se casou de novo, e se encontra em adultério também teremos que pensar que tal pessoa não herdará o reino dos céus, pois os adulteros não o herdarão. Graças dou que tenho um Deus que, se me arrepender dos meus pecados ele é fiel e justo para me perdoar, e não dependo da lei como no antigo testamento, em que o próprio Deus sabia que era pesada de mais para homem conseguir cumpri-la e para isso enviou Jesus para nos dá perdão através de seu sacrifício na cruz.

  101. domingas maria romão disse:

    a paz, queria saber sobre minha situação, fui pra igreja pra mim casar, no inicio era até bem nosso relacionamento, mas não tinha um compromisso com as coisas de DEus, ele já era crente a mais de 8 anos, aceitei jesus pra mim casar com ele, vivemos bem alguns meses, mas depois com os probremas deles pecebir que ele não tratava bem, era grosseiro, so o que ele falava era certo, eu não tinha razão pra nada, nada do que fazia tinha valor, então foi ai que passei a buscar a Deus mais e mais na minha vida, ai ele vendo minha intimidade com Deus a coisa ficou pior, parece que passou a me odiar mais, chamo pra ir para os congressos, orações no monte ou na igreja ele não vai, as palavras dele me feriram dimais, ele nunca chegou pra mim e disse que me ama ou demostrou um carinho, so na cama na hora das relações que me abraça e beija. isso destruiu tudo que sentia por ele, já não amo mais, e sinto que ele não me ama, ele fala que ama mas não demostra, segundo que sei se amor tem que ser demostrado. e hoje me encontro em um nível espiritual com Deus bem elevado, mas não consigo que meu marido me toque mais, não vejo ele mais como meu marido, queria poder amar ele, mas já fiz de tudo, tentei conversar com ele, ele prometeu mudar mas não vejo mudanças nenhum, ele quer que encaro as coisas como se nada tivesse acontecido, ele me trata mal e não pede perdão pelo seus atos, simplesmente fala que não vive de passado e o que passou, passou, mas eu sou muito sentimental com apenas um olhar ele me fere. estou orando a mais de 7 anos pra Deus mudar a situação mas não obtive mudança nenhuma ao contrario só piorou, e hoje estamos assim, quanto mais eu oro e choro diante de Deus eu me afasto dele, eu tenho chamado com a obra de Deus mas ele não quer nada ele também tem chamado, quando estou acomodada começa melhorar um pouco a situação mas ai eu começo a morrer espiritualmente, e volto a buscar a Deus di novo mas ai começa tudo de novo, então percebir, que tenho que escolher entre morrer espiritualmente do lado do meu marido ou deixa-lo e servi a Deus, não sei o que fazer, porque não consigo me ver longe da comunhão com Deus….queria largar ele e viver sozinha só pra Deus mas não vou conseguir porque o que eu sempre procurei no meu casamento nunca encontrei, então eu sonho com isso, alguém que me ame de verdade, tenho muito medo do pecado, sei que se separar não vou conseguir ficar sozinha, pastor me ajude, me diz oque fazer

    • Domingas, olá,
      .
      minha irmã, fico triste que isso esteja acontecendo e oro a Deus que tudo se resolva.
      .
      O melhor conselho que posso te dar é que procure o seu pastor e trate o caso com ele. Certamente a sua historia tem muitos detalhes que precisam ser discutidos em gabinete, com o sacerdote responsável pelo pastoreio de sua vida e da de seu marido. Nao posso fazer isso pela internet. É preciso um contato pessoal e longas conversas com você e com seu marido. Procure seu pastor e ele vai orienta-la.
      .
      Oro por ti, na certeza de que Jesus zela pela tua família. Um abraço, na paz de Cristo,
      mz

  102. sonilha Ma freitas s. disse:

    oi Mauricio, eu me chamo sonilha e estou vivendo exatamente isso tudo , sou casada ha 26 anos e só agora é que meu esposo chegou pra mim e disse que o nosso casamento não era pra ter acontecido, e que ele não me ama e nem sabe se algum dia ele me amou. Ele disse pra irmã dele que tem 31 ano que ele não é feliz . E que ele ama uma grade amiga e ficou sabendo que ela também o ama, O que eu sei Mauricio é que essa amiga também é casada e faz 32 anos que ela casou, só que também não é feliz com seu esposo.eles se encontraram e conversaram sobre o assunto e ai resolveu ficar junto , só que a família dela proibiu e ai cada um voltou pra sua casa mas continua do mesmo jeito ele não toca mas em mim e vivemos como irmãos. Estou muito triste com isso pois eu só espero em Deus por um milagre em nossa vida. já pensei em ir embora mas eu pergunto e o meus filhos vou abandonar já são de maior mas é meus filhos e se isso acontecer vão sofrer muito . Por isso eu só tenho esperar em Deus , realiza um milagre em meu casamento por favor.

    • Olá, Sonilha,
      .
      minha irmã, oro a Deus que restaure o seu casamento e devolva a você e seu marido a alegria que essa situação roubou.
      .
      Meu consolo, minha irmã, é que Deus é poderoso para isso. Busque-o e confie no milagre. Também acredito que você deve buscar seu pastor, que poderá lhe aconselhar e orientar em relação ao que fazer e a como proceder. Em especial seu marido, que precisa ser esclarecido a respeito desses pensamentos terríveis que tem tido.
      .
      Oro por ti, minha irmã, choro contigo e me compadeço da tua dor. Que a graça de Cristo seja contigo, sempre.
      .
      Um abraço carinhoso, no amor de Deus,
      mz

  103. Caio Coelho disse:

    Ótimo texto a respeito desse assunto tão complexo como é a do casamento!
    Mas, é um texto de uma vertente apenas, em relação ao que Deus pensa e recomenda a respeito do casamento. A outra vertente qual seria?! O inimigo! Lembremos que este tenta a todo custo destruir as bases familiares.A base familiar é o próprio casal e seus frutos, os filhos! Quem quiser ouvir um ótimo sermão à respeito, por favor assista aos videos no youtube do Pastor Claudio Duarte.Esse ministério é espetacular e de um bom humor muito adequado e sublime pois, como foi dito aqui, as pessoas pensam e querem fazer as piores coisas quando se vêem sem saída num casamento “errado”.Por favor não deixem de assistir ao menos um desses videos, mudará talves a sua perspectiva em relação aos problemas que todo casamento enfrenta.A batalha espiritual é uma realidade, tenham fé e assistam! Deus abençoe e alivie a todos que sofrem neste instante.Amém!

  104. Arcy disse:

    Fiquei muuito feliz pela coragem que o Senhor te deu pra falar sobre esse assunto tão complexo. Nem sempre os pregadores gostam de dizer a verdade que a Bíblia ensina, deixando que a igreja fique repleta de casais em situação que contrariam a vontade de Deus. É bom saber qual a vontade de Deus. independente de concordarmos ou não. Atualmente, com tanta independência, quem age dentro do que a Biblia ensina, é um idiota, o casamento não “deu certo”? Parte pra outra. Simples assim. Que bom sabermos que nosso Deus é maravilhoso, diferente, único. Que Ele continue te usando.

    • Obrigado, Arcy, por suas palavras gentis. Antes importa agradar a Deus do que aos homens, não é? Além disso, proclamar verdades dolorosas do evangelho é um ato de amor ao próximo, pois evita que descumpram a vontade do Senhor.
      .
      Na paz de Deus,
      mz

  105. Maria Carolina disse:

    O assunto é extremamente difícil, pois os princípios de Deus são claros e objetivos.
    Mas também faço um questionamento. Será que no momento dessas falsas e erradas uniões Deus está ali abençoando?
    Pois quantas uniões eu conheço que foram apenas para unir sobrenomes ou bens materiais, fazer cerimonias pomposas. Isso é abençoado por Deus?
    Não sou especialista e nem fanática, mas eu creio sim que uma união abençoada por Deus o casal nunca é infeliz.
    Quem celebra um matrimônio são pessoas comuns e passíveis de pecados como todos, então, ele não tem o poder de julgar se naquela união Deus está abençoando e quem sabe isso se descobre tantos casais infelizes.
    Numa união abençoada jamais um dos cônjuges chegaria ao ponto de achar que está tão infeliz que sua única saída é cometer um suicídio.
    Então não basta simplesmente usar a palavra de Deus para se julgar um matrimônio infeliz.
    Pois com certeza na infelicidade um dos dois está cometendo adultério e isso sim é pecado e imoral, porque para manter uma união de aparências e se sentirem obrigados por estarem juntos cometem erros que aí sim está errado.
    Eu sou viúva e jamais me casei novamente, porque eu tenho orgulho e felicidade de dizer com todas as letras que eu tive sim um casamento abençoado por Deus, pois foi Deus que colocou meu marido no meu caminho e tive anos de intensa alegria, ele não era só meu marido, foi um anjo que me ensinou os verdadeiros valores que agrada a Deus e não aos outros.
    Deus não quer nosso sofrimento, mas permite, porque somos filhos rebeldes e desobedientes, mas eu creio que quando abrimos nosso coração e pedimos humildemente por justiça, mesmo com uma união errada, Ele mostra sim sua graça e misericórdia para a felicidade dos seus filhos.
    Desculpem se me alonguei demais nas minhas palavras e apenas como uma simples serva de Deus, eu creio na sua infinita bondade e amor por cada um e somente Ele deve julgar se deve haver ou não uma separação na união infeliz.

    • Olá, Maria,
      .
      obrigado por compartilhar sua visão pessoal. Temo, porém, o relativismo embutido nas tuas palavras. Se deixarmos de ter a Bíblia como referencial absoluto seremos como barcos à deriva, sem rumo.
      .
      O amor e a graça de Deus são um fato. Mas também seus valores, sua ética, seus mandamentos. Jesus – que é amor – disse que aqueles que guardavam os mandamentos dele eram os que o amavam. Portanto, não podemos inserir “e se…” nos preceitos de Deus. Isso é existencialismo e não cristianismo.
      .
      Te abraço com carinho, na paz de Jesus,
      mz

  106. mel disse:

    Eu nao sou casada e tenho um filho to morando com o pai dele mas ele nao quer saber de casar comigo nosso relacionamento e um fracasso o que ainda nos permite que vivamos na mesma casa e o nosso filho de 3 anos eu nao queria mais viver com ele mais nao quero cometer aduterio quero muito casar ele e muito ignorante e nao liga pras coisas de Deus me ajude eu conheci um cara que quer casar comigo eu gosto dele mais fico em duvida sera que estarei pecando porque tenho 1 filho de um outro relacionamento por favor responda-me.

    • Mel, olá,
      .
      minha irmã, minha sugestão enfática é que você procure seu pastor. Não posso ser irresponsável a ponto de te aconselhar sobre algo tão importante por computador. Você precisa conversar com seu líder espiritual, contar os detalhes para ele e ser acompanhada de perto por alguém que tenha presença em sua vida. Eu não poderia te dizer o que fazer a partir da leitura de cinco linhas no computador. Espero que você entenda.
      .
      Busque orientação pastoral junto ao sacerdote que o Senhor comissionou para pastorear a sua vida. Esse é o caminho correto, ok?
      .
      Oro por você e sua família. Deus a abençoe muito,
      mz

  107. Carolina disse:

    Olá Mauricio..
    Gosto muito de seus posts.
    Sou do RS, casada há pouco mais de um ano. Casei por vários motivos que não o amor. Inclua-se nestes motivos relações antes do casamento, medo de ficar sozinha, etc…
    Ele é uma pessoa ótima, mas infelizmente desde o 1º dia de nosso namoro eu já sabia que o que sentia não era amor, e mesmo assim fui levando, sem saber das consequências que me esperavam.
    O fato é que já se tornou quase insuportável a convivência, penso em divórcio, mas também penso em perder a salvação por conta disso. Por outro lado, leio muito a respeito disso e em algumas matérias pastores citam o fato de que se o casamento não foi de Deus, ou seja se o antes não teve a direção Dele, então que seria questionável a questão do divórcio, citam versículos como ESDRAS 9:1-3;12;14, em que Deus ordena o divórcio, pois homens se casaram com mulheres fora da vontade de Deus para eles. Também é citado o versículo “Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?” AMOS 3:3. E talvez o que mais tem me inquietado “…Portanto o que Deus uniu, não separe o homem.” Mt 19:6. Esse último versículo me inquieta pela seguinte questão: E se o casamento não foi de Deus? E se realmente tiver sido por precipitação, por carência, se tiver sido um passo errado, em que não foi devidamente buscada a presença e a orientação do Senhor? Não será melhor a separação e a busca da restauração e perdão do que viver infeliz e frustrado dentro de um casamento que não foi direcionado por Deus, visto que não foi por amor?
    São perguntas que me faço todos os dias. Prefere Deus que eu fique presa a uma pessoa a qual me uni por motivos que não vieram Dele pra mim, ao invés de buscar algo que realmente seja da vontade Dele?
    Aguardo para ler teu ponto de vista!
    Obrigada pela compreensão!

    • Olá, Carolina,
      .
      perdoe-me a demora em responder, têm sido dias atarefados e muitos comentários a moderar.
      .
      Fico triste por sua situação. Mas preciso lhe dizer o que entendo, à luz da Bíblia.
      .
      O pensamento de que “um casamento não é de Deus” como justificativa para o divórcio é apenas uma desculpa. Mesmo que isso fosse bíblico, a pergunta seria: e como se pode afirmar que um casamento não “é de Deus”? Não se pode. Logo, não há como embasar um divorcio nessa afirmação.
      .
      Muitos dirão que o casamento não é de Deus porque a pessoa nao está feliz. Bem, pense em Oseias. Foi Deus quem mandou que ele se casasse com Gômer, então evidentemente o matrimônio deles tinha o aval divino. No entanto, Oseias foi extremamente infeliz com Gômer, que o traiu e abandonou. Infelicidade, portanto, não dá base bíblica para dizer que um casamento “nao é de Deus”.
      .
      Outros diriam que o casamento não “é de Deus” porque foi contraído sem amor. Bem, pense em Lia e Jacó: eles não se amavam, mas Deus abençoou a união e fez dela mãe de muitos povos, por meio dos filhos que originaram tribos em Israel. Logo, se um casal impetuosamente se casou sem amor, biblicamente isso nao configura um casamento inválido. Não é o padrão ideal, mas é valido aos olhos de Deus.
      .
      Outra argumentação seria de que um casamento “não é de Deus” se não foi contraído entre cristãos. Lembre-se da mulher de Potifar: ela e o marido eram pagãos, egípcios. No entanto, a Biblia diz que ela era sim a esposa de Potifar, a ponto de José fugir de todo modo do adultério. Logo, casamento que nao ocorre na fé cristã à luz da Bíblia configura sim um casamento valido.
      .
      Tendo dito isso, o que é um casamento “de Deus”? Aquele em que houve concordância do homem e da mulher para acontecer. Ambos concordaram em de unir até que a morte os separe (e não até que a felicidade acabe). Uma vez que há essa decisão e ocorre a oficialização dentro das normas da cultura em que o casal vive, estão casados vitaliciamente.
      .
      Carolina, fico triste que vocês estejam infelizes. Mas nao posso ser irresponsável e te munir de escusas para se divorciar, simplesmente porque a Bíblia não as dá. Uma vez que você e seu marido decidiram de livre escolha se casar, Deus abençoou a união de vocês e a sacramentou no céu: ele é seu marido e você é esposa dele.
      .
      Sugiro que você busque o Senhor em oração e peça a ele que ponha paz no seu coração quanto a tua vida conjugal. Que você encontre alegria na vida a dois, honrando teu esposo e devotando-se a ele como mulher virtuosa. Creio no poder de Deus. Creio que ele pode te dar felicidade e trazer paz a sua família.
      .
      Espero de algum modo ter ajudado. E desculpe se nao disse o que lhe seria mais conveniente, mas preciso ser fiel ao entendimento que tenho da sã doutrina bíblica .
      .
      Oro por vocês. Na paz que excede todo entendimento,
      mz

  108. Luciana disse:

    Mauricio,
    pelo entendimento do post, um solteiro(a) que se casou com um divorciado(a), para não continuar sendo adúltero, deveria se separar, para que ambos ficassem livres do adultério? E no caso o divorciado tentar reatar seu casamento anterior ou então ficar sozinho tal como o solteiro?
    Estou focando a pergunta na questão do adultério em si, conforme o padrão bíblico.

