Casamento sem amor entre cristãos

Publicado: 15/02/2012 em Amor, Espiritualidade, , Felicidade, Pecado, Relacionamento, Sofrimento, Solidão

Muitos amigos do APENAS constantemente me pedem para escrever sobre os mais variados assuntos. Os três mais pedidos sem dúvida são dízimo, prosperidade e amor. Sobre o dízimo já aviso que estou escrevendo um post enorme sobre isso. Mas como vivemos numa época em que muitos líderes-celebridades (geralmente desigrejados ou emergentes) equivocadamente estão ensinando que não é preciso mais praticar esse ato milenar e muitos estão realemte acreditando nisso, é preciso escrever de forma muito bem alicerçada na Bíblia. Sobre a falsa prosperidade, escrevi o post “A Demonologia da Prosperidade“, que trata da Teologia da Prosperidade a fundo. E para quem me pergunta sobre qual é a verdadeira prosperidade do cristão eu sempre recomendo que leia um pocket book que esgota o assunto: “Prosperidade” (custa só R$ 4,90). Tudo o que eu poderia dizer está ali, então me sentiria redundante de abordar o tema aqui. E sobre o amor, a causa é o post “Solitários, carentes e infelizes“, que levou e ainda leva  uma enorme quantidade de pessoas a me escrever pelos comentários aqui do APENAS, pelo twitter e até por e-mail contando experiências desastrosas e muito tristes em suas vidas matrimoniais. São muitos e muitos casos de pessoas que casaram por razões erradas e agora vivem vidas infelizes, para não dizer miseráveis. Houve até quem tentasse o suicídio. Por isso, sendo um dos três assuntos mais levantados,  retorno a ele, sem o objetivo de ferir qualquer sensibilidade, mas sim edificar, exortar e consolar.

A verdade é que o amor existe desde a eternidade. A Bíblia diz que “Deus é amor”, portanto a Trindade convive em amor desde sempre. Isso faz dele um dos sustentáculos da existência, sem o qual nada haveria. O Filho ama o Pai, o Pai ama o Filho. Ambos amam o Santo Espírito, que os ama em retorno. E é um amor perfeito. Portanto, quando Gênesis relata a conferência santa em que o Criador, no ato da criação, diz “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança” (Gn 1.26a), o que as três pessoas que formam o Deus Uno estão praticando é um enorme ato de amor: criar um ser que replique, mesmo que de modo imperfeito, aquilo que elas já viviam desde a eternidade. Logo, quando eu e você amamos, simplesmente estamos reproduzindo uma sombra daquilo que o Altíssimo faz com toda perfeição desde sempre.

Embora muitos não saibam, a famosa passagem de 1 Coríntios 13 não fala do amor humano, mas do ágape, que no grego se refere ao amor divino. Aquilo que ali está escrito simplesmente é inaplicável em sua plenitude num relacionamento humano, por mais que um casal se ame ao extremo. Só que, como fomos criados para imitar ou no mínimo nos esforçarmos ao máximo para mimetizar o que é de Deus (isso está claro ao lermos Jesus dizer “Sede vós pois perfeitos, como é perfeito o vosso Pai que está nos céus – Mt 5.48 – e Paulo afirmar “Tornem-se meus imitadores, como eu o sou de Cristo – 1 Co 11.1), podemos dizer que o amor de 1 Coríntios 13 é o alvo para os que amam, é nosso ideal utópico – por perfeito que é. Então é bonito que se refira a essa passagem num casamento, por exemplo, como o exemplo máximo do amor que nunca conseguiremos viver mas que devemos perseguir a todo custo. Pois há beleza e propósito na utopia.

A Trindade se ama pelas razões certas, por o amor de cada uma das três pessoas está tão entranhado que seria impossível dividir essas três entidades. Por isso são três mas são um: nesse mistério indecifrável para a limitada mente humana, fica claro que o perfeito amor entre Pai, Filho e Espírito Santo torna totalmente impossível que se afastem ou se separem, pois se amam tanto que sua unidade é absoluta e irremovível . Veja as palavras do Pai no batismo do Filho em Mt 3.17: “Este é o meu Filho AMADO, em quem me agrado”. E nesse momento em que o amor é declarado, quem aparece na forma de uma pomba, pousando sobre Ele e, assim, chancelando esse amor? O Espírito de Amor (Rm 15.30; Gl 5.22).

E nós, reles humanos errantes?

Aqui descemos do campo da realidade celestial perfeita para a difícil e imperfeita esfera humana. Botamos os pés no chão. Pois a verdade é que vivemos enfiando os pés pelas mãos. Conhecemos e praticamos um amor equivocado, cheio de falhas. Se nosso amor tomasse forma de uma ave provavelmente não seria uma pomba, mas uma ave de rapina, de tão imperfeito que é se comparado ao ágape divino. Deus criou um modelo perfeito para o relacionamento entre homem e mulher. Mas muitos não o praticam por suas próprias teimosias, por sua concupiscência ou por pressão externa. E isso é apenas um reflexo de nossa forma errada de amar: queremos viver o amor ao nosso modo e não ao modo de Deus. E aí começa toda a enxurrada de erros que nos distanciam do Senhor, nos tornam equivocados e provocam tristeza e infelicidade em milhares de cristãos dentro de seus casamentos. Por fim, isso resulta numa vida de melancolia e frustração e, frequentemente, em adultérios e divórcios.

Dentre todos os relatos que chegaram até mim, as principais causas que levaram cristãos a casamentos infelizes estão o medo da solidão, a idéia de que “está passando da idade de casar”, a vontade de ter filhos e o aspecto estético ou moral do outro. Vamos então falar um pouco sobre cada um desses aspectos à luz do amor ideal, que é o da Trindade.

Os 4 erros principais

O primeiro erro que leva cristãos a serem infelizes em seus casamentos é a escolha do cônjuge por questões estéticas ou pelo fato de ele (ou ela) apresentar pequenas boas qualidades.  Esses, na verdade, não se casam com uma pessoa, mas com uma aparência ou com um bom caráter.  Errado.  “Ela era linda!”, costumam dizer os homens. “Eu queria me casar com um cristão, ele, dos solteiros da igreja, me parecia o mais espiritual, o mais legal, o que mais me agradava… aí eu casei com ele”. Pobres almas.  Essa é a razão mais distante do ideal divino. Deus é espírito. Ele é incorpóreo. E, na encarnação do Verbo, Isaías 53.2b fala a respeito de Jesus que “Ele não tinha qualquer beleza ou majestade que nos atraísse, nada havia em sua aparência para que o desejássemos.”. Logo, o amor entre os membros da Trindade jamais pode ser atribuído a qualidades físicas ou estéticas, nem a “ser alguém legal”.

Mas, isso sim, à essência, ao conteúdo, ao que há de mais profundo em cada pessoa da Trindade. O Pai ama o Filho por quem Ele é. E vice-versa. Eu Sou, apresenta-se a Moisés. O Espirito Santo é. Sua essência é pura como uma pomba branca. A essência de toda a divindade, seu conteúdo, seu interior… é isso que faz dela uma unidade em amor. Não é a beleza de um homem nu, cuspido, sanguinolento e desfigurado numa cruz que faz o Pai ou o Espírito amá-lo, pois aquele feito maldição pendurado no madeiro era alguém com substância e solidez, digno de amar e ser amado. Tanto que em Apocalipse só Ele é digno de abrir os selos. Jesus continua sendo amado de eternidade a eternidade: após sua ascenção e glorificação, onde Estevão o vê na hora de seu apedrejamento? Junto ao Pai amado. Por isso, uma pessoa casar-se pelo físico é entrar pela contramão do que motiva o amor divino. Casar porque “ele é um cara legal” é infringir essa verdade básica. E com isso pecam. E se condenam à infelicidade, pois beleza e gentileza mudam com o tempo. Essência não.

Outros cristãos se casam para realizar o sonho de ter filhos. Errado. Biblicamente, o filho é a consequência do amor entre um homem e um mulher e gerar um filho jamais pode ser a causa de uma união. É uma inversão biblicamente absurda. Isso é  como se a Trindade se amasse apenas para que nós existíssemos. O que é, por isso mesmo, um pensamento herético. Como se a humanidade fosse a razão de a Trindade existir. Na verdade, unir-se a alguém apenas para ter um filho é uma subversão da essência e da razão do amor e uma afronta à essência de Deus. É virar ao avesso o que significa ter sido criado à imagem e semelhança do Todo-Poderoso. Mas muitos fazem isso. E, como rompem a ordem humana que mimetiza a divina, atraem para si deformidade espiritual. E com isso pecam.

Alguns cristãos se casam porque acham que estão passando da idade. Errado. O amor divino ignora o tempo, por ser eterno. Não teve começo nem terá fim. O importante então não é o “quando”, mas o “com quem”.  Isso é absolutamente elementar na Bíblia mas, infelizmente, nossa sociedade mundana alterou esses valores – que invadiram o pensamento nas igrejas. O relacionamento motivado pelo tempo, quando aplicado à humanidade, torna-se uma sublevação contra o que é relevante para a divindade. No batismo de Jesus, o Pai não diz que João Batista é seu filho amado. Ele aponta o verdadeiro amado. Logo, biblicamente importa a pessoa, se queremos amar nos moldes que o Senhor estabeleceu, enquanto o tempo é irrelevante. Por isso que casar-se porque se está “passando da idade” ou “ficando para titia” é uma aberração bíblica e as igrejas deveriam urgentemente parar de pressionar seus membros a casar cedo – mas sim ensinar a casar certo. Pois casar devido ao tempo e não à pessoa é pecado.

Por fim há os que casam com medo da solidão. Errado. Maridos e esposas não são damas de companhia. São pessoas que se fundirão e se tornarão um só, mais uma vez repetindo o padrão divino de pessoas distintas que se tornam um Uno. O amor entre Pai, Filho e Espírito Santo há porque sao pessoas que se amam. Parece redundante? E é. Não eram três pessoas distintas que vagavam pelo espaço solitárias e por isso resolveram se unir. Não. A essência dos três é igual. Os atributos dos três sao os mesmos. Todos são onipotentes, oniscientes, onipresentes, justiça, santidade.

Do mesmo modo, na nossa cópia imperfeita e humana dessa relação devemos nos unir somente e tão somente a alguém que nos complete em essência, cujo espirito se funda ao nosso, que  nos faça plenos. Casar com medo da solidão é não compreender que o amor divino vive justamente devido a essa compleitude e não o contrário. A Trindade não existe para realizar a compleitude e assim aplacar a solidão, mas, por ser amor, a solidão deixa de existir. É justamente o inverso.

Quando Jesus brada ao Pai na Cruz perguntando: “Por que me abandonaste?!” foi claramente uma expressão de saudade do Ser amado e jamais um grito desesperado de alguém solitário. O Filho sabia com toda certeza que o Pai estava ali e que Ele não tinha sido abandonado. E eu provo: quais são suas últimas palavras? “Pai, em tuas mãos entrego meu Espirito”. Ora, se Jesus achasse que tinha sido abandonado não conversaria com o Pai – logo, o Cristo sabia que não estava só. Seu brado era puramente de saudade. Saudade de quem se ama.

Portanto, nós, humanos, nunca devemos nos casar pela razão errada do medo da solidão, mas única e exclusivamente por sentirmos uma saudade tão avassaladora da pessoa amada que nos sentimos abandonadas quando ela não está por perto. Isso é amor. E negligenciar isso… é pecado.

Palavras finais

Muitos e muitos relatos chegam a mim de cristãos infelizes em suas vidas matrimoniais. Casaram-se por diversos motivos errados. Há ainda os que já namoravam há muito tempo e tiveram de decidir se casar ou se separar; os que tiveram relações sexuais e engravidaram, sendo forçados pelas famílias a se casar; os que casaram para não se abrasar… enfim, há uma grande gama de razões que levam os cristãos a se casarem pelos motivos errados. Procurei abordar aqui as quatro que são mais frequentes de acordo com o que chega até mim da parte de irmãos muitas vezes desesperados por não saberem o que fazer. E eu sempre desaconselho o divórcio, pois “Deus odeia o divórcio” (Ml 2.16).

Para os que já vivem casamentos infelizes, acnselho a que busquem na oração e na graça de Deus o alento para suas feridas. E meu conselho principal fica então para os que ainda não se casaram: só se case pelas razões certas. Siga o exemplo da Santíssima Trindade, que é amor, é una em amor e a partir de cuja imagem e semelhança fomos criados. Portanto, a Trindade é o nosso modelo e exemplo. Seguir qualquer caminho no âmbito do amor que não esteja de acordo com o padrão da Trindade representa desobediência a Deus. E desobediência a Deus é sinônimo de pecado.

Portanto, um cristão se casar pelas razões erradas representa a certeza da infelicidade no futuro e, mais do que isso, representa uma vida de mentiras e pecado. Seja cristão não apenas de boca. Aja como tal e ame como tal. Ou seja: como Deus ama.

Paz a todos vocês que estão em Cristo,
Mauricio
.

About these ads
comentários
  1. marcojuric disse:

    Bom dia Zágari!

    Concordo 100% com o que você escreveu!
    Como tenho alguns amigos em situações adversas em seus casamentos, destaco a frase:
    “E eu sempre desaconselho o divórcio, pois “Deus odeia o divórcio” (Ml 2.16).”
    Estava mesmo querendo “ouvir” o seu posicionamento em relação ao divórcio, mesmo tendo certeza que é esse que declarou…rsssssss.

    God bless you!!!!!!!!!

    Marco Tullio

  2. camila disse:

    Realmente não é fácil ter que continuar um erro… (foi o que eu fiz, me casando)
    O que posso fazer é buscar à Deus para diminuir a minha infelicidade.. pois meu casamento só me trouxe tristeza.. e não poderei ter filhos com uma pessoa que não amo..

    • Minha irmã,
      Choro com você. Imagino o que vc vive e sei que há pouco a fazer. Mas Jesus traz consolo e paz. Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle e o mais Ele fará. Lança sobre ele as tuas ansiedades.
      É duro, eu sei. Mas não abaixe a cabeça. Deus é contigo.
      Te abraço, em solidariedade e afeto.

      No amor do Mestre.

  3. Lelê (Alessandra) disse:

    Mauricio,
    Todas as vezes que vc aborda esse tema minhas pernas ficam bambas. Mais depois que leio e releio há um alívio em minha alma por saber que a minha longa espera não é em vão.
    Por mais que TODAS as pessoas digam pra mim que o meu tempo já passou, que nunca eu vou casar, que de tanto escolher essa pessoa não chega!
    E a cada leitura das suas palavras eu tenho mais certeza de que esse homem chega e se não vier, melhor eu estarei só do que fadada a infelicidade até o fim dos meuis dias.
    UFA!!! Que alívio! Como é bom não carregar essa culpa nem essa amargura de dizer eu fui precipitada!
    Eu preciso desse estímulo sempre, pq a “espera” além de cansativa, é fatigante e desestimulante! Mas continuo firme e assim ficarei até Deus determinar o fim dessa espera!
    O curioso é quando estou me sentindo mais fragilizada a sua mensagem chega como um bálsamo.

    Obrigada meu Deus pela vida dessa família que eu tanto amo e só me abençoa!
    Um abraço bem apertado para as suas duas jóias e pra vc!

