Deixa tua oferta diante do altar

Publicado: 02/01/2012 em Amizade, Amor ao próximo, Espiritualidade, Fruto do Espírito, Graça, Inferno, Pecado

“Vocês ouviram o que foi dito aos seus antepassados: ‘Não matarás’ e ‘quem matar estará sujeito a julgamento’. Mas eu lhes digo que qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco!’, corre o risco de ir para ofogo do inferno. Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contravocê, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta.” (Mateus 5.21-24)

Eu já tinha lido isso mil vezes. Mas, confesso, passava por cima sem dar muita atenção. Até que, recentemente, estagnei nesta passagem. Li e confesso: chorei muito. Pois percebi o quanto nunca eu e você fazemos isso. Nunca! A gente acha que é isso mesmo, que “fulano não presta” e que “Deus pese a mão sobre ele”, que se dane e suma da frente. Só que aí para e lê isso, sob a sombra do Espírito Santo. Meu irmão, minha irmã, dói.

Você já parou para pensar em quão sério é isso? Estamos falando aqui do fogo do inferno! E como a salvação é pela fé, fica claro que as pessoas que deixam o Sol se pôr sobre sua ira não estão demonstrando por suas obras que têm fé salvífica. Então o que está em jogo aqui é o destino eterno de sua alma: fogo do inferno ou não?

Que difícil é a proposta de Jesus nesta passagem! Se houver qualquer rusga, qualquer desavença, qualquer problema entre mim e um de meus irmãos, eu, antes de louvar, orar, ouvir a pregacao ou outra atividade que costumo fazer ante o altar de Deus preciso sair do santuário, ir até onde estiver a pessoa com quem eu tiver qualquer problema e me reconciliar com ela. Isso exige humilhar-se.

Difícil demais… Mas é o que Jesus mandou.

Assim, se passamos os olhos por cima dessa passagem como quem passa por cima de um bueiro por uma calçada, desta vez o bueiro explodiu sob os meus e os seus pés, querido, querida. Por isso vamos tentar fazer diferente. Releia calmamente e deixe o bueiro explodir também na sua vida:  “…qualquer que se irar contra seu irmão estará sujeito a julgamento. Também, qualquer que disser a seu irmão: ‘Racá será levado ao tribunal. E qualquer que disser: ‘Louco!’, corre o risco de ir para o fogo do inferno“. Releu até “fogo do inferno”? Agora vamos ao “Portanto, se você estiver apresentando sua oferta diante do altar e ali se lembrar de que seu irmão tem algo contra você, deixe sua oferta ali, diante do altar, e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão; depois volte e apresente sua oferta“.

O que essa passagem quer dizer?

Exatamente o que ela diz. Que temos que nadar contra a correnteza da nossa natureza humana, entrar na contramão dos nossos instintos E FAZER O QUE É CERTO. Você tem um problema com alguém. Cortou relações, brigou, ficou de mal, fez beicinho, olhou torto… Que seu pastor não me ouça, mas não vá ao culto. Simplesmente isso: esqueça o culto dominical de sua igreja. “Que isso, Zágari, isso é o principal na vida do crente!”. Mas, segundo essa passagem, Deus olhará os seus louvores, as suas orações, a sua adoração e simplesmente dirá: “Você veio ao culto, está aqui diante do altar, ok. Só que se você tiver alguma única pessoa na sua vida contra quem tem algo, querido, vá embora. Reconcilie-se. Faça as pazes. Peça perdão. Humilhe-se. E depois volte”. Ai. Dói. Mas é o que Jesus disse. Então é o que é.

O culto importa. Estar no santuário importa. Estar diante do altar importa. Cantar a Deus importa. Ouvir a pregação importa. Orar uns pelos outros importa. Mas nada disso importa se você não ama a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo. E amar o próximo inclui deixar de lado rusgas e brigas, pedir e aceitar perdão e acabar reconciliado. Em paz. Não é preciso viver aos beijos e abraços, não é preciso nem mesmo voltar à convivência… mas é preciso zerar a dívida.

E eu sei o que você vai dizer: “Ah, mas eu já pardoei diante de Deus, então tá tudo certo”. Não, meu irmão, minha irmão, não tá. Pois Jesus foi claro: “e vá primeiro reconciliar-se com seu irmão“. É preciso haver um contato direto com a pessoa. Não é só dobrar o joelho no quarto não. É cara a cara. Que dureza, hein? E quem disse que ser cristão é fácil, que é só cantar louvores e frequentar celebrações e festivais gospel?