    • Olá, Luciana,
      .
      sim, meu entendimento, à luz da Bíblia, é que se o divorciado se separou por qualquer razão que nao seja imoralidade sexual, continua casado com a primeira mulher. Assim, se viesse a se unir a uma outra mulher, estaria em adultério. Se o divorcio for por qualquer razão que não a “porneia”, o correto é buscar a restauração do casamento. Se, pelas circunstancias da vida, o cônjuge anterior se uniu a outra pessoa ou não aceita de volta o marido/esposa, só vejo como caminho o celibato.
      .
      Sei que pode soar como algo duro, mas não vejo na Bíblia outras opções e não me atrevo a moldar a vontade de Deus ao que seria mais conveniente ao homem.
      .
      Deus a abençoe muito,
      mz

    • Andréa Florêncio disse:

      Maurício, a paz! Um tempo atrás coloquei aqui um comentário e na época estava separada do meu esposo. Fiquei em celibato mas ele envolveu-se com outras mulheres e não me contou, até que a amante passou a me ligar e foi muito chato. Agora ele está sozinho, quer retomar a casamento e eu também, mas ninguém concorda, nem meus familiares, nem mesmo meus pastores que eram amigos pessoais dele; só que por desentendimentos entre meu pastor e meu marido, eles temem que ele faça algo, ou que haja mais constrangimento, é que eu sou pastora auxiliar do ministério deles e, sinceramente, já não sei o que fazer. Eles dizem que devo esperar que ele se concerte, se liberte(está fumando) e volte pra Jesus (ele era evangelista), que devo ficar somente em oração e não recebê-lo em casa. Acontece que ele não tem ninguém, seus familiares são extremamente desunidos, ninguém se importa nem procura por ninguém, e eu sinto que se virar as costas assim ele pode inclusive morrer. Ele já está fora da igreja desde 2011 e queria abrir uma igreja ano passado, o maior motivo de discórdia entre nós era este; eu não concordava e ele achava que meus pastores deveriam me mandar obedecê-lo, o que não ocorreu é claro, e daí veio a separação entre eles, e uma perseguição por parte do meu esposo a todos do ministério, inclusive a mim. Eles dizem que se eu voltar, serei “aprisionada” ministerialmente por ele de novo. É um grande impasse Maurício. Preciso de ajuda.

      • Andréa Florêncio disse:

        Meu post foi dia 2/4. Aquela situação de bater na nossa filha foi fato isolado, pois não se repetiu mais. Me oriente amigo…a paz!!!

      • Andréa,olá,
        .
        sua situação é cheia de detalhes e não me sinto confortável para te orientar por meio virtual. Seria muito irresponsável de minha parte fazer isso, minha irmã. No entanto, posso ressaltar aspectos bíblicos que podem contribuir.
        .
        Acredito sobremaneira no perdão. O perdão não é para quem merece, lembre-se que Jesus nos perdoou no momento de nossa vida em que menos merecíamos. Não perdoar traz um peso grande sobre nossa vida espiritual, até porque Deus só perdoa quem perdoa.
        .
        A Bíblia diz que a mulher cristã que está casada com um incrédulo deve permanecer casada, pois ela santifica o lar.
        .
        O casamento é por toda a vida. Apenas a imoralidade sexual pode ser motivo de divorcio. E, mesmo assim, mesmo havendo imoralidade sexual, o perdão e a busca da restauração devem ser considerados, pois Deus odeia o divorcio.
        .
        Minha irmã, ore ao Senhor e peça clareza e discernimento. Lembre-se que a família vem antes da igreja. Ponha tudo sob o senhorio do Senhor e busque na Palavra e na paz de Cristo os caminhos que deve seguir.
        .
        Oro por ti e sua família. Que Deus oriente você, seu marido e seus pastores. Que Deus os abençoe com graça e paz,
        mz

      • Andréa Florêncio disse:

        Obrigada pela resposta Maurício. Suas orações são extremamente bem vindas. Deus te recompense por lutar em oração pro todas essa famílias! A paz!

  109. Otavio Chabalgoity disse:

    Caro Maurício, preciso de um conselho sobre o assunto deste post, mas gostaria de conversar/escrever pessoalmente. Deixo meu endereço abaixo. Espero seu contato. Deus o abençoe e obrigado.

  110. Marco José Vilela Peixoto disse:

    Meu irmão, eu vejo que o irmão preza pelo zelo na Palavra de Deus. Apenas para que o irmão, que é sincero e articula muito bem por esta mídia, possa refletir e se possível dar uma palavra a mim, através de e-mail, ouso humildemente fazer uma colocação, que talvez possa contribuir de alguma forma na questão colocada pelo irmão a respeito do casamento, divorcio e recasamento. Questões nas quais eu compartilho o mesmo pensamento que o irmão, mas apenas com relação ao AMOR, é que eu gostaria de expressar a minha opinião. Eu creio que amor, não se baseia em um puro sentimento que brota “naturalmente” no nosso coração(que é mau), mas sim atitudes que eu tomo em beneficio de alguém. Se não fosse assim a palavra de Deus, não nos colocaria como mandamento que devemos amar o nosso irmão, nosso próximo, esposa, e até o nosso inimigo. Portanto eu creio que eu posso sim, decidir amar uma pessoa e fazê-lá feliz. E isso pode restaurar qualquer casamento. Eu penso que a grande dificuldade que temos é a visão hedonista do mundo de hoje, onde a necessidade de Se sentir bem, suplanta propósitos maiores de Deus para nossas vidas. O exemplo de Jesus, que por amor, deixou de fazer a sua vontade para fazer a vontade do Pai, visando o nosso benefício, deve ser o nosso alvo. Um fraternal abraço.
    Marco José Vilela Peixoto.
    Ps.. Casado á 27 anos.

  111. amanda disse:

    Ola…tenho 32 anos.Sou crista desde pequena, comecei a namorar um rapaz que nao era cristão, e o pior , era espirita mas que parou de frequentar pois sabia que eu nao aceitava.Tivemos um namoro longo, noivamos e resolvemos nos casar, por amor.Ele foi algumas vezes comigo ao culto, mas sempre reclamava da demora, disso e daquilo, eu resolvi orar e esperar que Deus o tocasse p que ele se convertesse.Sempre conversei com ele sobre o que eu acreditava e queria em relação a minha vida espiritual, bem como criação de filhos etc…mas depois que nos casamos ficou dificil dialogar , ele voltou a frequentar reunioes no centro espirita com a mae dele depois que nos casamos msm sabendo que isso me fazia mal e me entristecia, alegando que fazia bem e que eu devia ir com ele, cansei de ouvir gracinhas a respeito da minha fe por parte da familia dele,, e entre outros motivos como bebida , drogas,, distanciamento, brigas,suposta traição, muito tempo sozinha pq ele vivia no clube onde frequenta a sauna,estou me separando mesmo sabendo que estou erada.Não consegui manter meu casamento, estava infeliz, estou c depressão e sei que boa parte disso tudo eh minha culpa.As familias não se dão,não tenho mais pai mas minha mae sempre foi contra esse relacionamento e eu sempre fiquei contra ela, , mas hj vejo que ela tinha razão…nos amavamos mas as diferenças se tornaram gritantes depois que nos casamos .Me afastei da igreja por ele, agora estou me reaproximando de Deus…sou pecadora e sei que não mereco a misericordia de Deus mas Ele me da assim msm.Não tenho filhos…não tive coragem. de colocar uma criança no meio deste fogo cruzado..e agora apos quase 3 anos de casados e 3 meses de separação tem uma pessoa em minha vida que se interessa por mim e quer que tenhamos uma vida santificada juntos, mesmo sabendo que ja fui casada…Estou sofrendo demais pq ainda gosto do meu marido,ele sai a noite c amigos, nao aparenta sofrer mas me procura e diz p eu voltar pq ja sofri demais e ja aprendi a lição, que me ama….ele me manipula, sempre foi assim… mas Deus me dara a direção…

    • Amanda, olá,
      .
      minha irmã, fico muito triste de ler isso tudo. Ninguém é digno da misericórdia de Deus, ainda assim ele a estende a nós. Basta confessarmos o pecado e o abandonarmos.
      .
      Eu recomendaria com ênfase que você buscasse seu pastor. Converse com ele. Peça orientação espiritual, oração, aconselhamento, acompanhamento. Você precisa de um mentor.
      .
      Oro a Deus que ele restaure teu casamento. Ainda há muito pela frente, nao desista.
      .
      No amor de Deus,
      mz

  112. CARLA disse:

    NÃO SOU CASADA MAS LENDO ESTE COMENTÁRIOS DE PESSOAS QUE ESTÃO PASSANDO POE ESSE MOMENTOS DIFÍCIL NO SEU CASAMENTO ME SINTO MAL E TRISTE,GOSTARIA DE TER SOLUÇÕES,RESPOSTAS E SABEDORIA PRA QUALQUER SITUAÇÕES DIFÍCIL COMO ESTE E MAURICIO GOSTEI DA SUA POSIÇÃO EM CERTOS SITUAÇÕES NOS COMENTÁRIOS AFINAL DE CONTA QUANDO AS PESSOAS ESTÃO PASSANDO MOMENTOS TURBULENTOS NÃO DEVEMOS DIZER-LHES O QUE FAZER E NÃO FAZER MAS APENAS ACONSELHA E APOIAR ESTAS PESSOAS E ACABE ELAS DECIDIREM POR CONTA PRÓPRIA.

  113. Daisy disse:

    Meu Deus, como é forte td isso,penso nisso tds os dias,estou super infeliz no meu casamento,mas qd me lembro na aliança q fiz no altar do Senhor,penso em não desistir e pagar um preço por minhas escolhas,pois sempre digo,não temos o que merecemos,temos o q escolhemos,isto é o livre arbítrio…Obrigada por este texto que não me confortou,mas muito me edificou…

  114. mey disse:

    muitas mulheres ficam no casamento violento infeliz e esperam por esse milagre; 10 mulheres sao assassinadas por dia no Brasil 15 mulheres são agredidas a cada 15 segundos no Brasil por maridos companheiros ou ex no caso delas já terem fugido do espancamento diário….segundo dados pesquisas ,70 mil mulheres morrem a cada ano no mundo vitimas de seus maridos,em 10 anos 700 mil mulheres daria um holocausto judeu,a cada 10 anos. milagres?pedir milagres é o que aconselha enquanto elas são torturadas agredidas de forma vil e morrem dento de casa como cães?eu sou luterana ,bem ativa e não vejo essa visão por aqui, os pastores onde moro jutamente com ongs ajudam essas mulheres despedaçadas pela violencia domestica afugir para nao serem retalhadas por seus parceiros e o senhor me fala em pedir milagres?

    • Olá, Mey,
      .
      perdoe-me se acredito no poder de Deus. Creio que ele transforma vidas e corações.
      .
      Creio, também, que o lugar de maridos espancadores e violentos é a cadeia, caso não se arrependam de seus atos.
      .
      Mas descartar a possibilidade de transformação pessoal mediante o evangelho de Jesus Cristo seria deixar de ser cristão, deixar de crer na Bíblia e me tornar um humanista ou um ateu, que só busca soluções humanas. Por ora, fico com o poder da cruz.
      .
      Deus a abençoe,
      mz

      • Sâmella disse:

        Cadeia onde? Aqui no Brasil?? Eu trabalho anos a fio na Promotoria de Justiça, sou formada em Direito e pós graduada em Direito Penal. Já passei pelo Tribunal do Juri e vi, trabalhei em diversos caso de tentativa de homicídio contra o cônjuge, como na Criminal Comum, onde vi casos de ameaça, e violência doméstica em casos extremos, e que em muitas das vezes os agressores ficam impunes. Mulheres ficam devastadas e acuadas com medo de seus companheiros, e os aceitam por medo, apenas medo… Eu entendo que elas possam o perdoar, mas ficar trancafiada em um relacionamento esperando mudança e passando por agressões. é demais…enquanto a mudança não acontece ela vai ficar sofrendo todo tipo possível de agressão??? CADEIA não é pra sempre, e acredite, que estes “quando vão presos”, ao saírem do sistema penitenciário, voltam piores para casa, mais revoltados e agressivos, pois dentro de uma cadeia, quem entrou “estagiário” no crime, sai “formado e doutorado” neste. É ilusão demais achar que na primeira agressão a justiça acontece e tudo fica em paz…pq aqui no nosso Brasil, uma mulher pode ter 30 denúncias que ainda assim não há segurança pra ela de que algo vá acontecer. ISSO É BATER CABEÇA NA PAREDE achando ser uma solução. Não estou descartando a possibilidade de transformação, mas isso não acontece da noite pro dia, É UM PROCESSO demorado, e sinceramente essa esposa nem chega a apreciar, pq sofreu sequelas terríveis e irreversíveis como um coma, um tiro que a faz ficar vegetando ou até a morte.Creio no poder da cruz sim, mas sabemos que aqui na terra temos a Justiça dos homens, que por ora não gera efeitos tão positivos quanto esperamos. RESUMINDO: Por mais que sua resposta seja “ela vai pra cadeia”, essa é uma realidade em sonhos e bem distante de acontecer…Falo isso por VER na PRÁTICA a realidade dessas mulheres. E essa é a realidade nua e crua de como as coisas acontecem! Jamais deixaria uma filha minha passar por esse tipo de coisa, jamais… Do seu texto eu retenho o que é bom, agora quando chega nessa questão da AGRESSÃO, eu discordo. É isso…Por mais que responda, “Eu respeito sua opinião minha irmã, fique na paz de Deus”. rs

        Abraço em Cristo!

      • Olá, Sâmella,
        .
        creio que a solução é a Justiça passar a cumprir o seu papel e agir de modo eficaz na sua razão de existir. Se ela é incompetente, Deus não pode ser desacreditado por isso. Mudemos a polícia, mudemos o judiciário, mudemos o legislativo. Mudar Deus? Não. Mudar a Bíblia? Não.
        .
        Repare que o que você propõe (e entendo perfeitamente as razões da sua posição, sei que você se posiciona por amor a essas mulheres tão sofridas, não questiono isso, por favor) é relativismo, pois, em outras palavras, o que você está dizendo é: “se a justiça funcionasse poderíamos aplicar os princípios bíblicos. Mas já que não funciona, vamos adaptar a Bíblia à realidade nacional”. E isso, minha irmã, não dá.
        .
        Temos de zelar por todas essas mulheres, pelas quais sofremos e choramos. Mas também temos de zelar pelas Sagradas Escrituras. A saída é lutar por uma justiça eficiente. E, no processo, encontrar meios que protejam essas mulheres. Só que em momento algum devemos ferir os princípios divinos.
        .
        Porém… respeito a sua opinião, minha irmã. E não poderia deixar de desejar que você fique na paz de Deus,
        mz

  115. mey disse:

    Eu tb acredito no poder de Deus,nem um pouco menos que o senhor… acredite..sou Luteran e presbítera a 15 anos ..a possiblidade de trasformação pessoal é possivel claro mas enquanto elas não aprarecem essas mlheres precisam de proteção,precisam se retirar dessas casas ,se separar ,para isso elas muitas vezes precisam fugir desses maridos agressores para não serem mortas- que sabemos muito bem que não vão para a cadeia mas sim ficam infernizando a vida dessas mulheres…soluçoes humanas?nos somos humanos ..é facil falar quando não se está num casamento como dessas mulheres sendo agredida a socos e pontapés e os outros dizer: espere por um milagre.pimenta nos olhos dos outros é refresco…

    • Mey,
      .
      você poderia ser um pouco menos violenta em suas palavras, não?
      Se você critica a violência com violência… é um pouco contraditório, não?
      .
      Paz, cara irmã. Em todos os âmbitos.
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  116. mey disse:

    principios divinos é deixar matar mulher espancar mulher e assintir de camarote ?separar .se separar desses homens . é a sulução e nao esperar por milagres;quando da o primeiro tapa pode esparar que vem e o segundo e o terceiro…não a violencias domestica não somos cachorros,não somos animais.não a violencia doméstica .se separar desses maltratos que sempre pioram com o tempo,.ajudar essas mulheres a não sofrer feito cão é o mínimo que se espera de um cristão.queria ver se alguem o espancasse diariamente e o estuprasse e nos mandassemos o senhor viver com essa pessoa e esperar por um milagre se seu ponto de vista não iria mudar…

    • Mey,
      .
      me parece que você não entendeu o que escrevi. Se você ler com atenção talvez entenda que não prego o conformismo com a violência. Lugar de espancador e estuprador é na cadeia. Daí a dizer que isso dá base bíblica para um divórcio… não dá. Se o marido de uma mulher é ladrão, sequestrador, traficante ou estelionatário ele deve ser preso. Mas continuará sendo marido daquela mulher. Um crime não anula um matrimônio – seja ele qual for. A Bíblia é clara sobre a única exceção para o divorcio, está lá para todo mundo ver.
      .
      E eu pediria a gentileza de, se desejar expôr suas ideias, fazê-lo com um pouco mais de delicadeza e mansidão. Afinal, violência física e violência verbal são violência do mesmo modo, não é?
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  117. Talita disse:

    olá, preciso de sua ajuda e da de Deus. Me casei a um ano porém estou muito triste e perdida, eu e meu atual marido já estavamos a quase 4 anos namorando e sem condiçoes resolvemos fazer uma casa no patio dos meus sogros. Ao longo do tempo minha sogra se mostrou a pessoa mais nojenta do mundo e acabamos discutindo. Eu e meu marido nos amamos muito mas temos brigado porcausa desse motivo. Tenho pensado cada dia mais em ir embora e deixar a pessoa mais especial do mundo viver sua própria vida.Eu nao aguento mais isso. choro e penso nisso todo dia deixar a minha casa meu trabalho meu amor pra me livrar de ter que ver essa mulher .Mauricio o que faço isso e o correto não tenho condiçoes de comprar outra casa. Estou cada dia mais triste com meu casamento porque fiz a pior burrada do mundo me casar e morar aqui .Eu estraguei minha vida ?!!!