  4. Amanda Melo disse:

    A Paz do Senhor irmão Maurício, é verdade tam tantos irmãos que sofrem em seus casamentos, seja por que não sentem mais amor pelos seus conjugues (isso acontece muito), ou por que hoje enxergam que não esperaram no Senhor, sem falar nos que estão separados, pagando um preço por ter permitido um julgo desigual, lutando pela reconstrução dos seus lares.
    Ahhh meu irmão só sabe o peso dessa cruz quem a carrega, mas louvo à Deus por essa reflexão, pois mais do que nunca para quem já errou, o que resta realmente é a Oração e a Graça de Deus e principalmente a missão de alertar aos outros de que obedecer é melhor que sacrificar!
    Para o mundo a solução dos problemas é descartar aquilo que já não o interessa mais, ou desistir daquilo que lhe “traz problemas, ou desilusões”…mas para nós Cristãos, como Jesus disse em Marcos 8:34, que possamos cada um pegar a nossa cruz e O seguir…Ele não nos mandou largar a cruz e nem prometeu que neste mundo vamos ser completamente felizes, bem casados, realizados em todas as areas da nossa vida… como muitos cristão pensam.
    Pelo contrário, Ele nos lembra, que neste mundo nós teremos aflições mas que devemos ter ânimo… nos lembra que devemos suportar com paciência no Senhor….enfim aguardar o nosso Redentor, pois Ele vive e por fim se levantará e virá em nosso favor. Aleluia! Ele é a nossa esperança!

    Que Deus continue a te abençoar e que o irmão possa ser usado cada vez mais para o Reino!

    Abraço,

    Amanda Melo

  5. Flávio disse:

    Maravilhoso este texto, o amor é a base de tudo, que possamos chegar o mais próximo deste amor divino.

    Aproveitando, gostaria de perguntar, você acha válido fazer teologia a distância, é possivel conciliar duas faculdades, uma presencial(quero fazer química, para ser minha profissão) e uma a distância(gostaria de aprender teologia), pois ganhei bolsa de teologia, e tenho até hoje para me decidir, gostaria muito de fazer, mas tenho medo que não possa concilar as duas, tendo em vista, que também trabalho
    Agradeço desde já, fique com Deus.

    • Querido,
      Obrigado por suas palavras. Desculpe a demora em responder, mas estou em viagem e moderando aos poucos os mais de 50 comentários que estão aguardando. Perdoe-me.
      .
      Creio que tudo depende do seu empenho. Lembre-se que há tempo para tudo debaixo do sol. Às vezes queremos abraçar o mundo de uma vez, mas o melhor é ir fazendo devagar. Eu fiz faculdade, depois o meu primeiro seminário teológico e por fim o segundo, não fiz tudo ao mesmo tempo. Teria sido uma loucura. Só para vc ter uma idéia, em apenas uma das matérias de um dos seminários eu tinha de ler 80 Pgs por semana. Some isso com as outras matérias e vc acabara indo a muitas aulas mas assimilando pouco. E o objetivo é guardar o que se estuda, né?
      .
      Fazer à distancia é valido se for uma boa instituição, com bom método e boa tutoria. E, claro, muita dedicação.
      .
      Mas vá com calma. Dedique-se a uma coisa de cada vez.
      .
      Ajudei? Deus te abençoe, querido!

  6. Já quebrei muito a cara por querer inventar amores =] Como homem, acho que somos mais facilmente levados pelos aspectos externos, o que está visível aos olhos, que as mulheres. Quando vi aquela menina, disse: “Meu Deus, ela é linda .. eu preciso amá-la de qualquer jeito.”. Acabou que ela passou a me “amar” tanto quanto eu a amava (ou seja, nem um pouco), e namoramos. Depois de alguns meses, vi a fria em que entrei. Mas, graças ao bom Deus, já passou. Espero ter aprendido xD

    Não estou lembrando a passagem neste momento, mano, mas está escrito em algum lugar, parafraseando: “Aquele que tem, cuide para que não perca; aquele que não tem, não procure.”. Mais vale o Amor achado a um pseudoamor por nós criado, e forçosamente enxertado no coração. É vazio sendo preenchido com mais vazio. É estar perto, mas não estar junto. É casar-se, já estando separados.

    Aguardo saudoso o Encontro, cara-a-cara, com o meu Verdadeiro Amor: Jesus Cristo.

    Beijo, mano.

    nEle, que é Amor, e quanto mais eu divido, maior fica.

    • Brilhante: “Mais vale o Amor achado a um pseudoamor por nós criado, e forçosamente enxertado no coração. É vazio sendo preenchido com mais vazio. É estar perto, mas não estar junto.”
      Abs e paz!

  7. Dízimos e heresias se tornam ‘fichinhas’ perto deste assunto.

    É difícil alguém que está prestes a tomar uma decisão pelas razões ‘erradas’, como citado, ouvir um conselho, refletir e mudar a direção. A paixão tem um poder atrativo imenso, que tende a por de lado domínio próprio e a direção de Deus no coração. Por isso mesmo as Igrejas deveriam dar mais ênfase a esse assunto! Pastores são revestidos de autoridade para orientarem suas ovelhas.

    Mas uma coisa é certa: antes vencer o medo da solidão e usar a razão a conduzir cicatrizes e traumas de um matrimônio infeliz.

    [Maurício, elogio vc mais uma vez por atentar cuidadosamente para as necessidades e angústias de seus leitores.]

    • Obrigado, Katiana.
      Infelizmente paixão é uma das razoes que menos levam cristãos a se casarem errado. Mas sim os aspectos sociais, a idéia de que se pode “construir amor”, medo de solidão, querer ter filhos e essas razões mencionadas no post. As pessoas infelizmente sucumbem sem saber os anos de infelicidade que as esperam, em vez de permanecer solteiro por quanto tempo for esperando o matrimônio pelas razoes certas. Uma pena.
      .
      Deus a abençoe!

  8. Luiz Felipe disse:

    Costumo dizer que eu gostaria de ter aos 30 a cabeça de hoje e o corpinho de 20, mas infelizmente isto não é possível. Logo, como muitos, fazemos coisas ou tomamos decisões baseadas em nossa limitada visão de vida e esperamos pelo melhor. Não estou dizendo que tenho um casamento infeliz, pois me casei no Senhor e temos vivido um casamento como muitos outros, com dias felizes e tristes, vitórias e derrotas (aquele vídeo do UP diz tudo) mas sempre colocando nossas vidas debaixo da mão de Deus. Diante disso, o que fazer se tomamos a decisão errada, seja por inexperiência, incredulidade ou falta de fé. Não fizemos as coisas como deveriam ser feitas, reconhecemos hoje o nosso erro e vivemos hoje uma situação que, sem dúvida, é resultado destes erros. O que eu diria para estes irmãos é que Deus é um Deus rico em perdoar e pode transformar qualquer situação, e para Ele não ha “rua sem saída”. Busque Nele a resposta e , como diz um hino que eu gosto muito, “Deus fará caminhos, onde nunca existiu …”. Vc poderá se surpreender com a resposta de Deus.
    A paz.
    Luiz Felipe

  9. thiagorogel disse:

    Concordo com todos os pontos sobre problemas e “desvios” em casamentos com motivações “equivocadas”.

    Mas não consigo (ainda) conceber e comparar o amor entre homem e mulher como o amor da trindade. Vejo melhor como o amor criado por Deus (entenda a trindade – “façamos”) uma parte, um gomo, uma fração, desse amor maior de Deus, despejado como ingrediente em nós.

    Nós temos o advento de ser humano e a humanidade tem certa faceta única e diferenciada. Também somos matéria (ou ainda)…

    Mas repito, não discordo do sentido. É totalmente útil para comparação e entendimento.

    Por fim, o amor de Deus foi derramado em nós humanos e o expressamos, o Ágape + eros + fileo (ñ sei se escrevi certo) … todos eles em momentos diferentes, com amplitude menor que Ele.

    O amor entre homem e mulher é algo único criado pelo Criador e lindo por assim ver, mas ainda abaixo (ou dentro) do amor de Deus, amor além humano, muito mais agape mesmo.

    obs.: Compartilhando algumas percepções pouco pensadas e não preocupada em teses. Pra fazer pensar também. Que Deus abençõe ainda mais e obrigado por expressar sua arte (escrevendo), manifestando Vida de Cristo por meio da sua vida.

    @ThiagoRogel

    • Oi, Thiago.
      Como fomos criados à imagem e semelhança de um ser plural mas uno – que é amor – vejo como completamente aplicável a analogia com o amor homem-mulher, que, como a Trindade, sao pessoas distintas que se fazem um só.
      .
      Evidentemente é uma analogia imperfeita, pois, como Platão dizia, vivemos num mundo de sombras do que é perfeito. É como querer comparar nossa justiça com a de Deus: podemos ser justos? Sem duvida. Seremos justos como Deus é? Jamais. Percebe?
      .
      Abração, na paz.
      .
      Ps. Phileo

  10. will disse:

    Maurício teologia,
    de acordo com a teologia da eleição, aqueles que não foram escolhidos por Deus, não podem ser salvos ? então porque a gente prega? não consigo entender isso.

    • Mauricio teologia?
      Homem…que tal Mauricio Bíblia?
      Sugiro que vc estude sobre o assunto, querido.
      Há um livro bem baratino sobre o assunto. Chama-se “Eleição”, de Charles Spurgeon. Pela web você compra por R$ 6,90.
      É um bom começo. Depois vc pode buscar mais informações em autores que criam nessa doutrina, como Paulo de Tarso (Rm 9, Ef 1), Agostinho, Lutero, Calvino, Augustus Nicodemus, Franklin Ferreira, Mauro Meister e outros.
      Na paz daquele que nos une.

  11. Ricardo disse:

    Excelente post, conheço muita gente apressada para se casar e sempre bato de frente e acho que isso não é certo, na hora e momentos mais que certos Deus colocará a pessoa escolhida por Ele em nossas vidas.

    • AMÉM! Também conheço, isso que me entristece. E conheço alguns que, por mais que alertemos, teimam no erro. Fazer o quê, mano? Só orar e orar e orar.
      Abraço forte, queridão, na paz de Cristo.

  12. Emanuel Figueiredo disse:

    Irmão vc foi um pouco imfeliz qdo sitou Keneth Regan referindu-se a prosperidade e positivismo, se o irmao conhecesse o pensamento do Keneth e do Rhema nao teria esposto esse homem de Deus de forma tão ridicula e nem tao pouco os seus irmaos cristaos como eu que gosta de ler o seu blog, eu fiquei chocado com o que vc escreveu, ate mesmo porque vc se baseou em um escrito de Elinaldo Renovato que eu conheço.Demonstrando que nao se aprofundou no estudo para fazer semelhante comentario. Continuo lendo vc e admirando seu trabalho, apenas peço que seja equilibrado nus comentarios pois se trata de um homem inteligente que eu reconheço e formador de opinião.Um abraço de seu irmao.Emanuel

    • Emanuel, querido irmão,
      Respeito sua opinião, mas não me considero nada infeliz em meu comentário. Tudo o que expus aqui é verdadeiro e é histórico. Ou seja: nada foi inventado e sao fatos bem conhecidos.
      O artigo do Pastor citado menciona outras fontes que qualquer historiador que estude as heresias da
      “teologia” da prosperidade e da confissão positiva conhecem muito bem.
      .
      Sei que existem algumas denominações que veneram os escritos e os ensinos de Kenneth Hagin, mas a meu ver os lideres dessas igrejas sim é que estão equivocados. E levando o povo ao erro quando passam esses ensinamentos apócrifos adiante. Hagin não ensinou Bíblia, ensinou misticismo – essa é a verdade.
      .
      Sugiro, querido, que você faça uma pesquisa entre os historiadores, escritores e pastores sérios e não aceite o que um ou outro pastor ou missionário ensinam e muitas pessoas aceitam sem investigar. Faça isso como os crentes de Bereia. É minha sugestão por amor a ti.
      .
      Com carinho e respeito,
      A paz de Cristo.

  13. Nádia disse:

    Mas Maurício existem relatos de casamentos na bíblia que foram “arranjados”, quero dizer os pais escolheram pelos filhos, e foram bem sucedidos….Por exemplo: Rebeca e Isaque. Antigamente era de costume esse tipo de casamento, será que todos foram infelizes????

    • Nádia, querida irmã,
      Vc usou o termo que explica tudo: antigamente.
      Para cada cultura há um padrão. Na nossa o padrão é o amor.
      Antigamente os homens tinham numerosas esposas. Não mudou esse padrão?
      Antigamente as esposas entregavam suas servas para se relacionarem sexualmente com seus maridos para lhes darem descendência. Você consegue se imaginar entregando sua empregada para uma noite com seu esposo? Percebe como as coisas mudam?
      Então o padrão de quase 4 mil anos atras numa cultura do Oriente Médio jamais poderia ser tomado como exemplo para nós hoje.
      As mulheres hoje são românticas e querem o amor real. Isso, entendo eu, é fruto da ação de um Deus que com o tempo vai nos ensinando a nos aproximarmos do padrão celestial.
      Jesus mesmo falou acerca do divorcio que nos dias de antigamente Deus havia permitido aquilo pela dureza do coração dos homens. Mas na Nova Aliança as arestas foram sendo ajustadas.
      Assim, querida, não, não acredito em Casamentos arranjados ou sem amor. São práticas de épocas bárbaras, praticadas por bárbaros e por motivos errados. O exemplo é o amor divino. O amor que há entre a Trindade. Esse é o padrão celestial. E é esse que devemos seguir.
      Deus a abençoe.

  14. Mirela disse:

    Maurício,

    suas palavras vieram na hora certa! Há muito tempo eu orava a Deus por um esclarecimento sobre esse assunto, uma luz! Muito obrigada!

    Outra coisa: é fato que casamentos errados acabam gerando conflitos dentro do lar e, muitas vezes, os filhos sofrem junto a tormenta daquele relacionamento. Tenho passado por problemas desse tipo. Meus pais estão em constante estado de irritação e tristeza um com o outro e, pelo peso da falta de diálogo entre si, acabam por nos tratar com desamor e indiferença. Como você acha que deve ser a postura dos filhos nessa situação? Passo por uma grande aflição, pois é um estado de muita tristeza e dor. Procuro sempre ser paciente e doce, mas também tenho uma grande vontade de intervir.

    Obrigada desde já!
    Deus te abençoe!

    • Mirela,
      no caso dos filhos, a ordem bíblica é honrar pai e mãe.
      Mas jamais a Bíblia diz que não podemos exortá-los em caso de desamor e atritos. Com carinho, com afeto e respeitando a hierarquia do lar, vc pode conversar com eles e buscar a paz, como dizem as bem-aventuranças.
      Isso é até o que se espera de um cristão: exortações em amor.
      Fico feliz que minhas reflexões tenham ajudado.
      Um beijo, na paz de Cristo!

  15. greize disse:

    Nossa Maurício eu espero no Senhor há muito tempo mesmo.Qdo tive uma enfermidade, palavras vinham em minha cabeça:”Esperou para nada”.Mas não me arrependo.
    Pois como disse meu pastor, (que não é só de pupito, mas também de de aconselhar suas ovelhas), ele disse;
    “Vc acha que eu atendo mtos solteiros???
    Não. Estou atendendo mto, mas mto, mais cristãos que casaram errado.Cheios de problemas.”
    Penso, prefiro ficar na espera que casar errada e depois ter esse sofrimento duplo.
    Abraços.
    Deus continue te abençoando sempre.

  16. greize disse:

    Ah, voltei por ter passado por uma questão polêmica.
    E quando uma irmã sua em cristo é espancada pelo marido “cristão” há anos??Como orientar se o divórcio é fora de cogitação.
    Sim existe o perdão, mas qdo o outro não se arrepende e continua a violência, ela deve se calar, para manter o casamento??Nunca tinha lidado com isso, e vi e fiquei confusa em aconselhar, confesso que horrorizada com os relatos, pois homem que bate em mulher para mim deve ir para a cadeia, sim.