E você? Tem desafetos? Tem pessoas com quem não fala? Está brigado? Rompeu relações? E ainda assim vai aos cultos? Diante das palavras de Jesus eu te perguntaria: está indo aos culto fazer o quê além de perder tempo?

Pois o maior culto a Deus é: “Se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas vivas sobre a sua cabeça. Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem” (Romanos 12.20,21). Duro. Difícil. Mas bíblico.

Eu mesmo passei por isso recentemente. Briguei com alguém que amo. Em minha concepção, o erro partiu dela, uma pessoa que tem por hábito ofender os diferentes. Me chamou de “desgraçado” para baixo. Mas eu também errei, porque não aguentei ficar calado e paguei a ofensa na mesma moeda. Pequei. Ouça minha confissão: pequei. Só que, ao ler a Biblia e conversar com meu Pastor, resolvi fazer não o que meu orgulho me manda, mas o que a Bíblia manda: convidei essa pessoa para vir a minha casa almoçar, preparei bacia com água, sabão a e toalha. Eu lavaria seus pés e pediria perdão pelas palavras duras que disse. Não diria um ai sobre os absurdos que ela falou. Humilhar-me-ia e só. Depois iríamos almoçar. Mas, com a mesa posta, essa pessoa simplesmente não apareceu. Não telefonou. Não se justificou. Meu aniversário foi no dia seguinte. Não ligou. É um direito dela.

Mas eu fiz a minha parte e agora posso apresentar minha oferta diante do altar de consciência limpa. E você? Pode?

Paz a todos vocês que estão em Cristo.

.

About these ads
comentários
  1. Daril disse:

    Boa palavra essa Zagari! Só com atitudes assim, de verdadeiro arrependimento e concerto com os irmãos e com Deus, poderemos mudar o cenário espiritual no meio cristão. Há muita atividade, mas pouca essência nas igrejas. As pessoas se ofendem com muito pouco e ficam “de mal” umas com as outras. A igreja esta dividida em milhares de fragmentos. Se não começarmos a amar como Jesus mandou nada melhorará.
    Deus abençoe teu ministério!
    Um abraço,
    Daril

  2. Jéssica disse:

    Ontem já estava indo dormi quando vi meu e-mail e me deparei com esse post.
    E Deus falou muito através deste texto e antes mesmo que eu terminasse de ler ele todo,fui e procurei minha irmã em Cristo e eu pedir perdão a ela!E só assim posso agora dizer que estou em paz comigo mesma e com Deus!
    Zagari,que o nosso Deus lindo continue abençoando vc e te usando para a glória dele!
    Abraço!!
    Jéssica

  3. marcojuric disse:

    É difícil hein Zágari, mas é o que temos que fazer. Que Deus me ajude a fazer sempre assim.

    God bless you!

    Marco Tullio

  4. Mano querido,

    Como já dizia nosso mano: “Duro é este discurso”. O homem parece que gosta de viver de “escute o que foi dito aos antigos” ao invés de “eu, porém, vos digo”. Insistimos em viver nos rudimentos da Lei, olho por olho, dente por dente. Duramos a sofrer o dando (afinal, sofrer o dano dói).

    O problema é que perdoar é sinônimo de desistir de si mesmo, abrir mão da nossa razão, negar a meu pior inimigo (eu), carregar a Cruz, cumprir toda a Lei (já que nossa Lei agora é o Amor), e nenhuma dessas coisas agrada a malvada da carne. Mas, se a nossa justiça não excede a dos escribas e fariseus, que diferença faz? Se dizemos estar cheio de Amor e não O deixamos transparecer, que diferença faz? Se amamos Aquele que nos gerou, deveríamos amar também o Jesus que há dentro de cada um de nossos(as) irmãos(ãs), amando, consequentemente, o próximo.