    • Talita, olá,
      .
      minha irmã, fico triste por isso. Minha recomendação é que vocês procurem o seu pastor ou um terapeuta de casais (ou os dois), porque me sinto incapaz de prestar aconselhamento via internet. Há muitas coisas a ser discutidas e é preciso longas conversas. Te dizer o que fazer por este meio seria irresponsabilidade minha.
      .
      No entanto, posso te dizer o que nao fazer: separar-se de seu marido por causa da sua sogra nao é uma opção bíblica. Você o ama e firmou um compromisso para toda a vida, na alegria e na tristeza. Há caminhos a percorrer e o divorcio, no seu caso, nao é um deles. Busque ajuda. E lembre-se que a solução mais fácil muitas vezes é a errada.
      .
      Oro por ti. Receba meu carinho. No amor de Deus,
      mz

  118. mey disse:

    Atitudes contra a violência doméstica
    Após ouvir o oprimido, chegou a hora de prestar ajuda ao necessitado, pois o escutar bíblico está ligado à ação. Afinal, a vítima está em perigo. Então é preciso agir em favor da libertação daquela que está cativa da violência. Como bem disse o salmista: “Tu Senhor ouves a súplica dos necessitados; tu os reanimas e atendes ao seu clamor” (Sl 10.17 NVI). Paul David Tripp, pregador e mestre na área da família, orienta com as seguintes atitudes: “conduzir a vítima para um exame médico, chamar a polícia ou providenciar local seguro para que a pessoa violentada fique provisoriamente”. Ainda diz: “Se o lar for potencialmente perigoso, é sábio informar ao agressor que sua esposa revelou a violência e está em lugar seguro e secreto. Talvez seja apropriado encorajar a mulher que sofreu a violência a tomar atitudes legais, para que a autoridade civil, que Deus constituiu, possa ser acionada para ajudar a trazer um fim para esse mal” (Rm 13.1-5).

    • Mey,
      .
      mais uma vez: não vejo o que as palavras de Tripp contradizem o que digo. O que ele propõe é a proteção da vitima e a punição por meios legais do agressor. É o que advogo também.
      .
      Mas dizer que isso dá base bíblica para o divórcio é bem diferente.
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  119. mey disse:

    ele vai para a cadeia,se for;se for por um grandississimo milagre,então ele sai da cadeia,em menos de um ano e ela NÃO PODE SE SEPARAR .ele em 100 por cento dos casos volta pior com raiva dela e ela passa risco de morte todos os dias.me me acha indelicada e não calma ,que diria sendo o senhor uma mulher de um marido espancador…as igrejas luteras as evangélicas luteranas as outras igrejas que tem aqui prezam por essas mulhers,els as ajudam elas com a lei maria da penha e as aconselham a nao voltar mais a esses marios pois tentativas anteriores quando aconselhavam a dar mais uma chance mostro que les sempre voltavam a pratica do espancamento,se sua igreja manda elas aguentar o espancamento?nao se separar ; sinto muito.não é todas as igrejas que ficam inértes aos oprimidos.A sua verdade não é a absoluta .eles não mandam as ovelhas de volta ao matadouro.

  120. mey disse:

    “O problema é muito serio.Pertenci a uma familia em que minha mãe era orientada pelo pastor a continuar casada mesmo sendo espancada porque Deus iria fazer a obra e bastava ela ter fé.Minha mãe depois de perde a audição de um ouvido por um soco dado pelo meu pai,resolveu não espera mais essa transformação,e foi embora pra continuar viva.As coisas não são tão facil como a gente pensa que é,o problema e muito mais serio do que se imagina.´´

    tem relatos assim aos milhoes no Brasil.Fora as 10 mortes ao dia desses seres ormimidos se a sua ajuda é dizer:espere um milagre então o que fez foi conduzi-la ao matadouro. As 10 mulheres que morrem por dia pelos maridos,para elas já nao se pode dizer nem mais isso.Sera que o senhor nao ve que quem mandar elas viver com esse agressor é corresponsável por seu sofrimento e até por sua morte?Discorde o quanto quiser.eu nunca dormiria em paz se mandase uma mulher viver com seu agressor e ela vivesse apanhando ou morresse.Ponha a cabeça no travesseiro e durma em paz com isso.já pensou se Deus , quando vc morrer lhe perguntar o que vc fez para ajudar aquelas mulheres que estavam sendo espancadas, e o senhor o que vai dizer?disse que els deviam ser pressos e quando voltassem mandei que elas continuassem a viver com seus agressores,aguentando os espacamentos.

    • Caríssima,
      .
      creio que você já deu seu recado. Sua opinião pessoal já está bem registrada. A respeito e é seu direito tê-la. Pena que continua falando como se eu concordasse com a violência. bate na mesma tecla e não compreende o que digo. Diante disso, não vejo para onde este diálogo pode evoluir.
      .
      Por favor, respeite o direito alheio de crer no que a Biblia ensina.
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  121. Ana Rafaela disse:

    Olá Maurício,
    Sou casada há 04 anos, moramos na casa dos pais do meu esposo. Ele é cristão desde a infância. Graças a Deus, não temos filhos.
    Ele já me traiu, confessou e eu decidi perdoar (mas ainda não consegui), mas antes e depois disso eu já o flagrei por muitas vezes acessando pornografia na internet.
    Ele estava se envolvendo novamente com uma mulher que conheceu pela internet, chegaram a marcar encontro, mas como eu descobri tudo, o encontro não aconteceu.
    No passado, por qualquer desentendimento, ele me mandava embora de casa, sempre priorizou os interesses dele, sempre comprou o que é proveitoso pra ele.
    Já tivemos oportunidade de financiar um apartamento, mas ele não quis e comprou um carro com a parcela altíssima.
    Desde que casamos eu sempre trabalhei, e quase não usufruia do meu dinheiro, tudo era para despesas da casa e cartão de crédito, que sempre vinha com a fatura alta, pois ele sempre comprava algum produto eletrônico para uso dele.
    Sempre lutei por este casamento, suportando tudo, pois não queria quebrar o pacto que fiz com ele diante de Deus.
    Eu sempre fui ativa na igreja, mas ele não me acompanha. Diz que não que participar de nenhuma atividade e pronto! E na maioria das vezes eu falto aos trabalhos na congregação, só pra fazer companhia a ele.
    Vai ao culto porque eu insisto, imploro, só que não vou mais fazer isso.
    Agora eu não dou mais dinheiro pra pagar as contas que ele faz, e faço só compras pra casa porque eu preciso me alimentar.
    Ele continua vendo pornografia na internet, e pra me trocar por outra é só questão de tempo. Ele virou um mero religioso (acho que já era assim, mas ele disfarçou muito bem no início do relacionamento)
    Nossos pastores nos acompanham de perto e sabem de tudo, inclusive dos adultérios e tentam de todas as formas nos ajudar, mas meu marido recusa ajuda. Ele não que mudar
    Eu já me dei demais pra essa relação e continuo sofrendo, sendo maltratada. Estou me tornando uma pessoa bruta, áspera. Ele já ameaçou me agredir fisicamente, mas eu o enfrentei e ele parou.
    Certamente eu tenho muitos defeitos, mas sempre estive disposta a mudar. Ele está me levando para o abismo da tristeza e amargura. Sou tão feliz quando estou longe dele! Me sinto aliviada quando ele vai trabalhar. Estamos vivendo de aparências e eu sei que ele está me enganando novamente…
    Eu já decidi que vou me separar, mas ainda não disse nada a ele. No momento, estou a procura de emprego e assim que encontrar vou embora da casa.

    Que Deus lhe abençoe, querido irmão!

    • Oro por você, Ana, muito triste por tudo o que está vivendo. Como você já está sendo acompanhado por seus pastores tenho certeza que eles vão orientá-la biblicamente. Peço a Deus que liberte seu marido e que traga paz ao teu coração.
      .
      No amor do Pai,
      mz

      • Ana Rafaela disse:

        Ainda não comuniquei meus pastores dessa decisão de me separar… Imagino que se eu contar logo eles vão me orientar a continuar lutando por uma restauração no casamento. Eu cansei! E não queria comunicá-los pra não correr o risco de desistir da minha decisão.
        Meu marido cada vez me destrata mais, a nossa convivência está ficando insuportável, minha repulsão por ele só aumenta. E não consigo superar as infidelidades dele.
        Fico pensando: que exemplo de pai ele seria para nossos filhos? E se eu contrair uma DST, como Aids, HPV ou qualquer outra que seja? Será que é a vontade de Deus que eu fique sofrendo com um homem que não quer mudar?
        Eu já até orei a Deus pedindo que, se eu tiver que morrer para não me divorciar que assim seja, pois eu sei que o divórcio não é está nos planos de Deus para o casal…

      • Ana,
        .
        normalmente não faço aconselhamento por internet, é um meio impróprio e incompleto para isso. Mas, se me permite dizer, já analisou com calma as suas palavras? Você não quer conversar com seus pastores com medo de eles lhe falarem o que a Bíblia diz? Me perdoe, querida irmã, mas não me parece uma atitude muito sensata. É como Jonas fugindo de Nínive. Veja o que aconteceu com ele. Você prefere pedir a morte a buscar uma solução e uma possível restauração que Deus tem poder para promover? Querida, eu recomendo com ênfase que você procure seus pastores e converse com eles. Há muito a ser tratado, a começar pelo entendimento da boa, perfeita e agradável vontade de Deus. Não fuja do Senhor, minha irmã – pelo contrário: corra para Ele.
        .
        Por favor, receba minhas palavras como demonstração de carinho e cuidado com você.
        .
        Oro por tua vida, por tua família e para que vocês sempre caminhem dentro da vontade do Senhor.
        .
        Na paz de Cristo,
        mz

  122. Andréa disse:

    Sei que essa faceta não entrou no seu texto, mas é algo a se considerar o mal espiritual fazendo uma gota d’ água parecer um oceano. Ser cristão não me torna liberto/a, e o que mais se vê são cristãos possessos.

  123. Mimi disse:

    A Paz de Jesus!
    muito edificante esta leitura, me trouxe um novo sopro de esperança! Meu marido não quer mais estar comigo, clamo ao Senhor que restaure meu casamento, que seja feita a vontade de Deus em nossa família.
    Sei que não faz aconselhamento online, mas gostaria muito de conversar sobre algumas situações que lí aqui; por gentileza, pode me passar seu e-mail?
    Grata.

    • Olá, Mimi,
      .
      fico feliz que a leitura edificou. Oro ao Senhor por teu casamento e tua familia.
      .
      Não quero de modo algum ser antipático ou algo assim, mas pediria sua compreensão para o fato de que, por uma questão de princípios e por orientações de meus próprios pastores, não posso aconselhar casos específicos, Mimi. Eu recomendaria que você procurasse o seu pastor ou seu líder espiritual, que poderá sentar com calma, ouvi-la pessoalmente, analisar todos os ângulos da sua situação e orar com e por você. Sinto-me incompetente para dar qualquer tipo de orientação on-line, é um meio muito inadequado para isso. Você compreende? Não me leve a mal, mas não me sinto habilitado a fazê-lo.
      .
      Peço ao Senhor que seu pastor te oriente segundo a Palavra de Deus e peço desculpas por não poder ir além do meu papel.
      .
      Abraço carinhoso, do mano,
      mz

  124. anonimo disse:

    Que bom ter encontrado esse post e de alguma forma poder compartilhar o que tenho vivido em meu casamento e aprendido aos pés da crus de Cristo. Antes de contar minha experiência deixo as palavras de Tozer que quando li foram como um oásis no deserto! Nesse ponto o artigo fala como podemos amar a Deus acima de todas as coisas.
    “Existe uma dificuldade real, a qual pode ser estabelecida em forma de pergunta: Como posso amar obrigado? De todas as emoções de que a alma é passível, o amor é a mais livre, a menos racional, a que tem menor probabilidade de atender ao chamado do dever ou da obrigação, e certamente aquela que não atende ao mandado de outrem. Nenhuma lei jamais foi passada que pudesse compelir um ser moral a amar outro, pois pela sua própria natureza o amor deve necessariamente ser voluntário. Ninguém pode ser coagido ou ameaçado a fim de amar alguém. O amor não surge assim. O que fazer então com o mandamento do Senhor para amar a Deus e a nosso próximo? A fim de descobrir o caminho que leva da escuridão para a luz,
    precisamos apenas saber que existem duas espécies de amor: o amor do sentimento e o amor da vontade. Um deles está preso às emoções, o outro à vontade. Sobre o primeiro é mínimo o nosso controle. Ele vem e vai, sobe e desce, chameja e desaparece segundo lhe apraz e muda de quente para morno, para frio, e depois se aquece de novo como faz o tempo. Não foi a
    esse amor que Cristo se referiu quando disse aos seus discípulos que amassem a Deus e uns aos outros. O amor recomendado na Bíblia não é o amor-sentimento; mas o amor-vontade,
    uma decisão tomada deliberadamente. Deus jamais pretendeu que um ser como o homem fosse presa de suas emoções. A vida emocional é uma parte nobre e adequada da personalidade total, mas, pela sua própria natureza, tem uma importância secundária. A religião tem como base a vontade e o mesmo acontece com a retidão. O único bem que Deus reconhece é o bem deliberado; a única santidade válida é a deliberada… Para amar a Deus de todo o coração devemos primeiramente querer isso. É preciso arrepender-nos de nossa falta de amor e decidir deste momento em diante fazer de Deus o objeto de nossa devoção. Devemos fixar nossa afeição nas coisas do alto e dirigir nossos corações para Cristo e
    as coisas celestiais. Devemos ler as Escrituras todos os dias e obedecer-lhes com espírito de oração, sempre desejando firmemente amar a Deus de todo coração e a nosso próximo como a nós mesmos. Se fizermos essas coisas podemos estar certos de que experimentaremos
    uma transformação maravilhosa em toda a nossa vida interior. Logo descobriremos para nossa grande alegria que nossos sentimentos estão se tornando menos erráticos e estão começando a mover-se no sentido da decisão tomada deliberadamente. Nossas emoções tornar-se-ão
    disciplinadas e dirigidas. Começaremos a gozar da “doçura penetrante” do amor de Cristo. Mas em primeiro lugar devemos querer, pois a vontade é senhora do coração.”

    Me identifiquei como relatos de muitas mulheres, também me casei sem amor. Me sentia amada e achava que o amava (éramos muito imaturos). Eu quis me separar muitas vezes, morrer também era uma opção, afinal eu cristã viva uma farsa! Mentirosa, infeliz, frustrada!! Desejei tantas coisas ruins quanto um coração cego de desespero pode desejar. Como dei ouvidos ao diabo!
    Até que cansei de ser infeliz e resolvi que buscaria a Deus sem cessar, de uma forma diferente como nunca o tinha buscado. E aí tudo mudou! Não comecei a amar meu marido da noite para o dia, nem os conflitos terminaram em minha casa, e olha que são muitos… Ao contrário parei de orar para Deus me ajudar a amá-lo, mudei os foco da oração, pois percebi que nem a Deus eu me esforçava para amar acima de todas as coisas! Passei a pedir a Deus que me ensinasse a amá-lo acima de tudo, com todas minhas forças e de todo o meu entendimento, assim como Tozer relata ali em cima. Buscando diligentemente, amar por vontade!
    Como isso me ajudou na prática em meu casamento? Decidi que tudo que faço para meu esposo faria como se estivesse fazendo para meu próprio Jesus. Não foi isso que o apóstolo recomendou? Para fazermos para os outros como se fizéssemos para o Senhor? Talvez hoje eu não ame meu marido com um amor tão inspirador quanto os casais de Hollywood, mas DECIDI AMÁ-LO em Cristo, por Cristo, por meu filhos, por minha família na fé! NÃO É FÁCIL, mas é possível! Se é desse jeito que terei que amá-lo (fazendo um esforço que vem da vontade, não das emoções/sentimentos) assim farei por amor a meu Jesus! Sempre olho para Cristo, não para meus sentimentos, emoções, casamentos alheios, procuro não fazer comparações. Sim todos os dias é um desafio, os atritos são constantes, mas sempre que vou para cruz volto envergonhada de ter focado tudo em mim; então foco novamente no meu Cristo e não consigo não amar meu esposo. Minha visão de felicidade não é a deste mundo, eu decidi amar a Cristo, e quem ama obedece. Minha fé está firmada naquele em quem não há sombra nem variação de mudança! Ah quanta esperança, Deus é bom!
    Com todo entusiasmo de alguém que está no caminho AMANDO E SENDO AMADA, ELE É MEU MARIDO!

    Desculpe o enorme desabafo, espero que ajude alguém!

  125. Ronaldo Paranhos disse:

    Gostaria de mandar uma historia minha para o Sr analisar.