    • Greize,
      isso é caso de polícia. Esse homem deve ser enquadrado da Lei Maria da Penha.
      E se a coabitação for impossível, separação de corpos. Mas seguindo em celibato.
      É o que entendo das palavras do Nosso Senhor. Não há base bíblica para divórcio por agressão física.
      Deus a abençoe.

  17. Sheila disse:

    Mauricio, gostaria de agradecer pelo texto tão claro q objetivo…ja sofri mto c relacionamentos, e ainda nao e casei.Estou orando pra o Senhor me ajudar a nao errar nessa area, e mta coisa do texto me fez entender mais sobre o amor e a razao do casamento acontecer!
    Enfim, espero em Deus!
    Obrigada

    • Fico feliz por ajudar, Sheila.
      Espere. Pode demorar mais, mas você será muito mais feliz com o amor verdadeiro e não com um amor de contos da carochinha.
      Deus te abençoe.

      • Sheila disse:

        amem Mauricio!Deus te abençoe tb!
        comentei n twitter, mas acho q vc n viu…uma parte genial q me chamou a atenção foi o modo como vc conseguiu definir o amor:
        “Portanto, nós, humanos, nunca devemos nos casar pela razão errada do medo da solidão, mas única e exclusivamente por sentirmos uma saudade tão avassaladora da pessoa amada que nos sentimos abandonadas quando ela não está por perto. Isso é amor.”
        tenho 31 anos, prestes a fazer 32, e as pessoas sempre cobram pq toh sozinha , principalmente os da familia…..e isso gerou em mim o medo da solidao.E recentemente quase aceitei um pedido de casamento de um rapaz q ja ha 4 anos me faz esse pedido.E ele eh bonito, super inteligente, rico…mas ele nao eh servo do Senhor.E acho q n fundo eh so um capricho dele pq ele tem as qualidades q muitas mulheres procuram em um homem, mas isso nao me basta-ele poderia ter a mulher q ele quisesse.
        Mas por mais uma decepção depois de tantos anos sozinha, quase fiz a besteira de jogar td pro alto.Mas Graças a Deus o Senhor me livrou!
        O meu maior sonho é amar e ser amada e eh isso q tenho pedido a Deus.E tenho fé q Ele vai me ouvir!
        Obrigada por responder

      • Persista, Sheila, e Deus te honrará.
        Aqueles que não sabem esperar o tempo de Deus e a pessoa certa só semeiam uma coisa: infelicidade. Colherão lágrimas por anos.
        Vc fez o certo. Não se preocupe com a idade, mas com a pessoa.
        Deus a abençoe.

  18. Maurício ótimo texto, belíssimo, quero que muita gente leia ele, e só é confirmação de Deus pra mim, para que eu continue esperando em Deus e não me importe com que os outros digam, por que como já li em outro blog também muito bom, que fala sobre relacionamentos, e lá ele diz que sempre é melhor começar a namorar quando se está preparado pra casar, mais ou menos isso, e vejo que é verdade, como você disse muitas casamentos não dão certo e se torna um casamento infeliz devido a várias causas e uma delas que você colocou foi para não se abrasar, por que quanto mais tempo de namoro maior o risco, então, casam com motivações erradas e não dar certo. Quero continuar esperando no tempo de Deus, e quando for casar que seja pelas motivações certas, sei que vai valer apena, por que esperar não é perder tempo e sim ganhar.
    Deus continue a te abençoar Mano!
    Abraço!

  19. Elaine disse:

    Eu nao sei qual foi a razao por que me casei, na epoca pensava que era amor…mas depois de estar vivendo 3 anos de solidao na Italia, sem perspectiva de viver um bom casamento, vivendo na depressao e no desespero total, me sentinto completamente sem valor nesse mundo e desejando muitas vezes a morte…começo a achar que nao deveria ter me casado, meu marido è uma otima pessoa, todos da igreja o adoram, ele faz sucesso onde vai, mas eu abri mao de tudo para estar com ele e viver aqui, e temos todos os problemas possiveis dentro do casamento, ate o mais absurdo, que è o sexual, somos imcompativeis em tudo…eu quero voltar ao Brasil, ele quer ficar (mesmo sem emprego) na italia, eu quero ser alguem, alem de ser a esposa dele. Agora nossas estradas ou se separam ou terei que viver infeliz aqui. Nao tenho o que reclamar da pessoa com quem me casei, so nao sou feliz com a escolha.

    • Elaine, minha irmã,
      não consigo imaginar a dor que isso tudo traz a você.
      Eu não vejo o divórcio como bíblico, exceto em caso de relações sexuais ilicitas do cônjuge, como Jesus disse. Logo, essa não seria uma solução.
      Eu sugiro que você busque o seu pastor. Converse com ele. Certamente Deus deu a ele capacitação para te acompanhar e te tratar. Não passe por isso sozinha, ou essa espiral de tristeza e dor vão te adoecer cada vez mais.
      Orarei por você. Orarei por um milagre. Infelizmente não podemos desfazer os erros do passado, mas Deus é fiel e amoroso e pode nos dar alento e conforto. Jesus mesmo disse para lançarmos sobre ele todas as nossas ansiedades, pois ele tem cuidado de nós.
      Jesus cuida de você. Pedirei ao Senhor que remova a dor do teu coração e que consiga mudar esse desencontro que há entre voce e seu marido, para que essa relação transforme-se num amor autêntico e que Cristo semeie admiração, respeito e tudo o que um casal precisa ter para ser feliz, inclusive entre quatro paredes.
      Oro por ti, minha irmã, e compartilho tua dor. Busque seu pastor. Converse com ele. Ore com ele. Desabafe. Peça uma orientação bíblica. E peça a Deus por um milagre. Acredite: Ele é capaz de realizar. Senão tua alma vai ficar doente e você pode até somatizar problemas no teu corpo, resultantes da ansiedade. Livre-se dessa ansiedade.
      Que o Senhor te abençoe muito, traga paz ao teu coração e alivio para tua alma.
      Do mano,
      Mauricio

  20. Suely disse:

    Acho que seja uma forma de suicidio mental, se cobrir de senso de culpa o porque de um ter se casado e, infelizmente ter dado errado, e o pior de tudo, chegar a um divorcio. Deus odeia o divorcio justo? se um cristao se divorcia, nao deve mais casar, senao é adultero!!!! Foram escolhas erradas? com certeza. Os motivos? infinitos!!! A familia tem culpa? com certeza. E a igreja? segundo as minhas experiencias pessoais, sim. Pois, encuca muito na cabeça dos jovens que se chegam a uma certa idade e nao casaram, ficam pra’ titia ou titio. Talvez namore uma jovem ou um jovem, que sirvam e amam a Deus, ah viu? eles devem se casar!!!se casam, e depois veem que nao foi o amor, mas a vontade de servir a Deus. sao argomentos infintos, exemplos que nao acabariam nunca!!! Uma jovem pode se apaixonar por um jovem, acham ser amor, se casam, e assim vai, se separam. Nao é uma historia de tv, é a vida real!!! Eu pelo menos, penso que tudo esta’ relacionado aos sentimentos de um homem e uma mulher, cristao ou nao. Claro, Deus quem colocou o pensamento da eternidade e a capacidade de amar a todos os seres humanos.Nao vejo a amizade, o namoro, noivado e o casamento serem exclusivos de uma igreja, instituiçao, seja la’ qual for. Pois, tirando os olhos da igreja, vemos muitos exemplos positivos de casais que se amam até a velhice e nunca foram cristaos, nunca entraram em qualquer igreja seja catolica ou evangelica, ou tb cristao com nao cristao, mas se amam, se respeitam,sejam casais ateus, hippies, budistas, etc.. eles podem nao saber que tenha sido Deus a dar a capacidade de amar em cada coraçao. Mas o que deve unir é o amor, nao o amor que Corintios relata, mas o que Deus deu para cada um de nos. Assim, nao é um amor perfeito, nos nao somos perfeitos. Fazemos escolhas erradas, como Eva tb desobedeceu a Deus, e é o maior exemplo de casamento. Hoje nao acredito que Deus prepara a pessoa certa para nos, na propria Biblia tem poucos exemmplos de Deus ter unido, vejo Adao e Eva, Isaque e Rebeca, que ilustra o encontro de Jesus com a esposa, pois Deus nos predestina a salvaçao, mas qto à vida aqui, nos deixa escolhas a tomar, certas ou erradas, claro, erradas, Ele disciplina, corrige os Seus, a quem ama. , desde o antigo testamento nos mostram pessoas escolhidas pelo proprio Deus, imperfeitas, mentirosas, enganadores,traiçoeiras, adulteras, foram corrigidas, disciplinadas,, mas amadas e escolhidas por Deus!!! Nao digo nada para desculpa de quem se divorcia, claro que precisa de um stop.Nao se casa e depois se der errado, separo. Mas, se separa, nnao aceito usarem as Escrituras para julgar as pessoas, tao usando demais a Biblia para dizerem o que Deus quer falar. No V.T, nao sera’ que os homens podiam repudiar as suas mulheres como bem queriam? até mesmo por uma comida que nao gostasse, abandonavam a mulher, e para nao ser vista como adultera, Deus deu a permissao da carta do divorcio? seriam todas essas mulheres abandonadas pelos homens? qual o fim de cada uma? prostituiçao? jogadas de um lado a outro sendo apedrejadas? os homens podiam ter outras mulheres, e trocavam como se trocam de camisa. Coitadas das repudiadas!!! Com a queda, Deus ja’ saberia de toda essa confusao, nao daria tb soluçao a isso? No novo testamento Jesus nao estaria falando com os fariseus? tb faziam as mesmasm praticas, repudiavam como e qdo quisessem as mulheres. Precisava de algopara acabar com isso. E o que o apostolo Paulo escreveu teria sido tb o que todos interpretam? acho que ta’ na hbora de acabar de destruir as pessoas divorciadas, Isso a igreja catollica tb faz!!! Entao, Deus mandou seu unico filho pra’ que? para que todos que infelizmente depois de tantas tentativas, nao da’ se separa, se divorcia, ficar num completo abandono? sentimentos de culpas? destruiçao do prorpio ego? serem vistas dos irmaos em Cristo como adulteros? mas os adulteros nao entrarao no reino dos céus!!! Sera’ mais facil levar as pessoas nesses pensamentos? todos que acusam e d ao a sentença? assim diz o Senhor, a Palavra de Deus diz, se divorcia, nao se case mais? quem, graças a Deus, nao passou e espero que nunca passe por isso, poderia tentar se por no lugar e tentar imaginar a vida? claro que os filhos sofrem, sao culpa dos adultos em volta e da prorpia sociedade e da igreja que colocaram o divorcio como o puior crime da vida do ser humano. Entao, melhor matar? assim tem o perdao de Deus , e podendo se casar novamente? Salvaòao é individual, Deus fala conosco individualmente, tem casos e casos. Deus salva, perdoa, limpa o coraçao , a mente e a alma, esquece os pecados e joga no fundo do mar!! Menos o divorcio? Tem algo que nao vai ai!!! A sociedade esta’ destruida por causa dos divorcios? ou por causa de tudo de ruim que acontece? A propria igreja esta’ destruida e dando exemplos que nem um divorcio chega a ser tao horrivel!!! Deus julga e condena, nao o homem. Diziam que os filhos dos divorciados, eram os drogados, assassinos, etc, mas se ve claramente que nao é assim. O mundo precisa de Deus, e de homens e mulheres que preguem a Deus! O Deus que liberta, salva, cura, limpa a mente e o coraçao mas tb disciplina!!! Nao precisamos da condenaçao do homem usando a Biblia para dizer se uma pessoa deve ou nao se casar novamente, por favor basta né? chegou a hora que nao da’ mais pra aceitar isso. Historinhas reais!!! Casei, me divorciei duas vezes, estou no terceiro casamento e se alguém vem com conversa de adultera ou que precisavo ficar no celibato, melhor pensar duas vezes, pois nao foi isso que Deus falou comigo nao!!! Vao dizer que digo isso para me desculpar? quem pode condenar e julgar? eu terei que comparecer diante do tribunal de Deus, eu que terei que ouvir o vinde a mim, nao quem queria dizer o que fazer ou nao, sera’ que podem mesmo dizer isso? nao dizem que a igreja esta’ cheia de pessoas imperfeitas? mas o divorciado pode dar ofertas e dizimos justo? casar novamente nao!!! Mas que Deus injusto é esse? E o meu filho, graças a Deus é uma bençao! em todos os sentidos e sabe o que uma criança de apenas 6 ou 7 anos me dizia? mae, porque as pessoas querem que eu sofra ou chore? pois viviam dizendo o qto ele sofria pela separaçao, que era um menino infeliz, mas ele chorava sim, pois nao aguentava mais uvir isso das pessoas que mentiam em dizer que ele era infeliz, sao as pessoas com as mentalidades manipuladas da sociedade e da igreja tb que fazem o quadro piorar!!!
    Sinto o amor de Deus, o perdao, sinto a mao tb da disciplina, da correçao, pois Deus corrige a quem ama, viu? Deus ama os divorciados, aos Seus filhos!!! Se um me pergunta s obre o divorcio, sou a primeira a dizer de procurar todos os meios, oraçoes, dialogos, mas nao sou hipocrita ao dizer, deve ficar, pois vc escolheu, agora nao pode largar. Eu larguei!! Eu vou dizer isso? Nunca….. desculpe, sei que escrevi muito, mas cansei de ver as pessoas divorciadas serem atacadas de todos os lados, sabendo que Deus busca, perdoa, limpa, purifica, e depois vem os lideres com a igreja e joga a condenaçao nelas usando as Escrituras, pois so’ quem tem muito estudo, conhecimento, sabe o que o Espirito Santo fala através das palavras de Moisés, Paulo e de Jesus, nos, povo sem estudos teologicos nao!!! Com todo respeito a quem tem, quero respeito e respeito, mas nao aceito o que dizem! Muito obrigada pela paciencia

  21. Suely disse:

    Desculpe, mas gostaria de entender como funciona aqui, pois coloquei o que penso, dei a minha opiniao, mas acho que nao foi posto. Sera’ porque nao é do agrado um escrever se é contrario aos vossos pensamentos? Espero que nao seja isso, mas tenho a duvida que o meu comento tenha sido simplesmente cancelado, se for assim, é lamentavel e desnecessario deixar lugar comentos, melhor por como no facebook, clicar se gosta ou nao, comentar se nao for de acordo nem pensar?

    • Desculpe, Suley, se houve alguma alteração no seu comentário foi por algum bug de sistema, não altero nada do que aqui é posto. Ou eu publico na íntegra ou não publico, caso haja alguma ofensa a Deus ou à Biblia, por exemplo. Não tendo sido esse o seu caso, foi realmente um problema de sistema, que pode ter “comido” trechos de seu comentário – já aconteceu antes. Se quiser, reenvie que publico novamente, sem o menor problema.
      Perdoe-me por esse inconveniente.
      Que o Senhor te abençoe com a verdadeira vitória do cristão.
      Graça e paz.

    • Suely disse:

      Muito obrigada pela atençao, isso é muito importante. Pois expor o que um pena, claro sem ofensas aos homens e o mais importante a Deus, nao é pecado. Creio que nao seja o meu caso, mesmo sendo contrario às linhas de pensamentos de muitos. Agradeço a oportunidade, e colocarei de um modo que nao seja incompreensivel, visto a minha pouca cultura teologica e conhecimento da lingua portuguesa.

      • Suely,
        fique tranquila, não esqueci de você. Mas realmente são muitos comentários a moderar e muito pouco tempo. Em breve moderarei todos os seus comentários.
        Que o Senhor te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  22. Andréia Grossi de Laia disse:

    Muito bom o texto ,me edificou muito.Deus te abençoe.