    Me pergunto, mano, o porquê desse nosso apego à angústia. Quando não perdoamos, permanecemos presos à essa pessoa. Afinal, quando a virmos, lembraremos das mágoas. Ou, quando presenciarmos uma situação semelhante, lembraremos daquela pessoa e, juntamente a ela, as mesmas mágoas. Perdoar é libertar-se, é dar lugar à ira (para que ela passe direto), viver em Paz, dizer “Vai-te e não peques mais” ao invés de apedrejar, ou então “Perdoa-me, pois pequei contra ti”.

    Lembra o que aconteceu na parábola do servo que teve a dívida perdoada pelo seu Senhor, mas não perdoou a dívida de seu conservo? Me lembrei muito dela “/

    Paz do Senhor, meu irmão amado

    nEle, que aniquilou-Se a Si mesmo para poder me perdoar, e espera que eu faça o mesmo.

  5. Eu tenho reconhecido Zágari que esta tem sido das maiores armas que o inimigo tem usado para nos destruir não somente nas relações entre a família espiritual, mas a família terrena.
    A falta de perdão amarra, imobiliza a pessoa, mas também é verdade que a paz de Deus surge exactamente naquele momento de reconciliação.

    Muitos estão esperando que o que errou dê o primeiro passo, mas isso está completamente errado. Somos sempre nós. E isso custa muito. Mas a isso chamo: Ser evangélico praticante.

    Abraços.

  6. Lelê (Alessandra) disse:

    Glória a Deus por mais este post.
    Sim, nós temos que passar a fazer assim como Jesus nos ensinou.
    E é uma ordenança Dele!

    Parabéns!

  7. andreia disse:

    Querido Mauricio, realmente vemos que como a Palavra diz que tudo coopera para o bem daqueles que amam à Deus, e você diante dessa situação NADA agradável, nos edifica com este testemunho e ensinamento de como na PRÁTICA do dia a dia, devemos agir, independente de como a outra parte faça, ou não….

    Que o óleo da unção do Senhor NUNCA te falte.

    Grande abraço p/vc e linda familia,

    Com carinho,

    Andreia

  8. Day Anne disse:

    Obrigada, por mais esse post.Maurício!

    “Errar é humano perdoar é divino”.

    Quando perdoamos alguém que nos feriu realmente sentimos o gostinho da paz, do amor de Deus e quando somos perdoados descobrimos o que é misericórdia.
    Exercer o dom do amor não é fácil, pq geralmente são as pessoas que mais no feriram que nos levam a esse exercício as vezes sacrificial, pq contrariar a nossa natureza não é nada fácil.
    Mas como ser um cristão agradável aos olhos de Deus sem, matar o nosso eu grosseiro, vingativo e intolerante a cada segundo? Não há outro caminho que não seja o do arrependimento, do concerto e do amor.

    Paz!

  9. Day Anne disse:

    Obrigada, por mais esse post.Maurício!

    “Errar é humano perdoar é divino”.

    Quando perdoamos alguém que nos feriu realmente sentimos o gostinho da paz, do amor de Deus e quando somos perdoados descobrimos o que é misericórdia.
    Exercer o dom do amor não é fácil, pq geralmente são as pessoas que mais no feriram que nos levam a esse exercício as vezes sacrificial, pq contrariar a nossa natureza não é nada fácil.
    Mas como ser um cristão agradável aos olhos de Deus sem, matar o nosso eu grosseiro, vingativo e intolerante a cada segundo? Não há outro caminho que não seja o do arrependimento, do conserto e do amor.

    Paz!

  10. Tudo o que devemos querer é ser achado aprovado por Deus naquele Dia, e se isso conta para a nossa paorvação, é isso que devemos fazer, doa a quem doer, custe o que custar.
    Obrigado, Maurício. Te ouvir (ler) é um bálsamo!
    Abraço forte!

  11. Diego Sousa disse:

    Amar ao próximo. Vamos ao significado de amor na Palavra:

    “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha.
    Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor.
    O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade.
    Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. ”
    1 Coríntios 13:4-7
    Acho que essa parte basta né?

    Bom texto Zágari, enquanto muitos vão na “onda” do amor egoísta, que vê somente o EU, vamos lutando contra nós mesmos para viver o mandamento de Deus, o de amar nosso próximo como a nós mesmos. Estou lutando para ser um cristão melhor. Estamos, no amor e na graça do Pai, negando a si mesmo.

    Graça e Paz!

  12. Camila Freitas disse:

    essa palavra
    tocou muuuito meu coração
    parece que foi feita pra mim
    agradeço a DEUS.