    • Oi, Ronaldo,
      .
      querido, se você está precisando de orientação com relação a algo de sua vida pessoal, eu recomendaria que procurasse o seu pastor. Por experiência posso te dizer que os nossos pastores são as pessoas indicadas para nos acompanhar, aconselhar, orientar, amparar. Por internet me sinto irresponsável para dar conselhos. Espero que você compreenda, pois é uma preocupação em especial com você, para que tenha o tipo de acompanhamento responsável e bíblico que precisa de fato. Se for isso, mano, procure seu líder espiritual. Converse longamente. Exponha sua questão. Acredite, é o melhor caminho.
      .
      Espero que você compreenda meu zelo para que você receba o melhor tipo de amparo possível.
      .
      Um abraço, querido, Deus te abençoe muito,
      mz

  126. ANE disse:

    A PAZ DO SENHOR,LI ATENTAMENTE O TEXTO OS COMENTÁRIOS,MUITO EDIFICANTE.ESTOU PASSANDO POR UM PROBLEMA QUE SE RESUMI ASSIM:NASCI E ME CRIEI NO EVNGELHO CONHECI UM RAPAZ NA IGREJA FILHO DE PASTOR OREI COMEÇAMOS A NAMORAR,NOIVAMOS E CASAMOS,SEMPRE BUSCANDO DO SENHOR SUAS ORIENTAÇÕES.MAS DEPOIS DE ALGUM TEMPO CERCA DE 2 ANOS E MEIO DE CASADA COMEÇEI A SOFRER EM MEU RELACIONAMENTO,DEVIDO A INFIDELIDADE DE MEU ESPOSO A SUA FALTA DE”AMOR”,SEMPRE CONVERSAVA COM ELE PARA PODERMOS REFLETIR SOBRE AS SITUAÇÕES MAS ELE ERA DO TIPO QUE NÃO QUERIA MUITA CONVERSA,BOM MUITOS ANOS FORA PASSSADO E AQUELA SITUAÇÃO NAO MUDAVA ,,ELE SE ESFRIOU NA FÉ SAIU DA IGREJA E EU MEIO QUE FUI AOS POUCOS O SEGUINDO.OS PROBLEMAS FORAM AUMENTANDO DE TAL FORMA QUE QUANDO ENGRAVIDEI QUASSE QUE NO FINAL DA GESTAÇÃO ELE ME OLHOU E DISSSE QUE NÃO ME AMAVA MAIS.O FIM DO POÇO NAQUELE EXATO MOMENTO EU VI O FIM.COMECEI ENTÃO A PEDIR ADEUS UE ELE RESTAURAÇE CONVERSAVA COM ELE PARA PODERMOS NOS ACHEGAR A DEUS PARA QUE ELE MUDASSE AQUELA SITUAÇÃO MAIS MEU MARIDO ACHAVA QUE DEUS NÃO TINHA NADA HAVER COM AQUILO.RESUMINDO NOSSO CASAMENTO VIROU UM INFERNO POS EU TENTAVA DE UM LADO SOCORRE ELE DO OUTRO MATAVA MAIS AINDA.A EXATOS 9 MESES ELE SAIU DE CASA LOGO DEPOIS DE ALGUNS DIAS DEPIS QUE LELE SAIU DESCOBRIR QUE JÁ ESTAVA COM OUTRA ,COLEGA DE CURSO.HJ SEI QUE DEUS REPUDIA O DIVORCIO ESTOU A BUSCA DO MILAGRE DE DEUS,MAS A CADA DIA ELE ESTA MAIS ENVOLVIDO COM A AMANTE ,MORAMOS AINDA UM PERTO DO OUTRO DEVIDO A MINHA CASA SER DEBAIXO DA CASA DOS PAIS DELE.VEJO SUA ROTINA SUAS SAIDAS COM A AMANTE E ISSO E BASTANTE SOFREDOR,QUERO MUITO QUE ELE VOLTE PAR IGREJA PARA A FAMILIA ORO E CLAMO AO SENHOR.MAS ELE QUER O DIVORCIO E DIZ QUE VAI CASAR COM A MANTE QUE DEUS O PERDOA E QUE ESTAMOS NO TEMPO DA GRAÇAS E QUE DEUS O PERDOU.EU SÓ QURO SABER E EU COMO FICO?POSSO CASAR-ME NOVAMENTE O VIVER NESSA SITUAÇÃO PELO RESTO DE MINHA VIDA,SZINHA EM MEUS PLENOS 26 ANOS.SE VC TIVER ALGO VINDO DE DEUS E DE SUA PALAVRA PRA ME AUXILIAR AGRADEÇO DESDE DE JÁ ,POIS O QUE MAIS QUERO E SERVIR A DEUS E MORAR NO CÉU.

    • Ane, olá,
      .
      minha irmã, fico muito triste pelo que você está vivendo e oro a Deus que restaure sua vida plenamente.
      .
      Não posso, porém, te aconselhar. Tenho por princípio não dar aconselhamento por internet, seria irresponsável. Estamos lidando com a sua vida, que é muito preciosa. Não posso te dizer o que fazer a partir de poucas linhas escritas. Mas gostaria de te apontar o caminho: procure seu pastor. Converse com ele. Você precisa de acompanhamento pastoral, aconselhamento, amparo, oração. Situações como a sua não se resolvem em uma conversa. É preciso caminhar, de preferência sob a tutela de um homem de Deus, aquele a quem o Senhor confiou o pastoreio da tua alma.
      .
      Busque seu pastor e peça a ele que lhe direcione, ampare, ajude. Ele certamente, sendo um instrumento do Senhor, vai te ser muito útil.
      .
      Oro por tua vida, pela de teu marido e a de todos os envolvidos. Que a graça e a paz de Cristo sejam contigo,
      mz

  127. Toiany disse:

    Olá Irmão Maurício
    Agradeço especialmente a Deus por lhe ter iluminado e lhe dado o previlégio de expor este tema de maneira muito clara com base nas escrituras sagradas. Já pesquisei e conversei com várias ministros sobre este assunto e em alguns casos realmente encontro concordância em seu ponto de “vista”, ou seja na maneira que interpretas com sabedoria, temor e sempre acudindo a vontade de Deus. Deus jamais seria contra aquilo que é “perfeito, ideial e melhor” para os seus filhos. Toda mãe que vê seus filhos se casarem, naturalmente desejarão que as filhas permaneçam casadas, amadas e respeitadas até a velhice; até que a morte os separe ou até que Jesus arrebate a Igreja. Portanto se nós seres humanos “como maus” que somos, desejamos o melhor para os nossos filhos, o que dizer de Deus que é o único que é bom, é o próprio Amor e o único e verdadeiro interessado na nossa completa alegria e felicidade? não desejaria ele o melhor de um casamento para os que o amam? – a união perpétua e incondicional de um casal, unido sobre os seus preceitos. independente de serem cristãos ou não. Sim, até mesmo a favor dos descrentes, porque o casamento não foi instituído por nenhum ímpio e sim unicamente pelo arquitecto da vida humana: Deus. por isso até mesmo o casamento que acontece entre os incrédulos é bom diante dos olhos de Deus, porque mostra que eles estão vivenciando a sua vontade, como podemos ler em 1 coríntios 7:8 – “.Mas se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo”. apesar de que Paulo dirigia-se exclusivamente a igreja de coríntios, mas a essência do casamento é extensiva aos não crentes, pelo fato de ter sido Deus, o pai dos cristãos que o instituíu. Portanto é dever de todo cristão defender com “unhas e dentes”, se me permitem a expressão a durabilidade do casamento. Mas sabemos que existem situações dentro do casamento, que perigam a vida de algum dos conjuges e nestes casos, segundo outras opiniões de ministros, estudiosos da palavra, o aconselhável é “separar-se temporáriamente”, até que outro conjuge se retrate da sua conduta destrutiva contra o seu parceiro. Mas depois que voltem ao convívio matrimonial.
    Amado Maurício, eu gostaria de reforçar a necessidade de fazermos todo esforço para manter o casamento em obediência ao propósito inicial de Deus, com a seguinte passagem: Rom 7:2,3 – “Por exemplo, a mulher casada está ligada pela lei ao marido enquanto ele estiver vivo; mas se ele morrer, ela estará livre da lei que a liga ao marido. De modo que, se ela viver com outro homem, ela será chamada de adúltera. Mas se o marido morrer ela estará legalmente livre para casar com outro homem”. Bem analisando esta passagem entendo que surgindo a separação ou o divórcio entre um casal, enquanto ambos os conjuges estiverem vivos, ambos praticarão adultério se se casarem com outros parceiros. Isto para mim está claro e é ponto final!
    Querido Maurício eu só me convenci destas verdades bíblicas a pouco menos de alguns meses, pois também, estou vivendo um grande dilema em meu casamento. Meu marido saiu de casa há mais de um ano e meio, (estamos casados a 13 anos) por desavenças relacionadas a gestão financeira e agumas atitudes errôneas que ele tinha o que me aborrecia bastante porque estava a levar a família a prejuízos desnecessários. Começaram a surgir brigas, e com elas muitas faltas de respeito de ambos os lados. E eu naturalmente fiquei intolerante e impaciente com ele. Basicamente estas foram as principais razões pelas quais ele saiu de casa. Inicialmente eu comecei a tratar do divórcio e não queria saber mais nada dele e tão pouco lutar por reconciliação. Inclusive muitas vezes eu disse que ele estava livre para ter outro relacionamento se quisesse e que eu também iria procurar outra pessoa. Inclusive eu comecei a inscrever-me em sites de relacionamento e aí conheci alguém com que cheguei a envolver-me uma vez (algo que me trouxe muito arrependimento e desgosto porque eu estava conciente do meu erro). Mas quando fui confrontada com estas verdades sobre a essência do casamento e o que o divórcio representa para Deus, então comecei a considerar novamente a necessidade de lutar pelo meu casamento e desisti da ideia do divórcio. Pedi perdão a Deus por minha aitude inicial e inclusive tenho pedido a sua ajuda para renovar a minha mente a cada dia e ajudar e moldar-me nas áreas que sejam necessárias. Coloquei-me a disposição de Deus para fazer a sua vontade quanto ao meu casamento e relacionamento sadio com o meu marido, tendo eu razão ou não, caso ele volte para casa (apesar de nunca termos conversado sobre esta possibilidade. Até já estou concenscializada a perdoar o adultério do meu marido (pela 2ª vez, já houve uma1ªvez há alguns anos e eu tinha jurado nunca mais perdoa-lo caso voltasse acontecer). Tenho orado muito para que o nosso casamento seja restaurado e creio com fé que isso é possível.
    A minha inquietação é que há poucos meses, ele está morando com outra mulher, e desde então nunca notei nele a intenção de voltar para casa, tanto é que até evita contacto comigo. Temos 3 filhas menores e até quando necessito falar com ele sobre as crianças ele arranja escapes para não falar comigo. Isso tem sido muito duro para mim. Minhas perguntas para si são: Até quanto tempo devo manter a minha esperança que ele volte, já que a biblia afirma que enquanto ele vive, eu estou ligada a ele? – jamais vou desejar a morte dele! vale apena continuar orando, já que ele está morando com outra mulher? A exceção que Jesus abre para o divórcio, em Mateus, me beneficia para um novo casamento, se eu decidir parar de lutar pelo meu marido?
    Questiono isso porque sinto-me muito sozinha, sofro bastante com os meus desejos íntimos (sou bastante tentada), pois não quero voltar a pecar nesta área, inclusive já abandonei os sites de relacionamento e evito todo contacto e conversa com homens que me pretendem diariamente,; outrossim, eu nunca trái o meu marido em todo este tempo de casamento , vivendo debaixo do mesmo teto. Mas “preciso” muito de um homem do meu lado que eu possa dar o meu amor e receber o mesmo; alguém com quem eu me importe ele se importe comigo. Se este homem ainda é o meu marido, que seja, se não então que eu tenha base legal bíblica para encontrar outra pessoa, já que ele parece ter “arrumado” já a sua vida com outra pessoa.
    Olha apesar desta situação que estou vivendo em meu casamento, e que me deixa triste algumas vezes, quando estou carente de afeto, mas aprendi a ser feliz comigo mesma, porque quem ou o que, me separará do amor de Deus?!
    Também tenho aprendido que tenho que cultivar a felicidade e a alegria na minha vida, estando casada, separada ou divorciada, porque é dom de Deus. A alegria e a paz em nossa vida, nunca pode depender dos humanos ou das circinstãncias da vida. Não foi fácil chegar a esta conclusão e viver esta experência diariamente: Pelo contrário, É uma questão de decisão; atitude individual, querer, amor próprio e acima de tudo viver em obdiência a palavra de Deus, que nos exolta também a estarmos alegres e felizes em meio as circunstâncias negativas e sofrendo injustiças.
    Aguardo sua breve resposta! Pois não quero pecar por favor! rsrsrsrs

    Um abraço
    Toiany

    • Toiany, olá,
      .
      minha irmã, fico muito triste com tudo o que relatou. Eu não dou aconselhamentos individuais pela internet, por algumas razões. Primeiro porque aconselhamento deve ser com o pastor encarregado por Deus de pastorear aquela pessoa. Mas também porque temas como o que estão em pauta aqui são muito delicados, exigem longas conversas, oração e muito mais informações. Eu me sinto irresponsável de aconselhar alguem por internet, não é assim que se faz. Posso tentar colaborar indicando o que a Biblia diz, sem, porém, me ater ao seu caso específico, espero que você entenda que isso não é desdém, mas zelo pela tua vida. Procure seu pastor.
      .
      Biblicamente, as práticas sexuais ilicitas são o unico caso que permite divórcio. Então, primeiro, a pessoa tem de ter a certeza de que essa é a causa da separação. O perdão é sempre o melhor caminho, mas se a outra parte não quer retornar, não se pode obrigar. Deve-se lutar até a ultima instância em busca da restauração.
      .
      Espero de algum modo que isso lhe dê uma base. Mas você precisa procurar o seu pastor e tratar disso com ele, ok?
      .
      Oro por ti, minha irmã. Te abraço, no amor de Deus,
      mz

  128. Toiany disse:

    A paz so Senhor Maurício
    Compreendo sua preucaução para não influenciar nas decisões que as pessoas tenham que tomar.
    De qualquer forma muito obrigada por responder

    Um abraço e que Deus continue lhe iluminando

  129. Jorge Luis Borges disse:

    Paz e Graça Mauricio,

    Fui muito edificado com a matéria ,creio que o amor não é só a base do casamento,mas é a base de toda a nossa vida Cristã.
    Gostaria de deixar apenas uma nota de rodapé a palavra ´´pornéia“,era usada quando uma pessoa estava prestes a se casar, estavam noivos, e algumas das partes cometia a traição,isso era ´´Pornéia“,mas era anates do casamento ,Mesmo com Moisés ,o divorcio nunva foi aceito no casamento.

    Que Deus continue te dando a Graça e a revelação da sua palavra.

  130. JOYCE disse:

    IRMÃO MAURICIO A PAZ DO SENHOR ,GOSTARIA DE SABER O QUE A PALAVRA DO SENHOR FALA SOBRE AS PESSOAS QUE NÃO CONHECIA A PALAVRA E SE CASOU ,DEPOIS SE DIVORCIOU E CASOU SE OUTRA VEZ E ,UM TEMPO DEPOIS COM UMA FAMÍLIA JÁ FORMADA COM FILHOS CONHECEU A PALAVRA DE DEUS,E HOJE SABE QUE O DIVORCIO NÃO AGRADA A DEUS E SEGUE A PALAVRA DO SENHOR MESMO COM A DIFICULDADE DO SEGUNDO CASAMENTO MAS APRENDEU A TER COMPROMISSO COM A PALAVRA E SUPORTAR TUDO PELO AMOR E O COMPROMISSO COM DEUS.E PORQUE A BÍBLIA DIZ QUE DEUS PERDOA O TEMPO DE IGNORÂNCIA . FIQUE COM DEUS AGUARDO A SUA RESPOSTA

    • Olá, Joyce,
      .
      minha irmã, sugiro que você procure o seu pastor para conversar sobre isso. Os casos individuais devem ser tratados em gabinete, com todos os detalhes, conforme a realidade de cada um. Seria irresponsabilidade minha dizer em poucas linhas algo que poderia influenciar vidas.
      .
      Sobre sua pergunta, a passagem de Atos 17.30, “No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam”, tem que ser vista, como tudo na Bíblia, dentro de seu contexto. Paulo está dizendo que durante o tempo em que os pagãos foram ignorantes a respeito de Cristo e do Deus verdadeiro, o Senhor relevou seu paganismo, mas, quando adquiriram o conhecimento, o esperado deles é o arrependimento de suas práticas idólatras e de seus pecados. Essa passagem não tem relação com casamento.
      .
      Procure seu pastor, ele poderá lhe orientar, aconselhar e auxiliar no que for preciso.
      .
      Deus a abençoe muito,
      mz

  131. Alessandra disse:

    Li diversos comentários,posts,etc sobre divórcio,mas além de ler,tive exemplo na minha casa de como um divórcio e um novo casamento na vida de alguém é muito além de ler alguns versículos e explicar a vida de outras pessoas. Foram anos na igreja acreditando fervorosamente em tudo isso,hoje o próprio Deus me mostrou que Ele é quem decide e faz,e muitas vezes confude o homem,porque quando pensamos que estamos errados,Deus vem,nos consola e faz tudo ser totalmente diferente. Então,me desculpem a todos o que irei dizer,mas as experiências que eu tenho com Deus me provam que vocês são grandes hipócritas,porque o verdadeiro cristão erra,peca,se arrepende,aprende com o que errou e segue em frente,mas vive as consequências,porque colhemos o que plantamos. E eu posso garantir que depois de ter visto esse divórcio acontecer,eu era criança,vi Deus abençoar muito a vida da pesdoa que sofria nesse casamento,e depois de alguns anos abençoou a vida da pessoa que não deu valor ao seu casamento. Deus sabe o que faz e o que permite e porque faz ou permite. Então tomem cuidado e não generalizem. Ah,e Deus quer sim nos ver felizes,e conhece nosso coração mais do que nós mesmos. Falo por experiência,e não apenas or opinião após ler dois versículos da bíblia. Acredito sim na bíblia,mas as pessoas se esquecem que ela se renova a cada dia, e o jeito que se renova pra mim,pode ser que não se renove para você. Cada caso é um caso,cada pessoa tem uma história diferente e milhares de motivos diferentes para as mesma situações que podem acontecer comigo ou com você.