  23. Lidiane Batista disse:

    Paz e Graça Mauricio.
    Deus tem lhe usado muito pra falar ao meu coração que Ele continue lhe abençoando com toda sorte de bençãos e lhe usando cada vez mais. Ah amei conhecer o” Apenas”.

    • Ô, Lidiane,
      .
      muito obrigado pela gentileza. Fico feliz que posso de algum modo edificar sua vida. Seja sempre bem-vinda por aqui.
      .
      Deus te abençoe com a verdadeira vitória do cristão!

  24. Andréa França de Melo disse:

    Que texto maravilho e edificante.Deus te abençoe irmão.

  25. [...] Casamento sem amor entre cristãos [...]

  26. Ana Paula disse:

    Olá Maurício.
    Gostaria de agradecer a você. A alguns meses estou namorando um rapaz que julguei estar nos meus padroes de pessoa para casar. Não o amo, mas sinto que ele me ama. Desde que começamos a namorar, tenho insistido em forçar-me a amá-lo por ele ser um cristão convicto, com princípios éticos e morais, por querer um relacionamento sério, e por tudo isso eu acreditava que realmente iria dar certo. Tivemos relações sexuais e esse foi outro ponto que não me satisfez como mulher. Estava em busca de algo que clareasse minha dúvida quanto à continuidade desse relacionamento. Gosto muito dele, mas não sinto atração e sei que sexo num casamento será muito importante também. Se puder me ajudar mais um pouco, ficarei muito grata. Tenho medo de magoar meu namorado, pois ele é uma pessoa muito querida. Obrigada.

    • Ana, olá,
      sugiro antes de qualquer coisa que você converse com seu pastor. Ele acompanha sua caminhada e é responsável pelo cuidado com sua alma, além de poder ter uma conversa mais próxima e com mais detalhes.
      Em teoria, posso lhe dizer o que penso: não ama, não case. Se casar está semeando infelicidade para o futuro. Ou um divórcio.
      O resto creio que o post deixa claro como penso e entendo a questão biblicamente.
      Vejo tb a questão de um pecado presente, no campo da sexualidade. É fundamental que você busque a compreensão de que isso foi um erro e que precisa confessar o pecado e abandoná-lo, se já não o fez, para zerar sua divida com Deus. Temos de buscar o arrependimento dos nossos pecados.
      Espero ter ajudado.
      Deus a abençoe, minha irmã.

  27. Sandra Nunes disse:

    Olá irmão
    O que me diz de duas pessoas que vivem juntas e ainda não casaram, mas tiveram um filho? Se completam, mas o amor ágape onde se encaixa?

    • Olá, Sandra,
      O padrão bíblico neotestamentário é sempre o do casamento segundo as normas de cada sociedade. Na nossa sociedade, casamento é algo com registro civil – e, no caso dos cristãos, uma cerimônia religiosa externaliza a realidade de vida do casal perante a comunidade. O amor ágape de Deus não exclui em nada os padrões de Deus. O amor ágape de Deus não é permissivo nem deve ser utilizado como argumento para a aplicação do conceito de “graça barata” que Bonhoeffer estabeleceu. Deus tem normas e diretrizes para seus filhos, do mesmo modo que pais humanos amam seus filhos e têm normas para eles. Você amar seu filho não exclui que ele tenha hora para chegar em casa, restrições de uso da internet, comportamentos estabelecidos por você como aceitáveis. Muito pelo contrário: os padrões de certo e errado que um pai estabelece para seus filhos é resultado do amor que sente por eles.
      Deus a abençoe.

  28. Inaria disse:

    Ola Mauricio

    Dou gracas a Deus pelo seu Post que clarifica muitas duvidas pois ha correntes que defendem que é possivel aprender a amar alguem, o que por exeperiencia pessoal acho impossivel.

    Gostaria de ter a sua opniao , o que se deve fazer quando o casal ja vive maritalmente, ja tem filhos juntos e um descobre que nao ama o outro? Pode-se romper a relacao ou tem que continuar e ainda casar?

    • Olá, Inaria,
      .
      fico feliz que o post tenha edificado a sua vida, louvo a Deus por isso.
      .
      Peço com toda humildade que você me perdoe, mas não me sinto à vontade para emitir uma opinião sobre algo tão genérico. Cada caso é um caso, tem muitos aspectos que precisam ser tratados e me sentiria irresponsável de emitir um parecer sabendo tão pouco. Se essa situação está sendo vivenciada por você ou alguém que conhece, a minha recomendação é que procurasse o pastor dessa pessoa e conversasse longamente e em detalhes com ele. Não é algo fácil, envolve filhos, futuros, almas, vidas. Não me permito opinar sobre algo tão sério sabendo tão pouco, espero que você me compreenda. Um atendimento pastoral é o que recomendo, para que o caso seja visto em seus menores detalhes.
      .
      Oro a Deus por sua vida, Inaria, e que a paz e o amor do Senhor estejam sobre ti e os teus,
      mz

  29. Giuliano Simões disse:

    Olá Mauricio. Eu tenho uma grande questão após ler seu texto. Se alguém casou por um motivo errado,como por exemplo pelo fato de a pessao ser cristã e ter caráter,com o objetivo de “aprender” a amar durante o relacionamento. Um dia ela realemnte encontra o grande amor da sua vida,alguém que passou a amar aos poucos, alguém que não precisou “aprender” a amar, alguém que mesmo já conhecendo os defeitos também os ama junto com as qualidades, alguém com quem gosta de fazer de tudo, sente sua falta na sua vida,que a completa. E ai? O que fazer? Pela Bíblia, aos olhos de Deus,jamais poderia haver o divórcio para se casar de novo.Mesmo não amando o cônjuge,sendo infeliz,o certo seria manter o casamento. É como se o amor não importasse. Tem que se fazer de tudo para “salvar” a união.Ora, Deus quer isso na vida da gente? Dessa forama o casamento com amor seria bom,mas se não tiver deve-se ser fiel a um “contrato”? E porque toda vez que um casamento chega ao fim,tem que ser obra do inimigo como muitos acreditam? Enfim, não pode nuca se divorciar se o motiov for a falta de amor. è como se nós,meros mortais,não soubéssemos o que sentimos e o que queremos. Se o casamento foi uma escolha errada desde o início,tem que ir até o fim porque foi abençoado por Deus e é inadmissível romper tal elo. Deus seria tão impiedoso assim?

    • Olá, Giuliano,
      .
      Sua duvida é muito comum e baseada numa lógica humana bem compreensível. Se nós fossemos ignorar a Biblia e usássemos apenas o raciocínio (o que em termos cristãos é inviável) poderíamos lançar muitas perguntas semelhantes. Por exemplo: Deus seria tão impiedoso a ponto de criar pessoas que Ele já sabe de antemão que vão para o inferno? Deus seria tão impiedoso a ponto de criar pessoas deficientes? Deus seria tão impiedoso a ponto de permitir o holocausto? Deus seria tão impiedoso a ponto de deixar que acontecesse com o reto e obediente Jó o que aconteceu? Deus seria tão impiedoso a ponto de dar seu Filho unigênito para morrer por um monte de pessoas que não merecem?
      .
      Consegue perceber, Giuliano? Se você for seguir a lógica humana, Deus se torna totalmente ilógico. Só que os caminhos de Deus são muito mais elevados do que os nossos caminhos. A resposta a tua pergunta você encontra de modo claríssimo em Romanos 9.
      .
      Além disso, por essa lógica humana, Deus se torna culpado pelos erros dos homens? Ou será que nós podemos errar à vontade e Deus é sempre obrigado a contradizer-se e a Sua Palavra para consertar nossas escolhas equivocadas?
      .
      Tomemos como exemplo o adultério de Davi. Na hora em que ele confessa seu pecado diante de Natã o profeta lhe diz que o pecado foi perdoado. Mas também diz que há uma consequência: o filho gerado naquele relacionamento morreria. Acaso Deus foi injusto? Foi mau porque tomou a vida daquela criança inocente? Não. Deus é soberano e a nós cabe obedecê-lo e não entendê-lo.
      .
      Escrevi um post recentemente chamado “O que cristão pode ou não pode fazer”, em que convido a uma reflexão sobre a nossa obediência. Se desejar, talvez seja interessante você ler.
      .
      Oro a Deus por sua vida, meu irmão. Que a paz de Cristo, que excede todo o entendimento, inunde seu coração e te traga amor e alegria.
      Te abraço fraternalmente,
      mz

      • Giuliano Simões disse:

        Obrigado pelas sábias e esclarecedoras palavras caro Maurício.Confesso que a situação por mim exposta é pessoal.Faltei dizer que uma das partes envolvidas nunca sentiu pelo seu cônjuge,nem no início, o que sente hoje por outra pessoa.Isso se reflete nas coisas mais simples do cotidiano,como a vontade de compartilhar a ida aum supermercado,passear numa praia,acompanhar a uma visita médica,sentir a falta da pessoa na sua ausência, ligar para saber se está bem. Ela bem que vem tentando há meses reverter isso,se sente corroida, culpada. E eu por estar envolvido também me sinto assim. Mesmo nos afastando não conseguimos mudar. E não falo d euma paixão de adolescente,aquela em que só enxergamos o que queremos,ou seja,só as qualidades. Somos pessoas maduras,conecemos muitos defeitos um do outro e aprendemos a amar,a aceitar esse lado também. Muito obrigado mesmoo pela orientação, continuarei lutando contra o que sentimos,tentando não ceder aos sentimentos, tentando salvar uma união que está em “jogo”.

      • Olá, Giuliano,
        .
        Entendo a questão. Permita-me apenas fazer uma observação: enquanto vocês tentarem pelas suas próprias forças reverter essa situação, nada vai acontecer. Busquem a mudança em Deus. Lembrem-se que para Ele nada é impossível. Lembrem-se que amor é muito mais do que sentimento. É compromisso, é uma construção. Se algo desmoronou, procurem em Deus a reconstrução. Não falo apenas por teoria, conheço muitos casos de pessoas que passaram por situações análogas a essa e que tiveram o casamento restaurado e até saíram dos problemas com o sagrado vínculo do matrimônio fortalecido.
        .
        Não desista daquilo que Deus não desistiu, mano. Fé.
        .
        Te abraço, em oração pela tua vida e a família que o Senhor constituiu por teu intermédio,
        mz

  30. Eliene disse:

    por que dizer que quem está infeliz e sofrendo deve apenas orar? a pessoa tb pode agir! um casal que se uniu aos vinte anos, naquela ocasiao estava apaixonado. Mas as pessoas mudam…e ninguem deve ser infeliz e desgraçado apenas para agradar a Deus…o meu Deus nao quer infelizes e desajustados…o meu Deus dá uma nova chance de felicidade. Nao se deve morrer atado a uma uniao onde se é ofendido e humilhado, espezinhado e magoado todos so dias! Sai dela, povo meu!

    • Eliene,
      respeito sua opinião. Lembrando apenas que o que determina o procedimento dos cristãos é a Bíblia e não nossa opinião. Sola Scriptura.
      Deus a abençoe,
      mz

  31. welinton leandro disse:

    ola pastor…
    vou lhe expressarme porq presciso de ajuda…
    tenho 24 anos,moro só a 8 anos…
    ja namorei 4 anos mas nao deu certo por causa da familia…
    mas ela eu amei….e nao posso vela q meu coraçao bate forte e ela o mesmo por mim…
    e entrei em outro relacinamento ja faz um ano..e estou na igreja servindo a Deus…
    ela quer se casar logo esta me precionando,e uma otima garota de familia..me ama sei disto….
    mas reclama porq nao retribuo do mesmo jeito a forma de carinho com q ela me trata…
    entao queria saber qual o certo a fazer..peço a Deus sabedoria…e que abra meu coraçao para amar ela porq ela e uma pessoa boa para casar…mas tenho medo de um dia passar por tudo isto q o senhor descreve acima….

    pelo amor de Deus me ajude a encontrar o caminho…

    grato…pastor

    • Mano Welinton, olá,
      .
      querido, não me sinto capacitado para lhe dizer o que fazer. Nem mesmo sou pastor, sou só um irmão que estuda e pensa as coisas de Deus. Por isso eu faço uma recomendação enfática: procure o seu pastor, que conhece você e as pessoas envolvidas, e peça a ele aconselhamento. Seu pastor zela pela tua alma e tua vida e tenho certeza de que o Senhor o capacitará para orientá-lo naquilo que tem angustiado teu coração.
      .
      Mas eu só recomendo que você não dê nenhum passo sem estar absolutamente certo do que está fazendo. Se você não dá carinho para sua namorada e desde este momento já entende que não a ama, cuidado para não se casar com uma amiga. Pois amigos são amigos e esposas são esposas. Há um diferencial enorme. Nessas horas em que o coração está confuso, sempre lanço mão daquela regra do trânsito: na dúvida não ultrapasse. Espere, ponha a cabeça no lugar, acalme teu coração e tome decisões sem base em pressão social ou em achismos. É uma decisão pela vida inteira e tem de ser tomada com muita cautela e temor a Deus. E sem trair a si mesmo.
      .
      Oro por ti, querido. Que o Espirito Santo te ilumine para seguir o caminho mais excelente. Um abraço fraterno,
      mz

  32. Cida Costa disse:

    Caro Zágari,

    Já li todos os seus artigos aqui postados acerca desse controvertido assunto [casamento entre cristãos] e aproveito para expressar minha gratidão ao Senhor quanto à valiosa contribuição decorrente dessas leituras. Pude depreender, pelo todo visto, que você não crê que se possa aprender a amar o cônjuge com o passar do tempo, mas que o amor conjugal é como algo sublime, que surge sem grandes explicações, e que se é autenticado a partir do momento em que as partes envolvidas “se descobrem”. Nesse sentido, concordo em parte com seu ponto de vista e explico já o porquê. Por experiência própria posso dizer que nem sempre é possível casar com a pessoa a quem amamos, e isso se dá por razões diversas… Creio que existem as escolhas do coração e as escolhas da razão. Claro que as escolhas do coração são mais sublimes, mas as escolhas da razão também são igualmente válidas, embora menos “doces”. No meu caso, embora ainda não tenha me casado, acredito que o matrimônio vai ser fruto de uma escolha da razão, já que não tenho mais grandes perspectivas de me casar com alguém que ame de maneira tão sublime. Digo isto porque a pessoa que muito amei (e ainda amo, e vice-versa) se casou com outra recentemente, jogando para o ralo todas as minhas perspectivas de me casar “por amor”. Como nós dois estávamos muito feridos e traumatizados em nosso relacionamento que durou quase 5 anos e não deu em nada, ele resolveu namorar com uma outra moça e logo se casou com ela (em menos de 1 ano noivaram e casaram). A prerrogativa dele era que já que a escolha do coração (no caso, referindo-se a mim) não deu certo, ele iria se casar pela razão, pela conveniência. E parece que está dando certo, pois os dois aparentam estar muito felizes e realizados, ao contrário do quadro que era nossas vidas… Apesar da dureza dos fatos, só me restou o conformar-me e aguardar uma situação semelhante acontecer comigo, pois em nenhum momento desejo ser favorecida com o fim do relacionamento deles; antes, que se consolide cada vez mais, pois vejo que eles têm uma boa estrutura emocional e psicológica pra isso. Em resumo, é nesse sentido que creio que é possível, sim, casar-se e aprender a amar a pessoa escolhida, pois Deus sonda as intenções do ser e Ele sabe quando estas são legítimas e têm o propósito de serem duradouras, mesmo que entre o casal não exista grandes arroubos de paixão. Afinal, o Senhor é perito em reconstruir vidas, e para isso Ele usa dos mais variados métodos, conforme Sua perfeita soberania.