  13. Marcelo de Andrade disse:

    Graça e paz, mano,

    Esse texto veio como uma flecha diretamente ao meu coração: congregava em uma igreja de modelo G-12, e após questionar algumas coisas que, escancaradamente, vão de encontro à Palavra, me puseram na “geladeira”. Fui sendo afastado aos poucos (chegou-se ao absurdo de alertarem alguns irmãos para que tivessem cuidado ao conversar comigo, pois minhas ideias eram “contrárias à VISÃO.” O pastor passou a me evitar e a mandar recados do púlpito, em meio a sermões (estava claro que tais recados eram para mim), e absurdos semelhantes.

    Até que, em um domingo pela manhã, quando pensava que nada mais poderia piorar, eis que ele, ao ministrar a lição de um estudo de Atos dos Apostólos, pegou um gancho no assunto e mandou o seguinte recado: “Se você não está satisfeito com a “VISÃO” e com o trabalho desenvolvido pela igreja, as portas estão abertas; você é livre para ir embora.” Note que ele não disse “Quem não estiver satisfeito”; o pronome utilizado foi “VOCÊ”; e para todo bom entendedor, pingo é letra.

    Maurício, aquele foi meu último dia naquela igreja. Após isso, fui ao gabinete comunicá-lo que não mais faria parte de sua igreja; se eu era o problema, então, a partir daquele momento, não haveria mais empecilhos. Porém, antes de sair, disse a ele umas coisas bem pungentes e outras muito duras.

    O fato é, mano, isso continua a doer. Nunca mais falei com o pastor (ele frequentava a minha casa, sempre conversávamos a respeito de estratégias de evangelismo, essas coisas), a tristeza e a mágoa são fortes ainda. Todavia, o Espírito Santo sempre toca o meu coração a respeito desse assunto. Reconciliação, perdão sempre vêm a tona. E agora, mais uma vez, aqui estou eu, através desse teu texto tão simples e cheio de unção, sendo confrontado pela Verdade.

    Que Ele me dê a devida força para fazer o que preciso!

    Que o Senhor Todo-Poderoso sempre possa encontrar espaço em tua vida, meu irmão, para te usar cada vez mais!

    Graça e paz,

    Marcelo de Andrade

  14. Mery disse:

    Belo texto,toca fundo na alma
    posso colocar no meu Facebook? com devido credito claro
    Em Cristo

  15. vilmar keffa disse:

    shalom,írmão mauricio!encontrei seu blog por acaso,pois me lançaram isaías 53,que crente não fica doente,e se ficar é por que não alcançou as promessas,me disseram.e naveguei pela net buscando rebater isso,pois sou mais um frustrado com ensinamentos e chavões que me ensinaram dentro de denominações evangélicas.comecei a pesquisar sozinho,com a ajuda de DEUS,depois de chorar muito sem ninguém do meu lado para me apoiar.um pastor abriu uma enorme ferida com uma profetada,que foi uma mentira grave a meu respeito no sentido espiritual pois ele fez um trabalho comigo de libertação.muitas coisas ruins aconteceram com ele ao ponto de sua esposa me pedi perdão pois ele me disse que a palavra de um profeta nunca volta atrás.mas minha vida espiritual foi um desastre,e afetou minha familia.hoje graças a YESHUA,estou sendo restaurado,e enxergo a vida cristã como você e os irmãos do seu blog.GRAÇAS A DEUS AINDA EXISTEM PESSOAS REALISTAS,REMANDO CONTRA A CORRENTE TRIUNFALISTA,MULTINACIONAL DO EVANGELHO COMERCIAL DA FÉ.QUE ADONAI TE GUARDE E GUIE SEUS PASSOS,E QUE VOCÊ CONTINUE SENDO CANAL DE BENÇÃOS PARA MUITOS ILUDIDOS E DECEPCIONADOS COMO EU.

    • Ô, Vilmar, meu coração chora ao ler tuas palavras.
      Que infelicidade encontrar maus pastores como esse pelo caminho.
      Se apegue a Deus, querido, mas não se afaste da comunhão dos santos. Procure uma igreja onde vc possa ser abençoado mas tb abençoar. Deus te deu dons e talentos para edificar o Corpo, não os deixe guardados na sua casa. Leve-os até onde estão os outros vilmares, que precisam da tua experiência para nao cairem em engodos e serem edificados.
      Eu me entristeço profundamente pelo que te aconteceu, mas recomendo fortmente que vc nao deixe isso te afastar da comunhão dos santos. Vc pode abençoar muitos.
      Deus seja contigo, meu querido irmão.