    • Alessandra, olá,
      .
      respeito sua opinião. Ao mesmo tempo, não acho muito elegante dizer que “todos nós somos hipócritas”, visto que você mesmo condena a generalização.
      .
      Deus a abençoe,
      mz

  132. Alessandra disse:

    .

  133. juliana disse:

    Mauricio, ja escrevi antes nesse mesmo tema. Sou casada ha muitos anos. Vou resumir minha história: Há 3 meses descobri q meu marido estava me traindo novamente com uma antiga e habitual amante. Como havia perdoado, estava levando uma vida acreditando q ele pudesse ter mudado. Mas tudo veio a tona novamente pois ela postou fotos onde pude ver que estava c ele e ele confirmou. Conversei, falei q nao queria viver aquilo de novo, que era uma humilhação, etc. Como está a situação hoje: Amo ele, mas tem dia que ele sai e diz q é c os amigos, não fala quem são, onde foi, Ele sempre foi orgulhoso e não gosta de ficar dando satisfaçoes. Mas me diz que não está c mulheres, que está mudando, que gosta de mim, que me admira, Sinto que ele está meio abatido, está com problema de hipertensão. …mas o problema é que desconfio de tudo. Vejo mentiras em tudo que ele diz. Ele fica irritado com meus questionamentos. A ex(?) amante fica postando que está c saudades, que queria estar junto, etc. Não sei nem se ele visita o perfil dela…. Se você me perguntar pq visito o perfil dela responderei que foi assim q descobri que estava sendo enganada novamente (ela faz questão disso). O que acontece é que tenho vontade de me separar e ao mesmo tempo penso se ele realmente está mudando e que por isso me arrependerei depois.. Não estou congregando atualmente mas será que Deus se entristece por eu estar insistindo nesse casamento? Baseando na Palavra dele, tenho permissão para divorciar mas também posso perdoar e seguir em frente. Será que estou sendo cúmplice do pecado dele? Desconfio dele em todos os momentos e ele não faz questão de me esclarecer as minhas dúvidas. E Deus? Será que estou impedindo Dele fazer uma obra na nossa vida? Será que é da vontade Dele que eu desista dessa relação para que meu marido sinta na pele o que é ficar sem o convivio da familia e buscar Deus como antigamente? Sinto que sofrerá com a separação. Ah, temos 2 filhos adultos. As postagens dela passam impressão que de vez em qdo se falam (ele diz q não) E agora?? Não se preocupe em me transmitir o que acha, por gentileza. Não tenho com quem conversar, pois não quero expor a situação para todos sem antes tomar uma decisão..obrigada. (meu nome é ficticio)

  134. CRIS disse:

    MAURICIO ,CASEI PASSEI1ANO CASADA E DEPOIS SEM MOTIVOS ALGUM ELE DISSE Q Ñ QUERIA + O CASAMENTO MIM GUARDEI CASEI DO JEITO Q DEUS QUIS PURA FUI REPUDIADA NUNCA DEI MOTIVO E ELE DE DEDIZER Q TAVA COM DEPRESSÃO E SE EU FOSSASE A ESTA COM ELE ,ELE Ñ RESPONDERIA POR ELE FOI QUANDO VOLTEI PRA CASA DA MINHA MÃE SEM DIREITO ANADA E AINDA POR CIMA ELE Ñ FOI BUSCAR A CERTIDÃO E O CASAMENTO FOI CANSELADO SOFRI D+ POIS Ñ ESPERAVA ESSA SITUAÇÃO DE 1 PESSOA Q NIMGUEM DIZIA Q IRIA FAZER ISSO TO CA E CANTA MUITO BEM. COM 3MESES DA SEPARAÇÃO JA TAVA COM OUTRA E JA CASOU DE PAPEL PASSADO.E NO INICIO DE TUDO ELE DIZIA Q ERA DE DEUS TENTEI TERMINAR + ELE DAVA CRISES PASSAVA MAL OU ENTÃO DIZIA Q ERA O DIABO .E AGORA DEPOIS DISSO TUDO TAO TENTANDO ESPALHAR QÑ CASEI VIRGEM O Q VC MIM DIZ DESSA SITUAÇÃO

    • Cris, olá,
      .
      você está visivelmente ferida e confusa por toda essa lamentável atitude do teu esposo. Recomendo que procure seu pastor. Você precisa de aconselhamento, apoio e direcionamento à luz da Palavra, algo que deve ser feito pessoalmente e por alguém que possa te acompanhar de perto. Você precisa ser apascentada pelo ministro que o Senhor comissionou para zelar por tua alma.
      .
      Oro por ti, minha irmã. Deus a abençoe muito,
      mz

  135. Juliana disse:

    Olá Mauricio,
    Gostaria que tivesse me respondido..queria tanto ouvir o que pode me dizer.
    Me perdoe se falei algo que te deixou contrariado…

    • Olá, Juliana,
      .
      minha irmã, queira perdoar, eu respondo todos os comentários e respondi o seu também. Por alguma razão técnica a resposta não apareceu. Me perdoe.
      .
      Em essência, o que lhe escrevi é que minha recomendação a você é buscar seu pastor. Não posso dar pareceres sobre algo tão importante na vida de uma pessoa a partir de poucas palavras escritas. Certamente o seu caso precisa ser avaliado com calma, em diversas conversas feitas em gabinete pastoral, em oração. Seria irresponsabilidade minha influir em sua vida desta maneira. Tempos atrás eu fazia isso, mas algumas experiências negativas me levam a não usar a internet com este fim, pois acabei prejudicando pessoas devido à falta de informações preciosas. Por isso, por temor, não o faço mais. Aconselhamento pastoral deve ocorrer pessoalmente, em conversas detalhadas, ouvindo todos os fatos, em oração. E lembre-se que teu pastor é a pessoa que Deus comissionou para cuidar de tua alma, ele é quem deve ouvi-la e mostrar, à luz da Bíblia, tudo o que tua situação envolve.
      .
      Eu ressaltaria que você não deveria tomar decisões para depois ir falar com seu pastor. Primeiro converse com ele, ouça seu aconselhamento e, só então, tome suas decisões.
      .
      Espero que entenda que me furto a opinar por zelo a tua alma e por responsabilidade ministerial e não por desdém a sua vida. Procure seu pastor, ele é a pessoa que pode (e deve) te acompanhar. Confie que o Senhor o capacitará para isso.
      .
      Oro por ti e deixo um abraço carinhoso, na esperança que venha sobre ti a paz que excede todo o entendimento.
      No amor de Deus,
      mz

  136. sonia disse:

    chega a ser muito cruel

  137. Maíra Xavier disse:

    Eu paro para pensar: ” Que Deus é esse?” Deus imperdoável, que não aceita a felicidade de seus fiéis, sinto muito, mas o Deus que acredito é de amor. Será todos que não podem tentar serem felizes? Permitirá Deus viverem infelizes o resto de suas vidas por uma escolha? Vemos tantas coisas confusas e erradas na igreja, quem poderá condenar? Nós homens? Que pecamos em pensamentos a todos os momentos? Acredito muito mais em realizar as coisas através do amor vindo do fundo do coração, pois aí sim é onde podemos ver Deus em tudo.

    • Maíra, olá,
      .
      respeito sua opinião. Mas então olho para os apóstolos, dez dos quais foram assassinados por sua fé, leio sobre os mártires da Igreja primitiva – perseguidos, torturados e mortos de formas inimagináveis (leia “O livro dos mártires”, de John Foxxe, editora Mundo Cristão) – leio Hebreus 11.35-40 (“Houve mulheres que, pela ressurreição, tiveram de volta os seus mortos. Uns foram torturados e recusaram ser libertados, para poderem alcançar uma ressurreição superior; outros enfrentaramzombaria e açoites; outros ainda foram acorrentados e colocados na prisão, apedrejados, serrados ao meio, postos à prova3018, mortos ao fio da espada. Andaram errantes, vestidos de pele de ovelhas e de cabras, necessitados, afligidos e maltratados. O mundo não era digno deles. Vagaram pelos desertos e montes, pelas cavernas e grutas. Todos estes receberam bom testemunho por meio da fé; no entanto, nenhum deles recebeu o que havia sido prometido. Deus havia planejado algo melhor para nós, para que conosco fossem eles aperfeiçoados”), leio a história de Jó, vejo Deus se recusar a tirar o espinho da carne de Paulo…enfim, olho para a Bíblia e para a história da Igreja e vejo que sim: o Deus que é amor permite sofrimento. Em momento algum da Bíblia há a promessa de felicidade perene, tampouco uma visão hedonista da vida terrena. O descanso, diz a Palavra, está na vida eterna.
      .
      Sei que suas conjecturas partem de um coração bom, que não gosta de ver o sofrimento. Mas nunca podemos desconsiderar a ética divina, suas ordenanças e sua boa, perfeita e agradável vontade (mesmo que os elevados pensamentos do Senhor pareçam injustos aos liitados olhos humanos). Quem somos nós para condenar Deus, não é? A esse respeito, recomendo carinhosamente que você leia Romanos 9.
      .
      Um abraço pra ti, no amor perfeito do Cristo crucificado,
      mz

      • Maíra Xavier disse:

        Se falamos da bíblia, escrituras, seus livros ou qualquer outra leitura obviamente todas nos fazem repensar sobre algum estilo de vida. “Digo a verdade em Cristo, não minto; minha consciência o confirma no Espírito Santo.” Citar a própria bíblia em um argumento. E se sugerimos um outro tipo de leitura, a leitura do seu interior. Nossa consciência se confirma na palavra?”Bem-aventurados os misericordiosos, aqueles que nutrem pesar profundo pela desventura do próximo.” Depois de tudo o que fizemos contra Deus, que maravilhoso privilégio é que ele ainda nos permita a oportunidade de obedecê-lo e de sermos chamados seus filhos. De qual igreja vos fala a bíblia?

      • Maíra,
        .
        a fé cristã é baseada nas Escrituras. A “leitura do meu interior” não é cristianismo: é relativismo, é existencialismo. É um pensamento segundo Sartre, Górgias e Protágoras e não segundo a Sola Scriptura da Igreja.
        .
        Falarmos sobre a misericórdia de Deus nos remete a inúmeras passagens da mesma Bíblia que nos revelou quem Deus é. Em resposta à sua pergunta, a Bíblia me fala de um Deus que amou seu povo mas permitiu que fosse dizimado e o remanescente levado ao cativeiro babilônico ou assírio. Me fala de um Deus que é amor mas não permitiu que Moisés pisasse na terra prometida em disciplina por sua desobediência. Me fala de uma Miriã leprosa por seu pecado. Me fala de Ananias e Safira fulminados por mentirem ao Espírito Santo. Me fala de João Batista decapitado. Me fala de um Davi que, embora perdoado, viu o filho de seu adultério morrer. Me fala de um José que, para cumprir os planos divinos, teve de amargar anos de escravidão e injusta prisão. Me fala de um Cristo sem culpa cuspido, xingado, esbofeteado, humilhado, açoitado e morto. Enfim, me fala de um Deus que transborda misericórdia sem deixar de exercer juízo. Qualquer outro deus fora disso é extrabíblico.
        .
        Um abraço carinhoso, na paz que excede todo o entendimento,
        mz

      • Maíra Xavier disse:

        Assim como Deus abençoou José na liderança dos negócios de Potifar, também o abençoou diante do carcereiro que, percebendo a honestidade e a dedicação de José, o incumbiu de administrar a prisão. As circunstâncias não mudaram o relacionamento entre José e Deus. Quando Jesus salva alguém pela fé, a certeza da salvação e a habitação do Espírito Santo inundam a pessoa com uma paz inexplicável que o mundo não pode entender. Ela passa a viver em paz com Deus. “Isso faz real diferença na vida diária de quem vive sob essa paz, a exemplo de José. Creia em Cristo e receba a paz que nem sempre muda as circunstâncias, mas que sempre está acima delas.”
        Quando vos digo para leitura de nosso interior é para analisarmos se realmente cumprimos as escrituras, como diz Isaías: “O Senhor dos Exércitos o planejou para abater todo orgulho e vaidade e humilhar todos os que têm fama na terra.” Ora, então deve-se os que fazem fama viverem infelizes? Qualquer argumento pode ser antagônico, podemos prescrever infinitamente opiniões. Pois relato, conheci um casal onde viveram por 20 anos infelizes. Decidiram o divórcio, depois disso cada um construiu outro lar, a intensa felicidade de ambos os fez dedicarem suas vidas a Deus e a doação, imensamente felizes. Confesso que nunca vi em minha vida um casal feliz, nem mesmo meus pais. Como explicar? Viveram suas vidas separados pelo primeiro divórcio, reconstruíram-se e viveram intensamente com outros parceiros. Realmente Deus é maravilhoso, não existe explicação a tamanho amor.

      • Maíra,
        .
        perceptivelmente não chegaremos a um lugar comum. Concordamos sobre o amor e a misericórdia de Deus. Discordamos sobre o papel da Escritura e das experiências pessoais. Concordemos, então, em discordar.
        .
        Deus a abençoe,
        mz

  138. M.C disse:

    Paz, eu me casei muito nova com 17 anos, tudo isso com medo de nunca me casar, de não ter filhos e morrer sozinha.
    Depois de algum tempo fui muito infeliz e vi que fiz a escolha errada, meu marido sempre foi uma pessoa que dava em cima das mulheres e quando me casei parece que não percebi isso é como se uma venda tampasse meus olhos.
    Depois de 2 anos de casada, descobri que ele falava coisa obsenas para mulheres na internet e vice e versa, resolvi sair de casa, mais com o tempo perdoei e voltamos.
    Depois de 1 e meio e ele fez o mesmo, só que dessa vez a história piorou, ele me escondia várias coisas, me agredia fisicamente, verbalmente e até abusava de mim enquanto eu dormia, tirava fotos minhas nuas sem eu perceber, só que um dia vi ele fazendo isso e fiz ele apagar, mais ele nunca parava com isso.
    Ele sempre escondia o celular pra mim não ver o que ele falava, sempre gostava de sair sozinho um dia tomada pela furia peguei o celular dele enquanto dormia e vi que até encontro em nossa casa ele marcou com uma mulher e tinha fotos de mulheres nuas com o nome dele pelo corpo.
    Isso se constitui adultério? Lembrando que sempre o respeitei e lutei pelo nosso casamento. Estou desesperada :(

    • Maira, olá,
      .
      sim, isso constitui adultério. Recomendo, minha irmã, que você procure seu pastor e peça a ele amparo e aconselhamento pastoral. Você precisa de orientação à luz da Bíblia para proceder de acordo com a Palavra de Deus.
      .
      Oro por sua vida e sua família. Que você encontre a paz e que seu marido venha a se arrepender de suas más ações.
      .
      Deus a abençoe muito,
      mz

      • M.C disse:

        Então como disse ele se arrepende mais volta a fazer tudo novamente, meu Pastor disse se me separasse estaria pecando, ele deixou de me aconselhar e estou sem nenhuma ajuda, de nenhum Pastor, só eu e Deus, obrigado por sua resposta.

      • M.C.,
        .
        eu recomendaria que você buscasse não outro marido, mas outro pastor. Se ele abandonou o pastoreio da tua vida você precisa encontrar um que se preocupe e aja conforme foi chamado para fazer.
        .
        Sobre seu marido, entendo que relações sexuais ilícitas abririam a porta para o divórcio (Mt 19.3-11)). Mas não penso que Deus prefira isso à cura, ao perdão, à restauração, à reconciliação e à persistência. No entanto, a resposta que você procura não posso te dar, é preciso que você busque ao Senhor e receba na Palavra a resposta a tuas dúvidas. Lembre-se que “só eu e Deus” não é pouca coisa. Se tem alguém que pode mudar tudo é o Senhor.
        .
        Deus te abençoe e a tua família, que oro ao Pai que seja totalmente restaurada,
        mz

  139. Veronica disse:

    Paz, masturbação e vicio de pornografia é considerado adultério?

    • Olá, Veronica,
      .
      dentro do contexto da Lei judaica, masturbação não era considerada adultério, mas outro tipo de pecado. Pornografia não havia, portanto não temos base bíblica para afirmar isso. Pelo dicionário Houaiss, adultério é “violação, transgressão da regra de fidelidade conjugal imposta aos cônjuges pelo contrato matrimonial, cujo princípio consiste em não se manterem relações carnais com outrem fora do casamento”. Assim, pelo dicionário, não, não seria, uma vez que não houve relações sexuais carnais. Poderia ser considerada uma falha moral, mas não adultério.
      .
      Se alguém está viciado em pornografia e habituado a masturbação, precisa ser tratada, cuidada, receber aconselhamento e ser discipulada, para, mediante auxílio e orientação bíblica (sempre em oração, claro), abandonar esses pecados.
      .
      Deus te abençoe,
      mz

  140. Marinez disse:

    Mauricio, obrigada pelas suas palavras. Comecei a ler o seu blog ontem e estou maravilhada com a graça de Deus em seus textos. Me converti há apenas um ano, antes da conversão fui casada, mas não era casamento de verdade, era união estável, permito dizer que eu vivia no pecado, por não ser conhecedora da palavra de Deus. Além disso, eu o traia, ele também, claro. Nos deixamos, eu mudei de cidade, e comecei a namorar com o rapaz no qual eu traia meu ex. Nós começamos a frequentar a igreja e eu me converti, (ele reconciliou, pois era desviado), a partir de então, casamos no civil, e entramos em comunhão com a igreja. Já fomos abundantemente abençoados por Deus a partir desta mudança em nossas vidas. Porém, eu tenho um peso enorme na consciência ao saber a verdade, ao saber o quanto fui pecadora, e me pergunto. Será que com a confissão dos meus pecados eu fui justificada por não saber a verdade? Paz de Cristo Jesus!