    • Cida, minha irmã, olá,
      .
      compreendo seu ponto de vista e respeito com carinho as suas decisões.
      .
      Se você ler o post recente “Perfeito Amor” verá que não creio em casar por emoção OU pela razão. Creio que os dois são elementos integrantes do amor bíblico. Sem qualquer um dos dois ingredientes entendo que a motivação está errada. Ambos se complementam, não se excluem.
      .
      Eu realmente não acredito em casamento sem o lado emocional. A meu ver isso é um contrato, uma sociedade entre amigos.
      .
      Mas respeito a sua visão e oro com carinho que Deus conduza a sua vida e seu futuro casamento em Seus braços de amor e paz.
      .
      Com afeto te abraço, em Cristo,
      mz

      • Cida disse:

        Querido irmão Zágari,

        Muito obrigada por ter respondido à minha colocação. Só um esclarecimento: quando falo em escolha do coração e escolha da razão, não estou querendo dizer que uma deve anular a outra, mas que, em alguns casos, uma se sobrepõe à outra para o bem das partes envolvidas. No exemplo citado, do meu ex, a razão predominou sobre a emoção, pois eu acredito – conhecendo a criatura como eu conheço – que ele talvez já viesse “sentindo” alguma coisa por ela, a que é atualmente sua esposa – e ela por ele, embora eu tenha plena convicção de que é a mim que ela ama com toda a verdade de seu ser. E vc pode pensar: se ele afirma que te ama, então por que se casou com a outra? Ora, após tantas tentativas frustradas de equilibrar o nosso namoro, com aconselhamento de pastor e tudo o mais, leituras, orações, estudos bíblicos, etc., ele achou que era perda de tempo (lembre-se: foram cerca de 5 anos nessa peleja!) e preferiu se estabelecer em um relacionamento mais tranquilo, mais conveniente para si, e pronto! Eu também estava muito machucada com as atitudes dele, pois ele é muito opinioso e meio confuso emocionalmente… De certo modo, também tive medo de partir para um casamento com ele, pelo menos nessas condições. No final das contas, só me restou engolir em seco a situação e abrir mão de nossos sonhos partilhados. Se foi melhor para ele, se está feliz com ela, que assim seja, porque agora que estão casados de papel passado e tudo, não há mais esperança pra nós!
        Entende por que eu penso que às vezes não é possível casar com a pessoa a quem amamos? Parece que dá tudo errado, sei lá… Então, é mais racional abrir mão e partir pra outra. Eu, particularmente, nunca quis “partir pra outra”, mas como ele fez isso, só meu restou aceitar.

        É, meu irmão… As coisas não são tão fáceis assim…
        Como já faz quase 2 anos que eles estão juntos (entre namoro e casório), posso dizer que estou bem, conformada, embora seja uma coisa que ainda me dói bastante.
        O Senhor foi misericordioso comigo. Não fico brigando contra meus sentimentos, nem me lamentando porque ele me deixou. Só tenho minhas dúvidas de que ainda venha a amar alguém tanto assim, com tanta devoção, amor, ternura e cumplicidade.
        É isso!

        Retribuo o abraço e conto suas orações!

      • Oi, Cida,
        .
        eu entendo sim a sua situação. Recomendo que não feche seu coração ao amor pleno, mantenha-se disposta e creia que Deus pode te conceder muito mais do que você imagina. O Senhor tem prazer em nos surpreender, de modos que jamais imaginamos.
        .
        Sigo em oração por ti, mana. No que precisar e estiver a meu alcance, estamos aqui.
        .
        Graça e paz sejam contigo, todos os dias,
        mz

  33. Amanda disse:

    A paz irmão Mauricio.

    Eu estava procurando na internet assuntos que retratasse sobre casamento, amor e proposito de Deus. E achei o seu post. Eu li a sua publicação ( que retrata realmente a vontade de Deus em como começar a se relacionar visando o casamento) e li quase todos os comentários. Mais ainda fiquei com duvida em um ponto. Por algumas vezes nas respostas de comentários você diz que se a pessoa não ama a outra, você aconselha a não se casar.
    Mas eu passo por uma condição um pouco relutante.
    Sou de uma congregação que não namora, mais faz corte ( uma visão linda ao meu ver ), e tenho visto que o Senhor tem agido em uma relação de corte com uma pessoa, que também tem a mesma visão. O problema é que eu não o amo. E a cada dia me preocupo mais, pois eu vejo que essa união vem de Deus, mais eu não amo, vejo relacionamentos frustados por falta de amor entre os casais.
    Sinto-me que se eu não casar com essa pessoa, eu não vou cumprir o proposito de Deus, já que o Senhor não uni pessoas Ele uni propósitos. E tenho temor de casar e ser infeliz. Sempre penso, a vontade de Deus é boa, perfeita e agradável. Mais não tiro a inquietação do meu coração em relação ao amor. Você acha que seria capaz uma pessoa passar a amar a outra com o conviver no dia a dia? Ou que um casamento possa sim ser edificado fortemente no Senhor por pessoas que decidiram se amar ?

    • Amanda, olá
      .
      minha irmã, antes de mais nada, quero dizer que respeito a cultura da sua igreja e nada do que digo aqui tem como objetivo criar problemas com esse ou aquele costume local. No entanto, algo do que você me relata preocupa-me – e muito.
      .
      Quando você diz “O problema é que eu não o amo. E a cada dia me preocupo mais, pois eu vejo que essa união vem de Deus” isso me assusta. Nenhuma união para casamento que vem de Deus é sem amor. O vínculo que diferencia um amigo de um marido é o amor. Jamais Deus quer que duas pessoas que não se amam se casem. Isso é biblicamente errado. Casamentos sem amor ou acabam em divórcio ou em adultério ou em infelicidade eterna.
      .
      Porém, o que mais me preocupa é você dizer que “o Senhor não une pessoas, Ele une propósitos”. Minha irmã, Deus une pessoas. Deus não criou Eva para cumprir um propósito com Adão. Ele a criou porque viu que não era bom que o homem vivesse só e por isso fez para ele uma… pessoa. Outro exemplo: Jacó e Raquel. Gênesis 29:18 diz: “Jacó amava a Raquel e disse: Sete anos te servirei por tua filha mais moça, Raquel”. O que a Palavra está dizendo? Que Jacó viu que Deus ti já um propósito em comum para ele e Raquel? Não. Que ele a amava. E amava a pessoa dela, não o propósito.
      .
      Podemos ir além. Quando você lê Cantares vê nitidamente que o amor de Salomão e Sulamita era de um pela pessoa do outro e não pelo propósito que Deus tinha para qualquer um deles.
      .
      E poderíamos prosseguir por outros exemplos, mas creio que apenas esses três já deixa claro que essa doutrina de casamento por união de propósitos e não de pessoas é um equívoco que condena pessoas à infelicidade.
      .
      Propósitos unem amigos, colegas de trabalho, participantes de um mesmo ministério. Mas o casamento é para unir duas pessoas que se amam de modo único, que vai além da amizade. Tenho pena de irmaos que se casam porque ele prega e a irmã canta, por exemplo, dizendo que isso faria um ministério conjunto. Para isso não é preciso se casar.
      .
      É lógico que para se casar é preciso analisar se o pretendente tem um mínimo de projetos de vida em comum ( se ele quer ser missionário na África e você quer permanecer no Brasil, haverá sérios problemas ). Mas não é isso que determina um casamento: amor determina.
      .
      Sobre sua ultima pergunta, minha irmã, eu não acredito de modo algum que possa se construir amor com o tempo. Para se construir um prédio, você precisa ter alicerces. O alicerce do casamento em Cristo é o amor. Então, se não há amor desde o principio, não vai haver depois. Pois não se constrói um prédio e depois se põe o alicerce.
      .
      Em outras palavras, creio com base na Biblia e naquilo que já observei pela vida que um casamento sem amor é fadado ao fracasso.
      .
      Acho linda a corte e não tenho nada contra. Mas se no processo de corte não surge o amor seria ingenuidade crer que ele surgiria já no periodo de casamento.
      .
      É isso, mana, espero ter ajudado. Oro por você e que o Senhor ilumine muito as suas decisões.
      .
      Na paz e no amor de Cristo,
      mz

  34. Priscila disse:

    Oi Irmão Mauricio, a paz do senhor, lir os seus textos e vi um pouco de mim em cada comentario. mais a minha historia, é um pouco complicada, pois eu me casei amando outro, me casei so para conserta um erro que comete, mais no momento eu não pensei no arrependimento de que hj estou passando, to muito infeliz pois meu esposo comete muitos erros, e não consigo mais conviver com seus erros, pois ele sempre diz que vai mudar e nunca vejo essa mudança. To a ponto de me separar mais depois que vi seus texto eu penso no erro que vou cometer com a palavra de Deus e eu não quero isso, por que acima de tudo esta Deus pra mim. Mais ainda penço muito na outra pessoa e a tenho em meu coração, as vezes fico pensando que realmente não eramos pra estar juntos, mais as vezes penço que Deus nos separou para trabalhar em nossas vidas, ele tb e casado mais sinto que ainda gosta de mim tb, ai você pode imaginar como estar minha cabeça. Me apresente nas suas orações, pesso a Deus todos os dias a sua misericordia e seu cuidado.

    • Olá, Priscila,
      .
      sinto em mim a tua dor, minha irmã. Imagino o quão difícil deve ser. Mas que bom que você desistiu de trilhar o caminho que nos afasta de Deus. A caminhada é árdua, minha irmã. O caminho do Céu é estreito. Mas a recompensa supera tudo o que se possa imaginar.
      .
      Oro por ti, pela paz em teu coração, pela restauração de teu casamento e pelo marido da outra mulher, que siga em santidade no matrimônio dele.
      .
      Que Jesus te traga consolo e alegria, a cada dia de tua vida. Re abraço com carinho,
      mz

  35. Ester disse:

    Olá irmão Mauricio

    Como eh bom encontrar cristãos que querem obedecer ao Deus da bíblia e seus preceitos.

    Sei que vou fugir um pouco do assunto com meu comentário, mas creio não estar fugindo da essência.
    Tenho buscado entender um outro aspecto do amor verdadeiro que trata de limites. Vejo mulheres em julgo desigual como eu, que não querem abandonar o compromisso que fizeram com seus maridos antes de ambos serem cristãos, mas que são massacradas pela indiferença, condenação,
    e tanta insensibilidade. Quando vc comentou sobre ” Amar seu filho não exclui que ele tenha que cumprir normas estabelecidas em amor a eles….” A situação é que, no caso do cônjuge que não enxerga o dano emocional que causa como dano e ainda se ressente de limites? usa de agressividade, gritarias, imposições, direitos exigidos como ” o seu pastor lá falou que vc tem se submeter” mesmo vc fazendo tudo ao seu alcance para não desistir dele, nem da saúde emocional de seu lar e filhos. Penso no amor Agape como solução sim, a única, e o busco, pois os demais já se esvairam, mas o desrespeito sufoca e paralisa. Digo que sou grata a Deus, pois reconheço que Ele tem tornado esse espinhoso caminho de 9 anos um aprendizado único e tem dado propósito a cada busca, o louvo pois é mais do que aqui posso reconhecer! Em fim, não sei se estou sendo clara, mas também precisamos de ferramentas para lidarmos com tanto mau gênio enquanto procuramos amar e prosseguir para o alvo.

    Digo isso pois vejo mulheres que já estão no limite do sufocamento e oro para que Deus as ajude, assim como preciso estabelecer cercas de proteção emocional em meu relacionamento, elas precisam muito mais como no caso de uma irmã que representa muitas logo abaixo:

    Bom a minha historia é como de todas vcs, sou casada há l3 anos,(com dependente químico) ja fiz de tudo pra ajuda-lo tudo mesmo sacrifiquei a minha vida e as dos meus filhos por ele. Campanha de jejuns oração internçao, tudo mesmo já fiz pra ajuda-lo, mas tudo foi em vão, ele desistiu dele mesmo, agora depois de l3anos vou me separar não foi facil tomar esta decisão, mas escutei um pregação que mexeu não com a minha emoção e sim com a minha razão, é que eu estou amando quem me odeia e estou odiando quem me ama, bom os meus tem sofrido muito, e vi que sou poderia tira-los deste sofrimento me separando dele, é uma pena mas eu tenho visto que esta sendo a melhor decisando que eu estou tomando.

    Aproveito aqui para deixar um alerta aos jovens que querem o ”casamento perfeito” longe de preceitos de Deus, as parcelas do alto preço são intermináveis

    Oro para que Deus nos oriente pelo seu Santo Espírito enquanto aqui abrimos o nosso coração.
    Graça e paz

    Read more: http://psicoterapeutacristao.blogspot.com/2009/09/conselhos-uma-jovem-esposa-cujo-marido.html#ixzz2QAK7dwIe

  36. katy disse:

    irmao tive um casamento atribulado onde tive uma filha e logo apos o nascimento me separei.hoje dois anos depois encontrei uma pessoa q e uma bençao para mim e minha filha.tenho um grande afeto por ele mas n acho q seja amor mesmo assim penso em seguir minha vida com ele faço errado???

    • Oi, Katy,
      .
      minha querida irmã, me perdoe se não tenho uma resposta pronta, mas creio que você deve procurar seu pastor e buscar com ele orientação. Eu me sentiria um irresponsável se dissesse a você o que fazer a partir de algumas linhas de texto. É a sua vida e a de sua família que estão em jogo, isso é muito sério.
      .
      Você precisa buscar orientação pastoral, em longas conversas, em que dirá todos os detalhes, contará todas as situações. Se meu texto ajudou a provocar em você uma reflexão, cumpriu o seu papel. Agora é hora de você ir mais fundo, em orientação pastoral. Acredite: será bem melhor pra ti.
      .
      Oro por tua vida, mana, que certamente está nas mãos do Pai.
      .
      No amor de Cristo,
      mz

  37. Olá, Maurício, sou Sebastião portador da sindrome de Asperger, tenho 38 anos, o que me dificulta no dia a dia na percepção das coisas e em relação ao meu casamento. Antes de casar, havia recebido o convite da minha namorada para o casamento e eu por minha vez estava em dúvida se era para casar ou não. Pesquisei, rezei muito e disse a ela sobre minha deficiencia e que fazia tratamento psiquiátrico e que não tinha emprego. Mas ela insistiu e eu gostava dela e casamos no civil.
    O tempo foi passando, tivemos uma filha, que já tem 2 anos. Daí, resumidamente ela trabalha, funcionária pública e eu não, pois não me adaptei aos empregos, como professor , vigia e fico cuidando da melhor maneira possível da nossa filha. Ah.esqueci de contar que tenho uma filha de 12 anos de uma relação anterior, passageira, na qual minha falecida mãe ajudava-me muito. Sofro diariamente e dou razão a ela quando está infeliz com casamento, que devia casar com outro homem mais ativo, atento´, com atitudes. Não sei o que fazer diante dessa circunstancia, pois pensava que ela me compreenderia quando disse que sou portador da sindrome de asperger. Já melhorei muito com a convivencia, mas vez ou outra volto a fazer erros que a deixa nervosa. Recentemente deixei o emprego de vigia, pois estava com insonia e tomava remedio para dormir, o que não adiantava muito. A família dela parece me entender, mas muitas vezes ela não tem paciencia comigo. Esse é um caso que estou preocupado com o futuro com a minha vida. Pois se houver um divórcio, não sei como vou fazer para continuar a vida. Ao mesmo tempo sinto falta dela e tenho medo de ficar só, pois por mais que lute para ser independente, preciso de alguem que me oriente. Quem me suportava era minha mãe, que já é falecida. Gosto muito de fazer as coisas em casa e ajudar na criação da minha filha. Desculpe me se não entendeu bem alguma coisa, pois necessito de ajuda diante dessa união e se há perdão mesmo para nós dois diante da misericórdia de Deus.