  16. Não sei em que ano foi postado esse texto, mas passei algo hoje e procurando o texto de reconciliar com o irmão, veio esse site. E quero dizer, o quanto foi usado pra mim. Antes de ler, fiz tudo que a Palavra me diz, mas confesso que minha vontade era de revidar..Afffffff, a pessoa me ofendeu de tudo que era jeito…Só por causa de um simples comentário no FACEBOOK,…Ela entendeu tudo errado e me ofendeu de tudo que podia. Pedi perdão…Falei que não era a minha intenção de chateá-la…E depois li sua postagem…E fiquei com meu coração tão feliz!!!! Que deus te abençoe mais e mais!

  17. Joyce disse:

    Confesso que chorei muito quando li sua resposta e testemunho, estou passando por uma situação dessas e estou em depressão, tristeza profunda e estou a ponto de desistir de tudo, me ajudem, pois nao tenho forcas mais.

    • Joyce, olá,
      .
      minha irmã, antes de qualquer coisa, receba meu carinho e minhas orações. Que Deus renove tuas forças e te dê paz.
      .
      Não sei o que houve com vc, mas, se há algo entre vc e alguém, busque a reconciliação. Se a pessoa nao quiser, vc fez a sua parte. Procure seu pastor. Converse com ele. Busque aconselhamento. Ele, melhor que ninguém, pode te amparar nessa hora.
      .
      Oro por vc, minha irmã. Um abraço fraterno, na paz de Deus,
      mz

  18. victor0388 disse:

    Irmão Zagari, estou ficando cada vez mais impressionado com a profundidade dos textos aqui presentes. Não é cristianismo raso. Não é conversinha motivacional. É sim, cristianismo do cerne, as palavras que Jesus falou que os cristãos fingem que não existe. Confesso que pasei por 2 momentos como esse na minha vida, e realmente é muito difícil. As palavras simplesmente travam na sua boca emal saem. Aconteceu com minha mãe, certa vez, após minha conversão e com algo que falei com o meu melhor amigo que o entristeceu. Em nenhuma das duas eu me achava culpado, mas sabia que, se não pedisse perdão, ia faltar algo no meu relacionamento com Deus. Foi difícl falar pra minha mãe que a amava (a primeira vez que falei isso), apesar das coisas que ela fez a mim, mas desde então, temos sido como amigos. Do mesmo jeito, difícil pedir perdão pro meu amigo e para seus familiares, por algo que não tive a intenção de fazer a eles. Doía bastante, vai contra esse pensamento brasileiro de se dar bem em tudo. Mas depois eu tive paz e um coração tranquilo para falar com meu Deus.

    Continue postando mensagens com o verdadeiro cristianismo. Deus sabe que o mundo precisa de cristãos que vão além do que aparentam.

  19. Gabriel Tavares Garcia disse:

    Esse texto me tocou profundamente. Meu melhor amigo esta bravo comigo por eu ter ficado muito grudado nele. E entao me disse ofensas muito duras. Tentei de todas as formas o perdao dele e que nossa amizade fosse refeita. Meu erro foi q mesmo ele dizendo q nao quer minha companhia, q sente raiva de me ver, eu continue procurando-o pedindo perdao insistentemente. E ele se irritou, desprezou meus sentimentos. Eu fiquei com tanta raiva pelo desprezo dele que acabei dizendo a ele ofensas muito duras. E eu me arrependo muito disso. Ele nao quer mais ter nenhum contato comigo, ele me odeia. Nao olha na minha cara, me despreza, e é dificil pq estudamos juntos. Mas gostaria de pedir perdao a ele por todos os meus erros. Como conseguirei? Ja q ele nao quer falar comigo.
    Se possivel, Deus permita, tentar refazer a amizade.