    • Olá, Marinez,
      .
      muito me alegro por tua conversão e pelo teu arrependimento. Você seguiu o caminho mais excelente, de vida e paz. Sobre a tua dúvida, leia o que a Bíblia diz:
      .
      “É ele que perdoa todos os seus pecados e cura todas as suas doenças, que resgata a sua vida da sepultura e o coroa de bondade e compaixão, que enche de bens a sua existência, de modo que a sua juventude se renova como a águia. O Senhor é compassivo e misericordioso, mui paciente e cheio de amor. Não acusa sem cessar nem fica ressentido para sempre; não nos trata conforme os nossos pecados nem nos retribui conforme as nossas iniquidades. Pois como os céus se elevam acima da terra, assim é grande o seu amor para com os que o temem; e como o Oriente está longe do Ocidente, assim ele afasta para longe de nós as nossas transgressões.
      Como um pai tem compaixão de seus filhos, assim o Senhor tem compaixão dos que o temem; pois ele sabe do que somos formados; lembra-se de que somos pó” (Salmos 103.3-5; 8-14)
      .
      “Eu lhes digo que, da mesma forma, haverá mais alegria no céu por um pecador que se arrepende do que por noventa e nove justos que não precisam arrepender-se” (Lucas 15.7)
      .
      “Esta afirmação é fiel e digna de toda aceitação: Cristo Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores, dos quais eu sou o pior. Mas, por isso mesmo alcancei misericórdia, para que em mim, o pior dos pecadores, Cristo Jesus demonstrasse toda a grandeza da sua paciência, usando-me como um exemplo para aqueles que nele haveriam de crer para a vida eterna” (1 Timóteo 1.15-17)
      .
      “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (Provérbios 28.13)
      .
      “Jesus, porém, foi para o monte das Oliveiras. Ao amanhecer ele apareceu novamente no templo, onde todo o povo se
      reuniu ao seu redor, e ele se assentou para ensiná-lo. Os mestres da lei e os fariseus trouxeram-lhe uma mulher
      surpreendida em adultério. Fizeram-na ficar em pé diante de todos e disseram a Jesus: “Mestre, esta mulher foi
      surpreendida em ato de adultério. Na Lei, Moisés nos ordena apedrejar tais mulheres. E o senhor, que diz?” Eles estavam
      usando essa pergunta como armadilha, a fim de terem uma base para acusá-lo. Mas Jesus inclinou-se e começou a escrever no chão com o dedo. Visto que continuavam a interrogá-lo, ele se levantou e lhes disse: “Se algum de vocês estiver sem pecado, seja o primeiro a atirar pedra nela”. Inclinou-se novamente e continuou escrevendo no chão. Os que o ouviram foram saindo, um de cada vez, começando pelos mais velhos. Jesus ficou só, com a mulher em pé diante dele. Então Jesus pôs-se em pé e perguntou-lhe: “Mulher, onde estão eles? Ninguém a condenou?” “Ninguém, Senhor”, disse ela. Declarou Jesus: “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado” (João 8.1-11)
      .
      Um abraço e que Deus abençoe muito a sua vida,
      mz

  141. silvia disse:

    Irmão Maurício, por favor me mande seu e-mail.
    como faço para te pedir orientação sobre meu casamento?
    abraço

    • Olá, Silvia,
      .
      querida irmã, por favor não entenda mal o que vou dizer. Mas eu não dou aconselhamento, pois nem mesmo pastor sou. Sou uma ovelha de Cristo. Recomendaria que você procurasse seu pastor, a pessoa a quem Deus comissionou o pastoreio de tua vida e de tua alma. Tenho certeza que ele poderá lhe aconselhar e orientar, de perto de sob oração. Creia: é o melhor caminho.
      .
      Oro a Deus por ti e peço ao Senhor que ilumine teu pastor para pastoreá-la com sabedoria.
      .
      Um abraço carinhoso, no amor de Deus,
      mz

      • silvia disse:

        Irmão, entendo perfeitamente sua conduta e preocupação. Deus te abençoe grandemente
        com sabedoria e discernimentos das coisas do alto.
        Abraço.

  142. Mara disse:

    Gostaria de conversar com você. Talvez você não tenha tempo, eu entenderei. Mas se acaso possa, entre em contato. Aguardo.

    • Olá, Mara, como vai?
      .
      Não sei exatamente sobre o que você quer falar, mas caso o que você deseja seja aconselhamento sobre a sua vida pessoal, gostaria apenas de pedir sua generosa compreensão para uma postura pessoal minha. Eu não dou aconselhamento, pois nem mesmo pastor sou. Sou uma ovelha de Cristo. Em especial pela internet, que é um meio muito limitado e inapropriado para esse tipo de coisa. Por favor não me entenda mal, mas, se esse é o caso, eu recomendaria que você procurasse seu pastor, a pessoa a quem Deus comissionou o pastoreio de tua vida e de tua alma. Tenho certeza que ele poderá lhe aconselhar e orientar, de perto de sob oração. Já tive experiências no passado desastrosas por ter “aconselhado” irmãos que me pediram conselhos pela web, eu o fiz e, ao final, descobri que havia muitos lados na história que não tinham sido apresentados, o que me fez aconselhar muito mal. Por isso, tenho a postura de não fazer mais isso, mas sim encaminhar os irmãos e irmãs que me pedem isso aos seus pastores, crendo na eficácia do ministério pastoral. Espero que você me entenda e perceba que faço isso por zelo a tua alma.
      .
      Oro a Deus por ti e peço ao Senhor que ilumine teu pastor para pastoreá-la com sabedoria.
      .
      Um abraço fraterno, no amor daquele que não deixa o teu lado um minuto sequer,
      mz

    • silvia disse:

      Mara, é comigo que vc quer falar com com o irmão Maurício?
      meu email é: silviafranzen@hotmail.com

  143. Janete disse:

    Vi um comentário acima sobre divórcio e recasamento, e me identifiquei um pouco; Conheci meu marido sendo ele já crente e divorciado e com um filho (5 anos na época), ele se divorciou quando ainda não era cristão, então nos casamos. Eu não tinha consciência de que isso era pecado, nem mesmo ele, até que um dia nossa liderança nos alertou que se quiséssemos um dia sermos pastores, não poderíamos, por ele ser divorciado. Ele teve medo que o pastor nos fizesse separar para que se casasse novamente com a ex, (mas nosso pastor disse que não tinha mais jeito). E aí, como ficamos diante de Deus, considerando que o que fizemos foi um tempo de ignorância? Será que não temos a bênção de Deus sobre nosso casamento? Casamos em “santidade”, temos dois lindos filhos e estamos juntos há 7 anos, mas não nos damos muito bem, e eu não entendo por quê. O que pode ser?

    • Janete, olá,
      .
      minha irmã, eu não poderia cometer a irresponsabilidade de dizer a você o que fazer a partir de poucas linhas na internet. Seu caso precisa ser visto e analisado com extrema calma e cautela por seus pastores, a quem Deus confiou o pastoreio de sua vida. Recomendo que você os procure, a fim de que considerem sua situação à luz das Escrituras.
      .
      Oro a Deus que abençoe você e toda sua família, com graça e paz.
      .
      No amor de Cristo,
      mz

  144. Janete disse:

    Obrigada. (Meus pastores são um presente de Deus) Já até marcamos um discipulado de casal, pois temos tido alguns atritos. Fique na paz.

  145. fran disse:

    Oi Mauricio. Já pedi a opinião de pastores e irmãos de dentro e fora do ministério que frequento. Mas às vezes sinto o reino de Deus dividido com relação à interpretação da Palavra e todos dizem estar falando da parte de Deus. Isso me deixa confusa, principalmente por ter a impressão de muitos opinarem por conhecerem a fundo minha história. Preciso urgente de sua orientação, pois estou numa batalha espiritual muito grande por conta disso e tenho medo das consequencias. Me divorciei do meu ex-marido estando já na presença de Deus por não suportar mais os problemas com drogas, agressões, ameaças de morte que o mesmo fazia contra mim e contra nossa filha pequena. Eu o amava muito, suportei muitas coisas que muitos talvez não suportassem. Fui roubada por ele diversas vezes, tive que sair com minha filha correndo em delegacias e nada dele melhorar. Sei que a melhora não é de um dia para o outro, mas chegou num extremo que fui orientada a me separar antes que acontecesse uma tragédia. Me separei e continuei na igreja, porém, as noticias dele eram cada vez piores, não apresentando nenhum quadro de melhora. Ficava por meses internado, depois voltava a fazer coisas cada vez mais ruins ligadas ao vicio.Nesse periodo ele ficou por muito tempo me perseguindo, ameaçando, tive que pedir até na justiça que ele se mantivesse a distancia por segurança minha e da nossa filha. Com o passar do tempo e vendo que ele não tinha um pingo de vontade de tentar mudar, me divorciei e fiquei sozinha na igreja por 3 anos. Quando na carência e já desenganada de esperar comecei a me envolver com um rapaz e fui super humilhada na igreja, então disseram que de acordo com a palavra, para meu pecado não ser ainda pior, eu tinha que casar rápido para não me rebelar com Deus. Então casei de novo com apenas poucos meses de relacionamento. Só faltou colocarem um revolver na minha cabeça com tantas pregações, profecias e revelações que davam sinal de que Deus estava me cobrando acertar a vida e casar antes de fornicar. Meu marido é uma pessoa muito boa, mas o fantasma do passado não sai do meu caminho, não consigo me desligar. Tudo que acontece de ruim e de bom na minha vida tenho impressão que é decorrente do meu primeiro casamento. Pastores já me disseram que esse segundo casamento é que é de Deus, por meu marido ser uma pessoa boa e o ex não prestar. Mas sinto uma condenação em minha vida. Estou gravida do segundo casamento e infeliz. não consigo prosesseguir, mesmo sabendo que o ex está ainda fazendo coisas erradas, morando com outra pessoa que tambem está gravida, mas não consigo apagar. O que fazer se para Deus nada é impossivel?
    Me ajude. Grata. Deus abençoe.

    • Fran, olá,
      .
      fico muito triste por saber de tudo isso e peço a Deus que abençoe muito a sua vida.
      .
      Minha irmã, eu não posso te dizer o que fazer, é uma responsabilidade muito grande diante de uma situação tão intrincada e da qual eu sei tão pouco. No entanto, posso fazer um comentário sistêmico a partir do que vejo na Bíblia.
      .
      Por mais difícil que seja, não consigo enxergar base bíblica para o divórcio mediante agressividade de um dos cônjuges. Eu adoraria poder dizer que encontro, para aliviar o fardo de pessoas em situações como a sua, mas não posso inventar o que a Palavra não diz em função do meu senso de justiça. No NT, a orientação que vejo vem dos lábios de Jesus: “Respondeu-lhes Jesus: “Por causa da dureza do vosso coração é que Moisés vos permitiu repudiar vossa mulher; entretanto, não foi assim desde o princípio. Eu, porém, vos digo: quem repudiar sua mulher, não sendo por causa de relações sexuais ilícitas, e casar com outra comete adultério [e o que casar com a repudiada comete adultério]” (Mt 19.8-9). Essa e outras passagens, como Mc 10 e Mt 5, me levam a entender que apenas relações sexuais ilícitas validam o divórcio na nova aliança.
      .
      O argumento de que um casamento não é válido porque um dos cônjuges “não presta” para mim é novidade. Nunca tinha ouvido isso antes. Quem somos nós para julgar o que é de Deus ou não? Imagine o caso de Oseias e Gômer, que era uma devassa. Mas, ainda assim, vimos que o matrimônio deles foi da vontade do Senhor. Além disso, qual é o ser humano que “presta” e qual é o que não? Todos somos depravados e carentes exclusivamente da graça e da misericórdia divina. Não há base bíblica alguma para se afirmar que um casamento realizado por livre vontade dos cônjuges não “é de Deus” com base no comportamento de um deles.
      .
      Se um homem comete um assassinato, por exemplo, e é condenado à prisão perpétua, isso não anula o casamento. A mulher será esposa de um presidiário, não morará com ele, mas não tem base bíblica para se divorciar. Ele segue sendo marido dela, porém atrás das grades. É uma realidade triste, mas não tenho autoridade para criar algo onde a Bíblia não dá brecha para tal.
      .
      Eu ficaria extremamente feliz de poder afirmar que um marido abusivo é biblicamente razão para que a mulher vitimizada se afaste dele. Mas não posso, pois a Palavra não abre essa porta. Por isso, oro a Deus que ilumine sua mente para poder tomar decisões as mais cristãs possível. Peço ao Senhor pela tua felicidade e a de todos os envolvidos, sabendo que a vida eterna é o alvo maior.
      .
      Um abraço carinhoso, na graça desse nosso Deus maravilhoso,
      mz

      • fran disse:

        Obrigada Maurício. Muito forte e muito sério isso. Meu Deus… o que fiz da minha vida?!?! O que fiz com a vida do meu ex-marido, o que fiz da vida do meu atual marido que, por minha culpa, carregará um peso por ter se envolvido com uma mulher na minha situação….o que fiz da vida dos meus filhos…??? Dentro da igreja, ouvindo a Palavra de Deus mas sem discernimento, ouvindo conselhos de condutores cegos… envolvida em minhas fraquezas pela solidão e imaturidade… Meu Deus….o que fiz??? Agradeço. Que Deus abençoe. Mas estou sem chão…. sinto-me como uma pessoa amaldiçoada dentro da igreja…. Ufa… Sem mais. Obrigada.

      • Minha irmã,
        .
        Jesus não veio para amaldiçoar ninguém, mas para nos libertar. Você não deve se crucificar, Cristo já se crucificou por você. Minha sugestão é que você não tome nenhuma decisão precipitada, procure aconselhamento espiritual com algum pastor neutro e siga combatendo o bom combate. Não guie sua vida pelo que um blogueiro como eu escreveu em poucas linhas. Você precisa de um acompanhamento espiritual sério, presencial e que não se concentre em um encontro apenas. Tenho certeza de que Deus tem planos maravilhosos para você. Levante e ande, pois teu caminho será sobremodo longo.
        .
        E nunca se esqueça de que o Senhor é um pai e não um carrasco. A graça dele é incompreensível. Leia o salmo 103 e você verá a essência do nosso Deus. Busque-o em amor e ele te conduzirá.
        .
        Na paz que excede todo entendimento,
        mz

      • silvia disse:

        Irmão Mauricio
        minha dúvida nessa questão é: se o marido cometer adultério, tipo o meu que teve 3 filhos com amante fora do casamento, adultério mais que provado, eu me divorciei dele, a pergunta que não quer calar: eu tenho base bíblica para me casar de novo ou devo permanecer solteira, uma vez que voltar para o ex marido é algo que não depende de mim, perdoado ele está, mas construiu uma nova família e está casado legalmente com a amante da época.
        Muitos pastores dizem que a passagem de Marcos que diz que só em caso de adultério podemos dar carta de divórcio, dizem que não se trata de infidelidade matrimonial e sim fornicação antes do casamento, se o marido descobre que a esposa não era mais virgem no dia do casamento.
        Então o divorcio só vale para essa situação? e a esposa traída precisa conviver com o pecado no sei leito matrimonial, se o marido não se arrepende e deixa do pecado?
        Abraço irmão, sei que esse assunto é polêmico e complexo, mas creio que existe a compreensão certa. Me ajude por favor,

      • Silvia, olá,
        .
        de fato a modernidade trouxe muitas interpretações para as palavras de Jesus. Pelo meu entendimento, a parte traída por um cônjuge que comete adultério está livre para um novo casamento, enquanto o que traiu deve permanecer descasado. A partir do que entendo das Escrituras, se o seu marido a traiu e essa foi a razão do seu divórcio você tem a permissão divina para um novo matrimônio. Mas recomendo enfaticamente que você procure seu pastor e converse com ele, visto que todos os detalhes da situação devem ser muito bem analisados.
        .
        Um abraço carinhoso, na paz de Deus,
        mz

  146. Priscila Gomes disse:

    Oii Amo seus post,sou solteira e me edifico muito lendo e aprendendo com Deus a cada dia sobre meu futuro casamento e outras coisas ,tenho muitas amigas casadas e quando passam por algo difícil eu sempre mando esse e outro links para elas e graça a Deus elas leem e me agradecem depois porque foram edificada.

    • Oi, Priscila,
      .
      muito me honram tuas palavras, e me fazem grato ao Senhor por usar este blog para falar a corações. Me alegro por poder edificar tua vida.
      .
      Que Deus abençoe muito tua vida. No amor de Cristo,
      mz

  147. Paula luiza disse:

    Oi boa tarde!
    estou c meu marido há 7 anos mas casada há 3 anos, mas de 6 anos pra cá só brigamos, e ele fala mtas coisas q machucam mais do que um tapa, e de 2013 p cá as coisas só pioraram, para descansar minha mente resolvi fazer uma viagem , mas p meu azar encontrei um ex namorado meu nessa cidade e ele fik no meu pé e antes de vir embora acabei fikndo com ele, qdo voltei resolvi me separar pq eu n aguentava mais minha situação, até pq tinha cargos n igreja e resolvi entregar por isso. Só que meu marido n kiz separar msm eu dizendo que n tinha mais sentimento por ele, então estamos tentando, mas eu n consigo, fikar bem c ele por saber d meu erro, e n posso cotar p ele pq ele é mto estúpido, não contei p ninguém da minha igreja tbém pq infelizmente as pessoas só sabem julgar .
    Não sei mais o que fazer! se continuo ou se desisto!