    • Sebastião, olá,
      .
      fico triste que você esteja passando por isso. Eu me sinto pouco confortável de te dar conselhos, querido, pois é uma situação que exige um acompanhamento próximo e cuidados dedicados. Por internet seria muita irresponsabilidade minha dizer a você o que fazer. Minha recomendação seria vocês procurarem o seu pastor para um aconselhamento me orientações bíblicas, pois sua esposa sabia de sua condição antes de se casar, nao penso ser justo levantar essa questão agora. Talvez a assistência de um terapeuta de casais possa ser um bom caminho também para vocês.
      .
      Oro por ti, querido, e pela tua esposa. Também por sua filha. Peço a Deus que restaure essa situação e faça a paz habitar em teu lar. Procure amparo próximo, querido, será muito mais eficiente.
      .
      Um abraço, na paz de Deus,
      mz

  38. Ana Maria Silva disse:

    Ai, irmão, nem sei o que dizer. Na minha situação, não sei se estou errada ou não, mas sinto um asco desgraçado do cara que tanto me quer. Eu conheci um sujeito cristão e extremamente conservador, cavaleiro e tudo mais, que diz me amar e estar loucamente admirado por minhas qualidades como varoa do Senhor. Porém, eu não sinto o menor amor por ele, muito pelo contrário, eu tenho asco! Nós tivemos alguns desentendimentos ultimamente, pois eu abri o jogo e disse que não me sentia confortável nessa situação. Além do mais, a gente só se conhece pela internet mesmo, nunca nos vimos pessoalmente e ele pretende vir “atrás do grande amor de sua vida”, praticamente me buscando para casarmos. Diante das imensas “qualidades” dele, eu teria moral pra dizer “não”? Eu estaria pecando em deixar de me casar com um possível varão do Senhor porque tenho extremo nojo dele e por isso não quero submetê-lo á um inferno matrimonial? Me sinto péssima. Isso virou um inferno pra mim. Estou fazendo o possível para evitá-lo. Ele vive me bajulando, mas ele quer tudo tão rápido e apóiado principalmente nas qualidades que nós temos. Só pelo fato de sermos cristãos e conservadores, ele acha que somos feitos um para o outro. Eu não sinto o menor amor por ele, num sentido matrimonial. O que eu deveria fazer? Eu disse que deveriamos seguir com mais calma, mas não, o homem ficou uma fera quando eu disse que não me sentia bem nisso e provavelmente deve ter me julgado como falsa-cristã ou feminista! É como se eu fosse um lixo que deixaria de ser tal coisa somente com ele por perto!

    • Ana, oi,
      .
      o teu comentário já traz embutido todas as respostas de que você precisa. Me aponte uma única razão para você sequer continuar a falar com essa pessoa e eu começaria a dizer algo. Fuja.
      .
      Deus te abençoe muito,
      mz

  39. Selena disse:

    Olá tudo bem??

    Maurício me explique uma coisa.. antigamente quem arrumavam os casamentos eram os pais.. Porém acredito que antes havia um “temor” maior..

    Em Gênesis 2:18 diz: E disse o SENHOR Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora idônea para ele.

    Não acha que está dando valor à “paixão” do que ao amor fraternal?

    Este mundo é passageiro, o verdadeiro amor não está aqui

    • Olá, Selena,
      .
      entendo sua preocupação, mas não, minha irmã, não estou dando valor mais à paixão do que ao amor fraternal. Como você bem pôs, amor fraternal é fraternal, ou seja, entre irmãos. O amor que une duas pessoas num mesmo projeto de vida tem de ser diferenciado dos demais, senão qual seria a diferença de um cônjuge e um amigo?
      .
      Se você ler Cântico dos Cânticos verá que amor de verdade não é só paixão, mas traz em si uma carga emocional extremamente indispensável.
      .
      Lamento muito por quem casa com um amigo que seja nada além de um amigo, pois não forma uma família: forma uma fraternidade.
      .
      Espero ter esclarecido meu ponto de vista. Deus a abençoe muito. com carinho,
      mz

  40. Elisa Drummond disse:

    Nosso Deus é o Deus do impossível!
    E o por mais que tenham casado por motivos errados e estejam colhendo as consequências com infelicidade.
    Mas agora pense, se Deus transformou a água em vinho, multiplicou os peixes, curou inúmeras doenças e acrescentou anos à vida de um Rei.
    Porque não seria capaz de transformar maldição e benção e mudar a história da sua vida?
    Peça pelas misericórdias do Senhor que se renovam, para me transformar as lágrimas em gozo, fazendo o seu casamento, um casamento feliz.
    Assim como Deus disse “haja luz”, clame para que Deus diga “haja amor”.

    Graça e Paz!

  41. Carolina disse:

    Bom dia Mauricio e leitores!

    Conheci uma pessoa e casei um ano depois sem ter a noção do que esperava. Fizemos tudo errado, caímos em pecado e então decidimos casar logo para não viver assim. Bem, há um ano casei com essa pessoa que é totalmente diferente de mim em praticamente todos os aspectos. Não sei exatamente porque casei, mas creio que tenha sido por um ou alguns dos motivos errados que foram citados acima. O fato é que sou totalmente infeliz, frustrada e insatisfeita no meu casamento. Sei que Deus odeia o divórcio e eu O desagradaria muito se tomasse essa decisão. Em contrapartida, em Sua palavra também são citadas passagens de como uma esposa deve agir em seu casamento, em sua casa, que deve ser uma esposa submissa, ajudadora, amorosa e cuidadosa. O fato é que sem amor, isso é extremamente dificil. Não tenho vontade de cuidar, de conversar, de ouvir, de ter relações, enfim, a minha vontade é de fugir, isso sim. Aí penso: Ok, não vou me separar pra não entristecer a Deus, mas e adianta não entristecê-lo por esse lado e ser uma esposa que tbm não o agrada? Ou seja: estou disposta a aguentar e levar esse relacionamento infeliz, afinal fui eu quem escolheu isso, mas e aí, vou continuar a desapontar o Senhor com minhas atitudes de esposa totalmente contrárias ao que ordena a Palavra?
    Essa duvida me corrói por dentro. Estou cada vez mais triste. Sei que devemos amar ao nosso próximo, independente de quem seja, mas dentro do contexto, não é tão fácil exercer o amor diante de circunstâncias e situações que eu jamais escolheria passar, se soubesse que seria assim.
    Preciso de ajuda!

    Abraços!

    • Olá, Carolina,
      .
      minha irmã, em primeiro lugar te estendo meu carinho e minha solidariedade por essa situação tão difícil.
      .
      Minha maior recomendação é que você procure seu pastor e se abra com ele. Derrame sua alma e peça auxilio pastoral. Ele é a pessoa que pode te auxiliar mais do que qualquer outra, pois foi comissionada pelo Senhor a te pastorear, a cuidar de tua alma. Teu caso requer acompanhamento de perto, e não posso ser inconsequente a ponto de te aconselhar por internet. Espero que você compreenda.
      .
      Acredito na indissolubilidade do casamento, à luz das Escrituras. Casamos até que a morte nos separe e não até que a felicidade acabe. Soa duro isso, eu sei, mas ao mesmo tempo é bíblico. A Bíblia não é hedonista e não trata de felicidade nesta vida: ela trata de fidelidade nesta vida e felicidade na próxima.
      .
      Me preocupa você dizer que é dificil exercer amor em circunstâncias e situações desfavoráveis, pois Deus nos chama a amar inclusive nossos inimigos. Então o exercício do amor é um… exercício. Dia após dia, uma disciplina constante, em oração e ação. Esqueça o amor das novelas, de romantismo extremo, e olhe para o amor da Bíblia, que é amor sacrificial. O amor de Deus por nós não o fez feliz, mas o fez enviar o próprio Filho para morrer. Reflita sobre isso.
      .
      Sei que é dificil, mas Jesus nos diz que, para ir após ele, temos de negar a nós mesmos, tomar nossa cruz e segui-lo. Isso significa sacrificio, abrir mão de si, olhar para Deus.
      .
      Oro por ti, mana, e peço que o Senhor te sustente e renove o amor no teu coração. Que você e seu marido sejam fortalecidos nesse vínculo eterno pela graça e a compaixão do Deus que ama vocês. Procure seu pastor. Converse com ele. Não lute sozinha. Jesus é contigo.
      .
      Na paz que excede todo o entendimento,
      mz

      • Carolina disse:

        Muito obrigada pela compreensão! Vou fazer isso sim!
        Um abraço e que o Senhor continue te usando grandemente!

  42. ola boa noite! gostaria de pedir um ajuda um socorro!!! minha situaçao e muito extensa e complicada casei em outubro do ano passado e meu casamento ja acabou, com menos de um ano mas o grande motivo é eu sinto que ele nao me ama, lutei pelo amor dele mas todas as minhas investidas foram em vão a ponto de eu releembra do pai de minha filha ai pronto piorou minha situaçao veio a tona que casei pra esqueçer o pai de minha filha e ele tb casou pra esqueçer uma outra pessoa e agora o que faço??? nao existe amor de nenhum dos lados alem de td ele me maltrata e me hulmilha ele tem me envergonhado na frente de pastora que e uma grande amiga dele que situaçao.

    • Querida irmã,
      .
      você vive uma situação muito difícil, cheia de detalhes e aspectos a serem tratados com calma, tempo e à luz das Escrituras. Não posso dizer por internet o que você deve fazer, seria irresponsável.
      .
      Sua situação requer aconselhamento, acompanhamento, oração e restauração. Procure sua liderança espiritual. Peça ajuda. Tenho certeza de que, sendo seus líderes homens de Deus, vão orientá-la da forma correta.
      .
      Oro por ti, mana. No amor de Deus,
      mz

  43. Muito obrigada pela compreensão! Vou fazer isso mesmo eu li muito a mensagem, eu creio que o Senhor me dara uma soluçao uma direçao e eu creio que sera o melhor a ser feito abraçoss…

  44. Osmar Junior disse:

    Mas então porque vemos e ouvimos tanto dizer nas mídias cristãs que é possível aprender AMAR??

    O próprio livro “Desafio do Amor” diz que é possível aprender a amar, diz que é uma tarefa árdua pois vai contra o que seu coração quer, mas diz que é possível se você aprender a conduzir seu coração.

    O livro “Casamento Blindado” do Pr. Renato Cardoso e Cristiane Cardoso também diz que AMAR se aprende, ainda da um exemplo de uma escritora americana que aprendeu a amar Gorilas mais do que tudo na vida.

    Para os casamentos infelizes então é algo inútil a pessoa lutar para aprender a amar a outra pessoa??? quer dizer que então a pessoa não pode buscar em Deus e através dele aprender a amar esta pessoa?

    Se não é possível aprender a amar porque Jesus diz para AMARMOS nossos inimigos?

    Efésios 4.2 – com toda a humildade e mansidão, com longanimidade, “suportando-vos” uns aos outros em amor,

    Provérbios 31.10 – Mulher virtuosa, quem a pode achar? Pois seu valor muito excede ao de jóias preciosas.

    Vejamos o seguinte

    O homem casou-se e teve 3 filhas, a mulher veio a falecer, ficando o marido viúvo tendo de criar as 3 filhas sozinho, quando de repente ele se vê num dilema: “ou eu caso de novo ou terei que perder o emprego para dar atenção as minhas filhas”.

    Sai o homem a procura de uma mulher virtuosa que o possa ajuda-lo como companheira a viver o dia-a-dia um ajudando o outro em um consentimento mútuo de união, disposto ele a ama-la e respeita-la?

    Ou fica o homem viúvo o resto de seus dias esperando aparecer a “pessoa certa”?

    Casos de aprender a amar podemos enxergar em casamentos que, depois de alguns anos principalmente o homem, começa a viver em adultério e logo depois pede separação, a mulher com seu amor genuíno mesmo sofrendo continua mostrando seu amor sincero e próximo ao ágape a seu marido não mostra rancor…pelo contrário.. tudo sofre… tudo espera… tudo suporta.
    E em consequência disso o marido enxerga o que está fazendo, em meses volta arrependido pra relação cujo a qual estava deixando de lado.

    Porque??? foi pelo amor??? ou pelo companheirismo que ele via na ex??? pelo apoio de anos de lutas e batalhas???

    Se é Deus que nos apresenta a “pessoa certa”, tendo nós como seres humanos o livre arbítrio ele não nos obrigará a amar a pessoa correto?

    Será que Deus realmente criou o ser humano fadado a vagar o resto de seus dias na terra esperando a “pessoa certa”???

    Uma coisa penso, se casou pra não ser só, ou porque a pessoa era legal, ou porque era o certo a se fazer…então busque com suas mais profundas forças aprender a amar a pessoa que está do seu lado, colocando Deus acima de vocês, criando assim o cordão de 3 dobras.

    Você não é capaz de amar a pessoa com suas forças, mas através de Deus em seu coração o milagre pode aparecer, mas você deve estar disposta a amar.

    Sabemos que o amor vai muito mais além do que apenas o SENTIR. Ame nas atitudes, nos gestos, na negação….suportando-vos uns aos outros com amor.

    Porque Deus odeia o divórcio!!!

    • Olá, Osmar,
      .
      certamente este é um tema que gera muito debate (e, naturalmente, muitas opiniões), até porque a Bíblia não faz uma afirmação explícita e direta sobre a questão.
      .
      Deus o abençoe muito,
      mz

  45. adriele disse:

    OLÁ MAURICIO A A PAZ!