    • Oi, Gabriel,
      .
      lamento muito pelo ocorrido. Querido, se teu amigo se afastou por você ficar muito grudado nele, o que você tem de fazer é lhe dar espaço. Não fique em cima, não fique procurando. Ele tem os seus contatos e sabe onde te encontrar. Amizade não se impõe. Quando ele quiser te procurar vai fazê-lo. Dê espaço para ele.
      .
      Um abraço, no amor de Cristo,
      mz

      • Gabriel Garcia disse:

        Obrigado pelo carinho e pelos conselhos dados em sua resposta.
        Realmente, depois da briga contiuei o procurando pedindo desculpas, me explicando. Mas ele nao quis me ouvir.
        E acabamos (ambos) trocando serias acusaçoes e ofensas. Chegamos a questionar o carater e a fé um do outro.
        Porem, eu me arrependi sinceramente de tudo o q eu fiz e de todas as palavras. Mandei a ele uma mensagem pedindo perdao pelas ofensas.

        Desde entao, estou dando a ele o espaço que ele quer, mas é dificil ver ele me tratando com desprezo e indiferença. Considero-o apesar de tudo um irmao.
        Sera que devo ter esperanças de que um dia voltaremos a ser amigos (ou no minimo ele voltara a me tratar bem) ou devo aceitar que com tudo que eu fiz , ele ira permanentemente me querer longe dele (como ele proprio diz)?

        “Esperei com paciência no Senhor, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor.”

      • Oi, Gabriel,
        .
        A sua duvida só o tempo pode responder. Aos 42 anos, algo que aprendi é que amizades vêm e vão e poucas são as que permanecem por muito tempo. Siga sua jornada e entregue na mão de Deus. O que tiver de ser, será.
        .
        Abraço pra ti, no amor de nosso Deus,
        mz

      • Gabriel Garcia disse:

        Obg novamente pelas suas palavras.
        Tal qual nao foi minha surpresa ontem a noite ao receber uma mensagem deste meu amigo dizendo ” Quando der 22:50 sintoniza na radio 91.9 fm. Escuta ate o final valeu.”. No horario liguei o radio e um pastor falava sobre o rei Ezequias. Acredito que conheças sua historia. E desta historia tirei liçoes muito valiosas.
        Nao sei qual foi a intençao do meu amigo. Se ele sabia o que seria dito no radio.
        Mas fico feliz de perceber que sua raiva passou. E que mesmo nao me considerando mais um amigo, ele se importa comigo e com o meu crescimento.
        Estou numa felicidade plena, como a muito tempo nao ficava.

      • Fico feliz por você, Gabriel. Segue nessa força e não desanime.
        .
        Abraço pra ti, na paz de Cristo,
        mz

      • Gabriel Garcia disse:

        Boa noite Zágari.
        Venho aqui apenas para dizer que o problema que tinha com meu amigo se resolveu.
        Conversamos, nos perdoamos por tudo que aconteceu. E agora estamos em paz.
        E isso é maravilhoso.Tirar do nosso coraçao todo e qualquer mal sentimento em relaçao a alguem.
        Ainda nao voltamos a ser amigos, se é que um dia voltaremos. Mas agora eu e ele podemos seguir nossas vidas sem o peso que estavamos carregando.

      • Fico muito feliz por vocês, Gabriel. Deus siga abençoando ambos, com graça e paz.
        .
        Abraço forte, no amor de Deus,
        mz

  20. Vivian disse:

    Oi Mauricio, boa tarde!

    Que lindo.

    Eu preciso lavar os pés de 2 pessoas, pelas quais fui ofendida e como resposta também ofendi.Nunca fui procurada, mas ja fiz um convite para uma delas, que nao aceitou um encontro. E a outra pessoa não me olha. Daí eu pergunto, como podemos pedir perdão desta forma? ja pensei em mandar e-mail, mas não sei se no mundo espiritual isso seria válido. É bem difícil isso. Ja orei e pedi perdão e ja os perdoei, mas sabemos que é preciso mais. Porisso que sempre digo, ser cristão não é fácil. Obrigada por essa palavra. Deus o abençoe.

    • Oi, Vivian,
      .
      se as pessoas não desejam encontrar você é válido sim mandar um e-mail. Elas tomarão conhecimento do que se passa na sua alma e você terá feito sua parte. Se elas não quiserem responder, é algo que fica entre cada uma e Deus.
      .
      Um abraço, na paz de Deus,
      mz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s