    • Paula,
      .
      a primeira coisa que você precisa fazer é conversar com seu pastor. É preciso se abrir com ele, explicar a situação e abrir a ele o seu erro. Sendo ele um homem de Deus, vai acolhê-la, orientá-la e ampará-la.
      .
      Evidentemente, você precisa se arrepender de seu adultério, confessar o pecado a Deus e jamais voltar a repetí-lo. Assim você será perdoada e restaurada.
      .
      Quanto ao seu casamento, ele é um pacto até que a morte os separe. É preciso que você e seu marido se unam em busca da restauração, com transparência e sinceridade. Se for o caso, procurem juntos aconselhamento pastoral. Um bom terapeuta de família também pode ajudá-la muito. O importante é saber que Deus pode restaurar todas as coisas e que, para ele, não existem impossíveis. Se você confiar nessa verdade e fizer a sua parte, tenho certeza que o Senhor agirá em favor de sua família. Lembre-se sempre que o caminho mais fácil geralmente não é o mais bíblico.
      .
      Oro por você e sua família. Que Deus os abençoe muito,
      mz

  148. APSC disse:

    Verdadeiro…porém, triste…vivo esta dor diariamente…e quão amarga e árida a vida se tornou…no auge dos meus 34 anos me sinto uma senhora de 70 sofrida e ressentida…no corpo e na alma…tenho adoecido muito…parei de trabalhar…vivo me arrastando e tomando remédios…certamente casar-se é uma das principais decisões de uma vida. Gostaria que houvesse alguma outra solução ao invés de esperar um milagre, que como vc mesmo disse, não acontecesse facilmente e nem frequentemente…que Deus tenha misericórdia de mim e da minha filha de 4 anos, que tem vivido com uma mãe deprimida e sem vontade de viver…

    • Minha irmã,
      .
      como disse no outro comentário, você precisa de auxilio, amparo e aconselhamento. Procure seu pastor. Não passe por isso em silêncio, o cordão de duas dobras é mais forte. Fale com ele em gabinete e busque auxilio.
      .
      Um abraço carinhoso, no amor de Deis,
      mz

  149. APSC disse:

    Acho muito coerente tudo o que diz em seus artigos. Sinto partirem do entendimento do mesmo Espírito, por isso tenho interesse em saber como interpreta o costume de ver pornografia (sites e filmes) à luz do versículo abaixo.:

    “Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu digo: Qualquer que olhar para uma mulher e desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. Mateus 5:27-28

    Pornografia carateriza adultério?
    Pergunto pois já sofri muito com este tipo de prática por parte do meu marido.
    Descobri um arsenal de imagens e links quando eu compartilhei o mesmo computador com ele durante uma época. Em uma noite chorando mto na presença de Deus comecei a ler a Bíblia e este texto me veio à mão. Fiquei muito em dúvida na época (mesmo sabendo que Deus não é um Deus de confusão e que o ES nos ministra claramente)…nunca compartilhei este dúvida com ninguém…a não ser com meu marido, que na época disse não ter “nada a ver”.
    Nunca busquei os pastores da minha igreja, até certo ponto, para preservar meu marido e a mim também…
    Sei que não deve ser fácil responder a estes questionamentos de forma tão pública, ainda mais sobre temas tão polêmicos e delicados em nosso meio, mas de coração espero que se interesse pela minha dúvida e que busque no Senhor sabedoria e graça para dissertar sobre isto.
    Desde já agradeço,

    • Querida irmã,
      .
      fico muito tocado por essa situação, mas permita-me um comentário.
      .
      Você deve conversar com seriedade com seu marido, pois o consumo de pornografia configura um pecado chamado luxúria (em outras traduções da Bíblia, lascívia). É uma prática escravizante e destrutiva para nossa espiritualidade.
      .
      Um grande erro que você está cometendo é não procurar seu pastor. Se ele não serve para pastorear sua família, para que ele serve? Ele não é só um pregador, é alguém que Deus comissionou para cuidar da alma de vocês. Se ele é um homem de Deus, não há por que “não querer se expor”, ele está ali para isso mesmo. É como estar doente e não querer ir ao medico. Seu pastor pode ajudar muito vocês, se tratá-los com amor, carinho e segundo a Bíblia.
      .
      A luta contra a pornografia não se luta sozinha, em especial no estado de alma em que você se encontra, triste e abatida. E seu marido ainda mais, porque está pecando e não enxerga, ou não quer enxergar. Todo Davi precisa de um Natã, minha irmã.
      .
      Procure seu pastor e ore ao Senhor.
      .
      Peço ao Deus que tudo pode que restaure teu lar e que seu marido seja liberto dessa prática tão danosa. Um abraço carinhoso, no amor de Cristo,
      mz

  150. Alessandra Ortiz disse:

    E nesse caso o que devo fazer: estou conhecendo uma pessoa temente a Deus, cheia de qualidades e que poderia dar certo comigo. Porem nao tenho o mesmo sentimento grandioso e sobrenatural que tenho por uma pessoa que nao é crista, ela nao tem religiao. Ela quer que eu fique com ela, mas apesar de ter esse sentimento enorme, eu nao sei o que fazer, porque a pessoa que estou é maravilhosa mas nao consigo sentir o que sentir pela outra que foi logo de cara. Faz dias que nao durmo por nao saber o que fazer, preciso de ajuda. Obrigada

    • Oi, Alessandra,
      .
      minha irmã, não posso te dizer o que fazer, é uma responsabilidade muito grande interferir na vida das pessoas tendo tão pouca informação. Eu recomendaria que você conversasse com seu pastor.
      .
      No entanto, posso fazer comentários sistêmicos. Essencialmente, casar-se com um nao cristão é uma porta aberta para o distanciamento de Deus. Pense no dia a dia. Nas dores o cônjuge dobrará o joelho junto? Aos domingos você irá sozinha à igreja? E nas demais atividades? Como educarão os filhos, no evangelho? Que valores seu marido passará para eles? Um casamento tem como objetivo conformar as pessoas à imagem de Cristo. Como fazer isso se o cônjuge não teme Cristo? E, claro, se a Bíblia nos manda não nos pormos em jugo desigual com os descrentes, desobedecer esse preceito configura pecado e rebelião contra o Senhor.

      .
      Por outro lado, casar-se com um cristão sem amá-lo, só porque ele é cristão, não faz nenhum sentido e é um passaporte para a infelicidade.
      .
      Procure seu pastor e converse com ele, mana, tenho certeza que ele poderá lhe aconselhar melhor, ok?
      .
      Abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz

  151. reinaldo disse:

    poxa eu to perdido,ja fui instrumentista musical,toquei em algumas bandas,eu odiava quando falava de deus pra min apos ver o sofrimento da minha familia quando estava ainda com 13 anos de idade,meu pai ja perdido sem solução de como fazer para trazer um pouco de feijão e de fuba,para fazer aquele grude que chegou a faltar até o ponto do meu irmão mais cair na bebida por causa do falecimento de sua mulher e meu pai veio a falecer depois de desgosto da vida no dia 23 de dezembro,minha mãe magra,sem forças a nossa casa foi tomada,saimos do estado de miana gerais viemos para o estado de sao paulo,e os nossos propios parentes negaram uma compra por que chamaram eu meus irmãos de vagabundos,e nos nem sabia como fazia para chegar ao centro da cidade,passamos muita fome e meu pai naquela epoca antes de morrer disse com os olhos cheios de lagrimas e disse filho toma conta da sua sua mãe, um dia eu cheguei perto de minha mãe e disse mãe eu vou estudar o ano que vein para eu arrumar um serviço melhor e nois sair daqui pra longe ae veio o mais triste,minha mãe faleceu nos meu braços por que naum aguentava mais os problemas respiratorios,e o mais triste ainda fiquei por que ela morreu,3 dias apos o aniversario do meu irmão e 15 dias antes do meu aniversario,eu até hoje nao compreendo o por que de tudo isso,hoje eu nem casa pra morar eu tenho,a casa que eu moro é alugada,cheio de rachaduras,foi a unica coisa que consegui,por que oque eu ganho é pouco,ae entaum comecei jogar tudo pra cima fazendo oque pode e oque naum pode,so a beira do caminho esperando que esse criador que ele faça oque quizer,apos a morte de minha mãe eu fiz coisas horriveis,so naum matei e robei,prostitui desde com as mais velhas ate as novinhas de raiva odio, era so cair na rede eu tava la se importa com a idade se era de menor ou de maior,e bebia,so naum usei drogas,mas toquei muito rock e cantei muito rock,em bandas alternativas,ae que um dia uma menina de 15 anos mais nova do que eu ela tinha 14 anos pediu pra min ajudar na igreja dela nos louvores e olhar e mostrar como louvar bein,eu so ria e sentia nojo e falava eu nunca tive liberdade e alegria nem nem no meu aniversario e nem num natal ou ano novo,por que razão eu vo ajudar louvar um deus que deus as costas para meu pai e minha mãe que nunca mexeu com a vida de ninguein,eu fala eu to fora,e pensava que porra de vida é essa deus da as estrelas e o sol para uns e outros que se foda,ate que ela começou começou a pegar amizade comigo,ae veio um namoro impossivel,ela com 14 anos e eu com 32,ela me deu carinho atenção,e continuou a pedir vamos na igreja e eu na minha revolta,ate que um dia ela me convenceu e eu fui ajudar esse povo na igreja com musica,ate que um dia me pediram pra ajudar melhor e louvar um hino que se chamava terremoto da eyshila,eu louvei e uma missionaria se levantou e disse por que ainda perde seu tempo o caminho é esse voce vai louvar nesse caminho,ae entaum demorou muito para entender por que ate nos dias hoje naum esqueço oque passei na vida e o sofrimento de meus pais e casa que nos foi tirada e eu aqui ainda correndo o risco dessa casa cair sobre minha cabeça, o namoro acabou mas jesus deixou algo me incomodando dentro do meu coração divido entre a tristeza da vida,e o amor dele,e os sonhos perdidos,e de vez enquando naum sei oque acontece vein a revolta ae eu bebo e continuo como no passado eu pego qualquer garota desde a mais nova ate a mais velha e levo pra cama pra me distrair,e quando vejo uma pessoa no sofrimento eu volto ao passado e fico com odio pra que tanta miseria na vida do ser humano e deus permite tudo isso,queria eu ter poder para matar todos que fazem isso com esse povo,ate mesmo quando passo pelas ruas e vejo os velhinhos idosos e crianças jogadas na rua eu choro de cair lagrimas no meio da rua por que eu naum tenho força nem pra me ajudar eu mesmo como posso fazer pra ajudar essas pessoas,eu gostaria de parar de pecar contra esse deus e gostaria de perguntar a ele por que ele naum levanta desse trono e faz algo,por que isso,hoje a maioria das igrejas é so comercio e competição de espaço,em tudo que se ve é so pedir dinheiro para aumentar obra,e as pessoas continua na miseria,naum to citando a minha,pois a minha idade vai chegar,ainda to nesta situação decadente,pedindo a esse deus misericordia dos meus pecados e me ajuda naum cometer mais pecados,mesmo pela vida maldita que minha familia passou eu naum quero ferir e nem levar a desgraça e nem aproveito da vida de ninguein,ja que eu minha familia naum pode ser feliz eu naum quero ver a infelicidade na vida de ninguein mais meu olhos cansou meu coração naum quer mais esse mal eu luto contra tudo de ruin eu posso oferecer ao meu proximo,um dia minha a amiga casada da congreção disse eu orei pra que deus colocasse alguein na sua vida,e eu respondi a ela,olha eu enquanto tever do jeito que eu to,eu naum quero ninguein perto de min,por que eu naum quero ver ninguein passando todo esse sacrificio e luta comigo,pois somente quando esse deus me ajudar a sair dessa ae eu posso pensar nisso caso ao contrario vou morrer sozinho sem ninguein.se alguein puder me ajudar em oração eu agradeço pois desejo saber quem é deus realmente e oque ele deseja,pois eu sei quem é ele mais oque ele quer,pois ja cheguei fazer oque ele quer mais minha vida nada mudou,e hoje eu to começando a ficar neutro fugindo de coisas erradas e esperando que ele me ajude a despertar e e entender por que tanto sofrimento,pois se iso for uma maldição na familia de gração pra geração entaum eu desconheço esse deus e a semente de incomodo que jesus deixou em min de pensar nele naum vai valer nada,pois se eu abri meu coração,lutei e persisti nas coisas certas durante um bom tempo e nada muda e nem se quiser vejo mover,somente tenho dentro de min a essa semente que se chama jesus cutucando dentro do meu coração,e eu perguntando ao meu coração dividido e minha familia foi massacrada pelo tempo fome e humilhação e morte. – See more at: http://destrave.cancaonova.com/lidar-com-o-sofrimento/#comment-12869

    • VALQUIRIA disse:

      Achei muito legal esse artigo mas gostaria que me respondesse .Moro junto tenho uma filha de 6 anos com meu companheiro mas não me casei,na igreja nem no civil pois ele nunca se interessou.Nunca me senti em casa de verdade,me sentia como se morasse de favor com ele .Vou contar uma historia e queria muito seu conselho espiritual. Quando eu tinha 21 anos conheci um rapaz, comecei a namorar com ele e então ele passou a me levar na igreja, junto dele conheci o AMOR DE DEUS. Éramos um casal de igreja mas brigávamos muito. Mas apesar das brigas amávamos demais um ao outro, e como se nos completássemos. Quando eu era adolescente comecei namorar um rapaz que se tornou uma paixão de adolescente ele era da minha cidade natal. Passei 3 anos sem ver esse rapaz ,quando o vi bateu aquele frio na barriga e fiquei mexida, o relacionamento meu esfriou .Nesse tempo conheci um rapaz que por sinal descobri mais tarde que era casado e eu terminei com meu namorado. Depois de uma semana ele me ligou dizendo que me amava e que havia ficado sabendo do rapaz que eu tinha conhecido Passado 3 meses esse meu ex namorado me procurou dizendo que estava namorando uma moça e que nunca iria me perdoar, foi quando descobri que ele era o amor da minha vida .Pedi perdão mas nada adiantou, sofri demais ,tinha dia que eu ajoelhava em frente ao santíssimo e pedia A deus que tirasse ele do meu coração. Eu sabia que ele também me amava e que não voltava pra mim por orgulho, então decidi tentar esquece-lo. Comecei namorar aquele garoto da adolescência, ele morava em outra cidade, eu em BH. Na hora de dar um passo maior no namoro eu desisti, descobri que não podia forçar um relacionamento sendo que eu amava outra pessoa. Mas já era tarde descobri que estava gravida. Então pensei: pode ser que DEUS esteja me mostrando um novo caminho a seguir. Mesmo amando outro decidi me mudar e assumir o relacionamento, fui em frente, mudei de cidade ”,juntei os panos’ ‘mas sempre com o sentimento pelo ex no meu coração. Ele me adicionava nas redes sociais e me dizia que nunca havia me esquecido, nunca dei chance.
      Sempre quis me casar na igreja, pois me sentia mal com aquela situação, vivendo no pecado, mas no fundo não queria me casar com meu esposo nunca quis .Falava com ele mas ele também não sentia necessidade .Mas agora ,eu revi meu ex-namorado e aquele sentimento de 9 anos atrás esta exatamente do mesmo jeito, então comecei rezar, rezar e rezar, foi quando DEUS tocou no meu coração abandonar vínculos com meu companheiro e que essa vida que eu tenho não é a que DEUS planejou pra mim. Eu me afastei de DEUS quando optei por morar junto com meu companheiro e agora eu sinto no meu coração o desejo de abandonar essa vida velha. Não sei o que fazer, pois peço conselhos e todos dizem que a vontade de DEUS não e a destruição de um casamento, mas sinto como se não fosse casada e não sou feliz, pois me afasto de DEUS. Não sei o que fazer, e quanto mais eu rezo, mais o sentimento de uma mulher pra um homem em relação a meu companheiro se vai. E mais eu penso em meu ex-namorado.

      • Valquíria, olá,
        .
        entendo o teu dilema e me solidarizo contigo. Não posso te dizer o que fazer, seria muita irresponsabilidade minha. Minha recomendação imediata é que procure seu pastor, exponha a ele sua situação e peça aconselhamento. Ele poderá acompanhá-la de perto, entender a situação em mais detalhes e te pastorear de fato. Por aqui não posso fazer isso.
        .
        Hoje em dia, a legislação do brasil reconhece a união estável como casamento. Por esse preceito, você estaria casada com seu companheiro. E, pela Bíblia , somente relações sexuais ilícitas justificam uma separação. Há ainda a formação emocional e psicológica do seu filho, que tem de ser levada em conta. Mas há muito a ser abordado, que não cabe num espaço tão limitado como a internet.
        .
        Procure seu pastor, Valquíria, e ele poderá lhe dar o melhor aconselhamento.
        .
        Um abraço, na paz de. Deus,
        mz

    • Maria, olá,
      .
      fico feliz de ver você se dedicar a pensar no próximo, o que mostra teu coração bondoso.
      .
      Eu não posso dizer se há ou não amor, não os conheço nem conversei com eles. Pelo que você descreve me parece haver problemas. Minha sugestão a eles é que procurem aconselhamento pastoral e matrimonial antes de pensar em formalizar o casamento, para que entendam tudo o que está envolvido num matrimônio. Uma união dessas não é brincadeira e não pode ocorrer porque alguém tem uma casa bonita ou algo assim. Eles precisam buscar orientação pré-matrimonial, para estar bem conscientes do que estão fazendo.
      .
      Espero ter ajudado.
      .
      Um abraço pra ti, que Deus siga florescendo em teu coração a preocupação com o próximo,
      mz

    • Maria disse:

      Agradeço pela atenção e orientação. Queria pedir só um favor apagar esse meu post, porque fico com receio de alguém identifica lo pela história. Mais uma vez obrigada.