    LI ALGUNS COMENTÁRIOS E CREIO QUE ALGUMAS PESSOAS VIVEM O MESMO PROBLEMA QUE EU….. E ISSO ME DEIXA TRISTE POR SABER QUE COMO EU MUITOS VIVEM COM O CORAÇÃO APERTADO.
    SAI DE UM RELACIONAMENTO JÁ FAZ UNS SETE ANOS COM UMA FILHA COM 4 ANOS NA ÉPOCA TIVE DEPRESSÃO E SOFRI POR MUITO TEMPO POR ESTE FIM SEM NUNCA ESQUECER ESSA PESSOA. TENTEI NAMORAR OUTRO RAPAZ QUE POR SINAL ERA UMA ÓTIMA PESSOA, MAIS NÃO CONSEGUI LEVAR ADIANTE POIS NÃO PARAVA DE PENSAR NO MEU EX…. EX O QUAL FOI A PRIMEIRA PESSOA QUE FEZ O MEU CORAÇÃO QUASE SALTAR…. ACHO QUE ISSO ERA AMOR.. E ASSIM DECIDI FICAR SOZINHA UJA QUE NÃO ENCONTRAVA NINGUÉM QUE ME FIZESSE ESQUECER ESSE “EX”. ATE QUE CONHECI UM RAPAZ QUE POR INICIO ME DEIXOU ENCANTADA, NÃO DEMOROU MUITO TEMPO PARA PERCEBER QUE ESSE ERA MAIS UM QUE NÃO OCUPARIA MEU CORAÇÃO ME FAZENDO ESQUECER O MEU PASSADO, MAIS POR SABER QUE O MEU “EX” JÁ TINHA OUTRA PESSOA E QUE NESSA ALTURA ESTAVA NOIVO…. ACEITEI INICIAR UM NAMORO, POUCO MAIS DE 4 MESES FUI PEDIDA EM CASAMENTO… JURO QUE MEU CORAÇÃO GELOU… A MINHA VONTADE NA VERDADE ERA SAIR CORRENDO A PROCURA DO MEU EX E PEDIR PARA QUE ELE DEIXASSE TUDO E FICASSE COMIGO SENÃO EU FARIA A LOUCURA DE ME CASAR SEM AMOR… MAIS SABIA QUE ISSO SÓ IRIA ME TRAZER MAIS DOR COM O RISCO DE OUVIR UM NÃO… ENTÃO NEM TENTEI..; ACEITEI ME CASAR ACREDITANDO QUE O ESQUECERIA E QUE AMOR VIRIA E EU ATE ME COLOQUEI A DISPOSIÇÃO DE ABRIR A PORTA E DEIXA-LO ENTRAR, E SINCERAMENTE ESTAVA ATE FELIZ EM PREPARAR TUDO PARA O CASAMENTO, A ORGANIZAÇÃO DA FESTA MASCAROU A MINHA TRISTEZA E NESSES DIAS NEM MESMO PENSAVA NO QUE ESTAVA FAZENDO, NEM LEMBRAVA DO MEU EX… E ENTÃO CHEGOU O GRANDE DIA E ME CASEI, EMBORA NÃO TENHA SIDO PELO MOTIVO CORRETO, FOI UM LINDO CASAMENTO E ESSE DIA ME ARRANCOU ALGUNS SORRISO….. TALVEZ OS ÚLTIMOS…….. CASADA, VI QUE O MEU ESPOSO ESTAVA LONGE DE SER O “CABEÇA” DA CASA, ELE NÃO TOMA AS DECISÕES E NÃO TEM ATITUDES QUE UM PAI DE FAMÍLIA TEM QUE TER, EMBORA ELE SEJA UMA ÓTIMA PESSOA PARA MINHA FILHA COMO CHEFE DE FAMÍLIA DEIXA A DESEJAR E ASSIM POR MAIS QUE EU NÃO QUEIRA SEMPRE ME VEM A LEMBRANÇA DO MEU EX E DE COMO ELE ERA E COMO TOMAVA A FRENTE E CUIDAVA DE TUDO SENDO ASSIM DIA APOS DIA PERCEBIA QUE AQUELA TENTATIVA DE AMAR DE NOVO NÃO ESTAVA DANDO CERTO E QUE AQUELA DECISÃO SÓ ME TROUXE MAIS E MAIS TRISTEZA, MAIS CONTINUEI TENTANDO FIZ ACOMPANHAMENTO COM LIDERES DE CASAIS DA IGREJA POIS PRECISAVA URGENTE DE UMA SOLUÇÃO, E ATE QUE POR UM TEMPO AS COISAS FLUÍRAM, ENGRAVIDEI E NÃO DEMOROU MUITO TEMPO PARA MEU MUNDO NOVAMENTE DESMORONAR EM MINHA CABEÇA E PERCEBER O ERRO QUE COMETI. SEMPRE FUI MUITO HONESTA COM ELE INCLUSIVE EM RELAÇÃO AO AMOR, NOS CASAMOS E ELE SABIA QUE NÃO O AMAVA, DISSE PARA ELE QUE AINDA AMAVA O PAI DA MINHA FILHA MAIS QUE ESTAVA DECIDIDA A ESQUECE-LO, ENTÃO SEMPRE FUI SINCERA QUANTO A MEUS SENTIMENTOS E HOJE COM 2 ANOS DE CASADA TENHO A IMPRESSÃO QUE A FELICIDADE NUNCA VAI SORRIR PARA MIM E OLHO PARA TRÁS E PENSO EM COMO MINHA VIDA PODERIA SER DIFERENTE E COMO ACREDITO QUE PODERIA SER FELIZ………. OLHO PARA MEU ESPOSO E NÃO SINTO ABSOLUTAMENTE NADA, NÃO TENHO VONTADE NEM MESMO DE BEIJA-LO E ULTIMAMENTE TEM SIDO BEM PIOR…. AS VEZES TENHO VONTADE DE SAIR CORRENDO, PEGAR MINHAS FILHAR E SIMPLESMENTE IR EMBORA…. MEU EX SE CASOU HA ALGUNS MESES O QUE TEM ME MATADO AOS POUCOS, SEI QUE ELE VIVE DE MANEIRA BEM DIFÍCIL COM ESPOSA DELE, E ATE CHEGO A PECAR PENSANDO EM COMO SERIA SE ELE SE SEPARASSE…. PEÇO PERDÃO A DEUS MAIS NÃO MANDO EM MEUS PENSAMENTOS. NÃO FICO FELIZ COM TODOS ESSES PENSAMENTOS, POR ISSO PEÇO QUE OREM POR MIM POIS MEUS PENSAMENTOS NÃO TEM SIDO OS MELHORES E TODOS OS DIAS QUANDO OLHO PARA O MEU ESPOSO TENHO VONTADE DE IR EMBORA SEM NEM OLHAR PRA TRÁS. ME AJUDEM EM ORAÇÃO É SÉ O QUE PEÇO EM NOME DE JESUS. FIQUEM NA PAZ.

    • Adriele, minha irmã,
      .
      certamente oro por ti. Agora tens um marido em aliança eterna e isso nao pode ser desfeito aos olhos de Deus. Seu ex é passado, minha irmã. Qualquer pensamento de relacionamento com ele configura adultério. Fuja disso.
      .
      Sei que não é fácil. Mas você agora tem de pensar que amor pesa mais em sua vida: pelo marido de outra mulher ou por Cristo. Pense e aja com carinho, pois ruas decisões terão consequências eternas.
      .
      Receba meu carinho e meu afeto. Que a paz que excede todo entendimento seja contigo, todos os dias,
      mz

      • adriele disse:

        OLÁ MAURICIO SOU EU MAIS UMA VEZ EM DESABAFO…

        LI CADA UMA DE SUAS PALAVRAS E CETA QUE O AMOR QUE PESA MAIS EM MINHA VIDA É O DE CRISTO E SEGUIDO PELO AMOR QUE TENHO PELAS MINHAS 2 FILHAS.. MAIS ESTOU PRESTES A TOMAR A DECISÃO DE IR EMBORA COM MINHAS FILHAS, EMBORA TENHA MEDO DAS CONSEQUÊNCIAS PENSO TODOS OS DIAS NO QUE SERIA PIOR PARA MIM…. VER MEU ESPOSO SOFRENDO AO MEU LADO, POIS NÃO CONSIGO RETRIBUIR O AMOR QUE ELE TEM POR MIM OU SABER DE SEU SOFRIMENTO ESTANDO LONGE DE MIM??? A QUESTÃO É QUE TODOS OS MEUS DIAS SÃO SEGUIDOS COM ESSA ANGUSTIA QUE ME TIRA O SONO, SEI QUE DIANTE OS OLHOS DE DEUS ISSO É UM GRANDE ERRO, MAIS SIGO ME PERGUNTANDO POR QUE HA TANTO TEMPO SOFRO COM ESSE SENTIMENTO. ACREDITE ATE JEJUM EU JÁ FIZ PARA ESQUECÊ-LO MAIS SEMPRE QUE O VEJO OU ATE MESMO OUÇO A SUA VOZ MEU CORAÇÃO ENTRA EM PANE… ENTÃO ENTRO EM QUESTIONAMENTO SERÁ QUE DEUS NÃO ESTA OUVINDO MINHA ORAÇÃO??? OU SERÁ QUE NÃO ESTOU SABENDO ORAR DA MANEIRA CORRETA??? JÁ QUE JÁ SÃO QUASE ANOS PASSADOS E NADA MUDA…… MEU DEUS QUERIA APENAS ACORDAR E NÃO ME LEMBRAR QUE UM DIA SENTI ISSO POR ESSA PESSOA E OLHAR PARA MEU ESPOSO E PODER DIZER O “EU TE AMO” QUE SEI QUE ELE TANTO DESEJA…. MEU QUERIDO IRMÃO ME AJUDE POIS JA ESGOTEI MINHA MENTE DE TANTO PENSAR…. TENHO MEDO AGORA DE MINHAS AÇÕES MAIS SINTO QUE NÃO VOU CONSEGUIR VIVER ASSIM POR MUITO TEMPO….
        ACHEI AQUI UMA MANEIRA DE ME ABRIR COM ESSA DOR QUE ME INCOMODA A TANTO TEMPO E QUE NÃO É EM TODO MUNDO QUE CONFIO ESTAS PALAVRAS…. MAIS CREIO QUE ÉS ESCOLHIDO POR DEUS PARA AJUDAR AQUELES QUE ASSIM COMO EU SOFREM COM ESSE PROBLEMA. DEUS ABENÇOE SEMPRE. DESCULPE MAIS SÓ TE PEÇO. AJUDE-ME

      • Adriele, olá,
        .
        mana, o que posso fazer para te ajudar é apontar o caminho das pedras: busque na Palavra de Deus aquilo que o Senhor deixou revelado como sua vontade. A fé vem pelo ouvir, assim como a transformação, a restauração, a reconstrução. Em seguida vem a oração, por meio da qual Deus faz maravilhas. Ore e persista em oração. O jejum ajuda, pois vai te ajudar na disciplina do domínio próprio, fortalecendo tua capacidade de se controlar ante os impulsos. Por fim, busque auxilio, de preferencia pastoral. Peça acompanhamento, aconselhamento, intercessão, suporte, intervenção, discipulado.
        .
        Teu marido é o teu marido, isso é fato consumado. Você não encontrará na Bíblia nada que te justificará o abandono do lar. O que você precisa não é de divorcio, muito menos de outro homem. Esse é teu marido. O que você precisa é construir alicerces nesse relacionamento que te permitam continuar no matrimonio que escolheu para si.
        .
        Aos olhos de Deus, teu marido é mais importante em tua vida que tuas filhas. A ele você deve devoção, submissão e auxílio. Isso tem de vir. Comece a trabalhar nesse sentido.
        .
        Oro por ti. Força, fé, perseverança e santidade: o caminho da paz, em Cristo. Que Ele seja contigo,
        mz

  46. adriele disse:

    AMEM AMADO. DEUS CONTINUE ABENÇOANDO ESSE SEU MINISTÉRIO. VOU CONTINUAR ORANDO E ESPERO EM DEUS ESSA MUDANÇA EM MINHA MENTE E CORAÇÃO. UM ABRAÇO E FICA NA PAZ.

  47. Anonima disse:

    Palavras corretas, que Deus continue te usando. Vivo muito infeliz no meu casamento, me afastei do evangelho e me casei com um descrente. Voltei para igreja e ele aceitou a Jesus, mas não o serve, nem vai a igreja. Sou muito infeliz, pois ele não me da atenção, vive jogando no computador, nossa vida sexual quase não existe, e isto tem me deixado mais arrasada ainda, pois sou jovem. Todo o seu tempo livre é voltado para o jogo, vivo só… não sei até quando vou aguentar, pois isto já tem 3 anos… por favor me ajudem em oração, para que o Senhor ponha amor no meu coração, pois o amor que tinha pelo meu marido, já não existe mais, acho impossível, um amor resistir, sem carinho, atenção, amizade, contato etc. Não quero me separar, pois sei que Deus não se agrada, mas também não quero continuar na infelicidade.

    • Olá, minha irmã,
      .
      fico muito triste de ler tudo isso.
      .
      Converse com seu pastor, minha irmã, e busque orientação, auxílio e amparo. Você precisa de pessoas confiáveis que caminhem junto contigo nisso.
      .
      Oração no seu caso é fundamental, pois só o Senhor muda corações. Mas diálogo com seu marido não pode faltar. Converse com ele, exponha o que sente, derrame sua alma. Vocês precisam se comunicar. Não fique apática, lute pelo teu casamento.
      .
      Oro por ti, mana. Deus abençoe muito a ti e a tua casa,
      mz

      • Anonima disse:

        Obrigada… fico feliz pelo seu retorno. Já conversei inúmeras vezes com meu marido, já falei com ele o quanto sou infeliz no casamento, já mudei as minhas atitudes que ele dizia que não era bom para o relacionamento. Já falei com ele como ele me machuca, mas ele não muda nada. Só em saber que conto com sua oração, já me deixa feliz. Quanto o auxilio do pastor, isto seria ótimo se acontecesse.

      • Mana,
        .
        com certeza você conta com minhas orações. E sim, busque o seu pastor. Ele não tem como saber o que se passa se você não o busca em aconselhamento. Lembre-se que ele é teu pastor e não um pregador dominical. Deixe-se pastorear.
        .
        Em oração por vocês,
        mz

  48. Anonima disse:

    Já conversei com ele.

  49. edilson disse:

    Percebe-se que os costumes da nossa sociedade tem transformado muito as nossas mentes, principalmente as dos jovens, tanto materialmente como espiritualmente, ao ponto de não se procurar mais discernir o que é lícito e ilícito a fazer, e o ponto ao qual quero compartilhar com você que esta lendo é se Deus nos ajuda na nossa vida amorosa.
    Para tudo há o seu tempo determinado ( tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu
    Eclesiastes 3:1 ), não adianta fazer a coisa certa no momento errado, vai acabar sendo errado do mesmo jeito, principalmente nós, os jovens, temos que aproveitar o tempo que temos disponível, sem compromissos para buscar as riquezas celestiais, ( E bem quisera eu que estivésseis sem cuidado. O solteiro cuida das coisas do Senhor, em como há de agradar ao Senhor; 1 Coríntios 7:32, ).
    Antes mesmo da fundação do mundo Deus já nos escolheu (Porque Deus nos escolheu nele antes da criação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. Efésios 1:4 ), para podermos ser santos e irrepreensíveis, para podermos o adorar, nos temos uma carreira que já nos esta proposta a continuar e temos que buscar a cada dia mais Deus em nossas vidas, não devemos sair por ai ficando com um e com outro, afinal, temos muitas almas a pescar para o Senhor e a batalha já esta travada, e o inimigo só espera uma falha nossa, e não perde tempo. Deus sabe das nossas necessidades e de tudo que precisamos (Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Mateus 6:8 ) antes de nós pedirmos algo ao senhor ele já sabe do que nós precisamos, ele conhece os nossos corações, e sabe do que precisamos, simplesmente confie no Senhor.
    Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me, Jesus tem um amor muito imenso por todos nós que não nos obriga a segui-lo, mas nos deixa a escolha, não somos obrigados a seguir a Jesus, sabemos que muitas das vezes teremos que sacrificar nossa esposa, namorada, pai, mãe, filhos, e principalmente nos sacrificar para podermos estar apto a receber cada dia mais das gloriosas riquezas de Cristo.
    Deus sabe que não é bom que nós vivemos só, sabe que precisamos de alguém para estar do nosso lado, exemplo disto foi com Adão, Deus poderia ter retirado o sentimento de solidão de Adão, afinal, Deus o visitava todo dia, mas Deus sabia que era bom que o homem tivesse uma companheira e providenciou uma companheira para ele ( e viu Deus que tudo quanto havia feito era bom ). Adão era tão espiritual que conversava com Deus pessoalmente no Jardim, ele cuidava das tarefas que Deus deixou para ele, assim temos que ser nós, cuidar das coisas ao qual vem do Espírito, ao qual Deus tem nos Deixados e que nos revela a escritura sagrada. (Com a costela que havia tirado do homem, o Senhor Deus fez uma mulher e a trouxe a ele (Gênesis 2:22,) Deus não somente fez Eva para Adão, poderia muito bem simplesmente deixar ele acordar e ver que havia uma companheira para ele, mas Deus esperou ele acordar e trouxe a companheira para ele, apresentou ela para ele, Deus teve o capricho de fazer ela, tirar ela de perto dele, depois que ele acordou, Deus trouxe Eva para apresentar para Adão. Adão também teve que esperar o tempo de Deus, teve que fazer primeiro o que Deus lhe havia ordenado. ( Depois que formou da terra todos os animais do campo e todas as aves do céu, o Senhor Deus os trouxe ao homem para ver como este lhes chamaria; e o nome que o homem desse a cada ser vivo, esse seria o seu nome.
    Gênesis 2:19,) ou seja, depois da tarefa ao qual Deus havia o dado ser cumprida, Deus viu que não era bom que Adão estivesse só, e fez uma companheira exclusivamente para ele.
    (Casas e riquezas herdam-se dos pais, mas a esposa prudente vem do Senhor. Provérbios 19:14 ) O senhor pode nos dar uma esposa prudente. Temos vários exemplos como este na Biblia Eva foi levada a Adão, Gênesis 2:22. Ester ao rei (Et 2.5-9) Rute a Boaz (Rt 3.1-11 e 4.5-13). Ah! Mas isto era só uma exceção, e nós não somos exceções? Olha o tanto de Jovens morrendo, o tanto de pessoas que morrem no mundo inteiro e nós estamos aqui, buscando a palavra de Deus, isto não é exceção? E a geração que vai vim através de sua semente? Pega o seu avô de 50 gerações atrais, pra você escolher Deus hoje, não foi uma exceção? Deus fez a união, fez o casal, e Ele tem o prazer nisto, mas tem que ser de forma correta, nos parâmetros de Deus. Vemos muitos jovens no famoso ficar, na verdade o que é ficar? Ficar nada mais é do que você se satisfazer a vontade da carne sem compromisso nenhum, tocando assim no que é do Espírito e que não te pertence. Ficar é você ser um objeto para alguém e alguém ser seu objeto. Deus se agrada disto? Se fosse assim Adão poderia ter dado uns pega na Eva antes de toma –la, ( Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne.
    Gênesis 2:24), enquanto isto vamos cuidar mais em conhecer a Deus.
    Temos também todo o apoio de Deus para podermos escolher com quem queremos passar a nossa vida, exemplo, suponhamos que vi uma menina que me agradou, ela cuida das coisas que vem de Deus, cuida da sua vida espiritual, coloca Deus acima de todas as coisas, obedece pai e mae, ajuda os pais em casa, e meu coração se agradou, tenho todo direito de falar com Deus, isto não significa que Deus ira te dar, mas ele te dará uma resposta, (Peça a Deus que abençoe os seus planos, e eles darão certo. Provérbios 16 3 ), se aconteceu isto com você, ore converse com Deus, chegue na pessoa e fale pra ela, chame ela para orar, Deus vai responder vocês dois e poderá abençoar grandemente, só não se esqueça que tem que ser um namoro dentro da bíblia (Pois Deus trará a julgamento tudo o que foi feito, inclusive tudo o que está escondido, seja bom, seja mal Eclesiastes 12:14 )
    Entretanto de todo modo temos que perseverar na oração, sempre em comunhão com nosso Deus e cuidando para que nós não venha a cair diante das tentações, e para que podemos receber as bênçãos ao qual vem do nosso Senhor, e procurando sempre estar atento para tudo ao qual ele nos tem falado e nos ensinado, e que nosso objetivo principal seja buscar e amar a Deus acima de todas as coisas, e se preparar para sua vinda para irmos morar com ele.