  152. Laísa disse:

    A paz irmão….
    Talvez eu tenha casado errado e hoje enfrento uma separação. Ontem dia 21/02 meu esposo saiu de casa pela 3º vez, fui em um culto e Deus me disse q tinha feito uma escolha errada, por isso pagava um preço por essa escolha. Ai me perguntei a Deus? devo me separar do meu esposo então? é essa a tua vontade? Na oração final ele começou a orar pelas familias e me chamou e orou por mim. E disse q tudo q estava passando era permissão de Deus pois ele precisava de mim para fazer a obra. E q Deus a partir daquele dia Deus estava mudando a historia do meu casamento. E q meu casamento ia durar 1 mes e meio e iria acabar. Mas Deus estava mudando a minha historia pois tinha me colocado na presença de Deus para realizar a obra q ele tinha em minha vida.
    Mas a questão é a seguinte. Hoje meu esposo fala que não me ama e não tem intenção de voltar para nossa casa, sei q posso ter tomado uma decisão errada em minha vida mais não quero me separar do meu esposo, estou a 5 meses orando para Deus restaurar meu casamento. Amo meu esposo, não quero ser uma mulher divorciada, separada, ter um segundo casamento.
    Me ajude a orar para entender as vontades de Deus na minha vida. Amo meu esposo e não quero me divorciar! E lendo esse post me deparo com a vontade do senhor. DEUS ODEIa O DIVORCIO e eu não quero me separar! Penso q se fosse da vontade de Deus ele ja teria tirado esse sentimento de mim. Me de um conselho e me ajude a orar. Valter e Laísa

    • Olá, Laísa,
      .
      fico muito triste por saber da decisão de seu marido.
      .
      Olha… me perdoe, mas alguém dizer que Deus está promovendo um divórcio para que um dos cônjuges faça a sua obra é a coisa mais antibíblica que já ouvi. Biblicamente, a família vem em primeiro lugar, antes da obra de Deus. O Senhor jamais destruirá uma família para realizar seus propósitos na terra, isso é absurdo. Recomendo que você julgue com muito critério essas “profecias”, pois elas contradizem o ponto número um nos quesitos de julgamento profético: concordância com as Escrituras. Uma profecia que diz que é da vontade de Deus que um casamento se desfaça não está de acordo com a Bíblia. Logo, eu desconfio totalmente.
      .
      Meu conselho é: lute pelo seu casamento – em oração, em palavra e em ação. E não escute essas vozes que te conduzem ao divórcio.
      .
      Na proxima 5a feira postarei um texto sobre o assunto, seria interessante você ler.
      .
      Em oração por sua família,
      mz

  153. Amanda Barata disse:

    Decide-se amar também; Vi vários casos de mulheres e homens que decidiram amar seus cônjuges, olharam para suas qualidade mais do que para os defeitos. Acredito que o amor pode surgir, sim. Assim como o amor surge antes do casamento, pode surgir a qualquer momento da vida. Oras, teria o amor um tempo certo para nascer? Não estou aqui afirmando que por isso todo mundo deve casar sem amor. Acredito piamente como vc disse, que para casar, deve haver amor. Como alguém vai ter relação sexual com outra pessoa por puro prazer, sem amor? Isso pra mim é nojento. Mas não é pq vc não ama uma pessoa que vc não poderá amá-la. Vi alguns casos de sucesso. Joelho no chão, oração e decisão.

  154. Henrique disse:

    E no meu caso como fico: Flagrei minha esposa em conversas libidinosas, dizendo queria ate beijo do cara abaixo do umbigo dela, dizer q ele é lindo e outros elogios. Detalhe: O cara e presbitero da igreja. E agora? Nao tenho motivo para me divorciar nao? Nao e infidelidade? Gostaria Mauricio que me respondesse no meu e-mail. Grato.

    • Olá, Henrique,
      .
      meu irmão, segundo Cristo, as “relações sexuais ilícitas” são a única exceção para o divórcio.
      .
      No entanto, entre haver uma exceção e ela ser a vontade de Deus, há uma enorme distância. Deus permitiu, por exemplo, a poligamia, mas essa não era sua vontade. Permitiu que a humanidade pecasse, mas essa não era sua vontade. .
      .
      Lembre-se que o perdão é a essência de Deus. E que ele afirma que aqueles que não perdoarem quem lhes ofendeu não terão suas ofensas perdoadas pelo Senhor.
      .
      Eu recomendaria que você lesse o post que publiquei ontem no meu blog, intitulado “Meu casamento não tem jeito, devo me divorciar?”. O link é http://apenas1.wordpress.com/2014/02/27/meu-casamento-nao-tem-jeito-devo-me-divorciar/
      .
      Espero que esse texto te esclareça caminhos.
      .
      Oro por ti e pela tua esposa. Que Deus revigore teu lar e dê paz a tua família. Um abraço fraterno, no amor do Onipotente,
      mz

  155. PR LUIZ disse:

    SEM DUVIDA É UM DILEMA , VOCE CASAR E VIVER A DOIS, TEM QUE GOSTAR TEM QUE RESPEITAR, TEM QUE AMAR E AMAR A DEUS SOBRE TODAS AS COISAS

  156. Leticia disse:

    Olha amigo, só sei dizer que pimenta nos olhos dos outros é refresco. Quer dizer então que na sua opinião a bíblia diz que é melhor chegar às últimas consequências na infelicidade do que divorciar-se?
    Outra coisa, o que você acha? repudiar e divorciar é a mesma coisa? Porque a bíblia cita as duas coisas no mesmo texto, O Sr. Jesus fala do repúdio e do divorcio e se refere ao repúdio por qualquer motivo como sendo pecado porque não se referiu também nesses termos ao divórcio. Precisamos estudar melhor as escrituras e pedir ao SR. Jesus que nos ilumine no entendimento. A paz!!

    • Caríssima Leticia,
      .
      não, minha irmã, na minha opinião a Bíblia diz que se deve chegar às últimas consequências da fidelidade a Deus.
      .
      Conheço bastante bem a teoria que você levantou, do termo grego “apoluo”. Se você for estudar bem as Escrituras, como você mesma propôs, descobrirá que essa ideia é uma teoria não comprovada historicamente. Assim, a ideia de que repúdio e divórcio seriam dois conceitos em que se aceita o rompimento dos laços por um meio mas não por outro é defendido por alguns acadêmicos e repudiado por outros. Não é uma unanimidade. Mas certamente você sabe disso.
      .
      Ao contrário do que você disse, não penso que “pimenta nos olhos dos outros é refresco”. Se tiver interesse em saber no que de fato acredito, recomendaria que lesse este texto:
      http://apenas1.wordpress.com/2014/02/27/meu-casamento-nao-tem-jeito-devo-me-divorciar/
      .
      Um abraço, Deus a abençoe,
      mz

  157. jeniffer disse:

    irmão eu me casei, depois eu e meu esposo nós batizamos, só que ele caio em tentação adulterou pior em um puteiro 2 vezes , ele nem fez questão que eu perdoasse praticamente me humilhei pois tenho uma filha de 1 aninho e por aparência também com medo da sociedade , minha mãe como serva de Deus me orientou mas foi fraca e perdoei , mas hoje vejo que não valeu a pena ela só me humilha faz questão de dinheiro nem para o aniversário da filha dela faz questão de ajudar e pagar meu convenio pois preciso ele sabe que sinto dores fortes e o convenio é importante e é apenas um mês que ele vai pagar, irmão quero me separar parece que Deus esta me dando forças para tomar esse decisão , só fala palavrão não é carinhoso é um ótimo pai , mas como marido estou infeliz as vezes quero só chorar de decepção tenho 20 anos e estou sofrendo demais amanhã busco a palavra e vou pedir conselhos para os irmão pois estou no meu limite vale a pena viver de aparência ser humilhada ele era um príncipe quando nós casamos falou que era fiel pior sabia a palavra de DEUS e fez isso comigo sempre eu ajudo ele e minha família mas nunca reconhece so pensa nele mas fica a pergunta posso pedir o divorcio mesmo que perdoei ele antes me ajude

    • Jeniffer, olá,
      .
      que lamentável que isso esteja acontecendo, minha irmã. Fico triste por você e ainda mais pelo teu marido, que não sabe o quanto vai lhe custar essa postura.
      .
      Querida, quem sou eu para te dizer o que fazer. Eu recomendaria que você procurasse seu pastor e conversasse com ele. Deus o preparou para apascentar sua vida, por aconselhamento, intercessão e apoio. Busque ao Senhor em primeiro lugar e, em paralelo, ao seu pastor. É uma história dura e dificil, não posso te dizer o que fazer por internet, seria brincar com tua vida. E não posso ser irresponsável a esse ponto.
      .
      Se ajudar, eu recomendaria a leitura deste texto: http://apenas1.wordpress.com/2014/02/27/meu-casamento-nao-tem-jeito-devo-me-divorciar/
      .
      Oro por ti, teu marido, tua familia. Receba meu carinho e minha solidariedade. Peço a Deus que ilumine tuas decisões e encha teu coração de paz. Converse com seu pastor.
      .
      Um abraço carinhoso, na paz de Deus,
      mz

  158. jeniffer disse:

    quero fazer tudo pela palavra , Deus em primeiro lugar me ajude !

  159. silvia disse:

    Ir. Mauricio, a Paz do Senhor sobre sua igreja.
    Uma dúvida sobre repudio.
    Como comentei outro dia, meu marido, pai de meus dois filhos, cometeu adultérios vários anos, inclusive teve 3 filhos fora do casamento, me divorciei dele, e depois de 10 anos me casei novamente
    (hoje tenho o entendimento que não deveria ter me casado deveria ter me feito eunuca, por causa do reino) fiquei casada 5 anos com o segundo esposo, um senhor de idade, e achei que estava me casando com um homem de Deus e pela vontade de Deus (ledo engano), fui muito traída com garotas de programa e como sofri muito com meu primeiro esposo com traições, e agora acontecendo novamente, levei por cinco anos meu casamento aos trancos e barrancos, e como acabou ficando insustentável nosso relacionamento por conta das traições e mentiras, e discussões, ele acabou indo embora sem me avisar, fazem hoje 1 ano e 5 meses que foi embora para outro estado e tenho ligado, mandado e-mail, pedindo para ele voltar para conversarmos ou fazer o divórcio, mas ele só promete e nunca vem. Nessa caso a minha dúvida é: devo fazer o divorcio ou deixar como está?
    em caso de repúdio, se fizer o divórcio estarei pecando ou tenho base bíblica para o fazer?
    Sei que o irmão vai dizer para eu procurar o meu pastor e etc…. Creio que o pastor ungido por Deus pode estar preparado para aconselhar, mas hoje em dia, tem tantos pastores com títulos e graduação que não tem condições disso, se puder me ajudar fico agradecida.
    Que a paz do senhor seja com o irmãos e toda a igreja de Cristo.

    • Olá, Silvia,
      .
      fico muito triste por tudo o que aconteceu e está acontecendo. De fato, você tem razão, minha recomendação é que você procure seu pastor. Mas não um qualquer: o seu pastor. Se você congrega numa igreja é porque confia que seus líderes espirituais estão capacitados para orientá-la biblicamente e assim devem fazer. Nem mesmo sei se posso te orientar melhor do que ele, até porque uma situação como a sua não pode receber aconselhamento por e-mail, sem uma profunda e calma análise de toda a sua história. Você precisa conversar com seu pastor, pessoalmente e com todos os detalhes possíveis.
      .
      Se o seu segundo marido pecou por práticas sexuais ilícitas, biblicamente você tem base para o divórcio.
      .
      Quanto a ele partir, 1Co 7.10-16 diz: “Aos casados dou este mandamento, não eu, mas o Senhor: Que a esposa não se separe do seu marido. 11 Mas, se o fizer,
      que permaneça sem se casar ou, então, reconcilie-se com o seu marido. E o marido não se divorcie da sua mulher.
      12 Aos outros, eu mesmo digo isto, não o Senhor: Se um irmão tem mulher descrente, e ela se dispõe a viver com ele, não
      se divorcie dela. 13 E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele. 14 Pois o
      marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não
      fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos.
      15 Todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica debaixo de servidão; Deus
      nos chamou para vivermos em paz. 16 Você, mulher, como sabe se salvará seu marido? Ou você, marido, como sabe se
      salvará sua mulher?”
      .
      Peço que compreenda que não “presto aconselhamento” por zelo a sua alma e por respeito a sua liderança. Seria irresponsabilidade minha fazê-lo e não posso correr o risco de te prejudicar.
      .
      Oro por ti, na certeza de que em Cristo você encontrará as respostas de que precisa.
      .
      Um abraço carinhoso, na paz que excede todo entendimento,
      mz

  160. silvia disse:

    Obrigada irmão, sempre com carinho, nunca deixa de responder.
    Vou buscar em Deus as respostas.

  161. Fábio disse:

    o maurcio a paz de DEUS minha esposa quer separar de mim sou casado a 7 anos toco viloljno na igreja e ela disse que simplismente não me ama mais sem traiçao sem nada ela pediu o divorcio como eu fico nessa situação em relação a tocar na igreja e a outro casamento?????

    • Olá, Fabio,
      .
      mano, fico muito triste com isso. Sobre tocar na igreja… siga tocando! Continue prestando seu louvor a Deus sem nenhuma interrupção, de forma alguma o pecado de sua esposa desqualifica você para o culto a Deus.
      .
      Sobre outro casamento, 1Coríntios 7 fala sobre isso: “Aos casados dou este mandamento, não eu, mas o Senhor: Que a esposa não se separe do seu marido. 11 Mas, se o fizer, que permaneça sem se casar ou, então, reconcilie-se com o seu marido. E o marido não se divorcie da sua mulher. 12 Aos outros, eu mesmo digo isto, não o Senhor: Se um irmão tem mulher descrente, e ela se dispõe a viver com ele, não se divorcie dela. 13 E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele. 14 Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos. 15 Todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica debaixo de servidão; Deus nos chamou para vivermos em paz. 16 Você, mulher, como sabe se salvará seu marido? Ou você, marido, como sabe se salvará sua mulher?”.
      .
      Pelo meu entendimento, se uma esposa agiu como descrente e pediu a separação, “que se separe”. Como Paulo diz, você não fica “debaixo de servidão”. Mas, a esse respeito, entendo que você deve procurar seu pastor e conversar com ele, que certamente vai orientá-lo segundo a doutrina da igreja em que você congrega.
      .
      Oro por ti, mano, e peço a Deus que restaure seu casamento e dê paz a você e sua esposa. Um abraço, no amor de Cristo,
      mz

  162. SELMA disse:

    JESUS NOS DEIXOU UM OUTRO MANDAMENTO EM MARCOS 12:31″AMARAS AO TEU PROXIMO COMO A TI MESMO. NAO HA OUTRO MANDAMENTO MAIOR DO QUE ESTE” ORA SE ELE DISSE ISSO LOGO SE NAO AMAMOS DESOBECEMOS E ASSIM ESTAMOS PECANDO ELE DISSE PROXIMO, E PROXIMO PODE SER QUALQUER PESSOA MARIDO, VIZINHO, INIMIGO, DESCONHECIDO ETC… ENTÃO LOGO AMAR TORNA – SE UMA ESCOLHA PARA AQUELES QUE VERDADEIRAMENTE ACEITAM E OBEDECEM OS MANDAMENTO DIZ AINDA A PALAVRA QUE “TUDO COOPERA PARA O BEM DAQUELES QUE AMAM A DEUS” LOGO APRENDEMOS A AMAR SIM; O QUE AS PESSOAS QUEREM E VIVER PAIXÕES AVASSALADORAS SONHAM E SUSPIRAM COM ISSO CONTOS DE FADAS ISSO EH COISA DO MUNDO A VERDADEIRA PAZ ALEGRIA E AMOR VEM DO SENHOR PESSOAS QUE VIVEM ASSIM AINDA NAO SE APROFUNDARAM AINDA SE CONTAMINAM COM AS COISAS DO MUNDO LOGO DÃO BRECHA AO INIMIGO DE NOSSAS ALMAS A MAIOR BATALHA EH EM NOSSAS MENTES TEMOS NOS VESTIR COM ARMADURA DE DEUS PARA PROTEGER MENTE E CORAÇÃO. ELE CRIOU ADÃO E EVA E NÃO DISSE SE AMEM, MAS ELE MOSTRA EM SUA PALAVRA QUE O AMOR E COMO FE E DOM DE DEUS, AMAR MINHA MÃE EH FÁCIL, MAS E MEU INIMIGO? TEM QUE SER DOM DE DEUS. PAIXÃO EH PASSAGEIRA AMOR EH ETERNO POR ISSO DEUS EH AMOR.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s