  50. val barbosa disse:

    Eu vivo com um homem a 4 anos, mas não o amo. tive trés filhas com ele, vivo com ele, mas, não vivo feliz. a gente nunca se entende. eu gostaria de saber se eu não tenho escolha, se tenho que casar com ele?

    • Val, olá,
      .
      minha amada, quem sou eu para te dizer o que fazer! Eu recomendaria que procurasse seu pastor e conversasse com ele, para que receba aconselhamento adequado e apoio ministerial. Naturalmente, isso deve ser feito sempre em oração.
      .
      Biblicamente, devemos nos casar com quem amamos. Não por qualquer tipo de obrigação. Peço ao Senhor que conduza tuas decisões e que você faça o que é o certo aos olhos de Deus, não aos olhos dos homens.
      .
      Que a paz de Cristo transborde em tua vida,
      mz

  51. lilian disse:

    Olá,
    Li todos os seus posts sobre casamento. Em muito me edificou, Obrigada.

  52. Ed disse:

    Parabéns pelo excelente ensinamento!
    pois bem, gostaria muito da sua ajuda..
    Namoro uma menina fora de série,
    no agir, na simplicidade, na sua beleza,
    ela é maravilhosa, sempre me trata bem,
    suas qualidades são muito dignas
    MAS NÃO CONSIGO AMA-LA
    é muito triste para min, já até contei
    para ela e é muito dificil, estar alí
    do lado de uma pessoa maravilhosa
    e simplesmente não sentir o coração vibrar
    por ela, estamos juntos a 1 ano, e fica
    aquela pressão da família, igreja nossa
    é terrível,mas não quero ter um casamento
    medíocre vivendo de faxada, mas
    ela é tão maravilhosa e não consigo sentir
    nada nada nada, penso em terminar
    mas quando vejo suas qualidades,
    isso me paralisa, ficaria com ela a vida inteira,
    mas não enxergo amor meu para com ela..
    o que devo fazer? terminar e perder
    essa oportunidade? ou prosseguir
    e tentar encontrar um amor onde nunca perdi?

    • Mano,olá,
      .
      fico triste pela situação e recomendo que você procure seu pastor. Converse com ele, pois poderá aconselhar, orientar e interceder por você.
      .
      Só uma ponderação. Se alguém da sua igreja chegasse até você e lhe contasse exatamente a mesma história que você me contou, que conselho você daria a ele? Pense nisso. A sua resposta a ele é a resposta que você busca.
      .
      Um abraço, Deus o abençoe muito,
      mz

      • day disse:

        Mauricio, pegando o acontecimento na vida do Ed, sendo o mesmo caso vivido por Ele, mais existiu o amor e agora o amor esta frio ou confuso, com duvidas , medo de se casar .. qual seria o seu conselho ?

      • Minha irmã,
        .
        casamento é um passo a ser dado com convicção. Se ela não existe, o melhor é esperar para ter as ideias mais claras. Meu conselho seria procurar seu pastor e conversar com ele, de forma mais aprofundada, e pedir aconselhamento à luz da Bíblia.
        .
        Deus a abençoe,
        mz

      • day disse:

        Amém , Deus te abençoe.

    • Osmar Junior disse:

      irmão há esperança, posso te dizer que existe progresso por experiência própria e tudo vai da ajuda e da busca que ambos procuram.

      me add no email te contarei monha história e digo que pra tudo na vida existe um jeito.

      junior.garrett@live.com

      Paz

      • Sem nome disse:

        Queria um conselho pois casei porque estava na solidão e porque pensava que meu esposo seria alguem espirtual pra me apoiar espiritualmente, só que nos meus 3 anos de casada só houve decepcoes e tristezas, eu sempre lutei só eu e Deus porque ele nunca me apoiou é um homem bom em algumas areas mas nas que eu realmente preciso ele é zero , nao é submisso ao Pastor, não consegue conservar amizades e atrapalha muito o ministerio que exerco na igreja e o pior é, eu não amo mais ele, nao sinto atração sexual por ele, não nos beijamos, só brigamos, eu escondo tudo isso para os outros nao saberem , vivo um casamento de aparencia, não sei o que fazer mais,

      • Minha irmã, olá,
        .
        fico muito triste por tudo o que você está passando. Você precisa buscar a restauração do seu casamento, em Deus e pelo poder dele. Nossas ações trazem consequências e devemos arcar com elas. É o que se chama responsabilidade. Agora que você fez uma aliança com seu esposo e com Deus, precisa mantê-la. Não há brecha na Bíblia para o fim do seu matrimônio. Se me permitir, eu recomendaria que lesse o post que publiquei ontem no meu blog, que fala exatamente sobre isto: http://apenas1.wordpress.com/2014/02/27/meu-casamento-nao-tem-jeito-devo-me-divorciar/
        .
        Oro a Deus que restaure sua família e que conceda paz ao teu lar. Um abraço fraterno, no amor de Deus,
        mz

  53. Lena disse:

    Preciso de uma orientação e oração pois eu estou do outro lado dessa situação, estou vendo alguém que amo muito se casar pelo motivo errado.

    Sou apaixonada por um homem há muito tempo. Aconteceram algumas coisas entre nós que ficaram mal resolvidas, ele queria namorar comigo , mas por receio de algumas coisas que ele tinha feito ,mesmo o amando dei a impressão que não estava interessada e deixe a oportunidade da minha vida passar. Eu digo que é da minha vida ,pois nunca senti um sentimento tão forte e pleno como sinto por ele, que mesmo distante só aumenta.
    Após eu falar não ele começou a namorar outra pessoa e nunca conseguimos conversar sobre isso. Mesmo namorando ele sempre me procurou para conversar e sempre demostrou ainda ter algum sentimento por mim , mas nunca falamos sobre isso.

    Agora a namorada dele esta gravida e eles estão planejando se casar. Ele demostra não ama-la ,mas ira se casar para corrigir o erro, porque ela esta grávida e deseja fazer o que é certo perante a família e agir corretamente com ela. Acredito que se durante namoro ele não conseguiu ama-la, as chances desse casamento ser infeliz é muito grande .

    Depois que resolveu se casar , ainda me procura para conversar , mas não fala dos seus sentimentos , ele demostra algumas vezes muita tristeza.
    Depois de ele começou a namora-la já tentei esquece-lo , me afastar , gostar de outra pessoa mas não consegui.

    Sinto que ele vai cometer um erro muito grande, levando os dois a uma vida de tristeza e mentira.

    Eu sei que casamento é uma aliança sagrada, e mesmo que meu coração se parta se ele decidir se casar vou me afastar para não cometer nenhum pecado e não alimentar mais esse sentimento.

    Mas gostaria de saber se é errado conversar com ele , abrir meu coração , falar dos meus sentimentos e tentar alerta-lo sobre a escolha que esta tentando fazer ?
    É errado eu ainda querer lutar pelo amor dele , para tentar viver um relacionamento onde exista amor de verdade com a benção de Deus antes de eles se casarem ?

    Me sinto mal e culpada porque a namorada dele esta gravida e me sinto totalmente errada em ama-lo e querer lutar ainda por esse sentimento . Durante todo esse tempo ,nunca manifestei meus sentimentos e eu não gostaria de destruir o relacionamento e os sonhos dela , mas sei que ele não a ama e pode tomar uma decisão errada que gerará muitas infelicidades aos dois e a mim.

    Já pedi muitas respostas a Deus para fazer o que é certo e não desagradar a sua vontade, mas ainda não sei como agir. Por favor preciso de um conselho de alguém de fora que teme a Deus , que possa me ajudar a tomar a decisão correta.

    • Lena, olá,
      .
      neste momento, esse homem está aliançado com outra mulher. Você não pode interferir. É um engano achar que namoro e noivado não são sacros, esses períodos já representam um compromisso entre duas partes e devem ser respeitados. Se esse rapaz não for se casar com ela terá de ser por uma decisão pessoal dele e não por uma interferência sua.
      .
      Recomendo que você procure seu pastor e busque desabafar e se aconselhar com ele.
      .
      Oro por ti é por todos os envolvidos nessa história, para que vivam a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Paz a todos,
      .
      mz

  54. Lena disse:

    obrigada pelas palavas , Deus te abençoe !
    os caminhos de Deus são perfeitos , ele vai fazer o melhor.

  55. Mare disse:

    Olá,
    Sou cristã , e tenho a plena convicção de tudo isso que você escreveu.
    Mas a verdade é que por motivos errados eu me casei.
    Casei para sair de casa, minha mãe era depressiva, e sempre quando dava as crises nela eu era o alvo. Apanhava muito dela, e sempre ouvia palavrões e palavras de maldições sobre minha vida.
    Tive um outro relacionamento antes do meu esposo.
    Era muito apaixonada, e fazia muitos planos. Mas de repente todos os planos foram por agua abaixo, e tudo acabou. sofri muito. E nesse meio tempo conheci o meu esposo. Começamos a namorar logo de cara, entrei de cabeça para tentar esquecer o ex, mas não consegui, e com o tempo vi que não era aquilo que eu queria,
    e por varias vezes tentei terminar, mas ele sempre pedia uma chance e dizia que faria eu ama-lo como ele me amava.
    O tempo foi passando, e os problemas de minha mãe foram se agravando, e eu sempre apanhando cada vez mais dela. Até que não aguentei mais, e na tentativa de sair de casa me casei.
    Já fazem 8 anos que estou casada, tenho dois filhos lindos, benção de Deus na minha vida. Mas não sou feliz no meu casamento. As brigas são constantes, não nos entendemos.
    Ele me da tudo que o dinheiro pode comprar, e na cabeça dele isso basta, somente essa é a parte dele.
    Já propus algumas tentativas de soluções para ele, como uma terapia de casal, orarmos juntos, passarmos pequenos períodos conversando um com o outro para aprendermos a dialogar, pra tentarmos nos entender, mas ele sempre foge, da uma desculpa, mas a verdade é que ele não quer sair do comodismo, e fazer algo para mudar. Ele também já esta cansado da situação.
    E também não quer caminhar junto comigo, vai as vezes na igreja quando as crianças chamam, mas por ele não iria.
    Não sou feliz, sinto uma tristeza muito grande no meu coração, por saber que por uma escolha errada, estou pagando um alto preço hoje.
    Me sinto triste, cansada, sem animo, e sem saber o que fazer.
    Minha dúvida é… na palavra em Amós 3; 3 diz:
    – Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?
    Como continuar caminhando junto com ele se não nos entendemos mais??
    O meu temor ao Senhor me faz continuar caminhando, mesmo que infeliz, mas na tentativa de um dia tudo isso mudar, a ponto de eu passar até mesmo a ama-lo. Será isso possível diante de tantos erros até aqui?

    • Mare, olá,
      .
      fico muito triste por tudo isso. Acredito na restauração total de casamentos destruídos, já vi muitos casos na minha vida de casais que chegaram até a se separar mas, depois, com dedicação e buscando a Deus, construíram uma vida feliz. Assim, naturalmente, creio no poder de Deus para fazer o que parece impossível a nós.
      .
      Você deve procurar seu pastor. Tem de se aconselhar com o homem a quem Deus confiou o pastoreio de sua alma. Peça a ele conselho, apoio, intercessão.
      .
      Esqueça seu ex-namorado, ele ficou para trás. Você é casada. Hoje ele é apenas um entrave a sua vida matrimonial.
      .
      Amós não se aplica ao seu caso. É preciso ver o contexto da passagem. Converse com seu pastor e ele explicará. Lembre-se do que Deus disse a Malaquias: “Eu odeio o divórcio”. Muito cuidado ao pegar um versículo isolado para tentar justificar seus atos.
      .
      Creio, Mare, que Deus pode restaurar seu casamento. Com esforço seu em oração o coração de seu marido pode mudar. Deus muda qualquer coisa. Confie, busque, aja e vá ao seu pastor.
      .
      Um abraço carinhoso, com fé na restauração,
      mz

      • Mare disse:

        Muito obrigado pelas palavras.
        Que Deus continue o abençoando e lhe usando para ser benção na vida das pessoas, assim como foi na minha.
        Obrigado!

      • Não tem de que, minha irmã, seja forte e não esmoreça, confie em Deus e caminhe com fé. O amor do Senhor é contigo.
        .
        Na paz de Cristo,
        mz

  56. leonel disse:

    paz tenho um filho moro com ela mais não o amo sou cristão e agora

    • Leonel, olá,
      .
      querido, recomendo que você procure seu pastor e converse com ele, ok? É preciso saber toda a tua história para aconselha-lo e teu pastor é quem melhor pode fazer isso. Confie nele, busque a Deus e tome suas decisões segundo as Escrituras.
      .
      Em oração por você,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s